Prefeitura de Itacaré inicia cadastramento do Bolsa Família

Domingos Matos, 14/02/2017 | 15:45
Editado em 15/02/2017 | 09:30

A Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Itacaré iniciou esta semana o cadastramento dos beneficiários do Bolsa Família, com a proposta de a atender um grande número de pessoas contempladas com o programa. O atendimento está sendo feito das 8 às 14 horas, com prioridade para as pessoas que tiveram seus benefícios cancelados e aqueles que se deslocam da zona rural, tendo em vista a dificuldade de acesso, mas todos estão sendo atendidos.

A secretária de Desenvolvimento Social, Ivonete Damasceno, explicou que um dos primeiros passos foi organizar as instalações da secretaria, reformando as unidades e criando espaços mais dignos para receber as pessoas que procuram os serviços e os benefícios sociais. Depois foi a vez de organizar cada benefício e o Bolsa Família mereceu uma atenção especial pois é um programa de transferência direta de renda, direcionado às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o País, de modo que consigam superar essa vulnerabilidade. O programa busca garantir a essas famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde. E a proposta é ampliar o úmero de pessoas de Itacaré beneficiadas com o programa.

Além do Bolsa Família, a Secretaria de Desenvolvimento Social também já está realizando a carteira de idoso, o cadastramento do Programa Minha Casa Minha Vida e vários outros tipos de atendimento e benefícios como encaminhamento para próteses e cadeiras de rodas. Equipes da Secretaria de Assistência Social também vem realizando in loco a busca de identificação de pessoas que estão em vulnerabilidade para prestar o atendimento. Profissionais da área de assistência social, psicólogos e técnicos da secretaria se deslocam até as pessoas para verificar a situação de cada cidadão e encaminhar para os atendimentos e serviços.

Todo esse trabalho, segundo explica Ivonete Damasceno, faz parte do compromisso do prefeito Antônio de Anízio de prestar um atendimento de excelência aos cidadãos de Itacaré, possibilitar a essas pessoas o acesso aos benefícios e programas sociais, além de assegurar a qualificação profissional para que possam gerar emprego e renda para as famílias. A Secretaria de Assistência Social funciona na praça Santos Dummont, na chamada Praça dos Cachorros. Já Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) está localizado na rua 07 de Setembro, enquanto que o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) funciona no bairro São Miguel.

SDR se reúne com gestores municipais do Território Litoral Sul na Uesc

Domingos Matos, 14/02/2017 | 13:45

Com o objetivo de fortalecer a estratégia da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), de interiorização dos serviços, gestores e técnicos da secretaria, estão percorrendo, nos meses de fevereiro e março, os 27 Territórios de Identidades da Bahia para apresentar as ações da SDR aos gestores municipais e pactuar com as prefeituras estratégias para fortalecer o desenvolvimento rural no estado.

Nesta  quarta-feira (15), o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, e a equipe técnica da SDR, estarão reunidos com os dirigentes municipais do Território Litoral Sul. O evento acontecerá, às 9h, no auditório da torre administrativa da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus. A iniciativa tem o objetivo de intensificar a articulação de políticas públicas, por meio do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) e do Serviço Municipal de Apoio à agricultura Familiar (SEMAF).

O público prioritário serão os gestores públicos municipais e estaduais, Colegiados Territoriais, integrantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS), instituições prestadoras de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e movimentos ou entidades representativas da agricultura familiar.

A Bahia é o estado que possui o maior número de famílias vivendo da agropecuária, atividade responsável pela produção de 77% dos alimentos saudáveis que chegam a mesa dos baianos.  De acordo com o Censo Agropecuário (IBGE, 2010), o estado concentra a maior população rural do Brasil, com 3,9 milhões de habitantes. Também reúne o maior número de estabelecimentos da agricultura familiar, com cerca de 700 mil propriedades.

A Agricultura Familiar responde por 44% de tudo que se produz na agropecuária do Estado, com o Valor Bruto da Produção (VBP) anual de R$ 3,74 bilhões. A agricultura familiar também é responsável por 77% dos alimentos que chegam à mesa das famílias baianas e por 81% da mão de obra das famílias no campo. A Agricultura Familiar é destaque na produção de mandioca, feijão, mel, leite, pesca e aquicultura artesanal, fruticultura, oleaginosas e caprinovinocultura, entre outros produtos.

Conjunto Penal de Itabuna define início do ano letivo de 2017

Domingos Matos, 11/02/2017 | 12:26

Durante reunião com representantes das redes estadual, municipal e do Todos Pela Educação (federal), a direção do Conjunto Penal de Itabuna (CPI) definiu o início das aulas para o próximo dia 19. A matricula das turmas 2017 estão sendo finalizadas, mas já há a expectativa de um número recorde de estudantes nas diversas modalidades oferecidas pelas três redes.

De acordo com Yuri Damasceno, gerente operacional da Socializa, empresa que administra o CPI em regime de co-gestão com a Secretaria Estadual da Administração Penitenciária (Seap), todo apoio será garantido por parte da empresa, para que as aulas transcorram de maneira tranquila, segura e com o conforto necessário para os profissionais e educandos.

A reunião foi coordenada pela pedagoga Maria Miranêz Santana, coordenadora pedagógica do Colégio Estadual de Itabuna, escola-matriz do anexo do CPI, e teve a participação, além do corpo docente que atua na unidade, de um representante do Ministério Público – Felipe Setenta, da 13ª Promotoria – e do diretor-adjunto (Seap) Bernardo Cerqueira Dutra.

Entre as demandas apresentadas pelos representantes das três redes, estão a adequação acústica nas salas de aula, instalação de ventiladores e adequação dos procedimentos de segurança e de serviços sociais. “A Socializa busca a excelência na prestação dos serviços de gestão prisional, e entende que a educação, assim como demais atividades de ressocialização, que também oferecemos. Não mediremos esforços para garantir toda a estrutura necessária para que tenhamos cada vez maior êxito”.

Cursos

No final de janeiro (dia 28) ocorreu a formatura da turma de Corte e Costura (foto). Além desse, também são oferecidos cursos de serigrafia, cabeleireiro, manicure, marcenaria, artesanato entre outros. Há também na unidade o oferecimento de um curso do idioma Italiano, ministrado por um interno dessa nacionalidade. Todos são certificados e cumprem o que preconiza a Lei de Execuções Penais, em relação à remição e garantia de direitos.

Domingos Matos, 11/02/2017 | 12:15

Carnaval de Itabuna começa hoje com apoio do governo do estado

Domingos Matos, 10/02/2017 | 15:34

O 'Itabuna Folia 2017', primeiro Carnaval antecipado do Brasil, começa nesta sexta-feira (10) e segue até domingo (12), com o apoio do Governo da Bahia, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado (Bahiatursa).

A abertura da festa será marcada pela Lavagem do Beco do Fuxico, com a participação de baianas, trio elétrico e blocos culturais. O tema será 'Saga de Guerreiro', uma homenagem ao ator Mário Gusmão, primeiro negro formado na Faculdade de Teatro da Universidade Federal da Bahia (Ufba). 

Após a Lavagem do Beco, a folia terá dez bandas na primeira noite, como Babado Novo, Tsunami, Amor a Dois, Negaline, Constelação da Bahia, Eletrikka, Bikuí, Sem Censura e Bonde dos Catchorros.  No palco alternativo, na Praça Rio Cachoeira, irão se apresentar a Banda Arreio de Couro, Takabum, Alex Oliveira, John e Ruares.

Precisamos falar da relação Ministério Público x Fernando Gomes

Domingos Matos, 08/02/2017 | 12:14

Dizem que bebês fazem testes constantes com suas mamães e papais, através do choro. Fazem testes para saber até onde podem ir com o choro para receber a recompensa do colo, por exemplo. Se os pais vão pegá-lo no colo pelo carinho imediato ou pelo desespero cusado pelo choro. São verdadeiros cientistas da fofura. 

O Ministério Público Estadual em Itabuna tem feito alguns testes com os prefeitos nos últimos anos, especialmente em relação à realização do Carnaval. Com Azevedo e Vane, por exemplo, uma recomendação contra a festa surtiu efeito, e os gestores foram desmoralizados perante a parte do público que pedia a festa e a quem eles a prometera.

O mesmo teste foi feito com Fernando Gomes agora: uma recomendação contra os gastos do dinheiro público - na prática uma recomendação contra a folia, que não se realiza sem nenhum aporte de verba pública -, que foi solenemente ignorada pelo atual mandatário.

Aliás, não ignorada, mas devidamente tripudiada por Fernando Gomes. (Uma pergunta: por que, ao invés de recomendar, não propor uma ação?)

É que, no fundo, Ministério Público e Fernando Gomes sabem que o maior escárnio dessa relação foi e é a sua candidatura, eleição e posse no pleito de 2016. Se ele, multi-condenado, pode ser candidato e, mais votado, tomar posse, claro que lhe foi dado um cetro mágico.

Fernando nunca escondeu isso, e uma prova é o seu slogan de campanha, que usa até hoje: "Foram me chamar...".

Ora, quem diz isso diz com todas as letras que fará o governo que bem entender, afinal ele não queria, mas o "forçaram" a ser prefeito.

Taí. O Ministério Público - como a sociedade - terá que o engolir.

Voltando aos bebês cientistas: alguns pais se mostrarão fracos diante de tanta gritaria e farão de tudo para cessar aquele sofrimento. Outros, dirão: deixe de manha, que eu conheço esse choro.

Eduardo Cunha cria labirintos e mostra as saídas para Temer

Domingos Matos, 08/02/2017 | 10:35
Editado em 08/02/2017 | 11:19

Entender a mente psicopata é um dos grandes desafios da humanidade. O psicopata pensa além, sempre além. Ele cria um labirinto mas mostra a saída, não necessariamente dando-a de mão beijada. Há que se ter um mínimo de inteligência - ou ser um pouquinho psicopata também? - para se chegar à resposta do problema proposto.

Não sabemos se Eduardo Cunha é diagnosticado, mas que ele tem um comportamento muito coincidente com a condição psicopata - ao menos com a que nos acostumamos a ver no cinema - isso tem. Ele, assim como os psicopatas de cinema - vamos tomar essa referência, para evitar erros científicos - pensa em tudo e sempre além. Ele não descuida de nenhum detalhe. Foi pego? Foi. Mas, calma que o jogo ainda não acabou. Ser preso por Moro era parte do plano, certamente.

Um exemplo do pensamento psique dele: "esqueceu" um telefone cheio de pistas em um local que sabia que seria investigado. (O próprio tipo de telefone também indica um grau de preocupação com a atividade a que se dedicava: um BlackBarry, que sabidamente tem proteção maior a dados, por meio de uma criptografia de senha até pouco tempo inviolável. Ele, providencialmente, o deixou sem senha.)

Mas a demonstração mais interessante dessa condição pode ter sido dada no depoimento que prestou ao juiz Sérgio Moro, na terça-feira (7). Ele simplesmente mitou na escala da psicopatês ao construir um labirinto em forma de confissão, envolvendo o presidente Michel Temer. Disse, com todas as letras, que era Temer quem coordenava as nomeações que iriam drenar os recursos dos contratos da Petrobras para o grupo.

E, claro, mostrou a saída desse labirinto: leu uma carta em que se diz portador de um aneurisma, como o da Dona Marisa. e reclamou que no presídio não tem assistência médica adequada. Tolinha a afirmação, não?

Não.

Simplesmente está dizendo a quem pode salvá-lo (Temer - quem sabe através de um ministro revisor de seu processo no STF?): "use a minha doença para justificar a minha ida para o regime aberto, bote tornozeleira, faça o que quiser, mas me tire da prisão. Já te dei o caminho".

A mente psicopata é fascinante.

Fernando recebe reitor e critica construção da UFSB em Ilhéus

Domingos Matos, 08/02/2017 | 09:39
Editado em 08/02/2017 | 09:47

O prefeito Fernando Gomes recebeu em audiência no seu gabinete, o reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia, Naomar de Almeida Filho; acompanhado da vice-reitora, Joana Guimarães; do pró-reitor Francisco Mesquita e do assessor Oswaldo Barreto.

Na agenda o convite para que o prefeito visite o campus  Jorge Amado daquela unidade de ensino, em Ferradas  e ajude na desapropriação de uma área de 40 hectares para implantação da reitoria, bem como de um centro cultural, com cinema, biblioteca e outros equipamentos.

Fernando Gomes criticou a implantação de parte do campus da UFSB  em Ilhéus, e lamentou que o seu antecessor não tivesse adquirido uma área de 100 hectares em território itabunense, “não tenho nada contra Ilhéus, mas brigo e defendo a minha cidade.” Também lamentou as dificuldades enfrentadas no início do seu governo , “encontramos uma cidade abandonada e com problemas em todas as áreas,” complementou.

O reitor mostrou que a implantação da UFSB vem avançando em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas, onde estão os três campi, que este ano deverão receber uma dotação de R$ 80 milhões injetados na economia regional. A universidade funciona há três anos e tem o maior orçamento entre as instituições de ensino federais no interior do Brasil, contando com 2,3 mil alunos matriculados.

Ficou definido para a próxima quinta-feira (9), a visita uma área de 40 hectares no semianel rodoviário e a área do Parque Ecológico, próximo ao Fórum e à Maternidade da Mãe Pobre, com 400 mil metros quadrados.

Dona Marisa será velada no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

Domingos Matos, 03/02/2017 | 22:47

Da página do ex-presidente Lula no Facebook:

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva faleceu nesta sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017, às 18:57.

O velório será neste sábado (4), das 9h às 15 h, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dona Marisa Letícia se conheceram. O Sindicato fica na Rua João Basso, 231, em São Bernardo do Campo.

Em seguida, haverá no Cemitério Jardim da Colina uma cerimônia de cremação reservada à família

Amurc, UFSB e Uesc - uma nova chance

Editorial do Jornal Agora (02.02.17)

Domingos Matos, 02/02/2017 | 08:06

Para que serve a Amurc, a nossa versão regional de uma associação de municípios? No estatuto tem algo mais ou menos assim: a Amurc é uma Associação sem fins lucrativos e sem vínculo partidário, com a missão de fortalecer o municipalismo, tornando-o democrático e inovador, contribuindo, assim, para a eficiência da gestão pública municipal. Palavras-chave: municipalismo, força, gestão, democracia e inovação.

A Amurc existe há 32 anos, período em que apresentou momentos de alta e de baixa. Mais de baixa do que de alta. Possivelmente nunca tenha sido de fato compreendida pelo seu público-alvo – os municípios da região circunscrita – e, mais grave, parece não ter a compreensão sequer dos municípios que representa, dos que são de fato associados. Prova disso é a dificuldade para receber dos associados a mensalidade com que paga as contas.

O modelo associativista está para ser descoberto pelos gestores regionais, o que reflete também em todos os setores da atividade econômica e social desse canto da Bahia. Então, o novo presidente, eleito na terça-feira (31) por aclamação, o prefeito de Itacaré Antônio Damasceno, o simpático Antônio de Anízio, tem como missão primeira seduzir seus pares, inculcar-lhes a necessidade e a garantia, se não de sucesso, mas de ser o melhor caminho para, que é o modelo de desenvolvimento baseado no associativismo.

E, claro, não terá como fazer isso, senão por meio de ações. Trabalho. Pode começar com uma série de discussões a respeito do destino da região, para onde queremos ir, como queremos ir e por que precisamos ir. Os grandes temas estão aí: barragem do rio Colônia, novo aeroporto internacional, Porto Sul, duplicação da Ilhéus-Itabuna, crise hídrica nos municípios, recuperação de nascentes, reorganização dos espaços produtivos.

Mas, a Amurc que o novo presidente está assumindo vem com um brinde espetacular: uma universidade federal novinha em folha já implantada na sua circunscrição. Sim, a nossa UFSB tem mentes capacitadas para tirar a região do atoleiro e, mais que isso, direcioná-la ao eldorado do desenvolvimento sustentável. Está lá, ávida por convênios, na expectativa pelo start.

Uma contrapartida necessária: os dois maiores municípios da região, que mais se beneficiarão dela no primeiro momento, precisam aceitá-la – parece incrível, mas Ilhéus e Itabuna ainda não se deram conta do que é ter um instrumento desse porte, a lhes assessorar em parcerias institucionais... Pode ser também uma missão do novo presidente tratar desse pormenor: “reconheçam a UFSB!”

O presidente da Amurc tem, então, a nobre missão de despertar a consciência associativista nos municípios que representa, assumir o protagonismo de falar em nome do bloco, após discussões aprofundadas dos temas e trazer para junto de si – e também levar os municípios para junto dela – a Universidade Federal do Sul da Bahia.

A seara é grande. Poucos são os obreiros. Mas o trabalho precisa ser feito. No momento em que o país afunda, talvez descubramos que fomos privilegiados por ter ao nosso lado instrumentos como a nova universidade. É começo de mandato para novos e antigos gestores, o que nos parece o timing perfeito para uma mudança de mentalidade.

Em tempo: tudo o que se disse da UFSB aplica-se, ainda com maior gravidade, pelo tempo em que está entre nós, à nossa Uesc. Refaçamos o apelo: “gestores, reconheçam as nossas universidades!”.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.