Tag: assaltantes

Assalto, tiros e morte em ponto de ônibus de Ilhéus

Domingos Matos, 09/09/2019 | 14:33
Editado em 09/09/2019 | 14:08

Dois suspeitos foram baleados durante um assalto em um ponto de ônibus no bairro Jardim Savóia, em Ilhéus, na manhã desta segunda-feira (9). Um dos acusados morreu no local e o outro foi socorrido pelo Samu para o Hospital Regional Costa do Cacau.

Segundo a Polícia Civil, os tiros foram disparados por um policial militar, lotado na Cipe/Caema, que reagiu ao assalto. Ele estava em companhia da esposa no ponto de ônibus, no momento em que foram supreendidos pela dupla de assaltantes, que chegou armada e ameaçando as vítimas. 

Denilson de Jesus Pereira, suspeito que sobreviveu, será encaminhado para o presídio Ariston Cardoso, assim que tiver alta.

A polícia vai instaurar inquérito para apurar o caso, mas adiantou que o soldado agiu em legítima defesa. O assaltanto morto não havia sido identificado até o fechamento dessa matéria. 

Assaltantes são presos pela PRF com carga de whisky roubada na BR-116

Domingos Matos, 14/08/2019 | 08:31

Um caminhão-baú adulterado que transportava 1.656 unidades de whisky roubadas, foi recuperado pela PRF na tarde de ontem (13) na BR 116, trecho do município de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia.

Tudo começou quando os agentes que realizavam fiscalização de rotina no Km 836 da rodovia, deram ordem de parada a um veículo I/VW Amarok, com três ocupantes. A equipe notou que o comportamento estranho de um dos passageiros 

Diante da suspeita fundada e contradições na entrevista, os PRFs iniciaram os procedimentos de fiscalização e abordagem no automóvel. Após busca minuciosa foi encontrada em uma bolsa aproximadamente 5 gramas de de cocaína. Já na carteira de um deles foi encontrada duas cartelas contendo 17 comprimidos de anfetaminas (nobésio), conhecido popularmente como ‘arrebite’.

Em continuidade a ocorrência e de acordo com as informações levantadas,  os policiais constataram que os indivíduos eram suspeitos de envolvimento em um assalto de carga de bebida ocorrido na segunda-feira (12) em um trecho da BR 251, no estado de Minas Gerais. A Amarok seguia à frente como ‘batedor’ da carga roubada.

A equipe saiu em diligência na rodovia e logo em seguida avistou em sentido contrário um veículo VOLVO/Fh 440, tracionando um semi-reboque. Os agentes retornaram, foi quando o condutor do caminhão, desobedeceu a ordem de parada e empreendeu fuga em alta velocidade.

Durante o acompanhamento tático, o motorista transitou na rodovia em velocidade incompatível, sem observar as normas gerais de circulação e conduta prudente no trânsito, bem como desrespeitou às sinalizações dos trechos durante a fuga, colocando em risco a segurança dos demais usuários da rodovia.

Os ocupantes do caminhão começaram a atirar contra os policiais, que revidaram. Logo em seguida, o veículo entrou na marginal, nas proximidades do povoado de Iguá, onde três indivíduos de armas em punho desceram atirando, abandonaram o caminhão e adentraram no matagal. Um dos projétil perfurou o para-brisa da viatura e transfixou o banco do passageiro e traseiro. Não houve feridos.

Durante fiscalização na carreta, os policiais encontraram no compartimento de carga, diversas caixas de bebidas, do tipo whisky. Foi encontrado também um equipamento JAMMER, utilizado para bloqueio de sinal de rastreamento veicular. Com técnicas de identificação veicular, ficou constatado que o veículo possuí diversas adulterações. A carreta adulterada pertencia a um dos ocupantes da caminhonete Amarok.

Forças policiais da região foram acionadas e seguem na busca dos suspeitos.

Diante dos fatos, a carreta adulterada, o veículo Amarok, a carga roubada, drogas, a documentação apreendida, demais objetos e os três acusados, com idades entre 24 e 38 anos, foram apresentados a autoridade policial de plantão da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista.

Documentos veiculares são os mais comuns em suspeitas de fraudes

Domingos Matos, 06/08/2019 | 12:31
Editado em 05/08/2019 | 23:26

Duzentos documentos de veículos com suspeitas de fraude foram analisados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), no primeiro semestre de 2019. Responsável pela perícia em RGs, CNHs, CRLVs, passaportes, contratos, cédulas, entre outros impressos), o setor de Documentoscopia tem como função desvendar a autenticidade e autoria gráfica destes materiais, além de dar suporte nas ocorrências de crimes contra a vida, realizando a análise dos indícios recolhidos no local do delito. 

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) lideram as demandas anuais das perícias, incluindo as grafotécnicas (análises da grafia em assinaturas e outros tipos de escrita manual). Normalmente, as fraudes estão associadas a supressão e adulteração das informações originais. 

Em um dos casos analisados, o criminoso suprimiu a data de expedição da CNH transformando ilegalmente o numeral oito em nove. "São muitos casos como este. Analisamos cada detalhe com muito cuidado, porque sabemos que, em muitas situações, eles mudam a data de expedição para que não correr o risco de ser comparada com a data que foi adulterada", explicou a coordenadora do setor de Documentoscopia, perita criminal Adriana Santana Queiroz. 

O alto número de apreensões destes tipos de documentos está associado diretamente as ações de abordagens realizadas pela Polícia Militar e pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) que tem por finalidade a captura de assaltantes de carros e estelionatários. 

Adriana disse ainda que as cédulas também são materiais considerados fáceis para falsificações. " Muitas vezes eles [os criminosos] dão um desgaste no papel ou fazem algum tipo de simulação para passar a impressão de que a cédula foi usada ou já circulou. Então, a gente realiza um exame para verificar se realmente é uma cédula autêntica ou se foi feita em um papel para simular", completou.

 

 

Suspeitos de ataque a agências bancárias morrem em confronto com a polícia

Domingos Matos, 18/07/2019 | 10:16

Um cerco montado pela Polícia Militar, na região Sul da Bahia, resultou na desarticulação de parte do bando que atacou, na madrugada de ontem (17), agências bancárias na cidade de Jucuruçu. Durante perseguição, dois suspeitos entraram em confronto com equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Mata Atlântica, da 43ª CIPM (Itamaraju) e das Rondas Especiais (Rondesp) Sul.

Os assaltantes, ainda não identificados, foram alcançados no povoado de Água Limpa, município de Itabela, durante a manhã. Após confronto, ambos foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. Dois veículos modelos Touro e Hilux foram recuperados pelos militares.

“Seguimos na região e até o final do dia poderemos ter novidades. A população pode ajudar denunciando qualquer movimentação suspeita. A resposta será dentro da lei e proporcional à empregada pelos criminosos”, informou o comandante de Operações da PM, coronel Humberto Sturaro.

Uma mãozinha para os larápios

Domingos Matos, 13/01/2012 | 08:35
Editado em 13/01/2012 | 00:56

A proliferação de placas indicando a presença - ou  inteção de instalar - radares de fiscalização eletrônica nas estradas federais e algumas estaduais promete ser uma mão na roda. Claro, para o governo e para os bandidos, como assaltantes de cargas e ladrões de carros.

Um bom exemplo desse risco é a sinalização que indica a presença de radares - não se sabe se eles já estão operando - no treco da BR-101 entre o Posto Flecha e o Viaduto Fernando Gomes, em Itabuna. São pelo menos cinco placas, exigindo velocidade máxima de 40 quilômetros por hora, num trecho extremamente perigoso, que já abriga boa parte dos marginais e dos marginalizados itabunenses.

Claro que o que está ruim sempre pode piorar, já dizia o pessimista convicto. "Se esses radares forem instalados e os motoristas obrigados a trafegar em velocidade inferior a 40 quilômetros por hora, logo veremos a profissionalização do crime por aqui", observa o representante comercial Augusto Ribeiro.

Ele continua: "Por enquanto vemos muita prostituição infanto-juvenil, o que atrai o tráfico, mas tudo muito 'desorganizado'. Com a possibilidade de assaltos, a coisa tende a ficar mais complexa. Seremos assaltados até por ladrões montados em bicicletas", conclui.

É bom que se diga, porém: quando se fala de assaltos profissionailados não se inclui a indústria de multas operada pelo poder público. Esses são muito profissionais, mas bastante sutis.

Prefeito perde carro para assaltantes

Domingos Matos, 11/01/2012 | 09:25
Editado em 11/01/2012 | 09:26

Cinco homens roubaram nesta terça-feira (10), na BR-101, o carro do prefeito de Amargosa, Valmir Sampaio (PT).

O prefeito retornava de Salvador, quando foi abordado por assaltantes que levaram, além do veículo (Corola), de cor preta, dinheiro e documentos pessoais.

De acordo com o site Acorda Cidade, o prefeito disse que os homens chegaram a pé, colocaram uma pistola na cabeça do motorista e do ex-secretário de Relações Institucionais, Júlio Pinheiro, que estavam no carro e anunciaram o assalto.

PM é morto em saída de festa em Ilhéus

Domingos Matos, 08/01/2012 | 14:02
Editado em 08/01/2012 | 14:07

O PM Eloísio dos Santos Andrade, de 24 anos, foi baleado no peito quando saía de festa de formatura. Ele tentava ajudar um amigo que estava sendo assaltado, na madrugada deste domingo (8), em Ilhéus.

De acordo com o site Radar Notícia, Eloísio conseguiu atingir um dos assaltantes na perna, mas foi baleado nas costas.

O PM foi encaminhado ao  Hospital Regional Luiz Viana Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Eloísio era natural de Buerarema, onde será enterrado. Lotado na Companhia de Ações Especiais da Região Cacaueira (Caerc), a polícia faz diligências na região no sentido de tentar identificar e prender os autores do crime.

Jequié, a cidade das motos, tinha quadrilha especializada

Domingos Matos, 07/08/2011 | 10:05
Editado em 07/08/2011 | 10:48

A equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Jequié, fechou o cerco a uma quadrilha de assaltantes de casas comerciais e motocicletas que vinha agindo naquela região e recuperou quatro motocicletas tomadas de assalto de moto taxistas. O comerciante Carlos Eduardo Silva de Jesus, da cidade vizinha de Jaguaquara, que receptava os veículos para alugá-los posteriormente, foi preso e autuado em flagrante.

Segundo a delegada Grazielle Quaresma, titular da DRFR/Jequié, o comerciante pagava até R$ 200 pelas motocicletas roubadas pela quadrilha de Ciro Silva Castro e dos irmãos Renê de Jesus Santos e Sidnei de Jesus Santos. Renê estava foragido do Centro Provisório de Detenção de Piracicaba, em São Paulo, onde cumpria pena por assalto.

Na manhã de quinta-feira (4) os investigadores da especializada surpreenderam o trio na casa de Ciro. Conduzidos à delegacia, os três foram reconhecidos por diversas vítimas de assaltos a casas comerciais e mototaxistas atacados pelo bando. Renê portava um documento de identidade falsificado em nome de Rodrigo Ikegaya e Silva.

Ciro foi indiciado e responderá pela participação em pelo menos seis assaltos na região. Ele já responde a processo por uma tentativa de homicídio praticada durante um assalto. Sidnei também foi indiciado em inquérito policial. Já Renê ficará custodiado na carceragem da DRFR-Jequié, depois de ter sido autuado em flagrante por uso de documento falso.

A polícia busca agora identificar os demais integrantes da quadrilha, entre eles outro receptador identificado como Elton John Palma Mendes, que está foragido.

Em Itabuna, ladrões usam walkie-talkies e até 'agendam' roubo mensal

Domingos Matos, 03/08/2010 | 14:17
Editado em 03/08/2010 | 14:21

Que Itabuna vive um momento especialmente inseguro, assim como a maioria dos municípios baianos, isso já não é novidade. Mas surpreende, ainda, a cada dia, a ousadia com que a bandidagem está agindo.  

Essa semana, um idoso que pediu para não ter dados revelados, "recebeu" em sua casa, por mais de meia hora, um grupo de assaltantes que fez a limpa, de computadores a dinheiro. Na saída, os bandidos agendaram a próxima visita: "mês que vem, vê se reserva dinheiro. Não queremos mais levar objetos", avisaram.

Ontem, outro desses crimes que, apesar de inusitados, estão virando rotina. O representante comercial Charles André Amaral, morador da rua "F", N°29, Loteamento Kleber Galy, no bairro Santo Antônio, conta que os meliantes que o assaltaram, por volta do meio-dia, se comunicavam por meio de rádios walkie-talkies durante a ação.

"O que mais me deu raiva foi ver eles se comunicando, perguntando ao outro se estava tudo certo, e o outro respondendo que estava tudo bem". Os assaltantes levaram um notebook, R$ 390,00 em espécie e uma moto Honda Fan, 125cc, preta, placa JRH 9289.

Chega a preocupar.

Assassinado no Mangabinha tem sinais de tortura

Domingos Matos, 24/05/2010 | 11:50
Editado em 19/04/2010 | 10:39

Um homem, cuja identidade ainda não foi revelada, foi encontrado morto, hoje pela manhã, por volta das 6 horas, no bairro Mangabinha. Com perfurações de bala e arma branca, o desconhecido apresentava sinais de tortura.

Ele estava amarrado pelos pulsos e os sinais deixados pela corda davam a impressão, segundo a polícia militar, de que a vítima teria sido arrastada. Ninguém o reconheceu como morador do bairro. A imagem chocou a população, e a polícia tem mais uma morte "misteriosa" para investigar. 

Com mais esse crime, somente na área coberta pelo 15º BPM, foram informados seis homicídios no fim de semana.

ILHÉUS

Em Ilhéus, que pertence a outra Coordenadoria de Polícia, um crime bárbaro chocou a cidade. Uma idosa, de 70 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça. O crime ocorreu na sexta-feira (16), às 20 horas.

De acordo com o Blog do Gusmão, o crime foi praticado por assaltantes, que se zangaram por não terem conseguido uma quantia maior de dinheiro no assalto que fizeram ao pequeno restaurante de Dona Iza.

Bastante conhecida e querida no centro daquela cidade, ela fornecia quentinhas e comida caseira para trabalhadores do centro, e era reconhecida pela sua disposição para o trabalho. Um dos bandidos já foi preso.

Sem disparar um tiro, Federal desarticula quadrilha de assalto a banco

Domingos Matos, 24/05/2010 | 11:50
Editado em 04/05/2010 | 23:17

A Polícia Federal, com apoio da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe, antiga Caerc), desbaratou uma quadrilha de assaltantes de bancos em Ilhéus, quando os bandidos se preparavam para um assalto ao Banco do Brasil em Camamu.  

Não foi necessário efetuar nenhum disparo. A quadrilha, que já vinha sendo investigada pela PF, estava hospedada num hotel em Ilhéus, de onde articulava o assalto ao BB de Camamu. Segundo foi apurado, o assalto seria realizado a partir de um sequestro contra o gerente da agência.

A casa começou a cair após tentativa frustrada de roubar um veículo, na madrugada de segunda. Depois disso, o carro dos assaltantes foi identificado e abordado pelos policiais, ontem, já na rodovia Ilhéus - Uruçuca, quando os três primeiros integrantes da quadrilha foram presos.

Apenas as iniciais dos bandidos foram divulgadas: G.F.S., 31 anos, natural de Ipiaú, D.V.A., 23 anos, e R.P.M., 20 anos, ambos nascidos em São Paulo. Eles confessaram a participação e indicaram o local no meio do matagal onde esconderam as armas - quatro pistolas calibre 380, munições e algumas perucas e capuzes.

Esse mesmo material havia sido utilizado na tentativa de assalto ao veículo, na madrugada de domingo para segunda. No quarto do hotel onde os assaltantes estavam hospedados, foi encontrada ainda uma pistola de uso restrito das forças armadas.

Hoje, a Polícia Federal prendeu, em Vitória da Conquista, outros dois integrantes desta mesma quadrilha. Os assaltantes ficarão custodiados em Ilhéus, onde estarão à disposição da Justiça, aguardando julgamento.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.