CMVI

Tag: goma

Por agradecimento, filho de paciente faz tatuagem com a logo da Santa Casa

Domingos Matos, 11/07/2019 | 14:19

Na manhã desta quinta (11), uma notícia surpreendeu a equipe da Santa Casa de Misericórdia: o filho de um paciente tatuou a logomarca da Santa Casa, como forma de agradecimento ao atendimento dado ao pai.

Vivaldo Costa Gomes Filho conta que fez a tatuagem há um mês quando o pai, que é paciente oncológico do SUS, se internou para tratamento. “O hospital recebeu ele muito bem e fez todos os procedimentos que ele precisou. Quando ele teve alta eu resolvi fazer a tatuagem em homenagem ao tratamento que a equipe do hospital deu a ele”, disse.

Na oportunidade, a gerente SUS da instituição, Lânia Peixoto, presenteou Vivaldo com livros sobre a história e o centenário da Santa Casa. “Essa é uma forma de agradecer pela credibilidade e o carinho ofertados à nossa instituição”, falou.

Ela registrou a gratidão a Vivaldo Filho por confiar nos serviços que a Santa Casa de Itabuna presta aos seus pacientes, “pautados na missão de servir com excelência a experiência do cuidar”.

Empresas alemãs devem produzir caminhão elétrico e goma inovadora na Bahia

Domingos Matos, 09/07/2019 | 15:44

Indústrias alemãs devem firmar parceria com a Bahia e trazer novos investimentos para o estado. Este é o caso da Evum Motors, que pretende fabricar um modelo de caminhão elétrico adequado à produção agrícola, o grupo Hirmer que busca construir um resort na região Sul e a Odex GbR, que deve fabricar a Odex Med - uma goma de mascar inovadora com função de escova, creme e enxaguante bucal antibacteriano. A prospecção foi feita por uma missão do Governo do Estado que se reuniu com empresários alemães na segunda-feira (08), em Munique (Alemanha).

“O caminhão elétrico da Evum Motors  é inteiramente adequado às atividades agrícolas, em particular à agricultura familiar, bem como a serviços urbanos de pequeno porte, tais como coleta seletiva, manutenção de parques e jardins”, explicou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro. De acordo com ele, a empresa se mostrou muito interessada em conhecer as condições de fornecimento desse caminhão para o setor agrícola baiano. O caminhão elétrico pode ser carregado diretamente de uma tomada comum, durante 6 horas, e possui autonomia de 100 km. 

Em setembro, durante a Feira Automotiva de Frankfurt, o governo baiano deve conhecer uma nova versão mais aprimorada do veículo elétrico e assinar o protocolo de intenções com a montadora alemã. Após o evento, os investidores devem visitar a Bahia, levar veículos de teste e avançar nas negociações com o Governo.

Já o grupo Hirmer planeja um mega projeto para a região Sul da Bahia, que envolve a construção de um resort, fomento à agricultura familiar e geração de energia renovável, além da construção de um novo aeroporto em Porto Seguro - item este que já conta com Termo de Autorização para a empresa apresentar os estudos. 

“As equipes técnicas da empresa, que já têm estudado as condições na Bahia, deverão se reunir com técnicos do Governo ainda na próxima semana. Em agosto, os dirigentes da empresa irão ao estado para reunir com o governador Rui Costa”, informou Paulo Guimarães, superintendente de Atração de Investimentos e Fomento ao Desenvolvimento Econômico da Bahia (da SDE).

Em parceria com a Bahiafarma, a fabricação da goma de mascar Odex Med na Bahia trará o quesito inovação como carro chefe. O produto, com fórmula ativa patenteada, combate bactérias e fungos e elimina até 99,99% dos germes e patógenos nocivos na cavidade oral - mesmo em locais de difícil acesso para uma escova de dentes.

Ainda em Munique, a missão do Governo discutiu com representantes do grupo empresarial Sif Capital os projetos de infraestrutura do Estado da Bahia, em particular ferrovias, portos e aeroportos. A empresa é voltada para relacionamentos e atende a investidores institucionais, corporações e instituições financeiras na Alemanha.

O significado da ovada em Dória

Domingos Matos, 08/08/2017 | 00:45
Editado em 08/08/2017 | 00:46

Por Kiko Nogueira

Se o prefeito de São Paulo soubesse ler os sinais da democracia e fosse menos arrogante, veria um caráter pedagógico nas ovadas que levou em Salvador.

Uma obviedade: sua marquetolagem não viaja bem para fora de São Paulo.

Mas João Doria não tem jeito.

Na noite da segunda (7), em Salvador, ele foi receber o título de cidadão soteropolitano, uma picaretagem inventada por seu clone baiano ACM Neto (o que Doria fez para merecer essa comenda?).

Quando eles se encaminhavam para a Câmara de Vereadores, localizada no centro histórico da capital, veio o ataque.

Os seguranças da prefeitura estavam armados com guarda chuvas, mas de nada adiantou.

Um ovo explodiu no cocoruto gomalinado do tucano, numa cena que o acompanhará para todo o sempre.

Doria respondeu com uma versão vagabunda do atentado da bolinha de papel de Serra.

Mais uma vez, culpou seus espantalhos favoritos. Declarou que foi um ato de “intolerância do PT e dos partidos de esquerda”.

“Não é esse o caminho que desejamos para o Brasil. Esse é o caminho do Lula, o caminho do PT, das esquerdas que querem isso. A intransigência, a agressividade e a tentativa de amedrontar. A mim não intimida”, disse, em mais um de seus vídeos.

“Vão lá defender o Maduro e jogar ovo lá na Venezuela”, acrescentou, responsabilizando indiretamente o governador petista Rui Costa: “Nós sabemos a serviço de quem eles estão”.

Não, Doria.

Foi uma entidade que costuma aparecer no Brasil em certos momentos.

A mesma entidade que enxovalhou à base de gemas e claras os convidados do casamento de Maria Victoria, a filha do ministro Ricardo Barros, em Curitiba: o povo.

Breve escorço histórico sobre a Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia

Domingos Matos, 12/06/2011 | 16:04
Editado em 12/06/2011 | 16:08

Vercil Rodrigues

VercilNo mês de junho de 2010, minha esposa me perguntou se eu sabia da existência da Academia de Letras Jurídicas do Brasil (sede no Rio de Janeiro). E de pronto respondi que não.

A partir dessa inquietante pergunta, comecei a pesquisar o tema. E logo descobri que a nossa Bahia também dispunha de sua Academia de Letras Jurídicas, e que a mesma foi idealizada pelo então Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia/TJBA (1983 – 1984), desembargador Manuel José Pereira da Silva, e fundada em 7 de dezembro de 1983. E nessa pesquisa, também constatei que o Sul da Bahia só tinha um representante nesta Augusta Casa, na categoria Patrono (Cadeira 24), que é Aurelino Leal, nascido no dia 4 de agosto de 1877, na antiga Vila da Barra do Rio de Contas, Bahia, hoje denominada Itacaré.

Baseado nesse fato e somando-se a constatação que o Sul da Bahia conta, atualmente, com 7 (sete) faculdades ofertando o curso de Direito, a saber: A FTC - Faculdade de Tecnologia e Ciências/Itabuna; UNIME – União Metropolitana de Educação e Cultura/Itabuna; UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz/Itabuna-Ilhéus; Faculdade de Ilhéus/Ilhéus; FASB - Faculdade do Sul da Bahia e Faculdade Pitágoras, ambas em Teixeira de Freitas, e a CESESB - Centro de Ensino Superior do Extremo Sul da Bahia,  em Itamaraju, nasceu então o projeto de a Região Sulbaiana ter a sua própria Academia.

A partir daí, o próximo passo, então, foi convidar ilibados profissionais do Direito regional para, juntos, amadurecermos a ideia de fundar a Academia de Letras Jurídicas no Sul da Bahia (que abrangeria o Sul, o Baixo Sul e o Extremo Sul do nosso Estado). Atendendo ao meu convite, reuniram-se, no escritório do Dr. José Carlos Oliveira, os ilustres operadores do Direito Leandro Alves Coelho, advogado e professor de Direito Tributário das Faculdades UNIME/FACSUL e FTC; Cosme José dos Reis, advogado e professor de Direito Penal; Paulo Sérgio dos Santos Bonfim, advogado e professor de Direito Civil da FTC, e José Carlos Oliveira, advogado, auditor fiscal do trabalho aposentado e membro-fundador da Academia Grapiúna de Letras (AGRAL) e membro-fundador da Academia Maçônica de Letras Ciências e Artes da Região Grapiúna (Amalcarg).

No mesmo escritório e também nos escritórios dos demais membros-fundadores da ALJUSBA, nos reunimos diversas vezes para planejarmos as ações iniciais, as quais abrangeram a elaboração do Estatuto e do Regimento Interno, e a confecção de uma lista contendo nomes de ilustres profissionais das Ciências Jurídicas, nascidos ou residentes na outrora região cacaueira, que já não estavam mais no plano material, mas que deixaram o seu legado na nobre área jurídica, para figurarem, após eleição secreta, como patronos da Egrégia Casa. Além dessa lista, uma segunda também foi feita, com nomes de expoentes vivos do Direito no contexto sulbaiano, para disputarem também uma eleição secreta as 40 cadeiras.

A ALJUSBA nasceu com a finalidade do estudo do Direito em todos os seus ramos e do aperfeiçoamento e difusão das Letras Jurídicas. Outro importante objetivo que ela compreende é de reconhecer os profissionais que contribuem com a área de ensino-pesquisa e produção literária jurídica do Sul do Estado, além do aprimoramento dessa nobre ciência.

Na histórica reunião de fundação do dia 13 de maio, a Academia teve aprovado o seu estatuto, o regimento interno, a logomarca, o brasão, o nome de sua revista, o nome do seu patrono: professor-advogado-jurista Francolino Gonçalves de Queiroz Neto, sua sede provisória (Avenida Firmino Alves, nº 60, Edifício Módulo Center, Salas 1006/1007, 10º andar, Centro, Itabuna – Bahia, CEP 45.600-185), a criação do site e, ademais, foi eleita por voto secreto sua primeira diretoria administrativa, que fica assim constituída: Leandro Alves Coelho (presidente); Vercil Rodrigues (vice-presidente); Cosme Reis (diretor de biblioteca e arquivo), Paulo Sérgio Bomfim (secretário) e José Carlos Oliveira (tesoureiro). Também nessa reunião foram votados e eleitos, de uma lista contendo mais de 80 nomes, os 40 patronos, bem como foram votados os 40 imortais que já estão sendo convidados para fazer parte dessa Augusta Casa.

Vercil Rodrigues é o idealizador e Vice-presidente da Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia (ALJUSBA)

DEM será processado por autor de vídeo da 'bronca de Lula'

Domingos Matos, 24/05/2010 | 11:50
Editado em 27/04/2010 | 22:30

O tiro saiu pela culatra. Com base na lei de Direitos Autorais, o blogueiro Elílio Gusmão, do Blog do Gusmão, pretende acionar judicialmente o partido Democratas. Isso porque o DEM utilizou, segundo o blogueiro, suas imagens numa propaganda política em que o presidente Lula supostamente dá uma bronca no governador Jaques Wagner. O DEMo 'esqueceu' de pedir a devida autorização do autor - também poderia pagar pelo material.

O blogueiro diz que as suas imagens foram reeditadas. "Eu gravei em plano americano, aquele em que o corte vai no joelho. Na reedição, eles fizeram um corte horizontal, para retirar a minha logomarca. Agora, a filmagem ficou no plano médio (corte na cintura). Mas as imagens são minhas, até porque, daquele ângulo, só eu filmei".

Além dessa cirurgia em suas filmagens, Gusmão reclama mesmo é da ilegalidade com que seu vídeo foi 'adquirido' pelo partido. "Já contratei advogado e vou à Justiça. O vídeo já está sendo veiculado na televisão, no horário eleitoral do DEM, e está no site oficial do partido".

Veja, abaixo, as duas versões da 'obra' de Emílio Gusmão.

Primeiro, a original, que havia sido postada (aqui) no dia 26 de março, no blog do Gusmão:

 

E, agora, a surrupiada:

Há ainda uma versão sem corte algum, que mostra de forma ainda mais clara a realidade dos discursos, com as falas dentro de seus devidos contextos. Mas esse aspecto deixou de ser relevante quando se descobriu o cambalacho do DEM com as imagens surrupiadas.

Eita, nóis...

Agentes de saúde e de endemias podem parar atividades

Domingos Matos, 24/05/2010 | 11:50
Editado em 15/05/2010 | 19:04

Carta-denúncia do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna alerta para a enrolação da prefeitura com os agentes comunitários de saúde e agentes de endemias. A prefeitura disse que aceita negociar com os servidores, que estão em campanha salarial, mas adianta que não há indicativo de reajuste salarial para as categorias este ano.

Por isso, os trabalhadores vão decidir, em assembléia a ser realizada na próxima segunda-feira, às 13 horas, qual posição deve ser tomada em relação ao descaso e a falta de respeito da prefeitura na campanha salarial deste ano.

"A categoria está revoltada com essa postura do prefeito. Na assembléia iremos decidir qual atitude a ser tomada pelos trabalhadores diante da falta de compromisso da prefeitura em relação às reivindicações dos servidores e dos agentes de saúde" pontua Karla Lúcia, presidenta do Sindserv. 

Veja tudo na seção Você no Trombone. Participe você também. Mande sua denúncia ou sua notícia. Basta clicar na logomarca ao lado esquerdo e mandar seu arquivo de texto e foto.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.