Tag: cultural

Carreta com 60 animais sem documentação sanitária é apreendida na Bahia

Domingos Matos, 04/12/2019 | 07:01
Editado em 03/12/2019 | 21:01

Uma carreta com 60 animais sem documentação sanitária foi apreendida na BR-242, próximo ao município de Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, durante as ações do programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI). O veículo conduzia 60 fêmeas bovinas sem origem conhecida e o condutor não portava a Guia de Trânsito Animal (GTA). As ações fiscalizatórias estão sendo desenvolvidas em 13 municípios do oeste do estado desde o dia 25 de novembro. A FPI é um programa coordenado pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA), através do Núcleo de Defesa da Bacia do São Francisco (NUSF), pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) e pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec-BA), em conjunto com outros 30 órgãos parceiros estaduais e federais. O objetivo é combater as ações de degradação do Velho Chico e seus afluentes e minimizar os impactos para a população que depende do rio.

Equipes da FPI estão percorrendo os municípios de Barreiras, Angical, Baianópolis, Catolândia, Cotegipe, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, São Desidério e Wanderley. Entre os órgãos que participaram da ação de apreensão da carreta estavam a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo a Adab, o oeste do estado tem se configurado como uma das mais visadas para a circulação de animais em situação clandestina. A preocupação do órgão público é que, sem a documentação, fica impossível assegurar que os animais estejam imunizados, o que permite que os rebanhos fiquem expostos a fatores de risco e introdução de doenças de impacto na saúde pública e na economia. Coordenadora da FPI, a promotora Luciana Khoury reforça a preocupação: “o que tem acontecido na região é que estão chegando muitos animais de outros estados sem os devidos cuidados de inspeção e estão sendo trazidos pra cá”. Os animais apreendidos serão encaminhados ao sacrifício sanitário em estabelecimento oficial, no município de Barreiras.

 

Outras irregularidades encontradas

Além da apreensão, a FPI também detectou, até o momento, desmatamentos de mais de 700 hectares de terra (cada hectare corresponde a 10 mil metros quadrados), entre as fazendas fiscalizadas. Vinte e três estabelecimentos de venda, armazenamento, logística e distribuição de agrotóxicos foram vistoriados. Alguns deles receberam notificações e multas da ordem de um total de R$ 55 mil, por estarem com produtos vencidos e/ou mal acondicionados. Quase 5 mil quilos de veneno foram interditados. Cento e setenta animais silvestres - entre aves, tatus e jabutis - foram resgatados. Além disso, três pessoas foram presas em flagrante pelo crime de receptação de veículos roubados. Os carros foram recuperados.

As vistorias da FPI abrangem áreas diversas. São elas: saneamento básico, desmatamento, carvoarias, casa de comércio de agrotóxicos, propriedades rurais, extração mineral, indústria cerâmica, transporte de produtos florestais, áreas de preservação e reserva legal, complexo eólico, piscicultura, fauna, patrimônios cultural e espeleológico (grutas e cavernas), segurança do trabalho e comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas e de fecho e fundo de pasto).
 

“Feira Cultural Viva Rua Viva” terá 2ª edição neste domingo

Domingos Matos, 29/11/2019 | 10:31

A segunda edição da “Feira Cultural Viva Rua Viva” acontecerá neste domingo (1º), das 16 às 22h, no estacionamento do Centro de Convenções, na Avenida Soares Lopes, no centro. O evento contará com programação variada e inclui artesanato, gastronomia, música ao vivo, atrações infantis, espaço kids e muito mais. A atração terá entrada franca e conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus.

André Luiz, um dos organizadores da feira, disse que a iniciativa visa criar novos espaços para a cultura e artesanato, além de promover intercâmbio entre os artistas e fazer com que esta feira se torne viva. “Realizaremos a Feira Cultural Viva Rua Viva, graças aos serviços de infraestrutura ofertados pela Prefeitura que envolvem infraestrutura, iluminação, limpeza e reordenamento do local e material decorativo”.

Feira Baiana da Agricultura familiar começa neste sábado

Domingos Matos, 21/11/2019 | 19:36

A Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária chega à 10ª edição ainda mais forte, para celebrar o crescimento do segmento que se consolidou e ganha cada vez mais o mercado da Bahia e do Brasil.  O evento será realizado de 23 de novembro a 1º de dezembro, no Parque de Exposições de Salvador, durante a Fenagro 2019.

Este ano, além dos produtos já conhecidos, como as cervejas artesanais de umbu e de licuri, linguiça de tilápia, iogurte de café, umbu e licuri e licuri caramelizado, a feira traz novidades como cerveja de maracujá da Caatinga, iogurte de abacaxi, cosméticos feito à base de mel, drinks de café, chopp de licuri, de cupuaçu  e de mel de cacau, barras de chocolate com pimenta, gengibre e muito mais. 

Considerado o maior evento de comercialização da agricultura familiar do país, a feira é organizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes/BA), e apresenta na capital cerca de 3 mil produtos, de mais de 400 empreendimentos de toda a Bahia. Em um espaço com 27 armazéns cenográficos, que mostrarão a riqueza produzida por associações e cooperativas da agricultura familiar, o público visitante vai se sentir no interior baiano.

Também estarão sendo comercializados cortes especiais de cordeiro, espetinho de bode, carne defumada de caprino, azeite de licuri, vinho caseiro de jaca, queijo de leite de cabra maturado na cachaça e ao vinho, hambúrgueres de sardinha e de jaca, tilápia, ostra, cafés finos, chocolates, nibs caramelizado e granulado, cachaças,  licores, mel,  pólen,  geleias, café gourmet, flocão de milho não transgênico, castanhas de caju, doces, sorvetes, sequilhos, biscoitos, beijus, artesanato, moda e cosméticos. 

Na 10ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, haverá ainda uma Praça Gastronômica com uma Vila do Forró, uma Cozinha Show, Praça Quilombola, Praça Indígena, Feira de Artesanato e Feira Tecnológica. Destaca ainda para o Simpósio de Pesquisas, as inovações do Balcão Tecnológico, seminários temáticos e eventos diversos, para fortalecer a agricultura familiar da Bahia, além de uma vasta programação cultural. 

 

Expoentes da Agricultura Familiar

Para marcar os 10 anos da Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, o evento contará com a exposição fotográfica 'Expoentes da Agricultura Familiar', uma homenagem a personagens que contribuíram para a construção da história da agricultura familiar baiana. 

Será lançado também um novo selo da agricultura familiar, que se tornará obrigatório pelas associações e cooperativas a partir da portaria da SDR. Durante a feira, a Bahia fará a adesão, oficialmente, à Década da Agricultura Familiar, lançada pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). 

 

MSC Fantasia abre temporada de cruzeiros em Ilhéus

Domingos Matos, 18/11/2019 | 20:31

Turistas de diversas partes do Brasil e do mundo desembarcaram na manhã de sábado (16), no Porto de Malhado, em Ilhéus, no Sul da Bahia. A bordo do MSC South - Fantasia, que partiu de Salvador em direção à Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, visitantes realizaram a tradicional parada na costa ilheense e puderam apreciar a história, a culinária e a diversidade cultural que a cidade oferece. São aguardados ainda mais 19 transatlânticos e aproximadamente 70 mil e 14 mil tripulantes.

Por determinação da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), o receptivo da temporada não foi realizado no Porto, mas no Centro de Convenções da cidade, próximo ao ponto de acostagem. “É a primeira vez que visito Ilhéus. Amei a receptividade, essa atenção especial dada aos visitantes. Com certeza irei retornar com mais tempo”, contou a fonoaudióloga Lenízia de Abreu, turista de Santos, São Paulo.

Para Fábio Manzi Junior, titular da Cultura e do Turismo, disse que a temporada é um dos eventos mais aguardados dentro do calendário turístico do município. “O receptivo de navios é de grande importância para a economia. Serão vinte paradas, com uma média de três mil e quinhentas pessoas por navio. O Centro Histórico está pronto para receber o turista, nossas praias estão limpas. Esse é um nicho de mercado que possibilita um crescimento expressivo para a cidade”.

“Ilhéus é uma cidade alegre, que abraça o turista. Eu trouxe as minhas filhas e uma amiga para sentirem essa energia boa também”, relata a aposentada Mailene Melo, turista de Poços de Caldas, Minas Gerais. O MSC Fantasia possui capacidade para 3.274 hóspedes, segundo informações da companhia responsável pelo navio. O segundo navio está previsto para chegar a Ilhéus no dia 3 de dezembro próximo.

 

Rogério Ferrari lança novo livro de fotografias - Parentes

Evento ocorrerá no Centro Cultural de Olivença, sábado, dia 9

Domingos Matos, 07/11/2019 | 10:33

O fotógrafo baiano Rogério Ferrari lança, nesse sábado (9), às 14 horas, no Centro Cultural de Olivença, seu trabalho mais recente, o livro Parentes, em que retrata a luta dos povos indígenas na Bahia. 

Ferrari é um premiado fotógrafo militante, que busca retratar em sua obra as lutas dos povos, especialmente as etnias que lutam para manter sua cultura e tradições - a luta pela sobrevivência, em última análise, se considerado o momento atual e mesmo o histórico de resistência de povos como os ciganos e, nesse caso, dos índios que habitam o território baiano.

O evento terá uma roda de conversa sobre "A Luta dos Povos Indígenas na Bahia", com participação do próprio Rogério Ferrari, Laís e Katu Tupinambá, com certificado fornecido pela Universidade Federal do Sul da Bahia.

Nova lista suja do trabalho escravo tem 14 empregadores baianos

Domingos Matos, 09/10/2019 | 15:06
Editado em 09/10/2019 | 13:52

Quatorze empregadores da Bahia, entre pessoas físicas e jurídicas, integram a nova lista suja do trabalho escravo, divulgada no último dia 3 pelo Governo Federal.

Nela, estão os empregadores autuados por submeter trabalhadores a condições análogas à de escravo. Todos os empregadores da lista foram flagrados submetendo empregados a situações degradantes e tiveram o processo administrativo de autuação pela Secretaria de Inspeção do Trabalho do Ministério da Economia concluído antes da divulgação.

A lista contém 190 nomes de pessoas físicas e empresas que passaram por todas as etapas do processo de notificação autuação e aplicação de multa. Além das sanções administrativas, elas respondem a processos na Justiça do Trabalho movidos pelo Ministério Público do Trabalho e a ações criminais, de responsabilidade do Ministério Público Federal. O número elevado de empregadores baianos na lista (7,4% do total do país) se deve às constantes operações de combate ao trabalho escravo promovidas no estado através da reunião de diversas instituições na Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo da Bahia (Coetrae-BA)

Um dos empregadores baianos que apareceram pela primeira vez na relação foi a Vaquejada de Serrinha, a mais tradicional do estado e uma das mais conhecidas no Brasil. Uma inspeção feita em 2016 pelo Ministério Público do Trabalho e por auditores-fiscais do trabalho encontrou 17 trabalhadores em situação de análoga à escravidão, dormindo em redes dentro de um curral, ao lado de fezes de animal. O ambiente era degradante e não tinha geladeira, mesa nem cadeira.

A Bahia está entre os cinco estados com maior número de trabalhadores resgatados, de acordo com o Observatório Digital do Trabalho Escravo, e é considerada referência internacional no combate ao trabalho escravo. As ações fiscais na Bahia seguem um cronograma e um planejamento anual, mas ainda enfrentam dificuldades. Além da reforma trabalhista, o que também sufoca a atuação dos órgãos de fiscalização do trabalho é o corte de recursos orçamentários, a extinção do Ministério do Trabalho, a ampliação do porte e da posse de arma na zona rural, além do discurso que tenta deslegitimar as ações fiscais dos auditores do trabalho.

Quem são os 14 empregadores baianos na lista suja do trabalho escravo

Alan Cassio Ramos Santos
Residencial Ecológico Juerana, Avenida João da Sunga, s/n, Porto Seguro/BA
1 trabalhador resgatado

Amarílio Souza Santos
Fazenda Cachoeira do Espinho e Fazenda Samanta, rod. BA-506, zona rural SN, Vila da Jangada, Cardeal da Silva/BA
4 trabalhadores resgatados

Associação Comunitária Cultural e Recreativa do Distrito Stela Dubois
Obra de construção de casas populares/Assentamento Vila PA, região do Beira Rio, Zona Rural, Santa Rita de Cássia/BA
6 trabalhadores resgatados

Haroldo Gusmão Cunha
Fazenda Rancho Fundo, Região do Capinal, zona rural, Vitória da Conquista/BA
5 trabalhadores resgatados

João das Graças Dias
Fazenda Lagoa do Severiano, zona rural, Presidente Jânio Quadros/BA
1 trabalhador resgatado

Márcia Nascimento Dias
Fazenda Eldorado, Distrito de Vila Brasil, Una/BA
3 trabalhadores resgatados

Marcos José Souza Lima
Rodeio 100 limites, São José do Jacuípe/BA
9 trabalhadores resgatados

Maria Elena Martins
Fazenda Marília, Povoado Matinha, Distrito de Inhobim, zona rural, Vitória da Conquista/BA
1 trabalhador resgatado

Parque de Vaquejada Maria do Carmo Ltda./EPP
Av. Valdete Carneiro s/n, Bairro Vaquejada, Serrinha/BA
17 trabalhadores resgatados

Passos 3 Construções e Serviços LTDA/EPP
Obras no Porto de Ilhéus e Alojamento de trabalhadores situado na Rua Rotary, Cidade Nova, Ilhéus/BA
5 trabalhadores resgatados

Projecamp Engenharia Ltda./ME
Obra na Praça Desembargador Montenegro, nº 07, Centro, Camaçari/BA
5 trabalhadores resgatados

Sandiney Ferreira de Souza
Fazenda Prazeres, Distrito de Monte Alegre, zona rural, Riachão das Neves/BA
6 trabalhadores resgatados

São Miguel Construções Ltda.
Obra do Centro Esportivo Unificado, Bairro Nossa Senhora da Vitória, Ilhéus/BA
9 trabalhadores resgatados

Soebe Construção e Pavimentação S. A.
Alojamento Estrada de Rainha e Alojamento Rua da Lama, Salvador/BA
10 trabalhadores resgatados

Acesse aqui a lista completa

Itacaré sedia Seminário Respeita As Mina na próxima sexta-feira (27)

Domingos Matos, 24/09/2019 | 10:16
Editado em 24/09/2019 | 11:14

A Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM-BA) realiza o Seminário Respeita as Mina Litoral Sul na próxima sexta-feira (27), no auditório do Hotel Ecoporan, em Itacaré, a partir das 14 horas, em celebração aos dois anos de atividade do projeto de mesmo nome. A programação inclui ato institucional e cultural, além de entrega de certificação.

A secretária da SPM-BA, Julieta Palmeira, participará das atividades no município. Para Julieta, as caravanas do projeto Litoral Sul têm deixado um legado importante: a sensibilização da sociedade civil para um tema crucial que é o enfrentamento à violência de gênero, além de promover a capacitação da rede de atenção à mulher e de segurança nas localidades visitadas.

As caravanas do Litoral Sul resultam de emenda parlamentar do ex-deputado federal e atual secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Davidson Magalhães e seguem os mesmos moldes das caravanas Respeita as Mina com rodas de diálogo e oficinas para juventude, representantes da sociedade civil, rede de atenção à mulher (nas cidades que dispõe de CRAM e outros órgãos da rede), rede de atenção.

Com atividades iniciadas em outubro de 2017, a equipe do projeto visitou 26 municípios, atendendo a cinco mil mulheres e qualificando 1.500 agentes de rede de segurança e atenção à mulher. Até o momento foram 21 caravanas, sendo 15 no Território de Identidade Litoral Sul: Aurelino Leal, Barro Preto, Camacã, Canavieiras, Coaraci, Itabuna, Itacaré, Itapé, Itapitanga, Itajú do Colônia, Jussari, Mascote, Pau Brasil, Ubaitaba e Una.

Mais seis outros territórios: Médio Sudoeste (Ibicuí), Médio Rio de Contas (Ipiaú, Ibirataia e Gongogi), Baixo Sul (Ibirapitanga), Costa do Descobrimento (Santa Cruz Cabrália). Além de palestras de sensibilização em lhéus, Arataca, São José da Vitória, Itajuípe e Almadina.

Feira de Saúde beneficia 714 internos e internas do Conjunto Penal de Itabuna

Domingos Matos, 23/09/2019 | 22:33
Editado em 23/09/2019 | 22:47

O Conjunto Penal de Itabuna (CPI) realizou, nessa segunda-feira (23), durante todo o dia, sua IV Feira de Saúde. Entre outros, foram oferecidos atendimentos médicos, avaliação nutricional, atendimentos em fisioterapia, exames de eletrocardiograma, testes rápidos para ISTs e atendimentos odontológicos. Ao todo foram 714 beneficiados na quarta edição da Feira de Saúde do Conjunto Penal de Itabuna, contando atendimentos (505) e público das palestras (209).

Os internos foram beneficiados ainda com serviços de aferição de pressão arterial, glicemia capilar e exames preventivos (citologia) para internas e até acupuntura auricular. Após as consultas com os médicos, todos internos para os quais foram prescritos medicamentos receberam as dosagens para garantir o tratamento preconizado.

A abertura teve a participação do cantor David Nascimento, que foi semifinalista do programa The Voice Brasil, da Rede Globo, em 2017, e uma apresentação de reeducandos que participam do projeto “Um Toque à Liberdade”, que tem aulas de violão há cerca de um mês. Participaram, ainda estudantes de Enfermagem, Nutrição e Odontologia de duas instituições de ensino superior da cidade.

O diretor do CPI, major PM Adriano Valério Jácome da Silva afirmou que embora esses serviços sejam prestados cotidianamente, na modalidade de mutirão o serviço concentrado permite um maior alcance. “Garante, também, que o paciente tenha um atendimento completo, que pode ir da palestra educativa até a sessão de acupuntura, passando por psicólogo, fisioterapeuta, nutricionistas, médicos de diversas especialidades, salão de beleza. Um atendimento holístico”.

Inovação

A edição deste ano inovou no momento cultural, com a participação de um artista conhecido nacionalmente, mas também na prestação de serviços. Foram acrescentados, em relação a edições anteriores, exames de eletrocardiograma (13 exames), acupuntura auricular (20 aplicações) e atendimentos em Serviço Social, essenciais para a realização de consultas e exames específicos, a serem realizados posteriormente, a partir da prescrição médica. Também acrescentados serviços do corpo jurídico.

A Feira de Saúde teve parceria da Prefeitura de Itabuna, Governo do Estado, Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Unime, FTC, UESC. A realização foi do Governo do Estado, por meio da empresa cogestora do Conjunto Penal de Itabuna, Socializa – Soluções em Gestão. A coordenação ficou a cargo do enfermeiro Diego Matos, responsável técnico pelo Posto de Saúde Prisional, e da coordenadora do Corpo Técnico do CPI, Genice Lacerda.

Participaram ainda o diretor-adjunto Bernardo Cerqueira Dutra, o coordenador de Segurança, Fábio Vivas, e os gerentes da Socializa, Yuri Damasceno e João Sobral. O evento envolveu todos os setores da unidade. (clique sobre as fotos para ampliá-las)

Rui quer acelerar investimentos da China no Nordeste

Domingos Matos, 19/09/2019 | 10:18

O governador Rui Costa esteve na Embaixada da China em Brasília, ontem (18), para levantar mais detalhes de projetos que possam ser executados entre o Consórcio do Nordeste e os chineses. Como presidente da entidade, Rui conversou com o embaixador Yang Wanming sobre a missão internacional que o grupo de gestores do Nordeste fará à China no início de 2020.

“Além de negócios e investimentos, queremos promover parcerias na área cultural, esportiva e educacional. O Consórcio do Nordeste buscará na China a efetivação de projetos e contamos com a interlocução da Embaixada”, disse Rui ao embaixador.

A reunião permitiu ainda o convite para que Yang Wanming visite a Bahia antes da missão internacional. A expectativa é que o embaixador esteja na Bahia no mês de novembro, após a reunião da Cúpula do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), marcada para 13 e 14 de novembro, em Brasília. 

O embaixador afirmou que tem interesse em conhecer de perto as parcerias entre Bahia e China  já em andamento. Disse ainda que quer construir conjuntamente a agenda dos nove governadores nordestino em seu país.

Mostra de cinema exibe filmes de Ipiaú e Ilhéus na TVE

Domingos Matos, 17/09/2019 | 15:37

A Mostra Voo de Cinema estreia na TVE partir desta quarta-feira (18). Os curtas selecionados serão exibidos todas as quartas-feiras, às 22h, até o dia 16 de outubro, e foram produzidos, nas cidades de Ipiaú e Ilhéus, pela Voo Audiovisual, uma das empresas mais atuantes do cenário cultural baiano, que desenvolve ações principalmente no interior do Estado. 

Quem abre a mostra é o filme ‘É proibido menino calçado entrar na escola’, da obra do escritor Euclides Neto. O curta tem cinco minutos de duração e apresenta uma história real sobre a evasão de alunos de uma escola, por conta de um pé descalço. Com roteiro e direção de Edson Bastos e Henrique Filho, o filme recebeu o Prêmio ABCV de melhor filme, no Festival V Minutos 2014.

Neste mesmo dia, logo em seguida, a emissora exibe ‘O Velho e os Três Meninos’. O filme também é baseado na obra de Euclides Neto e conta a história três meninos que entraram em uma mansão para roubá-la. Ao se depararem com uma diversidade de comida, brinquedos e objetos luxuosos da casa, os meninos entraram num clima de diversão e começaram a brincar. A casa não estava vazia e o velho ranzinza está escondido, aguardando o momento certo para tomar uma providência sobre a invasão.

Operando na produção cultural no Sul da Bahia há mais de cinco anos, a Voo Audiovisual acumula mais de 400 filmes exibidos, a maior parte deles, baianos. Os filmes da produtora já circularam pelos maiores festivais de cinema do Brasil, como o Festival de Triunfo, o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, Tiradentes, além de ter bastante inserção internacional no circuito de Festivais Europeus, como o Festival de Cannes.

Até o mês de outubro outras obras como ‘Joelma’, ‘O Filme de Carlinhos’, ‘Cine Éden’, ‘Véras’ e ‘A Fórmula’ serão exibidas na TVE e poderão ser acompanhados pelo Portal  da www.tve.ba.gov.br/tveoline.

 

Escola Frederico Smith promove nesta sexta Mostra sobre Cultura Nordestina 

Domingos Matos, 12/09/2019 | 18:39

Com o tema “Nordeste: Cantos, Sabores e Encantos”, o Grupo Escolar Frederico Smith Lima, no bairro Urbis IV, estará promovendo, nesta sexta-feira (13), das 8h às 16h, uma Mostra Cultural que envolvendo os 600 alunos matriculados, professores, coordenação pedagógica, funcionários e equipe gestora. 

Segundo a diretora, professora Maria da Glória Santos Muniz, “a escola já está na fase dos últimos preparativos para que a mostra aconteça com muito brilho, muito sucesso”. Segundo ela, cada professor e cada turma irá apresentar aspectos culturais de cada um dos estados que compõem a região Nordeste do Brasil, apresentando elementos como dança, música, culinária e artesanato. Durante os trabalhos, acontecerão ainda apresentações de teatro, e a programação contatabmém com atividades de recreação e lazer. 

A mostra é aberta ao público, com entrada gratuita e a perspectiva da diretora é a de que a escola receba a visita de pelo menos 500 pessoas, além dos 600 estudantes que já estão matriculados na unidade. O endereço é Rua B, 59 – Bairro Urbis IV. Para maiores informações sobre a mostra, os telefones ou (73) 9129 9159. 

 

Show da banda Colo de Deus abrirá a festa de São Miguel em Itacaré

Domingos Matos, 04/09/2019 | 12:33

A Paróquia de São Miguel Arcanjo, em Itacaré, estará comemorando de 20 a 29 de setembro a festa em louvor ao padroeiro da cidade, que esse ano tem como tema central “Batizados e Enviados, a Igreja em Missão no Mundo”. Os festejos em louvor a São Miguel Arcanjo vai contar com novenário, missas, alvorada, procissão e bênção do Santíssimo Sacramento, além de shows de artistas regionais todas as noites. Ainda haverão bingos, bazar e uma série de atividades. A festa conta com o apoio da Prefeitura de Itacaré.

E uma das novidades desse ano será a abertura dos festejos, no dia 20 de setembro, com o show do grupo Comunidade Colo de Deus, um dos maiores nomes da música católica do Brasil. O show acontecerá na Praça São Miguel, logo após a primeira novena da preparação para a festa do padroeiro.

O grupo Comunidade Colo de Deus tem como objetivo fazer de Jesus conhecido e adorado entre todas as nações. “Nossa missão é gestar uma humanidade adoradora na essência mas evangelizadora, missionária, em sua natureza. Uma comunidade que não se contenta com o passado mas que enxerga o futuro como um dom e investe tempo e fôlego para fazer com que ele chegue em forma de dom. Queremos ser inspiração para esta geração”, definiram os integrantes do grupo.

De acordo com a programação, do dia 20 ao dia 28, acontecerá o tradicional novenário, com celebrações todos os dias a partir das 19 horas, na igreja matriz, dedicadas a diversas comunidades, órgãos públicos e profissionais de várias categorias. E após cada novena tem a programação cultural, com shows de artistas regionais, apresentação de corais, bingos e muitas brincadeiras e louvores.

No dia 29, consagrado ao padroeiro São Miguel Arcanjo, os festejos começam às 5 horas da manhã com a tradicional alvorada pelas ruas da cidade, seguindo às 7 horas da manhã com a celebração da missa das intenções. Às 9h30min será a vez da missa solene celebrada pelo bispo Dom Mauro Montagnolli e o Padre Ednaldo Cardoso, seguindo com procissão. E a partir do meio dia acontecerá o almoço no quiosque, na praça São Miguel, com musica ao vivo.

Hospital Regional Costa do Cacau inicia ações em prol do Setembro Verde

Domingos Matos, 03/09/2019 | 17:32

Uma das maiores dificuldades enfrentadas na captação de órgãos para transplante no Brasil é a negativa familiar. Muitas vezes essa atitude ocorre por diversos fatores, como falta de conhecimento sobre o tema, estado emocional, medo e até mesmo, cultural. Na Bahia, segundo dados do Sistema Estadual de Transplantes, apenas 30% das famílias entrevistadas dizem sim a doação.  

Diante desse quadro preocupante, todos os anos é realizada, em toda a rede de saúde do país, a campanha Setembro Verde, que tem como objetivo sensibilizar a sociedade e familiares de pacientes potenciais doadores - diagnosticados com morte encefálica, internados sob cuidados intensivos, conforme autorização consentida prevista em lei.

No Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), um dos pontos de captação de órgãos no interior da Bahia é coordenado pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT). O enfermeiro coordenador, Ronaldo Vital Pereira disse que o setor realiza trabalho de sensibilização com as famílias durante todo o ano, intensificando ações durante a campanha.

“Iniciamos nossas ações em prol do Setembro verde neste domingo, 1º. E nesse processo de doação de órgãos, o principal fator é a humanização, o acolhimento. Nesse momento, a gente explica a situação para os familiares e busca a compreensão de que doar os órgãos de um ente querido é um gesto de amor com o próximo que precisa”, ressalta o coordenador da CIHDOTT – HRCC.  

Já Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC destaca a importância do Setembro Vede. “A campanha busca conscientizar a população sobre se tornar um doador de órgãos e compartilhar esperança a pessoas que esperam por uma nova oportunidade. A equipe esclarecendo as dúvidas e reconhece que mesmo em um momento de dor, a família tem um gesto nobre que é o de salvar vidas”.

O Setembro Verde tem seu ponto alto no dia 27 de setembro, considerado o dia D da campanha. No último dia 28 de maio, o CIHDOTT – HRCC realizou a captação de múltiplos órgãos (coração, rins, fígado e córnea). Além disso, em 2019, a unidade captou, até agosto, 19 córneas. 

 

2ª Expojacuípe movimenta a economia de municípios da Bacia do Jacuípe

Domingos Matos, 31/08/2019 | 09:20
Editado em 31/08/2019 | 09:59

A 2ª edição da Expojacuípe, um dos maiores eventos de fomento à agricultura familiar, agropecuária e economia solidária do Território de Identidade Bacia do Jacuípe, iniciou nesta sexta-feira (30) e  segue até o próximo domingo (01). O evento, realizado no Centro de Comercialização de Animais Ivonélio Ferreira de Almeida, no município deCapela do Alto Alegre, movimenta a economia da região e é uma oportunidade para gerar renda para os agricultores familiares.

Durante a abertura do Expojacuípe foi realizada a assinatura de ordem de serviço, no valor de R$190 mil, para a implantação de dois sistemas de Produção Integrada Sustentável (PAIS), destinados a agricultores familiares dos municípios de Pintadas e Capela do Alto Alegre.

Para continuar garantindo o desenvolvimento rural e dinamizar a atividade de agricultores familiares de comunidades rurais de municípios do Território de Identidade Bacia do Jacuípe, no evento também será realizado a entrega de Kits Produtivos, que incluem 100 mil mudas de palma e 28 kits de apicultura.

As ações em prol do fomento produtivo de agricultores familiares anunciadas na Expojacuípe,são realizadas pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf).

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, prestigiou a abertura oficial do evento e destacou que a Expojacuípe se consolida a cada edição e tem ganhado expressividade no Território, por conceder oportunidade para que, mais de 70 empreendimentos da Agricultura Familiar e Economia Solidária, exponham e comercializem produtos como artesanato, alimentos processados e produtos naturais orgânicos de qualidade.

Sobre as entregas da CAR/SDR Dias salientou que elas são importantes no apoio às famílias atendidas: "Ações como a implantação do PAIS são executadas com o objetivo de melhorar o nível de produção das famílias atendidas, a partir de uma tecnologia mais adequada de captação e utilização de água, em sistemas inteligentes que ajudam os agricultores a viverem melhor com os períodos de estiagem e, mesmo diante das adversidades do clima, conseguir obter uma produção sustentável, que lhes garanta segurança alimentar e renda”. 

De acordo com Mário Sérgio Araújo, que representa a Associação de Laranjeiras, do município de Pintadas, a implantação do sistema PAIS nas unidades de produção familiar vão beneficiar 20 famílias que necessitavam de uma atividade que pudesse melhorar a renda: "Essa ação vem trazer geração renda e melhor qualidade de vida para essas famílias. A produção de hortaliças e também a avicultura, desse sistema PAIS, vai trazer além de uma qualidade alimentar familiar muito importante". 

Programação


A programação da Expojacuípe conta com a realização de oficinas, exposição de animais, palestras, torneios, exposição e comercialização de produtos da agricultura, além de noite cultural, dentre outras atrações que animam o público da exposição.

A 2ª Expojacuípe é uma realização do Consórcio Jacuípe e da Cooperativa Agroindustrial de Pintadas (Cooap) e conta com apoio do Governo do Estado, de organizações sociais do Território de Identidade Bacia do Jacuípe e das prefeituras que fazem parte do Consórcio Jacuípe.

 FICC amplia apresentações do Projeto Teatro de Rua

Domingos Matos, 30/08/2019 | 18:07

Em função do sucesso das apresentações realizadas na Mangabinha e no São Caetano, o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), Daniel Leão, autorizou a ampliação do projeto FICC Teatro de Rua é Cultura Popular, com a exibição da peça “Quem come capim dá bom dia a cavalo”, escrita e dirigida por Marcos Nô. As apresentações estão programadas para os próximos meses com a definição de um calendário específico.

O projeto prevê uma série de apresentações nos próximos meses nos bairros Sarinha, Califórnia, Centro Comercial, Pontalzinho, Santo Antônio, bem como nas praças José Bastos, Otávio Mangabeira (Camacan), Olinto Leoni e na estação rodoviária Francisco Ferreira da Silva, áreas densamente povoadas e de grande movimentação de pessoas.

A peça, que é uma grande metáfora dos contos de fadas, fala de uma rainha não esclarecida e destaca a importância da cultura e do saber como fator de mudança social, a partir da chegada de um educador, que também seria um príncipe encantado, o qual chega ao reino e com seus ensinamentos trabalha para banir o analfabetismo, contribuindo para o desenvolvimento econômico e cultural de uma comunidade.

 

O que é

O teatro de rua é definido como um teatro que se produz em locais exteriores às construções tradicionais: ruas, praças, mercados, universidades e em outros espaços de uma comunidade. É uma forma teatral que possui suas origens na antiguidade, valendo lembrar que o teatro nasceu no espaço aberto e desde a Grécia Antiga colocou na cena os problemas da polis e dos cidadãos.

Em essência teatro e cidade sempre foram ligados, numa relação amigável ou conflituosa, mas um sempre se serviu ou serviu ao outro durante vários séculos. O teatro profissionalizou-se no Renascimento e seguindo a burguesia criou-se o espaço teatral restrito com a elitização do teatro.

As motivações para se optar pelo teatro de rua são as mais variadas, desde uma tentativa de levar o teatro às pessoas que não tem acesso ao fazer teatral convencional, até uma forma de teatro político contribuindo para a formação de público. As pessoas que veem as peças pela cidade são pessoas das mais diversas faixas etárias, classes sociais e mentalidade, este é um dos fatores interessantes do teatro de rua, que trabalha com uma variedade de público.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.