Tag: buscam

Sesttran: prazo para cadastramento dos Motofretistas será encerrado na próxima sexta-feira

Domingos Matos, 10/08/2019 | 17:29

Com o objetivo de legalizar a atividade de “Motofrete” no município, a Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito – Sesttran está realizando o cadastramento dos profissionais que trabalham realizando serviço de entregas em todas as modalidades, tais como: botijão de gás, água mineral, pizza, peças, medicação, dentre outras. A convocação para que a categoria compareça à Sesttran foi feita através do Edital de Chamamento Público Nº 01/2019, publicado no Diário Oficial do Município, em 10 de junho.

Todos os profissionais que exerçam a atividade sejam eles pessoas físicas ou jurídicas precisam realizar o cadastramento.  Os Motofretistas deverão comparecer à Diretoria de Transportes, na sede da Sesttran (Bairro Lomanto), no horário de 9 às 15h. O cadastramento teve início no dia 11 de junho e foi prorrogado pelo órgão até a próxima sexta-feira (16), quando será encerrado. Os prestadores do serviço necessitam apresentar: Carteira Nacional de Habilitação (CNH); Foto 3X4; Comprovante de endereço atualizado; Título de eleitor, com quitação eleitoral; Documento do veículo atualizado (CRLV); Certidão de Antecedentes Criminais; Nada consta da habilitação; Dados da empresa, cooperativa ou associação a que estiver vinculado e a Carteira de Trabalho (CTPS).

O titular da Sesttran, Gilberto Santana, pontua “que o objetivo da ação após o cadastramento prévio da categoria é legalizar a atividade de Motofrete no município, permitindo assim ao órgão: gerir, disciplinar e fiscalizar a prática regular do serviço. Para isso, serão feitas vistorias anuais obrigatórias, das quais só poderão participar os profissionais já devidamente cadastrados junto ao órgão. Através do cadastramento buscamos traçar o perfil do ofertante desse tipo de atividade”, conclui. Já o Assessor da Diretoria de Transportes, Pedro Miguel K. Júnior destaca “que o órgão objetiva também, elaborar um diagnóstico da realidade dos Motofretistas, nos termos da Lei Municipal Nº 2.260 de 19 de dezembro de 2013, que regulamenta o serviço individual de passageiros e cargas”, finaliza. Quaisquer outros esclarecimentos poderão ser obtidos na sede da Sesttran, junto à Diretoria de Transportes, ou pelo telefone: (73) 3214-7768, ramais 226/227.

Nota Premiada Bahia anuncia os dez contemplados do sorteio de julho

Domingos Matos, 18/07/2019 | 14:32

Nove moradores de Salvador e um de Feira de Santana são os contemplados no sorteio de julho da campanha Nota Premiada Bahia, do Governo do Estado, realizado nesta quarta-feira (17), com base nos resultados da Loteria Federal. Cada um dos dez ganhadores receberá um prêmio de R$ 100 mil. Os sorteados na capital moram nos bairros de Mussurunga I, Cajazeiras, Curuzu, Itaigara, Pau Miudo, Caminho das Árvores, Cabula e Cabula VI. O de Feira de Santana é morador do Centro da cidade.

Os nomes de todos os ganhadores podem ser conferidos no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br, junto com parte da numeração do CPF. Os contemplados desta vez foram Ivete Carige Pimentel, Carla Wirz Leite Sá, Aluisio Antônio Mendes de Araújo, Josefa Edileusa Menezes Matos, Márcio Menezes Moreira, Arlinda Maria Pinheiro Pineiro Passos, Camila Magalhães Pigozzo, Amanda Louise Rocha dos Santos, Camila Santos Pascoal e Josafá Soares de Souza Junior.

A campanha de cidadania fiscal realizada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz-Ba) conta atualmente com mais de 478 mil participantes. Para concorrer aos prêmios é preciso estar inscrito no site e incluir o CPF cadastrado a cada compra realizada em estabelecimentos que emitem a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e).

Apoio a filantrópicas
Além de sortear prêmios, a campanha beneficia 528 entidades filantrópicas da capital e do interior que estão ativas no programa Sua Nota é um Show de Solidariedade. Juntas, estas entidades já receberam ao todo R$ 16,9 milhões desde o início dos sorteios da Nota Premiada Bahia, em fevereiro do ano passado. Quem se cadastra para concorrer aos sorteios deve indicar até duas instituições, uma da área de saúde e outra da área social, para compartilhamento das notas.

Participam da campanha Nota Premiada Bahia (NPB)  instituições de vários portes, desde grandes hospitais e santas casas até centros de apoio social, como é o caso do Centro Espírita Caminho de Luz, localizado no bairro da Boca do Rio, em Salvador. O Caminho da Luz vem participando da Nota Premiada Bahia desde a sua primeira etapa, com vistas a angariar recursos para o funcionamento das ações sociais que desenvolve, a exemplo da distribuição de sopas para a comunidade e da promoção de cursos profissionalizantes em convênio com o Sesc.

“Sempre buscamos integrar as campanhas governamentais de arrecadação por meio do compartilhamento de notas fiscais, e não seria diferente com a Nota Premiada Bahia, que trouxe benefícios como facilidade na aquisição das notas e na aplicação dos recursos, o que nos permite adquirir materiais de uso e manutenção da instituição”, informa Rita Menezes, coordenadora da instituição.

Por meio da Nota Premiada Bahia, o Centro Caminho de Luz conseguiu recursos para viabilizar uma grade de três cursos profissionalizantes que abrem perspectivas de trabalho para pessoas da comunidade assistida. Esse semestre, os inscritos terão aulas de Maquiagem, Trança com Mega-hair e Arte em retalho. O Centro busca agora ampliar o número de pessoas que apoiam a instituição com o compartilhamento de notas fiscais via NPB. Até o momento, a instituição conta com 324 apoiadores que compartilharam, nesta etapa, 4.812 notas fiscais eletrônicas.

Sorteios
Com este novo sorteio, a Nota Premiada Bahia chega a 182 ganhadores. Foram 180 em sorteios mensais regulares, que distribuem prêmios de R$ 100 mil, e mais duas premiações especiais de R$ 1 milhão cada, sorteadas em junho de 2018 e março de 2019. Do total de contemplados desde o início da campanha, em fevereiro, 131 são da capital e 51 do interior.

As premiações baseiam-se nos resultados da Loteria Federal. Todas as compras com CPF na nota eletrônica, desde que o comprador esteja cadastrado no sistema, são convertidas em bilhetes eletrônicos de dez números cada. Como forma de equilibrar as chances dos participantes, o sistema foi programado para estabelecer uma relação decrescente entre volume de compras e total de bilhetes emitidos.

São, no total, oito faixas. Se as compras associadas ao seu CPF somarem até R$ 100 no mês, o participante terá direito a dez bilhetes eletrônicos. Se a soma for de até R$ 200, serão 15 bilhetes. Serão 20 bilhetes quando a soma dos valores das notas for de até R$ 400, 25 bilhetes se as compras somarem R$ 800, 30 bilhetes se a soma for de até R$ 1,2 mil, 35 se chegar a R$ 1,6 mil e 40 se alcançar R$ 2 mil, chegando-se ao máximo de 45 para todas as situações em que a soma ficar acima deste último patamar.

Estudante da zona rural de Adustina representa a Bahia no Parlamento Juvenil do Mercosul

Domingos Matos, 15/07/2019 | 09:31
Editado em 15/07/2019 | 14:30

O estudante Miquéias Nascimento Araújo, 18 anos, 3º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Castro Alves, morador da zona rural de Adustina foi eleito para representar a Bahia, no biênio 2018-2020 no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM). O projeto, que garantiu a Miquéias as eleições PJM 2018, tem como tema “Intervenção colaborativa: preparando o jovem para o mercado de trabalho”. A finalidade é enriquecer o currículo escolar com conhecimentos de empreendedorismo e marketing, para que os estudantes tenham uma formação abrangente e qualitativa que os prepare para o mundo do trabalho e suas transformações, abrindo caminho para lutar por oportunidades.

Nesta segunda-feira (15), o estudante segue para Brasília, para a cerimônia de posse, que será realizada na quarta-feira (17). A próxima viagem, em data ainda a ser definida, será para a cidade de Montevidéu, no Uruguai, onde está localizada a sede do PJM. “Estou extremamente feliz com essa oportunidade ímpar para mim e para a minha escola. Espero poder vivenciar da melhor forma a experiência de conhecer e discutir com outros jovens, de todo o país, que lutam pela melhoria na educação. Acredito que este momento irá contribuir com a ampliação dos meus conhecimentos e horizontes, obtendo um maior engajamento na luta por uma educação de qualidade no meu Estado”, revela o estudante.

Destaques da escola

Miquéias conta que teve um grande incentivador para a criação do projeto e participação na disputa pela vaga: o seu colega e antecessor no PJM, Admilson dos Santos Baventura, que também estuda na mesma unidade. “Admilson me inspirou e foi um grande incentivador para que eu chegasse até aqui. Ele me explicou como fazer o projeto, tirou minhas dúvidas e me fez sonhar grande contando suas experiências nos Parlamentos Jovem Brasileiro e Juvenil do Mercosul. E, agora, vamos incentivar outros colegas a criar projetos de alcance social e defender nossa escola e a educação da Bahia”, finaliza.

A orientadora do projeto, Luciana Santiago, comemora a eleição de Miquéias. “Ficamos muito felizes com a eleição dele. Essa eleição é muito importante para nossa escola, por ser uma unidade pequena e com alunos com grande destaque, pois já tivemos outro estudante que participou do PJM e foi o grande incentivador de Miqueias. Buscamos esta conquista, fizemos uma grande mobilização para a votação, pedimos ajuda dos diretores escolares da região e ao pessoal da região e todos colaboraram e Miquéias é nosso representante”, finaliza.

O Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM) é uma iniciativa do Ministério da Educação, por meio do Setor Educacional do Mercosul (SEM), que proporciona aos jovens estudantes do Ensino Médio da rede pública dos países membros e associados do bloco um espaço de encontro e diálogo que incentive o protagonismo juvenil para geração de propostas sobre temáticas de interesse comum. O PJM é uma experiência formativa para os jovens envolvidos que, além de ampliar seus conhecimentos, vivenciam o funcionamento das instituições democráticas e participam de debates construtivos que lhes permitem fortalecer a capacidade para expressar suas ideias, bem como desenvolver habilidades de reflexão crítica para formulação de propostas que reflitam suas necessidades.

Presidente do CDS-LS busca parcerias para fortalecer municípios regionais

Domingos Matos, 11/07/2019 | 14:04

O presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Litoral Sul (CDS-LS) e prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu na manhã desta quinta-feira, na sede da Amurc, com o secretário executivo do CDS-LS, Luciano Veiga, a gerente regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, a analista de projetos do Instituto Arapyaú, Adriana Cestari, e a especialistas em eficiência municipal da empresa Gove, Nágila Cardoso e Ricardo Ramos, para discutir a importância de firmar cada vez mais parcerias visando o fortalecimento dos municípios regionais.

O objetivo é discutir problemas comuns enfrentados pelos municípios e a partir saí trocar experiências de ações positivas para que cada um possa contribuir trazendo soluções para diminuir as dificuldades. E segundo o prefeito de Itacaré, tanto o Consórcio quanto o Sebrae e o Instituto Arapyaú tem sido grande parceiros dos municípios, contribuindo com projetos e com a qualificação profissional das equipes das prefeituras no Sul da Bahia.

Na oportunidade, o prefeito prestigiou a 3ª Oficina de Melhoria do Equilíbrio Fiscal, realizada também na sede da Amur, reunindo secretários e técnicos dos municípios associados. A oficina é realizada em parceria com a empresa Gove e o Instituto Arapyaú e busca trazer novas informações sobre o Equilíbrio Fiscal das Prefeituras.

A iniciativa é realizada desde março deste ano, com o objetivo de aumentar as receitas municipais e otimizar as despesas. No encontro, os participantes buscam promover a troca de aprendizados adquiridos com a implementação das ações nos municípios, verificando as dificuldades e os resultados obtidos.

Rumo à Fila Zero: Santa Casa de Itabuna viabiliza 14 doações de córneas no 1º semestre

Domingos Matos, 08/07/2019 | 16:28

O mês de julho começou com o saldo positivo na Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna com a doação de córneas.

Ao longo do primeiro semestre, foram contabilizados 14 doadores, com um total de 28 córneas. Só na última semana de junho, oito pessoas foram contempladas. Adoação mais recente, na primeira semana deste mês, veio de uma família indígena.

A força tarefa, realizada em parceria com a enfermagem e o serviço social da instituição, traz como slogan “Seja luz nos olhos de alguém! Diga SIM!” faz parte da campanha “Rumo à Fila Zero”, que tem por objetivo zerar a fila de doação de córneas no estado da Bahia, através de ações e atividades educativas.

Patrícia Betyar, enfermeira da Comissão de transplantes da Santa Casa, explica que a equipe de enfermagem e serviço social buscam sempre fazer a sua parte sinalizando e informando a todos, sobre a questão da doação. “É um trabalho constante de conscientização da importância da doação de órgãos e tecidos para transplante por parte da nossa equipe”, diz.

 

Vereadores buscam acordo entre empresários e Sindicato para acabar a greve dos rodoviários

Domingos Matos, 13/06/2019 | 10:13
Editado em 13/06/2019 | 10:37

A Câmara de Itabuna passou a intermediar as negociações entre o Sindicato dos Rodoviários e as empresas de transporte urbano do município. Os vereadores buscam uma solução para o fim da greve da categoria, iniciada no último dia 03.

"Queremos ouvir todas as partes envolvidas. Na tarde de terça-feira, dia 11, tivemos uma reunião com os dirigentes e os assessores jurídicos do Sindicato dos Rodoviários", disse a vereadora Charliane Sousa, vice-presidente da Câmara que, juntamente com o vereador Enderson Guinho, representou o Legislativo itabunense.

Enderson Guinho acrescentou que "nós ouvimos a posição do Sindicato e nos colocamos à disposição, enquanto Poder Legislativo, para intermediar e buscar um acordo visando fim da paralisação para que a população, em especial os mais carentes, não seja penalizada com a falta do transporte público".

Charliane Souza e Enderson Guinho informaram que na próxima quinta-feira, dia 13, está prevista uma audiência na Justiça do Trabalho, entre empresários e representantes da categoria. O objetivo é buscar uma solução para resolver o impasse.

"O prefeito foi convidado para participar do encontro. Nós vereadores também estaremos presentes, considerando que existe a denúncia de que as empresas de transporte querem demitir 250 cobradores como alternativa para reduzir custos operacionais", disse Enderson Guinho.

Atletas de Itacaré buscam vaga para o Mundial de Canoagem na China

Domingos Matos, 13/06/2019 | 10:12

Os atletas itacareenses Alberto Oliveira e Iury Souza, da Associação de Canoagem de Itacaré, estarão representando a cidade no  XXVIII Brasileiro de Canoagem - Maratona 2019 que será realizado na praia do Prata, em Palmas, nos dias 15 e 16 de junho. A competição é uma seletiva que vai definir a Seleção Nacional apta a representar o Brasil no Campeonato Mundial de Canoagem Maratona em Shaozing, na China, nos dias 10 a 13 de outubro.

Alberto Oliveira e Iury Souza seguiram na tarde de ontem para Tocantins e já na quinta-feira iniciam o reconhecimento das águas. Na bagagem muita força, preparo físico e a esperança de colocar Itacaré no lugar mais alto do pódio, garantindo assim a vaga para o Mundial na China. A viagem para Palmas contou com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura.

A prova terá o percurso de 28 quilômetros, mas os atletas de Itacaré mostraram estar preparados. “Treinamos bastante e estamos num bom condicionamento físico. Estamos prontos para representar a cidade”, disseram os atletas. No total, serão 34 categorias na disputa. O percurso será com águas profundas e limpas.

Os dois atletas fazem parte do projeto da Associação de Canoagem de Itacaré, que conta com cerca de 90 integrantes que treinam diariamente e já são campões nas águas e na vida. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, destacou o trabalho que vem sendo feito pela ACI de preparar esses jovens para que possam estar bem representando a cidade nas mais diversas competições no Brasil e em outros países. E a Prefeitura tem buscado ser parceira da ACI nesse trabalho, com ações nas áreas de saúde, assistência social, esportes e educação.

 

Número de inscritos para o Encceja 2019 tem aumento de 75%

Domingos Matos, 04/06/2019 | 16:45

A edição deste ano do Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja) teve um crescimento de 75% no total de inscritos em relação a 2018. Foram 2.973.375 inscrições contra as 1.695.607 do ano anterior. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (4), em Brasília, pelo Ministério da Educação. As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios a jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada para obter a certificação de conclusão no ensino fundamental ou médio.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Ribeiro Lopes, disse que a ampliação da divulgação é um dos fatores que levou ao aumento expressivo no número de inscritos. “Atribuímos a maior divulgação do Encceja ao maior conhecimento por parte da população e ao apoio das secretarias estaduais. Além disso, percebemos que o cidadão está buscando uma certificação para melhorar sua condição de empregabilidade”, disse o presidente do Inep.

Os inscritos no Encceja de 2019 buscam principalmente a certificação do ensino médio. Setenta e oito por cento das inscrições foram para as provas do ensino médio e 21,6% para as do ensino fundamental. As mulheres são maioria para o ensino médio (51,5%) e para o fundamental (53%).

A maior parcela de inscritos para certificação do ensino médio está na faixa etária entre 21 a 30 anos (972.076), seguido pelos que têm de 31 a 59 anos (859.497). No ensino fundamental, a faixa etária de maior concentração é entre 31 a 59 anos (298.962) e depois entre 21 a 30 anos (177.754). São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná são os estados com maior número de inscritos para os dois níveis de ensino. Os atendimentos específicos mais solicitados nos dois casos são os de lactante gestante e idosos.

Segurança

O presidente do Inep alertou que a segurança será reforçada nessa edição do exame. Se algum equipamento eletrônico do candidato emitir sinal sonoro durante a prova, ele será eliminado. “Nesse ano, se algum aparelho emitir sinal sonoro durante a aplicação da prova o candidato será eliminado. É muito importante que o candidato tome cuidado com seus aparelhos. Aquele aparelho que, mesmo desligado, por exemplo, toque um despertador, é preciso ter cuidado porque se tocar ele será eliminado”, explicou. Os lanches dos candidatos também serão revistados.

Provas e certificação

Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência. (Com informações da Agência Brasil)

Vereadores de Itabuna buscam alternativas para situação dos moradores da Bananeira

Domingos Matos, 24/05/2019 | 17:01

Câmara de Itabuna realiza na próxima segunda-feira, dia 27, uma Sessão Especial para discutir a questão que envolve os moradores da Bananeira, a Prefeitura e o Aeródromo Tertuliano Guedes de Pinho. Segundo o vereador Jairo Araújo, autor da proposta, moradores da daquela área da cidade tiveram o acesso bloqueado ao bairro Lomanto, em função da reabertura do aeródromo.

“O aeródromo é importante, mas precisamos ouvir a comunidade e buscar alternativas para amenizar a situação dos moradores que estão sem acesso. Eles reclamam que estão com dificuldades para a ir e vir da localidade”, afirmou Jairo Araújo. A Sessão, que está prevista para ocorrer às 16 horas, no plenário Raymundo Lima. Deverá contar com as presenças dos moradores da Bananeira e dos bairros próximos.

A Bananeira está localizada entre a pista de pouso e decolagem do Aeródromo Tertuliano Guedes de Pinho e a margem do Rio Cacheira. Durante o período em que o aeródromo permaneceu desativado, por mais de vinte anos, os moradores da localidade circulavam diariamente no local, fazendo o cruzando a pista reservada às aeronaves.

Para discutir a questão, a Mesa Diretora da Câmara de Itabuna convidou os secretários Dinaílson Oliveira, da Administração, e Coronel Gilberto Santana, do transporte e Trânsito, e o procurador do município, Luiz Carlos Guarnieri. A proposta do convite às autoridades surgiu após um acordo entre os vereadores Ronaldo Geraldo-Ronaldão e Jairo Araújo.

 

ONG Luz do Novo Mundo: um olhar fraterno faz toda diferença

Domingos Matos, 12/04/2019 | 17:50
Editado em 12/04/2019 | 20:49

Protagonista de várias ações sociais realizadas, anualmente, em Itabuna, como o Mutirão da Saúde e Bem Estar e Natal Solidário, o Instituto Luz do Novo Mundo foi criado em 2015, a partir das dificuldades enfrentadas pelo Albergue Bezerra de Menezes.

A diretora-presidente da ONG, Isaura Brandão, conta com uma equipe de voluntários e juntos lutam por uma cidade mais justa e digna. Segundo ela, muitos projetos ainda estão no papel, porque demandam verbas.

No entanto, apesar da escassez de recursos, Isaura nunca pensou em desistir. Seu alvo é alcançar os mais necessitados. “É necessário levar mais dignidade, ter um olhar fraterno e usar de muita empatia para mostrar amor ao próximo”, diz Isaura. Quem quiser colaborar com a ONG, pode fazer suas doações, através dos números  (73) 9147-3588 (Grazi); (73) 98806-5740 (Lua) e (73) 8825-4982 (Isaura). As doações são direcionadas para instituições carentes. 

Como surgiu a ONG?

Isaura Brandão - O Instituto Luz do Novo Mundo surgiu da necessidade e carências no Albergue Bezerra de Menezes. Assim, passamos a ter uma maior atuação nas causas sociais. 

De lá para cá, o que já foi feito?

Isaura Brandão - Várias campanhas, doações e eventos como o Forró Solidário, Mutirão da Saúde, Festivais de Tortas, dentre outras demandas que surgem e abraçamos. Não apenas em prol do Albergue, como de outros locais que pediram apoio. 

Qual o objetivo da ONG?

Isaura Brandão - Atuar com instituições filantrópicas e pessoas em situação de vulnerabilidade. De acordo com os pedidos que chegam, buscamos formas de ajudar e convocar a sociedade. Somos a mão na massa e a voz de outros locais já com dificuldades.

Sobre os projetos, quais podem ser destacados?

Isaura Brandão - Atualmente, estamos buscando apoio para concretizar um projeto voltado ao público idoso, mas diante da falta de verba e de voluntários presencias temos adiado, sem parar, contudo, com nossas ações habituais. 

Qual sua avaliação sobre a situação social em Itabuna?

Isaura Brandão - Precária, de abandono mesmo. Moradores de rua só aumentam. Políticas sociais existem, mas o público é grande e é muito carente. Pode ser feito bem mais, inclusive pelas instituições existentes. É necessário levar mais dignidade, ter um olhar fraterno e usar de muita empatia para mostrar amor ao próximo.

 

Prefeitos do Sul da Bahia participam da Marcha em defesa dos municípios em Brasília

Domingos Matos, 11/04/2019 | 12:38

Mais de 300 prefeitos baianos participam, desde segunda-feira (8), da XXII Marcha dos Prefeitos, em Brasília, promovida pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com o objetivo de apresentar o panorama da situação enfrentada pelos gestores locais e as principais reivindicações, a exemplo da revisão do Pacto Federativo. Do Sul da Bahia, uma comitiva formada pelos prefeitos ligados a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc, espera sair do encontro, que encerra nesta quinta-feira (11), com a garantia de melhores condições financeiras para os municípios.

Na capital do Brasil, o presidente da Amurc e prefeito de Firmino Alves, Aurelino Cunha destacou que a Marcha é movimento muito importante para o Brasil, pois é uma oportunidade para que os prefeitos possam lutar em defesa de mais recursos para os municípios. “Eu, juntamente com os prefeitos filiados a Amurc, temos a preocupação de participar desse movimento e defender os interesses da nossa região, para garantir dias melhores aos nossos munícipes”.

A força do municipalismo foi evidenciada pelo prefeito de Barra do Rocha, Luis Sérgio Alves, ao destacar a importância da ida dos prefeitos a Brasília, que tem a função de fortalecer a gestão municipal. “Nós queremos melhorar os repasses para os municípios. Buscamos com a nossa ação, mostrar a unidade dos prefeitos do Brasil, especialmente da Bahia. É preciso um olhar mais ampliado da gestão municipal porque é dessa maneira que a gente vai ter um Brasil mais forte”.

A luta pela revisão do Pacto Federativo é uma das principais reivindicações dos prefeitos da região, e que no ano passado foi tema de uma reunião na Amurc, provocada pelo prefeito de Buerarema, Vinícius Ibrann. A esperança, segundo ele, é de que o presidente da República, Jair Bolsonaro, coloque em prática o compromisso firmado de rever o Pacto Federativo. “Com isso, precisamos nos fortalecer em conjunto e não de maneira individual para garantir a execução de compromissos firmados na Marcha, junto a União”.

Da mesma forma, a prefeita de Ubaitaba, Suka Carneiro, que integra a diretoria da Amurc, chamou a atenção dos prefeitos para estarem unidos, “pois juntos podemos fortalecer os nossos municípios, crescer e mudar a realidade da nossa região”. Já o prefeito de Itapé, Naeliton Rosa espera que o atual Governo possa “olhar” mais para os municípios, “de forma que possamos levar para os munícipes, obras nas áreas da saúde, educação, social”.

Sobre algumas conquistas da Marcha, o prefeito de Jussari, Antônio Valete informou que o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli agendou para o dia 20 de novembro, a votação dos Royalties de Petróleo. “A Marcha está sendo muito importante, estamos colhendo os resultados de outras marchas. A luta é uma construção que estamos fazendo ao longo do tempo para melhorar as condições de vida do nosso povo, em curto, médio e longo prazo”.

Atmosfera em universidades brasileiras preocupa organização internacional que protege acadêmicos ameaçados

Em entrevista à Pública, pesquisadora do Scholars at Risk diz que tem sido procurada por professores que querem deixar o país temendo pela própria vida

Domingos Matos, 19/03/2019 | 15:36
Editado em 19/03/2019 | 16:43

Natalia Viana  

Desde as eleições, as universidades brasileiras têm se tornado um campo de batalha onde crescem as denúncias de assédio, achaques e ameaças contra professores que são identificados como “de esquerda”. No final de outubro, pouco antes de 17 campi universitários serem invadidos pela polícia por manterem cartazes com mensagens antifascistas, professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) receberam uma carta anônima listando o nome de 15 docentes e estudantes de ciências humanas ameaçados de serem “banidos” da instituição depois da posse de Jair Bolsonaro. A carta detalha que todas as pessoas nomeadas desenvolvem pesquisas e trabalham com o público LGBT, ou seriam “lésbicas, gays, prostitutas e partidários de esquerda”.

A violência em ambiente universitário já tem alertado a comunidade internacional. Há oito meses, a organização Scholars at Risk, ou Acadêmicos em Risco, em português, tem sido procurada por professores brasileiros que se sentem inseguros no país. Sediada nos Estados Unidos, a organização é uma rede de instituições de ensino superior que promove a liberdade acadêmica, ajudando pesquisadores e professores ameaçados de morte a sair de seus países por um tempo. A rede é formada por 520 universidades, como a Universidade de Washington, nos EUA, a Universidade do Chile e a City University, em Londres, no Reino Unido.

Até o ano passado, apenas um brasileiro tinha contatado a organização. Agora, já são 18.

“Devido à mudança significativa para a direita na atmosfera sociopolítica no Brasil que levou à eleição de Bolsonaro, os candidatos do Brasil relatam instabilidade, medo de serem detidos ou presos, assédio e medo de serem mortos ou desaparecerem”, resume Madochée Bozier, assistente do programa de proteção a professores universitários, em entrevista à Pública.

“À luz da mudança na narrativa política e cultural no país, muitos acadêmicos decidiram deixar o Brasil para continuar o seu trabalho fora do país por medo”, completa.

Leia os principais trechos da entrevista:

Qual é o procedimento para pedir apoio do Scholars at Risk e que tipo de apoio é dado?

Somos uma rede internacional de instituições de ensino superior dedicada a promover a liberdade acadêmica e ajudar acadêmicos, professores e pesquisadores universitários ameaçados. A proteção é uma das três áreas programáticas e nós oferecemos uma gama de serviços aos que estão em risco, incluindo assistência para deslocá-los para outra posição em uma universidade que faz parte da nossa rede de assistência para que continuem seu trabalho acadêmico no local onde estão ou em outro local. No entanto, nossa especialidade é garantir trabalhos temporários, de curto período, seja para dar aulas ou fazer pesquisas, para profissionais com pós-graduação e experiência em lecionar e publicar em jornais científicos.

O Brasil era um país de onde chegavam bastantes pedidos de ajuda até o ano passado? Ou houve um aumento em 2018?

Nossos países de onde chegam mais pedidos são Turquia, Síria, Iraque, Irã e Iêmen. Até o ano passado, havíamos recebido apenas um candidato a assistência de um acadêmico brasileiro. Desde julho de 2018, tem havido um crescente e constante aumento em candidaturas de professores e universitários brasileiros, tanto dentro como fora do país. Hoje já são 18. Neste momento, não estamos prestando assistência a nenhum acadêmico do Brasil.

Qual o motivo desses pedidos de ajuda?

Devido à mudança significativa para a direita na atmosfera sociopolítica no Brasil que levou à eleição de Bolsonaro, os candidatos do Brasil relatam instabilidade, medo de serem detidos ou presos, assédio e medo de serem mortos ou desaparecerem. Como muitas minorias, incluindo pessoas LGBTQ+, negros, feministas, indígenas etc., têm sido alvejadas por políticas do novo governo e por eleitores de direita, muitos desses acadêmicos que fazem parte desses grupos ou estudam esses grupos notam que, embora não tenham recebido ameaças diretas, eles se sentem ameaçados em continuar seu trabalho acadêmico, agora visto como a antítese da ideologia de direita de Bolsonaro.

Qual é a sua análise de movimentos como o Escola sem Partido, que incentiva estudantes a filmar professores que consideram estar “doutrinando” os alunos com “ideologias esquerdistas”?

Os candidatos que nos contatam relatam que esses movimentos, apoiados e endossados pelo governo atual, encorajam uma atmosfera de repressão que aumenta os riscos à livre expressão de indivíduos brasileiros e da sociedade brasileira como um todo. Esses acadêmicos acreditam que as novas medidas de Bolsonaro visam alterar a sociedade brasileira e ampliar as tensões preexistentes e históricas sobre identidades culturais para criar mais divisões entre as classes sociopolíticas e raciais no Brasil. Aqueles que nos buscam para pedir ajuda relatam que essas medidas têm levado a ataques diretos ao ensino superior e ao enfraquecimento da universidade como instituição autônoma. À luz da mudança na narrativa política e cultural no país, muitos acadêmicos decidiram deixar o Brasil para continuar o seu trabalho fora do país por medo.

apublica.org

Palestra destaca tendências do consumidor e da indústria de alimentos em evento do Sebrae

Domingos Matos, 18/02/2019 | 12:11

Empresários e profissionais que atuam na indústria de alimentos e, até mesmo, aqueles que buscam uma oportunidade para empreender, lotaram o auditório do hotel Tarik Fontes, em Itabuna, na última quinta-feira (14). Todos em busca de informações atualizadas sobre o mercado e as técnicas eficazes para driblar a crise econômica e alavancar os negócios no Sebrae Conecta.

Alberto Kanthack é empresário e produz empadas há 20 anos, em Ilhéus, e há cinco anos vem contando com a ajuda do Sebrae para abertura de filiais. Hoje, com três empreendimentos, produzindo duas mil empadas por dia, ele foi ao evento do Conecta em busca de informação sobre como otimizar a produção sem perder a qualidade.

“Hoje, a gente produz para três pontos de vendas e, em todo o processo, buscamos manter a qualidade e as boas experiências para nossos clientes. Então, vim buscar tecnologia e orientação para conseguir empregar no meu setor de produção, onde eu consigo melhorar a minha produtividade sem perder a qualidade”, declarou.

Dentre as tendências sinalizadas para melhorar a produtividade e a competitividade da empresa, o consultor e palestrante do Instituto Educare, Marcelino Rodrigues, destacou a alimentação finalizada na presença do cliente, a valorização do produto final e a busca, cada vez mais forte, do sabor e do apelo a saudabilidade.

Outro fator importante é o posicionamento do preço que, segundo ele, tem visto empresas de panificação melhorar os serviços, a estrutura, mas subindo muito o preço do que o consumidor tem condições de pagar.

“É uma realidade, a tendência de entrar grandes fabricantes no setor de indústria de alimentos, principalmente em panificação”, explicou o consultor.

A palestra integra o programa Sebrae Conecta. De acordo com a gerente regional, Claudiana Figueiredo, o evento tem dado uma resposta muito positiva, pois está tratando da especificidade de cada segmento de mercado.

“Os especialistas têm dado às empresas grandes insights e estamos felizes com os resultados, principalmente os resultados de impacto para os clientes, de ter um especialista no negócio para fazer a abordagem correta”, afirma.

Próximas palestras

O próximo encontro está programado para a próxima terça-feira, 19 de fevereiro, no auditório do Sebrae em Ilhéus, com o especialista em Alimentação Fora do Lar, Léo Teixeira, que é sócio e membro da equipe de consultores da NaMesa e especialista em Gastronomia.

Logo depois, no dia 25 de fevereiro, no Tarik Fontes, em Itabuna, está reservada a palestra “Inovação e Marketing Omnichannel: as tendências para o segmento de beleza”, com a gerente de Marketing da ADCOS Cosméticos, Miriam Machado.

As inscrições para o evento podem ser feitas gratuitamente por meio do site www.sebraeconecta.com.br. As vagas são limitadas.

Assaí de Ilhéus: com obras aceleradas, empresários preveem entrega para junho

Domingos Matos, 18/02/2019 | 07:04

O Assaí Atacadista, empresa do Grupo Pão de Açúcar (GPA), uma das maiores redes de atacado de autosserviço do Brasil, está investindo R$ 40 milhões em sua primeira unidade no Sul da Bahia para gerar 300 empregos diretos e 150 indiretos ao Ilhéus. Na manhã da última sexta-feira (15), o prefeito Mário Alexandre visitou o canteiro de obras na zona sul da cidade, acompanhado de comitiva formada por secretários, vereadores e representantes do comércio local. Os executivos do empreendimento confirmaram entrega para o fim do semestre.

O prefeito Mário Alexandre classificou a chegada do hipermercado “um sonho” que em breve vai se tornar realidade. “Bem localizado, o empreendimento está com as obras a todo o vapor e, depois de pronto, aumento do emprego para nossa cidade. O grupo constantemente procura centros importantes para expansão de sua rede, e, felizmente, viram em Ilhéus, a oportunidade de investir, abrindo as portas da cidade para atração de outros negócios”.

Representantes do comércio ilheense elogiaram os avanços das obras do novo atacadista. “Estamos satisfeitos com os resultados. O empreendimento está localizado numa das áreas que mais cresce na cidade, que é a zona sul”, destaca Clóvis Junior, presidente da CDL. Já o secretário de Indústria e Comércio, Paulo Sérgio comemora os avanços. Segundo ele, “a população irá contar com um dos mais importantes equipamentos de compras e autosserviços do país”.

Mais empregos – O presidente da Associação Comercial de Ilhéus, Libério Menezes lembrou a luta do prefeito Mário Alexandre para atrair o empreendimento. “Isso mostrou que, quando se há interesse em trabalhar em prol do desenvolvimento da cidade as coisas acontecem”. Rafael Pereira representou o Sindicato do Comércio. Para ele, “o município ansiava por estes empregos, afinal, são pais e mães de família que vão garantir o sustento de suas famílias, e é claro que o comércio lucra com isso”, manifestou.

Já o vereador Ivo Evangelista avaliou positivamente o acontecimento. O representante do Poder Legislativo ilheense, ressaltou que iniciativas como esta ajudam a desenvolver economicamente o município. “Aqui está o ponta pé inicial para o ano 2019. Os esforços do prefeito e sua equipe fizeram jus ao trabalho e os resultados estão acontecendo. Um empreendimento com mais de oi mil metros de loja, estacionamento, empregos para alavancar de vez a economia da nossa cidade”.

Crescimento – O Assaí é um dos principais atacados do país e tem registrado um crescimento significativo nos últimos anos. No primeiro semestre de 2018, a rede já cresceu 25%, mantendo o ritmo, e repetiu o desempenho no terceiro trimestre, com um avanço de 25,5%. O crescimento do Assaí pode ser explicado a partir de alguns fatores. Um deles é a assertividade do negócio e a adequação aos diversos públicos que frequentam as lojas, sejam eles consumidores finais em busca de economia, sejam empreendedores que buscam preço baixo para fazer girar o seu negócio de forma viável.

Também fizeram parte da comitiva, os vereadores Pastor Matos, Ery Bar, além de representantes das entidades do comércio de Ilhéus, secretários e agentes de governo municipal.   

 

Faculdade Madre Thais oferece pós em Libras: Docência e Interpretação

Domingos Matos, 12/02/2019 | 08:35

Com o objetivo de especializar profissionais para comunicarem-se por meio da LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, habilitando em seus aspectos linguístico e didático, com vistas à inclusão educacional, bem como no desenvolvimento da cultura dos surdos no que tange a comunicação bilíngue a Faculdade Madre Thais (FMT) oferece o curso de Pós Graduação em Libras: Docência e Interpretação.

Com parcela dos professores surdos, o curso lato senso (especialização) visa propiciar aos profissionais das diversas áreas a capacidade de compreender e interagir com a comunidade dos surdos, contribuindo para a geração de conhecimento e a formação de pessoal qualificado, de modo que, mediante o ensino de LIBRAS e interpretação possa ter conhecimento acerca da singularidade linguística manifestada pelos surdos ou por pessoas com défict auditivo.

O curso é destinado aos graduados em curso superior reconhecido pelo MEC, áreas de Educação, Saúde, Fonoaudiólogos, Psicólogos, Enfermeiros, Médicos, Intérpretes em LIBRAS e Profissionais que atuam ou pretendam atuar na Educação Especial e que desejam ampliar seus conhecimentos em Educação Especial e em LIBRAS; profissionais da área de recursos humanos que atuam em empresas; profissionais graduados que queiram fazer parte daqueles, cujo entendimento buscam garantir, não só a inclusão na vida em sociedade, como também, assegurar atendimento educacional especializado.

A inscrição pode ser feita na coordenação de Pós Graduação da FMT, a partir das 14 horas. O curso, coordenado pela professora Cristiane Silva, será integralizado em 15 meses com 450 horas/aula. Informações na secretaria da FMT na Av. Itabuna, 1491, Gabriela Center. Ilhéus (BA),  ou telefone  (73) 3222-2330.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.