BAHIAGAS - 25 ANOS

Tag: incendio

Incêndio atinge casa e carro no bairro Mangabinha; mulher e três crianças estavam no imóvel

Domingos Matos, 14/11/2019 | 10:54

Uma casa pegou fogo na manhã desta quinta-feira (14), na rua Monte Castelo, no bairro Mangabinha, em Itabuna. Um carro que estava na garagem e que pode ter sido a causa do acidente, ficou completamente destruído.

O Corpo de Bombeiros conseguiu debelar as chamas, mas o estrago no imóvel foi grande. Segundo informações do Blog Verdinho, Luciana Santos Adorno, moradora da casa, e três crianças que estavam no local não chegaram a ser atingidas pelas chamas. No entanto, sofreram pequenas escoriações quando tentavam sair da residência.

A mulher e as crianças foram socorridas para os Hospitais de Base e Manoel Novaes, respectivamente.

Corpo de Bombeiros debela incêndio florestal em Barreiras

Domingos Matos, 25/09/2019 | 14:35

A Guarnição de Combate a Incêndio Florestal (GCIF) atuou nos últimos dias no combate ao incêndio nas serras do Saco e do Mimo, em Barreiras, oeste da Bahia. O grupo é formado por 12 bombeiros militares especializados em prevenção e combate a incêndios florestais e militares do 17º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM), 

Na manhã desta quarta-feira (24), a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), por meio do Programa Bahia Sem Fogo, deslocou uma aeronave para sobrevoo da área, quando foi detectada a inexistência de focos de queimadas. A aeronave continua no local para atuar em caso de reignição do fogo.

“A principal técnica de combate realizada foi o isolamento das áreas de fogo por meio de aceiros progressivos. Adotamos também a técnica de resfriamento com a utilização da moto bomba d’água Mini Striker, para frear o avanço do fogo sobre áreas próximas à rede de alta tensão, fazendas e estabelecimentos comerciais. Entretanto, as movimentações do ar, fortes e constantes, dificultaram a ação de combate, reativando pontos quentes, e também transportando materiais incandescentes para áreas não afetadas,” explica o capitão BM Murilo Rocha.

O secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, ressalta o trabalho realizado pelo Corpo de Bombeiros para o combate ao incêndio nas serras. “Estamos acompanhando diariamente e participando ativamente das estratégias de enfrentamento aos incêndios florestais. Nossa atenção é redobrada, especialmente pelos alertas emitidos por nossa equipe técnica, para o aumento das ocorrências de queimadas nos próximos meses. Pedimos uma especial atenção da população baiana, principalmente das regiões do oeste e Chapada Diamantina, que lideram as ocorrências de incêndios florestais no estado", explica. 

O oeste lidera em números de focos de incêndio identificados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) na Bahia. Segundo os dados do satélite de referência Áqua Terra, o município de Formosa do Rio Preto apresentou 442 focos de calor de janeiro a setembro deste ano, com 11,1% das ocorrências do estado. Logo em seguida, também no oeste, aparece São Desidério, com 337 focos, 8,5% das ocorrências no estado. Em toda a Bahia, o número de focos de queimadas de janeiro a setembro deste ano já ultrapassa em 28% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Combate no oeste 

A equipe do 17º GBM atua também em outros pontos de Barreiras em incêndios de menores proporções, especialmente no povoado de Riachinho. Foi notificado ainda incêndio no município de Ipupiara, para onde foram deslocados oito bombeiros militares na manhã desta terça (24).

 

Bahia Sem Fogo 

As ações de prevenção e combate aos incêndios florestais na Bahia se tornaram mais efetivas a partir de 2010, com a criação do Bahia Sem Fogo, programa coordenado pela Sema, que integra o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia, formado por representantes de secretarias estaduais, instituições municipais e federais.

O Bahia Sem Fogo atua na prevenção às queimadas, promovendo cursos para formação de peritos, treinamento de brigadistas, reuniões e oficinas com as comunidades rurais, campanhas de prevenção, sensibilização e educação ambiental e a organização de subcomitês. A Sema distribui também equipamentos de proteção individual, transporte e suprimentos para as equipes de campo, pagamento de diárias para servidores e motoristas e locação de veículos e aeronaves.

Além da Sema, fazem parte do comitê o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema); Casa Militar do Governador; secretarias da Segurança Pública (SSP), da Saúde (Sesab), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), da Educação, da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e do Turismo (Setur); Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic); e Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA).

 

Incêndio atinge casa em Ilhéus e mata bebê de três meses que estava sozinha no imóvel

Domingos Matos, 19/09/2019 | 14:38
Editado em 19/09/2019 | 14:40

Uma bebê de três meses morreu após um incêndio dentro da casa em que morava, na cidade de Ilhéus, sul da Bahia, na noite de quarta-feira (18). Conforme o Corpo de Bombeiros, a suspeita é de que as chamas tenham sido provocadas por uma vela. A casa não tinha energia elétrica.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, Nycolle Vallentina Rocha dos Santos estava sozinha em casa, localizada no bairro Nossa Senhora da Vitória, quando as chamas começaram.

Ainda de acordo com a corporação, a mãe da vítima contou que deixou a menina dormindo e foi na casa da vizinha, quando o incêndio começou. Nycolle Vallentina foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Vida Memorial, mas já chegou ma unidade sem vida.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas foram debeladas. Não há informações sobre o velório e sepultamento da bebê. (Com informações do G1)

 

Após ouvir Bombeiros, Câmara de Itabuna estuda política anti-incêndio

Domingos Matos, 19/09/2019 | 11:38

Itabuna poderá ter uma legislação própria anti-incêndio. A proposta será estudada pelo primeiro-secretário Manoel Júnior. A ideia surgiu durante a Sessão Especial, nessa terça, 17, com a presença do comandante do 4º Grupamento de Bombeiros Militar (4º GBM), Major Manfredo Santana. O tema era estratégias de prevenção contra incêndio e pânico.

O Major conclamou os vereadores a “implementarem a cultura preventiva em Itabuna” por meio de ordenamento jurídico próprio. Na Bahia, conforme o chefe do 4º GBM, apenas Salvador e Feira de Santana possuem leis específicas. Ele ainda sugeriu a atualização do Código de Obras adequando-o à Lei 12.929/13 que trata da segurança contra incêndio e pânico na Bahia.

Sobre incêndios recentes em imóveis comerciais de Itabuna, o Major Manfredo Santana alertou para a necessidade de priorizar projetos de segurança. Há lojistas, informou, que escondem os extintores justificando que “estragam a estética da fachada”. “Estão pecando na parte preventiva”, ressaltou o comandante dos Bombeiros em Itabuna.

Outra sugestão dos Bombeiros é para facilitar o reabastecimento das viaturas nos hidrantes públicos. O comandante do 4º GBM reclamou da dificuldade de estacionamento. “É preciso que as áreas próximas aos hidrantes sejam impedidas [para outros veículos]”, cobrou o Major Manfredo. Atualmente Itabuna possui 10 hidrantes, dos quais dois estão fora de serviço.

A Sessão Especial presidida por Manoel Júnior ainda contou com a participação da arquiteta Fernanda Viais, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano – Sedur, do inspetor do CREA, Marcus Vinicius Carrazza, além do presidente da Emasa, Jader Guedes. Na ocasião, Guedes anunciou a aquisição de 10 hidrantes para Itabuna.

 

Incêndio em hospital no Rio deixa pelo menos dez mortos

Domingos Matos, 13/09/2019 | 10:13

O incêndio que atingiu na noite de ontem (12) o Hospital Badim, na zona norte do Rio de Janeiro, deixou pelo menos dez mortos, segundo o Corpo de Bombeiros. Os bombeiros já concluíram o trabalho de busca por vítimas dentro da unidade particular de saúde.

Havia mais de 100 pacientes no local, no momento do acidente, e 90 deles tiveram que ser transferidos para outros hospitais. Durante a retirada, vários pacientes chegaram a ser acomodados na própria rua.

Eles foram transferidos para os hospitais Israelita Albert Sabin, Municipal Souza Aguiar, Copa Dor, Quinta Dor, Norte Dor, Caxias Dor e São Vicente de Paulo.

Quatro bombeiros também passaram mal durante a operação de combate ao incêndio e resgate de vítimas e foram encaminhados para o hospital dos bombeiros.

A Rua São Francisco Xavier, em frente ao hospital, que estava interditada para a retirada dos pacientes e o trabalho dos bombeiros, foi liberada ao tráfego agora de manhã. (Com informações da Agência Brasil)

 

Governo investe R$ 6,7 milhões em ações contra incêndios florestais na Bahia

Domingos Matos, 09/09/2019 | 11:30
Editado em 09/09/2019 | 09:28

Especialistas da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) alertam para maior incidência de incêndios em áreas florestais nos próximos meses, entre setembro e dezembro. Isto ocorre pelo caráter cíclico do fogo, uma espécie de padrão de picos de focos de queimadas intercalados entre dois a cinco anos, período de acúmulo de biomassa combustível, formada principalmente de serapilheira e galhos secos.  

Antecipando o alerta dos órgãos ambientais, o Governo do Estado intensificou as ações do Programa Bahia Sem Fogo, com investimentos previstos na ordem de R$ 6,7 milhões para contratação de aeronaves airtractor, com lançamentos de água de bambi bucket (bolsa que carrega água) para combate aos incêndios, capacitação de brigadas voluntárias, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva (EPI/EPC), compra de fardamento para os brigadistas e apoio logístico no combate aos incêndios florestais.

O oeste e a Chapada Diamantina são as regiões que apresentam mais registros de incêndios no período de estiagem. No oeste, a maior incidência de fogo ocorre de maio a outubro, principalmente nos meses de agosto, setembro e outubro, nos municípios de Formosa do Rio Preto, Correntina, São Desidério, Pilão Arcado e Cocos. Já na Chapada Diamantina, é de setembro a dezembro, principalmente em outubro e novembro.

Além das razões naturais, há também as ações humanas que, na Bahia, são as principais fontes de ignição de fogo. Um fogo iniciado descuidadamente, criminoso ou não, ao encontrar uma condição favorável, se espalha facilmente e torna-se de difícil controle.

 

Ciclo 

Em 2019, houve uma incidência fora do comum de incêndios na região da Mata Atlântica no período de janeiro a março, atingindo os municípios de Porto Seguro e Belmonte. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), houve um pico de incêndios na Bahia em 2015, com o registro de 16.514 focos de queimada, prosseguido por um período de três anos que apresentaram valores menores: 2016 com 6.312 focos; 2017 com 6.451; e 2018 com 4.957. Os dados tomam como base o satélite de referência Aqua Tarde.

O risco de fogo é calculado por meio da análise de algumas variáveis, a exemplo da precipitação pluviométrica diária (mm/dia), temperatura do ar (°C) e a baixa umidade relativa (%). A precipitação pluviométrica é o componente de maior importância, sendo obtida a partir das estimativas de precipitação geradas pela Divisão de Satélites Ambientais do Inpe.

 

Bahia Sem Fogo 

As ações de prevenção e combate aos incêndios florestais na Bahia se tornaram mais efetivas a partir de 2010, com a criação do Bahia Sem Fogo, que é coordenado pela Sema e integra e coordena o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia, formado por representantes de secretarias estaduais, instituições municipais e federais, entre elas: Inema; Casa Militar do Governador; Segurança Pública (SSP); Saúde (Sesab); Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS); Educação; Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri); Turismo (Setur); e Corpo de Bombeiros Militar (CBMBA).

O Bahia Sem Fogo atua na prevenção às queimadas, promovendo cursos para formação de peritos, treinamento de brigadistas, reuniões e oficinas com as comunidades rurais, campanhas de prevenção, sensibilização e educação ambiental e a organização de subcomitês. A Sema distribui também equipamentos de proteção individual, transporte e suprimentos para as equipes de campo, pagamento de diárias para servidores e motoristas e locação de veículos e aeronaves.

 

Corpo de Bombeiros 

Para atender os chamados contra os incêndios florestais previstos no oeste e na Chapada Diamantina, o Corpo de Bombeiros mantém de prontidão os bombeiros militares especializados no 17° Grupamento de Bombeiros Militar (17°GBM), em Barreiras, para atender com maior celeridade. 

Desde a primeira edição, em 2016, o Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (CPCIF), do Bahia Sem Fogo, já formou 97 bombeiros militares. O objetivo é o aperfeiçoamento dos profissionais para que as respostas aos incêndios florestais sejam cada vez mais efetivas. 

O CBMBA capacitou também, apenas no ano passado, 790 brigadistas voluntários em 38 municípios do estado para brigadas e primeiros socorros, com ênfase em suporte básico de vida em locais de difícil acesso. 

 

Canais de denúncia 

A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. Denúncia de queimadas ilegais e outros crimes ambientais também podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400 ou pelo e-mail denuncias@inema.ba.gov.br, diretamente nos balcões do Inema, na sede ou nas Unidades Regionais do órgão.

CBMBA forma quarta turma do Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais

Domingos Matos, 02/09/2019 | 18:28

Na manhã desta segunda-feira (2), 35 bombeiros militares participaram da solenidade de conclusão da 4ª Edição do Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (CPCIF). O evento aconteceu no auditório do quartel do comando-geral do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) e contou com a presença de militares e familiares dos formandos.

Os alunos realizaram o combate em áreas de charco, pasto e de vegetação alta, o que deu ainda mais dinâmica ao curso. "Assim eles conseguiram utilizar de forma real as técnicas aprendidas e se tornarão multiplicadores, principalmente na prevenção", explicou capitão BM Murilo Rocha, coordenador do curso.

Realizado pelo CBMBA, o curso teve carga horária de 427h/a. Dentre os 35 discentes, cinco são do CBM do Acre e um do CBM da Paraíba. Com aulas teóricas e práticas, o CPCIF aconteceu na capital baiana e na região da Chapada Diamantina e oeste baiano, abrangendo áreas dos três biomas baianos (Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado), ambientando os militares às condições meteorológicas de cada região.

Com a primeira versão no ano de 2016 e atualmente contando com 97 bombeiros formados, o CPCIF visa o aperfeiçoamento de seus militares para que as respostas aos incêndios florestais sejam cada vez mais efetivas. Faz parte do que recomenda o programa  Bahia Sem Fogo, do Governo do Estado, sob coordenação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). 

Formandos se sentem privilegiados - Integrando a corporação há pouco mais de seis meses, e o primeiro colocado da turma, o soldado BM Breno Lopes destaca a importância do CPCIF. "Saímos com mais conhecimento técnico, mental, intelectual e físico, nos sentimos dignos de integrar essa tropa especializada", pontuou.

Para o 3° sargento do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, Yuri Marinho, o CPCIF foi um divisor de águas. "Uma referência para o Brasil. Vou levar o que aprendi aqui e difundir os conhecimentos no meu estado. Conseguiram priorizar a parte mais importante, que é a prevenção ao incêndio. Tudo o que fizemos foi de forma bastante técnica", concluiu.

Incêndio destrói lanchonete no centro de Itabuna

Domingos Matos, 02/09/2019 | 08:08

Ainda não se sabe as causas que destruiu parcialmente a lanchonete BB Suco, no centro de Itabuna. O fato aconteceu na noite do último sábado (31). O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas, já próximo à meia noite, impedindo que o fogo se alastrasse e destruísse também o andar superior do prédio, onde funciona um restaurante a quilo.

Em meio a este acidente, uma problemática veio à tona.  Na hora de reabastecer os caminhões, não havia água em nenhum dos hidratantes do centro da cidade.

Ao Blog Ipolítica, o Major Manfredo, comandante do 4º Grupamento de Bombeiros, informou que vários ofícios já foram encaminhados para as autoridades competentes. Vale lembrar que a distribuição de água no município é de responsabilidade da Emasa. 

Perícia vai apontar causa de princípio de incêndio no Instituto Municipal de Ensino de Ilhéus

Domingos Matos, 30/08/2019 | 07:02
Editado em 29/08/2019 | 22:48

Um princípio de incêndio causou um susto nos professores e alunos do Instituto Municipal de Ensino (IME). Por volta das 17 horas da última quarta-feira (28) começou a exalar um cheiro de fumaça que vinha de uma sala interna do prédio. Felizmente o Corpo de Bombeiros chegou ao local e controlou o foco. Engenheiros e técnicos da Coelba e da Prefeitura apuram as causas do incidente. Um laudo técnico será apresentado.

Segundo funcionários, o quadro de energia foi desligado e a Coelba acionada. Alunos, professores e funcionários foram rapidamente retirados para evitar inalação. A diretora Maria Sandra Leone garantiu que mesmo com o incidente, nenhum aluno será prejudicado. “Buscamos tranquilizar o alunado, pais e responsáveis quanto ao retorno das aulas, a fim de não comprometer o período de provas”, explicou a diretora.

Vida preservada – Logo que tomou conhecimento da situação, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre entrou em contato com a Seduc para saber de mais informações quanto ao estado de saúde das pessoas. “Felizmente, não houve feridos e o fogo foi controlado rapidamente, graças a Deus! Importante saber que a vida de nossas alunos, funcionários e professores foi preservada”, manifestou o prefeito.

A titular da Seduc, Eliane Oliveira relatou que as providências foram tomadas em tempo hábil. Na oportunidade, afirmou à Blitz da Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom) que o Governo Municipal está atento quanto as manutenções nos prédios escolares. A gestora disse que acompanha o cronograma dos serviços e informa as equipes de técnicos revisam periodicamente o sistema elétrico.

O IME foi incluído no projeto de requalificação total com outras 10 unidades escolares. A instituição de ensino possui cerca de 1.300 alunos distribuídos nos turnos, matutino, vespertino e noturno, além de realizar gestão compartilhada com a Escola Municipal Heitor Dias. Também realiza trabalho educacional em parceria com cursos de Teologia, Rotina Administrativa e Pré Militar, totalizando cerca de 1.600 alunos.

 

Incêndio deixa mercado e veículo destruídos em Itabuna

Domingos Matos, 27/08/2019 | 18:05

Um mercado e um veículo foram destruídos por um incêndio na madrugada desta terça-feira (27), na cidade de Itabuna, no sul da Bahia. Conforme informações do Corpo de Bombeiros, não houve feridos.

Os bombeiros informaram que usaram três viaturas de combate a incêndios foram deslocadas para o local e levaram cerca de 2h para controlar as chamas, que foram extintas por volta das 3h. Não há informações sobre o que provocou o incêndio.

Durante o acontecimento, um senhor de 91 anos que foi até o local, passou mal por conta da fumaça. Ele foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e passa bem.

De acordo com os bombeiros, o imóvel e o veículo pertenciam ao mesmo dono. (Com informações do G1)

 

Incêndio destrói cabana na Praia dos Milionários em Ilhéus

Domingos Matos, 05/08/2019 | 14:15
Editado em 05/08/2019 | 15:57

Uma cabana na Praia dos Milionários, na cidade de Ilhéus, no sul da Bahia, ficou destruída após ser atingida por um incêndio. Conforme o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido. [Confira no vídeo acima]

Segundo informações dos Bombeiros, as chamas atingiram a cabana por volta das 15h22, de sábado (3). O local estava em reforma, mas não havia ninguém trabalhando no momento do incêndio.

De acordo com o órgão, o incêndio ganhou proporção, pois o teto era de piaçava, material que tem fácil combustão. As chamas foram apagadas ainda na tarde de sábado (Do G1)

 

Incêndio atinge Hospital das Clínicas, em Salvador

Domingos Matos, 13/06/2019 | 12:19

Um incêndio atingiu parte das instalações do Hospital Universitário Professor Edgard Santos, conhecido como Hospital das Clínicas, em Salvador, na manhã desta quinta-feira (13). Não há registro de feridos, nem o que provocou as chamas.

O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar incêndio, mas permanece com trabalho na área.

Conforme informações preliminares da assessoria de imprensa da unidade de saúde, o fogo começou em um laboratório localizado no sexto andar do prédio. Entretanto, não há detalhes do horário em que as chamas começaram. O incêndio foi notado por moradores da região do hospital, por volta das 7h20.

Devido a grande quantidade de fumaça, pacientes de enfermarias que ficam no quarto andar, mais próximo ao local do incêndio, foram realocados em outras enfermarias do hospital que ficam no primeiro e segundo andar .

Alguns pacientes saíram do hospital e aguardaram a atuação dos bombeiros do lado de fora da unidade de saúde.

O trânsito está lento na região. Segundo a Transalvador, não há interdição no tráfego. No entanto, alguns motoristas reduzem a velocidade quando passam pelo local, o que provoca uma retenção no trânsito. (Com informações do G1)

 

Incêndio destrói três ônibus no almoxarifado da prefeitura de Coaraci

Domingos Matos, 17/05/2019 | 09:34

Três ônibus foram destruídos por um incêndio, no final da manhã desta quinta-feira (16), dentro do almoxarifado da prefeitura de Coaraci, no sul da Bahia. Ninguém ficou ferido.

Segundo testemunhas, o fogo começou depois que fagulhas de um maçarico atingiram os bancos de um dos ônibus. Causa será apurada.

As chamas se espalharam, e atingiram outros dois coletivos, que, segundo a prefeitura, já estavam fora de circulação. O incêndio foi registrado por testemunhas. 

Conforme testemunhas, o fogo durou cerca de uma hora, e foi contido inicialmente por moradores, e depois pelos bombeiros, que fizeram o rescaldo. (Com informações do G1)

 

Incêndio em pátio da prefeitura de Porto Seguro atinge veículos; não houve feridos

Domingos Matos, 18/02/2019 | 09:17

Um incêndio de grandes proporções ocorrido na noite de domingo (17), no pátio da prefeitura de Porto Seguro, cidade do extremo sul da Bahia, atingiu diversos veículos que estavam no local. Não houve feridos.

Entre os carros danificados pelas chamas estão veículos da administração municipal e automóveis apreendidos na cidade. Ainda não há informações sobre a quantidade de carros atingidos pelo fogo.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas. A prefeitura informou que registrou o caso na polícia, para que as causas do incêndio sejam apuradas.

Em nota, a prefeitura de Porto Seguro informou que moradores do bairro Fontana constataram incêndio no pátio de garagem da sede da administração municipal, no começo da noite de domingo, e informaram aos vigilantes do local. A Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Trânsito, órgão responsável pelo pátio, foi avisada da ocorrência pelos vigilantes e acionou os bombeiros.

O secretário da pasta, Fábio Costa, informou que tomou providências de registrar boletim policial de ocorrência para que as causas do incêndio sejam apuradas com a devida perícia. (Com informações do G1)

Atletas da categoria de base do Flamengo morrem em incêndio no Centro de Treinamento

Domingos Matos, 08/02/2019 | 09:10

Jovens atletas do Flamengo estão entre os dez mortos em um incêndio em um alojamento no Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio, no início da manhã desta sexta-feira (8). O Fla-Flu deste sábado, válido pela semifinal da Taça Guanabara, deve ser adiado. O Secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bornier, afirmou que o governo decretou luto de três dias.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. Até o fechamento dessa matéria, não havia identificação dos mortos. Os bombeiros chegaram a dizer que todos eram adolescentes, mas não há informações oficiais.

Às 9h50, a polícia chegou ao Ninho do Urubu para fazer a perícia. Um inquérito foi instaurado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) para apurar as causas do desastre.

Três adolescentes ficaram feridos, um deles em estado grave, e foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra:

Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE);

Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos;

Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, em estado mais grave.

Às 8h40, Jonathan foi levado às pressas para o centro cirúrgico. Ele sofreu queimaduras em 40% do corpo e será transferido para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz.

Os três feridos são de fora do Rio de Janeiro. Funcionários e médicos do clube estiveram na unidade e a expectativa é de poder transferir os meninos assim que a situação for estabilizada. (Com informações do G1)

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.