CMVI

Tag: idosos

Clínica Escola da Unime oferece atendimento odontológico em Itabuna

Domingos Matos, 13/06/2019 | 14:30

A Clínica Escola de Odontologia da Unime Itabuna oferece serviços odontológicos, como limpeza e remoção de tártaro, aplicação de flúor, extrações e restaurações, gratuitamente. Os interessados devem comparecer ao campus I da unidade de ensino, de segunda a sexta, das 8h30 às 11h30; 14h30 às 17h30 ou 19h às 21h, para efetuar a inscrição. É cobrada taxa única de R$ 25 (para casos de pacientes comprovadamente carentes não há cobrança da taxa).

Inaugurada em agosto de 2018, a Clínica Escola de Odontologia Unime já prestou aproximadamente 1,5 mil atendimentos, realizados por alunos matriculados em disciplinas clínicas e supervisionados por professores da instituição. “Além de muito importante e obrigatório para a formação dos alunos, os atendimentos são fundamentais para a comunidade que, muitas vezes, depende dessa oferta. Trata-se de um atendimento extremamente cuidadoso e feito com muito carinho por todos que fazem parte da clínica”, comenta Vagner Mendes, coordenador do curso de Odontologia.

Os atendimentos são voltados a crianças, jovens, adultos, idosos e pessoas com deficiência. Tratamento de canal (endodontia), radiografias periapicais, prótese fixa (ponte fixa), prótese total (dentadura), prótese parcial removível (Roach), biópsias em regiões da boca e implantes dentários também estão disponíveis na unidade.

Após a inscrição, os pacientes são chamados para atendimento de acordo com o número de vagas que surgem ao longo do ano. "Não há data limite para inscrição ou número de vagas. A renovação do atendimento é constante", justifica Mendes.

 

Produtora do “Forró do Sítio Novo” é acusada de praticar venda casada em Brumado

Domingos Matos, 05/06/2019 | 17:25

A empresa Beto Bonelly Produções e Eventos Ltda., responsável pela organização da festa “Forró do Sítio Novo”, em Brumado, foi acusada pelo Ministério Público estadual de cometer prática abusiva de venda casada e de infligir a lei por se negar a comercializar ingressos no valor de meia-entrada. O evento festivo está programado para acontecer no próximo dia 15 de junho, naquele município. 

Segundo ação civil pública, ajuizada pelo promotor de Justiça Millen Castro no último dia 27, a produtora anunciou a venda de ingressos por R$ 180 para o acesso à festa de tipo open bar, sem discriminar os valores para entrada e para o consumo de bebidas alcoólicas, retirando do consumidor a possibilidade de adquirir o ingresso dissociado das bebidas. 

O promotor informou ainda que a empresa não colocou à venda ingressos pelor valor de meia-entrada, benefício que a lei exige a oferta para estudantes e idosos que comprovem essa condição. A Bonelly Produções, inclusive, foi obrigada pela Justiça a pagar multa de R$ 5 mil por não cumprir Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o MP, que previa a meia-entrada em eventos culturais, artísticos, recreativos, esportivos ou em quaisquer outros de lazer e entretenimento organizado pela empresa. A produtora também se negou a atender recomendação expedida pelo MP para garantir a disponibilização de meia-entrada no “Forró”, alegando que o espaço físico da festa não permitiria a divisão entre open bar e pista sem open bar. 

Na ação, Millen Castro pede à Justiça que determine, em decisão liminar, a venda de ingressos para o “Forró do Sítio Novo” pelo valor de meia entrada e que seja discriminado em anúncios nos pontos de venda o preço cobrado para o ingresso na festa sem a inclusão do consumo de bebidas alcoólicas e comidas.

 

Forró do Bode

Os responsáveis pela festa “Forró do Bode”, realizada no último dia 25, assinaram acordo com o MP. Conforme o TAC, proposto pelo promotor Millen Castro, a Loja Maçônica se comprometeu a ofertar, nesse e em outros eventos, o benefício de meia-entrada a estudantes, jovens de baixa renda, idosos e pessoas com deficiência. Em caso de a aquisição do ingresso integral já ter ocorrido, o valor correspondente à diferença deve ser devolvido aos consumidores. Além disso, foi acordado que em festas open bar deve ser possibilitada a compra de ingresso apenas pelo valor correspondente ao acesso à festa, dissociado do valor adicional cobrado pelo consumo livre de bebidas alcoólicas e comidas. 

 

Número de inscritos para o Encceja 2019 tem aumento de 75%

Domingos Matos, 04/06/2019 | 16:45

A edição deste ano do Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja) teve um crescimento de 75% no total de inscritos em relação a 2018. Foram 2.973.375 inscrições contra as 1.695.607 do ano anterior. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (4), em Brasília, pelo Ministério da Educação. As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios a jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada para obter a certificação de conclusão no ensino fundamental ou médio.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Ribeiro Lopes, disse que a ampliação da divulgação é um dos fatores que levou ao aumento expressivo no número de inscritos. “Atribuímos a maior divulgação do Encceja ao maior conhecimento por parte da população e ao apoio das secretarias estaduais. Além disso, percebemos que o cidadão está buscando uma certificação para melhorar sua condição de empregabilidade”, disse o presidente do Inep.

Os inscritos no Encceja de 2019 buscam principalmente a certificação do ensino médio. Setenta e oito por cento das inscrições foram para as provas do ensino médio e 21,6% para as do ensino fundamental. As mulheres são maioria para o ensino médio (51,5%) e para o fundamental (53%).

A maior parcela de inscritos para certificação do ensino médio está na faixa etária entre 21 a 30 anos (972.076), seguido pelos que têm de 31 a 59 anos (859.497). No ensino fundamental, a faixa etária de maior concentração é entre 31 a 59 anos (298.962) e depois entre 21 a 30 anos (177.754). São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná são os estados com maior número de inscritos para os dois níveis de ensino. Os atendimentos específicos mais solicitados nos dois casos são os de lactante gestante e idosos.

Segurança

O presidente do Inep alertou que a segurança será reforçada nessa edição do exame. Se algum equipamento eletrônico do candidato emitir sinal sonoro durante a prova, ele será eliminado. “Nesse ano, se algum aparelho emitir sinal sonoro durante a aplicação da prova o candidato será eliminado. É muito importante que o candidato tome cuidado com seus aparelhos. Aquele aparelho que, mesmo desligado, por exemplo, toque um despertador, é preciso ter cuidado porque se tocar ele será eliminado”, explicou. Os lanches dos candidatos também serão revistados.

Provas e certificação

Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência. (Com informações da Agência Brasil)

Nota Premiada beneficia 528 entidades com repasses de R$ 13,9 milhões

Domingos Matos, 28/05/2019 | 07:01
Editado em 28/05/2019 | 10:13

O simples ato de realizar uma compra e solicitar a nota fiscal ao estabelecimento comercial pode ser convertido em solidariedade e apoio a entidades filantrópicas. É a partir dessa premissa que o programa Sua Nota é um Show de Solidariedade contempla 528 instituições de toda a Bahia. Em 2018, a gestão estadual repassou R$ 13,9 milhões, por meio da campanha Nota Premiada Bahia, às entidades cadastradas no programa.

O superintendente de desenvolvimento da gestão fazendária da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), Félix Mascarenhas, explica que o cadastro de novas instituições pode ser realizado em qualquer época do ano. “O programa Sua Nota é um Show de Solidariedade hoje está vinculada à Nota Premiada Bahia. No momento que o consumidor realiza o cadastro no site da campanha [www.notapremiadabahia.ba.gov.br], ele escolhe duas instituições: uma da área de saúde e outra ligada ao social. Toda vez que ele solicita a inclusão do CPF na nota fiscal, as instituições recebem essa doação de forma eletrônica". 

Mascarenhas acrescenta que "no final do quadrimestre, a depender do número de notas registradas para cada entidade, elas receberão uma doação de até R$ 3 milhões. O cadastro de novas entidades pode ser feito por meio de solicitação à Secretaria de Justiça, se for da área social, e à Secretaria da Saúde, se for deste segmento”. Os critérios de seleção podem ser consultados no regulamento do programa, que está disponível no site da Sefaz [www.sefaz.ba.gov.br].

 

Abrigo São Gabriel

O Abrigo São Gabriel, no bairro da Boa Viagem, em Salvador, é uma das instituições beneficiadas pelo programa. No local vivem 65 idosos, que são cuidados por 29 profissionais contratados e mais 40 voluntários. O Irmão Gabriel, fundador e presidente do abrigo, destaca que a entidade existe há 20 anos e atende idosos em condição de vulnerabilidade, já que a maioria deles não tem contato com familiares.

“A base do nosso abrigo é dar qualidade de vida aos nossos idosos. Aqui somos uma família que acolhe, que ama e respeita. A Nota Premiada Bahia é uma ajuda muito grande para o nosso projeto. É um recurso que a gente aplica na manutenção da nossa estrutura, além das despesas com funcionários”, salienta.

Entre os idosos que residem no local está dona Cecília, 97 anos, que diz ter encontrado no abrigo um “pedacinho de céu na terra”. Ela afirma que “melhor lugar não pode existir. Aqui eu tenho tudo que preciso e quero. Somos muito bem cuidados”.

 

Cidade da Luz

Outra instituição beneficiada pelo Sua Nota é um Show de Solidariedade é o Centro Espírita Cavaleiros da Luz, mais conhecido como Cidade da Luz, que fica localizado no bairro de Pituaçu. Fundada há 41 anos, a instituição realizou mais de 170 mil atendimentos sociais em 2018. No local são oferecidos cursos de capacitação e atividades culturais, além de consultas médicas.

Segundo o fundador e presidente da Cidade da Luz, José Medrado, o centro funciona como complexo multidisciplinar e oferece à população do entorno ações e atividades que os moradores demandam. “A Nota Premiada Bahia é um estimulo à mobilização. Esse é um apoio que nos ajuda até mesmo no pagamento do nosso pessoal. Além disso, houve mudança importante para as instituições, pois agora nós que decidimos em qual área alocar esse recurso recebido. Por isso, deixo o pedido para que a população informe o CPF no ato da compra e nos ajude a manter nosso projeto”.

 

Trio do Espírito Santo é preso aplicando golpe contra idosos em Coaraci

Domingos Matos, 23/05/2019 | 15:28

Um trio de estelionatários do Espírito Santo formado por duas mulheres e um homem foi capturado na tarde de quarta-feira (23) por investigadores da Delegacia Territorial de Coaraci, momentos depois de tentar aplicar um golpe contra idosos em uma agência bancária daquela cidade. 

A quadrilha, hospedada em uma pousada em Coaraci, chegou no banco acompanhando de alguns idosos. Desconfiado da atitude, um funcionário da instituição financeira acionou a Polícia Civil que montou uma campana e flagrou a quadrilha com documentos falsificados.

As informações preliminares dão conta de que o grupo tentaria sacar benefícios previdenciários das vítimas. O trio foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal de Ilhéus.

 

Vacinação contra gripe atinge 57% da cobertura em Ilhéus e baixa adesão preocupa

Domingos Matos, 22/05/2019 | 18:32

A nove dias do encerramento da campanha, a adesão à vacina contra gripe Influenza em Ilhéus está abaixo do esperado pela Prefeitura. A população tem até o dia 31 de maio para vacinar contra gripe e combater notícias falsas sobre a vacina nas redes sociais. O balanço divulgado na terça-feira (21) pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) aponta 30.078 doses aplicadas no total, o equivalente 57,19% da cobertura dos grupos de risco.

O Ministério da Saúde está preocupado e tem uma equipe de monitoramento das principais notícias nas redes sociais. Mais de 10 mil mensagens são analisadas por dia. No último sábado (18), a Sesau realizou o segundo “Dia D” nas salas de vacinas de Ilhéus. A expectativa do Setor de Imunização é que público-alvo consiga ir até as Unidades Básicas de Saúde (UBS) durante a semana.

Boatos – A estudante de 18 anos, Regina Gomes Regina, grávida de cinco meses, já ouviu boatos sobre a vacina contra a gripe. Mesmo assim, foi tomar a dose recomendada para gestantes, no CAE III (antigo Sesp), centro. “Ouvi falar que as pessoas ficavam doentes após tomar a vacina e no início eu acreditei, pois nos grupos de gestantes que participo tinha muita gestante falando isso”, diz.

Notícias falsas sobre a eficácia da vacina ou sobre vírus resistentes circulam pela internet e nos grupos. “Fazem comentários para destruírem o bem que essa vacina faz para nós, principalmente os idosos”, diz a aposentada Vitória Régia. Já seu Antônio Carlos é precavido, e tomou a vacina no início da campanha. “Nessa idade, todo cuidado é pouco. Vale a pena e é bom mesmo, estou imunizado”, ressalta.

É mentira – A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) emitiu alerta na última semana para o problema das fake news (notícias falsas) sobre saúde que circulam em redes sociais e aplicativos de mensagens, muitas vezes desencorajando as pessoas a tomar vacinas. A vacina contra Influenza não causa a doença, é feita de vírus fragmentados e inativados e protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B.

A chefe do Setor de Imunização da Sesau, Walkiria Cardeal, alerta que o vírus Influenza não é como outros que causam gripe ao longo do ano. “Ele é mais grave e pode causar complicações, e a pneumonia é a mais recorrente, que leva a óbito. Gostaríamos que a cobertura estivesse um pouco maior, estamos chamando a atenção dos pais sobre a importância da vacina contra a Influenza”.

Veja a situação de cada grupo:

·         Crianças 7.956 (52.85%)

·         Trabalhador da Saúde 2.235 (77.27%)

·         Gestantes 863 (48.13%)

·         Puérperas 245 (83.05%)

·         Indígenas 1992 (45.97%)

·         Idosos 11.599 (60.01%)

·         Professores 1.136 (54.77%)

·         Comorbidades 3.346 (49.88%)

 

 

Governo vai lançar campanha de incentivo à adoção tardia

Domingos Matos, 22/05/2019 | 10:16
Editado em 21/05/2019 | 21:03

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse ontem (21) que o governo deve lançar, até o segundo semestre, uma campanha de incentivo à adoção de crianças e adolescentes, com foco na adoção tardia. A ministra disse ainda que o governo estuda mandar para o Congresso um projeto de lei para promover mudanças na Lei da Adoção.

“Estamos observando que o numero de crianças que estão ficando nos abrigos é a partir de três anos de idade. Vamos fazer uma campanha focada em adoção tardia e trabalhar também com a adoção de crianças com doenças raras, crianças com deficiência física ou mental”, disse a ministra durante seminário da Câmara dos Deputados para debater o tema.

A lei de adoção sofreu modificações em 2017, mas ainda é considerada pelo governo como burocrática e lenta. A legislação atual determina, entre outros pontos, que a reavaliação da situação das crianças em programa de acolhimento familiar ou institucional ocorra de três em três meses. Ela também estabelece prazo de um mês sem contato da família para que recém-nascidos e crianças sejam incluídos no cadastro de adoção.

De acordo com Damares, a intenção de mudar a legislação é fazer com que todo o procedimento dure nove meses, em uma alusão ao tempo de gestação de um bebê. “No máximo nove meses entre a destituição do pátrio poder e o deferimento da adoção. A gente trouxe esse número para fazer alusão ao período de gestação, mas se for mais rápido, melhor ainda. E essa parceria com o legislativo é para desburocratizar e melhorar a legislação”, disse.

Dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), vinculado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostram que atualmente existem 45.991 pessoas interessadas em adotar e 9.524 crianças e adolescentes aptos para ser adotados. No entanto, cerca de 47 mil crianças e adolescentes ainda estão com situação indefinida e inseridas em programas de acolhimento institucional. Segundo a ministra, a intenção é que a campanha também colabore para a adoção dessas crianças e adolescentes.

“Tem tanta gente querendo adotar, tanta criança no abrigo e tão poucas para a adoção. Abrigo não é lar”, afirmou a ministra. “É angustiante. Conhecemos pessoas que estão há seis anos aguardando a adoção, tem crianças que ficam seis, oito anos no abrigo aguardando a adoção. Essa fila de adoção tem deixado muita gente triste” acrescentou.

De acordo com o CNJ, a demora no procedimento de adoção se deve, em boa parte, ao perfil indicado pelos adotantes: crianças recém-nascidas, com um, dois ou três anos de idade e brancas. Os números do cadastro mostram que 14,74% do pretendentes aceitam somente crianças brancas, outros 61,95% não aceitam adotar irmãos. Os números do CNJ mostram ainda que 61,95% das crianças que estão em abrigos são pardas e negras; 73,48%, tem mais de 5 anos; 25,68% tem algum tipo de deficiência ou doença crônica; e 55,46% tem irmãos ou irmãs.

Além da adoção de crianças e adolescentes, Damares disse que o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos também vai promover uma campanha para a adoção de idosos, mas não deu detalhes sobre a proposta. “Também vamos trabalhar com adoção de idosos. Nós já vimos umas experiências exitosas como a adoção socioafetiva, de padrinhos de idosos, tirar um pouco os idosos dos abrigos”, disse. (Com informações da Agência Brasil)

Vestibular solidário: FTC realiza campanha de arrecadação de agasalhos

Domingos Matos, 17/05/2019 | 17:41

Formar profissionais conscientes de seu papel social é um compromisso da Rede FTC com a sociedade e, agora, os vestibulandos da instituição também são convidados à pratica da empatia. A campanha “Vestibular Solidário” propõe que o candidato a uma das vagas de graduação doe, no dia do vestibular, um agasalho ou cobertor que, depois, será destinado a quem mais precisa.

O candidato poderá entregar suas doações na unidade FTC em que vai realizar a prova de vestibular, marcada para o dia 26 de maio. Os donativos arrecadados serão destinados a uma instituição previamente selecionada pela Rede FTC. Em Itabuna, as doações serão destinadas ao Albergue Bezerra de Menezes, que atende pacientes com distúrbios mentais, idosos, e adultos com deficiência, localizado no bairro Antique.

Quem esquecer ou não puder participar dessa corrente de solidariedade não vai ficar de fora do processo seletivo que esse ano oferece 300 bolsas de até 100% em todos os cursos, exceto Medicina. “A participação do estudante não está condicionada à doação. Cada um é livre para participar da ação como puder, nós apenas convidamos nossa comunidade a se movimentar pelo bem do próximo e exercitar a empatia e a responsabilidade social, valores muito importantes para todos nós da FTC”, explica, Milena Oliveira, diretora de Marketing Integrado da Rede FTC, responsável pela idealização da campanha.

As inscrições para o processo seletivo da Rede FTC seguem abertas até o dia 23 de maio e podem ser realizadas através do portal da instituição. Para informações sobre a política de bolsas e sobre as vagas ofertadas por cada campi, o candidato deve conferir os editais do Vestibular Tradicional no linkhttps://www.ftc.br/vestibular/

Serviço – Vestibular Solidário Rede FTC

Quando: 26/05, às 9h

Onde: FTC Itabuna – Praça José Bastos, n. 55 - Centro

Inscrições e Informações: https://www.ftc.br/vestibular/

Inadimplência atinge 63 milhões de consumidores em março, aponta Serasa

Domingos Matos, 25/04/2019 | 10:33
Editado em 25/04/2019 | 16:12

São Paulo – O número de consumidores inadimplentes no Brasil chegou a 63 milhões em março de 2019 e registrou recorde desde 2016, quando teve início a série histórica. Isto significa que 40,3% da população adulta do país está com dívidas atrasadas e negativadas. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior (61,0 milhões), o aumento foi de 3,2%, ou seja, dois milhões a mais de pessoas. Na relação março x fevereiro 2018, a alta foi de 1,2%.

“O aumento do desemprego e o repique da inflação nos primeiros meses do ano resultaram em perdas da renda do consumidor, que impacta diretamente na inadimplência. Também a concentração de compromissos financeiros típicos de início de ano (IPTU, IPVA, material escolar etc.) pressionaram o orçamento da população. O recorde de pessoas com dívidas atrasadas em março mostra um patamar elevado e traz prejuízos ao crescimento da economia. Por isso, cresce a importância de ações que ajudem a mudar este cenário, como o recém aprovado Cadastro Positivo, o qual contribui para a prevenção do descontrole financeiro e para o combate ao superendividamento”, diz o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Inadimplência dos idosos apresenta a maior alta

Por faixa etária, a inadimplência é maior nas pessoas de 36 a 40 anos (48,5% delas estão inadimplentes), mas os idosos (consumidores com mais de 61 anos) apresentaram a maior alta (1,9 p.p.) em março de 2019, na comparação com o mesmo mês do ano anterior: 38,8% deles estavam inadimplentes e março/19. Já as faixas de 26 a 35 anos e de 31 a 35 anos apresentaram ligeira queda na mesma relação. 

Dívidas atrasadas com telefonia têm o maior crescimento

Mesmo com a maior representatividade de bancos e cartões (28,1% dos registros de inadimplência são provenientes deste segmento), as dívidas não pagas e negativadas no segmento de telefonia tiveram o maior crescimento (1,6 p.p.) em março de 2019, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, representando agora 13,2% do total. 

Vacinação contra a gripe começa amanhã em todo o país

Domingos Matos, 09/04/2019 | 11:28

Começa nesta quarta-feira (10), em todo o país, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Nesta primeira fase, serão priorizadas crianças com idade entre 1 e 6 anos, grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). A escolha, de acordo com o Ministério da Saúde, foi feita por causa da maior vulnerabilidade do grupo.

A partir de 22 de abril, todo o público-alvo da campanha poderá receber a dose, incluindo trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

A escolha dos grupos segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo a pasta, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação.

A vacina

Em nota, o Ministério da Saúde destacou que, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Em função da mudança na composição, a pasta considera “imprescindível” que os grupos selecionados, ainda que já tenham sido imunizados anteriormente, recebam a nova dose este ano.

“O Ministério da Saúde não indica a utilização da vacina contra influenza com cepas 2018, pois não tem a mesma composição da vacina de 2019, o que faz com que não seja eficaz para proteção.” (Com informações da Agência Brasil)

FTC promove qualidade de vida com a Faculdade Aberta da Terceira Idade

Domingos Matos, 08/04/2019 | 10:44

O que acontece com nosso corpo quando envelhecemos? Como prevenir doenças na terceira idade? Quais os direitos do idoso e quem deve assegurá-los? Estes e outros questionamentos têm movimentado idosos de Itabuna e de cidades vizinhas que participam das oficinas da Faculdade Aberta da Terceira Idade (FTerCeira Idade), que é mantida pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), na busca de novos conhecimentos que possam assegurar-lhes um envelhecimento saudável.

Implantada em 2010 no campus da FTC Itabuna, o projeto FTerCeira Idade surgiu com o objetivo de proporcionar aos idosos um espaço de multiplicação de conhecimentos numa perspectiva de desenvolver novos saberes capazes de promover uma melhor qualidade de vida, levando em conta aspectos como socialização, prevenção de doenças e cuidados com a saúde, manutenção e garantias de direitos,  alimentação saudável, economia doméstica, além de questões ligadas ao meio ambiente, inclusão digital, elevação da autoestima e preservação da memória.

Há quase 10 anos participando das atividades da FTerCeira Idade, Helena Marinho Capistrano, é uma das mais encantadas com o projeto e se emociona ao falar do quanto as oficinas têm contribuído para que ela viva de maneira mais saudável e consciente a fase da terceira idade. “Sinto-me beneficiada tanto física quanto psicologicamente. Através das oficinas, minha autoestima melhorou bastante. Fiz novas amizades, aprendi a cuidar melhor da minha saúde, ter mais amor ao próximo, a respeitar as diferenças. Confesso que hoje me sinto mais feliz”, arrematou Helena.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Andréa Cristine Machado, neste semestre, sessenta idosos estão inscritos na Faculdade Aberta da Terceira Idade, cujo acesso é totalmente gratuito. Ela explica que as atividades são desenvolvidas de segunda a sexta-feira, no turno vespertino, envolvendo discentes, docentes de todos os colegiados de cursos e voluntários, focando temáticas ligadas à promoção da saúde do idoso, além de oficinas especiais tratando temas relacionados aos direitos dos idosos, direitos previdenciários, dentre outros.

Para ter acesso aos serviços ofertados pela Faculdade Aberta da Terceira Idade, pessoas com mais de 60 anos devem procurar atendimento para inscrição na Central de Atendimento ao Docente, que funciona no 1º andar do campus-sede da FTC Itabuna, no horário das 8h às 12h e das 14h às 17h. As oficinas da FTerCeira Idade acontecem de segunda a sexta-feira, das 14 às 17 horas. No ato de inscrição é necessário apenas o preenchimento de uma ficha individual de informações.

Itacaré inicia dia 10 a campanha de vacinação contra a Influenza

Domingos Matos, 04/04/2019 | 08:07

A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Saúde, inicia na próxima quarta-feira (10), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza – o vírus da gripe. Até o dia 31 de maio devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

De acordo com o secretário de Saúde, Ricardo Lins, a vacina estará disponível no posto da Unidade Básica de Saúde da rua João de Souza, atrás do Fórum, no posto de saúde do bairro Santo Antônio (Bairro Novo) e no posto Maria de Lourdes, no distrito de Taboquinhas. O dia D de imunização contra a Gripe será no dia 04 de maio, quando serão implantados vários pontos de vacinação na sede e em Taboquinhas.

E no dia 15 de abril as equipes da Secretaria de Saúde estarão iniciando a vacinação itinerante, com a imunização de pessoas em diferentes pontos na zona rural do município. O objetivo é vacinar o maior número de pessoas no município contra a Influenza. E em parceria com a Secretaria de Educação, a equipe de imunização também estará realizando o trabalho de vacinação nas unidades escolares da rede municipal.

A equipe da Secretaria de Saúde de Itacaré refirma que pessoas com doenças crônicas (como o diabetes) e outras condições clínicas especiais também devem receber a vacina. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no posto de saúde. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS)devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para ganhar a dose, sem a necessidade de receita.

A vacina tem a possibilidade de proteger contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A, nas variações H1N1 e H3N2 e influenza B. Dentre as principais ações que devem ser feitas para evitar a contaminação pelo vírus Influenza A H1N1 estão a preocupação de lavar sempre as mãos, principalmente após tossir e espirrar, utilizar lenços descartáveis, deixar o ambiente sempre ventilado, cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir, não tocar na região dos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja limpa, não compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas, copos e talheres, evitar contato com pessoa doente, evitando abraços, beijos e apertos de mão e evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto.

 

Oficina para cuidadores de idosos em Itabuna

Domingos Matos, 11/02/2019 | 19:32

“Cuidar de quem cuida”, com este tema a Prefeitura Municipal de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Saúde, deu início na quinta-feira (07) a realização do projeto de Oficinas para Cuidadores de Pessoas da Terceira Idade que possuem diversas doenças. O evento realizado na Unidade Básica de Saúde Izolina Guimarães (antigo Lactário), bairro Zildolândia, contou com o apoio dos programas Prosi/Hiperdia.

A coordenadora do Prosi, Klívia Miranda, informa que esta primeira ação teve como público-alvo os cuidadores de idosos portadores de Alzheimer. Duas instrutoras foram as responsáveis por transmitir as informações para os participantes: a psicóloga Manuela Belo e da enfermeira Larissa Morgana. “A oficina contou com 33 participantes dos 51 inscritos, o que nos mostra um resultado muito positivo. E aproveito para informar que a próxima oficina será no próximo dia 18. Interessados a cuidarem de idosos podem fazer suas inscrições no Prosi ou através do telefone 73 3612 2700”, informou Klívia Miranda.

Também participou desta primeira ação a diretora do Hiperdia, Sandra Lacerda, que considerou que o evento superou as expectativas. Para José Guimarães Edézio, 73 anos, “essa iniciativa foi muito positiva porque nos deixa aptos e informados para atender as pessoas portadoras de anomalias com mais segurança e conhecimento”. Já Rose Silva, 51 anos, destacou a importância de adquirir novos conhecimentos que serão utilizados diariamente na sua atividade profissional.

 

 

Faculdade de Ilhéus forma a terceira turma de Odontologia

Domingos Matos, 07/02/2019 | 16:30

Pioneira na implantação do curso de Odontologia na região Sul da Bahia, a Faculdade de Ilhéus graduou a terceira turma de cirurgiões-dentistas, denominada “Turma de Referência Professor Murillo Matos”, na sexta-feira (1º), no auditório do Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, que ficou literalmente lotado. Trinta e oito bacharelandos em Odontologia colaram grau durante solenidade presidida pelo diretor-geral, Almir Milanesi.

A solenidade transcorreu em clima de alegria, com a presença de amigos e familiares dos formandos, oriundos de Ilhéus, Itabuna e outras cidades da região. O diretor Almir Milanesi destacou a formação de profissionais com qualidade e a colaboração das clínicas-escola implantadas na Faculdade, que chegam a realizar, aproximadamente, 700 atendimentos odontológicos gratuitos, por semana, entre adultos e crianças de Ilhéus e região.

Participaram da mesa oficial da cerimônia, a diretora acadêmica da Faculdade, Sandra Maria Agrizzi Milanesi, o coordenador do curso de Odontologia, professor Fábio Silveira, o patrono da Turma 2018.2, professor Yuri Santos Muniz, o paraninfo, professor Ramon Barreto Mendes, e o secretário acadêmico Paulo César Castro Xavier. A solenidade foi produzida pela Terceira Via Formaturas e Eventos.

A oradora da turma de novos bacharéis em Odontologia foi Caroline Santos Fonseca, sendo o requerimento para colação de grau feito pela formanda Ana Terra Freitas Lins. O juramento foi conduzido por Laíne Patrícia Barbosa Fontes, e as formandas Evelly Nobre da Costa Ribeiro e Priscila Ferreira Carvalho atuaram como mestres de cerimônias.

Clínicas - Sob a supervisão dos professores, nas clínicas da Faculdade os alunos atendem a todos os níveis de complexidade na área odontológica, como restaurações, tratamentos de canal, extrações, cirurgia oral menor, próteses, tratamentos preventivos e odontopediátricos. Além disso, o curso de Odontologia está inserido em programas de cooperação técnica em unidades de saúde, hospitais, nas escolas da rede municipal, nos abrigos de idosos, creches, clubes de serviço, associações de bairros e organizações civis.

Dentistas – Os novos cirurgiões-dentistas formados pela Faculdade de Ilhéus são: Adriele Souza Mota, Ana Terra Freitas Lins, Ayalla Reis Souza, Brihgyda Kalled Carvalho Ferreira, Bruna de Jesus Almeida, Camilla Macêdo Matos Santana, Carolina Eduvirgens Loureiro, Caroline Santos Fonsêca, Cláudia Gabrielly Mendes Fagundes, Emanuela Briane Cardoso Vieira, Emilly Guimarães Martins, Evelly Nobre da Costa Ribeiro, Fernanda Luiza Scher do Nascimento, Gabriele Brito Pereira, Gilvan Santos Araújo, Hélio Simões de Oliveira Neto, Iordan Trindade Lopes Alves, Ítala Santana Santos, João Pedro Souza de Andrade, José Luíz Dantas Costa, Juliana Maria Felipe da Silva Fonsêca Santos, Júlio Lima dos Santos, Júlya Matos Oliveira, Laíne Patrícia Barbosa Fontes, Letícia Mendonça Carmo Santana, Louise Vasconcelos de Oliveira, Luara Azevedo Lopez, Marcos Vinícius Souza de Oliveira, Marcus Izaltino Pessoa Junior, Matheus Freire da Silva, Maura Celli Andrade Magalhães, Priscila Ferreira Carvalho e Sandy de Oliveira Maia.

  

Centro de Referência promove oficina para cuidadores  de pacientes com Alzheimer

Domingos Matos, 01/02/2019 | 15:01

O Centro de Referência em Saúde do Idoso, Hipertensão e Diabetes/ Prosi/Hiperdia, promove na próxima quinta-feira (7), uma oficina para cuidadores de pacientes com Alzheimer. O evento terá início a partir das 13:30hs, no auditório do próprio centro, no  bairro Zildolândia, em Itabuna, e terá  como um dos orientadores o neuropsiquiatra Dr. Antônio Carlos do Espirito Santo, além de psicólogos e enfermeiros.   

A coordenadora do centro, Klivia Miranda, informou que a unidade de referência mantém um cadastro com cerca de 230 pacientes com Alzheimer, uma doença considerada difícil para quem convive, dai a importância da oficina direcionada a família, parentes e pessoas que lidam diariamente com pacientes com esse tipo de doença. Para ela, cuidar de uma pessoa com Alzheimer é um processo longo e desgastante e que pode trazer muitas consequências negativas para os cuidadores, “dai a importância de uma boa orientação por parte de profissionais especializados para cuidar de quem cuida na doença”, destacou a coordenadora.

Klivia Miranda lembrou que o Alzheimer é uma doença que acomete especialmente os idosos e além de ser incurável, tende a se agravar com o tempo. Entre os sintomas estão demência e a perda de memória. “Quando diagnosticada no começo, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida tanto do paciente quanto da família”, reforçou.

A coordenadora disse que além de pacientes com Alzheimer, o centro atende  também portadores de  Parkinson, depressão profunda e diabetes.  A oficina para cuidadores, segunda ela, é apenas uma das ações desenvolvidas pelo Centro de referências em Saúde do Idoso. “A unidade presta assistência multiprofissional que garanta avaliação precisa e acompanhamento criterioso dos seus usuários”, concluiu a coordenadora.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.