CMVI

Tag: calmon

Fundação Pedro Calmon participa da 2ª Festa Literária de Ilhéus

Domingos Matos, 09/07/2019 | 19:29

Com o tema O feminino e a leitura do mundo, a 2ª Festa Literária de Ilhéus traz ao público a importância da representatividade feminina nos diversos espaços sociais. De 23 a 26 de julho, o público presente pode conferir uma programação com rodas de conversas, oficinas, apresentações culturais e atividades infantis. 

Já estão confirmadas as presenças da influenciadora digital Tia Má, que fará a abertura da Festa no Teatro Municipal da cidade, no dia 23, e da cantora Larissa Luz, que divide o palco com o escritor e poeta Saulo Dourado, no projeto O Violão e a Palavra, no dia 26.

Mais uma vez, a Fundação Pedro Calmon (FPC/Secult), através da Diretoria do Livro e da Leitura (DLL), está presente na Festa Literária promovendo o estimulo à leitura. De acordo com a diretora da DLL, Bárbara Falcón, “a FPC propõe uma programação que fortalece os eventos literários da Bahia, tendo como foco a troca de conhecimentos sobre o estímulo a leitura e a escrita criativa”, garante.

Além do Teatro Municipal, as atividades vão ser realizadas, na Academia de Letras de Ilhéus, na Biblioteca Municipal Adonias Filho, Praça Pedro Mattos e em outros espaços culturais do Centro. A feira de livros será no Calçadão da Rua Jorge Amado.

A Festa Literária é uma ação que integra dois grandes eventos literários já consagrados na região: a 7ª Feira do Livro da UESC e o IV FLIOS – Festival Literário de Ilhéus, e é uma co-realização entre a Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), a Secretaria Municipal de Cultura, a Academia de Letras de Ilhéus (ALI) e a Fundação Pedro Calmon. O objetivo da parceria é somar esforços para oferecer uma programação diversificada e promover uma maior participação e envolvimento da comunidade regional.

Sine anuncia dezenas de vagas de emprego em Itabuna

Domingos Matos, 27/06/2019 | 07:00
Editado em 27/06/2019 | 16:57

Os candidatos interessados devem se dirigir à unidade do SineBahia Itabuna, situada na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá, das 9h às 18h. Imprescindível portar número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

VAGAS EXCLUSIVAS PARA ITABUNA:

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusivo Para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS

AUXILIAR DE COZINHA

Ensino Fundamental

06 Meses de Experiência na carteira

03 Vagas

AUXILIAR DE LIMPEZA

Ensino Fundamental

06 Meses de Experiência na carteira

01 Vaga

FARMACEUTICO

Ensino Superior Completo em Farmácia

06 Meses de Experiência na carteira

01 Vaga

MONITOR DE RESSOCIALIZAÇÃO

Ensino Médio Completo

Informática Básico

06 Vagas

MOTORISTA

Ensino Médio Completo

06 Meses de Experiência na Carteira

Possuir CNH D/E

02 Vagas

PSICÓLOGO

Ensino Superior Completo em Psicologia

06 Meses de Experiência na Carteira

01 Vaga

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Completo

Experiência com Vendas

10 Vagas

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir CNH ‘B’

Possuir carro

Possuir Disponibilidade para viajar

01 VAGA

GERENTE DE LOJA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência como gestor de loja no segmento de telefonia

01 VAGA

TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

Possuir curso de refrigeração

Possuir CNH ‘AB’

01 VAGA

LIXADOR

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

10 VAGAS

ELETRICISTA INDUSTRIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

ENCANADOR INDUSTRIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

ENCANADOR PREDIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

CARPINTEIRO

Ensino Fundamental Incompleto
Experiência mínima de 6 meses na função

02 VAGAS

BETONEIRO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

MONTADOR DE ANDAIME

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

CALDEIREIRO  (CHAPAS DE FERRO E AÇO)

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

Segunda plenária do Orçamento Participativo acontecerá na Urbis IV

Domingos Matos, 21/05/2019 | 18:43

Dando prosseguimento as plenárias que tem como finalidade consultar a opinião popular para a elaboração do Orçamento Público Municipal do ano de 2020, definindo as prioridades orçamentárias a partir das demandas da população, será realizada nesta quarta-feira (22) mais uma audiência pública, desta vez no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Urbis IV, a partir das 14 horas.

De acordo com o diretor do Departamento de Planejamento Econômico da Prefeitura de Itabuna, Heleodório Nunes Filho (Dorinho), a ideia é reunir um grande número de moradores da Urbis e bairros circunvizinhos, “para que todos possam participar e definir as demandas de cada comunidade, dentro das possibilidades de arrecadação do município”, disse. Nesta plenária serão contemplados moradores dos bairros Urbis IV, Itamaracá, Roça do Povo, Rua de Palha, Morumbi, Vila Paloma, Odilon, Jorge Amado, Ferradas, Lomanto, Manoel Leão, Nova Ferradas, Santa Catarina, Nova Itabuna, Parque Santa Clara, entre outros.

A segunda plenária está prevista para acontecer no dia 29 de Maio, no CAIC, bairro São Caetano, e deverá reunir moradores dos bairros Conceição, Vila Zara, São Judas, São Pedro, Pedro Jerônimo, Daniel Gomes, Zizo, Góes Calmon, Banco Raso, Jaçanã, Novo São Caetano, Maria Pinheiro, Fonseca, Sarinha, Vila Anália, Jardim Primavera, Novo Fonseca, Vale do Sol e Gogó da Ema.

Segunda plenária do Orçamento Participativo acontecerá na Urbis IV

Domingos Matos, 21/05/2019 | 18:43

Dando prosseguimento as plenárias que tem como finalidade consultar a opinião popular para a elaboração do Orçamento Público Municipal do ano de 2020, definindo as prioridades orçamentárias a partir das demandas da população, será realizada nesta quarta-feira (22) mais uma audiência pública, desta vez no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Urbis IV, a partir das 14 horas.

De acordo com o diretor do Departamento de Planejamento Econômico da Prefeitura de Itabuna, Heleodório Nunes Filho (Dorinho), a ideia é reunir um grande número de moradores da Urbis e bairros circunvizinhos, “para que todos possam participar e definir as demandas de cada comunidade, dentro das possibilidades de arrecadação do município”, disse. Nesta plenária serão contemplados moradores dos bairros Urbis IV, Itamaracá, Roça do Povo, Rua de Palha, Morumbi, Vila Paloma, Odilon, Jorge Amado, Ferradas, Lomanto, Manoel Leão, Nova Ferradas, Santa Catarina, Nova Itabuna, Parque Santa Clara, entre outros.

A segunda plenária está prevista para acontecer no dia 29 de Maio, no CAIC, bairro São Caetano, e deverá reunir moradores dos bairros Conceição, Vila Zara, São Judas, São Pedro, Pedro Jerônimo, Daniel Gomes, Zizo, Góes Calmon, Banco Raso, Jaçanã, Novo São Caetano, Maria Pinheiro, Fonseca, Sarinha, Vila Anália, Jardim Primavera, Novo Fonseca, Vale do Sol e Gogó da Ema.

Abertas inscrições do V Concurso de Poesia e Redação para Escritores Escolares

Domingos Matos, 15/05/2019 | 09:21

Estão abertas as inscrições, até 19 de junho, do V Concurso de Poesia e Redação para Escritores Escolares. O concurso tem o objetivo de estimular a prática da escrita criativa entre crianças e jovens do Ensino Fundamental I e II e do Ensino Médio.

Para participar não é necessário limite de idade, sendo apenas necessário estar matriculado nas escolas. As inscrições podem ser feitas pelo site (www.fpc.ba.gov.br), presencialmente nas bibliotecas ou via postal. Os vencedores receberão, em conformidade com a sua classificação, prêmios tais como: tablete; kits contendo livros; pôster ilustrado em tamanho A2 do texto selecionado; leitor de e-book; entre outros.

O concurso é uma realização da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBA), através da Diretoria do Livro e da Leitura (DLL), e visa sensibilizar os estudantes para o ato da escrita, além de revelar novos talentos e promover a integração entre as escolas das redes pública e privada do Estado.

Para a diretora da DLL, Bárbara Falcón, “a iniciativa tem o objetivo de estimular a prática da escrita, por meio da sensibilização, mobilização e premiação de textos em prosa e verso”, afirma Bárbara.

O concurso – Foi criado em 2014 e na última edição, em 2017, recebeu, aproximadamente, 1.200 inscrições de 26 dos 27 territórios de identidade da Bahia, premiando 18 estudantes e escolas que se destacaram com número de inscritos.

A Diretoria do Livro e da Leitura (DLL) da FPC tem por finalidade incentivar a leitura, a formação de mediadores de leitura e fomentar e divulgar a produção de livros. Esta política é desenvolvida mediante apoio a instituições e através de editais específicos; a organização de concursos literários; e a realização de campanhas que visem incentivar a leitura, sobretudo de crianças e adolescentes. A DLL participa de festas literárias pelo Estado da Bahia com o objetivo de democratizar o acesso a leitura contemplando sua diversidade de expressões manifestadas em todos os territórios de identidade.

Serviço:

O que: Abertas inscrições do Concurso de Poesia e Redação para Escritores Escolares;

Quando: De 08 de maio a 19 de junho de 2019;

Onde: Site (www.fpc.ba.gov.br), presencialmente nas bibliotecas públicas ou via postal.

 

Sine anuncia novas vagas de emprego para Itabuna

Domingos Matos, 12/02/2019 | 10:32

A unidade do SineBahia, em Itabuna, anunciou novas vagas de empregos, distribuídas entre vários cargos, entre os quais técnico de refrigeração e serralheiro. Os candidatos interessados devem se dirigir à agência do Sine, na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá, sempre das 9h às 18h.

 É Imprescindível apresentar número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Confira as vagas disponíveis:

 

AUXILIAR DE LINHA DE PROCUÇÃO (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

5 VAGAS

 

ESTOQUISTA (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Não necessita experiência

1 VAGA

 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

 

TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na função

1 VAGA

 

REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas externas

Possuir CNH ‘A’

Possuir Moto

1 VAGA

 

GERENTE OPERACIONAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

FOTÓGRAFA

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

Possuir experiência com photoshop e corel draw

1 VAGA

 

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO

Ensino Médio Completo

Curso Técnico em Nutrição Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir CRN

1 VAGA

 

SERRALHEIRO

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

Sine oferece 22 vagas de emprego e Itabuna

Domingos Matos, 08/02/2019 | 09:10

O SineBahia está intermediando 22 vagas de emprego em Itabuna. Os interessados devem se dirigir à unidade da agência, na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá, sempre das 9h às 18h. Entre os cargos disponíveis está o de fotógrafa. É necessário levar número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Confira as vagas:

 

AUXILIAR DE LINHA DE PROCUÇÃO (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

5 VAGAS

 

ESTOQUISTA (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Não necessita experiência

1 VAGA

 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

 

REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas externas

Possuir CNH ‘A’

Possuir Moto

1 VAGA

 

GERENTE OPERACIONAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

FOTÓGRAFA

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

Possuir experiência com photoshop e corel draw

1 VAGA

 

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO

Ensino Médio Completo

Curso Técnico em Nutrição Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir CRN

1 VAGA

 

SERRALHEIRO

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

SOLDADOR

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência com TIG e MIG

1 VAGA

SAC Itabuna terá atendimento por hora marcada

Domingos Matos, 16/01/2017 | 14:59

Três postos da Rede SAC, na capital e interior do estado, passarão a contar com atendimento por hora marcada. As unidades instaladas nos shoppings Barra e Bela Vista, em Salvador, e a de Itabuna, na região sul, vão oferecer novos agendamentos todos os dias para emissão de carteiras de identidade, do trabalho e de motorista. O atendimento para estes serviços será no período vespertino e terá início no próximo dia 23, sendo que o agendamento já está disponível. No turno matutino, os três postos continuarão a atender por ordem de chegada.

A iniciativa tem o objetivo de dar maior comodidade aos usuários do SAC, ampliando o atendimento por hora marcada para esses três dos principais serviços oferecidos pela Rede SAC, que passa a contar, agora, com dez postos com atendimento por hora marcada, incluindo as unidades dos shopping Salvador, Paralela e Liberdade, na capital, e as de Lauro de Freitas (RMS), Teixeira de Freitas (extremo sul), Conquista II (sudoeste) e Feira Centro II (centro norte). 
Além do conforto, o cidadão poderá programar suas atividades diárias, sendo beneficiado com mais rapidez e celeridade quando buscar os serviços do SAC. Os interessados em garantir um dos horários agendados já podem acessar o Portal SAC, o aplicativo SAC Mobile, os guichês do atendimento do SAC Fácil nas próprias unidades de atendimento e pelo call center do SAC: 0800 071 5353 (telefone fixo) e 4020-5353 (celular).

O SAC Barra e o SAC Bela Vista funcionam de segunda a sexta-feira, das 9 às 18h, e aos sábados, das 9 às 13h, no piso L1 dos empreendimentos comerciais. A unidade de Itabuna atende de segunda a sexta, das 9 às 18h, no Shopping Jequitibá, situado na Rua Aziz Marrom, s/n, bairro do Góes Calmon. 

Para mais informações sobre os horários de atendimento e toda a documentação necessária destinada a cada um de seus serviços na Rede SAC em todo a Bahia, a Secretaria da Administração do Estado (Saeb) disponibiliza o Portal SAC e os números 0800 071 5353 (telefone fixo) e 4020-5353 (celular).

Emasa 'fura' calendário que anunciou rodízio de abastecimento

Domingos Matos, 04/04/2016 | 17:36
Editado em 04/04/2016 | 17:41

Moradores do Pontalzinho, especialmente da parte alta, esperam desde ontem a chegada da água da Emasa. A empresa divulgou calendário onde consta que desde o domingo (3) a localidade estaria sendo abastecida.

Segundo os moradores, eles não recebem água há 25 dias.

Hoje, dizem, muitos estavam comprando água de carros pipa e fornecedores avulsos. Segundo o calendário da Emasa (veja abaixo), já deveria estar no segundo dia de fornecimento na parte alta do Pontalzinho - o blog não tem informações de outros "furos".

Confira abaixo as datas divulgadas pela Emasa ou acesse o site da empresa AQUI:

Nome do Bairro ou localidade

Previsão para Início do abastecimento

Observações

São Caetano (Parte Alta)

27/04

 

Pedro Jerônimo

23/04

 

Zizo

23/04

 

São Judas

23/04

 

Conceição (Parte Baixa)

12/04

 

Conceição (Parte Alta)

24/04

 

Vila Zara (Parte Baixa)

12/04

 

Vila Zara (Parte Alta)

24/04

 

Parque Florestal

25/04

 

São Pedro

25/04

 

Daniel Gomes

25/04

 

Alto da Conquista

30/04

 

Goes Calmon (parte alta)

14/04

 

Baixa Fria – Maria Pinheiro

30/04

 

Jardim Vitória

14/04

 

Jardim União

14/04

 

Fonseca

27/04

 

Novo Fonseca

27/04

 

Carlos Silva

27/04

 

Novo São Caetano (parte alta)

27/04

 

Gegeu Rocha

27/04

 

Maria Pinheiro

27/04

 

Vale do Sol

30/04

 

Nome do Bairro ou localidade

Previsão para Início do abastecimento

Observações

São Caetano (parte baixa)

14/04

 

Banco Raso

12/04

 

Sarinha

14/04

 

Novo São Caetano

14/04

 

Vila Anália

18/04

 

Pedro Jerônimo (parte baixa)

14/04

 

Jardim Primavera

14/04

 

Jaçanã (parte alta)

19/04

 

Mangabinha

02/04

 

Zildolândia

02/04

 

Centro

02/04

 

Nome do Bairro ou localidade

Previsão para Início do abastecimento

Observações

 

 

 

Jorge Amado

08/04

 

Nova Itabuna

12/04

 

Jaçanã

04/04

 

Santa Clara

04/04

 

Santa Catarina

04/04

 

Odilon

04/04

 

Novo Lomanto

03/04

 

Lomanto (Parte Baixa)

30/03

 

Manoel Leão

04/04

 

Nome do Bairro ou localidade

Previsão para Início do abastecimento

Observações

 

 

 

Califórnia (parte alta)

02/04

 

Califórnia ( Parte Baixa)

07/04

 

Jardim de Allah

02/04

 

Nova Califórnia

02/04

 

Fátima (Parte Baixa)

02/04

 

Fátima (Parte Alta)

07/04

 

Jardim das Acácias

02/04

 

Antique (Parte Baixa)

02/04

 

Parque Boa Vista

02/04

 

João Soares

02/04

 

Parque Verde

02/04

 

Morro dos Canecos

04/04

 

Cuscuz

04/04

 

Santa Inês

02/04

 

Monte Cristo

02/04

 

Jardim América II

02/04

 

Nome do Bairro ou localidade

Previsão para Início do abastecimento

Observações

 

 

 

Antique

02/04

 

Pontalzinho (Parte Baixa)

02/04

 

Loteamento São João

04/04

 

Pontalzinho (parte alta)

03/04

 

Santo Antonio (parte alta)

02/04

 

Novo Horizonte

02/04

 

Monte Líbano

02/04

 

Castália (Parte Baixa)

30/03

 

Castália (Parte Alta)

03/04

 

Alto Maron

02/04

 

Alto Mirante

30/03

 

Pedro Fontes (Parte Baixa)

02/04

 

Pedro Fontes (Parte Alta)

06/04

 

Cidade Digital não funciona em lugar nenhum em Itabuna

Domingos Matos, 19/11/2015 | 11:02

O que era pra ser um avanço da tecnologia em Itabuna, o Programa Cidade Digital, tão propagado pela Prefeitura, deveria oferecer aos frequentadores de praças públicas da cidade como Otávio Mangabeira (Camacã), e Rio Cachoeira, no Góes Calmon, além da Estação Rodoviária acesso gratuito a internet de banda larga, utilizando seus notebooks, tablets e smartphones, bastando configurar a rede Cidade Digital-Itabuna Mas, o que se vê é que nada, em lugar nenhum, funciona.

Inaugurada em março deste ano em Itabuna, com a presença do Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, o programa, segundo informações já consumiu alguns milhares de reais dos cofres da prefeitura, que chegou a contratar um funcionário com salário de R$ 18mil para coordenar o projeto, que não funciona.

Secretarias municipais, como a Settran, a Guarda Municipal, Samu 192, Ficc, Hospital de Base e eam pontos governamentais que não estão funcionando.

Gostaríamos de saber, apenas, quanto foi investido neste programa e porque ele não funciona, mesmo com um consultor em tecnologia contratado a peso de ouro.

Coaf indica R$ 1,7 bilhão em operações atípicas no judiciário

Domingos Matos, 13/01/2012 | 09:00
Editado em 13/01/2012 | 09:39

Relatório do Coaf enviado pela corregedora-geral do Conselho Nacional de Justiça, Eliana Calmon, detectou 3.426 comunicações de movimentações atípicas no valor total de R$ 1,7 bilhão entre 2000 a 2010. Desse total, R$ 855,7 milhões se referem a movimentação bancária fora do padrão. O mesmo relatório aponta que foram encontradas R$ 274,9 milhões em operações em espécie, ou seja, em dinheiro. Todos os saldos se referem a magistrados ou servidores do Poder Judiciário.

O documento de 14 páginas faz parte das explicações que Eliana Calmon enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) para rebater a ação das entidades que representam os magistrados e querem barrar a investigação do CNJ sobre suspeita de pagamentos irregulares no Judiciário.

O relatório do Coaf mostra que entre as operações em espécie a maior parte se concentra em São Paulo, R$ 53,9 milhões. Em segundo lugar parece o Distrito Federal, com R$ 46,7 milhões. Em terceiro, o Rio de Janeiro, R$ 32 milhões. Considerando o total movimentado em operações atípicas São Paulo fica em primeiro lugar com R$ 169, 7milhões e o Rio em segundo, R$ 149,3 milhões.

Informações da Agência O Globo

DE RODAPÉS E DE ACHADOS

Domingos Matos, 25/12/2011 | 18:03
Editado em 26/12/2011 | 09:41

AdylsonQuando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além.  

Adylson Machado

                                                                              

Homenagem ao baiano desconhecido

A Associação Brasileira de Imprensa promoveu ato de homenagem ao centenário de nascimento de Edmundo Moniz, no dia 12 de dezembro.

Baiano de Salvador, filho do ex-governador e senador Antônio Ferrão Moniz, professor de história e de filosofia, criador do Teatro Nacional de Comédias, naturalmente “afastado” do Brasil pela ditadura militar implantada em 1964 pelo crime de haver trabalhado com Juscelino Kubitschek e João Goulart – não fora o crime de pensar pelo marxismo – Edmundo Moniz nos deixou várias obras, das quais destacamos, em visão eminentemente pessoal, “A Guerra Social de Canudos” (Civilização Brasileira – 1978), uma desmistificação da propaganda oficial em relação ao “fanático” (nada fanático) Antônio Conselheiro.

“A Guerra Social de Canudos” inspirou e forneceu elementos históricos para “A Guerra do Fim do Mundo”, de Vargas Llosa e contribuiu, sem busca de louros, para as pesquisas que alimentaram nosso “Amendoeiras de Outono”.

Da libertação...

Há 40 anos era lançado “Teologia da Libertação. Perspectivas” (Vozes), pelo dominicano peruano Gustavo Gutiérrez, hoje com 83 anos, tido como o ato teórico de fundação do movimento teológico mais importante ocorrido na América Latina.

Fundada na opção de Deus pelos pobres, evidentemente renovou a mensagem cristã da Igreja Católica, em momento político adverso na AL. De logo recebeu o estigma de leitura marxista do cristianismo, enfrentada pelos regimes autoritários que passaram a perseguir seus defensores.

As Comunidades Eclesiais de Base, no Brasil, tornaram-se força viva e atuante na divulgação da práxis cristã, alimentando ações concretas de mostrar que o Reino de Deus também se fazia na terra (e não o fazia sob o entendimento de Max Weber). A solidariedade era a tônica.

...à alienação

Mas, hoje, para tristeza e desencanto, a Igreja Católica deixou de lado a Teologia da Libertação e passou a duelar com o pentecostalismo protestante exercitando o seu, com os carismáticos.

Que andam vendendo até areia e água do rio Jordão. Não propõem “lascas da cruz de Cristo” porque Edir Macedo esgotou o estoque.

Golpe contra a economia popular

Acesso dos Estados Unidos ao etanol produzido no Brasil, vítima de barreira alfandegária estadunidense há décadas. Festa para usineiros.

Que Deus tenha pena piedade dos que compram carro movido a etanol.

A não ser que os convertam para gasolina, os que não os tenham flex.

Profecias

Anuncia-se o fim dos tempos para 21 de dezembro de 2012, relatam intérpretes dos textos maias, denominados simplesmente “profecia maia”.

Para os tucanos, em particular a turma de José Serra, a profecia se confirmará caso a CPI da Privataria seja instalada.

O que pode acontecer justamente no ano fatídico: 2012.

Confissão

No embate CNJ x STF vai ficando claro o que representa o posicionamento da Ministra Eliane Calmon, ora Corregedora do Conselho Nacional de Justiça, no enfrentamento à corporativa expressão do Supremo Tribunal Federal na defesa de que juízes somente sejam alcançados pelas apurações do CNJ depois de exauridas as instâncias internas do Judiciário, ou seja, de suas próprias Corregedorias.

Imaginando que engana o cidadão, o Ministro Marco Aurélio deferiu liminar inviabilizando a atuação do CNJ em tal mister, atendendo a pedido de entidade classista da magistratura. Leva o Ministro, à população que lhe paga os polpudos vencimentos, o desenrolar de um filme que terá por fim a conscientização da população que levará à desmoralização do Judiciário, como um todo, em que pese os defeitos pessoais o serem de alguns, talvez não tão gatos pingados assim, tamanha a mobilização classista encampada pelo Ministro.

No frigir dos ovos, o povo dará razão à Ministra Eliane Calmon.

Credibilidade em cheque

Quando o CNJ surgiu, ainda que mutilado diante de sua proposta original, visto que a participação da sociedade civil ficou limitada e reduzida, foi tido como um sopro de esperança no sentido de que não deveria existir num Estado de Direito um superpoder, alijado de fiscalização.

E o foi justamente porque as Corregedorias locais não conseguiam traduzir sua plena função, alimentando o corporativismo em suas apurações.

O embate em andamento põe a credibilidade do Judiciário em cheque.

Espírito natalino

Ficamos comovido com o espírito natalino do comércio local. Não sabemos se reflexo da bondade do empresariado nacional. Apenas registramos.

O consumidor percebeu, de logo, nas compras em supermercados, considerável aumento nos preços. Uvas pretas, pouco antes da semana natalina, custavam pouco mais de 9 reais. No Natal, o espírito cristão do Itão, por exemplo, as elevou para 12,98 reais. Quase 4 reais de diferença.

Natal solidário

Expressão bela, redundante para o espírito que norteia o dezembro a cada ano. O mínimo que se espera é que o Menino Deus seja compreendido em tal dimensão. Que custa menos na material, e mais na ética e na moral.

E viu-se pelos cantos do comércio local o chamamento ao reclamo natural, cristão. Dentre outros, proclamado e convocado pela Justiça do Trabalho local.

Esqueceram de avisar aos advogados. Ou fazer com que eles participassem da efeméride. Concretamente.

A greve da especializada completa neste dezembro seis meses, iniciada que foi em 1º de junho do corrente.

Os advogados esperam, em 2012, que a JT lhes seja solidária. E nem se fale dos que dependem de ambos (advogado x JT): trabalhadores e empregadores.

Por sinal, a razão da existência da JT.

Outro Natal

A jovem, nascida na véspera do gregoriano nascimento de Cristo, cultiva o hábito – hoje não tão comum – de erigir o seu presépio, como ensinado pela mãe.

Longe o seu, tradicional. Buscou no comércio adquirir um que lhe permitisse manter a tradição.

Para surpresa apresentaram-lhe um, onde só havia o Menino Deus na manjedoura e os três Reis Magos.

Ferida pelo ideário que norteia o natalino hodierno – ou, talvez, vendo o que muitos não veriam – não lhe restou outra reação: “Jesus mercenário”, o desse presépio, que nasce para receber presentes.

Sem pai, sem mãe, sem anjos.

O PMDB e o Natal de Leninha

Não espere Leninha Alcântara presentes do PMDB. Para ela, a indicação do partido à majoritária em 2012, constituía-se uma certeza. Se acontecer o será pelas circunstâncias, diante da fragilidade dos concorrentes internos.

No entanto, a esperança que nutria, de chegar à eleição como candidata, pode ficar para 2016.

Óbvio

A Amélia Amado somente será concluída do imediato do aniversário da cidade em 2012. Não se cuide de apenas questões técnicas como razões para o atraso.

Quem passa pela avenida já vislumbra, em alguns trechos, como ela ficará depois de pronta. E pode imaginar o impacto no imaginário da população local e regional.

Se gerará dividendos eleitorais é outra história.

Azevedo a apresentará como a grande obra de sua gestão. Geraldo Simões (temos que será ele o candidato do PT), o seu idealizador, quando custaria pouco menos de 7 milhões de reais.

Popularidade

Quando especulam as razões por que Geraldo Simões insiste na indicação de sua mulher Juçara Feitosa para prefeita nas eleições de 2012, além da circunstância de que gostaria de permanecer deputado federal como meio de melhor apoiar Itabuna, estaria contrariando o desejo do governador Jaques Wagner de vê-lo (ele, GS) o candidato dele (governador).

Assim, Geraldo estaria enfrentando uma pretensão do governador.

Mas, a considerar a popularidade de Wagner, receber seu apoio pode não ser muito bom, se levarmos em consideração a aprovação do governador na última pesquisa IBOPE.

E Geraldo pode estar enxergando isso.

De estranhar

Não vimos qualquer alusão na blogosfera local que acessamos referências à pesquisa do IBOPE sobre o nível do prestígio do governador Jaques Wagner. Apesar de divulgada na quinta 22 pela Bandeirantes.

A pesquisa, para avaliar a aprovação dos governadores de nove estados, aponta Wagner como o sétimo menos avaliado, em que pese estar em sexto lugar em razão do empate entre Anastasia e Cid Gomes.

Com 49%, atrás de Eduardo Campos (PE), com 89%, Beto Richa (PR), com 64%, Cid Gomes (CE) e Anastasia (MG), com 55%, Geraldo Alckmin (SP), com 54% e Sérgio Cabral (RJ), com 51%.

Jaques Wagner amarga a nada invejável colocação de terceiro pior dentre nove avaliados.

Por quê?

E Ousarme Citoaian, do domingueiro Universo Paralelo no Pimenta na Muqueca, se fez nascer e morrer para o leitor que o seguia. Desfez-se o segredo e todos descobriram Antônio Lopes seu alter ego.

Para os que sabemos quão alegre o ato de escrever e encontrar leitores ficamos com a inquietante indagação: por quê?

Segredo faz sentido enquanto segredo. Não à toa ainda a indagação: por quê?

Com circunflexo ou não? Provocamos, se pudéssemos e tivéssemos o poder de fazê-lo retornar. Pelo menos para responder ao porquê!

Considerando o que vem por aí

ano novoPresente de Natal

Nosso presente de Natal: leia “A Privataria Tucana” e procure responder, através das entrelinhas, por que o PT ajudou a melar a CPI do Banestado.

Aguardando

Continuamos aguardando a divulgação, pelo jornal A Região, dos nomes de “ex-diretores” do HBLEM, “ex-secretários municipais” e “ex-diretores de fundações” itabunenses. O que não exclui os dos “empresários”.

Fazem parte daqueles “25 nomes de Itabuna e Ilhéus”.

Porque é Natal

No rescaldo de Natal, o que fazer para prender o leitor? Imaginamos envolvê-lo com o que é do Natal. E o fazemos com mensagens, como essa interpretação de Maria Bethânia, para “Boas Festas” (acima), que mais fala e interpreta o que quis dizer Assis Valente, e Mercedes Sosa e León Gieco, com um pouco da realidade latina, em “La Navidad de Luiz”, de Edson Joanni.

No mais, “Boas Festas”!

Cantinho do ABC da Noite

cabocoFina-se o expediente. Hora de contas serem levantadas. Alencar, diante de um freguês em que deposita maior confiança, indaga:

– Tomou quantas?

– Essa é a quarta – confirma o aluno.

– Daqui a pouco desce a ladeira... na banguela! – dispara o Cabôco.

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

DE RODAPÉS E DE ACHADOS

Domingos Matos, 02/10/2011 | 18:04
Editado em 02/10/2011 | 18:49

AdylsonQuando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além.  

Adylson Machado

                                                                              

“Bandidos togados”

Ainda que nos venha à mente Stanislaw ouvindo de Tia Zulmira que quando figuras do poder brigam entre si quem paga a conta é o povo, a baiana Eliana Calmon ocupa singular expressão na magistratura ao criticar, na condição de Corregedora do CNJ, a parte podre da própria.

E não digam – como o querem alguns – que “bandidos escondidos atrás da toga” não os há.

cnjAlguns, ainda que poucos, até mesmo já foram condenados, pelo Conselho Nacional de Justiça. Pelo menos 33 deles, em que pese o STF já haver suspenso a pena de 15 – privilégio que não alcança “ladrões de galinha”.

Apenas para ilustrar, da ilustre casta de intocáveis – premiada com aposentadoria remunerada quando o escândalo não mais se contém – há, nesse momento, 35 desembargadores sob investigação da corregedoria do CNJ.

E entre os pares da ministra no STF há gente, pelo menos um, que deixa muito a desejar eticamente, e deveria fazer parte do rol de investigados. Tanto que até impeachment contra o dito cujo já foi interposto.

O incômodo certamente não atinge a grande leva de juízes que honram a magistratura.

Haddad

haddadAdmitida como natimorta assim que lançada, a candidatura do atual Ministro da Educação à Prefeitura de São Paulo sinaliza possibilidades de crescimento. A ponto de poder inibir Marta Suplicy.

Em plagas grapiúnas o nome do secretário de Educação já foi sondado e é pretensa indicação de um político.

A diferença está nos nomes que apóiam cada um: Lula, para Haddad; Fernando Gomes, para Gustavo.

Ousadia

Um Estado de Direito se constrói sobre os pilares da legislação de um País, submetido ao respeito do direito, do simples indivíduo à potência política. E até prova em contrário vivemos sob um, submissos todos às leis por ele promulgadas.

Como se já não nos faltasse nada, a ilustre FIFA pediu ao governo brasileiro para suspender, durante a realização da Copa do Mundo de 2014, o Código de Defesa do Consumidor, o Estatuto do Idoso e o Estatuto do Torcedor. Tudo para não disponibilizar meia entrada para estudantes e idosos e mesmo fugir a uma possível ação judicial em razão de prejuízos por ela causados ao consumidor.

Não fora a ousadia e o desrespeito, a idéia da FIFA parece dizer que as coisas erradas da cúpula são repetidas em cada Copa, a ponto de temer a legislação protetiva existente no País. (detalhes em www.advivo.com.br de 1º de outubro – “O Estado paralelo da FIFA”.

Mais um

lulaLe Monde, o respeitado vespertino francês, em matéria de página inteira sobre a homenagem recebida por Lula do Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po) – sob o título “Lição de política de rock star chamado Lula” – afirma que o brasileiro foi recebido como “rock star” e que deu uma lição de política durante sua passagem pela capital da França, recebido pelos estudantes “como torcedores enlouquecidos”.

O mesmo Le Monde, em maio de 2010, defendeu em editorial o nome de Lula à frente da ONU.

Para muita gente daqui certamente exagero da francesa. Afinal, ex-operário, nordestino e não fala inglês...

Expectativa

Com pompa e circunstância finalmente foi entronizada na Articulação Política da administração José Nilton Azevedo a senhora Maria Alice. Nome vinculado a Fernando Gomes e que assumira a coordenação da campanha do atual prefeito quando ninguém lhe dava um vintém de esperança é tida como mulher de atitudes fortes.

A esperança reside em que a presidente do DEM delimite rumos à administração, atualmente sem rumo algum, a não ser o do “meu pirão primeiro” muito bem exercitado por alguns assessores do alcaide.

Perigo

Se o que falta na administração Azevedo é coordenação política o ingresso de Maria Alice no terreiro supre o que faltava e pode levantar preocupações em outras searas.

Internas e externas.

Sonho de uma noite de verão

Tem gente na administração municipal fazendo de tudo para, pelo menos, ver o prefeito Azevedo sentado à mesa de eventos por ela promovidos.

Ou o prefeito anda desleixado ou tais figuras sem prestígio algum.

E não há salão de beleza que dê jeito!

Greve

Os movimentos paredistas, simplesmente chamados de greves, tornaram-se em alguns setores um grande negócio para o empresário. É o caso do paredismo bancário. Efetivada em fim de mês a pressão dos bancários é uma festa para os banqueiros.

Que faturam ainda mais com o aumento que concederão, cobrando multas dos que não têm como pagar suas contas em caixas eletrônicos.

Não é greve que prejudique o banqueiro, mas o povão.

Ilhéus

O lançamento do nome de Joaquim Bastos para prefeito inicia o processo de definição de candidaturas na praieira, onde Jabes Ribeiro desponta como favorito.

Sinais I

A união de Geraldo Simões, Josias Gomes e Rosemberg Pinto – titulares de interesses político-individuais em Ilhéus – acenando para uma unidade petista na praieira, coisa até recentemente inimaginável, pode refletir o deslocamento de objetivos quanto às coligações.

Naturalmente, a médio prazo, tem vínculo com o fortalecimento de partidos da base governista em relação a 2014, considerando que as eleições municipais são forte instrumento de delimitação de espaços eleitorais para deputados federais e estaduais.

Sinais II

Caso nossa especulação esteja no caminho certo tem significação a “unidade” petista em Ilhéus, a ponto de receber de braços abertos o atual prefeito, fato que encontraria “apoio” do governador Jacques Wagner. Ou seja, o Governador reconhece o direito do PP disputar todos os espaços com o PT e não somente compensar apoios aqui ou ali, mas começa a admitir a recíproca.

Ora, como o pepista Jabes Ribeiro está na dianteira na corrida ilheense a unidade das lideranças petistas estaria voltada para outra certeza: de que haverá dificuldades nas alianças locais entre PP e PT na região, particularmente Ilhéus e Itabuna.

Sob esse prisma “mudam-se as nuvens” (como o dizia Magalhães Pinto para definir a política eleitoral), e a candidatura de Roberto “Minas Aço” Barbosa em Itabuna torna-se um fato concreto. Não mais uma peça de negociação, antes cogitada (como já escrevemos).

Ao que parecia, o PT apoiaria o PP em Ilhéus para ser por ele apoiado em Itabuna.

Espaço delimitado

E a “mijadinha canina” de Josias Gomes pode fazer sentido. Se até os adversários se entendem por que negar o entendimento a correligionários? Afinal, a disputa entre eles é mais adiante.

Interesses

Para o projeto político de Geraldo seria uma festa Josias Gomes prefeito de Ilhéus. Para Josias nenhum risco: possui mandato, ampliaria o horizonte de votos na praieira e inibiria o avanço de GS em suas hostes.

Então Geraldo Simões entregará de bandeja a cabeça de Alisson Mendonça não mais a Jabes.

E a unidade falará mais alto. Diante da possibilidade de a aliança vencer Jabes Ribeiro.

Enquanto isso...

No universo itabunense vão sendo consolidadas as candidaturas de Geraldo/Juçara, Azevedo, Davidson/Wenceslau e... Roberto “Minas Aço”.

Fernando correndo/apoiando por fora o nome que ainda não definiu. Possivelmente o dele mesmo, caso Gustavo Lisboa não admita candidatura.

Os demais, pré-candidaturas.

Dos tempos das matinées

audreyconieNesta fase de busca de um tempo perdido, do cinema que nos encantava nas domingueiras, o filme não ficava tanto na mente como o tema musical. Do clássico “Bonequinha de Luxo”, de Blake Edwards (1961), onde destacada a bela Audrey Hepburn, “Moon River”, de Johnny Mercer e Henri Mancini, aqui interpretada por Connie Francis. E nos apaixonávamos pelo que víamos e ouvíamos.

Cantinho do ABC da Noite

cabocoA imaculada manhã de sábado amplia o motivo da obrigação. De todas as vertentes acorre a freguesia fiel insinuando dia muito especial. Conversas variadas, assuntos atropelando-se. Cabôco Alencar, atento e diligente, desdobra-se.

Um tema concentrou maior atenção: a cidade de Itabuna e o amor dos que ali estavam pela terra que os acolhera ou os fizera nascer, o que motiva vaidoso comentário:

– Eu moro aqui há mais de vinte anos!

A verve alencarina não perde a deixa:

– Não tarda completar a pena máxima, Cabôco.

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

DE RODAPÉS E DE ACHADOS

Domingos Matos, 07/08/2011 | 19:09
Editado em 08/08/2011 | 10:47

AdylsonQuando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além.  

Adylson Machado

                                                                              

Existindo...

No próximo dia 21 este DE RODAPÉS E DE ACHADOS completa um ano de existência neste aguerrido O TROMBONE. Naquela oportunidade situávamo-nos no rodapear e no achar por entender que descobríamos um filão não tão explorado, tanto que nosso “editorial”, curto e grosso/objetivo, expressava a inspiração/motivo, a razão e a filosofia do espaço: “No correr destes dias alguns fatos trazidos a lume dispensam comentário mais apurado. Quando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além”.

... e lembrando

rodaDestacamos na semana de estreia: Ederivaldo “Bené” Benedito impedido de exercer a atividade jornalística no Hospital de Base, quando gravava programa para a TVI, o que justificou o rodapé “Rabo preso”. Estranhamos “Polícia prendendo polícia”, e acompanhamos a inauguração em Itabuna do comitê político de Lídice e Pinheiro em “Quem tem os olhos fundos começa a chorar mais cedo”, aventando no rodapear a possibilidade do então imbatível César Borges tornar-se “cavalo paraguaio” na corrida para o Senado.

Para a posteridade aquela foto (rep. à esq.) franciscana do secretário Jorge Solla, “reunido em Itaici” quando discutia por estas bandas a situação do HBLEM.

Pontuamos a pérola de Eduardo Anunciação “Dilma Rousseff, subindo a serra” e aquela “briga de foice no escuro” que vitimava a porta da sala da presidência da Câmara Municipal de Itabuna, em “Porta pede proteção”.

Não há de puxar brasa para nossa sardinha, mas reler DE RODAPÉS E DE ACHADOS pode avivar a memória recente.

Vencer com quem cara-pálida?

A sucessão municipal em Ilhéus e Itabuna em muito interessa ao Governador Jaques Wagner, que pretende vencer nos dois municípios – nos diz confiável interlocutor petista. Como os tempos da esquerda são outros, e a considerar que o próprio governador pretende renunciar a uma candidatura a senador em 2014 para fazer valer os acordos celebrados com os aliados que conquistou (leia-se, carlismo adesista), não sabemos se o real significado da expressão “vencer” diz respeito a sê-lo com o PT.

Como ganhar com o “carlismo” parece ser o conceito de Wagner, não à toa Geraldo Simões se torna um “autêntico” do PT contemporâneo, ao trilhar os “caminhos de Compostela” que o levam ao santuário Fernando Gomes.

Cooperação

A propósito de rodapé publicado na edição passada (Cooperação) dando conta de um informe publicitário da EMASA na página 6 da edição do Diário Bahia de terça 26 “Aditivo de Contratos”, de 12 contratos de locação de veículos celebrados com a Cooperativa Regional dos Proprietários de Veículos Alugados, que não apresentavam nenhuma referência a valores, a empresa corrigiu a omissão.

Na próxima edição debulharemos os valores. Ainda que permaneçam em nós as dúvidas sobre a singular cooperação.

Lição

Para Artur Bernardes, quem exerce poder não vende nada, não compra nada, não aceita nada. Não se compra nada, porque querem cobrar menos do que vale. Não se vende nada, porque querem pagar mais. Não se aceita nada por razões óbvias.

Os políticos da atualidade, em quase a totalidade, tornaram-se “caixeiros” dos balcões de negócios. E muita gente boa gostando. Apartamentos milionários, “presenteados” naquela forma de comprar excusada por Bernardes.

Pesquisa interessante

Para nossos leitores/observadores recomendamos uma boa atividade: comparar as posses de políticos próximos para averiguar, a partir da sua evolução patrimonial, quem lê na cartilha de Artur Bernardes.

Para eles (políticos) destinaremos o prêmio “nem tudo está perdido”.

Antecipamos

Como havíamos dito, o PSD em Itororó estava em mãos de Edineu Oliveira. Através de Gilton Alves, nome mais leve e sem problemas na Justiça.

Tudo sinalizado neste espaço em “Itororó” e “Paulo Magalhães e o PSD”, de 29 de maio e 12 de junho.

Jobim: uma página virada

jobimO desafio de Nelson Jobim nos remete apenas a duas conclusões: insensatez ou Quixote de uma ala que enfrenta o governo sem argumentos que convençam a população. Jogando para a imprensa comprometida com as elites o ex Ministro da Defesa pavimentou os últimos trechos de sua estrada no desrespeito a quem o escolhera para assessor. Covarde se tornou – se não concordava com o que vivia – ao não pedir exoneração, permanecendo nele como um vil quinta-coluna, ou, em expressão mais amena, um “infiltrado”.

Se a sua biografia já se fizera manchada por haver manipulado a Carta da República quando de sua elaboração – ao inserir no texto o que não fora discutido para beneficiar o sistema financeiro – e não bastasse a saída não tão honrosa da Suprema Corte do país, investe no papel de jacobino a serviço da direita.

Enem

A matéria de Roger Sarmento para a TV Santa Cruz a propósito da adoção da avaliação do ENEM para 50% das vagas da UESC, deixou lições. De alguns, na defesa pura e simples de interesses, vinculados às escolas privadas, que têm o vestibular como instrumento de faturamento comercial. Que fazem transparecer a idéia de que o aluno de certos cursinhos tem vaga garantida na universidade.

De outros, a ausência de conhecimento da matéria, mais reproduzindo os interesses de uma elite à qual não interessa que os menos favorecidos tenham acesso à graduação. É a turma do contra – o ENEM, o PROUNI, as cotas etc.

Opiniões como a de que o número de vagas se reduziria para a região só para quem desconhece a realidade uesquiana, para onde acorrem alunos de todo o país (já tivemos, particularmente, alunos de Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais etc.).

Muito triste foi ouvir de alunos das escolas públicas revelações como a de que o sistema não interessava, porque a “pública” de outros estados levaria a melhor sobre a baiana.

Lucidez

Dentre os entrevistados das escolas privadas, a lucidez do professor Edmundo Dourado fez refletir a realidade. Disse o professor que até o momento de pleno aproveitamento do exame do ENEM as escolas terão que se adaptar ao novo processo, o que significa, inclusive, reordenar o atual projeto pedagógico – que está voltado, como sabemos, para preparar máquinas para o funil do vestibular.

Lúcido!

Leituras para a moralidade baiana

A propósito dos rodapés “Haikai I” e “Haikai II”, “Estranha Moralização” e “Por essas e outras...” (DE RODAPÉS E DE ACHADOS de 24 de julho), quando denunciamos a esdrúxula atuação do Estado da Bahia quanto à participação de servidores em projetos culturais custeados pelo governo, remetidos ao limbo da expressão das idéias ao serem impedidos de participar de eventos tais, recebemos de Gustavo Felicíssimo (autor de projeto) a seguinte observação, que a se materializar, demonstra que a “moralização” pretendida não envolve parentes de políticos da base do governo:

“Adylson, a sensação de ganhar, depois de passar por duas diligências e não levar é frustrante. A impressão que tenho é que fomos sabotados pela FPC, pois os sócios da P55, editora concorrente que também teve seu projeto aprovado é de propriedade de filhos de Claudius Portugal, servidor público, irmão de Alice Portugal. Esses aí, com certeza, receberão o valor do edital”.

Trocando em miúdos: “aos parentes até segundo grau, bem como cônjuges e companheiros...” de servidores (Lei Estadual 9.431/2005, art. 14, IV e § 1º) tudo é negado; aos de políticos tudo é permitido.

Com a palavra, para as devidas explicações, a Fundação Pedro Calmon. Na letra fria da lei moral.

Golpe

Não pode ser posto em dúvida que Geraldo busca apoios em todas as vertentes. Seguindo a atual cartilha do PT (que o diga o Governador Wagner que admite romper com uma tradição – governador candidato a senador – para não faltar aos compromissos) GS não incorre em “infidelidade”. Mas tão somente envereda como aprendiz de diretor de um filme de terror antes inimaginável. Mas, como à produção cinematográfica, o que interessa é a bilheteria.

Assim, ao não anunciar ou mesmo insinuar a retomada das obras do Centro de Convenções, o governador coloca na geladeira um trunfo de Geraldo Simões para cooptar Fernando Gomes.

No fundo, no fundo, por incrível que pareça, a continuidade das obras do Centro de Convenções passa por Geraldo Simões.

Se sair candidato a prefeito.

“À espera de um milagre”

frankComo compensação, vislumbra o deputado, pelo menos conseguir dissidentes de Fernando para compensar os do PT que bandearam de sua orientação. A eleição de 2010 não sinalizou a possibilidade. Mas, como todo santo ajuda, quem sabe o milagre ocorreria?

Na dúvida trará o diretor francês Frank Darabont, do grande “The Green mile” (1999), para coordenar a campanha.

Cartas na mesa I

Geraldo afirma que Juçara é a candidata do PT para 2012. Óbvio que a peremptória afirmação contraria uma gama de vertentes, do Governador a escalões do PT local. Sabe ele que tem plena liberdade para decidir pela candidatura da esposa. Sabe-o também que não encontrará uma resposta de apoios como a que ele candidato encabeçaria.

No momento em que escrevemos tem consciência de que não encontrará respaldo de alguns tradicionais aliados em campanhas passadas. Como o tem de que alguns destes aliados desejam esfolar sua base que escasseia no âmbito de cargos, por ele antes inteiramente dominada em postos-chave.

Cartas na mesa II

Sabe, por fim, Geraldo Simões que a cartada que joga pode ser decisiva para seu futuro político, com repercussões bastante distintas daquela que pôs na mesa no processo de reeleição.

Ainda que tributemos sua derrota em 2004 à fraude eleitoral e à grande contribuição do “PT do tapetão” – um especial fogo amigo – naquela oportunidade GS se via acossado por muitos dos aliados de 2000, alguns dos quais se desvencilhara para não sucumbir à exigências que entendia descabidas e altamente pretensiosas.

Jogou e perdeu. Mas isso não impediu de alçar vôos a partir da CODEBA e da Secretaria de Agricultura. Hoje não tem CODEBA nem SEAGRI.

Só a sua ousadia. Ou, teimosia.

Privilegiado

Fernando Gomes, na arquibancada da sucessão, assiste o desenrolar dos fatos. Cômoda circunstância de procurado, paparicado, de peça que pode decidir os rumos em 2012.

Observado atentamente por correligionários e adversários, pode assumir candidatura, que afetaria diretamente a reeleição de Azevedo e abrir caminho para a eleição de Juçara. Este o objetivo secundário – não tão secundário assim – de Geraldo Simões ao ensaiar aproximação com o arquiinimigo.

Ao não anunciar a continuidade das obras do Centro de Convenções Wagner sela a sorte de Geraldo naquilo que prometera a Fernando. Esta a única moeda de que dispunha GS: atender aos interesses de FG.

Quando nada a aliança possibilitaria a Fernando assumir posição de indiferença no processo, deixando-se ficar em Vitória da Conquista e liberando aliados estratégicos para trabalhar em favor dos interesses de Geraldo.

Reação

Aliados, no entanto, estrilaram. Sabendo que poderiam não encontrar espaço com Geraldo. Foram ajudados por Wagner, até agora. Que pode mudar de idéia, caso GS assuma a candidatura. Quando não lavará as mãos.

Geraldo vai ter que buscar o “compadre” Lula.

Ubaldo

Justificadamente empolgado (o “melhores dias virão” daquele outdoor fala mais que qualquer rodapear), Ubaldo Dantas se faz no páreo tantas eleições depois, como nome para encabeçar a majoritária local. Mas, tudo depende de Geddel Vieira Lima. Que o tem, provavelmente, como a segunda opção.

Para Geddel, a primeira é Fernando Gomes(?), de quem diz ter ressentimentos.

Uma aliança com um outro nome pode ser a melhor opção. Ubaldo como vice(?) Com chances de vitória.

Itororó

Considerando o amor que tem pelo torrão natal vinculamos Nando Luz à terra da carne de sol, em que pese o texto a ele se referir. Trata-se de um dedicado e estudioso da música, aliado de nomes como Toni Garrido, Chico César e Jorge Mautner, que diz dele: “A música de Nando Luz irradia a beleza característica de sua terra natal que é a Bahia. O som vai fluindo pelo ar e é uma mistura de ritmos, feitiços, encantamentos e doçuras fabricados pela sua alquimia interior. São várias paisagens feitas de música, de emoção, de poesia e a sensação que se tem ao ouvi-las é querer mais, muito mais". Melhor amostra do seu trabalho não pode existir.

No momento se apresenta pelo Brasil com “Madonna mudaria minha vida”, e seu próximo trabalho já tem nome: “Mautnerianas”, com canções de Jorge Mautner, a partir de novembro.

Itororó

Em que pese contratar duplas sertanejas e quejandos que nada têm a ver com a realidade junina e abrir espaço para as mais estranhas apresentações em tempo de Festsol, Itororó não lembra de seu filho Nando Luz.

Uma tristeza.

Dois momentos de um ícone

Ney Matogrosso completou 70 anos no primeiro de agosto. Trazemos “O vira”, para nós a melhor marca de Ney no plano da tessitura vocal, e um duo com Ângela Maria, em Babalu.

Cantinho do ABC da Noite

cabocoZélia Lessa, a dedicada mestra de tantas gerações, voz e destino do Coral Cantores de Orfeu, recebia as homenagens de expressões diversas na manhã abecedarina, quando o cliente lembrou:

– O Coral já completou 56 anos.

Cabôco não dispensou a oportunidade:

– Aí não é mais coral, Cabôco, mas cascavel. E explicou:

– Tá contando os anos pelos anéis do chocalho.

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

Acidente revela insegurança de área próximo a escola

Domingos Matos, 26/07/2011 | 10:58
Editado em 26/07/2011 | 15:31

acidenteUm pequeno acidente com o automóvel de uma mãe de alunos do Colégio Carrossel, no bairro Góes Calmon, revelou a insegurança vivida diariamente por pais, responsáveis, crianças e adolescentes da escola, além de transeuntes.

Hoje pela manhã, a enfermeira Luciana Pinheiro, mãe de dois estudantes do colégio, viu-se em apuros quando tentava passar pela via estreita e esburacada que dá acesso ao Carrossel. Perdeu o controle do carro na ladeira, desceu de ré e acabou em uma valeta. Por sorte, as crianças já não estavam no veículo.

Devido ao grande tráfego diário no local, especialmente nos horários de pico do estabelecimento de ensino, a passagem de dois veículos por vez é quase impossível em determinados trechos. A prefeitura promete uma intervenção no local há mais de um ano. A última justificativa foi de que o dia do aniversário da cidade chegou e o perdeu-se o tempo da obra.

O problema é que aniversários ocorrem a cada ano - com a coincidência de, a cada quatro, também ocorrerem eleições municipais. Quem sabe em 2012 não se presta mais atenção ao calendário?

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.