CMVI

Tag: jovens

Empreendedores solidários participam do Festival Internacional do Chocolate e Cacau

Domingos Matos, 18/07/2019 | 12:36

O Centro Público de Economia Solidária (Cesol) do Litoral Sul, equipamento ligado à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), vai participar da 11ª edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau, que começa nesta quinta (18) e segue até domingo (21), no Centro de Convenções de Ilhéus.

Produtos de 13 empreendimentos solidários de diversas cidades da região sul da Bahia, que trabalham com a cadeia do cacau, estarão à venda durante o evento no estande do Cesol. Entre os destaques, o lançamento do Cacauela, um creme de cacau produzido por um grupo de empreendedoras da zona rural de Camacan, que é atendido pelo Cesol desde 2014. A novidade será apresentada no primeiro dia do festival, às 19h.

Para o coordenador do Cesol Litoral Sul, Thiago Fernandes, a expectativa é estabelecer relações e redes de contato para ampliar as vendas dos grupos solidários do segmento cacaueiro. “O festival é uma vitrine importante para apresentar o trabalho que vem sendo feito ao longo dos anos no apoio aos empreendimentos de economia solidária e para potencializar a comercialização dos grupos que produzem chocolates e artigos derivados do cacau”, destaca o coordenador.

O Festival Internacional do Chocolate e Cacau conta com uma programação composta por cursos, palestras, workshops, feira e ateliê do chocolate, exposições de arte, turismo em fazendas, espaço educativo para crianças e shows com artistas regionais e nacionais. As atividades contribuem na promoção do turismo e da cultura regional, com foco na economia criativa.

Na última edição, mais de 65 mil pessoas circularam pelo evento, entre produtores, chocolateiros, jovens empreendedores, chefes especializados, pesquisadores, técnicos e consumidores. Além disso, 120 expositores, sendo 42 deles de marcas de chocolate da região, marcaram presença no festival.

Programa Primeiro Emprego estimula acesso de jovens à universidade

Domingos Matos, 18/07/2019 | 08:11

Resultado de investimentos de mais de R$ 209 milhões nos últimos dois anos e meio, o Programa Primeiro Emprego, do governo estadual, está funcionando como incentivo para que jovens egressos da Rede Estadual de Educação Profissional tenham acesso não só ao trabalho, mas também à universidade. A tendência foi demonstrada por uma pesquisa realizada pela Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) e pela Fundação Estatal de Saúde da Família (FESFSUS), a pedido da coordenação do programa, com 2.662 beneficiários que atuam ou já atuaram em órgãos do Poder Executivo Estadual. 

O levantamento - realizado por meio de questionário online no período de março a abril deste ano - identificou 864 beneficiários do programa cursando o ensino superior, o que representa 32,5% do total de respondentes. Outros 38 beneficiários (1,4%) já concluíram a graduação. O dado mais relevante, no entanto, é que 83% dos que frequentam a universidade consideram que a renda obtida com a contratação tem sido fundamental para o seu ingresso e/ou permanência no curso superior.

“As pesquisas com o público alvo do programa reforçam a relevância social da iniciativa com a celebração do primeiro contrato de trabalho”, avalia o secretário estadual de Administração, Edelvino Góes. De acordo com o coordenador de Acompanhamento de Políticas Sociais da Casa Civil, Antônio Almerico, a pesquisa tem dos objetivos: o primeiro, de caráter estratégico, é mensurar uma das dimensões do impacto social do programa; já o segundo, de caráter operacional, é estabelecer procedimentos que contribuam para beneficiários do programa permanecerem e concluírem o curso superior. A pesquisa deverá ser realizada semestralmente, após as matriculas propiciadas pelo Sistema de Seleção Unificada do MEC (SISU). 

Os dados são facilmente comprovados pelos relatos dos jovens. Grasiele Portugal, 20 anos, fica com os olhos cheios de lágrimas ao falar da experiência no programa. “Minha mãe tem muito orgulho de mim, porque tive a oportunidade que ela não teve”, conta. Filha de um sushi man desempregado e de uma empregada doméstica, Grasiele utilizou o salário do trabalho na Secretaria de Administração do Estado (Saeb) para ajudar em casa e ainda conseguiu bancar o curso de graduação em Administração, com uma bolsa parcial conquistada na Unijorge.

A menos de um mês para o término do seu contrato com o Estado, Grasiele iniciou um estágio de nível superior na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). “Sem a experiência de trabalho do Primeiro Emprego jamais passaria na seleção”, avalia Graziela.

Relato semelhante é de Uiliam Ferreira de Jesus, 22 anos. Ex-beneficiário do Programa Primeiro Emprego, Uliam fala com orgulho da graduação concluída em Gestão de Recursos Humanos na Faculdade Dom Pedro II que consegui custear graças ao programa. “Minha experiência foi ótima, trouxe várias oportunidades de crescimento”, conta Uíliam, que chamou atenção da equipe do Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (Cedap) da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) por seu engajamento e acabou conquistando uma contratação para atuar na unidade como terceirizado. “Meu sonho agora é seguir carreira na área de Gestão de RH e financiar uma casa para a minha família”, revela Uiliam. 

De dezembro de 2016 - quando a iniciativa foi lançada - a junho deste ano, o Primeiro Emprego já viabilizou a contratação de 5.486 jovens egressos do ensino técnico da Rede Estadual de Educação Profissional para atuação em órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, a título de primeira experiência profissional.

Promovida com recursos do Fundo de Combate à Pobreza, a iniciativa é viabilizada por meio de contratos com a Fundação Luis Eduardo Magalhães (FLEM) e a Fundação Estatal de Saúde da Família (FESFSUS), sob a gestão da Secretaria de Administração do Estado (Saeb). Em outras vertentes, o programa também propicia a contração de estagiários e aprendizes técnicos de nível médio em órgãos e empresas públicas, e o estágio, aprendizagem e ocupação formal em empresas privadas beneficiadas por incentivo fiscal estadual. Em todas as vertentes a convocação é feita pela Secretaria de Trabalho, Renda e Esporte (SETRE), sempre com base em um ranking elaborado pela Secretaria de Educação (SEC), a partir das notas obtidas durante o curso técnico concluído pelo beneficiário.

Estudante da zona rural de Adustina representa a Bahia no Parlamento Juvenil do Mercosul

Domingos Matos, 15/07/2019 | 09:31
Editado em 15/07/2019 | 14:30

O estudante Miquéias Nascimento Araújo, 18 anos, 3º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Castro Alves, morador da zona rural de Adustina foi eleito para representar a Bahia, no biênio 2018-2020 no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM). O projeto, que garantiu a Miquéias as eleições PJM 2018, tem como tema “Intervenção colaborativa: preparando o jovem para o mercado de trabalho”. A finalidade é enriquecer o currículo escolar com conhecimentos de empreendedorismo e marketing, para que os estudantes tenham uma formação abrangente e qualitativa que os prepare para o mundo do trabalho e suas transformações, abrindo caminho para lutar por oportunidades.

Nesta segunda-feira (15), o estudante segue para Brasília, para a cerimônia de posse, que será realizada na quarta-feira (17). A próxima viagem, em data ainda a ser definida, será para a cidade de Montevidéu, no Uruguai, onde está localizada a sede do PJM. “Estou extremamente feliz com essa oportunidade ímpar para mim e para a minha escola. Espero poder vivenciar da melhor forma a experiência de conhecer e discutir com outros jovens, de todo o país, que lutam pela melhoria na educação. Acredito que este momento irá contribuir com a ampliação dos meus conhecimentos e horizontes, obtendo um maior engajamento na luta por uma educação de qualidade no meu Estado”, revela o estudante.

Destaques da escola

Miquéias conta que teve um grande incentivador para a criação do projeto e participação na disputa pela vaga: o seu colega e antecessor no PJM, Admilson dos Santos Baventura, que também estuda na mesma unidade. “Admilson me inspirou e foi um grande incentivador para que eu chegasse até aqui. Ele me explicou como fazer o projeto, tirou minhas dúvidas e me fez sonhar grande contando suas experiências nos Parlamentos Jovem Brasileiro e Juvenil do Mercosul. E, agora, vamos incentivar outros colegas a criar projetos de alcance social e defender nossa escola e a educação da Bahia”, finaliza.

A orientadora do projeto, Luciana Santiago, comemora a eleição de Miquéias. “Ficamos muito felizes com a eleição dele. Essa eleição é muito importante para nossa escola, por ser uma unidade pequena e com alunos com grande destaque, pois já tivemos outro estudante que participou do PJM e foi o grande incentivador de Miqueias. Buscamos esta conquista, fizemos uma grande mobilização para a votação, pedimos ajuda dos diretores escolares da região e ao pessoal da região e todos colaboraram e Miquéias é nosso representante”, finaliza.

O Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM) é uma iniciativa do Ministério da Educação, por meio do Setor Educacional do Mercosul (SEM), que proporciona aos jovens estudantes do Ensino Médio da rede pública dos países membros e associados do bloco um espaço de encontro e diálogo que incentive o protagonismo juvenil para geração de propostas sobre temáticas de interesse comum. O PJM é uma experiência formativa para os jovens envolvidos que, além de ampliar seus conhecimentos, vivenciam o funcionamento das instituições democráticas e participam de debates construtivos que lhes permitem fortalecer a capacidade para expressar suas ideias, bem como desenvolver habilidades de reflexão crítica para formulação de propostas que reflitam suas necessidades.

Jovens cientistas desenvolvem método para combater a diabetes com casca de fruta

Domingos Matos, 08/07/2019 | 17:29

No Brasil, cerca de 12,5 milhões de pessoas sofrem com a diabetes. Em busca de diminuir este índice, estudantes do Curso Técnico em Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano), localizado em Catu, iniciaram pesquisas para utilizar uma fruta típica do extremo sul baiano, o mangostão, para tratar a doença. Neste 8 de julho, dia em que se comemora o Dia da Ciência e do Pesquisador Científico, este trabalho estreia a nova série da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), intitulada “Bahia Faz Ciência”, que vai divulgar, semanalmente, assuntos relacionados ao cenário científico da Bahia.

A ideia de utilizar o fruto como alternativa para o tratamento da diabetes partiu de um credo popular de que a mesma é benéfica para diminuir o açúcar no organismo. Segundo o orientador do projeto, o professor Saulo Capim, foi em uma feira, na cidade de Ilhéus, que surgiu o interesse sobre o alimento. “Ao ver o mangostão pela primeira vez, a vendedora me informou que várias pessoas consomem a infusão da casca. Depois, descobri que nos países asiáticos, a população costuma utilizar o fruto para tratar várias doenças”, contou.

A investigação logo constatou que o mangostão possui alto valor de pectina, substância que ajuda a eliminar colesterol e açúcar do organismo. Mas a questão era, como transformar essa matéria prima em um alimento acessível e prático para consumo? A solução foi criar uma farinha a partir da casca do fruto. “Cerca de 80% do peso do mangostão está na casca, que geralmente é descartada. Ao ser reutilizado, o material pode ser considerado sustentável, uma vez que não será depositado no meio ambiente. Além disso, a farinha pode ajudar no tratamento de quem tem diabetes ou auxiliar, de forma preventiva, as pessoas que fazem parte do quadro de risco”, destacou.

O grupo de cientistas está em processo de patentear a produção da farinha, que até então era inédita. Um dos estudantes envolvidos com o projeto, Iago Lage, lembra que a alimentação de diabéticos é limitada, por isso o acréscimo da farinha de mangostão serve para diversificar a alimentação, visto que através dela é possível substituir a farinha de trigo na produção de bolos, biscoitos, pães, etc.

O trabalho dos jovens foi selecionado para um congresso internacional de ciências, que acontecerá em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Apesar do grupo ter contado com o auxílio da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), que realizou testes da farinha, a pesquisa sofre com o corte de verbas da União, e consequentemente não possui financiamento para arcar com os custos da viagem dos estudantes. Os interessados em ajudar podem contribuir através do link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/projeto-utilizacao-da-casca-mangostao-no-tratamento-da-diabetes.

Com início em abril de 2018, a pesquisa, que também possuiu apoio da professora Cassiane Oliveira, foi submetida a testes em camundongos na Uesc, em Ilhéus, pela professora Jane Lima. Após a aprovação desta etapa, a farinha será acrescentada na alimentação de pessoas diabéticas, a fim de melhorar a qualidade de vida da comunidade afetada pela doença.

 

Bahia Faz Ciência

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) estreiam, nesta segunda-feira, dia 8 de julho, o Bahia Faz Ciência, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias serão divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estará disponível no site e redes sociais da Secretaria.

 

PM apreende submetralhadora com adolescente de 13 anos

Domingos Matos, 21/06/2019 | 13:15

Um adolescente de 13 anos foi apreendido na noite de quinta-feira (20), em Feira de Santana, com uma submetralhadora fabricada nos U.S.A., calibre 9mm (uso restrito). O flagrante aconteceu no bairro Queimadinha durante patrulhamento ostensivo.

Guarnições da 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana) faziam abordagens na região quando o menor foi avistado com uma sacola, na Rua Paraíba. Além da submetralhadora, foram encontrados carregador, munições e seis pedras de crack.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes do Sobradinho. "Comemoramos a retirada de um armamento desse calibre das ruas, mas lamentamos o fato de um adolescente ter sido flagrado às 23h, sem acompanhamento de adulto e com os materiais ilícitos. A polícia não vai resolver isso sozinha. A sociedade precisa entender em que momento está errando na formação destes jovens", comentou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Bahia: Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020 é aprovada na Assembleia Legislativa

Domingos Matos, 21/06/2019 | 12:21

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovou, na terça-feira (18),  o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2020. O texto apresenta uma previsão de receitas de R$ 48,9 bilhões, o que representa um crescimento superior a 5,1%, quando comparado a 2019. A estimativa é de que o Produto Interno Bruto (PIB) baiano alcance taxa de crescimento de 2,5%. A aprovação foi realizada durante votação em dois turnos.

O presidente da Alba, deputado Nelson Leal, recebeu o Projeto de Lei no dia 10 de maio, diretamente das mãos do secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, e do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão. O documento estabelece as diretrizes orçamentárias do Governo do Estado para o próximo ano. Constam no documento as metas e prioridades a serem alcançadas pela gestão estadual. 

Pinheiro destaca que a Lei de Diretrizes Orçamentárias traz uma proposta detalhada do planejamento do Governo do Estado para 2020. “A Lei de Diretrizes Orçamentárias é o fechamento de algo que já vem sendo trabalhado há muito tempo no Estado. É uma lei construída com base na realidade, estabelecendo prioridades. Nesse projeto, foram adotados dois compromissos básicos: um ajuste fiscal e uma responsabilidade fiscal associada com o compromisso de atender as prioridades e investir para desenvolver a Bahia”, afirma. 

Como prioridade do Governo da Bahia para o ano que vem consta a promoção da educação contextualizada com o incentivo à permanência de jovens nas unidades de ensino e a expansão da educação profissional. Destaque ainda para o enfrentamento à criminalidade, a partir do uso de novas tecnologias. O fortalecimento e a regionalização dos serviços de saúde também são considerados prioritários.

Além disso, constam no documento a melhoria da mobilidade sustentável na Região Metropolitana de Salvador (RMS); a diversificação e integração das cadeias produtivas, com ênfase na agricultura familiar; a prevenção aos desastres ambientais, com foco na contenção de encostas; e o estímulo à inclusão social de mulheres, jovens, negros (as) e povos e comunidades tradicionais.

Shopping Jequitibá faz o esquenta do São João

Domingos Matos, 18/06/2019 | 16:07

Os shows de Forró na Praça da Alimentação prosseguem animando os clientes do Jequitibá. Já passaram pelo palco da Praça de Alimentação nomes como Iago Sena e Jorge Cardeal, bem como shows da Quadrilha Jovens de  Ação e do Trio Sergipano.

Na terça-feira (18), ainta tem apresentação da Quadrilha do Ciso, na quarta e na quinta-feiras (19 e 20), Forró Genuino, sempre a partir das 19 horas. O Shopping Jequitibá está com uma decoração especial, que homenageia a maior festa popular do Nordeste.

Horários especiais

O Jequitibá também já anunciou os horários de funcionamento durante o São João. No domingo, dia 23, as lojas funcionam das 9 às 16 horas, a Praça de Alimentação das 10 às 18 horas e o Bompreço das 8 às 21 horas. Já na segunda-feira, dia 24, feriado em todo o Nordeste, a Praça de Alimentação funciona das 12 às 19 horas, o Bompreço das 8 às 21 horas e as lojas estarão fechadas.

A casa lotérica fecha nos dias 23 e 24 e as Drogarias Velanes abrem nos dois dias, das 10 às 20 horas.

Treinador de futebol é preso com material pornográfico de adolescentes na Bahia

Domingos Matos, 14/06/2019 | 18:35

Um treinador de futebol foi preso pela Polícia Civil, na cidade de Eunápolis, no sul da Bahia, na quinta-feira (13), por guardar material pornográfico de adolescentes. Conforme a polícia, o homem era investigado há um ano por aliciamento de menores e abusos sexuais contra alunos e jogadores de futebol.

O treinador foi identificado como Marisjotenes Pereira Damião, de 54 anos. Ele é conhecido também como Jota Pereira.

A prisão foi feita por equipes da Delegacia de Eunápolis, que cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito. No imóvel, foi apreendido o celular do criminoso, onde os policiais encontraram imagens dele abusando de um adolescente de 16 anos.

De acordo com o delegado Bernardo Marques Pacheco, titular da Delegacia de Eunápolis, Jota Pereira aproveitava-se da condição de professor e técnico de futebol para praticar os crimes.

"Ele tinha uma boa reputação na cidade e atraía os jovens em troca de presentes, promessas de titularidades em clubes locais e indicações para times maiores", disse, em nota, o delegado.

A polícia busca identificar outras vítimas do suspeito. O treinador segue preso, à disposição da Justiça e vai responder por crime de armazenamento de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. (Com informações do G1)

Atletas de Itacaré participam de peneira realizada pelo Flamengo

Domingos Matos, 14/06/2019 | 13:09

Cerca de 60 crianças e adolescentes de 09 a 14 anos, de diferentes bairros de Itacaré participaram na tarde de quinta-feira (13) de uma peneira realizada pelo Esporte Clube Flamengo para descobrir novos talentos no futebol. Inicialmente esses jogadores itacareenses participariam da peneira na cidade de Ubaitaba, mas num acordo feito da Prefeitura de Itacaré com o grupo de trabalho do Flamengo, a seleção foi realizada no campo do Passagem, no próprio município, sem a necessidade do deslocamento.

O trabalho de observação dos novos talentos foi realizado por Carlos Henrique Santos e Ricardo Vargas, representantes do Esporte Clube Flamengo, que destacaram o alto novel dos jovens itacareenses. Nessa primeira etapa foram selecionados sete atletas, que no dia seguinte foram encaminhado pela Prefeitura de Itacaré, acompanhado dos seus técnicos, professores e pais, para a cidade de Ilhéus, onde os avaliadores tiveram a oportunidade de avaliar melhor o desempenho de cada um.

Caso sejam selecionados, os atletas seguirão para o Centro de Formação de Atletas do Flamengo, na cidade de Curitiba, no Paraná. E se forem aprovados nos testes podem seguir para o Centro Técnico do Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. Entre os atletas de Itacaré o clima era de euforia e ansiedade, pois passar nos testes era iniciar a realização do sonho de se tornar um grande jogador de futebol.

NOVA PENEIRA – O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, destacou o trabalho realizado pelos observadores do Flamengo na cidade e disse não ter duvidas de que do município será um muito breve uma nova revelação no futebol, pois a cidade tem o histórico de grandes nomes nesse esporte. A Prefeitura de Itacaré também já está agendando com os observadores do Flamengo uma nova peneira, possivelmente no distrito de Taboquinhas, que deverá contar com a participação de atletas de todos os bairros, escolinhas e clubes de futebol de Itacaré, bem como os talentos do esporte da zona rural.

 

Clínica Escola da Unime oferece atendimento odontológico em Itabuna

Domingos Matos, 13/06/2019 | 14:30

A Clínica Escola de Odontologia da Unime Itabuna oferece serviços odontológicos, como limpeza e remoção de tártaro, aplicação de flúor, extrações e restaurações, gratuitamente. Os interessados devem comparecer ao campus I da unidade de ensino, de segunda a sexta, das 8h30 às 11h30; 14h30 às 17h30 ou 19h às 21h, para efetuar a inscrição. É cobrada taxa única de R$ 25 (para casos de pacientes comprovadamente carentes não há cobrança da taxa).

Inaugurada em agosto de 2018, a Clínica Escola de Odontologia Unime já prestou aproximadamente 1,5 mil atendimentos, realizados por alunos matriculados em disciplinas clínicas e supervisionados por professores da instituição. “Além de muito importante e obrigatório para a formação dos alunos, os atendimentos são fundamentais para a comunidade que, muitas vezes, depende dessa oferta. Trata-se de um atendimento extremamente cuidadoso e feito com muito carinho por todos que fazem parte da clínica”, comenta Vagner Mendes, coordenador do curso de Odontologia.

Os atendimentos são voltados a crianças, jovens, adultos, idosos e pessoas com deficiência. Tratamento de canal (endodontia), radiografias periapicais, prótese fixa (ponte fixa), prótese total (dentadura), prótese parcial removível (Roach), biópsias em regiões da boca e implantes dentários também estão disponíveis na unidade.

Após a inscrição, os pacientes são chamados para atendimento de acordo com o número de vagas que surgem ao longo do ano. "Não há data limite para inscrição ou número de vagas. A renovação do atendimento é constante", justifica Mendes.

 

Itabuna assina convênio com a PRF e oficializa nova sede da Escola João Café

Domingos Matos, 13/06/2019 | 13:29

Os alunos circunscritos à Educação no Campo nos arredores da sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no quilômetro 503 da BR-101, nos limites da cidade de Itabuna estão muito felizes com a nova sede da Escola João Café, numa sala de aula confortável, climatizada, com estrutura de excelência, organizada num dos locais mais tranquilos e seguros daquela região: a própria sede da PRF. 

A articulação de uma sala de aula dentro da delegacia para atender aos alunos da Educação no Campo surgiu numa parceria entre a própria PRF e a Secretaria Municipal da Educação (SME), ainda no final de 2018. 

A concretização se deu a partir da disposição da SME em garantir toda a estrutura educacional pertinente à iniciativa (equipe docente e coordenação pedagógica) e a partir da estruturação da sala, aproveitando o seu staff original (mobiliário, equipamentos), articulado para o funcionamento, ali, de um auditório. 

Hoje, já com a sala em funcionamento e atendendo 9 estudantes no horário das 13h às 17h e mais 16 da Educação de Jovens e Adultos (EJA), no horário das 19h às 22h, o prefeito de Itabuna Fernando Gomes oficializou a parceria com a PRF, com a assinatura do Convênio 003/2019, em seu gabinete montado no canteiro de obras do Teatro Candinha Dórea. 

Estiveram presentes no Ato de Assinatura a secretária municipal da Educação, professora Nilmecy Gonçalves; o chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Marcus Vinicius Rodrigues; o inspetor adjunto Vinícius Alcântara; e a diretora do Centro de Atenção Integral à Criança Jorge Amado – CAIC, professora Stella Maria Cruz Soares, que assinou o documento como testemunha. 

Com a oficialização da parceria, a Escola Municipal do Campo João Café passa a ser uma das mais bem equipadas da Rede Municipal, contando com o apoio da PRF para a retomada da credibilidade da rede, melhoria da qualidade do ensino e melhoria dos indicadores da Educação no Campo. 

Atletas de Itacaré buscam vaga para o Mundial de Canoagem na China

Domingos Matos, 13/06/2019 | 10:12

Os atletas itacareenses Alberto Oliveira e Iury Souza, da Associação de Canoagem de Itacaré, estarão representando a cidade no  XXVIII Brasileiro de Canoagem - Maratona 2019 que será realizado na praia do Prata, em Palmas, nos dias 15 e 16 de junho. A competição é uma seletiva que vai definir a Seleção Nacional apta a representar o Brasil no Campeonato Mundial de Canoagem Maratona em Shaozing, na China, nos dias 10 a 13 de outubro.

Alberto Oliveira e Iury Souza seguiram na tarde de ontem para Tocantins e já na quinta-feira iniciam o reconhecimento das águas. Na bagagem muita força, preparo físico e a esperança de colocar Itacaré no lugar mais alto do pódio, garantindo assim a vaga para o Mundial na China. A viagem para Palmas contou com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura.

A prova terá o percurso de 28 quilômetros, mas os atletas de Itacaré mostraram estar preparados. “Treinamos bastante e estamos num bom condicionamento físico. Estamos prontos para representar a cidade”, disseram os atletas. No total, serão 34 categorias na disputa. O percurso será com águas profundas e limpas.

Os dois atletas fazem parte do projeto da Associação de Canoagem de Itacaré, que conta com cerca de 90 integrantes que treinam diariamente e já são campões nas águas e na vida. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, destacou o trabalho que vem sendo feito pela ACI de preparar esses jovens para que possam estar bem representando a cidade nas mais diversas competições no Brasil e em outros países. E a Prefeitura tem buscado ser parceira da ACI nesse trabalho, com ações nas áreas de saúde, assistência social, esportes e educação.

 

Produtora do “Forró do Sítio Novo” é acusada de praticar venda casada em Brumado

Domingos Matos, 05/06/2019 | 17:25

A empresa Beto Bonelly Produções e Eventos Ltda., responsável pela organização da festa “Forró do Sítio Novo”, em Brumado, foi acusada pelo Ministério Público estadual de cometer prática abusiva de venda casada e de infligir a lei por se negar a comercializar ingressos no valor de meia-entrada. O evento festivo está programado para acontecer no próximo dia 15 de junho, naquele município. 

Segundo ação civil pública, ajuizada pelo promotor de Justiça Millen Castro no último dia 27, a produtora anunciou a venda de ingressos por R$ 180 para o acesso à festa de tipo open bar, sem discriminar os valores para entrada e para o consumo de bebidas alcoólicas, retirando do consumidor a possibilidade de adquirir o ingresso dissociado das bebidas. 

O promotor informou ainda que a empresa não colocou à venda ingressos pelor valor de meia-entrada, benefício que a lei exige a oferta para estudantes e idosos que comprovem essa condição. A Bonelly Produções, inclusive, foi obrigada pela Justiça a pagar multa de R$ 5 mil por não cumprir Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o MP, que previa a meia-entrada em eventos culturais, artísticos, recreativos, esportivos ou em quaisquer outros de lazer e entretenimento organizado pela empresa. A produtora também se negou a atender recomendação expedida pelo MP para garantir a disponibilização de meia-entrada no “Forró”, alegando que o espaço físico da festa não permitiria a divisão entre open bar e pista sem open bar. 

Na ação, Millen Castro pede à Justiça que determine, em decisão liminar, a venda de ingressos para o “Forró do Sítio Novo” pelo valor de meia entrada e que seja discriminado em anúncios nos pontos de venda o preço cobrado para o ingresso na festa sem a inclusão do consumo de bebidas alcoólicas e comidas.

 

Forró do Bode

Os responsáveis pela festa “Forró do Bode”, realizada no último dia 25, assinaram acordo com o MP. Conforme o TAC, proposto pelo promotor Millen Castro, a Loja Maçônica se comprometeu a ofertar, nesse e em outros eventos, o benefício de meia-entrada a estudantes, jovens de baixa renda, idosos e pessoas com deficiência. Em caso de a aquisição do ingresso integral já ter ocorrido, o valor correspondente à diferença deve ser devolvido aos consumidores. Além disso, foi acordado que em festas open bar deve ser possibilitada a compra de ingresso apenas pelo valor correspondente ao acesso à festa, dissociado do valor adicional cobrado pelo consumo livre de bebidas alcoólicas e comidas. 

 

Número de inscritos para o Encceja 2019 tem aumento de 75%

Domingos Matos, 04/06/2019 | 16:45

A edição deste ano do Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja) teve um crescimento de 75% no total de inscritos em relação a 2018. Foram 2.973.375 inscrições contra as 1.695.607 do ano anterior. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (4), em Brasília, pelo Ministério da Educação. As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios a jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada para obter a certificação de conclusão no ensino fundamental ou médio.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Ribeiro Lopes, disse que a ampliação da divulgação é um dos fatores que levou ao aumento expressivo no número de inscritos. “Atribuímos a maior divulgação do Encceja ao maior conhecimento por parte da população e ao apoio das secretarias estaduais. Além disso, percebemos que o cidadão está buscando uma certificação para melhorar sua condição de empregabilidade”, disse o presidente do Inep.

Os inscritos no Encceja de 2019 buscam principalmente a certificação do ensino médio. Setenta e oito por cento das inscrições foram para as provas do ensino médio e 21,6% para as do ensino fundamental. As mulheres são maioria para o ensino médio (51,5%) e para o fundamental (53%).

A maior parcela de inscritos para certificação do ensino médio está na faixa etária entre 21 a 30 anos (972.076), seguido pelos que têm de 31 a 59 anos (859.497). No ensino fundamental, a faixa etária de maior concentração é entre 31 a 59 anos (298.962) e depois entre 21 a 30 anos (177.754). São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná são os estados com maior número de inscritos para os dois níveis de ensino. Os atendimentos específicos mais solicitados nos dois casos são os de lactante gestante e idosos.

Segurança

O presidente do Inep alertou que a segurança será reforçada nessa edição do exame. Se algum equipamento eletrônico do candidato emitir sinal sonoro durante a prova, ele será eliminado. “Nesse ano, se algum aparelho emitir sinal sonoro durante a aplicação da prova o candidato será eliminado. É muito importante que o candidato tome cuidado com seus aparelhos. Aquele aparelho que, mesmo desligado, por exemplo, toque um despertador, é preciso ter cuidado porque se tocar ele será eliminado”, explicou. Os lanches dos candidatos também serão revistados.

Provas e certificação

Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência. (Com informações da Agência Brasil)

Bahia de Feira busca novos atletas com peneira na aldeia Pataxó Hã Hã Hãe

Domingos Matos, 02/06/2019 | 22:32

O observador técnico do Bahia de Feira, Júnior Mares está correndo o interior do estado em busca de talentos para a base do time vice-campeão baiano de 2019. A saga do olheiro tem dado resultado, com diversos jovens integrados ao plantel do clube.

Mas um compromisso na agenda do observador chama a atenção. No próximo dia 8, a observação será na aldeia indígena Catarina Caramuru Paraguaçu, da etnia Pataxó Hã Hã Hãe, em Pau Brasil.

A peneira na aldeia não se restringirá a observar alunos da comunidade, mas abrangerá diversos municípios e povoados ao redor de Pau Brasil, mas não deixa de ser significativo estar sendo realizada no seio de um dos dos povos originais da região.

Sonhos

O trabalho tem sido desenvolvido em diversos municípios. O últmo, no sábado (1), foi em Itamaraju. Pela carga emocional e a tensão que envolve esse trabalho, não resta dúvida de que ele leva uma espécie de chave para a realização de milhares de sonhos, de crianças e jovens.

Essa oportunidade passou por Itabuna e já levou alguns meninos mais próximos da realização do sonho de se tornar jogadores. Pelo que viu aqui na sua última passagem, há dois meses, Júnior Mares deixou claro que ainda pode levar outros talentos para Feira de Santana.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.