Tag: ex-vereador

Câmara abre movimento de união por Região Metropolitana do Sul da Bahia

Domingos Matos, 21/11/2019 | 07:01

O clima de mãos dadas e palavras de consenso predominou na reunião em defesa da Região Metropolitana do Sul da Bahia, promovida na terça-feira (19), no Plenário da Câmara de Vereadores de Itabuna. Como anfitrião e entusiasta da causa, o presidente do Legislativo, Ricardo Xavier (Cidadania), sublinhou a importância de uma luta sem divisões de cunho político-partidário.

“Como Ilhéus e Itabuna, as duas maiores cidades, não conseguem desenvolver ações em conjunto? Na região, cidades com potencial no turismo, na agricultura, no comércio. Então, esse movimento não pode ser do partido A, partido B, cidade A ou cidade B. Tem que ser todos os prefeitos, vereadores, entidades, todos unidos. Essa apresentação aqui é para a gente ganhar soldados por um exército. Que dessa forma a gente convença o governador Rui Costa, que tem sido uma presença constante em nossa região”, disse, sobre a primeira instância antes do pleito chegar à Assembleia Legislativa.

A primeira discussão deste recomeço contou com a parceria da AMURC (Associação dos Municípios do Sul, Extremo-sul e Sudoeste), representada pelo secretário executivo, Luciano Veiga; e da ACSULBA (Associação de Câmaras do Sul da Bahia), com a presença do diretor e ex-vereador ilheense Joabs Ribeiro.


“Grande caminhada”
Veiga apresentou linhas gerais do que se pretende buscar, sempre destacando elementos considerados cruciais para ver legitimada uma Região Metropolitana que tenha a cara da região, e não algo vindo “de cima para baixo”. Entre tais pontos estruturantes, aeroportos, institutos de educação, policlínica, universidades e associações sólidas.

Uma das especificidades a defender é um apoio para os municípios circunvizinhos às 13 cidades componentes da pretensa Região Metropolitana – hoje com 600 mil habitantes. “Estamos rediscutindo e trazendo um nivelamento, trazendo à tona o que foi discutido até agora e qual é a pretensão do que queremos. É um trabalho que será modelado e apresentado ao governo do estado. Agradecemos o apoio da Câmara de Vereadores, para darmos esse primeiro passo de uma grande caminhada”, sintetizou.

Por sua vez, o advogado Joabs Ribeiro criticou a forma como ocorre o planejamento nos municípios sul-baianos, confessou esperar a continuidade do movimento ora iniciado e ressalvou: “Não entender a importância do cacau é dar um chute na história”.


Ação conjunta
Representando o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), o secretário de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Jerbson Moraes, reiterou que a cidade está aberta a ser parceira da causa e, inclusive, propôs que a próxima reunião sobre o mesmo tema ocorra lá. “Nossa região, que viveu muito tempo exclusivamente do cacau, sente a necessidade de ampliar as políticas públicas com relação a interesses comuns dos municípios. Se estivermos unidos, o custo dos investimentos pode ser bem menor”, reforçou.

Ex-presidente e hoje um dos diretores da Associação Comercial de Ilhéus, Nilton Cruz recorreu a números para lamentar a linha decrescente que a economia local seguiu. “No passado, o PIB da região chegou a mais de 60%. Nós construímos a Bahia e hoje temos 1,5%. Nossas cidades se completam; tem que parar com esse negócio de bairrismo”, assinalou.

O tom de comparação também permeou a fala do prefeito de Buerarema, Vinícius Ibrann (PSDB), que defendeu a ação conjunta para reerguer esta parte do estado. “Infelizmente, não pude acompanhar quando o cacau manteve todo o progresso da Bahia durante décadas. Mas, na história recente, só consigo compreender nossa região definhando. Temos que nos apegar a projetos inovadores, porque tudo que a gente tem vivido não está dando certo”, conclamou.


“Depende de nós”
Em nome do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, o procurador Luiz Fernando Guarnieri ressaltou o quanto é pertinente a discussão sobre criação da Região Metropolitana ter como norte a valorização, o desenvolvimento socioeconômico. “A partir do momento que nós consigamos minimizar essas vaidades regionais e pensar na região como um todo, direcionar as ações com um único viés de interesse, vamos conseguir desenvolver a região”, arrematou.

Subcomandante da Polícia Rodoviária Estadual, o Capitão Encarnação fez uma analogia entre o novo recorte da Bahia e a Polícia Militar, atualmente com mais comandos. “Acredito que é exitoso esse formato e a participação popular deve ser efetiva. Até os turistas cobram investimentos nesse sentido, por ver recursos naturais notórios na região. Já temos muito em recursos naturais; só depende de nós”, opinou.
A reunião contou com a presença de advogados; assessores parlamentares; atores; dirigentes partidários; jornalistas; vereadores e ex-vereadores; professores; servidores públicos, sindicalistas, taxistas, além de vários outros profissionais liberais.

Para concluir, devemos citar o presidente da subseção itabunense da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Edmilton Carneiro. Ele evidenciou riquezas para referendar a Região Metropolitana do Sul da Bahia: a Mata Atlântica, a proximidade com “o litoral mais bonito do Brasil” e o cacau. “Nós temos tesouros a explorar; não existe avião sem asa, Piu-piu sem Frajola, Ilhéus sem Itabuna. Precisamos de, no mínimo, união pra colocar os projetos em dia”, poetizou.

Comissões Técnicas da Câmara agilizam tramitação de projetos em Itabuna

Domingos Matos, 17/09/2019 | 15:02

As Comissões Técnicas do Legislativo Itabunense opinaram favoravelmente em quatro projetos de leis na últimasegunda (16). Atualmente, oito matérias aguardam parecer dos relatores no colegiado antes de subirem para a votação no Plenário. O presidente da Comissão de Legislação, Robinho, informou que seguirá o trâmite regimental, dando agilidade à apreciação das matérias.  

Na reunião passada, os vereadores acompanharam os relatores Pastor Francisco e Júnior Brandão em dois projetos de cunho meritório. De iniciativa, respectivamente, de Brandão e Ricardo Xavier, os projetos de leis transformam o Coral Cantores de Orfeu – da Igreja Católica – e o Grupo de Teatro Vozes em patrimônio imaterial de Itabuna.

Pastor Francisco e Babá Cearense manifestaram-se a favor de duas propostas sobre denominação de logradouros públicos: a de Júnior Brandão que denominou de Jorge Amado a Rua B do Bairro Jardim Grapiúna; e a de Aldenes Meira que propôs o nome “Carlito do Sarinha” – ex-vereador falecido em junho de 2019 – para a passarela sobre o Rio Cacheira.  

 

 

Gestão da saúde em Itabuna preocupa conselheiros e vereadores

Domingos Matos, 16/09/2019 | 16:39

Para o Conselho Municipal de Saúde de Itabuna – CMSI, o município vive um “problema crônico de gestão que não é exclusivamente [por falta] de financiamento”. Essa é a conclusão do relatório apresentado nessa quinta, 12, às Comissões de Saúde e Direitos Humanos do Legislativo itabunense. Os conselheiros cobram transparência e políticas duradouras para a pasta.   

Na Audiência Pública, o conselheiro Paulinho Silva denunciou, entre outras situações, a precariedade no atendimento da atenção básica, atrasos em pagamentos de funcionários e fornecedores, postos de saúde sem curativos, sem aferidor de pressão e insumos para diabéticos. “Falta resolutividade para esses problemas recorrentes”, lamentou o conselheiro.      

Da plateia, o ex-vereador Luís Sena declarou que “a saúde de Itabuna está doente, não por falta de verba.” Para ele é preciso “esclarecimento onde está sendo aplicado esse recurso.” A conselheira Sueli Dias, que atua junto a pacientes com câncer, pontuou que “eles sofrem calados e estão desacreditados a ponto de não procurarem mais as autoridades”.

Vereadores presentes à audiência manifestaram preocupação com as deficiências da saúde apontadas pelo Conselho. Apoiado por Enderson Guinho, Júnior Brandão e Chicão, Jairo Araújo defendeu a abertura de Comissão Especial de Inquérito para investigar e, se necessário, punir os responsáveis por mau gerenciamento dos recursos da Saúde.

“Apesar de auditorias que comprovaram desvios de milhões de reais, ninguém foi punido até agora. As pessoas estão morrendo”, declarou Guinho, que preside a Comissão de Saúde. “Temos que continuar apurando as irregularidades nos contratos na pasta da saúde visto que o prefeito cogita revisões contratuais e mais auditorias. A sociedade precisa saber o que está irregular”, frisou Jairo, de Direitos Humanos.
 

Morre em Itabuna o ex-vereador Carlito do Sarinha

Domingos Matos, 23/06/2019 | 22:51
Editado em 23/06/2019 | 22:52

O ex-vereador Carlito do Sarinha morreu neste domingo (23) no Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, onde estava internado há cerca de um mês se recuperando de um infarto. Carlito tinha 66 anos. Estava licenciado da presidência do Solidariedade e foi vereador por cinco mandatos em Itabuna. O velório será no SAF e o sepultamento acontece nesta segunda-feira (24), às 16 horas. (Com informações do Ipolítica).

Secretário anuncia na Câmara de Itabuna ações na Bananeira, após ouvir vereadores e moradores

Domingos Matos, 28/05/2019 | 14:36
Editado em 28/05/2019 | 18:34

O secretário de Administração de Itabuna, Dinaílson Oliveira, afirmou na tarde de segunda-feira, dia 27, que na próxima semana instalará gabinete itinerante na Bananeira para atender a comunidade, formada por cerca de quatrocentas famílias. “Só sairemos de lá depois que tiver uma melhora significativa”, declarou, durante a Sessão Especial da Câmara de Itabuna, que discutiu a questão que envolve os moradores daquela localidade, a Prefeitura e o Aeródromo Tertuliano Guedes de Pinho.

Para um plenário lotado, o secretário prometeu obras de terraplanagem, iluminação e pavimentação asfáltica. Dinaílson Oliveira reconheceu a falta de diálogo com a população da Bananeira durante a reativação do Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho. “Se erramos, estou pedindo desculpas”. Os moradores reclamam de restrição na mobilidade por terem sido impedidos de transitar a pé pela pista.

Em nome da comunidade, Robson Laranjeira também reivindicou intervenções na área de Saúde, como a presença de agentes comunitários e do SAMU, transporte escolar gratuito, saneamento básico, pavimentação. No âmbito da mobilidade, solicitou reforma de uma ponte que dá acesso ao bairro Lomanto e permissão para travessia pela pista “com supervisão e monitoramento em horários programados”.

Nesse sentido, o secretário de Segurança, Transporte e Trânsito, Coronel Gilberto Santana, explicou que, após a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil-ANAC, o entorno do aeroporto itabunense, que inclui parte da Bananeira, passou a ser considerado área de segurança. Coronel Santana ainda ressaltou que é crime expor aeronave a perigo ou dificultar a navegação aérea.

A Sessão Especial, que foi proposta pelo vereador Jairo Araújo, com apoio de Ronaldão, contou com a presença da Defensora Pública Elen Sallaberry Pinto; da advogada Aline Gomes, representante da OAB de Itabuna; de Joselito Oliveira Filho, representando o procurador do município, Luiz Carlos Guarnieri, e do ex-vereador Glebão.
 

Empresário preso em operação contra corrupção na Câmara de Ilhéus vai cumprir prisão domiciliar

Domingos Matos, 22/05/2019 | 07:31
Editado em 21/05/2019 | 21:22

O empresário Aedo Laranjeiras, sócio da empresa SCM, preso durante a "Operação Xavier", foi liberado para cumprir prisão domiciliar. Segundo os advogados de defesa, Laranjeiras foi liberado por causa de um tratamento de saúde, que vinha fazendo antes da prisão.

O empresário estava no Presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, junto com os outros quatro presos na operação. São eles: outro empresário, identificado como Cleomir Primo Santana, o ex-vereador e atual secretário de Agricultura e Pesca de Ilhéus, Valmir Freitas, que foi afastado temporariamente do cargo pela prefeitura; o vereador Tarcísio Paixão (PP); e o secretário-geral da Câmara, Paulo Eduardo Leal do Nascimento.

A operação Xavier foi deflagrada na semana passada para combater um esquema de corrupção na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Vereador alvo de operação contra corrupção na Câmara de Ilhéus se entrega e é preso; três investigados seguem foragidos

Domingos Matos, 18/05/2019 | 09:09

O vereador Tarcísio Paixão (PP), da cidade de Ilhéus, no sul da Bahia, teve mandado de prisão preventiva cumprido na sexta-feira (17) após se apresentar na Promotoria de Justiça do município. Ele é um dos alvos da "Operação Xavier", deflagrada na quarta (15) com o objetivo de combater um esquema de corrupção na Câmara.

Em contato com a reportagem, o advogado do vereador, Constantino Neto, informou que o cliente é inocente e que se entregou justamente para colaborar com as investigações. Segundo o Ministério Público, Tarcísio Paixão será transferido para o Presidio Ariston Cardoso, no município de Ilhéus.

Além do vereador, outras sete pessoas tiveram prisão decretada. Três delas foram presas na quarta-feira e outras três seguem foragidas. Os presos são dois empresários e o ex-vereador e atual secretário de Agricultura e Pesca de Ilhéus, Valmir Freitas, que foi afastado temporariamente do cargo pela prefeitura. (Com informações do G1)

 

Secretário municipal está entre presos em operação contra esquema de corrupção na Câmara de Ilhéus

Domingos Matos, 15/05/2019 | 19:05
Editado em 15/05/2019 | 20:17

O ex-vereador e atual secretário de Agricultura e Pesca de Ilhéus, no sul da Bahia, Valmir Freitas, está entre os três presos durante a "Operação Xavier", deflagrada nesta quarta-feira (15) na cidade. Com a prisão, ele foi afastado temporariamente do cargo na prefeitura, segundo informou a gestão.

Coordenada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), a ação teve como objetivo desarticular uma organização criminosa que atuava na Câmara de Vereadores de Ilhéus. Além de Valmir Freitas, dois empresários foram presos.

Os três tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos durante a ação. Outras quatro pessoas, que também tinham mandados de prisão, estão foragidas. Um vereador e sete servidores da casa legislativa foram afastados.

A operação foi deflagrada no início da manhã. Equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) e da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), atuaram na ação.

Além do cumprimento dos três mandados de prisão, os agentes também cumpriram dez de busca e apreensão, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus. O material, contando com celulares e documentos, foi encaminhado para o MP.

 

O que diz a Câmara

A Câmara de Vereadores de Ilhéus informou, por meio de nota, que a atual gestão que tem colaborado, nos limites da sua competência, com os requerimentos realizados pelo Ministério Público do Estado da Bahia até esta data. (Com informações do G1)

 

Legislativo interfere e prefeitura sinaliza manter parceria com o Ciso

Domingos Matos, 14/01/2019 | 15:36

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, sinalizou nessa segunda, 14, pela permanência da parceria com o Colégio Ciso, desde que haja redução nas despesas bancadas pelo Município. Um levantamento será feito pela Secretária de Educação, Ciso e Câmara Municipal para propor economia de despesas. Já na audiência, Ciso propôs redução de 20% no aluguel do imóvel. Outra alternativa será diminuir comissionados na escola.

Alegando dificuldades financeiras na Prefeitura, Fernando Gomes definiu como “constrangedor e desagradável” a necessidade de encerrar o contrato com o Ciso. Na audiência dessa manhã, intermediada pela Legislativo, FG recordou a ligação dele com o fundador do Ciso, o ex-vereador Josué Brandão (falecido em 1989). “Ele morreu [em Plenário] me defendendo” recordou Fernando.

Comentando o resultado da audiência, o presidente da Câmara, Ricardo Xavier (PPS) declarou que “o Ciso permanecer aberto é uma vitória para Itabuna”, ao mesmo tempo em que defendeu a revitalização do Imeam (colégio municipal sugerido pelo Governo para receber os alunos e funcionários transferidos do Ciso). “São duas instituições históricas muito importantes para nossa cidade”.

Dois estudantes discursaram emocionados em defesa do Ciso. Fernanda Santana, do 8º Ano, elogiou a boa localização geográfica da escola, o que permite a estudantes irem a pé para o colégio. A metodologia de ensino e espaço reservado à pratica de esportes (como natação) seriam outras vantagens do Ciso, na visão do estudante do 9º ano, João Ítalo Freitas.

Participaram da reunião as secretárias Maria Alice Pereira (Governo) e Nilmecy Gonçalves (Educação) e os vereadores Júnior Brandão (PT), Beto Dourado (PSDB) além do 1º Secretário da Câmara, Manoel Júnior (PV).

Setran - uma secretaria ou uma sereia?

Domingos Matos, 09/01/2017 | 23:02

Por Domingos Matos

O magnetismo que a Secretaria de Trânsito exerce sobre políticos, especialmente os com pretensões eleitorais, ainda está para ser explicado. Deve ser algo tão irresistível quanto o canto de uma sereia. Se não, vejamos.

O trânsito de Itabuna foi municipalizado sob a gestão de Geraldo Simões, entre 2001 e 2004. Ali, teve dois secretários, Ilton Cândido e Iruman Contreiras. Foi das poucas vezes que teve secretários que não tentaram se aventurar em candidaturas a cargos eletivos -- a outra exceção foi no governo Azevedo, como veremos adiante.

Voltemos à nossa linha do tempo.

No quarto governo de Fernando Gomes, entre 2005 e 2008, o secretário foi o vice-prefeito Capitão Azevedo. Candidato a prefeito na eleição de 2008, no qual saiu vencedor.

Governo Azevedo (2009-2012), o secretário Wesley Melo não tentou uma candidatura, assim como os dois na gestão Geraldo Simões #2.

Mas aí chegamos à administração de Claudevane Leite, de triste memória, que começou no longínquo ano de 2013 e se encerrou em dezembro último. Ia tudo bem na Settran, comandada pelo delegado Clodovil Soares, até que o bichinho da eleição picou o então diretor da FICC, Roberto José. Vane queria fazer frente ao PCdoB e permitiu que seu fiel escudeiro acumulasse duas funções tão díspares no governo: diretor de uma fundação que fometava(?) a cultura e a gestão do Trânsito e do Transporte. Em comum nesses setores, talvez, só a queda pelo ramo da serralheria, fosse para fabricar pontos de ônibus ou para distribuir parques infantis pelas praças da cidade. Mas isso é outro assunto.

Roberto José, todos sabem, levou a cabo o racha no governo Vane, que tinha um acordo -- declarado pelo PCdoB e nunca desmentido pelo prefeito -- de que em 2016 seria dele, PCdoB, a vez de disputar a prefeitura. Para bancar uma guerra dessas só mesmo estando onde? Na Settran, é claro! O resultado, todos sabemos, foi uma candidatura a vice-prefeito na chapa de Azevedo, totalmente a contragosto, na qual alcançou o terceiro lugar.

Além de Clodovil Soares e RJ, a Settran, sob Vane, ainda teve o ex-vereador Abraão Ribeiro e o pastor Valério Hafner -- que não se declararam candidatos em 2018 mas também não disseram que rejeitam a ideia.

Chegamos, por fim, ao atual governo. Nove dias de gestão e pela Settran já se passaram - entre pretensos, aclamados e nomeados - três secretários, caminhando para o quarto. O primeiro foi o conselheiro do Transporte Público Municipal, Zenisson Soares, segundo o blog Ipolítica. Isso correu no dia 2. Sabe como é, né? Cadeira vazia... No mesmo dia, a "solução": o servidor Benilson Messias foi aclamado secretário, mas não chegou a ser oficializado.

Para "encerrar" a confusão, o terceiro nome: Sérgio Gomes. Filho do prefeito, já chegou avisando que só ficaria até o próximo ano, porque planeja sair candidato a deputado estadual. Ou seja, a pasta já estava fadada a ter mais um titular, como de fato ocorrerá agora, após a exoneração de Sérgio Gomes, por força das pressões da imprensa e da opinião pública, via redes sociais, além de entidades como a OAB -- por falar nisso, cadê o Ministério Público, tão cioso que era na gestão de Azevedo e em alguns momento da era Vane?

Uma coisa esse blog já crava com certeza: o futuro ocupante -- de direito -- daquela cadeira não será candidato a nada antes de 2020. Pelo simples fato de que o secretário de fato, em que pese tenha sido exonerado do cargo, ainda ouve o canto da sereia e não desistirá da candidatura a deputado estadual.

Editor

Dez diplomados exercerão 1º mandato parlamentar em Itabuna

Domingos Matos, 13/12/2016 | 18:05
Editado em 13/12/2016 | 21:02

Dez dos 21 vereadores eleitos em Itabuna que a Justiça Eleitoral diplomou nessa segunda-feira, 12, nunca ocuparam mandato no Poder Legislativo do município.

Exercerão cargo eletivo na Câmara itabunense pela primeira vez: Charliane Sousa – única mulher da Legislatura - e Chicão (ambos do PTB), Zico (PTN), Babá Cearense e Junior do Trator (filiados ao PHS), Nel do Bar (PPS), Ninho (PR) – mais votado nas urnas, na foto à esquerda –, Alex da Oficina (PTC), Robinho (PP) e Enderson Guinho (PDT) – o caçula, com 22 anos de idade.

De outra parte, quatro ex-vereadores retornam à Casa de Leis a partir de janeiro: Ricardo Xavier (PPS), Manoel Junior (PV), Beto Dourado (PSDB), Milton Gramacho (PRTB) – este vai para o 5º mandato.  

Os demais parlamentares (que corresponde aos sete reeleitos) vão para o segundo mandato consecutivo. Aldenes Meire e Jairo Araújo (dupla do PCdoB), Pastor Francisco (PRB), Chico Reis (PSDB), Ronaldão (PMN), Antônio Cavalcanti (PMDB) e Junior Brandão (PT). O petista desempenhará o terceiro mandato legislativo – em 2001 foi vereador pelo PTB.

Suplentes

Também foram diplomados doze suplentes, quatro deles tentaram a reeleição: César Brandão (PPS), Joilson Rosa (SD), Glebão (PV) e Paulinho (PT). Igualmente poderão ser convocados para exercer a função de vereador na condição de substituto (temporário ou definitivo): Marcos Alpoim (PSDB), Erasmo Ávila (PHS), Gerônimo Fiscal (PTC), Gilson Sousa (PMDB), Edinho da Mala (PCdoB), Peloco (PP), Robson Riguad (PTB) e Sandra Rihan (PDT).

Cenário municipal inalterado

Domingos Matos, 04/04/2016 | 10:13

Por Raul Monteiro

Com o encerramento do prazo de filiações para quem vai concorrer em outubro próximo, o cenário municipal ficou mais claro, indicando poucas mudanças significativas no campo do prefeito ACM Neto (DEM), à exceção da filiação do secretário municipal de Urbanismo, Sylvio Pinheiro, ao PSDB, e das oposições, embora tenha crescido nos últimos dias a expectativa de que as forças oposicionistas poderão se articular com mais uma outra candidatura à sucessão. O nome que passou a ser discutido vem do PCdoB e poderia, eventualmente, substituir o da deputada federal Alice Portugal, colocada como pré-candidata comunista até o momento.

Trata-se da ex-vereadora Olívia Santana, que concorreu a vice na chapa do candidato petista em 2012, Nelson Pelegrino. Participando do jogo com Sargento Isidório, do PROS, Olívia pode se constituir no segundo pólo em torno do qual as oposições a Neto poderão se estruturar para enfrentá-lo, uma vez que o PT, partido do governador Rui Costa, vem dando mostras de que dificilmente vai poder concorrer com nome próprio às eleições majoritárias. A última esperança para o petismo participar da sucessão com algum nível de competividade extinguiu-se na semana passada.

Foi quando o senador Walter Pinheiro anunciou sua desfiliação da agremiação, depois de mais de 30 anos de militância ininterrupta, dirigindo críticas fortes ao governo da presidente Dilma Rousseff. Apesar das hesitação com que se comportou desde o princípio em relação a concorrer, Pinheiro chegou a ser pensado como a melhor alternativa para o PT não ficar fora do jogo em Salvador, admitindo, inclusive, pessoalmente, a idéia da candidatura em algumas conversas demoradas havidas com os articuladores do governo e o próprio governador Rui Costa.

O ingresso de Sylvio Pinheiro no PSDB o coloca efetivamente como uma alternativa mais forte para a escolha da vice de ACM Neto em meio ao grande contingente de pré-candidatos para o posto que aparecem no espectro governista. E obedece à avaliação de que, por causa do tempo de televisão de que dispõe, o partido tucano, junto com o PMDB, é o que mais agrega pontos numa composição para a sucessão com o DEM do prefeito, matéria em que as duas agremiações se sobressaem em relação, por exemplo, a concorrentes como o PPS e o PV, donos de espaços no horário eleitoral infinitamente menores.

No mais, nada foi alterado substancialmente no entorno de Neto com relação a suas opções para vice, cargo para o qual continuam em aberta postulação tanto Pinheiro, protagonista do lance mais ousado na área municipal neste cenário pré-eleitoral, quanto Luis Carrera, do PV, Bruno Reis e Fábio Mota, do PMDB, e Guilherme Bellintani, do PPS. No âmbito do petismo, partido que tem o controle do governo estadual e poderia ter outro interesse e desempenho nestas eleições na capital não estivesse sob tamanho desgaste e não visse Pinheiro escapar-lhe das fileiras, uma reunião esta semana deve aprofundar o que fazer.

(Artigo publicado originalmente no jornal Tribuna da Bahia)

Raul Monteiro é editor do site Política Livre

Loiola avoca para si a condição de ''homem-bomba'' - onde isso vai dar

Domingos Matos, 15/12/2011 | 09:16
Editado em 15/12/2011 | 10:12

O ex-presidente da Câmara Municipal de Itabuna, Clóvis Loiola, está chamando para si a condição de homem-bomba do esquema Loiolagate, papel que estava sendo exercido por outro suspeito, o ex-vereador e ex-chefe do setor de Recursos Humanos da Câmara, Kléber Ferreira, que é apontado como suposto líder do esquema que desembocou nesse rumoroso caso.

Loiola começou a montar seu discurso ainda em 2010, quando estourou o escândalo, e foi orientado pelo guru Carlos Burgos. Disse, à época, que nada sabia do escândalo porque nada sabia de política. "Fui manipulado, induzido a assinar coisas, porque sou iletrado", eis a essência do que disse à imprensa naquele ano.

O discurso não mudou, e agora acrescenta ainda a perseguição sócio-etnicorracial. "Querem me acusar porque sou pobre, sou negro e vivo na periferia", disse, em depoimento à TV Cabrália (veja no vídeo abaixo).

Entre uma queixa de perseguição e uma alegação de inocência política, Loiola dá alguns nomes - ou indica seus cargos, o que dá no mesmo - como sendo os dos verdadeiros responsáveis pelo escândalo de sua gestão. Uma hora ele fala no "primeiro-secretário", depois pincela com o "segundo-secretário", cita o "chefe das licitações" e até se refere ao "setor jurídico". E arremata: "eu só fazia assinar".

Ora, Loiola não é pobre, mora na periferia por opção política - sua casa é uma mansão entre outras muito mais simples, como pode ser visto no vídeo - e, se brincar, seus olhos verdes até lhe traem o discurso da negritude de conveniência. Outras - muitas - coisas estão por trás dessas suas falas aparentemente desconexas.

Sem mais delongas: novamente bem orientado, Loiola está criando as condições para se apresentar como um informante privilegiado e, assim, conseguir o benefício da delação premiada, em acordo com o Ministério Público e a Polícia Federal. O alvo ainda é o vereador Roberto de Souza que, por coincidência, é o "primeiro-secretário" a quem ele tanto se refere em suas entrevistas.

Confira:

PCdoB lança pré-candidaturas de Wenceslau e Davidson

Domingos Matos, 02/10/2011 | 09:09
Editado em 02/10/2011 | 10:35

conferência

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) realizou na última sexta-feira (30) uma Conferência Municipal para homologação dos pré-candidatos à Prefeitura Municipal de Itabuna. No evento, o PCdoB definiu, com base na unidade partidária, a manutenção dos nomes de Davidson Magalhães, diretor-presidente da Bahiagás, e de Wenceslau Júnior na disputa pela indicação à candidatura majoritária.

Davidosn Magalhães é o presidente da Bahiagás, já foi vereador e secretário municipal em Itabuna. Wenceslau é vereador do município pelo terceiro mandato consecutivo e foi o candidato a deputado estadual mais votado da cidade no pleito de 2010.

O ex-vereador Luís Sena foi retirado da disputa e, por conta da confiança do partido e da experiência do membro comunista, passa a ser o principal coordenador da campanha majoritária do PCdoB em Itabuna, e por aclamação eleito presidente do diretório municipal do partido.

Segundo divulga o PCdoB, essa decisão já faz parte da tática de afunilamento do partido, para que no início do próximo ano seja definido o nome que disputará as eleições municipais de 2012. A decisão final dependerá do capital político materializado pelo partido até o início do próximo ano (melhor avaliação nas pesquisas), levando em consideração a representatividade eleitoral e o leque de alianças, que fortalecerão o projeto alternativo para disputar a prefeitura do município.

Durante a primeira parte da conferência foram feitas diversas filiações, e, mais tarde, no ato público, foram apresentados também os pré-candidatos à Câmara Municipal de Vereadores, em reunião que lotou o Plenário Raimundo Lima, da Câmara Municipal, com a presença de pré-candidatos de outros partidos, políticos, líderes comunitários, professores e populares.

Entre os convidados estavam o presidente do PSDB local, José Adervan de Oliveira, o representante do PPS, Gilmar França, o representante da subseção local da OAB, Dr. Andirlei Nascimento, além de outros pré-candidatos a prefeitos: Marilene Duarte (PMDB), Roberto Minas Aço (PP), Acácia Pinho (PDT), Mendonça (PRP) e Thiago Souza (PSOL).

Time da proporcional

Na ocasião, o PCdoB também apresentou seu time de pré-candidatos a vereadores, composto por lideranças com atuação destacada no movimento social, sindical, comunitário, empresarial e profissionais liberais, entre outros. A pretensão é eleger pelo menos três vereadores em 2012.

Entre eles estão o coordenador da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) regional e membro da Federação dos Empregados do Comércio da Bahia (FEC), Jairo Araújo; o presidente da Cooperativa de Trabalho do Estado da Bahia (Cooteba), Aldenes Meira; a presidente do Conselho Municipal de Juventude de Itabuna (CMJ), Hélade Xavier; o coordenador do Fórum Estadual das Entidades Sindicais dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Endemias da Bahia e ex-candidato a deputado estadual, em 2008, Josivaldo Santos.

O ex-secretário de Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo de Itabuna, ex-diretor executivo da Câmara de Vereadores de Itabuna, economista, planejador e gestor de cidades, radialista e atual suplente de vereador, Rosivaldo Pinheiro; o presidente da Associação de Moradores do Mangabinha, Clovis Santos; o funcionário público aposentado pelo Banco do Brasil, ex-candidato a vereador, que recentemente trocou o Partido dos Trabalhadores pelo PCdoB, Carlinhos Cardoso, e diversas outras lideranças importantes do município.

Adilson José vai para o bairro Califórnia

Domingos Matos, 28/09/2011 | 17:58
Editado em 28/09/2011 | 18:03

adilsonLiderança no bairro São Pedro, o ex-vereador Adilson José vai fazer política no Califórnia. O homem será o gestor do posto de Saúde Alberto Teixeira Barreto, um dos maiores da cidade e um dos mais complicados em termos de atendimento à população.

Reclamação ali é o que não falta, e os problemas vão desde as filas madrugadas a fora até a roubo de equipamentos, como ocorreu semanas atrás, quando dali surrupiaram um bebedouro.

Mas, a indicação de Adilson para o cargo nada tem a ver com os superpoderes adminstrativos do ex-edil. Na verdade, o prefeito Azevedo busca apoio político e cada ação, de agora em diante, visa outubro de 2012.

Adilson josé, por sua vez, busca...

Bem, todos sabem o que um ex-vereador busca num cargo tão pouco expre$$ivo como esse.

As informações são blog Agora na rede

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.