Tag: camamu

Homem que ameaçava fazendeiros para roubar colheita é preso em Ubaitaba

Domingos Matos, 29/11/2019 | 14:41

Joabison de Souza Santos, o “Cara de Urso” ou “Zico”, apontado como um dos envolvidos no assalto a uma empresa de bebidas, na cidade de Camamu, na Costa do Dendê, foi preso na manhã de ontem (28), por investigadores da Delegacia Territorial (DT), daquela cidade.

O delegado Gilmar Prates, titular da DT/Camamu, informou que o Joabison estava com um mandado de prisão preventiva em aberto e foi localizado na cidade vizinha de Ubaitaba. Ele também é investigado por ameaçar fazendeiros da região de Gaspar e Craveiro, em Camamu, para receber parte da colheita de cacau das propriedades.

Joabison e outros comparsas, que estão sendo procurados, abordaram o motorista de uma empresa de bebidas, no dia 3 de setembro, e arrombaram o cofre do local, levando R$ 20 mil e os celulares dos funcionários rendidos por eles. O acusado está preso na carceragem da unidade policial de Camamu, à disposição da Justiça.

AABB sediará última etapa 2019 do Fest Natação

Domingos Matos, 19/11/2019 | 11:21
Editado em 18/11/2019 | 20:47

A AABB Itabuna será sede, no próximo dia 30 de novembro, de mais um Fest Natação, maior evento do esporte em todo o Sul e Sudoeste da Bahia. Cerca de 160 atletas representando 14 instituições virão de Vitória da Conquista, Porto Seguro, Jequié, Poções, Valença, Camamu e Ubaitaba, além de Itabuna e Ilhéus, para participar do 13º Encontro Maruse Dantas.

As provas serão nas modalidades Infantil (Espaguete 25 m), Pessoas com Deficiência (Espaguete 25 m e Livre 25 m) e Adulto: Nado Livre (25 m, 50 m e 400 m), Nado Borboleta (25 m e 50 m), Nado Medley (200 m) e Revezamento Medley (4 x 50 m).

O evento é organizado pela UENI – União das Escolas de Natação de Itabuna.

Inscrições (prazo até 22/11) e mais informações com os professores Joceone (73 9.9133-6475) e Alexandre (73 9.9154-4844).

Bahia Pesca divulga postos de cadastramento em Vera Cruz e Baixo Sul

Domingos Matos, 15/11/2019 | 11:35

Pescadores e marisqueiras afetados pela mancha de óleo em Vera Cruz, Valença, Cairu, Ituberá, Nilo Peçanha, Camamu e Jaguaripe estão sendo convocados pela Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri). O órgão realiza um levantamento dos pescadores que tiveram suas atividades prejudicadas pelo desastre ambiental.

As informações serão enviadas ao Ministério da Agricultura, para que o Governo Federal desenvolva políticas compensatórias emergenciais. Para se inscrever, os pescadores devem apresentar carteira de identidade (RG), CPF, NIS, comprovante de residência e, se tiver, Registro Geral de Pesca (RGP). Os cadastramentos são feitos sempre das 8h às 16h.

 

Vera Cruz

As primeiras comunidades que serão cadastradas em Vera Cruz são as de Gameleira, Praia do Búzio e Bom Despacho. Pescadores e marisqueiras dessas localidades devem se dirigir à Associação de Moradores de Gameleira, na segunda-feira (18).

Já a comunidade de Baiacu tem a segunda (18) e a terça-feira (19) para se cadastrar na sede da colônia Z-11 ou na Associação de Pescadores e Marisqueiras de Baiacu. Na quarta (20) e quinta (21) será a vez das comunidades de Catu (na colônia Z-10), Tairu (no Centro de Capacitação), Jiribatuba (na sede da Associação Comunitária) e Matarandiba (na Associação de Pescadores e Marisqueiras).

 

Programação no Baixo Sul 

Segunda-feira (18)

Valença (na colônia Z-15 e na Associação Beneficente dos Pescadores do Baixo Sul da Bahia)

Camamu (na comunidade de Porto do Campo e na Igreja Batista de Cajaíba do Sul)

 

Terça-feira (19)

Valença (na colônia Z-15 e na Associação Beneficente dos Pescadores do Baixo Sul da Bahia)

Camamu (na comunidade de Aldeia Velha e na Igreja Batista de Cajaíba do Sul)

 

Quarta-feira (20)

Jaguaripe (na colônia Z-36)

Valença (na colônia Z-15 e na Associação Beneficente dos Pescadores do Baixo Sul da Bahia)

Ituberá (no Clube Comunitário de Rio do Campo)

Nilo Peçanha (na Associação Comunitária do Jatimane)

 

Quinta-feira (21)

Jaguaripe (na colônia Z-36 e no Centro de Referência de Assistência Social de Camassandi)

Camamu (nas comunidades de Garcia e de Tapuias)

 

Sexta-feira (22)

Cairu (na pousada Ilha de Boipeba)

 

Bahia Pesca convoca pescadores do Baixo Sul afetados pelo óleo

Domingos Matos, 12/11/2019 | 07:01
Editado em 12/11/2019 | 08:12

Pescadores do Baixo Sul da Bahia, afetados pela mancha de óleo que atinge o Nordeste, devem ficar atentos à programação de cadastramento da Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri). O órgão está promovendo um levantamento dos pescadores atingidos. 

As informações serão enviadas ao Ministério da Agricultura, para que o Governo Federal desenvolva políticas compensatórias emergenciais. Para se inscrever, os pescadores devem apresentar carteira de identidade (RG), CPF, NIS, comprovante de residência e, se tiver, Registro Geral de Pesca (RGP). Os cadastramentos serão realizados sempre das 8h às 16h, conforme programação abaixo. 

 

Programação de cadastramento no Baixo Sul:

- Terça-feira (12)

Valença (na Associação dos Pescadores Artesanais e Marisqueiras do Guaibim)

Cairu (Centro Comunitário Amogam, na Gamboa)

Nilo Peçanha (no Centro de Cultura de Barra do Carvalho, e na Associação de Moradores de São Francisco)

 

- Quarta-feira (13)

Valença (na Associação dos Pescadores Artesanais e Marisqueiras do Guaibim)

Cairu (Centro Comunitário Amogam, na Gamboa)

Camamu (no clube social de Ilha Grande; e na escola Rui Barbosa, na comunidade de Barcelos do Sul)

 

- Quinta-feira (14)

Cairu (em Morro de São Paulo, no centro comunitário da Igreja Católica da comunidade de Zimbo)

Camamu (no clube social de Ilha Grande; e na escola Rui Barbosa, na comunidade de Barcelos do Sul)

 

Caminhão pau de arara que transportava alunos capota e deixa 17 feridos em Camamu

Domingos Matos, 03/09/2019 | 13:01
Editado em 03/09/2019 | 13:01

Ao menos 17 estudantes ficaram feridos depois que o caminhão "pau de arara" em que estavam capotou na zona rural de Camamu, cidade do sul da Bahia, na manhã desta terça-feira (3).

Segundo a 61ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Ubaitaba), que prestou atendimento aos feridos, o acidente aconteceu na região conhecida como Novo Horizonte.

Informações preliminares apontam que houve um problema na barra de direção do veículo. O motorista então perdeu controle da direção, o caminhão capotou e, em seguida caiu de uma pequena ponte. A polícia não soube estimar a altura da queda, nem se o transporte era cedido pela prefeitura da cidade.

O G1 tenta falar com a Prefeitura Municipal de Camamu, mas ainda não conseguiu contato.

De acordo com pais das vítimas, os estudantes saíram da zona rural de Tararanga, que fica também em Camamu, a bordo do caminhão. Eles seguiam para Copa 70, outra comunidade da cidade, onde iriam pegar um ônibus com destino ao colégio, em Travessão.

Ainda segundo a PM, cerca de 30 adolescentes, entre 15 e 17 anos, estavam no veículo.

Após atendimento, nove pessoas foram levadas para o Hospital de Base, uma foi para a Maternidade Ester Gomes e uma para o Hospital Manoel Novais. As outras seis vítimas receberam atendimento em Ibirapitanga. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

O G1 também entrou em contato com as polícias Civil e Militar de Camamu, para pegar mais detalhes, mas ainda não obteve retorno.

 

* Do G1

 

 

Enoc é o novo prefeito de Camamu em eleição suplementar

Domingos Matos, 02/09/2019 | 07:01

Com apoio da ex-prefeita Ioná Queiroz (PT), Enoc (Patriota) foi eleito ontem (1º) o novo prefeito de Camamu. O vencedor, que atualmente é prefeito interino da cidade do baixo sul da Bahia, teve 47,28% dos votos (com 98% das urnas apuradas). 

Presidente da Câmara de Vereadores, Enoc assumiu a prefeitura após a Justiça Eleitoral afastar Ioná Queiroz do cargo. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que a petista não poderia disputar a eleição de 2016, na qual foi eleita, porque estava inelegível e mandou que fosse realizado um novo pleito. “O que posso falar é que vou trabalhar sem parar. Vou trabalhar o tempo todo para melhorar o meu município”, disse Enoc logo após ser eleito, em entrevista ao Bahia Notícias. 

Aliado do prefeito de Salvador, ACM Neto, Luizinho Luz (DEM) ficou em segundo lugar na corrida eleitoral. O democrata recebeu 43,33% dos sufrágios. A cidade tem 24,8 mil eleitores que votaram em 71 urnas espalhadas pela cidade.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), não houve registro de urnas quebradas. Já Akson Rosa, do Cidadania, teve 7,2% dos votos e Zé Orlando Branco, do PSOL, recebeu 2,19% dos sufrágios. A abstenção foi de 31,5%. (Com informações do Bahia Notícias)

 

Bandidos atiram em ônibus de banda em Camamu

Domingos Matos, 12/08/2019 | 12:28

O grupo musical baiano O Poeta passou por momentos de tensão na cidade de Camamu, localizado na Costa do Dendê, litoral sul do estado da Bahia. O ônibus da banda foi atacado por ladrões que tentaram praticar um assalto e dispararam contra o veículo. Todos os músicos ficaram jogados no chão durante a tentativa de roubo. “O nosso ônibus foi acertado três vezes por tiros, mas ninguém ficou ferido. Entrou uma bala na direção do banco do motorista, mas ele não estava sentado lá”, afirmou o cantor John Ferreira, O Poeta, através de vídeos postados no instagram oficial do grupo.

John relatou que no momento do ataque eles foram salvos por uma viatura da Polícia Militar. “Infelizmente antes do evento a gente passou aqui uma situação de desespero. Nosso ônibus foi atacado por bandidos que tentaram assaltar nossos aparelhos e pertences, mas graças a Deus e uma guarnição que se aproximou rapidamente conseguiu conter os bandidos e estamos bem”, destacou o cantor da banda que ganhou visibilidade após lançar a música Saco de Pão da Cara. (Com informações do Correio)

 

Após cassação da prefeita, TSE determina novas eleições na cidade

Domingos Matos, 06/06/2019 | 17:31
Editado em 06/06/2019 | 12:34

A prefeita de Camamu, no baixo sul da Bahia, Ioná Queiroz Nascimento (PT) teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinou que novas eleições sejam realizadas no município. A decisão do órgão foi proferida na sessão de terça-feira (4).

Os ministros do TSE consideraram que ela não poderia ter se candidatado nas eleições de 2016, pois, na data do pleito daquele ano (2 de outubro), ainda estava inelegível em virtude de condenação por abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2008.

Após a decisão, a prefeita divulgou um comunicado em que diz que, mesmo fora do cargo, continuará "lutando com o amor que carrega no peito, pela amada Camamu". Ela ainda diz que "O processo de 2008 acabou e que, agora, ela não carrega mais ele, estando livre, apta, sem qualquer impedimento". Confira abaixo a íntegra do comunicado da prefeita.

A decisão do TSE foi dada na análise de recurso especial eleitoral interposto pela coligação Trabalho e Compromisso (PRB / PP / PMDB / PSL / PR / PEN / PSB / SD / PROS / PSC), pedindo a cassação do registro da candidata.

Por maioria de votos, o Plenário do TSE entendeu que o prazo de oito anos de inelegibilidade imputado a Ioná vigorou até 5 de outubro de 2016, ou seja, até depois do primeiro turno do pleito, ocorrido três dias antes.

Por essa razão, ela não poderia ter tido seu registro de candidatura deferido pelo Tribunal Regional baiano (TRE-BA). O placar final foi de 6 votos a 1 pelo indeferimento do registro de candidatura da prefeita de Camamu e a consequente realização de um novo pleito no município, que ainda não tem data definida. (Com informações do G1)

 

Confira íntegra do comunicado divulgado pela prefeita:

"Bom dia meus amigos e amigas!

Ao longo da minha vida venho passando por provações. E quem não as passa?

Deus me deu algo sensacional na minha vida. Muito amor Dele e de muitas pessoas. Esse amor me faz sempre forte para enfrentar as batalhas que se impõem na minha caminhada.

Quero dizer a todo o povo da minha terra que continuarei lutando com esse amor que carrego no peito, pela nossa amada Camamu. Continuarei firme, junto com todos que me colocaram como prefeita para melhorar a vida de uma cidade que vinha sofrendo ao longo da sua existência. Não tem sido fácil para eu trilhar esse caminho, mas faço por amor de verdade.

Muitos perguntam como eu consigo aguentar e sempre respondo: Tenho um Deus tão tremendo que sempre me protege e me fortalece em momentos difíceis e é Nele que confio e entrego minha vida.

Pelo menos uma coisa boa aconteceu. O processo de 2008 se findou e eu agora não carrego mais ele, estou livre, apta, sem qualquer impedimento.

Quero agradecer a tantas mensagens do meu povo, da minha região e do meu Estado. Obrigada de coração por tanta solidariedade. Estarei sempre servindo a minha cidade e a luta continua!

Ioná Queiroz

Adrenalina e emoção prometem ferver o verão de Ilhéus com o Rally dos Mares

Domingos Matos, 30/01/2019 | 12:06

Pelo quinto ano consecutivo, o Rally dos Mares 2019, consagrado como a maior competição náutica de jetski em navegação de mar aberto do mundo, promete ferver o verão de Ilhéus, no sul da Bahia. Mais de 100 pilotos de várias gerações largam nesta quarta-feira (30) de Salinas das Margaridas, na Baía de Todos os Santos, para percorrer cerca de 400 quilômetros de navegação, passando por Itaparica, Morere, Caixa Prego, Morro de São Paulo, Garapuá, Boipeba, Barra Grande e Camamu. A previsão de chegada no Pontal é às 13 horas do próximo sábado (2).

A prova reúne alguns dos melhores pilotos do país e convidados internacionais. O campeão brasileiro e mundial de jetski, Cristiano Magarão, está entre os competidores. Ao longo da prova, os motonautas contam com uma estrutura de segurança aquática, composta por duas lanchas de apoio, cobertura do Agrupamento Aéreo da Polícia Militar (GAER), acompanhamento terrestre escoltada por carros e caminhões truck munidos de combustível e peças, além de um staff formado por 50 pessoas.

Novidades – De acordo com a organização, os pilotos contarão com uma unidade especializada UTI Móvel, que fará o acompanhamento das equipes desde a Baía de Todos os Santos até Ilhéus. Também será possível rastrear os competidores em tempo real, através da internet e aplicativo. A expectativa é que o evento atraia pelo menos 25 mil pessoas, no total das cidades por onde passa o Rally dos Mares.

Em Salvador, o experiente piloto, Orlando Junior disse que durante o percurso de navegação, os competidores buscam superar limites físicos e mentais, vencer a fadiga e os desafios do mar aberto. “O público pode aguardar um grande evento com muita emoção em clima de vitória. Quando chegarmos à Baía do Pontal, o cansaço vai ser recompensador, pois é lá que faremos uma grande confraternização com o público”, informa Junior.

No Boca du Mar, duas bandas animarão o público presente antes mesmo da chegada dos pilotos e suas máquinas. O evento tem o apoio da Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Esporte (Setur), que vai disponibilizar uma total infraestrutura de palco, sonorização e toldos que serão montados no local, da Superintendência Municipal de Trânsito e Mobilidade (Sutram), da Polícia Militar (PM) e demais patrocinadores.

 

MST ocupa prefeituras com mais de mil militantes

Domingos Matos, 10/01/2012 | 21:24
Editado em 10/01/2012 | 21:24

As prefeituras dos municípios de Prado, Itabela, Camamu, Igrapiúna, Rodelas e Queimadas estão ocupadas desde a manhã de hoje (10)por mais de mil militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). A intenção é manter a ocupação pelos próximos dias.

A ação faz parte de mobilização que prevê a ocupação de mais de 30 prefeituras baianas até o dia 20 deste mês.

O MST pede melhorias para os assentamentos e acampamentos do movimento nas áreas de saúde, educação, transporte, infraestrutura e esportes.

Eles reclamam que as reivindicações já vêm sendo feitas há mais de três anos.

Pescadores artesanais ainda podem requerer o seguro-desemprego

Domingos Matos, 03/01/2012 | 09:11
Editado em 03/01/2012 | 09:12

O defeso da lagosta na Bahia, iniciado em 1º de dezembro de 2011, continua até o dia 31 de maio deste ano, quando o pescador artesanal está proibido de exercer as suas atividades, devido à reprodução das espécies. Para compensar, ele recebe seis parcelas do seguro-desemprego no valor do salário mínimo vigente, podendo requerer o benefício durante todo o período do defeso.

A pesca da lagosta está proibida nos municípios de Ilhéus, Canavieiras, Itacaré, Itamaraju, Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro, Valença, Alcobaça, Jaguaripe, Camamu e na localidade de Ilha D’ajuda. O tempo do período de defeso é fixado pelo Ibama.

Quem faz a habilitação dos pescadores artesanais é a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia, nas unidades de atendimento da rede SineBahia. Nos municípios onde não existem essas unidades o cadastramento é feito por técnicos da secretaria que são deslocados até a localidade dos pescadores.

Para fazer a solicitação do seguro-desemprego o pescador artesanal deve preencher o formulário na rede SineBahia ou nas entidades credenciadas pelo Ministério do Trabalho. No ato da requisição é preciso apresentar carteira de identidade ou carteira de trabalho (modelo novo), Pis/Pasep e CPF.

Também é exigida carteira de registro de pesca emitida pela Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (expedida com, no mínimo, um ano da data do início do defeso); comprovante de pagamento das contribuições previdenciárias; comprovante do NIT, documento da embarcação e comprovante de residência.

Após 30 dias, a primeira das seis parcelas estará disponível nas agências da Caixa Econômica, casas lotéricas ou nas unidades da Caixa Aqui. O seguro-desemprego é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Fat).

Ônibus da prefeitura de Igrapiúna tomba com 35 passageiros

Domingos Matos, 23/12/2011 | 18:21
Editado em 23/12/2011 | 18:22

Um ônibus escolar contratado pela Prefeitura de Igrapiúna tombou nesta sexta-feira (23), em acidente na BA-001, nas proximidades da rotatória de Itacaré.

Duas crianças tiveram ferimentos graves e precisaram ser encaminhadas para hospital em Ilhéus. Outros dois passageiros tiveram escoriações leves e foram socorridos em Itacaré.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o motorista não conhecia o trecho da rodovia e perdeu o controle da direção do ônibus em uma curva. Os 35 passageiros tinham saído do município de Camamu e estavam a caminho de uma confraternização de sindicato rural, em Itacaré.

Para pensarmos

Domingos Matos, 29/04/2011 | 13:35
Editado em 29/04/2011 | 13:37

Luís Carlos

Há coisas que precisamos ficar atentos ao que está a acontecer na Bahia. Há aqueles que querem o desenvolvimento sustentável, há aqueles que tentam impedir por razões políticas e há aqueles que, o quanto pior, melhor. Vejamos resumidamente o que está a acontecer na Bahia. Ela tem um portfólio de commodities impressionante; nas alimentícias, quando não é a primeira, está entre os cinco estados mais produtores do país, por exemplo: soja, milho, algodão, cacau, celulose, seringa, mamão, melão, laranja, café, uva, manga, cebola, cana, dendê, coco, maracujá... Nas minerais temos: ferro, bauxita, vanádio, níquel, ouro, diamantes, esmeraldas, salgema, talco… Nos minerais raros, a princípio temos duas minas descobertas; Barreiras, tálio; Jequié, cerio. Ainda nas commodities minerais, temos a retomada de exploração da Bacia do Recôncavo e gás, no campo de Manati; mais o potencial de petróleo a ser explorado nas bacias em terra bem como Camamu-Almada e a Bacia do Jequitinhonha.

No setor industrial, temos a Região Metropolitana e a segunda região mais industrializada ficando com o extremo-sul. Segundo o Estado de São Paulo, numa série de reportagens sobre o NE, haveria mais de trezentos protocolos de intenções de algumas empresas que querem se instalar aqui. Para algumas regiões do estado de setores produtivo, algumas como Ducoco, Maguary, já estão; chineses e coreanos virão. Há, também, a pecuária; temos nós, o sexto rebanho e a terceira produção de leite do país, assim como o primeiro rebanho ovino. No turismo ficamos atrás de SP e RJ.

Tudo isso é muito bem vindo e precisa ser bem elaborado para que se traga desenvolvimento com sustentabilidade e melhor distribuição de renda, para que não se repita em nosso estado, os modelos de sociedade que tivemos com o açúcar e com o cacau. Ou seja, o velho modelo oligárquico de concentração de renda, baixa escolaridade e feudos políticos. Há um grupo de neozelandeses no sudoeste, que já deu um ar diferente a tudo isto; eles moram na fazenda, os filhos estudam com os filhos dos empregados, com escola bilíngue e já produzem 50 mil litros de leite dia e pretendem chegar a 150 mil litros dia. Se outros chegarem, haverá mais produtividade, haja vista o know how deles.

A NZ é do tamanho do RS e produz quinze bilhões de litros de leite por ano. Espero que se eles não conseguirem isto, uma vez que disseram que o sudoeste pode produzir mais, uma vez que, a hectare é três por um relação a NZ, possam alcançar metade. O que quero dizer com tudo isso? Além da necessidade da agroindustrialização e não apenas exportar in natura, pois sabemos que isto é suicídio, está aí o exemplo do cacau, a Bahia apenas com a maioria das commodities in natura, está a crescer economicamente.

Para se ter uma ideia, na safra de 2010, o oeste produziu mais de três milhões de grãos. Para 2011, a perspectiva é de mais de seis milhões e um faturamento de sete bilhões. Isso certamente gerará: continuidade da construção civil em Salvador e no interior, empregos, viagens, bens de consumo duráveis e não duráveis, faculdades, enfim, haverá uma uma injeção de dinheiro considerável, apenas do setor de cereais do oeste, investindo dentro do estado. Isto significa que a Bahia está enriquecendo. Logo, a briga política será mais intensa, mais destrutiva.

Não sei se já foi percebido, mas a Globo já começa a transmitir sempre imagens negativas da Bahia. Quando do período do carnaval, ela queima; ao longo do ano, mostra imagens sempre negativas. A Rede Bahia escolhe a dedo reportagens negativas para mostrar sobre o estado, isso acaba interferindo no turismo baiano. A Globo é uma emissora comercial, logo, seus interesses são comerciais, então não há interesse de ela mostrar o carnaval baiano, haja vista transmitir o carioca e ter seus interesses naquele estado e seu bairrismo inconteste.

No plano estadual, as reportagens negativas geram expectativas de o carlismo voltar ao poder, pois mostrar imagens negativas sempre, haja vista a Rede Bahia pertencer à família, torna-se uma maneira de manter vivo o grupo. O DEM está a diminuir, por conta de forças políticas. Se cai na Bahia, provoca efeito dominó em todo o NE. Logo, fortalecer o DEM para sobreviver no NE, é fortalecer as velhas oligarquias e, para isso, a Bahia será usada como foi o Rio de Brizola, ou seja, imagens negativas sempre que agradem à Globo bem como ao grupo baiano que perde espaço. É o jogo político perverso que perdemos todos os bainos, infelizmente. Mas o resultado disso tem consequências funestas para o estado, cai o turismo e não atrai investimentos como se deseja.

O que ocorre com o Porto Sul é emblemático. Há uma série de obstáculos, mesmo sabendo que não é apenas uma empresa a ser beneficiada, mas todo o oeste e sudoeste baiano para escoar nossa produção e com isto continuar gerando emprego e renda, pois assim funciona uma cadeia econômica bem estabelecida. Por outro lado, os sistemas cabruca e agroflorestal recuperam consideravelmente a Mata Atlântica, na medida em que muitos estão retomando o cultivo do cacau. Claro que há o sistema irrigado no extremo sul, mas o fato é que há lugares na região que o cabruca é insubstituível.

O que quero dizer com tudo isto? Que na medida em que a Bahia for melhorando economicamente, mais ferozes e maléficas serão as disputas políticas, pois é o potencial de um estado que, de sexta, poderá vir a ser a terceira economia do país. Então, o jogo que já é pesado, aumentará. É preciso que cada vez mais nos tornemos esclarecidos acerca disso. Não podemos perder esta oportunidade de nos desenvolvermos por conta de intrigas políticas, seria um absurdo. É preciso compreensão e esclarecimento acerca de nossos potenciais; nos dias atuais, nossas commodities/riquezas que a princípio têm donos, mas nem todas são particulares. Há aquelas que pertencem ao governo e que, são elas governamentais ou privadas, que movimentam nossa economia, nosso sustento, pois é a cadeia econômico-produtiva do estado. Com a chegada mais intensa do desenvolvimento, haja vista uma Ásia sedenta por commodities, compreendermos e querermos sustentabilidade é importante.

O Porto Sul precisa sair, há interesses contrários para que o projeto não ocorra. Mas o fato é que, não saindo, como ficará o escoamento das produções do oeste e sudoeste? Soluções plausíveis seriam: Ir para Goiás e ser transportado pela Norte Sul, que iria para SP, CE, MA ou então iria para PE, para ser transportado por Suape. Ah, mas pode ir pelo Porto de Aratu. Ah, tá, o Porto de Aratu nem as frutas do norte recebe completamente, metade disso sai via PE.haja vista as exportações do Recôncavo e da Região Metropolitana. São coisas que precisamos pensar e atentarmos para interesses políticos que nem sempre objetivam o desenvolvimento do estado, mas por trás, há grupos diversos que pretendem outras soluções. Estamos, na verdade, sendo vítimas da velha política. Infelizmente.

Vale lembrar que a indústria de construção de estaleiros foi retomada no estado. Em São Roque e Paraguaçu estão sendo construídos dois para a Petrobras e o Porto de Aratu não poderia comportar toda a produção do estado. Teríamos mais um Porto de Santos, com filas enormes de caminhões e vagões de trens para serem descarregados. O que seria sugerido, claro, parte disto para outros estados. É preciso pensar com mais atenção a Bahia que queremos e vermos se os interesses contemplam empregos e geração de renda para o estado ou se são interesses de grupos oligárquicos. Melhor dizendo, políticos.

Luís Carlos  é leitor assíduo do blog O Trombone

Vai-e-vem em Camamu

Domingos Matos, 10/12/2010 | 00:17
Editado em 10/12/2010 | 00:24

Do Pimenta

ionáO ministro Arnaldo Versiani, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acaba de conceder liminar determinando o retorno de Ioná Queiroz (PT) ao cargo de prefeita de Camamu. Ela havia sido cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) na última quinta-feira, 2, sob a acusação de compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de 2008.

Versiani, ao acatar os argumentos da ação cautelar movida pela prefeita, anula a decisão do TRE até que o mérito seja analisado pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral. Desde ontem, o cargo de prefeito era ocupado pelo segundo colocado nas eleições, Américo José (PR).

Um dos advogados de defesa de Ioná, Sidney Neves, disse que ficou evidenciada a falta de provas de que houve compra de votos e abuso de poder econômico.

A Justiça baiana não teria analisado documentos e depoimentos e havia deixado de ouvir testemunhas fundamentais durante a investigação eleitoral, a exemplo de uma dona de restaurante em Camamu.

Novo prefeito de Camamu adotará plano emergencial de trabalho

Domingos Matos, 07/12/2010 | 14:12
Editado em 08/12/2010 | 16:04

novo prefeito

O novo prefeito de Camamu, Américo José da Silva (PR), anunciou que adotará um plano emergencial de trabalho para regularizar o atendimento nas áreas de Saúde, Educação e Serviços Urbanos no município. Américo tomou posse ao final da manhã desta terça-feira (7), logo após ser diplomado pela juíza eleitoral substituta, Márcia Leite Vieira. Ele assume em lugar de Ioná Queiroz (PT), cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral baiano (TRE-BA), por abuso de poder econômico e compra de votos em 2008.

O novo prefeito afirmou que fará uma administração que olhe para todos, “sem distinção de raça, cor, credo ou família”. Américo José disse que tinha certeza de que a Justiça seria feita. “Na verdade, essa posse deveria ter acontecido em janeiro de 2009, diante da compra flagrante e absurda de votos praticada pela adversária”. Américo recebeu a chave da prefeitura das mãos de um servidor efetivo do município. Ele governará Camamu com a vice-prefeita, professora Noélia Nascimento, que também foi diplomada e empossada nesta terça.

A nova gestão vai buscar uma pacificação entre as diversas correntes políticas. “O que importa é garantir a paz em Camamu e fazer com que a cidade retome o caminho do progresso”, assinalou. Américo José retorna à prefeitura pela segunda vez. “Vamos fazer uma gestão que priorize a atenção aos mais humildes e explore o nosso grande potencial turístico como fator gerador de dividas”.

O novo gestor assinalou que fará um governo sem olhar para o retrovisor, mas que não perderá de vistas a sua responsabilidade em investigar os malfeitos encontrados na prefeitura e que travaram o desenvolvimento local. O prefeito irá fazer gestões junto aos governos federal e estadual para regularizar os serviços municipais.

O prefeito anunciará a sua equipe de governo já nesta quarta-feira, 8. Américo antecipa que a sua equipe reunirá os melhores nomes de Camamu para a missão dada para estes dois anos. “Sabemos das enormes dificuldades que vamos encontrar, mas esses desafios nos dão forças para recolocar Camamu na rota do crescimento”.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.