Tag: baleados

Jovem morre e irmão fica ferido após serem baleados dentro de casa em Pau Brasil

Domingos Matos, 09/10/2019 | 17:29

Uma jovem de 20 anos morreu e o irmão dela ficou ferido após terem a casa invadida, em Pau Brasil, no sul da Bahia, na madrugada desta terça-feira (10).

Segundo informações da delegacia da cidade, o caso ocorreu no Bairro Genádio de Andrade, por volta das 2h, depois que homens armados foram até o local procurar uma irmã das vítimas. Como o grupo não encontrou a mulher, atirou nos dois.

As vítimas foram atingidas na cabeça e na região do abdômen. Sara de Jesus Santos morreu no local. O corpo dela foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Técnica (DPT) da região.

Já Deivid de Jesus Santos foi encaminhado com ferimentos para o Hospital de Base de Itabuna. Não há informações sobre o estado de saúde dele. O caso é acompanhado pela Polícia Civil da cidade.

 

Assalto, tiros e morte em ponto de ônibus de Ilhéus

Domingos Matos, 09/09/2019 | 14:33
Editado em 09/09/2019 | 14:08

Dois suspeitos foram baleados durante um assalto em um ponto de ônibus no bairro Jardim Savóia, em Ilhéus, na manhã desta segunda-feira (9). Um dos acusados morreu no local e o outro foi socorrido pelo Samu para o Hospital Regional Costa do Cacau.

Segundo a Polícia Civil, os tiros foram disparados por um policial militar, lotado na Cipe/Caema, que reagiu ao assalto. Ele estava em companhia da esposa no ponto de ônibus, no momento em que foram supreendidos pela dupla de assaltantes, que chegou armada e ameaçando as vítimas. 

Denilson de Jesus Pereira, suspeito que sobreviveu, será encaminhado para o presídio Ariston Cardoso, assim que tiver alta.

A polícia vai instaurar inquérito para apurar o caso, mas adiantou que o soldado agiu em legítima defesa. O assaltanto morto não havia sido identificado até o fechamento dessa matéria. 

“Deu a vida pelo filho”, diz irmão de pastora assassinada ao tentar separar briga com vizinho

Domingos Matos, 03/01/2019 | 10:08
Editado em 03/01/2019 | 10:20

"Ela deu a vida dela pelo filho". É como o rodoviário Gilvan de Jesus resume a morte da irmã, Norma Lúcia Pereira Daltro de Souza, de 52 anos, que foi atacada a tiros enquanto tentava proteger o filho durante uma briga com vizinhos, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador.

O caso ocorreu na noite da terça-feira (1º), no bairro Pampalona, na Rua São Joaquim, onde a família mora. Além de Norma, outras duas pessoas foram baleadas e uma esfaqueada. Os feridos eram amigos da mulher. As três estão internadas no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana. Norma era pastora e atuava na igreja que fundou há 8 anos.

"Uma tragédia que ainda não caiu a ficha. Ela deu a vida dela pelo filho. Onde muitos foram baleados e minha irmã perdeu a vida. Deu a vida delas pelos filhos. É uma grande perda para a sociedade toda, como no bairro. Perdeu uma mãe, uma pastora, uma pessoa que aconselhava a todos que procuravam ela. Então, foi uma tragédia horrível", disse Gilvan de Jesus.

Testemunhas contaram que houve uma confusão generalizada e, durante a briga, um homem identificado como Erisvaldo da Silva Almeida, que era vizinho da família, atirou duas vezes na pastora. Em seguida, Adailson Macedo Almeida, que estava na casa do suspeito, teria efetuado mais um disparo.

Após o crime, três motocicletas que estavam estacionadas em frente à casa de Erisvaldo foram incendiadas por vizinhos da vítima. O grupo também chegou quebrar garrafas de vidro que estavam no local.

Adailton foi preso logo após a ação. Já Erisvaldo, conhecido como Dinho, é preocurado. Segundo a polícia, em um primeiro momento, Adailton confessou o crime, mas, em seguida, negou envolvimento na ação. O caso está sob investigação da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana.

Conforme a polícia, a briga teria sido motivada por uma desavença antiga entre um dos 11 filhos de de Norma e o vizinho. Rebeca Pereira, de 20 anos, que é uma das filhas da pastora, contou como a rixa começou.

"Uma vez, as crianças estavam brincando na frente da casa do irmão dele. Aí, eu não sei como foi, acho que outras crianças fizeram xixi na porta da casa dele. Aí, o irmão dele pensou que era meu sobrinho, filho desse meu irmão. E ele disse que ia agredir meu vizinho. Aí começou a confusão. Esse rapaz que falou isso pediu desculpa. Ninguém tem nada contra ele. Mas o irmão dele [Erisvaldo], já invadiu a casa onde minha mãe mora", contou Rebeca Pereira.

Após passar por necropsia, o corpo de Norma Lúcia foi levado para a igreja fundada pela vítima, "Arca da Promessa", para ser velado. (Com informações do G1).

 

Vítima é velada na igreja que fundou — Foto: Reprodução/TV Subaé

 

Um morto e três baleados no fim de semana

Domingos Matos, 24/05/2010 | 11:50
Editado em 26/04/2010 | 09:07

Mas, se isso não for insegurança, melhor seria morar no Iraque.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.