CMVI

Tag: educacao

Estado nomeia mais 277 professores e coordenadores pedagógicos aprovados no concurso público da Educação

Domingos Matos, 18/07/2019 | 13:26

O Governo do Estado publicou, na edição desta quinta-feira (18) do Diário Oficial do Estado (DOE), a nomeação de 277 novos servidores aprovados no concurso público para a rede estadual de ensino. Os profissionais nomeados têm 30 dias, a partir desta quinta-feira (18), para tomar posse. Os que foram alocados em Salvador devem comparecer à sede da Secretaria da Educação do Estado, no Centro Administrativo, na Coordenação de Provimentos e Movimentação (sala 138). Já os que foram designados para cidades do interior tomam posse no seu Núcleo Territorial de Educação (NTE). Depois de empossados, eles serão encaminhados para as escolas.

Esta é a terceira nomeação do certame e contempla 260 professores e 17 coordenadores pedagógicos. Destes, 70 profissionais serão alocados na capital e os outros 207 irão atuar no interior baiano. As nomeações foram realizadas dentro do quantitativo de candidatos aprovados correspondente ao número de vagas ofertadas em edital. A distribuição dos candidatos ficará a cargo da Secretaria da Educação. Lançado em novembro de 2017, o referido concurso público ofertou 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos e representa mais uma das ações adotadas pelo governo do Estado de valorização da carreira do magistério público estadual. Foram inscritos 103,5 mil candidatos, com mais de 41 mil habilitados.

Os professores e coordenadores pedagógicos que já tomaram posse, anteriormente, falam sobre a importância da carreira para o magistério público estadual, a exemplo da professora de Língua Portuguesa, Ionara Paula Sampaio da Hora, que foi a primeira colocada para Salvador e designada para lecionar no Colégio Estadual Dionísio Cequeira, no Alto de Santa Cruz. “Eu sempre quis entrar na rede pública. Me formei na Uneb e me sentia na obrigação desta devolutiva para a sociedade. Foi muito significativo ser a primeira aprovada, ver meu nome na lista. Estou felicíssima e realizada, porque este concurso representa a estabilidade, de você não se sentir tão vulnerável. Temos uma perspectiva de seguir carreira, de ter um crescimento profissional”, atestou na ocasião da sua nomeação.

Nas escolas, os novos coordenadores pedagógicos foram recepcionados pelos gestores, que promovem a integração com a comunidade escolar. Foi o que aconteceu com a coordenadora pedagógica Jurema Santos, que foi recebida pela diretora Ivani Teles, do Colégio Estadual Eduardo Bahiana, no bairro de Cajazeiras, em Salvador. “A figura do coordenador pedagógico na escola é fundamental, e não tínhamos. Ele é uma profissional responsável pela articulação, se tornando um elo de ligação das estratégias pedagógicas. Jurema chegou para acrescentar no trabalho da gestão a partir de sua competência para uma leitura pedagógica do processo de ensino e aprendizagem, especialmente neste momento de construção do currículo do novo Ensino Médio”, destacou a gestora.

Programa Novo Mais Educação inicia em Itabuna com 1.020 estudantes

Domingos Matos, 17/07/2019 | 10:30

Foi iniciado na última segunda-feira (08), na Rede Municipal de Ensino de Itabuna, as atividades do Programa Novo Mais Educação (PNME), financiado pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação. Atendendo a cerca de 1.020 estudantes, as atividades do programa alcançam as escolas Margarida Pereira (Pedro Jerônimo), Lourival Oliveira Soares (Ferradas), CAIC Jorge Amado (Jardim Primavera), IMEAM (Centro), além da Escola Municipal do Campo Zacarias Dantas (Mutuns).

A secretária municipal da Educação de Itabuna, professora Nilmecy Gonçalves, explica que essas escolas tiveram as atividades iniciadas por se tratarem das unidades que já dispunham de verbas para efetivação do programa, desde dezembro de 2018.

“A oferta do PNME está respaldada na meta 6 do Plano Municipal da Educação (Lei 2320/2015), em consonância com o Plano Nacional da Educação (Lei 13.005/2014), no que concerne à oferta da Educação em Tempo Integral, ampliando a carga horária do aluno na escola de 4 para 7 horas diárias”, explicou a secretária.

Pelo programa, estão sendo oferecidas no turno oposto aos dos estudos regulares dos alunos, oficinas de Arte, Cultura, Esporte, Tecnologias, Educação Ambiental, além das oficinas obrigatórias de Língua Portuguesa e Matemática.

Para efetivar o programa, a Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME) selecionou 16 mediadores para as áreas de Língua Portuguesa e Matemática e 20 facilitadores que realizam as demais oficinas, sendo que a maioria se concentra em aulas de dança, informática, música, teatro, capoeira, judô e recreação.

A SME espera, ainda em 2019, ampliar o programa para mais unidades escolares, assim que for disponibilizada a adesão pelo Governo Federal.

Secretaria da Educação reúne em Itabuna educadores para formação do Novo Ensino Médio

Domingos Matos, 15/07/2019 | 14:40

Com o objetivo de discutir a implementação do Novo Ensino Médio na Bahia, a Secretaria da Educação do Estado realiza, nestas terça e quarta-feira (16 e 17), às 8h30, no Colégio Estadual Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, mais uma formação sobre a temática.  No encontro, estarão presentes representantes de 120 escolas-piloto dos Núcleos Territoriais de Educação de Itabuna (NTE 05), Teixeira de Freitas (NTE 07), Itapetinga (NTE 08), Jequié (NTE 22) e Eunápolis (NTE 27). A formação já foi realizada nos polos formativos de Seabra, Feira de Santana e Salvador.

Na formação serão discutidas questões como alinhamento da compreensão sobre o Novo Ensino Médio; atividades de trocas de experiências entre as escolas-piloto, oficinas para o mapeamento dos parceiros locais; e, também, discussões sobre a distribuição da carga horária entre formação geral (BNCC) e os itinerários formativos da rede estadual de ensino para a composição e materialização do Referencial Curricular do Estado da Bahia - etapa do Ensino Médio. 

O Novo Ensino Médio será implementado a partir de 2020 até 2025 em todos os Estados e tem o objetivo de melhorar o desempenho dos estudantes, ofertando itinerários formativos por Área do Conhecimento, Integrados ou de Formação Profissional e Tecnológica. A medida atende à determinação do Governo Federal, por meio da Lei  nº 13.415 de 2017, que altera alguns artigos da LDB, para a implementação do Novo Ensino Médio e cumprimento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Uma das principais mudanças do Novo Ensino Médio diz respeito à participação ativa dos estudantes em todo o processo, seja  por meio da escuta das suas demandas e interesses quanto da escolha dos itinerários formativos, com a possibilidade, inclusive, da oferta de unidades curriculares eletivas. Estas iniciativas têm como objetivo formar cidadãos autônomos, responsáveis e aptos a materializarem seus projetos de vida. 

Na prática, parte da carga horária do currículo será destinada aos componentes curriculares propedêuticos e parte da carga horária será destinada aos novos pilares da aprendizagem, com unidades curriculares que estimulam a autonomia e o protagonismo estudantil, a exemplo de projetos de vida. Lembrando que todo o currículo precisa estar integrado com práticas pedagógicas que integrem teoria e rática, conhecimentos tradicionais e científicos, mediados por práticas pedagógicas que envolvam, ativamente, os estudantes.

 

Recadastramento de inativos da Educação entre na reta final

Domingos Matos, 08/07/2019 | 18:17

Termina no final do mês de julho o prazo para recadastramento dos servidores inativos da Secretaria da Educação do Estado. Nos dois primeiros meses da ação, encabeçada pela Superintendência de Previdência da Secretaria da Administração (Saeb), foram recadastrados 41.928 inativos em todo o estado, mais de 70% do total convocado. A Suprev pretende recadastrar aproximadamente 60 mil aposentados da pasta.

O procedimento pode ser feito em uma das 69 unidades do Centro de Atendimento Previdenciário (Ceprev), abrigadas em Postos e Pontos SAC da capital e interior, além do SAC Servidor, que atende no Multishop Boca do Rio, em Salvador. Ainda é possível realizar o atendimento por hora marcada em sete postos: Paralela, Salvador Shopping, Shopping da Bahia, Feira Centro II, Conquista II, Lauro de Freitas e SAC Servidor. O agendamento é feito no Portal SAC e pela plataforma do SAC Digital, disponível para aplicativo de celular e no endereço www.sacdigital.ba.gov.br.

Em todos os casos, é preciso apresentar documento de identidade oficial com foto atual (em bom estado de conservação), CPF e comprovante de residência atual (conta de água, luz ou telefone). Também é necessário apresentar o número do PIS e o título de eleitor, caso o aposentado os possuam, para atualização da base de dados do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial).

Na capital e Região Metropolitana são aguardados 5.389 inativos da Educação – com iniciais de N a Z. O escalonamento tem como objetivo atender ao cidadão com mais conforto e comodidade. Para os aposentados residentes no interior e fora da área de cobertura previdenciária, o período do recadastramento teve início em maio e será finalizado ao final do mês de julho.

Não responder ao chamado da Superintendência de Previdência incorre na suspensão de créditos, que serão retomados de forma retroativa tão logo o recadastramento seja efetivado. Mais informações podem ser obtidas pelo Portal do Servidor ou por meio do call center da Previdência Estadual: 0800 071 5353 / (71) 4020-5353.

Estudantes da Educação Profissional realizam Feira de Negócios da Carne do Sol em Itororó

Domingos Matos, 17/06/2019 | 19:20
Editado em 18/06/2019 | 06:45

A Praça do Festisol, localizado no centro de Itororó, a 109 km de Itabuna, está sediando a Feira de Negócios da Carne do Sol (FENESOL), que é promovida pelo Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Médio Sudoeste, unidade da rede estadual de ensino, no município. A FENESOL, que começou nesta sexta-feira e segue até sábado, tem o objetivo de dar visibilidade aos projetos desenvolvidos pelos estudantes e que têm como base a carne do sol, uma das grandes referências para a economia do Território de Identidade Médio Sudoeste.

Na praça, foram montados 15 estandes onde estão sendo apresentados e comercializados diversos produtos elaborados na cozinha do CETEP por estudantes do eixo tecnológico Produção Alimentícia. Entre as delícias estão empadas, quibes, hambúrguer gourmet, a linguiça de carne de sol, o escondidinho e o biscoite de carne do sol, que é uma das inovações do evento.  

A FENESOL conta com o envolvimento dos mais de mil estudantes do CETEP e de todos os cursos técnicos de nível médio ofertados, são eles: Administração, Agroindústria, Zootecnia, Meio Ambiente, Agroecologia, Enfereagem, Nutrição, Análises Clínica, Serviços Jurídicos e Informática. “Quem não está na elaboração dos produtos está, por exemplo, na divulgação, na elaboração de planos de negócios para os empreendedores da carne de sol, na consultoria jurídica ou prestando informações sobre o manejo da carne. Tudo isso é na perspectiva de aliar teoria e prática em um trabalho que envolve vários projetos em sala de aula desde o início do ano letivo. Esta vivência é essencial para o amadurecimento dos estudantes e para a aprendizagem efetiva da formação técnica”, destacou a coordenadora pedagógica do CETEP, Roberta Melo Pires.

A programação envolve ainda estudantes de mais de 13 escolas estaduais da área do Núcleo Territorial de Itapetinga (NTE 08), além de alunos das redes municipal e particular que participam de apresentações de quadrilhas e de outras manifestações culturais. Outro ponto alto da programação é a final do concurso MasterChef com pratos feitos com a carne do sol, neste sábado. Serão premiados os três primeiros colocados nas categorias: “Estudantes” e “Moradores”. Além dos moradores de Itororó, o concurso também é aberto para participantes de Ibicuí, Firmino Alves, Itapetinga, Nova Canaã e outras cidades da região. A comissão julgadora é formada por especialistas convidados e os vencedores receberão prêmios como eletrodomésticos diversos.

Para o estudante João Pedro, 3° ano do curso técnico de nível médio em Meio Ambiente., a FENESOL muda a rotina da cidade e é essencial para a formação profissional dos estudantes. “Podemos dizer que a cidade toda é impactada pela FENESOL, que é uma oportunidade para mostrar todos esses projetos do CETEP, além de ser um grande aprendizado para nós”, afirmou.

A diretora do CETEP, Sirlene Pereira, disse que além de fundamental para a formação dos estudantes, a FENESOL promove a integração da escola com todo o Território. “A FENSOL é um grande laboratório para os estudantes por que permite que eles tenham uma vivência profissional, além de ser uma grande oportunidade de aprendizado pelo resgate desta cultura da carne do sol de Itororó e do território, promovendo a integração com outras cidades da nossa região”, afirmou.

 

Mais informações

Sirlene Pereira - (73) 3265-1039 e (73) 99987-5980

 

Escolas municipais de Itabuna terão Novo Mais Educação a partir de julho

Domingos Matos, 14/06/2019 | 15:31
Editado em 14/06/2019 | 15:30

A Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME) inicia no ano letivo de 2019, através do Departamento de Educação Básica (DEB), o processo para oferta da escola em tempo integral, com o Programa Novo Mais Educação (PNME). Inicialmente, o programa estará inserido em cinco escolas, beneficiando cerca 600 estudantes do Ensino Fundamental (Anos Finais). 

Segundo a secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves, “este direcionamento do atendimento aos anos finais faz parte da proposta de fortalecimento da identidade dos alunos e elevação dos índices de aprendizagem deste segmento, aproveitando uma iniciativa do Governo Federal”, pontuou.

Com o início do PNME previsto para 3 de julho, os alunos beneficiados permanecerão nas unidades escolares por sete horas diárias, de segunda a sexta-feira, quando participarão das aulas regulares em um turno e, no outro, das cinco oficinas ofertadas e distribuídas da seguinte forma: duas obrigatórias (Língua Portuguesa e Matemática); e três de livre escolha (entre as de Arte, Cultura, Esporte e Tecnologia). 

As oficinas serão ministradas por monitores voluntários que participaram do processo seletivo específico para o PNME, realizado em março de 2018 pela SME. Para as escolas que começarão o programa e ainda não dispõem os monitores, a coordenação do PNME no município continuará com convocação dos selecionados em 2018. Contudo, será organizado um cadastro reserva para eventuais necessidades, com análise de currículo e entrevista. Os interessados devem entregar seus currículos no DEB/SME, que funciona no Centro Administrativo Firmino Alves (Prefeitura de Itabuna), na Avenida Princesa Isabel, 678 – Bairro São Caetano. O DEB receberá os currículos nos dias 19 de junho (próxima quarta-feira) e 25 de junho (terça-feira), no horário das 09h às 15h.

Professores da Educação Inclusiva revisam práticas pedagógicas para 2019

Domingos Matos, 11/06/2019 | 12:06

Num dos primeiros encontros de professores do ano letivo de 2019, os profissionais da área de Educação Inclusiva estiveram reunidos na última quinta-feira (06), na sede do Centro de Formação e Tecnologia Municipal (CFTM), da Secretaria Municipal da Educação (SME), com o objetivo de efetivar a revisão do documento que apresenta as diretrizes e orientações pedagógicas para essa área específica da Educação. 

Segundo a coordenadora das salas de recursos multifuncionais, professora Robermara França Souza Ribeiro (foto), “esse documento foi elaborado no ano de 2016 e, passados três anos, e tendo a própria Rede Municipal passado por mudanças no seu sistema de ensino, se faz necessário que também a Educação Inclusiva reveja as suas práticas, buscando atender da melhor maneira aos estudantes que perfazem o público-alvo das salas de recursos”, destacou a coordenadora. 

As salas de recursos multifuncionais são ambientes especialmente criados em algumas unidades escolares para atender aos estudantes que apresentam características que o colocam numa perspectiva diferenciada de aprendizagem: alunos autistas, alunos que apresentam déficit intelectual, etc. 

Atualmente, a Rede Municipal de Ensino possui 43 professores para o atendimento desse público e cerca de 30 salas de recursos, atendendo em 2019, quase 1.050 estudantes. 

A secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves, explica que o Departamento da Educação Básica (DEB) e o Departamento de Acompanhamento da Gestão (DAG) realizam uma série de avaliações que permitem identificar profissionais do magistério com características que os coloquem numa dimensão de sensibilidade capaz de atender aos estudantes sempre com muito cuidado, carinho e atenção. “São analisados o perfil do professor, os cursos na área e a experiência profissional”, disse a secretária. 

Como resultado do encontro, o grupo espera adequar para o ano de 2019 o documento orientador da Educação Inclusiva no âmbito da Rede Municipal de Ensino de Itabuna, atualizando-o com as novas perspectivas surgidas nos últimos três anos. O encontro foi iniciado na última quinta-feira (06), mas outras reuniões poderão vir a ser realizadas para cumprir, de maneira categórica e eficiente, a revisão completa do documento.

Escolas são mobilizadas para participar da Feira de Ciências, Matemática e Empreendedorismo

Domingos Matos, 30/05/2019 | 13:06
Editado em 30/05/2019 | 15:00

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está mobilizando as escolas estaduais para a realização das feiras escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo 2019 e, consequentemente, para a 8ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Para participar das feiras escolares, gestores, professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual precisam fazer a adesão ao projeto até esta sexta-feira (31), mediante preenchimento de formulário disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). No Portal, também estão disponíveis a chamada pública e o edital com todas as diretrizes para a participação dos estudantes e professores na 8ª FECIBA.

As feiras escolares acontecerão de 1º de agosto a 30 de setembro de 2019 e são compostas pela exposição e mostra de trabalhos realizados por estudantes sob a orientação de um professor. Os trabalhos selecionados nas feiras escolares deverão ser submetidos à 8ª FECIBA, no período de 1º a 20 de outubro. A FECIBA é considerada uma estratégia de divulgação e popularização científica, que envolve mostra de experiências e de estímulo ao protagonismo estudantil. Na atividade, os estudantes do Ensino Fundamental, do Ensino Médio e da Educação Profissional e Tecnológica, orientados por docentes, apresentam projetos desenvolvidos em sala de aula, que fortalecem o domínio de competências e habilidades nas diversas áreas do conhecimento.

Arte e cultura - Neste ano, a SEC, por meio da Coordenação Executiva de Projetos Estratégicos da Educação, amplia os horizontes e possibilidades tanto das feiras escolares quanto da FECIBA, incentivando interlocuções com diversos campos do conhecimento. Assim, além dos projetos de iniciação científica, as feiras incluirão aqueles desenvolvidos no âmbito dos projetos estruturantes e intersetoriais promovidos na rede estadual. São eles: Artes Visuais Estudantis (AVE); Festival Anual da Canção Estudantil (FACE); Tempos de Arte Literária (TAL); Educação Patrimonial e Artística (EPA); Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP); Dança Estudantil (DANCE); Encontro Coral (ENCANTE); Produção Vídeos Estudantis (PROVE); Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), Educação Ambiental e Saúde e Escolas Culturais. Todos os projetos a serem submetidos à FECIBA deverão estar enquadrados nas seguintes áreas: Ciências Exatas e Engenharia; Ciências Humanas e Ciências Sociais aplicadas; Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias; Empreendedorismo, Mundo do Trabalho e Projeto de Vida; Energia e Sustentabilidade e Júnior Menor. 

 

Itabuna: Colégio General Osório realiza projeto Educação Física e Saúde

Domingos Matos, 27/05/2019 | 14:29

Será realizado nesta terça-feira (28),  no Colégio Estadual General Osório, em Itabuna, o projeto interdisciplinar " Educação Física e Saúde: Novas perspectivas sobre a dependência química e física." O projeto culminará com uma sala ambiente com exposição do trabalho final realizado pelos estudantes do ensino médio. A sala funcionará com seminário, teste sensorial, exibição de documentários, gráficos, cartazes, dentre outros, envolvendo todas as turmas do colégio.

O evento, que acontece das  8 às 11 horas  e das 14 às 17 horas, é aberto à comunidade e faz parte   da filosofia  de uma escola com compromisso e responsabilidade social.

O projeto idealizado pela professora de Educação Física Mayllena Carvalho, surgiu como meio de promoção de hábitos saudáveis através da atividade física, buscando uma reflexão sobre o uso de drogas e anabolizantes no organismo. Além da Educação Física, são abordadas as disciplinas  Biologia, Química, Matemática e História.
 

Sema e municípios definem agenda de Educação Ambiental no Litoral Sul

Domingos Matos, 23/05/2019 | 17:09

Representantes dos municípios do Território Litoral Sul, vinculados às Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Educação e Saúde criaram uma agenda de planejamento para a implantação da Política Educacional de Resíduos Sólidos, em conjunto com a Secretaria de Meio ambiente do Estado da Bahia – Sema, nesta quinta-feira (23), na sede da Amurc e do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul.

A iniciativa partiu do coordenador do plano de gestão integrada de resíduos sólidos do município de Ibicaraí, Saulo Araújo, que em parceria com o Consórcio Litoral Sul resolveram reunir secretários e técnicos que atuam nas secretarias municipais com a coordenadora na Diretoria de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente do Estado – Sema, Silvana Canário, para sensibilizá-los quanto a importância do tema.

Nesse contexto, a função da Sema é de contribuir para o planejamento dessa agenda e fomentar a educação dentro do processo de elaboração do Plano de Resíduos Sólidos, que vai ser construído a partir do Consórcio. “Primeiramente, iremos implementar essa política de educação ambiental dentro de todos os municípios da Bahia, e, a partir dessa política desdobrar as ações para resíduos sólidos”, destacou Silvana.

A proposta é trabalhar com os diversos públicos possíveis e com vários municípios para ser feita uma construção coletiva. A iniciativa visa desenvolver uma metodologia especifica para alcançar o máximo de pessoas possíveis dentro da temática de resíduos sólidos. “Para isso, os municípios devem encaminhar um representante para que cada um tenha o olhar particular, do próprio município”.

Para o coordenador executivo do Consórcio, Luciano Veiga, a ação é o primeiro passo estruturante para desenvolver a política de gestão de resíduos sólidos na região, em atendimento a Lei dos Resíduos Sólidos 12.305 de 2010. “Para isso, iremos envolver o máximo de pessoas, a partir dos munícipes, bem como as escolas, para que a gente possa produzir menos lixo e que ele possa ter uma reutilização, através da reciclagem”, pontuou.

SESI oferece mais de 2 mil vagas gratuitas para Educação de Jovens e Adultos

Domingos Matos, 23/05/2019 | 08:07
Editado em 23/05/2019 | 07:59

O Serviço Social da Indústria (SESI Bahia) está com 2.364 vagas gratuitas abertas para Educação de Jovens e Adultos (EJA) em todo o Estado. 

As oportunidades são destinadas para Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano) para quem tem mais de 18 anos. Os cursos são realizados na modalidade a Distância (EaD).

Os interessados podem se matricular presencialmente nas unidades Sesi onde os cursos são oferecidos: Salvador, Vitória da Conquista, Luis Eduardo Magalhães, Ilhéus, Eunápolis e Teixeira de Freitas. 

Para se inscrever, os interessados devem se dirigir a estes locais, levando RG, CPF, comprovante de residência e histórico escolar. Os endereços das unidades e outras informações estão disponíveis no site da instituição. 

Itacaré busca apoios em Brasília para projetos na área de educação

Domingos Matos, 16/05/2019 | 09:39

Buscar cada vez mais apoios de lideranças políticas e órgãos governamentais para que possam ajudar a alavancar e melhorar ainda mais a educação em Itacaré. Esse é o objetivo do prefeito Antônio de Anízio, que esta semana encaminhou para Brasília a secretária de Educação, Eliane Camargo, e a diretora pedagógica, Jamile Sousa, para importantes audiências e reuniões com deputados federais, diretores de fundações e dirigentes de Ministério da Educação.

Um dos encontros das representantes de Itacaré foi com o coordenador geral de formação de gestores e técnicos da educação básica do Ministério da Educação, José Roberto Ribeiro Júnior, onde solicitaram o apoio visando a qualificação e o aperfeiçoamento dos profissionais que atuam na área da educação. O coordenador do Ministério da Educação destacou a importância da Prefeitura de Itacaré estar atenta para a melhoria da educação básica e já garantiu que irá disponibilizar para o município o curso de formação continuada Escola para Gestores.

Ainda em Brasília Eliane Camargo e Jamile Sousa se reuniram com o deputado federal Márcio Marinho (PRB) onde apresentaram propostas de emendas parlamentares voltadas para a educação, principalmente no tocante a melhoria dos transportes escolares. Márcio Marinho parabenizou pela iniciativa e já garantiu o apoio, afirmando que a educação é uma das prioridades do seu mandato e Itacaré tem se destacado por investir na melhoria da qualidade do ensino.

Também por solicitação do prefeito Antônio de Anízio, as representantes da educação de Itacaré participaram do encontro Mais Brasil: FNDE em Ação pela Educação – Prefeituras, um evento eu teve a proposta de capacitar os participantes sobre os programas da Autarquia e prestar atendimento individualizado para solução de problemas pontuais.

O evento contou com a participação de cerca de 200 gestores e técnicos de prefeituras envolvidos na gestão dos programas educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e Itacaré, segundo explicou a secretária Eliane Camargo, tem buscado cada vez mais as orientações sobre a execução dos programas educacionais gerenciados pelo Governo Federal, a correta utilização desses recursos repassados e de que forma isso pode refletir na melhoria da educação no município.

 

Itacaré vai discutir políticas para a educação quilombola

Domingos Matos, 14/05/2019 | 12:17

Itacaré vai realizar o I Seminário de Educação Quilombola, no dia 17 de maio, das 8 às 14 horas, na comunidade do Fojo. O evento tem como tema “Políticas Públicas para a Educação Quilombola” e o objetivo é ampliar o debate sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola e o papel da escola e da sociedade para a implementação da educação cada vez melhor para as relações étnico-raciais,

A realização do evento é da Prefeitura de Itacaré, através das secretarias de Educação e Comunicação, e vai contar com a participação das comunidades quilombolas do Fojo, Santo Amaro, Porto de Trás, Oitizeiro, Serra de Água e João Rodrigues, além dos profissionais da área de educação. A proposta é acolher professores, estudantes, assistente social, pedagogos e lideranças quilombolas para juntos promover os valores sócio-histórico-culturais e pedagógicos das populações afro-brasileiras, além de identificar os desafios encontrados em Itacaré para implementação da Educação Escolar Quilombola

A secretária municipal de Educação, Eliane Camargo, explica que o seminário contará com uma metodologia rica em palestras, rodas de conversas, apresentação de trabalhos, oficinas e mesas de diálogos para o compartilhamento de saberes ancestrais e avançar cada vez mais na educação quilombola. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, considera o evento como um importante momento para abordar a memória, contribuições e história dos quilombos no Brasil, em especial no município e discutir com a comunidade sobre a educação escolar quilombola e o quilombo sob os olhares da sociedade.

Secretaria da Educação da Bahia discute parceria com a UNICEF para a Busca Ativa de crianças fora da escola

Domingos Matos, 14/05/2019 | 10:31

A secretaria da Educação do Estado da Bahia promoveu, na segunda-feira (13), de uma reunião com representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com o objetivo de discutir parcerias para a implementação da Busca Ativa de crianças e adolescentes que estão fora da escola. O encontro, realizado na sede da Secretaria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), contou com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

O secretário Jerônimo Rodrigues falou que esta parceria potencializa o regime de colaboração entre o Estado e os municípios para fortalecer as políticas educacionais. “Já tivemos uma agenda de preparação com o UNICEF, em Brasília e, hoje, com o Escritório Regional da Bahia e Sergipe, para tratarmos da Busca Ativa, pois estes estudantes que estão fora da escola, por diversos motivos, precisam ser buscados para participar de um processo de aprendizagem. Nesse sentido, faz parta dessa agenda, o regime de colaboração, pois não é só o público da rede estadual, é da rede municipal e, inclusive, da rede particular. Outro assunto abordado foi um selo UNICEF para os municípios que fazem um trabalho de educação com qualidade. Então, tudo que nós estamos trabalhando é com o regime de colaboração com os consórcios municipais, com o colegiado territorial, com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), com a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) e as universidades”, destacou.

A coordenadora do escritório da UNICEF na Bahia e Sergipe, Helena Oliveira, falou das perspectivas da parceria com a Secretaria. “Essa reunião tem a ver com os propósitos de impulsionar, ainda mais, a Bahia nos seus indicadores de Educação, seja no Ensino Fundamental ou no Ensino Médio, de melhorias desses indicadores. O UNICEF está aberto para esta colaboração, para que possamos impulsionar as nossas estratégias de Busca Ativa Escolar e Trajetórias de Sucesso Escolar, por meio do Selo UNICEF”, afirmou.

A oficial de Educação do UNICEF, Julia Ribeiro, destacou que a parceria visa a inclusão das crianças e adolescentes no processo educacional. “Estamos trabalhando numa sinergia de agenda para que o Estado possa, efetivamente, implementar a Busca Ativa Escolar em um regime de colaboração com os municípios, para a identificação das crianças e adolescentes que estão fora da escola, garantindo que elas sejam identificadas e rematriculadas. É importante ampliar este olhar para as crianças que, de alguma forma, estão invisibilizadas pelas políticas públicas e, para isso, nós precisamos trabalhar em uma articulação de políticas públicas, na perspectiva de intersetorialidade. Outra questão discutida foi a situação de meninos e meninas em situação de distorção da idade série, ou seja, que estão na escola com dois ou mais anos de atraso escolar”, acrescentou.

 

Secretaria da Educação do Estado convoca 147 professores indígenas - 48 para o NTE-5

Domingos Matos, 10/05/2019 | 15:47
Editado em 10/05/2019 | 15:47

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou no Diário Oficial do Estado, desta sexta-feira (10), a lista com a convocação de 147 professores indígenas, que participaram dos processos seletivos realizados em 2017 e 2019. Desses, 48 serão lotados na circunscrição do Núcleo Territorial de Educação - 05 (NTE-5), nos municípios de Buerarema e ilhéus.

Os professores serão contratados temporariamente, em caráter emergencial, pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). A lista dos convocados está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

A seleção atende a uma reivindicação do movimento indígena e contribui para fortalecer a Educação Escolar Indígena que, conforme a Política Nacional de Educação Escolar Indígena, busca efetivar o direito dos povos indígenas a uma educação de qualidade, valorizando a pluralidade cultural e a identidade étnica. A Bahia tem 22 etnias e a rede estadual de ensino conta com 6.945 estudantes indígenas, em 27 escolas indígenas e 48 anexos.

Os convocados devem comparecer nas sedes dos Núcleos Territoriais de Educação aos quais estão vinculados os municípios para os quais foram aprovados. Os professores devem apresentar, no prazo de dez dias úteis, a partir desta sexta-feira (10), a original e fotocópia de documentos, como carteira de identidade, CPF e certidão de nascimento ou de casamento, se for o caso.

Vá direto para a lista completa clicando AQUI

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.