Tag: facial

Foragido por estupro é preso com auxílio do Reconhecimento Facial

Domingos Matos, 12/09/2019 | 12:32

O sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública da Bahia chegou a marca de 56 foragidos capturados, na manhã desta quinta-feira (12), após a prisão de Cosme Conceição Castro, 45 anos. Foragido da Justiça pelo crime de estupro contra uma vítima com idade inferior a 18 anos, ele foi flagrado circulando em um dos pontos monitorados de Salvador.

Cosme passava de bermuda quadriculada, camisa da cor cinza e mochila quando o equipamento gerou um alerta com mais de 90% de semelhança. Uma dupla de PMs da Operação Cooper foi acionada e interceptou o suspeito.

Seguindo o protocolo de atuação, Cosme, que possui mandado de prisão expedido em março deste ano pela 1ª Vara dos Feitos Relativos aos Crimes Praticados contra Criança e Adolescente de Salvador, foi encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Com apoio da Polinter a identidade foi confirmada.

Após exames de corpo de delito, no Departamento de Polícia Técnica (DPT), Cosme ficará à disposição da Justiça.

 

Condenado por tráfico é o 50° flagrado pelo Reconhecimento Facial

Domingos Matos, 21/08/2019 | 09:23

O Sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública chegou, na manhã de ontem (20), ao 50° foragido da Justiça flagrado e preso. Com mandado de prisão em aberto pela comarca do município de Tucano e condenado por tráfico de drogas, Ataadson Cardoso de Almeida, 30 anos, acabou encontrado em Salvador.

Ele passou em um dos pontos da capital com câmeras da SSP. Um alerta foi gerado e equipes da Superintendência de Telecomunicações (Stelecom), no Centro de Operações e Inteligência (COI), fizeram acionamento da guarnição da PM mais próxima do fato.

Ataadson foi seguido e interceptado dentro de um escritório. O foragido foi encaminhado até a 6a Delegacia Territorial (DT/Brotas) que, com apoio da Polinter, realizou a constatação da condenação com a comarca de Tucano. O criminoso, em seguida, foi levado até o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para exame de corpo de delito e fica à disposição da Justiça.

"Chegamos a este número emblemático não somente por conta da ferramenta, mas, principalmente pelo empenho das nossas equipes da Stelecom, Sgto, polícias Militar, Civil e Técnica. Vamos avançar com esse sistema, buscando sempre combater a violência e o cumprimento das leis", destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

 

Foragido por tráfico é alcançado pelo Reconhecimento Facial

Domingos Matos, 19/08/2019 | 10:25

O sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública flagrou, na noite de sexta-feira (16), um foragido da Justiça por envolvimento com tráfico de drogas. Equipes da PM, em Salvador, foram encaminhadas até o local após alerta. 

Lucas Santos dos Santos, 24 anos, acabou detido e conduzido até a Central de Flagrantes, onde foi realizada a identificação humana. Depois da constatação os policiais civis cumpriram o mandado expedido pela Vara de Tóxicos de Salvador. 

Com este caso o Reconhecimento Facial da SSP alcança a marca de 49 pessoas identificadas e presas, na Bahia. 

 

Após reivindicações de vereadores, secretário garante ações imediatadas na segurança pública de Itabuna

Domingos Matos, 12/08/2019 | 14:31

Na manhã desta segunda-feira (12), os vereadores Charliane Sousa (PTB) e Enderson Guinho (PDT), estiveram representando o Poder Legislativo Municipal, em audiência com o Secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa.

Também se fizeram presentes, além do senador Otto Alencar (PSD), o Deputado Federal Paulo Magalhães, o ex-deputado estadual Augusto Castro e os representantes da Associação de Praças (APPMBA), Sargento Luciano e Cabo Valéria.

Na oportunidade, foram apresentados os índices de violência e as demandas do município, que vem sofrendo ondas de homicídios, assaltos e arrombamentos.

Em indicação entregue ao secretário, os vereadores também citam o baixo efetivo das Polícia Militar e Civil para melhor andamento das ações polícias, além do baixo desempenho do Ministério Público e do Judiciário, aumentando assim, o sentimento de impunidade. 

Também foi solicitado a ampliação de viaturas dando maior agilidade nos bairros, além da implantação de videomonitoramento com reconhecimento facial, o que foi garantido pelo secretário.

Reconhecimento Facial é destaque no primeiro semestre de 2019

Domingos Matos, 11/08/2019 | 10:31

O sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública da Bahia foi destaque nacional e internacional no primeiro semestre de 2019. Nas cidades de Salvador e Feira de Santana a ferramenta tecnológica auxiliou na captura de 39 criminosos foragidos da Justiça ou descumprindo critérios de prisão domiciliar. Os balanços da tecnologia e das ocorrências policiais foram apresentados na manhã desta sexta-feira (9), pelo secretário Maurício Teles Barbosa, no Centro de Operações e Inteligência.

Os criminosos foram flagrados por câmeras espalhadas nas estações de Metrô, Rodoviária, Aeroporto Internacional de Salvador, além das utilizadas em grandes eventos como o Carnaval, Micareta de Feiras e Copa América. “Somos pioneiros e nos orgulhamos da Bahia ser referência no Brasil. Estados das regiões Sudeste e Sul estão montando os seus sistemas de reconhecimento facial espelhados no nosso”, comemorou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, lembrando que até o início de agosto, a ferramenta alcançou a marca de 47 capturados.

Ele acrescentou ainda que uma nova licitação está em curso para aquisições de mais câmeras. “Vamos avançar na Região Metropolitana de Salvador e nas maiores cidades do interior da Bahia, mantendo sempre o protocolo de apuração durante cada abordagem. Importante ressaltar que não tivemos erros, na Bahia, e isso graças à tranquilidade e preparo dos nossos policiais”, enfatizou Barbosa.


Estatísticas

Outro destaque do primeiro semestre é a redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs – homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte). Na Bahia, a diminuição ficou em 16%. Em números absolutos, 2.586 aconteceram em 2019, enquanto, no ano anterior, 3.079.

“Estamos nos superando. Fechamos 2018 com a maior redução dos últimos seis anos e sabíamos que este ano teríamos de ampliar o trabalho. Em números absolutos foram preservadas 493 vidas”, salientou o secretário. Os índices de CVLIs em Salvador (-17,4%), RMS (-19,4%) e Interior (-15,1) também foram expostos.

As quedas nos roubos a bancos (- 19 %) e de veículos (-18,2%) também foram pontuados, além da estabilização crimes em coletivos com 0,1% de acréscimo.

 

Acusado de assalto é o 47° preso pelo Reconhecimento Facial da SSP

Domingos Matos, 07/08/2019 | 09:16
Editado em 06/08/2019 | 22:16

Foragido da Justiça, Alisson de Assis Ferreira, 28 anos, é o 47° suspeito capturado, na Bahia, pelo sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública. A prisão ocorreu, na tarde desta terça-feira (6), no metrô de Salvador.

Alisson chegou a percorrer mais de uma estação, mas foi acompanhado e detido por policiais militares. Com mandado de prisão em aberto pela prática de roubos, na Região Metropolitana de Salvador, o criminoso foi encaminhado para a Central de Flagrantes onde foi cumprida a determinação judicial.

"Vamos avançar com o sistema de Reconhecimento Facial para as cidades da RMS e interior, com a mesma eficiência que estamos presenciando em Salvador e que também ficou evidenciada na Micareta de Feira de Santana", afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

 

Reconhecimento Facial flagra primeira mulher foragida em Salvador

Domingos Matos, 15/07/2019 | 11:35
Editado em 15/07/2019 | 14:41

A tecnologia moderna de Reconhecimento Facial, pioneira na Bahia, flagrou, na noite de sábado (13), a primeira mulher em Salvador foragida da Justiça. Eliene Santos Correia, 39 anos, foi capturada na Estação Rodoviária, após alerta do sistema da Secretaria da Segurança Pública.

Foragida por envolvimento direto com tráfico de drogas, na região da Boca do Rio, Eliene foi acompanhada pelas câmeras da SSP. Quando o sistema apontou 98% de semelhança com a foto da criminosa, no banco de dados policial, uma equipe da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Pernambués) foi acionada.

A dupla de militares conduziu Eliene até a Central de Flagrantes onde foi realizada a identificação da foragida. Acompanhando ela, tinha um homem que cumpre pena em regime semiaberto. Como não havia irregularidade, ele foi ouvido e liberado.

"Nosso efetivo trabalha 24h e em sintonia com as guarnições da PM e equipes da PC, nas ruas. Esse trabalho integrando tecnologia e agilidade nos garante o bom desempenho da ferramenta", disse o superintendente de Telecomunicações da SSP, coronel Antônio Carlos Silva Magalhães.

Operação São João: Detran e PM focam no combate à combinação de bebida e direção

Domingos Matos, 17/06/2019 | 15:53
Editado em 17/06/2019 | 15:54

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Polícia Militar da Bahia (PMBA) lançaram a operação São João 2019, na manhã desta segunda-feira (17). Uma blitz educativa foi montada na saída de Salvador, na ligação com a BR-324, quando foram realizados exames de alcoolemia, além de verificação de documentos e buscas, com auxílios de cães, nos veículos abordados. A operação do período junino faz parte da campanha “Paz no Trânsito” e ocorre, simultaneamente, na capital, região metropolitana e mais dez cidades do interior que recebem um grande volume de pessoas nos dias de festas.

O objetivo é combater a combinação de bebida e direção, para a  redução do número de acidentes, além de coibir o tráfico de drogas e armas. Segundo o diretor geral do Detran, Rodrigo Pimentel, serão utilizados cem profissionais do órgão nas operações que seguem até o dia 25 de junho. “O Detran trabalha integrado com a PMBA o ano todo, mas em eventos como o São João, em que há aumento expressivo de veículos nas rodovias, a gente intensifica essa parceria. Com isso, conseguimos realizar maior número de fiscalizações e trazer mais segurança para o cidadão. Iremos atuar nos grandes centros com blitzes de alcoolemia e verificação da situação dos veículos”, explicou Pimentel.

Já a Polícia Militar terá um efetivo de mil policias atuando na operação conjunta com o Detran. Destes, 200 estarão na capital e mais 800 espalhados por mais de dez cidades do interior. Além disso, a PM terá um efetivo de 20 mil policiais que cuidarão da segurança das pessoas que forem curtir os festejos de São João. O comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, destacou a contribuição das operações. “Já entramos na semana dos festejos e adotamos logo essa ação preventiva realizada hoje com o Detran. É um trabalho de prevenção, para preservar vidas. Vamos fortalecer bastante questões ligadas ao combate do uso de bebidas no trânsito, ao uso de cinto de segurança, porte ilegal de armas entre outros. Mas é importante citar que as blitzes também têm um caráter de repressão para evitar que o crime circule nas rodovias”.

O coronel acrescentou que, no interior, as operações irão se concentrar nas principais vias que dão acesso às grandes festas de São João. “A tecnologia também estará presente e contaremos com uso de drones e radares móveis que são ferramentas que nos auxiliam e dão maior sensação de segurança para a sociedade. Em Amargosa, por exemplo, teremos uma central de controle de reconhecimento facial. Ainda utilizaremos os cães na busca por drogas e outros objetos.”, concluiu.

O aparato tecnológico também está presente nas ações realizadas pelo Detran. O órgão utilizará, de forma itinerante, dois equipamentos de reconhecimento de caracteres (OCR), que auxiliarão na identificação de veículos com algum tipo de restrição. O coordenador de fiscalização do Detran, capitão Márcio Santos, explicou o funcionamento do OCR. “O equipamento possui uma câmera de longo alcance em que a gente determina o foco de acordo com a via e abordagem montada. Com isso, conseguimos ter tempo hábil para parar o veículo identificado pelo aparelho e que apresente alguma irregularidade”.

Bahia utilizará Reconhecimento Facial nos jogos da Copa América

Domingos Matos, 13/06/2019 | 16:35

Destaque nos maiores eventos esportivos do mundo, a polícia baiana inova mais uma vez, na Copa América, com a estreia do sistema de Reconhecimento Facial em um torneio internacional. Disponível dentro e no entorno da Arena Fonte Nova, nas Estações de Metrô, Aeroporto e em pontos estratégicos, a tecnologia é mais uma aliada para a prevenção de crimes. Além das câmeras que permitem a identificação de pessoas procuradas, mais 190 aparelhos vão auxiliar o monitoramento no perímetro do evento.

À frente da tecnologia, mais de 11 mil profissionais vão garantir a segurança dentro e fora da Arena. Do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), policiais civis, militares, técnicos e bombeiros, além de representantes de forças federais e municipais, defesa civil e saúde, têm acesso às imagens da festa, facilitando o acionamento das instituições em casos de emergência. No total, 28 instituições públicas e privadas integram o CICC. Drones serão utilizados para captar situações de crise.

O centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICC-M) ficará estacionado na frente da Arena, recebendo as imagens do entorno e de dentro do estádio. O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, revelou que o veículo também recebe informações do sistema de Reconhecimento Facial, facilitando a comunicação das equipes. “Queremos tornar a Bahia referência em segurança de grandes eventos esportivos, como aconteceu nas copas do Mundo e das Confederações, e nas Olimpíadas”, enfatizou o gestor.

 

Esquema

As atividades da Polícia Militar já tiveram início, com a escolta das delegações e a varredura dos hotéis onde as equipes do primeiro jogo, as seleções de Colômbia e Argentina, estão acomodadas. Os Centros de Treinamento e a Arena ainda passam por revistas.

Também é a PM que fará o controle do que entra no perímetro que cerca a Arena Fonte Nova. O trabalho desenvolvido no entorno e dentro da Fonte Nova contará com o apoio de diversas unidades especializadas como o Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), de Polícia Montada, de choque (BPChq), de Operações Policiais Especiais (Bope) e de Motociclistas (Águia), entre outros.

A instalação de nove portais de abordagem vai permitir a revista dos torcedores e profissionais que vão atuar no estádio e nos arredores, evitando o acesso de objetos que possam oferecer riscos à vida. Outros quatro pontos de verificação veicular também vão auxiliar a fiscalização das pessoas que terão acesso ao estádio.

Já a Polícia Civil atuará com policiais infiltrados nas áreas interna e externa do estádio, em atividade semelhante à realizada no Carnaval de Salvador. As equipes veladas fazem a observação de suspeitos e, confirmado o delito, acionam guarnição mais próxima para condução. A Delegacia Móvel ficará estacionada em frente à Arena e um posto do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom) será montado na área interna do estádio, caso haja necessidade de registro de ocorrência. Equipes de pronto emprego da Coordenação de Operações Especiais (COE) e integrantes do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) também estarão disponíveis.

O Corpo de Bombeiros Militar, por sua vez, estará de prontidão com equipes especializadas em atendimento pré hospitalar, tendo à disposição uma ambulância, além de profissionais de combate a incêndio e de outras áreas de atuação, como de engenharia.

Já o Departamento de Polícia Técnica vai disponibilizar o serviço de identificação humana, promovendo o confrontamento de informações captadas pelo sistema de Reconhecimento Facial. Equipes especializadas permitirão a análise de documentos, detectando peças falsificadas. Unidades móveis realizarão exames das áreas criminalísticas e de Medicina Legal e estarão à disposição, com a realização de laudos de identificação de drogas e de lesões corporais.

 

 

 

Em fórum na China, Rui faz palestra sobre transformação digital da Bahia 

Domingos Matos, 14/05/2019 | 16:26

A experiência exitosa do Governo do Estado no projeto de reconhecimento facial foi apresentada pelo governador Rui Costa em um dos mais importantes eventos de tecnologia do mundo, o Fórum Smart City, realizado na cidade chinesa de Shenzen, nesta terça-feira (14). Com 15 milhões de habitantes - mesma população da Bahia - Shenzen tem mais de 1,3 milhão de câmeras controladas por programas de computadores que tornam a cidade mais segura e inteligente, sobretudo na oferta de serviços à população. 

Na palestra "Transformação Digital do Estado da Bahia", o governador destacou os resultados alcançados através do projeto piloto, que possibilitou a captura de pessoas com mandados de prisão no Carnaval de Salvador e na micareta de Feira de Santana, após a identificação por meio do sistema de reconhecimento facial da Huawei. A empresa chinesa é sediada em Shenzen e convidou o governador para apresentar o case de sucesso no evento, que reuniu mais de 500 pessoas, entre gestores públicos de cidades de todo o mundo e empresários da área de tecnologia. "Estamos felizes com o resultado inicial, mas nosso objetivo é avançar e proporcionar mais segurança aos baianos, por isso estamos licitando este serviço para 55 cidades. Também contrataremos softwares para educação e saúde, áreas que considero fundamental o uso da tecnologia para melhorar e ampliar a oferta de serviços à população", afirmou o governador. 

Após o evento, Rui Costa visitou a sede da Huawei e conheceu novos equipamentos e softwares capazes de tornar as cidades mais inteligentes. Em seguida, se reuniu com o vice-presidente da companhia para o setor público, Xu Xujing, para esclarecer dúvidas sobre o processo licitatório que o Governo do Estado realizará com a finalidade de ampliar o uso da tecnologia na Bahia.

"O estado da Bahia hoje é uma referência mundial em aplicação da tecnologia na área da segurança e isso faz aumentar a nossa responsabilidade. O próximo passo é ampliar nossa cobertura e nossos serviços para melhorar a qualidade da segurança pública e reduzir os índices de criminalidade", afirmou o secretário estadual da segurança pública, Maurício Barbosa, que se integrou à comitiva do Governo nesta terça. Também cumpriram agenda com o governador os secretários da Casa Civil, Bruno Dauster; do Desenvolvimento Urbano, Sérgio Brito; e o senador Jaques Wagner.
 

Dez mil policiais e bombeiros atuarão na Micareta de Feira; festa terá câmeras de reconhecimento facial

Domingos Matos, 18/04/2019 | 11:37

O Governo Estado montou um esquema especial para a Micareta de Feira de Santana, que este ano vai acontecer de 25 a 28 de abril. Cerca de dez mil policiais e bombeiros foram destacados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) para atuar no evento, que contará ainda com o Sistema de Reconhecimento Facial. O equipamento será empregado nos principais pontos de acesso ao circuito.

Testado no Carnaval de Salvador 2019, resultando na identificação de um homicida fantasiado de mulher, a tecnologia vai ajudar a fiscalizar se existem foragidos da Justiça na festa. Criminosos com mandado de prisão em aberto serão monitorados e capturados.

Outra novidade este ano é a mudança na disposição do policiamento ostensivo na festa. Desta vez, os postos elevados de observação vão abrir espaço para o folião pipoca. Os policiais militares vão acompanhar o movimento sobre uma passarela montada ao longo do circuito Maneca Ferreira. A iniciativa visa a oferecer mais espaço aos foliões e agilizar a atuação policial. 

Três Centros Integrados de Comando e Controle (CICC) Móveis (caminhões) também serão empregados na Micareta. Ao longo do circuito, câmeras fixas auxiliarão o patrulhamento ostensivo e ações de inteligência.

Capacitação de condutores de trio

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) também vai atuar na Micareta de Feira. A festa terá a participação de equipes das áreas de educação e fiscalização do órgão. Antes da festa, o Detran capacita os condutores de trios e faz a vistoria dos veículos que desfilam no circuito, com teste do etilômetro para os motoristas, blitzes da Lei Seca e ações de conscientização entre os foliões. Para retirar de circulação condutores e veículos irregulares, o Detran terá o apoio da 3ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), localizada em Feira de Santana, e da Polícia Militar.

Respeita as Mina

A Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM-BA) estará na Micareta de Feira de Santana com a campanha Respeita as Mina de enfrentamento à violência contra as mulheres. A SPM levará a Unidade Móvel, que ficará montada próximo ao circuito principal da festa, com uma equipe multidisciplinar para orientações e acolhimento às mulheres. No local também serão distribuídos materiais da campanha como folder, adesivos e ventarolas com informações sobre o combate ao assédio e a importunação sexual em festas populares como a micareta, as várias formas de violência de gênero, como denunciar e onde buscar atendimento.

´Super Férias` do Jequitibá reúne 1200 crianças e adolescentes

Domingos Matos, 08/02/2019 | 07:02

Durante três semanas o Projeto Super Férias movimentou o Shopping Jequitibá, em Itabuna. Destinado a crianças e adolescentes, o projeto atraiu pessoas de toda a região e de outros estados, que estavam em viagem de turismo no Sul da Bahia.

A programação foi aberta com as oficinas da Escola Kumon, com atividades  de leitura, musicalidade com a língua inglesa, coordenação motora fina e matemática. Na segunda etapa, a Escola Catavento ofereceu oficinas de Slime, ecoarte, pintura facial, contação de histórias, ateliê de movimento, escultura de balão, técnicas de pintura e um cantinho especial para os bebês.

O projeto Super Férias, que reuniu cerca de 1.200 pessoas, foi encerrado com a Exposição Interativa do Serviço Social da Indústria (SESI), com apresentações de robótica, biologia e química, em que os adolescentes puderam fazer experimentos práticos nos equipamentos produzidos pelos estudantes da instituições.

“O projeto foi uma oportunidade de integrar crianças, adolescentes e seus familiares, num ambiente agradável e acolhedor, que incentivou a busca do conhecimento, a criatividade e o prazer da leitura”, destacou o diretor do Shopping Jequitibá, Manoel Chaves Neto.

Nos dias 12 e 20 de fevereiro, o shopping realiza o projeto Estar Bem, evento voltado para o mundo fitness.

 

Faculdade oferece a partir do dia 23, curso de Massagens Terapêutica e Desportiva

Domingos Matos, 07/02/2019 | 13:01
Editado em 07/02/2019 | 10:33

A partir do dia 23 de fevereiro a Faculdade Madre Thaís (FMT), vai oferecer o curso de extensão em Massagens Terapêutica e Desportiva. As inscrições podem ser feitas na secretaria da instituição, na Avenida Itabuna  ou no site. http://www.faculdademadrethais.com.br/

 O curso de extensão  será coordenado pela professora Daiara Santos Loiola, da graduação em Fisioterapia da FMT. Focado em “massagem terapêutica e desportiva” o curso está dividido em dois módulos. O primeiro, nos dias 23 e 24 de  fevereiro,  tem como público alvo graduandos na área da saúde e demais interessados com ensino médio completo. O segundo, nos dias 30 e 31 de março, voltado para alunos que tenham feito o I módulo, massoterapeutas que já trabalham ou estudaram massagem terapêutica ou do shistu.

O objetivo é desenvolver as competências necessárias para as atividades profissionais e acadêmicas juntamente com participantes de outros cursos e interessados, e de forma coletiva aprender as melhores técnicas na área da massoterapia.

A professora Daiara Loiola chama atenção para o ritmo de vida atual, muitas vezes repleto de atividades que consistem num grande desafio. “Quando não sabemos como nos comportar diante disso, nosso corpo costuma reclamar, através de dores, desconfortos, insônias. E aí aparecem técnicas que trazem descanso e o conforto necessários para poder encarar todas essas rotinas. A massoterapia é uma das modalidades dessas técnicas bastante famosa por ser eficaz. A massagem terapêutica nos proporciona dias melhores, inclusive no que se refere à prevenção de doenças causadas em consequência de movimentos repetitivos e em outros aspectos da nossa vida”.

“O curso oferece ao aluno a oportunidade de conhecer e aplicar técnicas milenares, auxiliando-o a adentrar no mercado de trabalho com um diferencial a mais, bem como, aos graduandos do curso de Fisioterapia, vez que poderão ter contato direto com pacientes, reconhecendo os pontos gatilhos e aprimorando os conhecimentos adquiridos. A fadiga muscular é a principal queixa de dores das pessoas que praticam esportes. A massagem desportiva ajuda a recuperar as fibras musculares através da aceleração dos movimentos rápidos de massagem, a retirada dos pontos gatilhos com técnica miofacial, levando conforto para quem recebe a massagem”, explica a professora.

 

DE RODAPÉS E DE ACHADOS

Domingos Matos, 17/10/2011 | 11:43
Editado em 17/10/2011 | 12:11

AdylsonQuando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além.  

Adylson Machado

                                                                              

Satisfeitos

Os bancários parecem satisfeitos com 1% a mais que o reajuste oferecido pelos banqueiros (8%) depois de vinte dias de paralisação e desistem dos pretendidos 12,8%, aceitando 9%. Considerando a diferença original, de 4,8% – 12,8% menos 8,0% – não conquistaram 20% do que buscavam. (À guisa de ilustração: para uma remuneração de 5 mil reais, apenas 50 reais a mais).

Por sua vez os bancos conseguiram tudo o que pretendiam e mais alguma coisa. Pedem apenas que aguardemos seus balanços para conferência. Nenhum prejuízo lhes trouxe a paralisação.

Os banqueiros agradecem e os consumidores de serviços bancários pagarão a conta enquanto aguardam a próxima campanha de melhoria dos lucros do sistema financeiro, a ser promovida pela categoria.

Amigo do Teixeira

teixeiraO “Amigo da Onça” marcou as gerações que encontravam na revista “O Cruzeiro” a grande publicação semanal brasileira durante décadas como o grande repositório da informação no país. Muitos abriam a revista a partir da página de Péricles.

Encontramos no www.conversaafiada.com.br esta pérola, inspirada no personagem de Péricles e tendo o mangangão da CBF aflito diante da proposta do garçon.

Perderam o pudor

É o que se pode dizer da “intervenção na Líbia” pela democracia. Nem mesmo controlaram o país e os novos donos/vassalos comprometem-se a pagar em petróleo a ajuda militar recebida para destituir Kadaffi.

A França acaba de ser beneficiada com a destinação de 25% do petróleo líbio produzido. É o preço por cada bomba, cada míssil, cada vôo. Resta saber a cota da Inglaterra, da Itália, dos EEUU...

Não esperaram nem o defunto ser enterrado e a viúva já arranjou marido. Perderam o pudor de vez!

Perderam a oportunidade

Explosão no Rio, com mortes, atribuída a vazamento de botijões, deve ter sido lamentada pelos Estados Unidos. Razão do lamento: não ocorreu em território estadunidense.

Justificaria a invasão do Irã. Afinal configuraria uma “ameaça terrorista”, ainda que não por “armas químicas”.

Melhor latir que tossir

Joelmir Beting, que tem como marca textual cruzar a realidade com o humorismo em seus comentários, nos saiu com a seguinte pérola, concluindo crítica sobre a carga tributária brasileira em medicamentos, comparando-os entre os humanos e os veterinários (ainda que nos moldes editoriais da Band):

– Se você entrar na farmácia tossindo, paga 34% de imposto; se entrar latindo, paga só 14%.

No embalo humorístico sugerimos aprender a latir antes de entrar na farmácia. Pode ser uma solução.

Não será como antes

Versão século XXI da global Gabriela, baseada na obra de Jorge Amado “Gabriela, Cravo e Canela”, é promessa da platinada para coincidir com o centenário do ferradense ilustre. Tenha-se a certeza, pelo tema e o que representou a exibição primeira nos início dos anos 70, aliados à oportunidade, que tem tudo para ser sucesso absoluto.

No entanto, ainda que os recursos técnicos sejam outros, muito mais aprimorados, cremos que faltará um elenco como aquele dos anos 70. Quase 40 anos depois ainda lembramos (os que a assistiram) de Paulo Gracindo, Armando Bógus, Fúlvio Stefanini, 

E por mais que Juliana Paes possa configurar uma Gabriela dificilmente (ou nunca) será àquela de Sônia Braga.

Itabuna presente

cachoeiraEstivemos em Cachoeira (ficamos encantado com a cidade heróica), em visita a FLICA – Festa Literária Internacional de Cachoeira, ao lado de Ari Rodrigues (presidente da ACATE-Associação dos Amigos do Teatro) e da atriz e produtora cultural Eva Lima, apreciando a oportunidade da iniciativa, que amplia o cenário baiano escritoresno imaginário cultural.

O único incômodo causado pela FLICA foi a mediação à Jô Soares/Faustão, efetivada pelo Curador do evento, Aurélio Schommer, no curso do debate “O Romance e a Grande Literatura”, que em muito prejudicou a atuação de Carlos Barbosa, Mayrant Gallo e Jorge de Souza Araujo, intervindo/interrompendo intempestivamente, a ponto de incomodar o público. Pareceu-nos que desconhecia não só o tema em discussão como a obra dos escritores, especialmente o peso do trabalho de Jorge.

Qualificação

O município de Itabuna eleva aos píncaros a melhoria da qualificação do magistério municipal, com novos licenciados, que pode alcançar 85% do quadro em 2012, ampliado a partir de 2005.

Duas leituras imediatas: 1. Itabuna já vinha qualificando o magistério municipal, ainda em tempos de dificuldade de acesso à graduação, donde se destaca pelo menos a última gestão de Geraldo Simões; 2. A ampliação decantada oficialmente se iniciou na última gestão de Fernando Gomes, continuada na de Azevedo, aproveitando programa dos governos federal e estadual voltados para o aprimoramento de professores.

Desta última leitura uma certeza: Gustavo Lisboa, como Secretário de Educação.

Qualificação II

Loas têm sido levantadas à qualificação do magistério como instrumento de melhoria para a educação brasileira. Não se negue a sua importância. O caminho imediato é esse, ainda que à distância.

No entanto, particularmente vemos que só isso não basta. Programas que visam efetiva qualificação do ensino (além da do professor, em que pese ser peça importante do processo) devem integrar o projeto educacional.

Se observarmos – e conhecemos isso de perto – o nível de escolaridade de alunos de 1ª a 5ª série, egressos da escola pública municipal, que chegam à rede estadual (onde ainda ministramos aula) matriculados na 6ª série – que corresponde ao antigo 2º ano ginasial – fica visível a ausência de compromisso do Município com o aluno.

Muitos inteiramente analfabetizados (expressão nossa para explicar o aluno que passa pela escola e nada aprende), não sabem ler nem escrever e apresentam dificuldade – pasme o leitor! – para assinar o próprio nome, sem qualquer noção de parágrafo, pontuação, dificuldade para distinguir entre nomes próprios e comuns e por aí vão...

...Vão cumprindo etapas iniciais da cultura da certificação, “avançados” para alimentar as estatísticas escolares e governamentais.

Cultura da certificação

Assim pessoalmente denominamos a circunstância do considerável avanço estatístico no âmbito da graduação, graças às facilidades de acesso à universidade e à pós-graduação (especialmente a latu senso) sem que seja sedimentada no graduado ou pós-graduado o domínio da correspondente competência para o exercício da atividade a que pretendeu.

Raros os que não apresentam um “certificado”. Entretanto isso não repercute no domínio da informação, tampouco na formação do aluno.

Ainda que não possamos tributar exclusivamente a esse fato o “desastre” (que está aliado à inexistência de reformulação da própria grade curricular e na inserção de outros conteúdos, maior tempo presencial do aluno no ambiente escolar e à integração de psicólogos e assistentes sociais à carreira educacional etc.), pesa em muito esse “despreparo” (a cultura da certificação), a valorização pura e simples ao profissional por se encontrar munido de um certificado (diploma).

Sentimos que o magistério, em geral muito sacrificado, repercute no baixo nível de escolaridade. Apesar de tanta certificação.

Jabes sentiu o golpe

jabesO experiente político com suas declarações a partir do ingresso de Newton Lima no PT confirma essa assertiva. Se não o fosse estaria aguardando pura e simplesmente que as “cúpulas” estadual (da qual faz parte) e nacional decidissem o municipal.

Partiu para o ataque e até mesmo denominou de “Operação Tabajara” a ação petista, que afasta neste instante a possibilidade de alianças compensatórias, pelo menos em Itabuna e Ilhéus.

Certo que duas situações se afiguram do destempero jabiano: 1. Se as cúpulas refizerem o pacto obrou mal Jabes, que demonstrou desconhecer a apoteose e se preocupou com o intermezzo; 2. Se tudo lhe ocorrer favoravelmente, magoou futuros aliados.

Calado ganharia mais. Até como vítima.

Ações distintas

Ainda que fiquemos só: o Governador Jacques Wagner mais age em benefício da Bahia ao defender a participação de todos os estados na riqueza do pré-sal do que em fazer retornar o horário de verão.

Pré-candidaturas I

Muitos que se prestam a lançar-se pré-candidatos geram no observador mais atento uma elementar conclusão: pouco voto, despontando para a política e com vocação imediata para o poder.

Norteia o pensar de muitos que alimentam o legítimo sonho de fazer por sua terra que a circunstância de seu nome e atuação neste ou naquele setor de atividade o faz tornar-se líder natural. E uma outra circunstância, a da evidência, o dotaria de carisma político.

Essa leva tem se aprofundado nos últimos anos, em muito alimentada por lideranças maiores que arregimentam “prés” para assegurar votos e cabos eleitorais para si.

Pré-candidaturas II

Outro fato que passa ao largo dos neófitos em política, tornados “prés”: o controle das agremiações partidárias não é coisa para amadores. Nenhuma segurança há para o dirigente local diante dos interesses dos dirigentes estaduais e nacionais. Não são a ideologia, os princípios e as convicções que definem a liderança local, mas o grau de submissão desta ao comando superior. Assim, simplesmente não existe autonomia em nível local.

Um exemplo clássico na Bahia ocorreu com o PSB, aqui refundado sob a liderança de nomes históricos como o de Newton Macedo Campos, tradução autêntica do ideário de João Mangabeira, e que, ainda novinho, viu-se alijado do processo quando o comando nacional simplesmente defenestrou o histórico do socialismo baiano para beneficiar a médica Abigail Feitosa, que mirava a prefeitura de Salvador em 1988.

Ninguém perguntou se Abigail se afinava com a filosofia e o programa partidário; interessava ao comando nacional do PSB a expressão político-eleitoral que Feitosa dispunha naquele momento.

Pré-candidaturas III

Por aqui já rodapeamos que política não se faz a partir ou através de colunas sociais, entrevistas ou capas de revista. Se tal ocorresse amparado na liderança efetivamente conquistada seria uma coisa; outra coisa é tudo surgir norteado por interesses mútuos em sede particular. Para uns, aparecer na mídia; para outros o desdobramento conseqüente de abrir o seu espaço.

Para muitos, tudo com um custo que não é nada moral, ideológico ou idealístico, mas material mesmo.

Em tempo de reuniões e “de murici”

Sob esse aspecto das pré-candidaturas que são efetivamente candidaturas só Geraldo/Juçara, Azevedo, Vane (se for para marcar o espaço evangélico), Davidson/Wenceslau (se o PCdoB mantiver a pretensão à independência) e Roberto “Minas Aço” Barbosa (se mantido o atual desencontro entre PT e PP).

Nem mesmo as do PDT e PMDB (correndo por fora), podem ser definidas como efetivadas quando junho de 2012 chegar.

Dependem estas últimas de forças superiores.

Rir como ouvir

ze vasconcelosSua morte, aos 85 anos, noticiada na terça 11, deixou um vazio de um tempo em que o humor também nos chegava através do acetato. Ríamos a cântaros com Zé Vasconcelos, ainda que não dispuséssemos de sua dimensão facial, que por si só fazia desaguar em gargalhadas quando nos chegou através do cinema e da televisão. Dono de um humor puro, sadio, sem apelações, que não agredia e nunca foi grosseiro. Muitos dele se lembrarão pelas passagens pela “Escolinha do Professor Raimundo”, como Ruy Barbosa Sá da Silva. Localizamos essa passagem do humorista no programa do Jô, em que humorisa um fato verídico.

Cantinho do ABC da Noite

cabocoTradicional açougue de porco, o ponto onde hoje é o ABC existe desde os anos 20, e nos primórdios, a partir de 1962, costumava servir uma galinha ao molho pardo e um ensopado de porco. Um freguês daqueles tempos cobrou do Cabôco Alencar o antigo hábito:

– Deixei pra não ferir a concorrência, Cabôco.

E concluiu, satirizando o Homem contemporâneo:

– Quem dá comida a bicho é dono de circo, Cabôco.

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.