Tag: apreendido

PRF apreende 200 mil maços de cigarros clandestinos escondidos em pacotes de biscoitos; uma pessoa é presa

Domingos Matos, 20/09/2019 | 16:40

A PRF apreendeu um caminhão baú carregado com centenas de caixas de cigarros de origem clandestina na noite de ontem (19), no Km 170 da BR-110, trecho do município baiano de Ribeira do Pombal.

Durante ações de fiscalização e combate ao crime, os policiais abordaram o caminhão Mercedes Benz/L1620 com placas da Bahia que transitava pela BR 110 e, ao vistoriar o compartimento de carga, encontraram cerca de 200 mil maços de cigarros paraguaios.

A mercadoria, avaliada em mais de um milhão de reais, era transportada de forma oculta, encoberta por uma carga de biscoitos.

No momento da abordagem, o condutor apresentou certo nervosismo e contradições na entrevista, o que levou a equipe a aprofundar a vistoria no veículo.

O motorista, um homem de 54 anos, foi preso em flagrante e encaminhado à Polícia Judiciária local para os procedimentos cabíveis.

Recentemente foi sancionada a Lei 13.804, de 10/01/2019, segundo a qual o condutor que se utilize de veículo para a prática do crime de receptação, descaminho, contrabando, condenado por um desses crimes em decisão judicial transitada em julgado, terá cassado seu documento de habilitação ou será proibido de obter a habilitação para dirigir veículo automotor pelo prazo de 5 (cinco) anos.

Em 2019 a PRF na Bahia já apreendeu cerca de 3,4 milhões de maços de cigarro, cujo montante do produto é avaliado em mais de 15 milhões de reais. Estes números já superam a quantidade do ano passado (2018), quando foram apreendidos 1.150.000 maços.

 

PM e PC desmontam rinha de galo e apreendem R$ 119 mil

Domingos Matos, 16/09/2019 | 15:39
Editado em 16/09/2019 | 15:19

Uma denúncia anônima ajudou as polícias Civil e Militar a localizarem, na tarde de sexta-feira (13), uma rinha de galo na cidade de São Gonçalo dos Campos. No local foram apreendidos R$ 119 mil e resgatados 184 animais submetidos a maus tratos.

Equipes da 1a Coorpin (Feira de Santana), da COE, do Batalhão de Choque, da Coppa e da Rondesp Leste cercaram o sítio Por do Sol, localizado na zona rural daquele município. Após varreduras foram encontradas as gaiolas com os galos e a arena onde aconteciam as lutas.

"Estamos diante de um grupo organizado. Eles distribuíam fichas com valores de apostas e possuíam também medicações para estimular os animais", contou o titular da 1a Coorpin, delegado Roberto Leal. 

O policial contou ainda que os 28 homens conduzidos foram autuados por maus tratos contra animais e em seguida liberados como determina o Código Penal. "Sabemos da participação de outras pessoas, que também serão responsabilizadas", avisou Leal.

 

Servidor do Detran-BA é preso durante operação ‘Freio de Arrumação’

Domingos Matos, 12/09/2019 | 16:00

Um servidor público do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) foi preso na manhã de hoje (12), durante a Operação ‘Freio de Arrumação’, deflagrada pelo Ministério Público estadual em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Também foram apreendidos documentos, telefones celulares e outros aparelhos eletrônicos no cumprimento de onze mandados de busca e apreensão e dois de exibição de documentos públicos.

A operação desmontou associação criminosa, formada por servidores públicos, que praticavam crimes de corrupção ativa e passiva, peculato eletrônico, falsidade ideológica e material. O esquema, descoberto há dois meses pelo MP, consistia na suspensão, cancelamento, anulação ou baixa ilícita de autuações por infrações de trânsito (multas), decisões de recursos administrativos e procedimentos de inclusão de pontuação em Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH). “Pessoas que podem ser um perigo para a sociedade estavam sendo isentas das infrações que deveriam responder. Todos os crimes e suas dimensões serão apurados”, afirmou a promotora de Justiça Ana Emanuela Meira, coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate à Organizações Criminosas (Gaeco).

Os mandados de apreensão foram cumpridos em nove bairros e os de exibição no Detran e na Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), que colaboraram com a investigação no fornecimento de documentos que servirão para a instrução processual. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de Salvador. Participam da operação 15 promotores de Justiça, 22 servidores do Gaeco, cinco servidores da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) do MPBA e de 70 policiais rodoviários federais.

 

Operações simultâneas

A ‘Freio de Arrumação’ ocorreu, de forma simultânea, com operações realizadas hoje em outros dez estados, todas voltadas ao combate da corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo o presidente do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), o procurador-geral de Justiça de Alagoas Alfredo Gaspar Neto, “o Brasil precisa cada dia reafirmar seu compromisso de combate à corrupção, a maior assassina do futuro desta nação”. As operações resultaram em diversas apreensões, entre elas uma mala com mais de R$ 630 mil, em espécie, encontrada na casa de um dos alvos em Curitiba, no Paraná.   ​

 

Três empresários são presos durante “Operação Avati”

Domingos Matos, 12/09/2019 | 15:46

Três empresários e um caseiro foram presos na manhã desta quinta-feira (12), durante a “Operação Avati”. As prisões foram efetuadas nos estados da Bahia e Alagoas, onde também foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão, por força-tarefa formada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) e secretarias da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz) e de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP), com apoio dos MPs estaduais de Alagoas, Goiás e Rio Grande do Sul e Secretaria da Fazenda de Alagoas. A operação visou combater a sonegação fiscal e reprimir delitos de associação criminosa e lavagem de dinheiro, que teriam provocado um dano de mais de 6,5 milhões aos cofres públicos baianos. Os resultados foram apresentados no final da manhã, durante coletiva realizada na sede do MPBA em Barreiras.

Na Bahia, foram presos os empresários Clovis Ceolin e Thiago Veloso, que já havia sido preso anteriormente por fraude semelhante durante a 'Operação Grãos do Oeste II'. Já em Alagoas, foi preso o empresário Lindomar Veloso. A operação ocorreu nos municípios de Luís Eduardo Magalhães, Barreiras, São Desidério e Formosa do Rio Preto (BA), Posse (GO), Uruguaiana (RS) e Taquarana e Arapiraca (AL). Diversos documentos e objetos, como celulares e computadores, necessários à instrução do procedimento criminal em curso e à fiscalização das empresas utilizadas no esquema criminoso, foram apreendidos.

O MPBA atuou por meio da Promotoria Regional de Combate à Sonegação Fiscal em Barreiras e do Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica, as Relações de Consumo e a Economia Popular (Gaesf); e a SSP através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Na Bahia, a ação envolveu nove promotores de Justiça, 20 servidores da Sefaz, dez delegados de Polícia, seis escrivães de Polícia e 48 policiais civis, além de uma frota de 16 viaturas.

Segundo as investigações, os integrantes do esquema utilizavam notas fiscais ideologicamente falsas, emitidas por empresas de fachada situadas na Bahia, com a finalidade de ocultar saídas de mercadorias para outros estados e obter, fraudulentamente, os benefícios de isenção fiscal ou para simular a passagem de mercadorias pelo Estado e ocultar a saída de produtos para o mercado interno visando burlar a incidência do ICMS. As empresas se valiam, ainda, da falsificação de autenticações bancárias de comprovantes de pagamentos de impostos. O esquema evidencia a intenção de burlar o fisco estadual, contribuindo para desestabilizar o mercado, mediante prática de concorrência desleal, e permitindo aos envolvidos acumular patrimônio de forma irregular, afrontando o disposto na Lei Federal nº 8.137/90, que define os crimes contra a ordem tributária, e na Lei 9.613/98, que dispõe sobre o crime de lavagem de dinheiro, entre outros dispositivos constantes do Código Penal Brasileiro.

As atividades de investigação tiveram, ainda, o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação do MPBA (CSI), do Centro de Apoio Operacional de Segurança Pública e Defesa Social do MPBA (CEOSP) e de promotores de Justiça da Regional de Barreiras. A operação decorre de trabalho realizado pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira).

“Operação Avati” é deflagrada na Bahia, Alagoas, Goiás e Rio Grande do Sul

Domingos Matos, 12/09/2019 | 10:22
Editado em 12/09/2019 | 11:08

Uma operação de combate à sonegação fiscal foi deflagrada no início da manhã desta quinta-feira (12), nos estados da Bahia, Alagoas, Goiás e Rio Grande do Sul.  A “Operação Avati”, desencadeada por força-tarefa do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) e secretarias da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz) e de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP), cumpre quatro mandados de prisão temporária e 20 de busca e apreensão nas cidades de Luís Eduardo Magalhães, Barreiras, São Desidério e Formosa do Rio Preto (BA), Posse (GO), Uruguaiana (RS) e Taquarana e Arapiraca (AL). Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de São Desidério e visam a repressão dos delitos de sonegação fiscal, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Segundo as investigações, as fraudes fiscais teriam provocado um dano de mais de 6,5 milhões aos cofres públicos baianos.

Diversos documentos e objetos, como celulares e computadores, necessários à instrução do procedimento criminal em curso e à fiscalização das empresas utilizadas no esquema criminoso, já foram apreendidos pela operação. O MPBA atua por meio da Promotoria Regional de Combate à Sonegação Fiscal em Barreiras e do Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica, as Relações de Consumo e a Economia Popular (Gaesf); e a SSP através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Na Bahia, a ação envolve nove promotores de Justiça, 20 servidores da Sefaz, dez delegados de Polícia, seis escrivães de Polícia e 48 policiais civis, além de uma frota de 16 viaturas. A operação conta ainda com o apoio dos Ministérios Públicos estaduais de Alagoas, Goiás e Rio Grande do Sul e da Secretaria da Fazenda de Alagoas.

Segundo as investigações, os integrantes do esquema utilizavam notas fiscais ideologicamente falsas, emitidas por empresas de fachada situadas na Bahia, com a finalidade de ocultar saídas de mercadorias para outros estados e obter, fraudulentamente, os benefícios de isenção fiscal ou para simular a passagem de mercadorias pelo Estado e ocultar a saída de produtos para o mercado interno visando burlar a incidência do ICMS. As empresas se valiam, ainda, da falsificação de autenticações bancárias de comprovantes de pagamentos de impostos. O esquema evidencia a intenção de burlar o fisco estadual, contribuindo para desestabilizar o mercado, mediante prática de concorrência desleal, e permitindo aos envolvidos acumular patrimônio de forma irregular, afrontando o disposto na Lei Federal nº 8.137/90, que define os crimes contra a ordem tributária, e na Lei 9.613/98, que dispõe sobre o crime de lavagem de dinheiro, entre outros dispositivos constantes do Código Penal Brasileiro.

As atividades de investigação tiveram, ainda, o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação do MPBA (CSI), do Centro de Apoio Operacional de Segurança Pública e Defesa Social do MPBA (CEOSP) e de promotores de Justiça da Regional de Barreiras. A operação decorre de trabalho realizado pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira).

 

Os resultados da operação serão apresentados em entrevista coletiva, às 10h, na sede da Promotoria de Justiça de Barreiras (Rua Guarujá, nº 920, bairro Sandra Regina)

Trinta quilos de maconha são apreendidos em Itapetinga

Domingos Matos, 11/09/2019 | 18:42

Trinta tabletes de maconha, pesando um quilo cada, foram apreendidos com os traficantes Richard Caio da Silva Pontes, de 18 anos, a companheira Jéssica Souza Santos, de 23, e Brenda Correia da Silva, 19, na noite de terça-feira (10), em Itapetinga.

O trio, que já vinha sendo investigado, foi abordado no interior de um ônibus, que saiu de Porto Seguro para Vitória da Conquista, por equipes da 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itapetinga), da Delegacia Territorial (DT/Itambé), com o apoio da Guarda Municipal, daquele município.

A investigação aponta que a droga, já encaminhada para a perícia, no Departamento de Polícia Técnica (DPT), seria distribuída em Itapetinga e Itambé. Onze tabletes foram encontrados com Brenda e os outros 19 estavam dentro de uma de propriedade do casal.

Brenda, Jéssica e Richard foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e estão à disposição da Justiça. O trio vai passar por audiência de custódia.

 

MP aciona escrivã da Polícia Civil que se apropriava de valores e objetos apreendidos em Delegacia de Camaçari

Domingos Matos, 11/09/2019 | 11:33

O Ministério Público estadual ajuizou ação civil pública contra a escrivã da Polícia Civil, Yvonne Christina Santana Germann, da 18ª Delegacia de Camaçari, por apropriação indevida de valores e objetos sob sua guarda. Segundo o promotor de Justiça Everardo José Yunes, autor da ação, a servidora armazenava, em seu armário na delegacia, materiais entorpecentes como crack, cocaína, maconha, além de armas, correntes, aparelhos de celular, relógios, munições e anéis, dentre outros materiais sem identificação e sem vinculação a quaisquer procedimentos.

Além disso, segundo o promotor de Justiça, entre os anos de 2014 a 2018, Yvonne Christina apropriou-se indevidamente de R$ 13.351, 57, quantia oriunda de apreensões policiais. Na ação, o MP pede que a Justiça decrete o bloqueio de bens da acionada e a obrigue a devolver integralmente o valor de cerca de R$ 13 mil acrescidos ilegalmente ao seu patrimônio, a suspensão dos direitos políticos por oito anos, pagamento de multa civil e perda da função pública.

 

Posto no interior é impedido de operar por armazenar gasolina com até 79% de álcool

Domingos Matos, 08/09/2019 | 16:31

Por armazenar gasolina comum e aditivada com teores de álcool anidro de respectivamente 77% e 79%, muito acima do limite de 27% previsto em lei, o posto de combustíveis 2S, localizado em Conceição do Jacuípe, acaba de ser tornado inapto, ou seja, impedido de operar. A adulteração da gasolina armazenada nos tanques 08 e 09 foi identificada durante fiscalização realizada pelas equipes da Operação Posto Legal e atestada por laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A ação motivou ainda a lavratura de autos de infração e interdição por parte da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Coube à Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) tornar inapta a inscrição estadual do estabelecimento, com base na lei estadual 9.655/2005, que dispõe sobre a concessão e a inaptidão da inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS do Estado da Bahia para contribuintes que realizem operações com derivados de petróleo, gás natural e combustíveis líquidos carburantes e dá outras providências.

A ANP, por sua vez, emitiu autos de infração relativos ao armazenamento de gasolina com teor de álcool acima do permitido nos tanques 08 e 09, com capacidades, respectivamente, para 4.157 litros de gasolina comum e 4.838 litros de gasolina aditivada. Foram interditados ainda os bicos 06, 08, 16 e 26, conectados a esses tanques.

Posto Legal

Criada com o objetivo de verificar a qualidade e a quantidade do combustível vendido ao consumidor baiano, a Operação Posto Legal reúne, além do DPT e da ANP, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-Ba), órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), com apoio das polícias Civil e Militar, da Sefaz-Ba e da Procuradoria Geral do Estado (PGE-Ba).

A operação se estenderá a todos os postos do Estado nos próximos meses, podendo também retornar a postos já fiscalizados, a depender do que for apurado pelos órgãos participantes. A fase piloto da Posto Legal aconteceu entre 12 e 14 de agosto, quando foram fiscalizados 36 estabelecimentos de Salvador e Feira de Santana e interditados, pelo Ibametro, 33 bicos de combustíveis irregulares.

A segunda fase da operação ocorreu nos últimos dias 28 e 29 e fiscalizou oito postos nos municípios de Amélia Rodrigues, Conceição do Jacuípe e Candeias. Além dos autos emitidos no posto 2S, a ANP emitiu, em outros postos, um auto de infração por falta de equipamento de teste e outro por falta de medida padrão, e houve ainda uma notificação por ausência de etiqueta com CNPJ na bomba.

Desta vez, o Ibametro fiscalizou 50 bicos de combustíveis e registrou 26 reprovações. Os problemas mais comuns foram erros de abastecimento acima do admissível contra o consumidor, ou seja, a colocação de menos combustível do que a quantidade registrada, e bombas medidoras em mau estado de conservação. Em função da entrega de combustível em quantidade abaixo da informada na bomba, foram lavradas seis autuações.

O Procon identificou quatro postos com irregularidades como produtos sem o preço e estabelecimentos sem o Código de Defesa do Consumidor. A Secretaria da Fazenda constatou uma máquina de cartão de crédito e débito não pertencente ao estabelecimento fiscalizado, o que gerou uma multa de R$ 13,5 mil, e também o não recolhimento da taxa do Fundo de Aperfeiçoamento do Serviço Policial em seis dos oito estabelecimentos visitados, que foram intimados a cumprir com a obrigação.

 

Apreensão de caminhão

Também no âmbito da Operação Posto Legal, um caminhão transportando álcool para destinatário inexistente no Maranhão foi apreendido em posto fiscal da Sefaz-Ba localizado na divisa do estado com Goiás, no município de Correntina. As equipes de plantão lavraram auto de infração em nome da empresa transportadora e, somente após a quitação do débito, o caminhão foi liberado.

De acordo com a Sefaz-Ba, caminhões que forem identificados circulando no estado com mercadorias transportadas sem nota fiscal, com destinatário inexistente, destinatário existente mas que não reconhece a compra dos produtos, carga diferente das notas fiscais, carga roubada ou falsificação de mercadorias, poderão ter a sua mercadoria apreendida e inquérito aberto junto à Polícia para apuração de possíveis delitos. O procedimento de encaminhar esse tipo de infração para a Polícia e depois para o Ministério Público foi instituído pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que reúne a Sefaz-Ba, o Tribunal de Justiça (TJ-Ba), o Ministério Público, a Polícia Civil e a PGE.

PRF prende casal transportando 100 quilos de maconha em ônibus na BR-116

De sexta-feira (23) até a manhã de domingo, a PRF na Bahia já apreendeu mais de 2 toneladas de maconha nas rodovias federais que cortam o estado

Domingos Matos, 26/08/2019 | 12:32

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu no domingo (25), aproximadamente 100 kg de maconha, que estavam escondidos no compartimento de bagagem de um ônibus.

Os policiais realizavam uma fiscalização no KM 427 da BR-116, em Feira de Santana, quando foi dada ordem de parada ao veículo, sendo realizado pelos agentes os procedimentos de fiscalização. No compartimento de bagagens, foi sentido forte odor característico de maconha, sendo encontrado em três malas 115 tabletes contendo a substância.

Foi realizada a checagem e identificação dos passageiros e, após averiguação minuciosa, ficou constatado que o casal (uma mulher de 29 anos e um homem de 25 anos), eram os proprietários das bagagens, inclusive, assumiram a responsabilidade pelo transporte da droga.

Questionada, a mulher informou ter adquirido o entorpecente na rodovia Anhanguera (SP) em mãos de desconhecido. Diante dos fatos, foi dada voz de flagrante delito e o casal foi levado com o produto apreendido para a Delegacia de Polícia Civil em Feira de Santana. O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão.

 

Quase 100 Kg de maconha são apreendidos pela PRF em Feira de Santana

Domingos Matos, 24/08/2019 | 11:28

Na noite da última quinta-feira (22), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 95kg de maconha. O flagrante foi registrado por volta das 22h, no KM 429 da BR 116, trecho de Feira de Santana.

Durante patrulhamento rodoviário, os policiais abordaram um VW/Gol para fiscalização, e, no decorrer dos procedimentos, perceberam que um dos ocupantes do veículo estava bastante nervoso. Ao averiguar o interior do automóvel, os agentes encontraram 140 tabletes de entorpecente enrolados em fita adesiva.

Questionado, o motorista informou que havia saído de Mundo Novo (MS) com destino a Pombal, cidade localizada no interior da Paraíba. Os homens, de 37 e 30 anos, foram detidos e encaminhados à delegacia, onde foram adotadas as medidas cabíveis.

Soldado do exército e comparsa são presos acusados de assalto

Domingos Matos, 22/08/2019 | 15:31

O soldado do Exército Brasileiro Devisson Sant'anna dos Santos e o comparsa Henrique Antônio Bastos de Jesus foram capturados na noite de quarta-feira (21), depois de serem flagrados assaltando pedestres na Ladeira do Capoteiro, Vila Laura, em Brotas, Salvador. A dupla foi flagrada por equipes da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Brotas). 

Os acusados, após roubarem os pertences das vítimas, seguiram em um Celta Life prata, de placa NTP 9779, em direção a Rotula do Abacaxi, onde foram alcançados pela PM. Com a dupla, foram apreendidos cinco celulares, um tablete, cartões, documentos de identificação, bolsas e outros itens.

De acordo com o comandante da 26ª CIPM, major Cláudio Guanaes, os dois suspeitos abordaram os pedestres com um simulacro de pistola. “Eles foram levados para a Central de Flagrantes e reconhecidos pelas vítimas”, detalhou o oficial. Devisson está custodiado no Quartel do Exército.

 

Contador flagrado com documentos falsos e veículo irregular

contador, preso, documento falso, Bahia

Domingos Matos, 12/08/2019 | 09:09

Policiais civis da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) de Vitória da Conquista prenderam o contador Adriano Abreu Silva, 44 anos, com documentos falsos, um veículo comprado de forma irregular e uma certa quantidade de crack. O flagrante aconteceu, na noite de sexta-feira (9). 

As equipes ds DTE encontraram Adriano em um imóvel, no Centro de Vitória da Conquista, que ele utilizava como escritório. No estacionamento foi apreendido o carro modelo Etios, comprado pelo contador com a utilização de documentos falsos.   

Dentro da sala onde eram atendidos clientes os policiais civis encontram porções de crack. Adriano, que possuía passagens por falsificação de documentos, foi autuado e encaminhado para o Conjunto Penal.

 

Três roças de maconha com 35 mil mudas são erradicadas na Bahia 

Domingos Matos, 09/08/2019 | 11:32

Três roças grandes de maconha, com aproximadamente 35 mil mudas, foram erradicadas, na última quarta-feira (7), por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especialidade (Cipe) Semiárido. A erva foi encontrada na zona rural de Xique-Xique, povoado de Areia Branca, às margens da Lagoa Jenipapo.

Avaliada em R$ 400 mil, a plantação foi localizada após denúncia anônima e confirmação de localização com uso de drones. “Cada muda media 1,5 m e já estava em fase de colheita”, revelou o comandante da especializada, major PM Carlos Maltez. Um barco usado pelos criminosos para monitorar as plantações foi apreendido na margem da lagoa.

O oficial revelou que até agosto foram erradicados, em diversos municípios da região nordeste, cerca de 519 mil pés da erva. “Foram 14 mil pés em Utinga, 470 mil em Iraquara e 35 mil em Xique-Xique”, listou. Também foram apreendidas porções prontas para o consumo.

 

Quase 2 mil pés de maconha são descobertos pela polícia  

Domingos Matos, 18/07/2019 | 15:30

Uma plantação de maconha com 1.900 pés foi descoberta por equipes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) de Juazeiro. O flagrante aconteceu, na terça-feira (16), após ações de inteligência.

O cultivo ilegal foi encontrado no povoado de Sangradouro, na cidade de Sobradinho. Thiago Santos Silva, identificado como dono da plantação foi capturado e confessou o crime. Os pés de maconha foram arrancados e incinerados. Um simulacro de arma de fogo foi apreendido com o criminoso.

"Mais uma importante ação da polícia baiana no combate ao tráfico de drogas. O trabalho continuará de forma incessante em todo o estado", garantiu o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito.

Adolescente é apreendido por suspeita de homicídio

Domingos Matos, 08/07/2019 | 18:18

Um adolescente suspeito de homicídio foi apreendido na noite de domingo (7), por guarnições do 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM/ Paulo Afonso), no bairro Boa Esperança em Paulo Afonso.

Segundo o comandante 20º BPM, tenente-coronel Carlos Humberto Moreira, policiais conduziram a vítima até o Hospital, em seguida realizaram rondas para tentar localizar o autor do crime. “A faca foi encontrada no local e a tesoura ainda com sangue estava em posse do menor”, explicou o comandante.

A titular da 18ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Paulo Afonso), delegada Mirela Santana, explicou que uma briga teria motivado as agressões. Adson Jeferson Nunes de Souza, 31 anos, estava em posse de uma faca e foi encaminhado para o Hospital com perfurações no tórax. Enquanto o menor, que estavacom uma tesoura foi apresentado a Delegacia Territorial de Paulo afonso e em seguida apresentado ao Ministério Publico.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.