CMVI

Tag: 2018

PM aborda 7,4 mil veículos durante Operação São João 2019

Domingos Matos, 25/06/2019 | 16:58

A Operação São João 2019 da Polícia Militar da Bahia (PMBA), concluída nesta terça-feira (25), abordou 7.407 veículos e 14.857 pessoas em todo o estado, resultado da intensificação da fiscalização e patrulhamento nas rodovias estaduais diante do fluxo das pessoas que viajaram para o interior. 

Equipes do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e das Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário (1ª CIPRv/Itabuna, 2ª CIPRv/Brumado e 3ª CIPRv/Barreiras) participaram da ação. Durante os cinco dias de operação, iniciada na quinta-feira (20), 31 acidentes foram registrados, sendo 17 deles com vítimas. Foram 10 vítimas com ferimentos leves, 14 graves e 16 fatais. 

Segundo a PMBA, não é possível realizar um comparativo com o ano de 2018, pois o feriado de São João neste ano se estendeu em virtude do Corpus Christi. Assim, o fluxo nas rodovias baianas foi consideravelmente mais alto, inclusive com mais dias de festas em localidades onde há tradição.

Como resultado das abordagens preventivas, a PM recolheu 53 Carteiras Nacional de Habilitação (CNH) e apreendeu 54 Certificados de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV), além de 347 veículos retidos e 2.176 autos de infração extraídos. Ainda nas ações de fiscalização, 1.746 pessoas foram submetidas ao teste com etilômetros para verificar o uso de bebida alcoólica; dessas, 25 acusaram como positivo.

Sem homicídios

O São João na Bahia, que este ano teve a festa iniciada ainda no dia 20 em alguns municípios, terminou sem registro de morte violenta. No período de 20 a 24 de junho também não houve tentativa de homicídio. A maior parte das ocorrências, como geralmente acontece em grandes eventos, refere-se a furtos, que este ano totalizaram 260 casos.

Trinta e nove pessoas foram presas em flagrante, quatro casos a mais do que o mesmo período do 2018. Outras 217 foram conduzidas para averiguação (165 pela Polícia Militar e 52 pela Polícia Civil), resultando na instauração de 29 inquéritos e 102 registros de termos circunstanciados.

As polícias também conseguiram tirar de circulação 11 armas brancas e quatro de fogo. Já o número de lesão corporal dolosa apresentou um acréscimo de oito casos, passando de 18 para 26. “O São João é uma das festas mais tradicionais do estado e a Polícia Militar se preparada para fazer com que baianos e turistas curtam na paz. O balanço do trabalho é positivo, sem dúvida”, afirmou o comandante de Operações Policiais da PM, coronel Humberto Sturaro.

Já o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin) da Polícia Civil, delegado Flávio Gois, destacou o clima de paz nos municípios. “Se considerarmos a quantidade de pessoas e de municípios e o número de registro de crimes, percebemos que a porcentagem é bastante baixa e isso não é à toa. São muitos profissionais trabalhando de forma integrada para que tudo termine da paz”, concluiu. 

Aulas de graduação na UESC serão retomadas no próximo dia 03 julho

Domingos Matos, 21/06/2019 | 09:15

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) aprovou, na quarta-feira (19), a recomposição do Calendário Acadêmico Universitário, face ao movimento de greve dos docentes das universidades estaduais da Bahia. Com o fim da paralisação, no dia 17, as atividades acadêmicas nos cursos de graduação foram retomadas na segunda-feira (19), mas devido aos feriados e festejos regionais até o dia 02 de julho, as aulas retornam, efetivamente, no dia 03 de julho.

Diante da situação de excepcionalidade, aliada à conjuntura de afastamento de estudantes para os seus locais de residência acrescida a inexistência de transportes de prefeituras ou associações e, ainda a limitação econômica de parcela de estudantes que dificultam ou impedem seu comparecimento ao Campus da UESC, os Conselheiros fixaram e mantém atividades avaliativas no período de 17 de junho e 01 de julho e levando, também, em consideração a mobilização estudantil.

A Resolução nº 37/2019 aprovada na 43ª. Reunião Extraordinária do Consepe altera a Resolução nº 49/2018. No artigo 1º da Resolução ficou definido que “eventuais avaliações realizadas na graduação nos dias 17, 18 e 19 de junho de 2019 serão objeto automático de realização de segunda chamada.” O novo calendário deverá ser divulgado na próxima semana, após as devidas alterações.

Justiça manda demolir shopping popular; mais de R$ 2 milhões foram investidos na obra  

Domingos Matos, 19/06/2019 | 18:54

A Justiça mandou demolir o prédio onde funcionaria o shopping popular, no centro de Itabuna. A decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Ulysses Maynard, foi publicada na edição do Diário Oficial desta quarta-feira (19).

A obra, cujo investimento custou mais de R$ 2 milhões aos cofres públicos, começou a ser construída ainda na gestão do ex-prefeito Claudevane Leite (PRB), em 2014.

O prédio apresentou os primeiros problemas em 2016, quando parte da laje caiu. O fato foi ignorado e a obra prosseguiu. Foi entregue, inclusive, no final do governo Vane.

Ao tomar posse, em 2017, o atual prefeito Fernando Gomes resolveu formar uma comissão e determinou que equipes técnicas das Secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente atuassem em busca de uma solução para conclusão definitiva do shopping.

Após inúmeras inspeções que incluíram a contratação de empresa especializada em análise estrutural, saiu o resultado do laudo, constatando erro de projeto e de execução.

A prefeitura, então, acionou o Ministério Público para que a empresa Status e a gestão passada fossem responsabilizadas pelo dinheiro gasto no empreendimento inacabado.

No ano passado, foi registrado o segundo desabamento, dessa vez de uma parede. Após esse episódio, mais uma perícia foi realizada no prédio e apontou a necessidade de demolição do imóvel.

Na época, o juiz Ulisses Maynard determinou a demolição de parte do imóvel, o que aconteceu em agosto de 2018.

A decisão de demolição total, no entanto, saiu somente agora. A Justiça determinou, ainda, que a prefeitura se encarregue do serviço de demolição do prédio.

 

Construções históricas de Morro de São Paulo serão tombadas

Domingos Matos, 18/06/2019 | 11:38
Editado em 18/06/2019 | 15:26

O Governo do Estado prepara processo de tombamento de edificações históricas do Morro de São Paulo. A localidade pertence ao município de Cairu e é um dos destinos turísticos de destaque na Costa do Dendê. 

Reaberta em janeiro de 2018, após minucioso trabalho de requalificação, a Fortaleza do Morro de São Paulo é um dos equipamentos a serem tombados pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac). O conjunto a ser reconhecido inclui ainda o portaló, igreja de Nossa Senhora da Luz e o farol. 

“O tombamento valoriza os atrativos de Morro de São Paulo, cuja história e características naturais atraem visitantes do mundo inteiro, e chama atenção para a necessidade de preservação”, disse o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, durante reunião com o diretor-geral do Ipac, João Carlos Oliveira, e a secretária de Turismo de Cairu, Diana Farias.

 

Gestão 

Durante o encontro, a gestão da Fortaleza do Morro também foi discutida. A ideia é que a Setur transfira para o Ipac a administração da fortificação do século XVII, construída para evitar aproximação de embarcações inimigas, durante o período do Brasil Colônia.

“Foram investidos R$ 14,4 milhões na requalificação, com o objetivo de fortalecer o destino turístico Morro de São Paulo e agora podemos passar a administração e manutenção do patrimônio para o Ipac”, assinalou o subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga. 

De acordo com João Carlos Oliveira, o Ipac trabalha na elaboração de um modelo de gestão para o equipamento, em parceria com a prefeitura de Cairu, que mantém no local o serviço de atendimento ao turista. “Além da visitação turística, o forte deve abrigar restaurante, cafeteria e eventos culturais do Governo do Estado, bem como do município”, afirmou. 

A requalificação da Fortaleza do Morro de São Paulo foi feita sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides), com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Governo da Bahia, assim como do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e de empresários locais.

Candidatos têm até esta sexta para se inscrever no ProUni

Domingos Matos, 14/06/2019 | 16:17

Hoje (14) é o último dia para que os interessados em concorrer a uma bolsa de estudos em instituição de ensino superior particular se inscrevam no Programa Universidade para Todos (ProUni). A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni, até as 23h59, no horário de Brasília. Até o final do prazo de inscrição, os candidatos podem alterar as opções de curso. Cada estudante pode escolher até duas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

 

Quem pode se inscrever

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Escolas municipais de Itabuna terão Novo Mais Educação a partir de julho

Domingos Matos, 14/06/2019 | 15:31
Editado em 14/06/2019 | 15:30

A Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME) inicia no ano letivo de 2019, através do Departamento de Educação Básica (DEB), o processo para oferta da escola em tempo integral, com o Programa Novo Mais Educação (PNME). Inicialmente, o programa estará inserido em cinco escolas, beneficiando cerca 600 estudantes do Ensino Fundamental (Anos Finais). 

Segundo a secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves, “este direcionamento do atendimento aos anos finais faz parte da proposta de fortalecimento da identidade dos alunos e elevação dos índices de aprendizagem deste segmento, aproveitando uma iniciativa do Governo Federal”, pontuou.

Com o início do PNME previsto para 3 de julho, os alunos beneficiados permanecerão nas unidades escolares por sete horas diárias, de segunda a sexta-feira, quando participarão das aulas regulares em um turno e, no outro, das cinco oficinas ofertadas e distribuídas da seguinte forma: duas obrigatórias (Língua Portuguesa e Matemática); e três de livre escolha (entre as de Arte, Cultura, Esporte e Tecnologia). 

As oficinas serão ministradas por monitores voluntários que participaram do processo seletivo específico para o PNME, realizado em março de 2018 pela SME. Para as escolas que começarão o programa e ainda não dispõem os monitores, a coordenação do PNME no município continuará com convocação dos selecionados em 2018. Contudo, será organizado um cadastro reserva para eventuais necessidades, com análise de currículo e entrevista. Os interessados devem entregar seus currículos no DEB/SME, que funciona no Centro Administrativo Firmino Alves (Prefeitura de Itabuna), na Avenida Princesa Isabel, 678 – Bairro São Caetano. O DEB receberá os currículos nos dias 19 de junho (próxima quarta-feira) e 25 de junho (terça-feira), no horário das 09h às 15h.

Clínica Escola da Unime oferece atendimento odontológico em Itabuna

Domingos Matos, 13/06/2019 | 14:30

A Clínica Escola de Odontologia da Unime Itabuna oferece serviços odontológicos, como limpeza e remoção de tártaro, aplicação de flúor, extrações e restaurações, gratuitamente. Os interessados devem comparecer ao campus I da unidade de ensino, de segunda a sexta, das 8h30 às 11h30; 14h30 às 17h30 ou 19h às 21h, para efetuar a inscrição. É cobrada taxa única de R$ 25 (para casos de pacientes comprovadamente carentes não há cobrança da taxa).

Inaugurada em agosto de 2018, a Clínica Escola de Odontologia Unime já prestou aproximadamente 1,5 mil atendimentos, realizados por alunos matriculados em disciplinas clínicas e supervisionados por professores da instituição. “Além de muito importante e obrigatório para a formação dos alunos, os atendimentos são fundamentais para a comunidade que, muitas vezes, depende dessa oferta. Trata-se de um atendimento extremamente cuidadoso e feito com muito carinho por todos que fazem parte da clínica”, comenta Vagner Mendes, coordenador do curso de Odontologia.

Os atendimentos são voltados a crianças, jovens, adultos, idosos e pessoas com deficiência. Tratamento de canal (endodontia), radiografias periapicais, prótese fixa (ponte fixa), prótese total (dentadura), prótese parcial removível (Roach), biópsias em regiões da boca e implantes dentários também estão disponíveis na unidade.

Após a inscrição, os pacientes são chamados para atendimento de acordo com o número de vagas que surgem ao longo do ano. "Não há data limite para inscrição ou número de vagas. A renovação do atendimento é constante", justifica Mendes.

 

Itabuna assina convênio com a PRF e oficializa nova sede da Escola João Café

Domingos Matos, 13/06/2019 | 13:29

Os alunos circunscritos à Educação no Campo nos arredores da sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no quilômetro 503 da BR-101, nos limites da cidade de Itabuna estão muito felizes com a nova sede da Escola João Café, numa sala de aula confortável, climatizada, com estrutura de excelência, organizada num dos locais mais tranquilos e seguros daquela região: a própria sede da PRF. 

A articulação de uma sala de aula dentro da delegacia para atender aos alunos da Educação no Campo surgiu numa parceria entre a própria PRF e a Secretaria Municipal da Educação (SME), ainda no final de 2018. 

A concretização se deu a partir da disposição da SME em garantir toda a estrutura educacional pertinente à iniciativa (equipe docente e coordenação pedagógica) e a partir da estruturação da sala, aproveitando o seu staff original (mobiliário, equipamentos), articulado para o funcionamento, ali, de um auditório. 

Hoje, já com a sala em funcionamento e atendendo 9 estudantes no horário das 13h às 17h e mais 16 da Educação de Jovens e Adultos (EJA), no horário das 19h às 22h, o prefeito de Itabuna Fernando Gomes oficializou a parceria com a PRF, com a assinatura do Convênio 003/2019, em seu gabinete montado no canteiro de obras do Teatro Candinha Dórea. 

Estiveram presentes no Ato de Assinatura a secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves; o chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Marcus Vinicius Rodrigues; o inspetor adjunto Vinícius Alcântara; e a diretora do Centro de Atenção Integral à Criança Jorge Amado – CAIC, professora Stella Maria Cruz Soares, que assinou o documento como testemunha. 

Com a oficialização da parceria, a Escola Municipal do Campo João Café passa a ser uma das mais bem equipadas da Rede Municipal, contando com o apoio da PRF para a retomada da credibilidade da rede, melhoria da qualidade do ensino e melhoria dos indicadores da Educação no Campo. 

Divulgados bilhetes para o próximo sorteio da Nota Premiada Bahia

Domingos Matos, 11/06/2019 | 18:54
Editado em 11/06/2019 | 18:55

Os participantes da campanha Nota Premiada Bahia, do Governo do Estado, já podem consultar os números dos bilhetes com os quais irão concorrer ao sorteio de junho, que acontece na próxima quarta-feira (19), contemplando dez prêmios de R$ 100 mil. Os bilhetes são gerados a partir das emissões da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) que contenham o CPF do participante inscrito no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br. Para verificar os bilhetes, basta acessar o site, fazer o login e, no menu “Minha Conta”, escolher a opção “Bilhetes”.

A busca pode ser filtrada pelo período de emissão da NFC-e. Para esse sorteio são válidos os documentos emitidos ao longo do mês de maio. Os sorteios da campanha já premiaram 162 pessoas. Foram 160 prêmios mensais regulares de R$ 100 mil, sorteados nos últimos 16 meses, e ainda dois sorteios especiais de R$ 1 milhão, realizados em junho de 2018 e em março de 2019. Do total de ganhadores, 48 moram no interior e 114 na capital.

O resultado do sorteio mensal de junho será divulgado oficialmente no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br e também está no Instagram (@notapremiadabahia), no Facebook (/sefaz.govba) e no Twitter (@sefazba). O participante da campanha, além de acumular bilhetes eletrônicos para concorrer a prêmios em dinheiro, ainda compartilha suas notas com até duas entre as 528 instituições beneficentes ativas no programa Sua Nota é um Show de Solidariedade. Estão inscritos na Nota Premiada Bahia mais de 470 mil participantes.

 

Bilhetes

As premiações baseiam-se nos resultados da Loteria Federal. Todas as compras com CPF na nota eletrônica, desde que o comprador esteja cadastrado no sistema, são convertidas em bilhetes eletrônicos de dez números cada. Como forma de equilibrar as chances dos participantes, de acordo com a Secretaria da Fazenda (Sefaz-Ba), o sistema foi programado para estabelecer uma relação decrescente entre volume de compras e total de bilhetes emitidos.

São, no total, oito faixas. Se as compras associadas ao seu CPF somarem até R$ 100 no mês, o participante terá direito a dez bilhetes eletrônicos. Se a soma for de até R$ 200, serão 15 bilhetes. Serão 20 bilhetes quando a soma dos valores das notas for de até R$ 400, 25 bilhetes se as compras somarem R$ 800, 30 bilhetes se a soma for de até R$ 1,2 mil, 35 se chegar a R$ 1,6 mil e 40 se alcançar R$ 2 mil, chegando-se ao máximo de 45 para todas as situações em que a soma ficar acima deste último patamar.

 

Como participar

Para participar, basta fazer o cadastramento no www.notapremiadabahia.ba.gov.br e a partir daí incluir o CPF nas compras em estabelecimentos emissores da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, documento fiscal que traz um código de barras em formato quadrado.

Ao fazer o cadastramento, o cidadão pode indicar até duas instituições que participam do Sua Nota, uma da área de saúde e outra da área social. Ao contrário do que acontecia com os cupons em papel, que exigiam das instituições inscritas no programa uma logística complexa e custos altos para implantação de urnas em um número restrito de estabelecimentos, com a NFC-e a doação passou a acontecer de forma automática a cada compra em que o CPF cadastrado for incluído na nota.

Já estão abertas as inscrições para o Prouni; estão sendo oferecidas 169 mil bolsas de estudo

Domingos Matos, 11/06/2019 | 11:02

Começam hoje (11) as inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni). Ao todo, serão ofertadas, para o segundo semestre deste ano, 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais e 101.139 parciais. O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni.

Os participantes podem escolher até duas opções de curso. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

As bolsas de estudo ofertadas pelo ProUni são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

 

Nota de corte

Diariamente o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor nota para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real. A nota de corte é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

 

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.

O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

 

Exportações baianas crescem 27,4% no mês de maio

Domingos Matos, 11/06/2019 | 09:31

As vendas externas da Bahia se recuperaram em maio, alcançando US$ 758,2 milhões, o que representa um aumento de 27,4% ante o mesmo período de 2018. De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), autarquia da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan), considerando o acumulado de janeiro a maio, as exportações cresceram 2,5%, indo a US$ 3,15 bilhões.

“O crescimento das exportações na Bahia é resultado de políticas públicas do Governo do Estado, que não tem poupado esforços para atrair novos empreendimentos que resultam no alargamento da base exportadora baiana”, analisa o secretário do Planejamento do Estado, Walter Pinheiro.

O bom desempenho das exportações em 2019 reflete a melhora dos volumes exportados, com alta de 22,3%, puxada por itens como petróleo, celulose, petroquímicos, metalúrgicos, algodão e derivados de cacau. No mês, as exportações para os Estados Unidos cresceram 35% e avançaram 46% para a Ásia, com a China registrando aumento de 9,1%. 

 

Importações

O crescimento de 38,6% das importações reflete o efeito da greve dos caminhoneiros no ano passado, já que a maior contribuição para o crescimento foi de produtos intermediários (cobre, trigo, fertilizantes, borracha e insumos químicos) que cresceram 81,7%, e que foram duramente atingidos na paralisação de maio do ano passado. Normalmente, as importações em 2019 vêm registrando maior aumento na categoria combustível, que lidera ainda com folga o crescimento no acumulado do ano com incremento de 159% (GNL, nafta, petróleo).

Com os resultados até maio, a Bahia voltou a acumular um superávit de US$ 116,1 milhões em sua balança comercial, resultado de US$ 3,15 bilhões em exportações com incremento de 2,5% e US$ 3,03 bilhões em importações com um aumento de 22,3%, comparado a igual período do ano anterior. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) chegou a US$ 6,18 bilhões, com crescimento de 11,4% no período.  

 

Cabra Macho: mutirão contra o câncer de próstata atende 900 homens em Itabuna

Domingos Matos, 11/06/2019 | 07:01
Editado em 10/06/2019 | 18:47

O Mutirão Cabra Macho, desenvolvido pela Igreja Batista Teosópolis (IBT), de Itabuna, atingiu a marca de 900 pessoas atendidas gratuitamente com exames de detecção do câncer de próstata. A sétima edição do projeto, no domingo (9), teve a participação de 11 médicos urologistas e 180 voluntários.

“Tivemos grandes avanços em relação a 2018, com grande participação na palestra, o que demonstra maior interesse pelo tema. Tivemos ainda uma visível ampliação do voluntariado, facilitando o atendimento, valorizando a cultura de paz entre pessoas de vários estratos sociais”, disse o pastor presidente da Igreja Batista Teosópolis, Geraldo Meireles.

Ele ressalta, ainda, a ampliação do número de urologistas. ”Tivemos a participação de profissionais de Ilhéus, Salvador e de Londrina, no Paraná, onde está radicado hoje um dos nossos idealizadores o médico João Correia”. E completa: “Vamos trabalhar para melhorar ainda mais em 2020, ampliando os serviços oferecidos. Este era um sonho do nosso saudoso Hélio Lourenço ”.

O urologista Júlio Brito Filho, coordenador médico do mutirão, fez um balanço positivo. “Ampliamos o número de pessoas, de médicos voluntários. Tenho grande satisfação em participar do Cabra Macho e acredito que, na ausência do serviço público, devemos realizar outros mutirões, como os de hérnia, vesícula e diabetes, e assim ajudar as pessoas mais carentes. Existe uma carga de preconceito em relação ao câncer de próstata que está sendo superada”, afirmou Júlio Brito Filho.

Danilo Azevedo Júnior, do Ministério da Ação Social da Igreja Teosópolis, comemorou o resultado. “Foi excelente a adesão de mais médicos, de 7 para 11 este ano, e uma ampliação em 27% do número de senhas distribuídas, de 700 para 900. Tem sido uma ação exitosa e tem ajudado a sociedade de Itabuna”, disse ele.

O médico Vilson Martins, de Salvador, fala da satisfação em participar do Cabra Macho. “Cada ano que passa aumenta mais [o número de pessoas atendidas e de volutnários]. Gosto muito de ajudar”, disse. Outro médico vindo de Salvador, Vinicius Castro afirmou que “é muito bom poder ajudar a população que não tem acesso ao serviços de saúde”.

Gilson Pinheiro, Coordenador do Mutirão, ressalta a atuação da Igreja Teosópolis na comunidade, conseguindo realizar um evento tão grandioso, sem nenhuma verba pública.

 

SAÚDE DO HOMEM

O motorista Antonio Dantas Bomfim, de 53 anos, afirmou que o mutirão é positivo não só para a sociedade de Itabuna, mas para a região. “Atende aquele que não tem condições financeiras de pagar”, frisou Antônio Dantas, que participa pela segunda vez do mutirão.

O aposentado Gilson Alfredo Reis, 66, também apontou para o benefício do Cabra Macho. “O mutirão é muito bom para a comunidade”, completou. Participando pela primeira vez do Cabra Macho, o serralheiro Jamildo Carvalho de Souza, 63, reforçou a dificuldade no acesso a este tipo de exame. “Se não fosse esse trabalho, o que seria da gente?”, questiona. (Com informações do Pimenta)

Resultado do Sisu já está disponível

Domingos Matos, 10/06/2019 | 18:18

Os estudantes que estão concorrendo a vagas em instituições públicas de ensino superior podem consultar o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), na página do programa. A lista dos selecionados na chamada única foi divulgada na tarde de hoje (10).

As matrículas devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. Ao todo, nesta edição, são ofertadas 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país. Aqueles que não foram selecionados poderão participar da lista de espera de 11 a 17 de junho. A convocação desses estudantes ocorrerá após o dia 19 deste mês. Para participar da lista de espera é preciso acessar o site do Sisu e indicar para qual a opção de vaga escolhida na fase de inscrição se deseja pleitear uma vaga.

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero. 

Projeto Santa Casa Nos Bairros leva instituição a seis premiações no Benchmarking Saúde

Domingos Matos, 10/06/2019 | 17:08
Editado em 10/06/2019 | 18:10

Em nove anos de evento a Santa Casa de Itabuna foi premiada por seis vezes, e a cada ano assume o compromisso e a missão de servir com excelência a experiência do cuidar.

Um dos destaques deste 2019 é o “Projeto Santa Casa nos Bairros”, uma iniciativa do então provedor, Eric Júnior, lançado em fevereiro de 2018, que mobiliza todo mês médicos voluntários e colaboradores da instituição de diversos setores para o atendimento de saúde gratuito nas comunidades carentes de Itabuna. “Somos a maior Santa Casa do interior do Norte e Nordeste do país, segunda maior empregadora de Itabuna que atende cerca de 3 milhões de pessoas distribuídos em 123 municípios pactuados, e sermos reconhecidos e premiados na capital do Estado só nos encoraja a continuar”, destaca. 

O Benchmarking é um evento que reúne os maiores empresários da saúde da Bahia, é uma referência para o país. A eleição é feita por voto direto de empresários, executivos e demais atores da saúde suplementar baiana, em um mercado que movimenta, todos os anos, mais de R$6 bilhões. Vence, no ano de referência, quem foi mais inovador, competente em práticas de gestão e que se dispôs a divulgar suas estratégias para o mercado – o verdadeiro benchmarking. O projeto Santa Casa nos Bairros foi destaque na premiação, levando Troféu Prata.

 

A Operação Lava-Jato desmascarada

Domingos Matos, 10/06/2019 | 16:34
Editado em 10/06/2019 | 16:52

Por Eugênio Aragão

Quem acompanhava as conversas internas do MPF na rede @Membros sabia, desde sempre, da descarada politização do ambiente corporativo, marcado por profunda “petefobia”, expressão que usei numa entrevista em 2011, logo após tomar posse como corregedor-geral do órgão. O tom militante e de desqualificação de quem pensava diferente era ali uma constante. Nem ministros do STF saíam incólumes, sendo alvos de chacota e caçoada. Como corregedor-geral, cheguei a mandar aviso à rede, advertindo que os deveres de urbanidade e de decoro também se aplicavam às comunicações internas.

A mim não surpreendeu o teor das mensagens trocadas por personagens da famigerada Operação Lava-Jato e o juiz de piso Sérgio Moro, por mais que choca outsiders. Essas mensagens mostram claramente a promiscuidade que prevalece na fusão das atividades de investigar, acusar e julgar nos processos dessa operação. Temos ali promotores que se portam feito meganhas é um juiz que é acusador, todos articulados num projeto político de “limpar o Congresso” e de impedir que o PT fosse vitorioso nas eleições presidenciais de 2018.

Agora que o caldo derramou e ficou provado o que muita gente desconfiava – a persecução seletiva de atores políticos – os promotores desesperados se apressam em se fazer de vítimas de “uma ação criminosa” de invasão de seus celulares usados “para comunicação privada” e “no interesse do trabalho”. Mostram revolta contra o que denominam “violação da esfera privada”.

A mim não surpreendeu o teor das mensagens trocadas por personagens da famigerada Operação Lava-Jato e o juiz de piso Sérgio Moro, por mais que choca outsiders. Essas mensagens mostram claramente a promiscuidade que prevalece na fusão das atividades de investigar, acusar e julgar nos processos dessa operação. Temos ali promotores que se portam feito meganhas é um juiz que é acusador, todos articulados num projeto político de “limpar o Congresso” e de impedir que o PT fosse vitorioso nas eleições presidenciais de 2018.

Não há, pois, legitimidade no argumento da vitimização dos procuradores e do juiz de piso pelo ataque a seus celulares. Mas, além disso, o chororô da nota do ministério público em decorrência de publicação, pelo sítio do Intercept, peca contra o princípio do “ne venire contra factum proprium” e, assim, é mais uma prova de falta de boa fé da turma da Operação Lava-Jato. É que, quando criminosamente tornaram público diálogo telefônico entre a presidenta Dilma e o ex-presidente Lula, às vésperas da posse deste no cargo de ministro-chefe da Casa Civil, procuradores e magistrado – principalmente este último – se exculparam no interesse público do conteúdo para mandar a lei às favas.

E as provas sobre conspirações de Moro e Dallagnol contra o poder legislativo que queriam “limpar” ou contra as eleições presidenciais que queriam conduzir de forma a que não se elegesse Haddad, não são elas, por acaso, de interesse público? Ainda mais quando encontradas em celulares funcionais?

Não há desculpa. Pode até ser que, na prática recorrente dos tribunais, de blindarem Sérgio Moro, digam que as conversas vazadas não servem para condenar juiz e promotores na esfera penal, mas, seguramente, elas bastam para colocar em xeque a persecução penal contra Lula e a legitimidade do pleito presidencial de 2018.

No que diz respeito à promiscuidade da relação entre o ministério público e o juiz, revelada pelo vazamento de suas comunicações, passou da hora de repensar a proximidade entre acusação e magistratura no Brasil.

Quando atuava como subprocurador-geral da república junto ao STJ e, até mesmo antes, quando atuava como procurador regional no TRF da 1ª Região, incomodava-me profundamente o nosso papel, do MPF, nas sessões, sentados ao lado do presidente, com ele podendo até cochichar, a depender da empatia recíproca. Enquanto o advogado fazia sua sofrida sustentação oral da tribuna, não raros eram comentários auriculares entre juiz e procurador. Depois, o procurador era convidado a saborear o lanchinho reservado dos magistrados, em que os casos eram frequentemente comentados. Já os advogados ficavam do lado de fora, impedidos de participar dessa festa do céu. Produzia-se, assim, a mais descarada assimetria entre a defesa e a acusação.

O argumento dos colegas era de que o ministério público ali não era parte e, sim, fiscal da lei. Façam-me rir! Do ponto de vista estritamente dogmático, essa cisão entre os papéis do ministério público é ilusória, já que o órgão se rege pelos princípios institucionais da unidade e da indivisibilidade (art. 127 da Constituição). O ministério público é sempre parte e custos legis concomitantemente. Do ponto de vista prático, são pouquíssimos os procuradores que se imbuem do papel de fiscal imparcial. O punitivismo há muito tempo transformou a grande maioria em ferrabrás mecanizada. Não raro fui criticado por meus pares de dar parecer favorável à concessão de ordem de habeas corpus contra atuação de colega em primeiro grau! “Como assim? Ministério público acolhendo ordem de habeas corpus? Não pode!!!”.

Nesse contexto, é preciso barrar essa proximidade entre promotores e juízes, tirando os primeiros do pódio do magistrado, para colocá-los no nível das partes. Nos tribunais, está na hora de tirá-los do lado do presidente. Devem ocupar a tribuna para suas sustentações e voltar a seus gabinetes depois dessa tarefa, para dar andamento aos processos sob sua responsabilidade. Não faz sentido nenhum, em plena era do processo acusatório, dar destaque ao acusador, em detrimento da paridade com os advogados.

Deltan Dallagnol mostrou o quanto é deletério, para o devido processo legal e para o julgamento justo, a confraria com Sérgio Moro. Ficavam promotor e juiz trocando figurinha sem participação da defesa. O juiz se dava o direito de palpitar na estratégia investigativa sobre crimes que depois viria a julgar e o promotor deixava o juiz “à vontade” para indeferir seus pleitos, se não combinasse com a estratégia comum. Um escândalo, tout court.

Esperam-se consequências dessas revelações, pois, muito mais do que a profunda injustiça da prisão de Lula por uma condenação “arreglada” entre magistrado e acusação, estamos diante de evidências de manipulação eleitoral. Ou o país tira lições dessa atuação criminosa de atores judiciais, ou pode sepultar sua democracia representativa, porque já não haverá mais respeito pelas instituições que devem protegê-la.

Eugênio Aragão - Procurador da República aposentado e ex-ministro da Justiça do Governo Dilma

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.