CPI realiza ações e palestras de prevenção ao suicídio no Setembro Amarelo

Domingos Matos, 25/09/2017 | 22:13
Editado em 29/09/2017 | 09:13

Com uma série de palestras e outras intervenções, a exemplo de dinâmicas de grupo e distribuição de cartilha educativa, profissionais da equipe de Psicologia e Psiquiatria realizaram um trabalho de alerta e prevenção ao suicídio junto a reeducandos do Conjunto Penal de Itabuna.

Na sexta-feira (22) ocorreu, no Centro de Ressocialização, a culminância do projeto, com a palestra “Suicídio – Entender para Prevenir”, proferida pela psicóloga Solange Prates, reunindo mais de 100 internos. A psicóloga, especialista em Saúde Mental, faz parte da Secretaria de Saúde do Município de Itabuna.

A iniciativa envolveu a direção do Conjunto Penal e toda equipe da Socializa, da Gerência à Segurança, incluindo a equipe multidisciplinar de ressocialização. O trabalho fez referência ao Setembro Amarelo – o mês de setembro é mundialmente dedicado à prevenção do suicídio.

Ação externa

Além da ação com os internos do CPI, a Socializa desenvolveu uma ação externa, em parceria com a Escola Estadual General Osório. A empresa cedeu um de seus profissionais da Psicologia para realizar uma palestra sobre Ressocialização, durante seminário que abordou a violência no ambiente escolar, no esporte e na sociedade.

O psicólogo Alessandro Peixoto falou do trabalho de ressocialização desenvolvido com os internos e abordou o Setembro Amarelo no âmbito do CPI. Foi realizada ainda a distribuição de cartilhas de prevenção ao suicídio – a mesma com que a equipe trabalhou com os internos – para professores e estudantes do Ensino Médio.

Deixe seu comentário


Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.