CMVI

Tag: fundacao

Fundação Pedro Calmon participa da 2ª Festa Literária de Ilhéus

Domingos Matos, 09/07/2019 | 19:29

Com o tema O feminino e a leitura do mundo, a 2ª Festa Literária de Ilhéus traz ao público a importância da representatividade feminina nos diversos espaços sociais. De 23 a 26 de julho, o público presente pode conferir uma programação com rodas de conversas, oficinas, apresentações culturais e atividades infantis. 

Já estão confirmadas as presenças da influenciadora digital Tia Má, que fará a abertura da Festa no Teatro Municipal da cidade, no dia 23, e da cantora Larissa Luz, que divide o palco com o escritor e poeta Saulo Dourado, no projeto O Violão e a Palavra, no dia 26.

Mais uma vez, a Fundação Pedro Calmon (FPC/Secult), através da Diretoria do Livro e da Leitura (DLL), está presente na Festa Literária promovendo o estimulo à leitura. De acordo com a diretora da DLL, Bárbara Falcón, “a FPC propõe uma programação que fortalece os eventos literários da Bahia, tendo como foco a troca de conhecimentos sobre o estímulo a leitura e a escrita criativa”, garante.

Além do Teatro Municipal, as atividades vão ser realizadas, na Academia de Letras de Ilhéus, na Biblioteca Municipal Adonias Filho, Praça Pedro Mattos e em outros espaços culturais do Centro. A feira de livros será no Calçadão da Rua Jorge Amado.

A Festa Literária é uma ação que integra dois grandes eventos literários já consagrados na região: a 7ª Feira do Livro da UESC e o IV FLIOS – Festival Literário de Ilhéus, e é uma co-realização entre a Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), a Secretaria Municipal de Cultura, a Academia de Letras de Ilhéus (ALI) e a Fundação Pedro Calmon. O objetivo da parceria é somar esforços para oferecer uma programação diversificada e promover uma maior participação e envolvimento da comunidade regional.

Proposta de Fernando extingue Fundação Marimbeta

Domingos Matos, 12/01/2017 | 22:26

A proposta do governo Fernando Gomes de transformar a Marimbeta (antigo Sítio do Menor) numa diretoria da Secretaria de Educação provocou insatisfação em vereadores de Itabuna. Eles entendem que a medida, proposta na reforma administrativa do Executivo, pode levar à extinção da fundação. O relator da reforma, vereador Júnior Brandão (PT), defendeu o fortalecimento institucional da Marimbeta com o enxugamento da folha e transparência.    

Dirigindo-se ao Procurador do Município, Luiz Guarnieri, o vereador Ricardo Xavier (PPS) pediu que o prefeito Fernando Gomes “reavalie a situação da Marimbeta.” Servidores da entidade encabeçam a tese de uma representação interina, formada por efetivos, enquanto a reforma tramita no Legislativo. Eles brigam pela autonomia administrativa e financeira do órgão fundacional.   

Na segunda, 16, a secretária Anorina Lima deve explicar aos vereadores as alterações na Marimbeta. Concursados e sindicalistas (Sindserv) manifestaram ao chefe do Legislativo, Chico Reis (PSDB) – presente ao encontro – o temor de que os cargos fiquem sem atribuição se a entidade fechar. A Marimbeta dedica-se a crianças e adolescentes em vulnerabilidade social.

Fundação Fernando Gomes tem gestão irregular, diz SMS

Domingos Matos, 28/04/2016 | 10:24
Editado em 28/04/2016 | 10:33

"A Secretaria de Saúde de Itabuna não tem como repassar verbas a qualquer que seja a instituição que não esteja dentro da conformidade legal”. A declaração é do titular da Saúde, Paulo Bicalho, durante sessão da Comissão Técnica em Saúde da Câmara de Vereadores.  

O secretário explicou que o não pagamento da produção de serviço que está sendo exigido foi autorizado e aprovado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), para qual existe um acordo direto entre aquela Secretaria e a Fundação Fernando Gomes (Maternidade da Mae Pobre) para o devido repasse, referente a serviços prestados nos meses de janeiro e fevereiro em torno de R$120 mil, segundo informações da própria Maternidade.

“Isso significa que a Fundação possui uma dupla gestão, com estado e com o município e que a Secretaria de Saúde de Itabuna não poderá repassar uma verba que não lhe compete, apenas para atender a solicitação da diretoria da Maternidade, que deseja que o município faça o repasse”, afirmou.

Surto de tuberculose atinge funcionários da Fundação Marimbeta

Domingos Matos, 14/11/2010 | 00:29
Editado em 14/11/2010 | 00:31

Denúncias encaminhadas ao Sindserv dão conta de que três funcionários da Fundação Marimbeta (antigo Sítio do Menor), desenvolveram tuberculose nos últimos dias. De acordo com as denúncias, a doença se manifestou após contato dos funcionários com uma aluna que passou mal durante as oficinas promovidas pelo Sítio do Menor II, situado no Bairro Fonseca.

A Fundação só encaminhou os funcionários para a realização de exames após muita pressão dos empregados. O fato se confirmou na última segunda-feira, dia 8 de novembro.

Além disso, a entidade não custeou os exames dos funcionários, o que é uma irresponsabilidade, já que esta situação pode ser considerada como acidente de trabalho, e, portanto, deve ser emitida a Comunicação de Acidente de Trabalho, a CAT, para salvaguardar os direitos dos trabalhadores envolvidos.

“A Fundação Marimbeta tem o dever de comunicar aos pais dos alunos e a sociedade sobre o fato, sobretudo para os alunos que tiveram contato com essa colega, para que exames sejam realizados e também sejam tomadas as providências necessárias diante da gravidade do caso”, afirma nota distribuída pelo Sindserv.

Outros contágios

O sindicato lembra que outras ocorrências de contágios com doenças infectocontagiosas já ocorreram nos sítios administrados pela Fundação Marimbeta, a exemplo da escabiose, e a Fundação não se responsabilizou pelo tratamento. Os próprios funcionários atingidos arcaram com as despesas.

A nota diz ainda que o “Sindserv  repudia o comportamento irresponsável da administração da Fundação Marimbeta e exige a imediata reparação para a aluna e os funcionários atingidos pela doença, bem como uma investigação rigorosa da 7ª Dires no local, além da comunicação aos pais dos alunos que estudam naquela unidade do Sítio do Menor”.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.