CMVI

Tag: ginecologista

Secretário Fábio Vilas-Boas destaca avanços na saúde no Sul da Bahia

Domingos Matos, 03/06/2019 | 12:40
Editado em 03/06/2019 | 12:40

As comemorações dos 485 anos de fundação e 138 de elevação de Ilhéus à categoria de cidade foram iniciadas com a inauguração da Unidade Básica de Saúde Sarah Kubitschek. A UBS oferecerá à população consultas com médico clínico, ginecologista, pediatra, odontólogo e agentes comunitários de saúde, além de atendimento de enfermagem, teste do pezinho e vacinação, serão disponibilizados também consultas pediátricas, de enfermagem com triagem pré-natal, planejamento familiar, e descentralização do Programa de Tuberculose e Hanseníase.

As obras incluíram a construção de uma área que interliga os dois prédios, onde funcionará uma recepção. Foram instalados também sanitários para funcionários e pessoas com deficiências, sala para farmácia, além da reforma dos prédios de acordo com as novas exigências do Ministério da Saúde, como a quantidade ideal de consultórios, metragem das salas de atendimento, equipamentos de acessibilidade, entre outros itens obrigatórios. A unidade atenderá à população do Malhado, Parque Infantil e de dezesseis bairros da zona norte de Ilhéus.

A inauguração contou com a presença do secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que destacou investimentos do Governo do Estado, como o Hospital Regional da Costa do Cacau, que atende cerca de 100 municípios, para procedimentos de urgência e emergência. O HRCC é referência em traumatologia, ortopedia de média e alta complexidade, neurologia e neurocirurgia, cardiologia e cirurgia cardíaca, além de cirurgia de urgência, além de um Centro de Diagnóstico por Imagem, que contempla os serviços de raio-X, tomografia e ressonância magnética.

Vilas-Boas também citou a Policlínica Regional de Itabuna, com obras em fase de conclusão, que vai atender 31 municípios do Sul da Bahia. A unidade de saúde oferecerá uma série de especialidades médicas, a exemplo de angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia.

Defesa de ginecologista suspeito de abusar de pacientes diz que acusações são indevidas e mentirosas

Domingos Matos, 17/05/2019 | 15:07
Editado em 17/05/2019 | 14:33

A defesa do ginecologista Orcione Ferreira Guimarães Junior, acusado por pacientes de abusos durante consultas na cidade de Vitória da Conquista, região sudoeste da Bahia, disse que as alegações das mulheres se disseram vítimas e que procuraram a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Polícia Civil são "indevidas, mentirosas e não comprovadas".

Os advogados do médico concederam entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (17), para falar sobre o caso e afirmaram que o cliente é inocente.

As denúncias contra Orcione começaram a surgir na última sexta-feira (10), depois que um perfil foi criado no Instagram por uma pessoa, que não se identificou, que relatou um caso de abuso por parte do médico, que atende nas redes pública e privada da cidade.

Depois desse primeiro relato, várias outras vítimas denunciaram ter passado pela mesma situação. Mais de 20 mulheres relataram à OAB ter sido vítimas. Nove delas também já procuraram a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) para prestar depoimento sobre os casos. Os crimes teriam ocorrido entre 2018 e 2019.

A advogada Palova Amisses Parreiras, uma das que atuam na defesa do médico, apontou durante a entrevista coletiva nesta sexta que não há provas sobre as denúncias contra o cliente.

Ela ainda apresentou uma liminar expedida pela 1ª Vaga do Sistema de Juizados da Comarca de Vitória da Conquista que determina a remoção do perfil no Instagram usado para denunciar o médico e o fornecimento de informações acerca da identidade do criador.

"A acusações são indevidas, mentirosas e não comprovadas com relação a atuação do médico Orcione Ferreira Júnior. Desde o início, não estamos conseguindo detectar verossimilhança entre o que as senhoras estão dizendo e aquilo que está sendo comprovado. Inicialmente se diz que o blog foi criado depois de muito meditar, de muito pensar, semanas e semanas. Quando a gente pega a data da criação do blog e a data da consulta na qual teria havido o abuso, não tem 24 horas entre um e outra. Então, a falha começa aí", afirmou a jornalistas.

Palova disse que detectou "falhas" nos relatos das vítimas e que uma das mulheres que se disseram vítimas teria se apresentado à OAB dizendo ser advogada, mas sem ter registro na Ordem.

"Eu estive ontem [quinta-feira, dia 16] com o nosso presidente da subseção da OAB de Vitória da Conquista, e ele nos disse que as pacientes procuraram por ele usando, inicialmente, uma falsidade ideológica, porque dentro da OAB existem inserções, uma delas é a OAB Mulher, criada especialmente para proteger as mulheres advogadas que tivessem sofrido algum agavo. E a pessoa que se intitula vítima e advogada não é advogada. Ela fez o curso de direito, é bacharel, mas não conseguiu passar na prova da OAB. Então, ela iniciou com um blog, um Instagram, com informações falsas e perante a autoridade da OAB também com uma informação falsa", destacou.

Palova também afirmou que o cliente vai conseguir provar que é inocente e que, ao contrário de boatos que circulam na cidade, ele não planeja fugir. "Não temos razão para fugir e não há expedição de mandado de prisão e nem previsão de que isso aconteça", destacou. (Com informações do G1)

Após post, mais de 20 mulheres relatam ter sido abusadas por ginecologista durante consultas

Domingos Matos, 16/05/2019 | 12:24
Editado em 16/05/2019 | 12:22

Mais de 20 mulheres relataram ter sido vítimas de abuso sexual por parte de um médico ginecologista e obstetra durante consultas, na cidade de Vitória da Conquista, na região sudoeste da Bahia. O caso foi denunciado à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e à Polícia Civil, que instaurou inquérito para apurar a situação.

As denúncias começaram a surgir na última sexta-feira (10), depois que um perfil foi criado no Instagram por uma pessoa, que não se identificou, que relatou um caso de abuso por parte do médico Orcione Júnior, que atende nas redes pública e privada da cidade.

Depois desse primeiro relato, várias outras vítimas denunciaram ter passado pela mesma situação. Os crimes teriam ocorrido no consultório do médico, entre 2018 e 2019. A defesa do médico disse que ele nega as acusações.

Na última segunda-feira (13), as mulheres procuraram a OAB solicitando uma audiência com representantes do órgão. "Vinte e quatro mulheres procuraram a OAB com a narrativa, repetindo o que estava nas redes sociais, e pedindo que a OAB tomasse providência. A OAB formalizou esse pedido, todas elas assinaram e, a partir desse momento, a OAB oficiou a autoridade policial, que foi a Delegacia da Mulher, através da doutora Decimária Gonçalves, pedindo providências", disse a presidente da Comissão Mulher Advogada da OAB, Luciana Santos Silva.

"Temos notícia que o inquérito já foi instaurado. Então, já estão investigando e algumas mulheres, inclusive, já foram ouvidas. Pelo que a gente leu, sobretudo nas redes sociais e com as falas de algumas mulheres lá na OAB, a gente pode vislumbrar, sem dar tanta certeza, porque ainda tem uma investigação em curso, o crime de importunação sexual mediante fraude", completou.

A delegada Decimária Gonçalves, da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Vitória da Conquista, informou que, ainda na segunda-feira, foi aberto uma Investigação Pública Incondicionada, que não necessita de depoimento de vítima, porque na ocasião nenhuma mulher ainda tinha comparecido à unidade para relatar o caso.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) informou, nesta quarta, que está acompanhando o caso e aguarda a conclusão do inquérito por parte da Polícia Civil para decidir, com base nos autos, se vai ou não oferecer denúncia contra o suspeito.

 

O que diz a defesa do médico

O advogado de defesa médico Orcione Júnior, Paulo de Tarso, informou ao G1, nesta quarta-feira, por telefone, que o profissional nega todas as acusações. O advogado disse, ainda, que o cliente vai conceder uma entrevista coletiva à imprensa, na sexta-feira (17), para dar sua versão sobre o caso.

Vereadores lamentam as mortes dos médicos Wilson Teles e Francisco Vasconcellos

Domingos Matos, 16/05/2019 | 10:08

Vereadores itabunenses lamentaram durante a Sessão Ordinária de quarta-feira (15), as mortes de dois profissionais de Saúde de grande atuação no município. “Itabuna perdeu grandes médicos: o ginecologista e obstetra Wilson Telles e o pneumologista e geriatra Francisco Vasconcellos”, disse o presidente da Câmara, Ricardo Xavier.

Um dos mais antigos ginecologistas de Itabuna, Wilson Telles de Menezes, faleceu na manhã de ontem aos 87 anos. Por mais de 50 anos atuou na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e em sua clina particular. Deixou a esposa, Luiza Amália Telles, e quatro filhos, entre eles o advogado Paulo Jorge e o médico oftalmologista José Fabiano.

Já o médico Francisco Carlos Vasconcelos tinha 59 anos. Pneumologista e geriatra, foi membro do corpo clínico da Santa Casa de Itabuna e atuou como plantonista no Hospital Calixto Midlej Filho e São Lucas. Também prestou serviços profissionais, tanto na rede publica quanto na particular de Saúde.

Ilhéus abre processo seletivo para contratação de médicos e enfermeiros

Domingos Matos, 08/05/2019 | 08:11
Editado em 08/05/2019 | 08:27

O Município de Ilhéus abriu processo seletivo simplificado para contratação temporária de 81 profissionais de saúde, entre técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos de diversas especialidades, com salários que variam de R$ 1,2 mil a R$ 8 mil.

Conforme o edital 001/2019 (https://bit.ly/2J2wzME), publicado no Diário Oficial do Município da segunda-feira (6), a validade do contrato será de um ano, contada a partir da data da homologação. Serão selecionados 27 enfermeiros, 23 técnicos de enfermagem, 16 clínicos geral, cinco pediatras, quatro obstetras, quatro ginecologistas e dois psiquiatras.

As inscrições serão realizadas até o próximo 13 de maio, no horário das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas (dias úteis), através da impressão, preenchimento e envio pelo candidato da ficha de inscrição presencial no seguinte endereço: Secretaria Municipal de Saúde de Ilhéus, Rua Araújo Pinho, n. 07, Ed. Embratel, Centro. Para inscrição, os candidatos deverão apresentar, juntamente com sua ficha de inscrição, no local da inscrição presencial, as provas documentais de que trata o edital.

 

Da série ''Caminho das Pedras'': ginecologista 'folga' porque não tem ar-condicionado

Domingos Matos, 24/02/2011 | 08:14
Editado em 24/02/2011 | 08:29

Temos dito e insistimos na tese da necessidade de resolução dos problemas da atenção básica para que o município consiga o que realmente quer, o Comando Único da Saúde, a chamada gestão plena. Mas esse post não tem a pretensão de dar mais uma dica ao secretário Geraldo Magela.

É apenas um apelo a alguma alma boa da prefeitura, para que proceda o conserto de um aparelho de ar-condicionado no consultório ginecológico do posto de saúde do Califórnia.

Isso porque um médico, calorento ao extremo - nos absteremos de divulgar seu nome, por enquanto -, condiciona sua volta ao trabalho à volta do ar-condicionado ao recinto.

Aí, minha gente, não há condição de ficar calado. Alguém se compadeça dessa andropausa ambulante e arrume pelo menos um ventilador pra esse senhor!

Imoral: pacientes ficam até 14 horas em fila de posto de saúde

Domingos Matos, 04/06/2010 | 08:55
Editado em 04/06/2010 | 10:15

Longa espera não garante sucesso;

'Fichas' para especialistas estão minguadas

Sistema inteligente não surtiu efeito

postoTodo início de mês é assim. Filas que varam a noite, frio e risco de assalto é o mínimo que moradores de bairros como Califórnia, Fátima e Vila das Dores enfrentam para conseguir uma autorização para atendimento médico na rede pública de saúde de Itabuna. Pior que isso, só mesmo a condição de indignidade humana a que essas pessoas são submetidas para ter acesso a um atendente da Unidade Básica de Saúde Teixeira Barreto - ou, Posto de Saúde do Califórnia. 

Hoje, primeira sexta-feira do mês, é dia de agonia na UBS do Califórnia. É quando são distribuídas as tais autorizações para atendimento em diversas especialidades. Pelo menos, quando deveriam ser distribuídas. Uma senhora, que pediu para ser identificada apenas como Vera, relatou que foi para a fila às 17 horas da quinta-feira, feriado de Corpus Christi. É desumano.

Alguém poderia dizer que é exagero dessa mulher. Mas, se for observado que as pessoas trabalham, e que essa entrega de fichas é feita cedinho, às 7 horas, e ainda que a quantidade distribuída é mínima, não prece assim, tão absurda a atitude dela. Seu esforço foi 'recompensado'. Vera foi uma das poucas que conseguiu uma autorização para médico ginecologista.

Apesar de essa 'ficha' ter sido liberada para aquela UBS, o foi em quantidade mínima. Mas outras tantas, como neurologista, urologista e mais, não foram vistas por lá. As que vieram, não chegaram a atender metade da demanda.

Não é demais lembrar que aquela unidade está recebendo, sistemática e oficialmente, pacientes de bairros como Fátima e Vila das Dores, que possuem unidades de Saúde da Família, mas estão sem médicos para o atendimento e não parecem receber as tais fichas de autorização de exames e consultas especializadas.

"O posto do bairro de Fátima é apenas um cabide de empregos. Quando muito, os funcionários de lá aplicam vacinas e aferem a pressão arterial. O resto do tempo, é em festinhas de confraternização e bate-papo. Médico, Deus nos livre!", reclama uma moradora do bairro, que foi emopurrada para o Califórnia e saiu de mãos abanando. Queria ginecologista, urologista e dermatologista. Conseguiu, com rima e tudo, apenas entrar na 'lista' para futuros contatos, por telefone, caso apareça alguma dessas fichas, como que por algum milagre.

Por falar em banco de espera, esse serviço também não funciona. Serve, apenas, como mais uma enganação. Há relatos de pacientes que esperam há mais de um ano por um desses telefonemas que nunca chegarão. Esse era o tal sistema inteligente de marcação, que foi referendado pelo Ministério Público - o promotor Clodoaldo Anunciação tem uma senha para acompanhamento da evolução das autorizações. Belo golpe de marketing.

Ou o promotor esqueceu a combinação ou esquece-se de dar uma olhadinha de vez em quando nessa calamidade que é o atendimento público de saúde. E olhe que para agir, nesse caso, diferente da tentativa de afastar a presidência do Conselho Municipal de Saúde, órgão que vem tendo atuação destacada na fiscalização da prestação dos serviços aos usuários, inclusive encaminhando algumas irregularidades ao Ministério Público, nem precisa esperar o fim da greve do Judiciário.

____________________

Em tempo: A uma paciente que servia de fonte para essa nota, uma atendente da UBS pediu que não publicasse a lista das especialidades que não serão atendidas esse mês. "Só quem tem acesso a essa lista são os funcionários. Se for publicada, pensarão que estamos passando essas informações para a imprensa". A tal lista foi copiada 'de ouvido', mas a uma tentativa de anotação do papel que estava sobre a mesa, foi feito esse pedido inusitado pela atendente.

Foi atendida. Mas a reportagem lembra apenas que não há o que esconder, senhora. O desrespeito é maior que isso, e não é cometido por simples atendentes que se limitam a dar as más notícias e ainda são obrigados a ouvir os xingamentos dos usuários, que infelizmente não chegam aos ouvidos do prefeito e do secretário da Saúde.

Foto: Arquivo/Pimenta

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.