CMVI

Tag: debates

Rede Municipal realiza eleições em 90 escolas neste terça em Itabuna 

Domingos Matos, 18/06/2019 | 08:14

Acontece nesta terça-feira (18), nas 90 unidades escolares da Rede Municipal de Ensino de Itabuna, as eleições para composição dos Conselhos Escolares das unidades (biênio 2019/2021). O Conselho Escolar é o principal órgão de debates, decisões e fiscalização das ações dos gestores escolares, composto pelo diretor da escola, além de um representante titular e um suplente de todos os segmentos que perfazem a comunidade escolar: professores, funcionários, alunos e pais de alunos.

Cada integrante só pode votar para um candidato dentro do seu segmento. E entre professores e funcionários, só podem se candidatar servidores efetivos (concursados). Nas escolas onde não houver servidores efetivos, os contratados sobre Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), servidores temporários também podem se candidatar. E nas escolas onde os estudantes não têm idade para se candidatarem (creches e escolas da Educação Infantil), o segmento “Alunos” estará representado por pais de alunos.

Nas escolas que só funcionam nos turnos matutino e vespertino, o pleito eletivo vai das 7h30min às 17h. Nas escolas que têm aulas também no Noturno, a eleição segue até às 21h, sendo que a apuração deve acontece imediatamente após o encerramento do pleito.

Os eleitos deverão ser empossados em até quinze dias após a divulgação dos resultados. 

 

Marcos Bandeira defende inclusão da criança no Orçamento público

Domingos Matos, 30/05/2019 | 14:12

“Para fomentar e fazer valer todos os direitos infanto-juvenis, lugar de criança é no Orçamento”. A declaração foi dada na tarde de terça-feira, dia 28, pelo juiz aposentado Marcos Bandeira durante o “Queremos Saber!”, projeto da Mesa Diretora do Legislativo itabunense. Esta quarta edição debateu abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, cujo dia de combate, no Brasil, é 18 de maio.

Em sua palestra, Dr. Marcos Bandeira frisou que o Brasil, após a Constituição de 1988, trocou a Doutrina da Situação Irregular – na qual predominou “a criminalização da infância” – pela Doutrina da Proteção Integral – que assegura ao público infanto-juvenil, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à educação, e outras políticas públicas e também proteção contra toda forma de violência.

A psicanalista Raquel Rocha ressaltou que “a criança nunca é culpada” pelo abuso. Ela declarou que para prevenir é necessário criar um ambiente de confiança por meio do cuidado e do diálogo. Citando alguns ‘sinais’ apresentados por crianças que são abusadas sexualmente, declarou que “é preciso interromper o abuso”, encorajando as vítimas a denunciarem esse crime. 

Pelo Conselho Tutelar, Washington Alves disse que, com a ampliação dos debates em torno do abuso e exploração, as denúncias têm aumentado em Itabuna. O conselheiro reconheceu, no entanto, deficiências no trabalho preventivo e defendeu parcerias para fortalecer o Conselho. “Meu pedido é que a gente crie uma forma de graduandos serem colaboradores”, acrescentou.

Os vereadores Jairo Araújo, Pastor Francisco e Enderson Guinho – que presidiu os trabalhos do “Queremos Saber!” – cobraram que as políticas públicas beneficiem, principalmente, os bairros periféricos. Também exortaram a população a participar da elaboração das peças orçamentárias propondo emendas. “A LDO 2020 está sendo debatida na Casa”, lembrou Guinho.

Santa Casa de Itabuna no Congresso de Farmácia Hospitalar em Fortaleza

Domingos Matos, 28/05/2019 | 09:16
Editado em 28/05/2019 | 10:38

A Santa Casa esteve presente no Congresso de Farmácia Hospitalar (XII Brasileiro e VIII Sul - Americano), realizado entre os dias 23 e 25 de maio no Centro de Convenções do Ceará.

Tendo como tema central "Práticas Clínicas no Cuidado Farmacêutico: limites e desafios", o maior congresso de farmácia da América Latina, teve como objetivo oferecer uma visão ampla do papel e da atuação dos farmacêuticos em diversas áreas, em especial, na prática clínica embasada em evidências científicas proporcionados pela pesquisa, ensino e assistência.

Para Natasha Bandeira, gerente de suprimentos e farmacêutica da Santa Casa, o evento foi de grande valia. " Este é um dos eventos mais tradicionais da comunidade farmacêutica Brasileira, e vem adquirindo um porte tamanho, abrangendo temas relevantes e atualizações em muitos aspectos da profissão e atuação. Momento importante para aprimoramento, cultura e formação de novas conexões, além de uma grande oportunidade de rever colegas de profissão e mestres da nossa formação", declarou.

Denise Baraúna, coordenadora farmacêutica também esteve presente no evento e comentou que "o congresso possibilitou a realização de novos contatos profissionais, bem como a atualização dos processos e novas tecnologias em saúde".

O congresso realizado pela Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde (SBRAFH) serve de cenário para debates e fóruns sobre o avanço da profissão, dos benefícios das melhores práticas e a integração de conhecimentos com outros segmentos das ciências sociais e da saúde.

 

Queremos Saber: Abuso infantil será discutido nesta terça-feira na Câmara de Itabuna

Domingos Matos, 27/05/2019 | 08:21

A busca de alternativas para evitar o registro de casos de maus-tratos contra crianças e adolescentes, de violação ao ECA-Estatuto da Criança e do Adolescente em Itabuna, e combater o abuso sexual infantil no município são os objetivos da palestra que o juiz aposentado Marcos Bandeira fará na tarde desta terça-feira (28), na Câmara de Itabuna. A explanação do ex-magistrado faz parte da quarta edição do Projeto “Queremos Saber!” e está prevista para às 14 horas, no plenário Raymundo Lima.

“A Câmara de Itabuna encerra maio, o mês que a sociedade brasileira discutiu meios para enfrentar a violência infanto-juvenil, trazendo à discussão esse importante tema que será apresentado por Dr. Marcos Bandeira, profundo conhecedor do assunto’, afirmou Enderson Guinho. O vereador, que é acadêmico de Direito, acrescentou que a palestra terá mais dois convidados: a professora e psicanalista Raquel Rocha, e o membro do Conselho Tutelar de Itabuna, Washington Alves.

Raquel Rocha, que também é jornalista, analisará as consequências psíquicas nas crianças e adolescentes dos crimes praticados, enquanto Washington Alves relatará os casos e as dificuldades enfrentadas pelos conselheiros para combater os abusos. “A exploração e o abuso infantil são temas importantíssimos. A sua discussão não deve se restringir apenas ao 18 de maio. Todos os dias precisamos discutir e lutar contra estes crimes que mexem com o psicológico das nossas crianças e adolescentes, e são um grande mal na sociedade”, destacou Enderson Guinho.

“Queremos Saber!” é um projeto criado pela Câmara de Itabuna. Tem o objetivo de promover, na última terça-feira de cada mês, palestras seguidas de debates e apresentação de sugestões, sobre temas de interesse geral, propostos por vereadores ou sugeridos pelos cidadãos, por meio da Ouvidoria da Casa. Os debates, abertos ao público, ocorrem no plenário Raymundo Lima.
 

Debates e panfletagens em Itacaré marcam dia nacional contra abuso sexual de crianças

Domingos Matos, 20/05/2019 | 07:08

A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, realizou nos dias 16 e 17 de maio uma série de atos e debates em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e do Adolescente. O objetivo foi envolver toda a comunidade, da sede e dos distritos de Itacaré, além dos turistas, para orientar sobre os crimes, as penas e como agir e denunciar em casos de abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes no município.

Como parte das ações, no dia 16 foram realizadas panfletagens pelos bairros de Itacaré e também em pontos estratégicos, como a rodoviária, porta de entrada na cidade, abordando a importância de todos estarem junto no trabalho de combate ao abuso e a exploração. Já no dia 17 de maio foi realizado o seminário com o tema “As marcas violência: como identificar os sinais de um caso de abuso sexual contra a criança e o adolescente”, com orientações jurídicas e como a comunidade deve proceder e a quem procurar em caso de haver esses crimes. O evento aconteceu na Câmara de Vereadores de Itacaré e foi aberto a toda a comunidade.

A secretária municipal de Desenvolvimento Social, Patrícia Leal, destaca a importância de todos estarem unidos, atentos e fortalecidos nesse trabalho de combater o abuso sexual, orientando as famílias e denunciando. A proposta é de levar as discussões, debates e atendimentos também para as comunidades rurais de Itacaré, As ações contam com o apoio de equipes do CREAS, CRAS e Programa Primeira Infância do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e do Conselho Tutelar. De acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos, é assustador o número de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes no país. Por isso, foi criada esta data com o intuito de ajudar a combater este mal que destrói a vida de milhares de jovens todos os anos.

A escolha desta data é em memória do “Caso Araceli”, um crime que chocou o país na época. Araceli Crespo era uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi violada e violentamente assassinada em 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, ainda segue impune. O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no país através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000. No Brasil, o Disque 100 é um serviço gratuito disponibilizado pela Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República que registra denúncias anônimas de jovens que se sintam ameaçados ou que sofreram qualquer tipo de abuso ou exploração sexual.

Juiz Marcos Bandeira confirma palestra sobre abuso infantil no “Queremos Saber!”

Domingos Matos, 19/05/2019 | 08:20

O juiz aposentado Marcos Bandeira confirmou o convite da Câmara de Itabuna para proferir uma palestra no próximo dia 28 de maio, sobre crimes cometidos contra crianças e adolescentes, durante a quarta edição do Projeto “Queremos Saber!”. A informação foi prestada pelo presidente, vereador Ricardo Xavier, ao lembra neste sábado, 18, de maio, a passagem do “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual da Criança e Adolescente”, uma data simbólica para a luta pelo enfrentamento da violência sexual infanto-juvenil no país.

O abuso sexual de crianças e adolescentes é um dos mais graves crimes no Brasil. No sul da Bahia, Itabuna – município cortado por duas rodovias federas e considerada pelas autoridades como uma rota da exploração sexual infanto-juvenil – registra diariamente dezenas de casos de violência e abusos sexuais praticados inclusive no ambiente familiar. Para marcar a Semana, membros do Conselho Tutelar e agentes da Secretaria de Assistência Social promoveram uma série de atividades para conscientização, prevenção e orientação sobre esses graves crimes.

“Os números de casos abusos contra as crianças e os adolescentes itabunenses são preocupantes e pedem uma tomada de providencia por parte das autoridades e população. A Câmara de Itabuna deseja, com a realização da palestra do Dr. Marcos Bandeira, despertar a sociedade, encontrar alternativas para a prevenção da violência e desenvolver ações concretas e efetivas em defesa da criança e do adolescente” garantiu Ricardo Xavier.

Magistrado aposentado, Dr. Marcos Bandeira, é professor de Direito, autor de livros e estudioso do Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA. Por mais de duas décadas teve uma atuação marcante na Justiça itabunense. Foi juiz da Vara do Júri, Execuções Penais, Infância e Juventude e Delitos de Imprensa. Realizou mais de duzentos julgamentos, criou o Conselho da Comunidade e realizou um trabalho ressocializador no interior da Cadeia Pública de Itabuna.

Na Vara da Infância e Juventude, Dr. Marcos Bandeira estimulou o número de adoções nacionais com o Projeto “Adote a Esperança”. Membro da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça da Bahia, ele é autor de três livros que abordam temas como Guarda e Tutela na Prática Forense, Adoção na Prática Forense, e Atos Infracionais e Medidas Socioeducativas.

“Queremos Saber!” é um projeto criado pela Câmara de Itabuna. Tem o objetivo de promover, na última terça-feira de cada mês, palestras seguidas de debates e apresentação de sugestões, sobre temas de interesse geral, propostos por vereadores ou sugeridos pelos cidadãos, por meio da Ouvidoria da Casa. Os debates, abertos ao público, ocorrem no plenário Raymundo Lima. 
 

“Queremos Saber” discutirá abuso sexual infantil, anuncia vereador Ricardo Xavier

Domingos Matos, 14/05/2019 | 08:06

O abuso sexual de crianças e adolescentes, considerado um dos mais graves crimes existentes em nossa sociedade, será tema da quarta edição do Projeto “Queremos Saber”, prevista para acontecer no próximo dia 28. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira, dia 13, pelo vereador Ricardo Xavier, ao destacar a abertura da “Semana Nacional de Prevenção e Combate à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes”.

“A Semana se estenderá até o próximo sábado, 18, o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual da Criança e Adolescente”, uma data simbólica para a luta pelo enfrentamento da violência sexual infanto-juvenil no país. “Em Itabuna, membros do Conselho Tutelar e agentes da Secretaria de Assistência Social promoverão uma série de atividades para conscientização, prevenção e orientação sobre esses graves crimes”, acrescentou Ricardo Xavier.

“Queremos Saber” é um projeto criado pela Câmara de Itabuna. Tem o objetivo de promover, na última terça-feira de cada mês, palestras seguidas de debates e apresentação de sugestões, sobre temas de interesse geral, propostos por vereadores ou sugeridos pelos cidadãos, por meio da Ouvidoria da Casa. Os debates, abertos ao público, ocorrem no plenário Raymundo Lima. 

O convidado no próximo dia 28 será o juiz aposentado Marcos Bandeira. Professor de Direito, autor de livros e estudioso do Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA, ele teve por mais de duas décadas uma atuação marcante na Vara da Infância e adolescência de Itabuna. “Nós queremos, com a realização da palestra, despertar a população e encontrar alternativas para a prevenção da violência, principalmente nos ambientes familiar e escolar, desenvolvendo ações em defesa da criança e do adolescente do município” garantiu Ricardo Xavier.


 

Jornada Pedagógica de Ilhéus discute currículo, identidades, diversidades e contextos

Domingos Matos, 29/01/2019 | 14:21

Com a participação de todos os profissionais da rede municipal de ensino, representados em suas 53 unidades escolares, a Secretaria de Educação de Ilhéus promove a Jornada Pedagógica 2019, dias 1º, 4 e 5 de fevereiro. O encontro marca a abertura do ano letivo no município e discutirá o tema central “Currículo: Identidades, Diversidades e Contextos”.

Na sexta-feira (1º) e segunda-feira (4), a Jornada Pedagógica será realizada nas unidades escolares. No dia 5, acontecem os debates e palestras no Centro de Convenções e em vários auditórios da cidade. Serão oferecidos minicursos, de acordo com cada modalidade de ensino. A programação foi elaborada com o objetivo de possibilitar a troca de experiências sobre ensinar e aprender de forma coletiva, fortalecendo assim o processo educativo e suas responsabilidades.

Além dos professores, participam das atividades orientadores, supervisores, diretores, vice-diretores, secretários e demais profissionais, não docentes, e membros dos Conselhos de Educação. O encerramento da programação, no dia 5, será marcado por momento cultural, participação do GAP (Grupo de Amigos da Praia) e David Ohara, professor do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

As palestras e debates serão realizados no dia 5, pela manhã, em diferentes locais da cidade, com credenciamento a partir das 7h40. Professores da Educação Infantil discutem o tema “As 10 competências gerais da BNCC e a prática docente”, no Teatro Municipal de Ilhéus. Professores dos Anos Iniciais e EJA I, o tema “Avaliação por habilidades e competências”, no auditório principal no Centro de Convenções. Professores dos Anos Finais e EJA II, debatem “A BNCC e os desdobramentos na prática pedagógica docente”, na Faculdade Madre Thaís e profissionais não docentes participam das discussões sobre “O papel dos não docentes no espaço escolar”, também no Centro de Convenções.

 

Lava Jato não pode mudar cláusula pétrea da Constituição

Domingos Matos, 28/03/2018 | 13:09

Por Marcelo Gurjão Silveira Aith

A nação brasileira aguardava ansiosamente pela tão falada entrevista do “salvador da pátria”, do paladino da justiça brasileira, mas o que vimos foi um desserviço prestado pela TV Cultura. O programa Roda Viva sempre foi um exemplo de debates acalorados, como o ocorrida há anos com o falecido governador Orestes Quércia.

Não foi isso que vimos! Em verdade os entrevistadores, encabrestados pelo âncora Augusto Nunes, um ferrenho defensor das aberrações jurídicas cometidas pela operação Lava Jato, fizeram perguntas pasteurizadas, sobre temas devidamente esclarecidos a população.

Não houve uma pergunta sequer sobre como condenar uma pessoa a prisão com provas frágeis, pautadas em meras ilações, em “conjunto da obra”.

É importante esclarecer ao nobre Juiz Sergio Moro que no sistema processual penal brasileiro ninguém, absolutamente, ninguém pode ser preso pelo “conjunto da obra”, há que existir provas concretas veementes, não bastando suposições. Ademais, no âmbito processual penal, diversamente do civil, o julgador tem que enfrentar todas, absolutamente todas, as teses de defesa, para que seja preservada a ampla defesa, fato não observado pelo Douto magistrado e pelo TRF da 4 Região.

O pior da noite foi o grande deslize do “super Sergio Moro”, quando Sua Excelência, com ares de Rui Barbosa, sugere a alteração do artigo 5º, inciso LVII, que dispõe “que ninguém será considerado culpado antes do trânsito em julgado de sentença penal condenatória” por emenda constitucional.

Meu Deus! Até o aluno do primeiro semestre da faculdade de direito sabe que uma cláusula pétrea da Constituição Federal não pode ser alterada por emenda constitucional.

Uma aberração jurídica sugerida pelo Juiz Moro. Mas aqui fica uma pergunta: Será que Sua Excelência desconhecia a vedação ou quis incutir na mente de seus seguidores que para a manutenção da prisão com a decisão em segunda instância depende dos congressistas?

Termino aqui com a frase de Rui Barbosa: “A pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer”. Não podemos admitir juízes solipsistas.

Marcelo Gurjão Silveira Aith é especialista em Direito Público e Criminal

Diretor do Conjunto Penal de Itabuna participa de debate com alunos do IFBA

Domingos Matos, 18/09/2017 | 22:31
Editado em 19/09/2017 | 00:41

O diretor do Conjunto Penal de Itabuna, capitão PM Adriano Jácome, participou, na manhã de sábado (16), de uma discussão sobre Estado, Violência e Criminalização, no auditório do Instituto Federal da Bahia (IFBA), campus Ilhéus. A Mesa Redonda teve debates sobre encarceramento dos jovens negros e discutiu diversos aspectos dos temas propostos, desde conceitos de violência e crime até atuação do crime organizado na região.

O evento, promovido pelos professores da área de Humanas, teve ainda como convidados o doutor em Sociologia, Antônio Luz, e a doutora em Comunicação, Célia Regina. Também contou com a participação de estudantes dos diversos cursos oferecidos em grau de Ensino Médio, com intervenções artísticas como música, teatro e poesias, sempre discutindo a violência contra mulheres, jovens e população negra.

O diretor Adriano Jácome considerou que eventos como esse são enriquecedores para o debate franco de questões como criminalidade e criminalização, encarceramento e outras questões sociais que ajudam a criar a situação que se verifica hoje no sistema penitenciário, sugerindo caminhos para seu enfrentamento. “A instituição que dirijo tem capacidade para 670 internos, mas estamos com cerca de 1.280”.

Ele destacou a oportunidade de debater esse e diversos outros aspectos pertinentes ao tema. “Embora já soubéssemos que seria impossível esgotar a discussão, saímos de lá com a sensação de que esse é o caminho: trazer a juventude para o debate, porque serão eles que, em breve, estarão no comando da sociedade. Por isso devem estar munidos do máximo de informações sobre os graves problemas da contemporaneidade”.

Títulos Verdes poderão ser aplicados à cadeia produtiva de cacau e chocolate

Domingos Matos, 21/08/2017 | 08:25
Editado em 21/08/2017 | 08:27

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) coordena a discussão de dois projetos-pilotos que pretendem aplicar títulos verdes à cadeia produtiva do cacau e chocolate com base nos biomas da Amazônia e da Mata Atlântica. No último dia 14, na sede do MDIC, representantes da cadeia produtiva de cacau e chocolate, governo federal e estaduais, agentes financeiros, além de organizações do terceiro setor se reuniram para dar andamento aos debates da proposta.

O encontro foi presidido pelo secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial, Igor Calvet, que destacou o compromisso do ministério com o fomento da economia verde. “O MDIC tem trabalhado na expansão das nossas atividades de desenvolvimento sustentável. Precisamos estimular a indústria para ter instrumentos novos para que possamos atender nossas metas e objetivos sem abrir mão da sustentabilidade”, enfatizou.

O debate liderado pelo MDIC em torno dos títulos verdes, chamados também de “Green Bonds”, ocorre num momento que o Brasil aparece entre os 24 países do mundo que emitem títulos verdes. A Climate Bonds Initiative prevê que, até o final desse ano, o Brasil emita US$ 5 bilhões em títulos verdes.

A articulação do MDIC em volta desse tema prevê que nos próximos meses, com a participação de todos os entes envolvidos no debate, os projetos de títulos verdes possam ser aplicados à cadeia produtiva de cacau e chocolate, que são setores estratégicos para o agronegócio e a agroindústria do Brasil. “O setor de cacau tem importância para o país e devemos trabalhar para modernizar a expansão da cadeia”, destacou o secretário.

Títulos verdes

Títulos verdes, chamados também de “Green Bonds”, são instrumentos financeiros para que as empresas e governos levantem recursos para investimentos em projetos que preservem o meio ambiente e promovam um crescimento sustentável.

As discussões no MDIC contam com a parceria dos Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Fazenda, Meio Ambiente, além de agentes financeiros como BNDES, BASA, Banco do Brasil, Banco Central, CAF, Banco do Nordeste, associações representativas da cadeia produtiva do cacau e chocolate, Governo do Pará e organizações do terceiro setor.

Festival transforma Ilhéus na capital brasileira do cacau e do chocolate

Domingos Matos, 21/07/2017 | 11:13

Durante quatro dias, Ilhéus se transforma na capital brasileira do chocolate, com a realização do Chocolat Bahia 2017, aberto na noite desta quinta-feira (20) e que segue até domingo (23) no Centro de Convenções. Em sua 9ª edição, o Festival Internacional do Cacau e do Chocolate deve atrair cerca de 60 mil pessoas, que podem se deliciar com as 40 marcas de chocolates de origem produzidos no Sul da Bahia.

Com expectativa de R$ 10 milhões de negócios para os 80 expositores, que apresentam seus produtos do Pavilhão de Feiras, o evento tem o apoio do Governo do Estado da Bahia, através das secretarias da Cultura, do Turismo, de Desenvolvimento Rural, de Agricultura, de Ciência, Tecnologia e Inovação.

“Além da geração de emprego e renda, que é uma das prioridades do governador Rui Costa, o que temos hoje é uma mudança de mentalidade, com a verticalização da lavoura cacaueira, com a produção de chocolate de qualidade, um processo em que o Sul da Bahia é único do mundo, indo da amêndoa ao chocolate”, disse  o secretário de Desenvolvimento Econômico Jaques Wagner.

O Governo do Estado, através do programa Bahia Produtiva, investiu até junho de 2017, R$ 13 milhões em 31 projetos de apoio à agricultura familiar no sul do estado, com recursos para melhorar o cultivo de cacau e a produção de chocolate. De acordo com secretário de Desenvolvimento Rural Jeronimo Rodrigues, é necessário focar na qualidade “e é importante permitir o acesso ao crédito e à assistência técnica, para agregar valor ao principal produto regional”. Para o secretário de Agricultura Vitor Bonfim, o sul da Bahia vive um período marcante. “Estamos vivendo o ciclo da agroindustrialização, gerando amêndoas e chocolates alto valor agregado. O Sul da Bahia deixa de ser apenas a região do cacau, para ser também a região do chocolate”, ressaltou.

O secretário de Ciência e Tecnologia Vivaldo Mendonça destaca que “estamos disponibilizando tecnologias para a qualificação das amêndoas, o processamento e o produto final. O festival é um importante instrumento para essa troca de experiências”.

A programação do Chocolat Bahia inclui workshops gratuitos de receitas à base de chocolate com renomados chefs do país, cursos de capacitação, debates sobre temas do setor, rodadas de negócios e palestras ministradas por especialistas internacionais, visitas a fazendas produtoras de cacau, exposição de esculturas de chocolate e shows musicais com artistas regionais.

Para o secretário do Turismo, José Alves, a associação entre a produção do chocolate e a cadeia produtiva do turismo tem tudo para gerar resultados ainda mais expressivos para ambos os lados. “A Rota do Chocolate será fortalecida com as obras da rodovia Ilhéus-Uruçuca, onde o visitante tem um tour completo”, disse.

Nas fazendas de cacau de Ilhéus é possível caminhar entre os cacaueiros na Mata Atlântica. O visitante percorre desde o cultivo da amêndoa até a produção do chocolate, passando pelo controle de qualidade e embalagem antes da  degustação. “Ao roteirizar o ciclo produtivo das fazendas de cacau até as fábricas de chocolate, estamos consolidando um produto turístico único, associado à relevância cultural da região, cenário das obras de Jorge Amado", enfatizou José Alves.

O coordenador do Chocolat Bahia, Marco Lessa diz que “o evento tem o papel de estimular a verticalização da produção, com o surgimento e novos empreendedores. O cacau pode ser o fruto de ouro, desde que seja transformado em chocolate de qualidade e o Sul da Bahia deve assumir esse protagonismo. Sem o apoio do Governo do Estado, esse evento não teria a dimensão que adquiriu e a cada ano vemos o surgimento de novas marcas, ampliação dos negócios”.

A abertura do Chocolat Bahia contou com as presenças dos secretários estaduais Jaques Wagner (SDE), Jeronimo Rodrigues (SDR), Vitor Bonfim (Seagri), Vivaldo Mendonça (Secti), José Alves (Setur) e do superintendente da Secult, Alexandre Simões.

Congresso da micro e pequena empresa vai debater simplicação de políticas

Domingos Matos, 25/05/2017 | 00:00

Será realizada na próxima sexta-feira (26), o VIII Congresso Norte/Nordeste da Pequena Empresa, evento que reunirá no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC) profissionais da área empresarial, pequenos agricultores, contadores, estudantes, vereadores e prefeitos para debater o tema “Políticas Públicas para o desenvolvimento dos pequenos negócios – Simplificar para crescer”. A abertura oficial será às 14 horas, com palestras técnicas e motivacionais voltadas para o empreendedorismo.

O evento será realizado pela Associação das Micro, Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais do Estado da Bahia (Ampesba), juntamente com o Sebrae e a Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais (Conampe).

De acordo com a programação: às 14 horas será a abertura oficial, seguida da primeira palestra “Linhas de créditos do Banco do Nordeste”; às 15h30 o tema abordado será “As vantagens de ser MEI”, e às 16 horas haverá palestra sobre “Licitações Públicas (como vender mais e melhor). Às 17 horas uma parada para um café, às 17h30min palestra sobre “Cidade Sustentável (coleta seletiva de lixo)”, e às 18h30min palestra sobre “Liderança: os perfis comportamentais de um líder”. Por fim, às 19h30min a palestra motivacional “Você pode mais”.

O prefeito Fernando Gomes será homenageado com o título de “Prefeito Empreendedor”. “Sinto-me honrado em receber este título, porque também apresenta-se como um estímulo os gestores continuarem na luta por melhorias dos municípios”, comentou o prefeito.

O presidente da Ampesba, Valdir Ribeiro, explica que o título de Prefeito Empreendedor que será concedido a Fernando Gomes “é um reconhecimento às ações empreendedoras que ele realizou ao longo de sua vida pública e em função dos projetos que pretende implementar nesta gestão”.

Entre os apoiadores do evento estão  a Prefeitura de Itabuna, FICC, FTC, UESC, Banco do Nordeste, Projeta, Jet Print e Governo da Bahia. Os interessados podem participar do congresso gratuitamente, e ainda terão direito a certificado de participação que será entregue no encerramento dos debates. Informações sobre inscrições podem ser obtidas pelos telefones (073)98886-1436 e 99178-3684.

Nazal defende mais união dos municípios para consolidar desenvolvimento regional

Domingos Matos, 23/03/2017 | 00:01

Ao participar do lançamento do Programa Líder, iniciativa do Sebrae e da Frente Nacional dos Prefeitos, em parceria com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e Associação Brasileira dos Municípios (ABM), o vice-prefeito de Ilhéus e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal, defendeu a importância de mais união entre os municípios que integram o Território Litoral Sul na busca pela consolidação do desenvolvimento regional.

Ilhéus foi a primeira cidade do interior baiano a conhecer o programa e, de acordo com o superintendente do Sebrae Bahia, Adhvam Furtado, essa conquista se dá graças ao potencial, a organização e a importância econômica que a região tem. Nazal participou do lançamento ao lado de lideranças públicas, privadas e representantes do terceiro setor da região sul da Bahia. Estiveram presentes também os secretários Paulo Sérgio dos Santos (Indústria e Comércio) e Alcides Kruschewsky (Comunicação).

Estratégia coletiva - O objetivo do Programa Líder, segundo a gerente regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, é pensar estrategicamente o desenvolvimento sustentável da região, através do estabelecimento de uma aliança que faça convergir interesses de todos nas prioridades identificadas na área em sinergia com as políticas de Estado e do Governo Federal.

Durante o lançamento, que aconteceu ontem (21), no auditório do Hotel Aldeia da Praia, litoral sul de Ilhéus, o vice-prefeito José Nazal destacou ainda que o Território Litoral Sul é composto por 26 municípios, mas metade da população se concentra em Ilhéus e Itabuna, municípios que também detém “muito mais da metade da receita”.

No entanto, destacou Nazal, os dois maiores municípios regionais pouco participam dos debates e não integram sequer o Consórcio da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc). “A região passa pela necessidade de os políticos, governantes e das pessoas em geral, se despirem da vaidade pessoal e pensar conjuntamente o processo de desenvolvimento regional focado em iniciativas de desenvolvimento coletivo e de sustentabilidade”, afirmou.

Edital investe R$ 200 mil em ações de empoderamento feminino

Domingos Matos, 08/03/2017 | 21:38

Na data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Governo do Estado abre inscrições para a iniciativa que vai investir R$ 200 mil em dez projetos que contribuam para fomentar a autonomia, empoderamento, promoção e defesa dos direitos das mulheres. Organizações da sociedade civil podem inscrever no edital Março Mulheres 2017 - Produção Cultural Feminina e Inclusiva até 7 de abril. 

Promovido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), o edital engloba ações de capacitação, como oficinas e rodas de diálogo, além de feiras de inclusão sócio produtiva e aquisição de equipamentos para pequenos empreendimentos. Segundo a coordenadora de autonomia das mulheres da SPM, Michele Fraga, para participar, as organizações devem manter uma relação com o tema. 

“Temos projetos de agenda de trabalho decente, aula de dança, de capoeira, entidades de mulheres em comunidades rurais e muitas outras. As associações não precisam ser exclusivamente de mulheres, mas precisam, na descrição de atividades, estar relacionadas à autonomia e ao enfrentamento da violência”, explica Michele. As inscrições devem ser feitas na sede da SPM, na Avenida Tancredo Neves, em Salvador, ou através do envio da documentação pelos Correios. 

Capacitação

Organizações contempladas no edital de 2016 também podem participar, como o Centro de Estudos e Assessoria Pedagógica (Ceap), selecionado com o 'Projeto Político Pedagógico nas Escolas Municipais Parceiras do Ceap e o Empoderamento de Mulheres'. Em parceria com a Universidade Federal da Bahia (Ufba), as aulas do projeto começaram nesta quarta-feira (8), com o objetivo de capacitar gestores de escolas infantis públicas de Salvador a partir de temas como diversidade, questões de gênero, combate à discriminação e respeito às mulheres. 

Segundo a coordenadora da capacitação, professora Denise Guerra, o objetivo é sensibilizar os gestores para que eles levem os assuntos para as unidades escolares. “Queremos atingir essas escolas de forma abrangente, porque são questões que envolvem as famílias, os estudantes, os funcionários e os professores”. 

Feira e debates

A Associação Educativa e Cultural Didá também foi selecionada em 2016, com a 'I Feira Empreendedora da Didá'. O evento reuniu cerca de 50 mulheres, que apresentaram seus trabalhos e também discutiram o espaço das mulheres na sociedade. A associação vai se inscrever mais uma vez neste ano, em busca de atingir mais pessoas. 

“Essa iniciativa é fundamental porque as mulheres estão em todos os espaços, fazendo diferença, e precisam de caminhos para realizar. Foi isso que o edital nos proporcionou em 2016. No nosso caso da Didá, que trabalha com a mulher negra, o edital é necessário e bem-vindo. Esse tipo de parceria possibilita uma transformação social na vida dessas pessoas”, afirma a coordenadora de projetos da Didá, Viviam Caroline. Mais informações sobre o Março Mulheres 2017 estão disponíveis no site da SPM (http://www.mulheres.ba.gov.br). 

Fotos: Camila Souza/GOVBA

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.