Tag: cirurgia

Primeira cirurgia cardíaca da Santa Casa completa 11 anos

Domingos Matos, 18/02/2019 | 17:28

No dia 15 de fevereiro de 2008, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna realizou a sua primeira cirurgia cardíaca, pelas mãos do Dr. Décio Cardoso (foto), coordenador do Serviço de Cirurgia Cardíaca, um feito histórico para a nossa cidade. Segundo o médico, ao longo desse tempo, mais de 2 mil procedimentos na área da cirurgia cardiovascular foram realizados, contando com cirurgias com revascularização, troca de válvula e marcapasso.

Antes do serviço ser implementado na região, a cidade mais próxima que realizava cirurgias cardíacas era Salvador e os pacientes ficavam em uma fila por cerca de 3 anos para conseguirem operar. “Temos pacientes que viajam 500 km para fazer a cirurgia em Itabuna. Então, a responsabilidade da referência é muito grande. Além disso, a abertura do serviço criou uma estratégia geográfica importante porque evitou o deslocamento dos doentes da nossa região para fazerem a cirurgia fora”, conta.

Hoje, a Santa Casa consegue realizar cirurgias cardíacas com os mesmos resultados dos grandes centros em termos de quantidade e qualidade, e atender não só a pacientes da cidade de Itabuna, mas de todo o Sul e Extremo Sul do estado. “É importante ressaltar que quando a cirurgia cardiovascular foi implementada aqui, conseguimos fazer um up grade do serviço. Montamos a primeira unidade coronariana do interior da Bahia. O único hospital que tem cardiologistas de plantão 24 horas é a unidade coronariana do Calixto Midlej. Oferecemos um serviço de referência que atende pacientes pós-operatórios, pós angioplastia e pacientes infartados, além de darmos um bom suporte para o pronto socorro”, diz.

Dr. Décio destaca que houve um grande aprimoramento do serviço. O que antes era uma cirurgia tida como mito tornou-se uma cirurgia feita de rotina, com um bom resultado e uma dinâmica profissional muito boa. “O Centro Cirúrgico do Calixto tem equipamentos de última geração e uma equipe extremamente qualificada, treinada para fazer cirurgias de grande porte, equipe de enfermagem boa para detectar alterações nesses pacientes no pós-operatório”, fala.

Ele ainda comenta que o investimento feito nessa especialidade nos últimos 11 anos se deu graças à força especial da provedoria, em especial ao ex-provedor, Eric Ettinger, André Werman, Dr. Isaac, o atual provedor Eric Júnior, a Dra. Milena, pessoa muito importante que está no pós-operatório desde a primeira cirurgia, além de todos os que trabalham na sua equipe.

Para o provedor Eric Júnior, esses anos representam um grande avanço para a medicina na cidade de Itabuna e região e só atesta a responsabilidade e o comprometimento da Santa Casa com a saúde da população. “A implantação do serviço de cirurgia cardíaca foi um grande marco na história da nossa instituição centenária”, conclui.


 

Hospital de Base realiza captação de múltiplos órgãos e salva sete vidas

Domingos Matos, 12/02/2019 | 07:45

A equipe da Organização de Procura de Órgãos do Sul Da Bahia (OPOSul), do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães – HBLEM, em parceria com a Central Estadual de Transplantes realizou, na noite deste domingo (10), uma captação múltipla de Órgãos e Córneas. O procedimento da doação foi realizado no HBLEM, após a constatação de morte encefálica do paciente. Segundo a coordenadora da Opo Sul, enfermeira Naama Ramos, a captação só foi possível “graças ao ‘sim’ da família que aceitou a realização da doação, salvando sete vidas que estavam à espera de um transplante”.  

Ao falar sobre a importância do gesto da família que optou pela doação, Naama Ramos destacou que a OPO/Sul vem sempre buscando conscientizar e sensibilizar a população sobre a  importância da doação de órgãos e tecidos para transplantes. Ela explica ainda que “o transplante é um procedimento cirúrgico em que um órgão ou tecido doente é substituído por um saudável, sendo a última ou única alternativa de tratamento quando se esgotam todos os recursos de tratamento”.

A OPO/Sul, ao longo do ano de 2018, acompanhou em torno de 23 pacientes em Morte Encefálica, tanto na sua sede como nos hospitais que fazem parte da sua área de abrangência. Ao todo foram 6 cirurgias de Múltiplos Órgãos e 45 captações de córneas. A enfermeira Naama Ramos enfatiza que para ser um doador, basta conversar com sua família sobre o seu desejo de ser doador e deixar claro que eles, os familiares, devem autorizar a doação de órgãos. “No Brasil, a doação de órgãos só será feita após a autorização familiar”, conclui.

 

Decreto do indulto humanitário é publicado no Diário Oficial

Domingos Matos, 11/02/2019 | 11:02

O decreto de indulto humanitário para conceder liberdade a presos portadores de doenças graves e em estado terminal está publicado no Diário Oficial da União, na seção 1, página 4. O decreto é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Bolsonaro assinou o decreto na semana passada, enquanto se recupera da cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. A assinatura foi na presença do subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Jorge Antônio de Oliveira Francisco.

O texto autoriza o indulto em casos específicos, como paraplegia, tetraplegia ou cegueira adquirida posteriormente à prática do delito ou dele consequente. A condição precisa ser comprovada por laudo médico oficial ou por médico designado pelo juiz executor da pena.

No decreto, estão beneficiados também os presos com doença grave, permanente, que, simultaneamente, imponha severa limitação de atividade e que exija cuidados contínuos que não possam ser prestados no estabelecimento penal, desde que comprovada por laudo médico oficial, ou, na falta do laudo, por médico designado pelo juízo da execução.

O indulto se estende ainda para os detentos com doença grave, neoplasia maligna ou síndrome da deficiência imunológica adquirida (Aids), desde que em estágio terminal e comprovada por laudo médico oficial, ou, na falta do laudo, por médico designado pelo juízo da execução.

Sem indulto

Há restrições no decreto, como a proibição do indulto aos condenados por corrupção (ativa e passiva), crimes hediondos, de tortura e tráfico de drogas. Também não serão libertados presos condenados por crimes cometidos com grave violência contra pessoa, por envolvimento com organizações criminosas, terrorismo, violação e assédio sexual.

Também estão vetados ao benefícios os condenados por estupro de vulnerável, corrupção de menores, satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente e favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança, adolescente ou de vulnerável.

O decreto proíbe ainda o indulto aos condenados por peculato, concussão e tráfico de influência. A medida também exclui aqueles que tiveram a pena privativa de liberdade substituída por restritiva de direitos ou multa, que tiveram suspensão condicional do processo e nos casos em que a acusação recorreu após o julgamento em segunda instância.

De acordo com o texto, não vai ser concedido indulto para aquele que, condenado, não cumpriu a pena correspondente ao crime impeditivo do benefício.

Defensoria Pública

A lista de pessoas com direito ao indulto deverá ser encaminhada à Defensoria Pública, ao Ministério Público, ao Conselho Penitenciário e ao juízo da execução pela autoridade que detiver a custódia dos presos.

O decreto informa que o indulto poderá ser concedido ainda que a sentença tenha transitado em julgado para a acusação, sem prejuízo do julgamento de recurso da defesa em instância superior e que não tenha sido expedida a guia de recolhimento.

O indulto não é aplicável se houver recurso da acusação de qualquer natureza após o julgamento em segunda instância. (Com informações da Agência Brasil)
 

Hospital Calixto Midlej Filho empossa nova diretora técnica

Domingos Matos, 11/02/2019 | 10:11

O Hospital Calixto Midlej Filho, integrante do Complexo Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, tem uma nova diretora técnica, a médica Lívia Mendes.O ato de nomeação foi assinado na última quinta-feira (7), pelo Provedor Eric Ettinger Júnior, Atualmente, a médica Lívia Mendes atua como coordenadora do Pronto Atendimento do Hospital Calixto Midlej Filho. Ela é a primeira mulher na referida unidade a ocupar o cargo de diretora técnica. 

A médica assume todas as prerrogativas pertinentes ao desempenho da função do cargo que forem definidas pelos Conselhos Federal e Regional de Medicina, além de outras atribuições que lhe foram outorgadas pela nomeação, como participar do processo de formulação das metas e dos objetivos organizacionais do Hospital.

A nova diretora, ainda deverá definir o planejamento, as diretrizes, as estratégias e as táticas para atingir as metas. Entre as suas atribuições está estabelecer o planejamento do hospital como um conjunto de sistemas e subsistemas devidamente inter-relacionados. “ Espero continuar o trabalho que Tarcyo já vinha realizando de reestruturação dos processos internos e ampliação dos serviços prestados, com foco nas ações para Segurança do Paciente, que diz respeito a Acreditação da ONA 1”, assegurou Lívia. 

“Após quase 06 anos na Coordenação do Pronto Atendimento do Calixto, onde fiz muitos amigos e pude crescer profissionalmente com o apoio de toda equipe administrativa e assistencial, recebi o convite para esse cargo de tamanha responsabilidade, mas que aceitei disposta a enfrentar as intempéries e contribuir para a melhoria e crescimento da nossa Instituição. Espero contar com o apoio de todos os colaboradores, para juntos, desenvolvermos um bom trabalho”, disse a médica.

Currículo

Soteropolitana, formada pela UFBA em 2007, trabalhou como médica de saúde da família e emergencista por 02 anos em São Sebastião do Passé, terra natal da sua mãe, há cerca de 60 km da capital.

Ingressou na Residência de Cirurgia Geral do HBLEM em 2009, no mesmo ano iniciou o como emergencista no Hospital São Lucas e Calixto Midlej. Desde 2011, atua como cirurgiã do HBLEM e é preceptora da Residência de Cirurgia Geral.

Em 2013, assumiu a Coordenação do Pronto Atendimento do Calixto e pouco tempo depois, também assumiu a Coordenação do São Lucas. Em 2015, exerceu o cargo de Diretora do São Lucas, por pouco mais de 01 ano.

 

Faculdade de Ilhéus forma a terceira turma de Odontologia

Domingos Matos, 07/02/2019 | 16:30

Pioneira na implantação do curso de Odontologia na região Sul da Bahia, a Faculdade de Ilhéus graduou a terceira turma de cirurgiões-dentistas, denominada “Turma de Referência Professor Murillo Matos”, na sexta-feira (1º), no auditório do Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, que ficou literalmente lotado. Trinta e oito bacharelandos em Odontologia colaram grau durante solenidade presidida pelo diretor-geral, Almir Milanesi.

A solenidade transcorreu em clima de alegria, com a presença de amigos e familiares dos formandos, oriundos de Ilhéus, Itabuna e outras cidades da região. O diretor Almir Milanesi destacou a formação de profissionais com qualidade e a colaboração das clínicas-escola implantadas na Faculdade, que chegam a realizar, aproximadamente, 700 atendimentos odontológicos gratuitos, por semana, entre adultos e crianças de Ilhéus e região.

Participaram da mesa oficial da cerimônia, a diretora acadêmica da Faculdade, Sandra Maria Agrizzi Milanesi, o coordenador do curso de Odontologia, professor Fábio Silveira, o patrono da Turma 2018.2, professor Yuri Santos Muniz, o paraninfo, professor Ramon Barreto Mendes, e o secretário acadêmico Paulo César Castro Xavier. A solenidade foi produzida pela Terceira Via Formaturas e Eventos.

A oradora da turma de novos bacharéis em Odontologia foi Caroline Santos Fonseca, sendo o requerimento para colação de grau feito pela formanda Ana Terra Freitas Lins. O juramento foi conduzido por Laíne Patrícia Barbosa Fontes, e as formandas Evelly Nobre da Costa Ribeiro e Priscila Ferreira Carvalho atuaram como mestres de cerimônias.

Clínicas - Sob a supervisão dos professores, nas clínicas da Faculdade os alunos atendem a todos os níveis de complexidade na área odontológica, como restaurações, tratamentos de canal, extrações, cirurgia oral menor, próteses, tratamentos preventivos e odontopediátricos. Além disso, o curso de Odontologia está inserido em programas de cooperação técnica em unidades de saúde, hospitais, nas escolas da rede municipal, nos abrigos de idosos, creches, clubes de serviço, associações de bairros e organizações civis.

Dentistas – Os novos cirurgiões-dentistas formados pela Faculdade de Ilhéus são: Adriele Souza Mota, Ana Terra Freitas Lins, Ayalla Reis Souza, Brihgyda Kalled Carvalho Ferreira, Bruna de Jesus Almeida, Camilla Macêdo Matos Santana, Carolina Eduvirgens Loureiro, Caroline Santos Fonsêca, Cláudia Gabrielly Mendes Fagundes, Emanuela Briane Cardoso Vieira, Emilly Guimarães Martins, Evelly Nobre da Costa Ribeiro, Fernanda Luiza Scher do Nascimento, Gabriele Brito Pereira, Gilvan Santos Araújo, Hélio Simões de Oliveira Neto, Iordan Trindade Lopes Alves, Ítala Santana Santos, João Pedro Souza de Andrade, José Luíz Dantas Costa, Juliana Maria Felipe da Silva Fonsêca Santos, Júlio Lima dos Santos, Júlya Matos Oliveira, Laíne Patrícia Barbosa Fontes, Letícia Mendonça Carmo Santana, Louise Vasconcelos de Oliveira, Luara Azevedo Lopez, Marcos Vinícius Souza de Oliveira, Marcus Izaltino Pessoa Junior, Matheus Freire da Silva, Maura Celli Andrade Magalhães, Priscila Ferreira Carvalho e Sandy de Oliveira Maia.

  

Ambulatório SUS  da Santa Casa de Itabuna Retoma atividades em novo endereço

Domingos Matos, 04/02/2019 | 10:10

O ambulatório, que funcionava no Hospital São Lucas, recentemente desativado, passou a integrar os serviços do Hospital Calixto Midlej Filho e já está em pleno funcionamento.

O atendimento é feito exclusivamente para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), com especialistas nas áreas de clínica médica, oncologia, cardiologia, cirurgia do aparelho digestivo,cirurgia de cabeça e pescoço, colo de útero e ovário e cirurgia de mama.

No local, são realizadas pequenos procedimentos cirúrgicos, fisioterapia e dentista oncológicos, consultas e exames, como eletrocardiogramas, holter 24 horas, coleta debiópsia, curativos e fichas de transplante para pacientes renais,

O ambulatório também conta com o Programa de Residência Médica, tendo comomédicos preceptores, Dr. Augusto Lins, na parte de gastroenterologia e Dr. Roberto Dutra na parte de cardiologia.

De acordo com o recepcionista do ambulatório, Osvaldo Nascimento, a mesma escala de médicos está sendo mantida no novo ambulatório e, segundo ele, a vinda desses serviços para as instalações do Hospital Calixto Midlej facilitou a vida dos pacientes oncológicos, que antes eram atendidos no São Lucas. “Agora eles podem fazer tudo em um só lugar”, comenta.

Endereço: Rua Antônio Muniz, 200, Pontalzinho, Itabuna-BA - Prédio anexo ao Hospital Calixto Midlej Filho. Fone: 73. 3214-9220

 

Saúde dos olhos: Você sabe o que é pterígio?

Domingos Matos, 29/01/2019 | 16:01

Mais conhecido como “carne no olho”, o pterígio é um espessamento vascularizado da conjuntiva, membrana transparente que recobre toda a região branca do olho e se estende até o ângulo interno da fenda palpebral.

O Dr. Elson Cabral Velanes Neto (foto), especialista em Catarata do DayHORC, empresa do Grupo Opty em Itabuna (BA), explica que a doença se alastra para a córnea e apresenta vasos sanguíneos e tecido fibroso, o que pode deixá-la opaca e causar a distorção da curvatura. “O pterígio traz sintomas como prurido, sensação de areia nos olhos, fotofobia, lacrimejamento e hiperemia ocular”, diz.

As causas do pterígio não são conhecidas, todavia, sabe-se que fatores genéticos, bem como ambientais, como a exposição ao sol, à poeira e ao vento, podem favorecer o surgimento do pterígio.

Embora não seja uma doença ocular grave, o pterígio pode afetar a visão caso se estenda na região central da córnea. Em casos de sintomas como ardência e hiperemia, o oftalmologista pode prescrever colírios para aliviar o problema, mas a remoção do pterígio ocorre por meio de cirurgia. O especialista diz que existem diversas técnicas cirúrgicas, algumas delas capazes de reduzir o risco de recidiva.

Uma das técnicas é a excisão do pterígio, associada ao recobrimento da área exposta com um enxerto ou retalho da conjuntiva do próprio paciente (autotransplante conjuntival) ou com membrana amniótica. “A recorrência após a cirurgia é muito comum se não for utilizado o transplante durante a cirurgia”, conclui. O hábito de usar óculos escuros com filtro UV é uma forma de prevenção da doença, segundo o especialista do DayHORC.

 

Hospitais credenciados do Planserv devem garantir anestesistas sem custos aos beneficiários

Domingos Matos, 08/01/2019 | 08:01

A Secretaria de Comunicação (Secom) esclarece que os hospitais credenciados à rede Planserv estão aptos a prestar todos os serviços médicos aos beneficiários. Essas unidades, conforme determina contrato, devem oferecer os serviços de anestesia sem qualquer tipo de cobrança aos beneficiários Planserv.

Os serviços de anestesia podem ser prestados diretamente pelos hospitais, pois já estavam previsto desde quando a rede credenciada estabeleceu relação contratual com o plano.

A premissa do Planserv é manter a regularidade do atendimento aos beneficiários. E assegura que está adotando todas as medidas necessárias para que as cirurgias continuem sendo realizadas sem qualquer tipo de prejuízo em toda a rede de prestadores.

O Planserv salienta ainda que os beneficiários podem, a qualquer momento, entrar em contato com a sua Central de Relacionamento 24 horas, no telefone 0800 56 6066, para mais informações.

 

Bahia: homem é procurado pela polícia por morte de duas pessoas após supostas cirurgias espirituais

Domingos Matos, 04/01/2019 | 10:47

Vanderluce morreu após uma suposta cirurgia espiritual

Um homem é procurado pela polícia pela morte de duas pessoas e por provocar lesões a uma outra após supostas cirurgias espirituais, realizadas na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito é identificado pelas vítimas como Antônio. O homem se apresentava como médium e dizia trabalhar em um centro espirita na cidade de Aparecida de Goiânia (GO).

Antônio viajava para Barreiras todo mês, desde o ano passado, para os atendimentos. Os procedimentos eram realizados em uma chácara na zona rural. A propriedade está fechada. Desde novembro, ninguém mais soube do homem.

Uma das vítimas que morreu após o procedimento é Vanderluce, de 42 anos (foto). Segundo o marido dela, Eguinaldo Cavalcante, a mulher sofria muito com dores abdominais e, em novembro do ano passado, decidiu passar pela suposta cirurgia espiritual, após se consultar com Antônio. O auxiliar de portaria conta que ele e outras pessoas acompanharam o procedimento realizado na mulher, que durou mais de três horas. "Foi introduzida uma agulha na parte do abdômen, na linha da cintura, abaixo do 'umbigo', entre a genitália dela. Ele fazia cirurgia numa sala, no meio de todo mundo, homem, mulher, criança, todo mundo junto", contou Eguinaldo.

Depois da cirurgia, de acordo com o marido de Vanderluce, a esposa teria tomado uma substância receitada e vendida pelo suposto médium, que afirmou ser um remédio manipulado. Em seguida, a mulher começou a passar mal e foi internada. Um mês depois, a mulher morreu em decorrência de uma infecção generalizada. Eguinaldo conta que tenta contato com o suspeito, mas não consegue retorno. "Eu estou lutando com todas as forças, mas sei que a justiça vem de Deus. Estou tentando entrar em contato por telefone, mando pessoas ligarem de números diferentes, não estou conseguindo entrar em contato de maneira alguma", disse Eguinaldo.

Outra pessoa atendida pelo suspeito morreu em um hospital, na cidade de Barreiras, na semana passada. Arnaldo Domingos era da cidade de Baianópolis, que fica a cerca de 50 km de Barreiras. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Já o marido de dona Sonha Maria Alves, Mário, de 71 anos, ficou em estado grave, mas conseguiu superar as complicações que apareceram depois da suposta cirurgia espiritual para curar um problema nos testículos. Contudo, precisará passar por uma cirurgia de reparação.

"A gente passou pela filha dele, que faz parte da equipe, e ela cobrou R$ 200 pela cirurgia e mais R$ 600 pelos medicamentos. Inchou muito. A gente veio para o Hospital do Oeste e quando chegamos aqui foi preciso ser feita uma cirurgia de emergência", disse Sonia.

Inquérito - O inquérito policial sobre o caso foi aberto no dia 6 de dezembro, após denúncias de pessoas atendidas pelo suspeito. "Ele atendia mais de 500 pessoas por dia. Tinha, inclusive, pessoas de outros estados. Segundo informações, ele utilizava um objeto perfurocortante, tipo um bisturi, e uma sala. Foi expedido guia para a Polícia Técnica, para que vá até a chácara, e dali se verifique as condições de higiene e segurança. Bom como, também foi oficiado a nossa Vigilância Sanitária, para que fosse até o local, porém, a chácara encontra-se fechada. Nós vamos manter contato com o advogado da proprietária dessa chácara, para que ele facilite a entrada", contou o delegado Francisco de Sá. (Com informações do G1)

Setembro Verde: Santa Casa realiza duas cirurgias de doação de órgãos

Domingos Matos, 10/09/2018 | 19:00

No mês Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos e tecidos para transplante (Setembro Verde), a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna realizou duas cirurgias de doação, sendo uma de múltiplos órgãos e a outra de córneas.

As cirurgias aconteceram no sábado (08), no Hospital Calixto Midlej Filho. O médico responsável pelo procedimento de múltiplos órgãos foi Daniel Viriato.

Com um trabalho intenso de sensibilização e capacitação junto à sociedade e aos profissionais de saúde, realizado pela Comissão Intra-hospitalar de transplante - CIHDOTT, a Santa Casa de Itabuna conseguiu viabilizar mais de 60 transplantes de córneas e realizar 108 transplantes de rins.

A enfermeira Coordenadora da CIHDOTT, Patrícia Betyar, informou que os processos são validados e acompanhados pela Central Estadual de transplante e apenas tudo começa pelo gesto de Amor do SIM da sociedade e continua com o empenho e dedicação de todos os profissionais envolvidos com o ideal de melhorar ou salvar vidas.  Um doador pode salvar mais de sete vidas!

 

HRCC registra mais de 3 mil atendimentos no primeiro mês de funcionamento

Domingos Matos, 15/01/2018 | 14:07

No seu primeiro mês de funcionamento, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), atingiu a marca de 3.887 atendimentos. Exclusivo para urgências, emergências e casos de alta complexidade, o HRCC, entre os seus atendimentos, registrou 813 internações e mais de 500 cirurgias.

“Um dos benefícios do funcionamento do novo hospital é a redução significativa da fila de espera para a realização das cirurgias agendadas”, avalia o diretor-geral do HRCC, Hernani Vaz Kruger. De fato, do total de cirurgias realizadas pela unidade de saúde, 436 foram de usuários que estavam na fila de agendamento e outros 79, foram casos de emergência.

A dona de casa Rita de Cássia Vitória Bispo, de 47 anos, moradora da cidade de Itabuna, participou do Mutirão de Cirurgia realizado pelo HRCC. Ela aguardava há cinco anos a cirurgia de histerectomia: “Graças a Deus estou sendo muito bem atendida. Aqui não falta médico. Todos os dias estão aqui me olhando. O atendimento é excelente”, ressalta a usuária.

Além de Ilhéus, onde está localizado, o HRCC atende a outros 65 municípios da região sul do Estado. O hospital, uma das maiores e mais modernas unidades de saúde da Rede Pública do Estado, conta com 215 leitos, dos quais 185 destinados a internação e cirúrgicos e outros 30 leitos exclusivos para Terapia Intensiva Adulto.

Um quadro de 394 profissionais responde pelo atendimento no HRCC. Desse total, 30 são médicos, 88 enfermeiros, 12 fisioterapeutas e 160 técnicos de enfermagem. Entre as suas especialidades, a unidade conta com clínica médica geral, cardiologia, saúde mental, neurologia, ortopedia, infectologia, urologia, nefrologia, terapia intensiva e cirurgias geral, ortopédica, neurológica e cardiovascular.

O diretor técnico, Cláudio Moura Costa, ressalta que a unidade conta com os serviços de diagnósticos por imagem em pleno funcionamento, com ressonância magnética, tomografia computadorizada, radiologia e ultrassonografia.

“O atendimento foi de primeiro mundo e a estrutura do hospital não tem nem como se questionar”, relata o usuário Rogério Luiz Gomes, morador da cidade de Ilhéus, atendido no HRCC com o quadro de derrame pleural.

Hospital Manoel Novaes anuncia UTI Pediátrica

Domingos Matos, 25/07/2017 | 10:12

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna acaba de ajustar os termos finais de um contrato de habilitação de leitos SUS para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica do Hospital Manoel Novaes. A unidade é a única com este perfil em todo Sul e Extremo Sul da Bahia e foi estruturada com investimentos da instituição em parceria com o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC). No total de 10 leitos, 7 estarão habilitados para atendimento ao SUS.

A Unidade é estratégica para a integralidade do serviço de Oncologia Pediátrica, sobretudo a Oncohematologia da Santa Casa de Itabuna, hoje responsável por atender a 50% dos municípios baianos. A inauguração do serviço garantirá também melhor assistência às emergências e cirurgias pediátricas e neuropediátricas no Hospital Manoel Novaes.

A nova UTI atenderá crianças de até 13 anos de idade e todos os leitos são equipados com suporte de ventilação e monitorização contínua, além de uma equipe integrada na assistência de alto risco.

“Após várias gestões de discussão, a Secretária de Saúde de Itabuna, Lísias São Mateus, prontamente acolheu e formalizou o pleito da habilitação. Agradecemos assim, à gestão municipal na pessoa do prefeito Fernando Gomes, ao Governo do Estado, em especial ao Governador Rui Costa, ao vice-governador João Leão e ao Secretário de Saúde Fábio Villas Boas”, declarou o provedor da Santa Casa de Itabuna, Eric Ettinger Júnior.

Conjunto Penal de Itabuna realiza Feira de Saúde

Domingos Matos, 07/07/2017 | 13:13

Será realizada, na segunda-feira (10), uma feira de saúde no Conjunto Penal de Itabuna (CPI). O evento, em sua segunda edição, é promovido pela Socializa Brasil, empresa que administra a unidade prisional em regime de cogestão com o Governo do Estado, através da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap).

Por meio de parcerias com profissionais médicos, clínicas e ONGs, serão oferecidos, aos internos e internas, atendimentos médicos, palestras educativas e ações preventivas. Diversas especialidades serão contempladas, entre elas clínica geral, ortopedia, odontologia, oftalmologia e nutrição.

Além de atendimentos e consultas nessas especialidades, o Grupo de Apoio e Prevenção à Aids (Gapa), fará oficinas de prevenção e realizará o teste rápido para detecção do HIV. Também serão realizados exames de acuidade visual e teste para detecção da tuberculose.

A II Feira de Saúde do Conjunto Penal de Itabuna é um complemento aos serviços já oferecidos diariamente aos custodiados no CPI. A ideia é reunir num mesmo espaço um grande público, que além de receber atendimentos, será multiplicador das informações de prevenção, tanto junto a outros internos quanto a seus familiares.

No dia a dia, são realizadas dezenas de consultas com clínicos-gerais e outras especialidades, a exemplo de Psiquiatria e Odontologia – incluindo cirurgia buco-maxilar –, além de Psicologia, todas com suporte da Assistência Social, que conta com seis profissionais.

A expectativa é também estender diversos serviços ao público externo, especialmente às visitas e funcionários, que receberão, ao longo da semana, materiais educativos com dicas e orientações para prevenção de doenças e cuidados com a saúde.

A Feira de Saúde também terá eventos dedicados à saúde da mulher e orientações para o acompanhamento das gestações pelas internas grávidas. Atualmente o Conjunto Penal de Itabuna possui cinco mulheres com gravidez confirmada. A equipe de Enfermagem faz o acompanhamento pré-natal com consultas mensais – na rede pública recomenda-se pelo menos seis ao longo da gravidez, o que é, normalmente, usado como número máximo de consultas.

Via Secom

Advogados revelam real dono do tríplex

Alegações finais da defesa do ex-presidente mostram julgamento político do ex-presidente Lula

Domingos Matos, 20/06/2017 | 10:12

Cristiano Zanin Martins* 
Valeska Teixeira Martins*

As alegações finais da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no famoso caso do "tríplex do Guarujá", que apresentamos nesta terça (20), demonstram sua inocência, que se assenta sobre prova real e palpável. A absolvição é o único resultado possível da apreciação racional, objetiva e imparcial da prova encartada aos autos. Nesta terça podemos apontar o real dono do imóvel.

O apartamento 164 A, do edifício Solaris, está em nome da OAS Empreendimentos S/A, mas, desde 2010, quem detém 100% dos direitos econômico-financeiros sobre o imóvel é um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal. Nada vincula Lula ao imóvel, onde esteve uma única vez, em 2014, como potencial interessado em sua aquisição. Jamais teve as chaves, o uso, gozo ou disposição da propriedade.

Prova da anomalia jurídica que envolve esse caso, em que a presunção de inocência é solenemente violada, foi a defesa que investigou os fatos, destrinchando, após diligências em vários locais do país, essa operação imobiliária executada pela construtora. O resultado afasta a hipótese da acusação.

É inverossímil a conexão entre o ex-presidente e as supostas vantagens ilegais advindas de contratos firmados entre a OAS S/A e a Petrobras. O Ministério Público Federal não fez a prova de culpa que lhe cabia.

Ao depor ao juízo da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba e omitir a cessão integral dos direitos econômicos do tríplex, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, produziu uma farsa para negociar benefícios penais com a acusação. O que o réu admitiu foi uma realidade pré-fabricada. A mentira tinha o objetivo de incriminar Lula e fazer vicejar a fábula do "caixa geral de propinas", ficção contábil sem lastro nos fatos.

Criou-se um "contexto" de "macrocorrupção" com um "comandante" como forma de amplificar o foco de corrupção apurado em 2014, mas o MPF não "seguiu o caminho do dinheiro" pela impossibilidade de provar sua tese.

A ficção é produto de desconhecimento do organograma federal e do complexo sistema de controle interno e externo da Petrobras, incluindo a fiscalização da CGU de Jorge Hage. Como se fosse possível a Lula e a aliados corromper uma estrutura composta por milhares de pessoas, ignorando, ainda, que a Petrobras atende exigências de leis internacionais, como a da Sarbanes-Oxley (SOX), dos EUA, além das fiscalizações internas a que está submetida, como depôs o executivo Fábio Barbosa.

A tese da "propinocracia" nem cabe nos autos. A usurpação da competência pelos procuradores de Curitiba é uma afronta ao Supremo Tribunal Federal.

Esse é um julgamento político com verniz jurídico, um autêntico "trial by mídia", sob a égide de violações e ilegalidades. O inquérito, instaurado em 22/7/2016, tramitou de forma sigilosa até dois dias antes do indiciamento, a despeito dos pedidos de acesso da defesa. O cerceamento sempre esteve presente. A acusação que o MPF imputou a Lula abusou de hipóteses, para atingir sua inconteste liderança política.

O "enredo Lula" foi transformado em "produto comercial", que hoje vende de filmes a palestras em eventos até de cirurgia plástica, como a que fez o procurador Deltan Dallagnol, defensor da teoria "explacionista" e expositor do polêmico Power Point sobre a peça acusatória inaugural em 14/9/2016.

Quanto ao acervo presidencial não há qualquer conduta imputada a Lula na denúncia, buscando-se atribuir a ele responsabilidade penal objetiva incompatível com o Estado de Direito. Como os bens, embora privados, integram o patrimônio cultural brasileiro, segundo expressa disposição legal, o próprio ordenamento jurídico estimula o auxílio de entidades públicas e privadas na sua manutenção.

Se o inquérito inicial tivesse sido conduzido de forma correta e sem verdades pré-estabelecidas, o dono do tríplex teria sido identificado na origem, evitando gastos públicos com um processo descabido, além de proteger as reputações envolvidas. Optou-se por repetir à exaustão a mentira. A explicação para tamanha violação está no "lawfare", que busca propiciar meios para a inelegibilidade de Lula. O objetivo é destruir os 40 anos de vida pública desse trabalhador, que governou o Brasil e foi reconhecido mundialmente por liderar o maior combate à pobreza já visto.

Artigo originalmente publicado na Folha de S. Paulo na edição desta terça-feira (20)

*Cristiano Zanin Martins é advogado de Lula, especialista em direito processual civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, é sócio do escritório Teixeira, Martins & Advogados

*Valeska Teixeira Martins é advogada de Lula, é membro efetivo da comissão de direito aeronáutico da OAB de São Paulo e sócia do escritório Teixeira, Martins & Advogados

Hospital da Mulher vai receber primeiras pacientes a partir de sexta

Domingos Matos, 10/01/2017 | 15:05

Os primeiros leitos de internação do Hospital da Mulher, no Largo de Roma, em Salvador, começam a ser ocupados na próxima sexta-feira (13). Durante a inauguração, na tarde desta segunda (9), o governador Rui Costa se emocionou ao lembrar da mãe, Maria Luzia Costa dos Santos. "Chega a arrepiar. A emoção é grande. Minha mãe morreu de câncer de mama e naquela época havia muita dificuldade para diagnóstico e tratamento. Estou vindo aqui na esperança que, em breve, nenhuma mulher morra mais de câncer de mama, por não ter tido onde se cuidar, se tratar e fazer a cirurgia", disse Rui, acompanhado da primeira-dama, Aline Peixoto.

Nesta terça (10) e quarta (11), de acordo com o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, o hospital passa por procedimentos de limpeza e esterilização. “Na sexta [13], começamos a trazer mulheres que vão ficar internadas. Na segunda [16], o hospital abre completamente, com todos os ambulatórios, centros cirúrgicos, UTI e enfermaria. Toda a entrada é via sistema de marcação do Estado. As pacientes devem ir para um ambulatório de uma unidade básica de saúde e, sendo necessário, serão encaminhadas para o Hospital da Mulher”.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.