CMVI

Serviços da Oi serão restabelecidos gradualmente; fogo foi controlado na madrugada

Domingos Matos, 22/12/2010 | 14:43
Editado em 22/12/2010 | 15:05

O Corpo de Bombeiros iniciou, na manhã desta quarta-feira, o trabalho de resfriamento das paredes internas do prédio central da operadora Oi, localizado na avenida Antônio Carlos Magalhães, bairro do Itaigara, região nobre de Salvador (BA).

O resfriamento tem o objetivo de viabilizar a realização da perícia, que indicará o prejuízo causado pelo incêndio que atingiu o prédio durante toda a terça-feira. Por causa do fogo, que foi controlado na madrugada desta quarta, a laje do edifício desabou parcialmente.

De acordo com o engenheiro da Defesa Civil de Salvador (Codesal), José Carlos Palma, a estrutura do imóvel está comprometida, mas ainda não é possível afirmar a dimensão do prejuízo. "Somente após a finalização do resfriamento interno, que deverá ocorrer no final da tarde, será possível avaliar o prejuízo", destaca.

O fogo teve início por volta das 10h de terça-feira, na sala de baterias, no 2º andar do prédio de três pavimentos. Para conter as chamas, foram necessários cinco veículos do Corpo de Bombeiros, além de duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para prestar atendimento médico em casos de emergência.

Quatro bombeiros passaram mal por inalar fumaça tóxica e foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE). Outros dois bombeiros foram atendidos no local, pelas ambulâncias do Samu, com sinais de exaustão.

Por causa do incêndio, serviços de telefonia, internet, bancos, cartões de débito e crédito ficaram comprometidos em Salvador, cidades do interior, e nos Estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Piauí e Maranhão. Segundo a assessoria de comunicação da Oi, o restabelecimento dos serviços já foi iniciado e ocorrerá de forma gradual.

Informações portal Terra/Agência A Tarde

Deixe seu comentário


Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.