Tag: cesta

Mutirão do Diabetes de Itabuna chega à 15ª edição neste sábado

Domingos Matos, 23/11/2019 | 01:58
Editado em 23/11/2019 | 01:59

A ONG Unidos pelo Diabetes realiza neste sábado (23), o Mutirão do Diabetes de Itabuna, ponto alto da Campanha Novembro Azul. O Mutirão, que acontece das 8 às 13 horas, terá atendimento médico com mapeamento de retina para detecção de retinopatia diabética e exame do pé diabético no Hospital Beira Rio e ações de orientação e prevenção na Praça Rio Cachoeira.

Entre os serviços que serão oferecidos na Cidade do Diabetes, estão  exames de glicemia capilar para detecção do diabetes, avaliação nutricional, cuidados com o pé diabético, utilização correta da insulina, monitoramento do diabetes em casa, direitos do diabético e atividades físicas com avaliação dos pacientes.

A Cidade do Diabetes também contará com o espaço Diabetes Kids, espaço para atividades recreativas e exames de detecção do diabetes em crianças e avaliação e acolhimento para orientação de crianças e adolescentes.

“O Mutirão do Diabetes, que cesta completando 15 anos, é uma grande mobilização de toda a sociedade organizada de Itabuna e da região, envolvendo órgãos públicos, empresas, instituições de ensino e clubes de serviço, numa ação de solidariedade que beneficia milhares de pessoas”,  afirma o Dr. Rafael Andrade, idealizador e coordenador do mutirão e presidente da ONG Unidos pelo Diabetes.

Digital influencers baianos apoiam campanha de Natal da LBV 

Esse ano, a iniciativa solidária entregará mais de 40 mil cestas de alimento às famílias que sofrem com a fome

Domingos Matos, 12/11/2019 | 08:30

A Legião da Boa Vontade (LBV) está mobilizando a sociedade em prol da campanha Natal Permanente da LBV – Jesus, o pão nosso de cada dia! que entregará mais de 40 mil cestas de alimento àqueles que vivem em situação de pobreza em todo o Brasil. No Estado da Bahia, mais de 4.080 famílias serão beneficiadas, gerando um total de mais de 16 mil pessoas impactadas pela ação solidária.

E diante disso, amigos, parceiros e pessoas de Boa Vontade estão engajando nessa iniciativa de caridade para ajudar a LBV a levar o sorriso e a esperança a centenas de famílias que enfrentam vulnerabilidades sociais.

Na ocasião, uma galerinha bastante influencer aceitou conhecer o trabalho da Instituição e apoiar o Natal Permanente da LBV: a Shakyra Menezes, o Raoni Oliveira, a Tassia Brasil e a Maroca estiveram neste mês de outubro visitando os centros comunitários de assistência social da LBV em Lauro de Freitas/BA e em Salvador/BA.

Hospital Regional Costa do Cacau realiza procedimento inédito pelo SUS na região

Domingos Matos, 05/11/2019 | 11:09

Duas pacientes do sexo feminino, de 30 e 59 anos, com cálculos em canal biliar, foram submetidas nesta segunda-feira (4), no Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, a colangiopancreatografia retrógrada endoscópica ou CPRE. O procedimento de alta complexidade é inédito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na região, onde a unidade é referência para 70 municípios.

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, explica que a CPRE é um procedimento indicado para avaliação diagnóstica e tratamento das doenças que acometem os ductos de drenagem do fígado e do pâncreas. “As pacientes passam bem e em breve estarão com suas famílias, em casa, o que é uma mudança radical no acesso a saúde, pois este e outros procedimentos, a exemplo da hemodinâmica, neurocirurgia e cirurgia cardíaca, eram restritos a capital. Como a saúde é uma das principais bandeiras do governador Rui Costa, trabalhamos em ritmo acelerado para que os baianos tenham serviços de qualidade e resolutividade nos hospitais públicos de toda a Bahia”, afirma Vilas-Boas.

Procedimento

A CPRE é realizada com o emprego de um endoscópio específico que permite a introdução de um cateter pelo orifício de abertura desses canais no intestino. Através deste cateter injeta-se contraste nas vias biliares, permitindo a avaliação radiológica da anatomia local.

Durante o exame, as imagens radiológicas são interpretadas pelo médico endoscopista. Dependendo do diagnóstico e da situação clínica, poderão ser realizados procedimentos adicionais visando o tratamento, como a retirada de cálculos com balão extrator ou cesta, bem como dilatação de estreitamentos (estenoses) com balões ou sondas dilatadoras e drenagem biliar ou pancreática com emprego de próteses.

O Hospital Regional Costa do Cacau atualmente possui 184 leitos para internamento, sendo 30 leitos exclusivos para UTI.

Estudantes da rede estadual fazem arte e cultura na Fligê

Domingos Matos, 14/08/2019 | 16:24

Estudantes da rede estasdual de ensino participam a partir desta quinta-feira (15) até domingo (18) de uma série de atividades durante a programação da Feira Literária de Mucugê (Fligê), na Chapada Diamantina. Acompanhados de educadores e técnicos da Secretaria da Educação do Estado (SEC), os alunos terão uma programação que inclui workshops, saraus, encontros literários, oficinas, rodas de conversa e recitais, além de exposições de obras artísticas autorias e apresentações musicais dos estudantes. A abertura contará com a participação do secretário da SEC, Jerônimo Rodrigues.
 
Durante todos os dias, os visitantes da Fligê poderão conferir, das 9h às 17h, na Cesta do Povo, a exposição das obras artísticas dos projetos Artes Visuais Estudantis (AVE) e Educação Patrimonial e Artística (EPA) desenvolvidos pelos estudantes da rede estadual. Na quinta-feira, às 17h, acontecerá a apresentação da fanfarra do Colégio Estadual Horácio de Matos, com saída da Igreja Matriz de Santa Isabel. Na sexta-feira (16), das 9h às 11h, a superintendente Manuelita Falcão, de Políticas para Educação Básica da SEC, realiza a oficina “Toim, cadê você - o que o corpo diz de nós?”, na Cesta Povo, espaço que também sedia das 15h às 16h30, o Papo de Cinema, com apresentação de vídeo estudantil sobre o escritor e poeta Castro Alves.

Ainda na sexta-feira (16), no Colégio Estadual Horácio de Matos, a partir das 8h, acontecem os workshops “Literatura como catalisador da proficiência em língua portuguesa” e “Indicações literárias para educadores”. Um dos destaques será a roda de conversa “Meninas nas Ciências”, com relatos de ex-estudantes da rede estadual de ensino sobre projetos que desenvolveram no âmbito do Ciência na Escola, da SEC. Das 10h às 12h, no Coro da Praça, os estudantes realizam recital de obras literárias sobre Castro Alves. E nox mesmo local, às 17h, será realizado o Sarau Literomusical, com apresentação de músicas e poesias dos projetos Festival Anual da Canção Estudantil (FACE) e Tempos de Artes Literárias (TAL). 
A programação continua no sábado (17) e um dos destaques será a reunião com as Juventudes, que vai promover debates com líderes de classes, grêmios e estudantes, das 9h às 11h, no Colégio Estadual Horácio de Matos. No mesmo espaço acontecerão ainda oficinas com a equipe do Centro Juvenil de Ciência e Cultura, dentre as quais a de histórias em quadrinhos; e Workshop de produção e compartilhamento de programas radiofônicos, mediada pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT). No domingo, a programação segue com as exposições do AVE e do EPA.

Cesta Básica: preço do tomate cai 24,7% em Itabuna

Domingos Matos, 12/08/2019 | 13:29

O tomate, considerado o vilão da cesta básica até pouco tempo atrás, sofreu uma queda acentuada de 24,7%, no comparativo de junho e julho deste ano em Itabuna, segundo levantamento mensal feito pelo curso de Economia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

Com isso, a cesta ficou 5,69% mais barata, custando R$ 355,20. Além do tomate, outros produtores que tiverem seus preços reduzidos foram o feijão (-5,41%), a banana (-3,15%), a farinha (-1,56%), o café (-1,36%) e o arroz (-1,32%). Em contrapartida, alguns alimentos sofreram aumento: o óleo (+2,91%), o açúcar (+2,26%), a carne (+0,77%) e o pão (+0,12%).

Ilhéus

Já em Ilhéus, o custo da cesta básica caiu em 7,93%, ficando, portanto, com o preço de R$ 356,82. De acordo com o levantamento, os maiores responsáveis por essa queda foram o tomate (23-,71%), banana (-7,65%), arroz (-6,67%), farinha (-5,31%), feijão (-3,89%) e a carne (-3,79%).

Durante o período pesquisado, apenas o leite apresentou aumento de preço, ficando 1,45% mais caro.

LBV entrega cestas de alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade social no sertão São Francisco

Domingos Matos, 24/07/2019 | 15:52

A Legião da Boa Vontade (LBV) deu início à entrega das cestas de alimentos não perecíveis arrecadados por meio de sua tradicional campanha Diga Sim!, iniciativa de caráter emergencial, que beneficiará famílias em situação de pobreza que enfrentam principalmente nesse período do ano, as estiagens e as cheias.

Com essa mobilização social, a Legião da Boa Vontade visa contribuir para minimizar o sofrimento de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade social.

No estado baiano, serão entregues 1.350 cestas de alimentos nos dias 14, 15 e 16 de agosto, nos municípios de Sobradinho, Juazeiro e Uauá, localizados no Sertão São Francisco, para famílias atendidas pela LBV e por organizações parceiras da Instituição.

Ação solidária

A meta da LBV é entregar 12.500 cestas de alimentos, contendo itens básicos e que estejam de acordo com os costumes regionais, para famílias nos seguintes Estados: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Quem quiser colaborar para a campanha, ainda dá tempo de ajudar! Basta entrar acessar o site www.lbv.org, entrar em contato pelo tel.: 0800 055 50 99, ou ainda dirigir-se a uma das unidades da LBV (lbv.org/enderecos) e levar itens como arroz, feijão, óleo, açúcar, café, leite em pó, macarrão, extrato de tomate, farinha de trigo, farinha de mandioca, flocão de milho, carne de charque, gelatina, massa para bolo entre outros.

Acompanhe a entrega das doações:

14/08 (quarta-feira)

9h – Povoado de Algodões Novos e Velhos (Sobradinho/BA)

11h – Povoado de Correnteza (Sobradinho/BA)

16h – Comunidade de Goiabeira do Salitre (Juazeiro/BA)

15/08 (quinta-feira)

8h – Comunidade de Serra dos Espinhos (Juazeiro/BA)

15h – Povoado do Arraial (Uauá/BA)

16/08 (sexta-feira)

9h – Fazenda de Santana e Fazenda de Umbuzeiros (Uauá/BA)

15h – Sitio do Meio e Sitio Zacarias (Uauá/BA)

Para saber mais sobre a entrega das doações, acesse o endereço LBVBrasil no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Presidente do CDS-LS busca parcerias para fortalecer municípios regionais

Domingos Matos, 11/07/2019 | 14:04

O presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Litoral Sul (CDS-LS) e prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu na manhã desta quinta-feira, na sede da Amurc, com o secretário executivo do CDS-LS, Luciano Veiga, a gerente regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, a analista de projetos do Instituto Arapyaú, Adriana Cestari, e a especialistas em eficiência municipal da empresa Gove, Nágila Cardoso e Ricardo Ramos, para discutir a importância de firmar cada vez mais parcerias visando o fortalecimento dos municípios regionais.

O objetivo é discutir problemas comuns enfrentados pelos municípios e a partir saí trocar experiências de ações positivas para que cada um possa contribuir trazendo soluções para diminuir as dificuldades. E segundo o prefeito de Itacaré, tanto o Consórcio quanto o Sebrae e o Instituto Arapyaú tem sido grande parceiros dos municípios, contribuindo com projetos e com a qualificação profissional das equipes das prefeituras no Sul da Bahia.

Na oportunidade, o prefeito prestigiou a 3ª Oficina de Melhoria do Equilíbrio Fiscal, realizada também na sede da Amur, reunindo secretários e técnicos dos municípios associados. A oficina é realizada em parceria com a empresa Gove e o Instituto Arapyaú e busca trazer novas informações sobre o Equilíbrio Fiscal das Prefeituras.

A iniciativa é realizada desde março deste ano, com o objetivo de aumentar as receitas municipais e otimizar as despesas. No encontro, os participantes buscam promover a troca de aprendizados adquiridos com a implementação das ações nos municípios, verificando as dificuldades e os resultados obtidos.

Cesta básica em 18 capitais teve alta em abril, aponta Dieese

Domingos Matos, 07/05/2019 | 16:39

Em abril, o custo da cesta básica subiu em todas as 18 capitais analisadas pela Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgada hoje (7), pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

As altas mais expressivas ocorreram em Campo Grande (10,07%), São Luís (7,10%) e Aracaju (4,94%).

A cesta mais cara do país foi a de São Paulo, onde o conjunto de alimentos essenciais custava, em média, R$ 522,05, seguida pela cesta do Rio de Janeiro, R$ 515,58, e de Porto Alegre, R$ 499,38. As cestas mais baratas, em abril, eram as de Salvador, R$ 396,75, e Aracaju, R$ 404,68.

Nos primeiros quatro meses de 2019, todas as cidades analisadas pela pesquisa apresentaram alta acumulada. Os maiores aumentos foram observados em Vitória (23,47%) e Recife (22,45%). O menor aumento acumulado ocorreu em Florianópolis, com alta de 5,35%.

Salário mínimo

Com base na cesta mais cara do país, observada em São Paulo, o valor do salário mínimo em dezembro, necessário para suprir as despesas de um trabalhador e de sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, seria de R$ 4.385,75, o que equivale a 4,39 vezes o valor do salário mínimo atual, de R$ 998,00. (Com informações da Agência Brasil)

 

Campanha Natal Solidário em Itabuna entregou mais de mil cestas básicas

Domingos Matos, 10/01/2012 | 08:29
Editado em 10/01/2012 | 08:30

A campanha Natal Solidário, promovida por magistrados e servidores do Fórum da Justiça do Trabalho em Itabuna entregou mais de mil cestas básicas em comunidades carentes e entidades sociais do município.

O resultado, além de superar as 700 cestas arrecadadas em 2010, mantém a tradição de mobilização da comunidade local. Entre as instituições beneficiadas estão a SOS Criança, LBV, Abrigo São Francisco, Albergue Bezerra de Menezes, Fundação Dr. Baldoíno Lopes e o Centro de Recuperação Renascer.

A juíza Eloína Machado, titular da 2ª Vara do Trabalho de Itabuna e idealizadora do projeto, disse que merecem destaque a participação e o envolvimento de diversos segmentos sociais, inclusive as doações de meio quilo de alimento por pessoas carentes. Segundo a magistrada, além de emocionar os envolvidos na arrecadação, o fato é exemplo de solidariedade e serve à reflexão de muitos que ainda precisam colaborar.

A campanha em Itabuna recebe apenas alimentos e este ano os doadores foram retribuídos com cartões de natal.

 Há mais de cinco anos a 2ª Vara do Trabalho realiza atividades com o objetivo de levar alimento para a mesa de mais pessoas no natal. A iniciativa também contou com o apoio de empresas, clubes, advogados e moradores.

DE RODAPÉS E DE ACHADOS

Domingos Matos, 08/01/2012 | 18:57
Editado em 08/01/2012 | 20:38

AdylsonQuando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além.  

Adylson Machado

                                                                              

Coisas de 2011

Tião para poucos

Sebastião Néry esteve em Itabuna, no final de 2011. Ouvir Néry é uma festa.
Para os poucos que o esconderam para fotos pessoais.

Tião para muitos

Eduardo Anunciação não foi convidado. Ele que, como presidente da ABI regional, foi o primeiro a trazê-lo para palestra no auditório do extinto Instituto de Cacau da Bahia-ICB, em Ilhéus, para uma concorridíssima plateia de jornalistas, políticos e lideranças regionais.

Mas, o jornalismo de Eduardo não tinha projetos individualistas. 

Tempo de aguardar

Uns poucos ainda esperam a dirigente bailarina, advogada, pedagoga e poeta apresentar-se. Dançando, advogando ou poetando. Pelo menos 2011 se foi, e nada.
É que nas artes e na cultura local, de inovador e revolucionário somente os “nossos” malabaristas de sinaleira.

Quase em branco

2011 se foi com um pouco da mesquinhez grapiúna. Que não enxergou: 1. A luta da ACATE pelo Zélia Lessa; 2. A XI Semana Cultural em Ferradas, evento internacional; 3. A luta da ACCODEC, de Ferradas, para inserir o centenário de nascimento de Jorge Amado no calendário de Itabuna.

Ao lado do melhor presente do ano

“A Privataria Tucana” já ultrapassa os 120 mil exemplares vendidos – desmistificando certos santos-de-pau-oco. E a criatividade pátria exercida, como nesses 3:53min do excelente trabalho do http://cloacanews.blogspot.com sobre cena de “A Queda! – As Últimas Horas de Hitler” (2004), de Olivier Hirschbiegel.

O “Calma, Verônica, a gente arranja outro laranja” é simplesmente fantástico, assim como os “agradecimentos” aos defensores de Serra no PiG.

Para Lopes

Sílvio Caldas ficou famoso por tantas retiradas de cena e igual quantidade de retornos. Havia sempre um espetáculo de despedida. Não tardava o retorno.

De Adelindo Kfouri, conhecemos, pelo menos, três anúncios de saída de cena nos últimos dez anos, duas delas com retorno, faltando o recente, já que anunciado no A Região mais uma despedida.

Esperamos que Antônio Lopes contraia tal síndrome – a do retorno – ainda que não o seja com(o) Ousarme Citoaian.

Dos tempos de outras brilhantinas

chitaDomingueiras de antanho alimentavam a expectativa infante: ir ao cinema. Matinées, na vespertina do domingo no poeira que a cidade oferecia, onde Tarzan, Jane e Chita faziam parte da festa.
A longeva chimpanzé se foi recentemente, aos oitenta anos. Não quis conferir a profecia maia.

Imaginação

Projeto de um vereador deste Brasil de mil brasis proíbe noivas de participarem da cerimônia sem calcinha. Descobre-se a existência de tão inusitada moda. Não sabemos se em terras grapiúnas o fato é ou tornou-se corriqueiro.

Certo que nunca se chegara a tanto em termos de intimidade!

Tampouco sabemos quem, no projeto do vereador, está incumbido de fiscalizar o cumprimento da lei.

O porquê de cochilos

Nem Jorge Amado declinou para gabrielas, tietas e terezas batistas tanta liberdade e autonomia feminina.
Doravante, imagina-se as mentes masculinas em cerimônias tais. Mentes fecundas e criativas.

Não à toa alguns noivos e convidados dormem. Agora sabemos que pode não ser sono diante da prédica celebrante, mas concentração para aprimorar a visão raio X.

2012

diogenesQue não se faça a luz, afinal o fiat lux só para o Criador. Apenas acendamos nossas lanternas neste ano eleitoral.

Como Diógenes, de Sínope, o Cínico (404-323 a.C.).

Utilidade pública

Ou, como propõe o Bessinha

alagamentos

Para entender o mundo

Na Europa a dívida bruta governamental em percentagem do PIB está prevista, para 2012, em 183% na Grécia, 121% na Itália, 15% na Irlanda, 112% em Portugal, 89% na França, 82% na Alemanha, 70% na Espanha. A dos EEUU, em torno de 100%. A Grécia precisa de quase dois PIBs para honrar a dívida e a Alemanha (maior economia européia) de quase um.

O desemprego em alta supera 20% na Espanha e 9% nos EEUU.

Para entender o Brasil no mundo

Por estas plagas governadas pelo PT (não significa gostar dele, o que ocorre com muitos) a relação dívida/PIB ficou em 36,6% (a menor desde 1998), devendo cair para 35,7% em 2012, segundo o Banco Central.

Em 1994 estava em 14% e chegou a 55,5% em 2002, alcançando 57,2% em 2003.

Reservas de 38 bilhões de dólares em 2002 (incluindo a parcela 15,9 bi emprestada pelo FMI para garantia de pagamentos) alcançaram 352 bilhões em 2011 (sem dinheiro do FMI).

O desemprego ficou abaixo de 6%, caindo dos 12,6% de 2002.

Para entender o Brasil internamente

Este mínimo de 622 reais, em vigor, detém o maior poder de compra desde 1979, segundo o DIEESE. Comprando o equivalente a 2,25 cestas básicas de São Paulo (com valor unitário estimado em 276,31 reais) configura um reajuste de 14,13% sobre o anterior e atinge um aumento real de 9,2%.

Injetará 47 bilhões de reais na economia no curso de 2012, com efeitos a serem mais percebidos especialmente no Norte e Nordeste. São dados da Carta Maior no Luis Nassif Online no www.advivo.com.br de 29 de dezembro.

Obsoletismo à vista

Quando imaginávamos que o HDTV/LED e quejandos esgotavam a qualidade (1920x1080 pixels/píxeis) “os engenheiros produzem um televisor Quad HD/4K pronto para entrar no mercado, dando aos telespectadores uma resolução quatro vezes maior que a alta definição normal”, elevando-o para espantosos 8000x4300. (“O Mundo em 2012”, no The Economist). Para cinéfilos será a “reprodução em celulose”.

Como o obsoletismo programado alimenta o capitalismo consumista, preparemos o bolso e o lixo.

Huuum!

Esta disputa de quem é quem no PT local para definir “quem” promoveu a exoneração de Jonas Nascimento de cargo no Governo Estadual anda mal contada. Para uns, Miralva Moitinho seria a articuladora da façanha e realçam a “barbaridade” da exoneração em razão do expressivo trabalho de Jonas à frente de órgãos estaduais de educação.

Nossa dedução é de que estão ampliando tudo, começando pelo poder de Miralva, para justificar a saída de Jonas. Exoneração de tal quilate (indicação política) não ocorre por indicado político (Miralva).

Por outro lado, é possível que o expressivo trabalho de Jonas Nascimento não seja tão expressivo assim. Afinal, competência quando demonstrada conquista admiradores.

Para nossa avaliação tudo não passa de ti-ti-ti transformado em tempestade... em copo d’ água. Para marcar posição de alguma dessas tantas tendências que tornam o PT um partido muito especial.

Na blogosfera

O “Cinzas e diamantes”, www.cinzasdiamantes.blogspot.com, do poeta e escritor Antônio Nahud Junior, repercutiu denúncia deste DE RODAPÉS E DE ACHADOS de 18 de dezembro – “E por falar em corrupção (VER) – acrescentando preciosas informações.

Nitroglicerina pura! Em pleno ano eleitoral!

Nomes

Antônio Junior, no texto publicado na quarta 4, oferece detalhes do que aconteceu no Centro de Cultura Adonias Filho, sob batuta de Aldo Bastos, enquanto (ANJ) lá trabalhou, dando nomes e detalhando fatos. Inclusive a origem do caixa dois, as razões por que de sua existência e o instante em que ocorreu (VER):
“...Durante a campanha de Juçara Feitosa para a prefeitura de Itabuna, desejando provar a todo custo sua fidelidade partidária, criou um caixa dois, financiando santinhos da candidata e cafés da manhã para artistas com finalidade eleitoreira”.

Insustentável

Considerando que o caixa dois de Aldo Bastos no CCAF serviu para campanha de Juçara Feitosa/2008, desviado atualmente – imagina-se – para as particularidades de Aldo, pode voltar a atender à campanha petista em 2012.

Cremos que nem Juçara nem Geraldo têm conhecimento das estripulias de Aldo. No entanto, caso o rapaz, indicação de GS, seja mantido...

Protegido

Se GS assumir a permanência de Aldo Bastos à frente do Adonias Filho também assumirá a corrupção denunciada, que macula o governo Jaques Wagner, além de oferecer prato feito à oposição.

Caso não assuma e o ilustre indicado venha a ser defenestrado – coisa que a Secretaria de Cultura vem tentando há algum tempo, diante das denúncias e da lamentável administração constatada pelos superiores – e como sua indicação é pedido materno, não faltará oportunidade: eleito Geraldo ou Juçara, Aldo poderá assumir a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania-FICC.

Pedido de mãe é coisa séria!

Abandonado

No ano do centenário de nascimento de Jorge Amado a administração municipal de Itabuna nem mesmo promoverá um Carnaval, que poderia ter como temática a figura do ilustre ferradense. Anuncia fazê-lo às vésperas da efeméride.

O mundo comemora Jorge Amado a cada dia; Itabuna não aproveita a oportunidade.

Minas é Pierre!

Estivemos recentemente em Montes Claros-MG. Se tomarmos como amostragem o que ouvimos de torcedores do Atlético Mineiro e o que dizem todos do quanto noticiado (rádio e TV) em Minas, os torcedores estão exigindo a manutenção de Pierre no Galo.

Que tirem todos, menos Pierre, é a palavra da torcida.

O que está em jogo

O Palmeiras quer tê-lo de volta, certamente para também faturar com a partida número 200 de Pierre, frustrada por Felipe Escolari, apesar do esforço da diretoria e da torcida para ver o baiano de Itororó jogar envergando a camisa histórica.

Pierre quer permanecer em Minas. No entanto, quando fatos alheios estão em jogo, os desejos pessoais pesam menos.

Itororó

A bomba político-eleitoral é a candidatura de Padre Moisés a Prefeito, que já estaria em campanha.

Luzimares ferveu

Na quarta 4 muita coisa aconteceu em Luzimares. Na pauta, de Jonas Nascimento à pré-definição de um vice para o PT em Itabuna. PT de Ilhéus também discutido... por itabunenses.

Conquista já fervera

No final de 2011 ficou definido o apoio de Fernando Gomes a Roberto Minas Aço Barbosa. A destacar a capacidade e o volume de argumentos de Roberto para convencer Fernando, que já afirmou disposição de apoiar até o PT para evitar a reeleição de Azevedo.

Roberto entra na mídia, orientado por FG, para ver se alcança 10% a 12% de intenções de voto até março. Três meses de espera, para quem já o faz há pelo menos seis anos.

Com o risco de enveredar por campanha alheia. Ou correr sozinho.

De ano eleitoral...

Consumar-se-ão todas as iniciativas para consolidar, retomar ou conquistar o poder. Nessa esteira, Azevedo e Geraldo Simões encontram-se nas primeiras referências; Roberto Barbosa, Wenceslau, Vane do Renascer, Leninha Alcântara e Acácia Pinho na última.

Alguns mais assentados, outros patinando na esperança de se verem homologados em convenções.

...tudo se espera

Que não se duvide de algumas possibilidades, que podem já estar concretas. Geraldo Simões/Juçara tendo como vice o major Serpa, em Itabuna, e Josias Gomes vice de Jabes Ribeiro, em Ilhéus.

Neste caso particular, festa para Geraldo Simões, que veria a possibilidade de o PP em Itabuna apoiar o seu PT.

O que pode estar definido

Para nós, defensor da teoria do “tiro ao pombo” – todos contra GS – Azevedo terá apoio do PMDB/PSDB/PR.
Tudo porque não acreditamos que Geddel Vieira Lima, Jutahy Jr (por razões naturais, em nível nacional) e César Borges possam contribuir para o fortalecimento de Geraldo Simões.

Uns, lembram de vaias; outros, a perda de exploração portuária.

Perguntinha ingênua

A Ciretran há muito tornou-se cobiçada pelos dividendos políticos que pode oferecer. Azevedo que o diga. A atual chefia está com sargento Gilson.

Dividendos para o PT ou PCdoB?

Cobrando

Redigíamos esta coluna aguardando a divulgação, pelo jornal A Região, dos nomes de “ex-diretores” do HBLEM, “ex-secretários municipais” e “ex-diretores de fundações” itabunenses. O que não exclui os dos “empresários” que fazem parte daqueles “25 nomes de Itabuna e Ilhéus” denunciados pelo combativo hebdomadário.

Porque é tempo dos Santos Reis

Tradição em várias regiões brasileiras o “reisado” se faz vivo visitando casas entre o Natal e a festa de São Sebastião. Vestidos a caráter, chapéus e gorros enfeitados de espelhos e fitas coloridas, seus integrantes transitam da catira (com viola, sanfona e violão) à moda baiana (flautas de bambu em dueto, violão/viola e percussão).

Uma tradição que anda esquecida. Aqui em Itabuna, no Cerrado e Itamaracá há grupos que não mais saem. Faltam-lhes portas para recebê-los e a dupla sertaneja tradicional Miúdo e Miudinha – residente no Bairro Lomanto –, que já manteve um grupo de reisado, nem mais a lembra, desde a venda de suas flautas.

E os que fazem a cultura local pensam em outras coisas.

Nem mesmo copiamos Una, onde há um trabalho de resgate admirável, incluindo da burrinha e do bumba-meu-boi.

Oferecemos aqui duas expressões da tradição, próximas de nossa realidade. Uma delas originária de Itambé (acima). 

Cantinho do ABC da Noite

cabocoConsiderando ser este 2012 não só especial ano no calendário maia, antes que qualquer mudança ocorra, propomos ser ele o ANO DO ABC DA NOITE, a ser oficialmente lançado no dia 2 de fevereiro (aniversário de Cabôco Alencar). Afinal no dia 28 de julho a razão de existência do Beco do Fuxico completará 50 anos de existência.

E para não perder o mote, mais uma de seu filósofo, quando a freguesia alimentava os temas comida e futebol:

– Prefiro comer frango a ser goleiro – leciona o mestre do Beco. E justifica:

– Pelo menos ninguém me xinga a mãe.

 

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

Coisas de 2011
Tião para poucos
Sebastião Néry esteve em Itabuna, no final de 2011. Ouvir Néry é uma festa.
Para os poucos que o esconderam para fotos pessoais.
Tião para muitos
Eduardo Anunciação não foi convidado. Ele que, como presidente da ABI regional, foi o primeiro a trazê-lo para palestra no auditório do extinto Instituto de Cacau da Bahia-ICB, em Ilhéus, para uma concorridíssima plateia de jornalistas, políticos e lideranças regionais.
Mas, o jornalismo de Eduardo não tinha projetos individualistas. 
Tempo de aguardar
Uns poucos ainda esperam a dirigente bailarina, advogada, pedagoga e poeta apresentar-se. Dançando, advogando ou poetando. Pelo menos 2011 se foi, e nada.
É que nas artes e na cultura local, de inovador e revolucionário somente os “nossos” malabaristas de sinaleira.
Quase em branco
2011 se foi com um pouco da mesquinhez grapiúna. Que não enxergou: 1. A luta da ACATE pelo Zélia Lessa; 2. A XI Semana Cultural em Ferradas, evento internacional; 3. A luta da ACCODEC, de Ferradas, para inserir o centenário de nascimento de Jorge Amado no calendário de Itabuna. 
Ao lado do melhor presente do ano
“A Privataria Tucana” já ultrapassa os 120 mil exemplares vendidos – desmistificando certos santos-de-pau-oco. E a criatividade pátria exercida, como nesses 3:53min do excelente trabalho do http://cloacanews.blogspot.com sobre cena de “A Queda! – As Últimas Horas de Hitler” (2004), de Olivier Hirschbiegel.
O “Calma, Verônica, a gente arranja outro laranja” é simplesmente fantástico, assim como os “agradecimentos” aos defensores de Serra no PiG.
Para Lopes
Sílvio Caldas ficou famoso por tantas retiradas de cena e igual quantidade de retornos. Havia sempre um espetáculo de despedida. Não tardava o retorno.
De Adelindo Kfouri, conhecemos, pelo menos, três anúncios de saída de cena nos últimos dez anos, duas delas com retorno, faltando o recente, já que anunciado no A Região mais uma despedida.
Esperamos que Antônio Lopes contraia tal síndrome – a do retorno – ainda que não o seja com(o) Ousarme Citoaian.
Dos tempos de outras brilhantinas
Domingueiras de antanho alimentavam a expectativa infante: ir ao cinema. Matinées, na vespertina do domingo no poeira que a cidade oferecia, onde Tarzan, Jane e Chita faziam parte da festa.
A longeva chimpanzé se foi recentemente, aos oitenta anos. Não quis conferir a profecia maia.

Sebastião Nery vai incluir cultura do cacau em seu próximo livro

Domingos Matos, 26/12/2011 | 20:30
Editado em 26/12/2011 | 21:00

juvenaO jornalista Sebastião Nery, que está em férias no sul da Bahia, participou, como convidado de honra, de um almoço oferecido pelo jornalista José Adervan, em Itabuna. Diversos jornalistas estiveram presentes e puderam ouvir do mestre das análises políticas, alguns prognósticos para o xadrez das eleições municipais de 2012 e da sucessão de Dilma em 2014.

"Dilma será imbatível, salvo alguma catástrofe. Lula não vai para a disputa, em respeito a ela. Aliás, o político Lula é um enigma. Precisamos saber como será sua recuperação, e com que espírito ele sairá desse tratamento", analisou. Ainda sobre Dilma, uma ressalva: "Ela precisa, pelo menos, encaminhar a solução dos problemas da saúde e da educação no país até 2014".

Sebastião Nery, octagenário, fala da vida profissional como se adolescente fosse: "Vou cobrir as eleições na Rússia, na Alemanha e na França. Na Itália, será especial. O povo italiano adora o cristianismo, é católico, mas não esquece de Mussolini. E o que fez Berlusconi se não se apresentar como um Mussolini de menor estatura?".

Depois do almoço, recebeu das mãos do superintendente da Ceplac na Bahia, Juvenal Maynart, uma cesta com iguarias da cultura do cacau e um discurso sobre a importância social da lavoura. Fez duas promessas ao executivo: "Vou comer todos esses doces, chocolates e geléias que você está me dando. Pode ficar certo disso. E também vou incluir o cacau em meu próximo livro".

Acabou-se o que era doce!

Domingos Matos, 19/05/2011 | 18:50
Editado em 19/05/2011 | 18:58

Antonio Nunes de Souza | ansouza_ba@hotmail.com – antoniomanteiga.blogspot.com

Nunca fui machista e sempre prestigiei o sexo oposto, dedicando o maior valor e admiração. Minha preocupação nessa vida louca foi dar carinho, afetividade, colo, aconchego e outras coisas mais que só trazem prazeres e felicidade. Nesse particular nunca tive reclamações nem no juizado de pequenas nem grandes causas!

Entretanto, agora que estamos atravessando a era específica das mulheres, ocasião em que seus poderios estão aflorando cada vez mais, está parecendo que elas estão comendo nossos velhos direitos pelas beiradas, como se fosse uma vingança pela podre repressão sofrida em milhões de anos. Acho que elas quando imaginam suas tataravós nas cavernas sendo arrastadas pelos cabelos e tomando porrrada com aqueles tacapes parecendo tacos de beisebol, o veneno vem à boca e as ideias vingativas enchem suas mentes.

Como na agricultura e na vida, nós colhemos o que plantamos. Mesmo os pobres coitados como eu, tenho que sofrer as consequências das novas leis que elas estão oficializando sorrateiramente.

Hoje, aquela piscada de olho na rua, que era o mínimo que fazíamos no passado, está passiva de prisão domiciliar. Quando elas passam usando calças de malha apertadas mostrando as marcas das calcinhas e suas bundinhas torneadas, e você cair no desplante de virar para olhar, mesmo sem dizer nada, será detido como tarado visual e condenado a pagar vinte cestas básicas como penalidade. E, se tiver o azar de dizer uma piadinha, por mais inocente que seja, a penalidade será acrescida de pagamento de fiança ou reclusão por trinta dias. Aquelas velhas e agradáveis cantadas sutis nas colegas de trabalho ou faculdade acabaram-se completamente. Você será enquadrado como tarado, assédio sexual e, imediatamente preso, demitido por justa causa, passivo de ficar encarcerado de um a três anos, sem direito a liberdade condicional, mesmo tendo bom comportamento.

Temos que ter o maior cuidado nos relacionamentos na internet, pois, muitas menininhas menores aumentam as idades para se sentirem mulheres, nos enchem de seduções e nos colocam na maior bronca com a federal, provocando prisões por pedofilia. Aí você está frito e nem Deus querendo vocês escapa das manchetes de jornais e TV, desmoralização social e profissional e, além de preso, ainda corre o perigo de ser estuprado no presídio por uma multidão de presos. Quando você conseguir provar que foi um equívoco, ainda vai ficar mais de um ano sem poder se sentar direito, pois sua bunda estará em petição de miséria.

Portanto, aconselho aos afoitos e desavisados que, para ter uma transa tranqüila, proceda da seguinte forma: Namorar seriamente, quando tiver de ir a um motel ou leva-la ao seu apartamento, peça uma declaração de espontaneidade assinada com firma reconhecida, registre em cartório. E, durante o ato, não vá inventar que é criativo e querer fazer fantasias mirabolantes, para não cair no código 14, parágrafo b, que condena de dois a cinco anos como sádico pervertido. Também é muito importante que, se a mulher for de etnia negra e na hora do orgasmo você cair na besteira de dizer: “Ai minha neguinha, minha pretinha, etc.”, você estará, literalmente, fodido!, Pois deveria dizer: “Ai minha afro descendente!”. Você acabou de cair na Lei Maria da Penha, discriminação racial, crime inafiançável e outras merdas mais que vai acabar com sua vida. O verdadeiro parágrafo D! Sem contar que, se esse relacionamento já tiver algum tempo, mesmo morando separados, ela ainda leva uma banda do seu patrimônio!

Continuarei dando o maior apoio as minhas queridas mulheres, porém, peço que amenizem um pouco essas exigências, sejam mais flexíveis, para que não tenhamos de voltar a puberdade e nos contentarmos com a modesta, segura, barata e genérica masturbação!

Antonio Nunes de Souza é escritor (Vida louca)

Por que tudo deu errado

Domingos Matos, 13/04/2011 | 15:05
Editado em 13/04/2011 | 13:08

Adylson Machado

Adylson MachadoJá escrevemos – “Os Fatos e a Bola de Cristal”, de 8 de abril – que 2010 deixou  lições ainda não suficientemente enfrentadas para explicar as razões que levam a oposição – sintetizada em suas maiores expressões, PSDB-DEM-PPS – ao encolhimento por que padece. Afinal, parece difícil entender como suas vozes mais veementes perderam o espaço congressual, de Arthur Virgílio a Tasso Jereissat, de Heráclito Fortes a Raul Jungman, ainda atordoadas com a hecatombe que atingiu não mandatos, mas o eixo de comando dos que imaginaram governar por vinte anos o País.

O PSDB é sua maior expressão, ponto de convergência. Dissidência do PMDB no último quartel dos anos 80, quando efervescia o debate político-ideológico no país que saía de uma ditadura de 21 anos se ofereceu aos reclamos da classe média e da elite intelectual que nele se encastelava como contraponto à esquerda recolhida no Partido dos Trabalhadores e seus tecnocratas, que haviam enfrentado o regime militar, ofertavam à sociedade a construção de um Estado de Bem Estar Social à moda da social-democracia europeia.

Ampliou base de sustentação aliando-se ao PMDB, PFL e ao PPS, bloco que transitava da centro-esquerda à direita assumindo a proposta neoliberal que no imediato da crise de 1973 elevara aos píncaros a teoria monetarista e chegava aos 90 como oráculo da internacionalização da economia e da redução do Estado.

Mas, o que faz a oposição perder espaço na proporção em que o perde e particularmente o PSDB?

Num primeiro instante veríamos a incongruência com os programas partidários, se houvéssemos de admitir que os partidos políticos no Brasil a eles se ativessem. Sob esse prisma padeceríamos durante séculos para materializar as razões. Melhor, no entanto, analisarmos a realidade palpável a partir do discurso e realizações internalizadas no imaginário da população, nos dois períodos de oito anos de PSDB e PT no poder.

Em que pese a intervenção neoliberal ocorrer de forma impactante no governo Collor e Itamar Franco tê-la alimentado (destaque para a privatização da CSN, símbolo da Era Vargas, da Açominas, da Cosipa e de subsidiárias da Petrobrás), a chegada do comando tucano ao Planalto escancarou o projeto, amparado na vocação expressa pelo próprio Fernando Henrique de acentuar a sua “teoria da dependência associada”: ampliar as privatizações e desregulamentar o Estado em benefício do mercado, que cuidaria de promover uma autoregulamentação quando muito assistido por Agências reguladoras, nos moldes criados pelos EEUU.

Distante do prometido estado de bem estar social, norteou o seu discurso sobre as oportunidades que estavam chegando ao povo – mais vivas na propaganda do que na efetiva melhoria da renda ou do salário mínimo – já que não se pode cuidar de reconhecer no período um projeto de distribuição ou repartição da riqueza nacional.

Nele (1995-2002) a carga tributária saiu de 26% do PIB (no governo Itamar) para atingir 35,86%, em 2002 (www.receita.fazenda.gov.br/Imprensa/.../08052003b.htm).  O salário mínimo de 200 reais equivalia a US$ 58,00 (o dólar beirava 4,00) – e a cesta básica variava entre de 119,39 (em Fortaleza) e 164,05 (Porto Alegre), consumindo, em média, 70% de salário mínimo (www.dieese.org.br/rel/rac/cesta.xml). O desemprego atingiu 12,6% em 2002, dados do IBGE (pt.wikipedia.org/.../Taxa_de_desemprego_no_Brasil) e a dívida líquida 55,5% em relação ao PIB (www4.bcb.gov.br/.../F20050131) para uma dívida externa de 210,7 bilhões de dólares, com reservas internacionais de 35,8 bilhões (www1.folha.uol.com.br/folha).

No curso dos anos Lula o discurso da oposição capitaneada pelo PSDB centrou-se no fato de que o petista seguia a cartilha do governo FHC e todo o realizado era fruto da competência tucana, razão por que o retorno do PSDB à magistratura nacional consolidaria um projeto de país iniciado no colo do pensamento tucano.

Então, por que a aliança PSDB-PFL-PPS perdeu duas presidenciais seguidas a partir de 2006 e espaço na base parlamentar? Se apenas compararmos os números do final do governo Lula (2003-2010) com os citados acima – referentes ao final do período FHC – encontraremos a principal razão:

A carga tributária, em dezembro de 2010 estava em 35,04 do PIB (www.dgabc.com.br/.../carga-tributaria). A dívida líquida em relação ao PIB 40%, para uma dívida externa de 255 bilhões em dezembro de 2010, com reservas internacionais de 288 bilhões de dólares. Desemprego em 5,8%. Salário mínimo de 515,00, para um dólar de U$ 1,65, superava 300 dólares e a cesta básica de 175,88 em Aracaju e 265,15 em São Paulo, consumia, em média, 42% do salário mínimo, praticamente dobrando o seu poder de compra.

Este o ponto crucial para a conclusão da análise: ao afirmar que Lula administrou com o ideário tucano o PSDB entregou ao imaginário da população o discernimento e a comparação entre os dois períodos. Ao vincular a administração de Lula ao seu projeto não percebeu que foi envolvido na arapuca que armava para o PT. Sob essa ênfase, fez reduzir a distância ideológica entre o PT e o PSDB terminando por entregar o discurso social-democrata ao petismo – que migra da esquerda para a centro-esquerda – que dele se apropriou com a implantação de políticas sociais eficazes e leva ao povo a constatação de que a vida melhorou.

 Então se esvaiu o discurso já em 2006. Para o cidadão comum, se Lula era igual a Fernando Henrique e se o PT era igual ao PSDB/PFL o melhor e mais competente foi quem mudou a vida do povo: Lula e o PT.

Assim, ao enfrentar o legado de Lula e a competência de Dilma – que começa a ser reconhecida, difundida pelos meios de comunicação como uma forma de indispor a Presidente com o antecessor – a oposição fica em xeque.

Enquanto o PT se fortaleceu como organização quando na oposição o PSDB descamba ladeira abaixo acompanhando o despencar do PFL/DEM. A oposição está sem rumo, sem alternativa imediata, sem discurso. Sem ter o que dizer ao eleitor de modo a convencê-lo, acuada pelas políticas sociais desenvolvidas. No momento, um beco sem saída, como já escrevemos.

O PSDB, em menos de um quarto de século de sua fundação, se apresenta envelhecido, beirando a senilidade. Trocou a centro-esquerda pela centro-direita e caminha célere para a direita. Não atrai a juventude (que preferiu Marina Silva em 2010) e não se pode descurar da possibilidade de perder votos na classe média não aburguesada, caso esta continue a perceber as conquistas obtidas na era petista.

De concreto que o PSDB não encontra o caminho de volta à social-democracia. Não à toa já se fala em refundação do PSDB. Se ocorrer nos moldes da experimentada pelo PFL, tornado DEM, o caminho não se lhe afeita favorável.  Se lhe falta discurso, ainda precisa, no plano interno, encontrar uma solução que reúna as vertentes de discórdia: Serra, Aécio e Alkmin. Três bicos à frente de penachos delicados e sensíveis que certamente dividirão o partido, pois dificilmente se manterão em torno de qualquer deles sem sacrificar um ou dois.

Diante do sucesso até agora obtido pelo PT e aliados – e se não bastar a demagógica bandeira da redução de impostos para quem os ampliou de 26 para 35% do PIB – só lhe restará rezar pelo quanto-pior-melhor em relação ao PT, sensacionalizar escândalos (não deu certo com o caixa 2, que difundiu como mensalão),  por profundas repercussões decorrentes de mudanças econômicas ou guinar de vez para a extrema-direita. Aliás, nos moldes do Tea Party norteamericano, como já ensaiado na eleição de 2010 ao assumir o discurso fundamentalista centrando a disputa presidencial em quem era contra ou a favor do abortamento, ou se acreditava ou não em Deus, podendo ampliar o roteiro com a defesa da redução da maioridade penal e da pena de morte.

Que Deus nos livre de tudo isso! Ou simplesmente compreenda por que tudo deu errado.

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

Servidores municipais paralisam atividades nessa quinta-feira

Domingos Matos, 16/06/2010 | 23:04
Editado em 18/06/2010 | 16:23

Do Pimenta

Agentes de saúde e de combate a endemias e os servidores municipais vão parar nesta quinta-feira, 17, em protesto contra o reajuste de 3% oferecido pelo prefeito Capitão Azevedo (DEM), na reunião ocorrida na última segunda, 14.

Os servidores municipais querem 14,7% de reajuste, mais "cesta-alimentação" de R$ 170,00 e retorno de adicionais como o de insalubridade.

Os agentes de saúde e combate a endemias querem que os salários sejam equiparados ao que repassa o governo federal para o município e também exigem equipamentos de segurança e fardamento.

Todos prometem ir às ruas nesta quinta-feira, 17, numa passeata com concentração no Jardim do Ó. O protesto será encerrado no centro administrativo Firmino Alves, sede da prefeitura.

Para a presidenta do Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais (Sindserv), Karla Lúcia Oliveira, o governo adotou a "enrolação" como estratégia contra o funcionalismo.

Ciúme de professora mata menino de 6 anos

Domingos Matos, 24/05/2010 | 11:50
Editado em 29/04/2010 | 23:56

Do G1

Um menino de 6 anos morreu, nesta quinta-feira (29), depois de comer um bombom envenenado, que foi enviado para a tia dele, de 17 anos, em Itabaiana (SE), no dia 10 deste mê. Ele ficou internado 19 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgência de Sergipe.

A tia dele chegou a comer metade de um dos bombons, mas deixou o doce de lado após perceber um gosto amargo no chocolate.

Segundo informações do delegado Paulo Cristiano Alves Ricarte, uma cesta com chocolates foi enviada para a tia do menino, no aniversário dela, por uma professora que suspeitava de um caso extraconjugal de seu marido com a adolescente. Um bilhete estava junto com os bombons afirmando que os doces eram especiais.

"Ela foi presa [dia19] após um mandado de prisão temporária. Em depoimento, ela nos confessou que ficou com ciúmes do marido e mergulhou os bombons em veneno de rato diluído em água. A jovem e o marido da professora negaram, em depoimento, que mantinham um caso extraconjugal", disse Ricarte.

O delegado informou ainda que o marido da professora disse, em depoimento, que chegou a fazer uma proposta sexual para a adolescente. "Ele é comerciante e confirmou que propôs que a jovem fizesse favores sexuais para ele em troca da dívida de duas parcelas de R$ 120 de uma rifa, que ela atrasou por ter ficado desempregada."

Ricarte informou que um mandado de prisão preventiva foi expedido pela Justiça contra a professora, que deve permanecer presa até a conclusão do inquérito policial.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.