Tag: lidera

Empresário envolvido em sonegação de R$ 50 milhões é preso

Domingos Matos, 28/11/2019 | 19:36

Envolvido em um esquema que sonegou R$ 50 milhões dos cofres estaduais, o empresário Alexandre Lobo Pinto, 45 anos, foi localizado, na manhã de quarta-feira (27), por equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). O cumprimento do mandado de prisão preventiva contra o sonegador fez parte da Operação Enyo, que contou com apoio da Coordenação de Operações Especiais (COE).

Investigado pelo Draco, Secretaria da Fazenda e Ministério Público, Alexandre liderava uma associação criminosa que praticou os crimes de sonegação fiscal, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. No total, as equipes constataram o uso de 'laranjas' para desvios de pouco mais de R$ 50 milhões. A empresa Sniper, Armas e Munições atuava no ramo bélico.

 

Divulgação SSP

Além da ordem de prisão, residências e estabelecimentos comercias nos bairros de Armação, Horto Florestal e Rio Vermelho foram alvos de mandados de busca e apreensão. Na casa de Alexandre os policiais encontraram espingardas, quatro pistolas, cinco revólveres, carregadores e munições de diversos calibres.

Um veículo de luxo da marca BMW e dois apartamentos também foram apreendidos. "Importante ressaltar a atuação em conjunto. Continua sendo uma prioridade da SSP o combate aos crimes contra a administração pública", destacou a delegada Fernanda Asfora, titular da Coordenação de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública do Draco.

 

Adão Negro, Parangolé e Andrezão já são atrações confirmadas para o réveillon de Itacaré 

Domingos Matos, 26/11/2019 | 10:23

A banda Adão Negro, um dos maiores nomes do reggae no Brasil, é uma das atrações também confirmadas para o Réveillon 2019/2020 promovido pela Prefeitura de Itacaré, com o apoio do Governo da Bahia e Câmara de Vereadores. O evento acontecerá na virada do ano, de 31 de dezembro a 1º de janeiro, a partir das 22 horas, na Praia da Coroinha, orla da cidade, aberto ao público. A festa vai contar também com a banda Parangolé e a banda local Bonde do Andrezão. Tudo isso sem contar com o show pirotécnico na virada do ano.

De acordo com o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, o objetivo é de realizar uma grande festa para os itacareenses e turistas, atraindo um grande público, consolidando cada vez o destino turístico completo e movimentando a economia do município. Paralela à festa de réveillon, a Prefeitura de Itacaré também estará realizando um conjunto de ações para receber o grande público não somente na festa de fim de ano, mas também durante toda a alta estação.

O trabalho contempla a melhoria das ruas e manutenção das praias, intensificação do serviço de limpeza, melhoria do trânsito, novos equipamentos para o corpo de Salva-Vidas e manutenção das praças e jardins. E junto com a Coelba e Embasa também está sendo feita a reestruturação de toda a rede elétrica e de abastecimento de água. Já a Polícia Militar está garantindo um trabalho de intensificação da segurança durante toda a temporada, possibilitado muito mais segurança para os itacareenses e turistas.

 

ADÃO NEGRO - A banda Adão Negro foi fundada em meados do ano de 1996. Dois anos mais tarde, gravou seu primeiro disco, Adão Negro, o qual seria lançado somente em 2000. Impulsionado pela força da pirataria, o grupo começou a tornar-se conhecido nas grandes capitais do país, devido ao registro do show que reuniu 25 mil pessoas no Costa Verde, clube localizado na orla de Salvador, resultando no disco pirata da banda mais divulgado no país, chamado "Adão Negro no Costa Verde".

A partir do ano de 2000, a banda começa a incluir na agenda cidades de diversos estados brasileiros desde Fortaleza a Porto Alegre, dividindo o palco com grandes nomes da música nacional. Na discografia da banda liderada por Serginho, álbuns como Adão Negro e Pele Negra se tornaram os grandes sucessos, trazendo músicas como Anjo Bom, Eu Louvei, Louco Louco, Adão Negro, Bota Um, Boa Malandragem, Feed Back e Pele Negra.

 

PARANGOLÉ - Com mais de duas décadas de musicalidade e mistura de ritmos, a banda Parangolé surgiu no bairro da Federação em Salvador, Bahia, no ano de 97, onde todas as tardes os integrantes se reuniam para jogar baralho e, sempre ao fim das partidas, faziam um pagode misturando os ritmos mais dançantes que existiam na nossa música. Contagiando todos que passavam pelo local, não demorou para que as pessoas passassem a perguntar: “Que Parangolé é aquele que está rolando ali?”. No repertório, do show da virada de ano em Itacaré vão estar antigos e novos sucessos, incluindo o hit “Open Bar”, que já ultrapassou a marca de 10 milhões de visualizações no YouTube em pouco mais de dois meses, além de 1,5 de plays no Spotify”. O novo trabalho do ‘Parango’ já está disponível em todas as plataformas digitais e promete ser um verdadeiro sucesso de execução e download.

 

REVEÍLLON N1 - Itacaré também vai realizar um dos maiores réveillons 2019/2020 do Brasil, trazendo para a cidade atrações nacionais e internacionais e atraindo turistas de diversos estados e de vários países. O Réveillon Número 1 será realizado pelo Holding Club, grupo que reúne seis empresas de comunicação e marketing promocional, um dos maiores do Brasil no ramo de eventos, com o apoio da Prefeitura de Itacaré, e contará com uma grande estrutura e segurança para garantir o sucesso da festa. Os shows vão acontecer nos dias 28, 29, 30 e 31 de dezembro, e também do dia 02 de janeiro de 2020 na Praia de Itacarezinho.

Estudantes baianos chegam a torneio internacional mostrando o alcance da transformação pela educação

Domingos Matos, 21/11/2019 | 16:37

Em dezembro de 2018, um grupo de seis estudantes do SESI Bahia foi convidado a participar de um novo desafio de robótica educacional: o Fórmula 1 nas Escolas (F1 In Schools, na sigla em inglês). Era o começo de uma aventura que eles não tinham ideia do quanto iria transformar suas vidas.

A proposta era, em três meses, montar um projeto de empreendedorismo, estudar conceitos de aerodinâmica e engenharia automotiva para construir um carrinho de corrida para fazer bonito no Festival Nacional de Robótica, organizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI).

Foram envolvidos no projeto o professor de Robótica Robson Nunes, técnico da equipe, e os estudantes Beatriz Mota, líder, Beatriz Valongo, diretora de finanças, João Victor Dias, designer de engenharia, Geovane Santos, responsável pela captação de patrocínio e divulgação, Franciele Moraes, diretora de Marketing e RP e Ícaro Canela de Almeida, o engenheiro de manufatura.

No Festival SESI de Robótica, que aconteceu no Rio de Janeiro e reuniu competidores de todo o Brasil, no mês de março, a equipe não apenas fez bonito. Voltou da competição colecionando prêmios – foram cinco no total – e trazendo para a Bahia o lugar de campeã nacional da competição. A aventura, que ocupou as tardes de Verão da equipe – já que entre dezembro de 2018 e março deste ano, em vez de sol e praia, eles preferiram passar as tardes na escola se preparando para o torneio nacional –, virou um desafio muito maior.

ETAPA INTERNACIONAL

Ontem (20), os campeões da Escola SESI Reitor Miguel Calmon, localizada no Largo do Retiro, em Salvador, vão embarcar para uma aventura ainda mais emocionante, em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes. Além de representar o Brasil na etapa mundial do F1 In Schools, eles vão estar cara a cara com a elite da Fórmula 1 internacional e poderão conhecer como funciona uma prova de velocidade na modalidade esportiva que teve no brasileiro Airton Senna um dos seus principais ícones.

Mais que isso, eles voltarão da viagem trazendo uma experiência única na bagagem e aprendizados que ficarão para toda a vida. A gerente de Educação e Cultura do SESI Bahia, Cléssia Lobo, explica que para o SESI Bahia, ver seus estudantes chegarem tão longe é resultado de um esforço coletivo que tem como origem uma metodologia e um processo educacional que precisa ser celebrado. Ela destaca o importante papel de cada profissional envolvido na rede de apoio que permitiu que os estudantes conseguissem se preparar para uma competição internacional.

Ela destaca o comprometimento da equipe pedagógica, incluindo coordenação, direção da escola SESI Reitor Miguel Calmon, equipe técnica de robótica e professores como parte deste esforço coletivo. "Nós investimos para oferecer aos nossos estudantes a oportunidade de competir em igualdade com as equipes dos países mais avançados porque acreditamos que é a educação que transforma e leva as pessoas a se desenvolverem. Os nossos estudantes vão para uma competição, mas o que nós, educadores, acreditamos é que eles estão em processo de aprendizagem e que esta experiência irá somar para a construção do conhecimento nas habilidades que o futuro da educação exige que é protagonismo, capacidade técnica e criatividade", complementa.

Os aprendizados são muitos. Geovane explica: “Tenho 17 anos e aprendi que precisamos sempre ir atrás do que queremos e não nos deixar abater por um não”, revela o jovem, que descobriu também o quanto gosta de finanças e matemática e agora sonha em fazer licenciatura na disciplina. Responsável pelo disparo do carrinho de corrida na competição, Geovane diz estar preparado. “Tenho consciência do desafio que é participar de uma competição internacional, mas treinei muito e confio na minha capacidade. Vou tirar de letra”, declara, com autoconfiança.

Mais jovem integrante da Sevespeed, Ícaro é o único da equipe de 2019 que vai continuar na escola em 2020, já que ainda está terminando o 2º ano do ensino médio. Sua missão daqui para a frente vai ser compartilhar todo o aprendizado com os novos integrantes da Sevespeed, que há alguns meses já acompanham os treinos da equipe. “Pretendo passar a experiência para os novos meninos e a experiência internacional porque acho que vai agregar muito para a equipe”, explica Ícaro, que ganhou a vaga de engenheiro por se interessar por tecnologia. “Não tinha nenhuma noção de engenharia automotiva, só gostava da ideia de estudar o assunto e comecei a aprender sobre o processo e engenharia”, explica o jovem, que se sente mais “adulto” depois de tudo o que viveu e está vivendo na equipe. “A gente aprende a saber lidar com pessoas”, explica.

 

OPORTUNIDADE

Ícaro, que até o ano passado não tinha noção de que carreira seguir, agora já sabe que quer fazer engenharia mecatrônica. Em uma palavra ele sintetiza o que representa fazer parte da Sevenspeed: “oportunidade”.

Para Beatriz Valongo, a experiência com finanças fez com que ela passasse a contribuir mais para a gestão do orçamento da família. “Aprendi muito mais como controlar o dinheiro e fazer ele render para conseguir abranger todos os gastos, saber no que se está gastando e como”, detalha a estudante. Com o aprendizado, sonha fazer engenharia de produção. “Descobri que gosto dessa parte de finanças e controle de produção”, complementa.

Já Beatriz Mota exercitou com sua voz tranquila, mas assertiva, a função de liderança. “Tudo aconteceu muito rápido. Foi um ano de grandes mudanças: estou terminando o ensino médio, realizando esse sonho de ir para um torneio internacional, atingi a maioridade. A Sevenspeed e o F1 me ensinaram a lidar com tudo isso e aprendi que a pressão se combate com foco e tranquilidade”, revela Beatriz. Sobre a experiência de liderar, ela aprendeu que mesmo que haja limitações, pessoais ou profissionais, “o importante é saber lidar com as diferenças”.

Na função de liderança, ela teve que apoiar os colegas nas diversas áreas. Com isso, acredita que todos amadureceram juntos. Outro ganho, na avaliação dela, foi o fortalecimento da amizade entre os integrantes. “A gente está junto o tempo todo, inclusive nos finais de semana”, conta. E o futuro? Para Beatriz, no momento, é entrar no curso de engenharia mecânica e seguir em frente.

João também acredita que a experiência na equipe Sevenspeed o levará ainda bem longe. Designer da equipe, ele se prepara para ingressar na universidade para cursar engenharia automobilística. “A competição de F1 me ajudou a decidir o que quero fazer para o resto da minha vida”, revela, acrescentando que se tornou mais responsável e aprendeu a focar no aprendizado para atingir seus objetivos. “Estou confiante e sabendo que a gente deu nosso melhor”, complementa João.

Para Franciele Moraes, participar do torneio internacional representa também uma “oportunidade única, rica em conhecimento e experiências”, destaca. “É algo que eu não esperava e sinto orgulho de cada um que fez parte dessa história, da qual eu pude participar com muito ânimo e alegria”.

Orgulhoso com as conquistas individuais de seus alunos e tudo o que superaram para chegar até aqui, o professor Robson Nunes conta o que significou para ele embarcar nesta aventura. “Foi para mim também um novo desafio. Não conhecia esta modalidade (F1 In Schools) e tive que mergulhar fundo nas regras, ponto por ponto, junto com a equipe”, explica. Para ele, 2019 acabou sendo um ano de muito trabalho e a expectativa que “só não são maiores do que o orgulho de estar indo representar a Bahia e o Brasil e ver também estes alunos crescendo e  serem transformados pela educação. O brilho nos olhos, a vontade de vencer deles nos enche de orgulho. É maravilhoso”, complementa o mestre.

Pela primeira vez, Itabuna celebra Dia de Combate à Intolerância Religiosa

Domingos Matos, 21/11/2019 | 11:31

Pela primeira vez, sob a égide de uma lei municipal, a Câmara de Vereadores comemorou o Dia de Combate à Intolerância Religiosa. Proposta por Júnior Brandão (PT), a Lei 2.434/2018 instituiu 16 de novembro no calendário oficial de eventos do Município incentivando a liberdade de professar qualquer crença. Na Casa, a primeira edição da data foi celebrada na última quinta, 14, com Sessão Especial.

Em discursos conciliatórios, lideranças religiosas de Itabuna pregaram o respeito a todas as crenças e também aos não-adeptos de religião. Durante a Sessão Especial, sugeriu-se que a liberdade de consciência seja acrescentada à legislação itabunense, que abarcaria pessoas que negam a existência de Deus (os ateus) e aquelas que a ignoram (os agnósticos).  

A advogada Maíra Vida, da Comissão de Liberdade religiosa da OAB/BA, defendeu o pluralismo religioso com “o exercício pleno da fé” especialmente por grupos mais vulnerabilizados como os de matriz africana. Em sua palestra a conselheira declarou que a liberdade religiosa é de interesse público e contribui para criar “um sistema constitucionalmente inclusivo”.

Presidindo a Sessão Especial, Brandão anunciou que a próxima comemoração da Lei 2.434, no ano que vem, será planejada com a participação dos interessados no combate à intolerância religiosa. “Queremos conviver em paz e com respeito”, declarou o vereador. O planejamento das ações veio como proposta do Conselho Municipal de Políticas Culturais.
 

Mesmo com queda de 16,8% em taxa de desemprego, Bahia ainda lidera ranking de desocupação no país, aponta IBGE

Domingos Matos, 20/11/2019 | 13:29

A Bahia ainda lidera o ranking de desocupação do país, mesmo com uma queda na taxa de desempregados em relação aos primeiros meses do ano, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada ontem (19) pelo IBGE.

É considerada desocupação quando a pessoa não está trabalhando e procurou trabalho. Os dados são referentes aos meses de julho a setembro de 2019.

Com taxa de desemprego de 16,8% , a Bahia superou o Amapá, que era o estado com o maior índice no primeiro trimestre do ano. No 2º trimestre, o estado baiano registrou a taxa de 17,3%.

Na Bahia, o recuo na taxa de desocupação do 2º para o 3º trimestre foi resultado da queda no número de pessoas desocupadas (que estão procurando trabalho) e do crescimento no número de pessoas que não trabalham nem estavam procurando trabalho (ou seja, estão fora da força de trabalho).

De acordo com os dados, no 3º trimestre foi registrado 1,170 milhão de pessoas desocupadas, 45 mil a menos que no segundo trimestre deste ano.

Já em Salvador, no 3º trimestre a taxa baixou para 15,1%, em relação de abril a junho com 17,7%. Com esse resultado, a capital baiana passa para a 6ª posição no ranking da desocupação entre as capitais do Brasil, ficando atrás de Recife (17,4%), Macapá (17,4%), Manaus (17,2%).

O número de pessoas fora da força de trabalho na Bahia (5,017 milhões) atingiu seu maior patamar para um 3º trimestre, desde o início da série histórica da PNAD Contínua, em 2012. Além disso, também atingiu o segundo maior nível considerando todos os trimestres da pesquisa (menor apenas que o verificado no 2º trimestre 2018: 5,075 milhões de pessoas).

Os desalentos no estado somou 781 mil pessoas no terceiro trimestre, em relação a 766 mil do segundo. A população desalentada é aquela que está fora da força de trabalho por uma das seguintes razões: não conseguia trabalho, ou não tinha experiência, ou era muito jovem ou idosa, ou não encontrou trabalho na localidade. Entretanto, se tivesse conseguido trabalho, estaria disponível para assumir a vaga.

Em Salvador, o número de desocupados diminuiu para 254 mil pessoas (frente a 306 mil no 2º tri e 271 mil no 3º tri).

Entretanto, também na capital houve aumento do número de pessoas que não estavam trabalhando nem procurando trabalho. Esse grupo chegou a 755 mil pessoas no terceiro trimestre deste ano, comparado a 739 mil no segundo trimestre e 742 mil no terceiro trimestre do ano de 2018.

Na Bahia, no terceiro trimestre, os empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada (exceto empregados domésticos) somavam 1,454 milhão de pessoas.

Já as pessoas empregadas sem carteira assinada, somaram 1,081 milhão de pessoas no terceiro trimestre. O número também mostrou uma leve queda em relação ao 2º trimestre, quando havia chegado a 1,092 milhão de pessoas, e ficou igual ao do 3º trimestre de 2018.

Já os trabalhadores por conta própria somavam 1,703 milhão no terceiro trimestre deste ano. Um número um pouco menor que o 1,707 milhão verificado no segundo trimestre.

Mesmo com essas pequenas reduções de contingente, no 3º trimestre de 2019 os empregados sem carteira assinada e os ocupados por conta própria somavam 2,784 milhões de pessoas na Bahia, ou quase metade (48,0%) de todos os trabalhadores do estado. (Com informações do G1)

 

Encontro na Câmara busca “exército de forças” pela Região Metropolitana do Sul da Bahia

Domingos Matos, 19/11/2019 | 08:03

Um encontro nesta terça-feira (19), na Câmara de Itabuna, deverá marcar o início de um movimento pela formalização da Região Metropolitana do Sul da Bahia. Em parceria com a AMURC (Associação dos Municípios da Região Cacaueira) e a ACSULBA (Associação das Câmaras de Vereadores do Sul da Bahia), o evento começará às 16 horas, com a presença de prefeitos, outras lideranças políticas e da sociedade organizada.

Segundo o presidente da Casa, Ricardo Xavier (Cidadania), é o momento de unir um “exército de forças” por esta causa, que beneficiará toda a população. “É uma reivindicação antiga para todos nós; uma região que já teve uma importância muito grande para o desenvolvimento da Bahia e digo até do Brasil e passa por uma situação crítica. Nos últimos anos, não conseguimos fazer ações conjuntas”, argumentou.


“Luta de todos”
Uma vez instituída a Região Metropolitana, Ricardo Xavier frisa o quão extensos e diretos seriam os ganhos para o sul da Bahia. “Também uma nova cultura de desenvolver ações em conjunto, principalmente Itabuna e Ilhéus, como principais cidades, capitaneando todas as outras circunvizinhas. Seriam ações em favor da região. É uma luta de todos, para que, junto com a representação política, possamos ter apoio das entidades de classe”, reforçou.

Ele reconhece tratar-se de uma iniciativa do Estado, com aprovação da Assembleia Legislativa. Porém, ressalta o quanto é necessária uma mobilização regional. “Precisamos encampar essa luta, pra que a gente convença o Governador do Estado a apresentar esse projeto, que seria de grande importância para recuperar o prestígio da região, do ponto de vista administrativo, econômico, social e político”, acrescentou.
 

Mutirão do Diabetes de Itabuna terá mapeamento de retina e ações de prevenção da doença

Domingos Matos, 13/11/2019 | 10:15

O Mutirão do Diabetes de Itabuna chega à sua 15ª edição no próximo dia 23 de novembro, consolidado como o maior evento de prevenção e tratamento do país. O evento faz parte do calendário da Federação Internacional do Diabetes e teve seu modelo levado para cerca de 30 cidades brasileiras.

O Mutirão é promovido ONG Unidos pelo Diabetes e Hospital Beira Rio, em parceria com a Associação dos Diabéticos de Itabuna (ASDITA). Na área interna do Hospital Beira Rio, cerca de 2.000 pacientes com Diabetes realizarão mapeamento de retina para detecção de retinopatia diabética e exame do pé diabético. Os pacientes com retinopatia diabética grave, tem mais chance de ter complicações de maior risco de vida e incapacidade, estes serão submetidos a exame do rim com a equipe de nefrologia, e exames para avaliação de doenças do coração. Os casos com risco de cegueira serão submetidos a tratamento gratuito com laser de retina, que terá continuidade após o Mutirão.

Na Praça Rio Cachoeira, denominada Cidade do Diabetes, serão prestados inúmeros serviços de orientação e prevenção, como exames de glicemia capilar para detecção do diabetes, avaliação nutricional, cuidados com o pé diabético, utilização correta da insulina, monitoramento do diabetes em casa, direitos do diabético e atividades físicas com avaliação dos pacientes, entre outras atividades.

O espaço Diabetes Kids terá atividades recreativas e exames de detecção do diabetes em crianças e avaliação e acolhimento para orientação de crianças com diabetes ou de risco. Esta área é liderada pela equipe da Secretaria Municipal de saúde, grande parceira do Mutirão do Diabetes. Estudantes da UESC, UNIME, Santo Agostinho e FTC também atuarão em ações educativas e de atendimento.

 “Trata-se de uma grande mobilização de toda a sociedade organizada de Itabuna e da região, envolvendo órgãos públicos, empresas, instituições de ensino e clubes de serviço, numa ação de solidariedade que beneficia milhares de pessoas que completa 15 anos marco importante na história da cidade”, afirma o Dr. Rafael Andrade, idealizador e coordenador do mutirão e presidente da ONG Unidos pelo Diabetes.

Crise atinge micro e pequenas empresas, que lideram inadimplência em agosto

Domingos Matos, 04/11/2019 | 11:40

O Brasil registrou 5,9 milhões de empresas com contas atrasadas e negativadas em agosto/19, segundo levantamento da Serasa Experian. O número, novo recorde da série histórica iniciada em março de 2016, foi puxado pelos micro e pequenos empreendimentos inadimplentes: 5,6 milhões que representam quase 95% do total. Na análise com agosto/18, o total aumentou 9,7% e a alta com relação a julho/19 foi de 1,7%.

Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, “a estabilização da inadimplência dos brasileiros tende a favorecer a consolidação deste indicador, em algum momento futuro, das empresas. Isso ocorrerá porque quando uma pessoa física paga uma dívida, esta dívida tem sempre um credor – que é pessoa jurídica. No entanto, este movimento ainda deverá demorar a acontecer”.

Considerando companhias de todos os portes, houve aumento da participação daquelas com mais de cinco anos de existência. Os dados mostram que a evolução deste ano até setembro/19, comparada com dezembro/18, revelou uma maior variação entre aquelas com mais de 15 anos – 0,7 ponto percentual –, enquanto as com até cinco anos de existência apresentaram queda de quase 2 p.p.

Setor de serviços puxa alta

Foram os micro e pequenos empreendimentos de serviços os maiores impactados pela inadimplência, representando 48,5% do total, com a maior variação com relação a agosto/18 – 11,1%. Na comparação com julho/19, o número foi de 2,1%. A Indústria apresentou crescimento de 7,0% na análise ano a ano, ainda que tenha a menor representatividade entre aqueles com contas atrasadas. Na análise com julho/19, o setor aumentou 1,8%. Já o Comércio tem representatividade de 42,6%, com altas de 6,4% no comparativo anual e 1,2% na análise mensal.

ONG Unidos pelo Diabetes lança campanha Novembro Azul em Itabuna

Domingos Matos, 31/10/2019 | 12:13

A ONG Unidos pelo Diabetes realizou ontem (30), no auditório do Hospital Beira Rio, o lançamento oficial da Campanha Novembro Azul. O evento teve o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna, Sindicato Patronal do Comércio e Associação Comercial e Industrial de Itabuna, reunindo profissionais de saúde, empresários, lideranças comunitárias e outros segmentos parceiros do projeto.

A primeira atividade da campanha, que tem como principal objetivo a prevenção do diabetes, acontece neste domingo (3), com a realização da Pedalada Azul, que terá saída às 8 horas  da Praça Rio Cachoeira, em frente ao Hospital Beira Rio, e vai percorrer as principais avenidas da cidade, num percurso de cerca de 10 quilômetros.

Durante todo o mês está sendo realizada a  campanha Cidade Azul,  que pretende iluminar prédios e espaços públicos, indústrias, estabelecimentos comerciais e residências com a cor azul, símbolo da prevenção do diabetes. A campanha, apoiada pela Federação Internacional do Diabetes, acontece desde 2007, com iluminação de monumentos ícones no mundo e Itabuna, que há vários anos participa da iniciativa, tem sido uma das cidades mais iluminadas do Brasil. Também estão programadas palestras, debates e ações de prevenção  em escolas, unidades de saúde, etc.

A Campanha Novembro Azul terá como ponto alto o Mutirão do Diabetes de Itabuna, que acontece no próximo dia 23 de novembro e faz parte do calendário da Federação Internacional do Diabetes, sendo considerado o maior evento de prevenção de tratamento da doença.

De acordo com o presidente da ONG Unidos pelo Diabetes,  Dr. Rafael Andrade,  “estamos chegando aos 15 anos do mutirão  com o evento consolidado com referência no tratamento e prevenção do diabetes, cujo modelo já foi implantado em  25 cidades do Brasil. A cidade toda se envolve nessa ação de largo alcance social. Faremos o maior mês azul de todos os tempos em Itabuna”.

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, disse que “a cidade mais uma vez dá exemplo para o Brasil, num evento que beneficia milhares de pessoas. É preciso que as pessoas se unam em torno de causas como o mutirão”.   O secretário de Saúde de Itabuna, Uildson Nascimento, disse que “precisamos abraçar iniciativas como essa, num evento que chega aos 15 anos e que conta com todo o apoio do município”. A prefeitura garante a estrutura e a equipe de profissionais de saúde no mutirão e o atendimento nas unidades básicas durante todo o ano.

Para o pró-reitor de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz, Alessandro Santana, “o mutirão é um dos mais importantes eventos da região na região e a Uesc  é parceira, com seus professores e alunos. Essa iniciativa é um exemplo de mobilização e voluntariado”. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna, Carlos Leahy, ressalta que “A CDL, Associação Comercial e o Sindicom se orgulham de serem parceiros do mutirão, reforçando a responsabilidade social do setor comercial e industrial”.

Chapa Itabuna Mais Forte propõe fortalecer o Itabuna Esporte Clube para o Baianão 2021

Domingos Matos, 25/10/2019 | 11:09
Editado em 25/10/2019 | 11:10

Discutir a viabilidade do Itabuna Esporte Clube como time de futebol profissional, preparar uma equipe competitiva para disputar o Campeonato Baiano de 2021, buscar parceria com uma incorporadora para negociar parte da área da sede social, construir um moderno Centro de Treinamento, realizar um diagnóstico da atual situação patrimonial e financeira do clube, promover um recadastramento geral dos sócios e lançar uma campanha publicitária para motivar os torcedores e atrair novos os associados. Estas são algumas das propostas dos integrantes da chapa “Itabuna Mais Forte”, a única que concorre às eleições dos novos presidente e vice-presidente da Diretoria Executiva, e dos membros do Conselho Deliberativo e do Conselho Fiscal do clube. A votação será no próximo domingo, dia 27, na sede social do IEC, no bairro Conceição.

“Vamos resgatar, com planejamento, transparência e responsabilidade, a importância do Itabuna no cenário esportivo baiano, tanto na sede social, quanto no futebol profissional”, garantiu o professor de Educação Física Rodrigo Dantas Xavier-“Digão”, que lidera a chapa na condição de candidato a presidente da Diretoria Executiva. “A intenção dos integrantes da chapa é buscar parceiros para criar uma grande divisão de base, formar novos atletas. O nosso plano é quitar os passivos fiscais e trabalhistas do clube, e construir um moderno CT numa área afastada do centro da cidade”, acrescentou. O ex-presidente Sandoval Benevides concorre ao cargo de vice-presidente.

A chapa, integrada por quarenta e oito membros entre efetivos e suplentes, foi registrada na manhã desta quinta-feira, dia 24. O grupo é formado por ex-dirigentes e ex-atletas, desportistas, empresários, servidores públicos, advogados, professores e jornalistas. “Queremos um Itabuna cada vez mais forte. Com muito diálogo, nos unidos e conseguimos formar uma chapa de consenso e única. A proposta é o IEC negociar parte da área da sede social em troca da revitalização e modernização de outra parte que continuaria pertencendo ao clube. Tenho plena convicção que com profissionalismo, juntos traremos volta a associado à nossa sede, mobilizaremos os torcedores e conseguiremos atrair grandes parceiros e investimentos para o nosso IEC, sempre com a presença do Ministério Público, da Imprensa e de representantes da sociedade”, afirmou.

A chapa

Integram a chapa, na condição de membros do Conselho Deliberativo, Ruy Correia Soares, Evans Maxwel de Araújo, José Matos Conceição, Olívio Martins da Hora, Alberto Elmo Martins, Ederivaldo Benedito Santos, José Paulino Gomes Neto, Carlos Maron Neto, Luis Santana Nascimento, Rommel Serra Vasconcelos, Allah Muniz Góes, Adriano Nunes Seixas, Aurelito Lorenz, Álvaro Almeida de Castro, José Evaristo Cardoso Neto, José Carlos Alves da Silva, Emílio de Moraes Guirra, Erisvaldo Araújo Santos, Ricardo Sampaio Souza, Valter Ramos da Silva, Thiago Nascimento Barbosa, Daniel Rogério Oliveira de Souza, Antônio Eduardo Simões, Gilberto Santana Filho, Gilberto Santana Filho, Waldson Luis Kruschewisky, Luciano José Stelitano, Ademilton Oliveira Ninck, Lucidalva Barbosa Souza, Maria José dos Reis Gonçalves e João Luiz Cordeiro Passos.

Os suplentes do Conselho Deliberativo são: Silvina Jeane Pedra, Carleone Rodrigues de Souza, Carlos Fernandes da Silva Pereira, Gabriel Silva Cavalcante, Samylla Santos Gomes Xavier, George Thadeu Campos, Sebastião Nunes Barros, Crélia Lima dos Santos, Durval Ribeiro Filho e Alex Santos Figueredo. Já o Conselho Fiscal é integrado por Ivanilson de Souza Pontes, Edval Jorge Duarte Caldas e Lucas Cordeiro Passos. Lilian Bastos Ferraz, Carlinéia Lima Santos e Walter Barbosa Júnior são suplentes dos Conselho Fiscal.

Corpo de Bombeiros debela incêndio florestal em Barreiras

Domingos Matos, 25/09/2019 | 14:35

A Guarnição de Combate a Incêndio Florestal (GCIF) atuou nos últimos dias no combate ao incêndio nas serras do Saco e do Mimo, em Barreiras, oeste da Bahia. O grupo é formado por 12 bombeiros militares especializados em prevenção e combate a incêndios florestais e militares do 17º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM), 

Na manhã desta quarta-feira (24), a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), por meio do Programa Bahia Sem Fogo, deslocou uma aeronave para sobrevoo da área, quando foi detectada a inexistência de focos de queimadas. A aeronave continua no local para atuar em caso de reignição do fogo.

“A principal técnica de combate realizada foi o isolamento das áreas de fogo por meio de aceiros progressivos. Adotamos também a técnica de resfriamento com a utilização da moto bomba d’água Mini Striker, para frear o avanço do fogo sobre áreas próximas à rede de alta tensão, fazendas e estabelecimentos comerciais. Entretanto, as movimentações do ar, fortes e constantes, dificultaram a ação de combate, reativando pontos quentes, e também transportando materiais incandescentes para áreas não afetadas,” explica o capitão BM Murilo Rocha.

O secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, ressalta o trabalho realizado pelo Corpo de Bombeiros para o combate ao incêndio nas serras. “Estamos acompanhando diariamente e participando ativamente das estratégias de enfrentamento aos incêndios florestais. Nossa atenção é redobrada, especialmente pelos alertas emitidos por nossa equipe técnica, para o aumento das ocorrências de queimadas nos próximos meses. Pedimos uma especial atenção da população baiana, principalmente das regiões do oeste e Chapada Diamantina, que lideram as ocorrências de incêndios florestais no estado", explica. 

O oeste lidera em números de focos de incêndio identificados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) na Bahia. Segundo os dados do satélite de referência Áqua Terra, o município de Formosa do Rio Preto apresentou 442 focos de calor de janeiro a setembro deste ano, com 11,1% das ocorrências do estado. Logo em seguida, também no oeste, aparece São Desidério, com 337 focos, 8,5% das ocorrências no estado. Em toda a Bahia, o número de focos de queimadas de janeiro a setembro deste ano já ultrapassa em 28% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Combate no oeste 

A equipe do 17º GBM atua também em outros pontos de Barreiras em incêndios de menores proporções, especialmente no povoado de Riachinho. Foi notificado ainda incêndio no município de Ipupiara, para onde foram deslocados oito bombeiros militares na manhã desta terça (24).

 

Bahia Sem Fogo 

As ações de prevenção e combate aos incêndios florestais na Bahia se tornaram mais efetivas a partir de 2010, com a criação do Bahia Sem Fogo, programa coordenado pela Sema, que integra o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia, formado por representantes de secretarias estaduais, instituições municipais e federais.

O Bahia Sem Fogo atua na prevenção às queimadas, promovendo cursos para formação de peritos, treinamento de brigadistas, reuniões e oficinas com as comunidades rurais, campanhas de prevenção, sensibilização e educação ambiental e a organização de subcomitês. A Sema distribui também equipamentos de proteção individual, transporte e suprimentos para as equipes de campo, pagamento de diárias para servidores e motoristas e locação de veículos e aeronaves.

Além da Sema, fazem parte do comitê o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema); Casa Militar do Governador; secretarias da Segurança Pública (SSP), da Saúde (Sesab), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), da Educação, da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e do Turismo (Setur); Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic); e Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA).

 

Prefeitura de Itacaré distribui para agricultores 80 mil larvas de camarão

Domingos Matos, 23/09/2019 | 14:31

A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Agricultura e Pesca, entregou no último sábado (21), em Taboquinhas,  80 mil larvas de camarão para os agricultores familiares do município. O objetivo é a geração de emprego e renda no campo através da carcinicultura, uma técnica de criação de camarões em franca expansão e já com excelentes resultados. Nessa etapa foram beneficiadas 15 famílias de pequenos agricultores, mas o objetivo desse trabalho é ampliar cada vez mais o número de beneficiados com o programa.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, explica que a piscicultura e nesse caso a carcinicultura vem sendo alternativas altamente viáveis para a região, garantindo mais renda e qualidade de vida para os pequenos agricultores. Desde que assumiu a atual a gestão o governo municipal vem buscando adquirir uma série de equipamentos e vem desenvolvendo projetos e firmando parcerias visando o fortalecimento da agricultura familiar. E a carcinicultura, segundo avaliou o prefeito, é uma atividade econômica que pode trazer grandes benefícios para os agricultores familiares de Itacaré.

Para os agricultores, a iniciativa da Prefeitura representa uma oportunidade de garantir mais fonte de renda, diversificando a atividade econômica na zona rural e assegurando uma melhor qualidade de vida no campo. A entrega contou com a participação do secretário de Agricultura e Pesca, Humberto Matos,  dirigentes da secretaria, além de produtores e lideranças comunitárias da região.

Itabuna recebe palestrante de renome internacional em Fórum de Mulheres Empreendedoras

A 1ª edição do evento acontece no dia 17 de outubro, em Itabuna, com temáticas voltadas para o público feminino

Domingos Matos, 19/09/2019 | 16:38

Eleita pela Revista Forbes, uma das 20 Mulheres mais Poderosas do Brasil em 2019, Ana Lúcia Fontes (foto), fundadora e CEO da Rede Mulher Empreendedora (RME), estará presente no 1º Fórum da Bahia Mulheres Empreendedoras, que vai acontecer no dia 17 de outubro, das 14 às 21h30, no Teatro Municipal Candinha Dórea, em Itabuna. O evento é uma realização do Movimento Empreender Bahia e tem como tema: “Mulheres com Propósito”.

Durante a sua palestra, Ana vai apresentar a sua história inspiradora para mulheres empreendedoras, empresárias, autônomas das mais diversas áreas, estudantes e demais interessadas. Estarão em evidência, temas como: Empreendedorismo feminino; Liderança Feminina; Atitude empreendedora; Modelos de negócios; Networking; Ambiente Empreendedor; Diversidade e Inclusão.

A RME nasceu durante o “Programa 10 mil Mulheres da FGV”, quando Ana teve a ideia de criar um blog sobre os medos, as dúvidas e as dificuldades do empreendedorismo feminino. Ela percebeu, então, que esses questionamentos eram compartilhados por outras mulheres, que também buscavam ajuda e apoio.

Em 2017, ela resolveu ampliar seus objetivos e criou o Instituto Rede Mulher Empreendedora, focado na capacitação de mulheres em situação de vulnerabilidade. Um ano depois, em 2018, a relevância da RME se fortaleceu com a criação da Aceleradora Herd, braço responsável por criar programas de desenvolvimento e apoiar projetos e negócios de mulheres.

Atualmente, a RME é a primeira e a maior plataforma de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, com o propósito de empoderar empreendedoras economicamente, garantindo independência financeira e de decisão sobre seus negócios e suas vidas.

 

Programação

Na programação ainda estão confirmadas a presença da publicitária, coach, consultora de imagem e estilo, Aiala Lago, que estará abordando o tema: Imagem e Marca Pessoal. Em seguida, a contadora e bancária Leilane Benevides vai apresentar o case de sucesso da Benevides – Chocolates Finos e a diretora de Desenvolvimento do Grupo Brasileiro de Transporte Rodoviário, Elaine Carletto destacará o papel da Mulher Empreendedora do século XXI.

A primeira palestra da noite será com a artesão profissional, Thalita Ortega, que vai falar sobre a importância das Mulheres no Empreendedorismo Criativo. Em seguida, o sócio fundador da Terceira Via Hall, Franklin Bastos vai abordar sobre os perfis comportamentais. O evento encerra com a palestra da fundadora da RME, Ana Fontes, com o tema Atitude Empreendedora.

 

Inscrições

As inscrições já estão sendo feitas no site https://forumempreendedorasbahia.com.br/. Mais informações pelo telefone: (73) 3613-1171 ou através do e-mail: forummulheresba@gmail.com ou no instagran: @forummulheresba

 

Itabunenses conquistam dois títulos, dois vices e um terceiro lugar no Campeonato Baiano de Boxe

Domingos Matos, 17/09/2019 | 17:35

Os lutadores itabunenses que participaram no último sábado (14), do Campeonato Baiano de Box - AOB, promovido pela Federação de Box do Estado da Bahia, conquistaram dois títulos estaduais, dois vice e um terceiro lugar na competição, que serve como vitrine esportiva revelando novos valores para esta modalidade esportiva. A delegação foi liderada pelo treinador Gilmarques Mendes Sabino, instrutor da Federação Baiana de Box, que elogiou o esforço e o desempenho dos atletas na superação de dificuldades, revelando um alto potencial técnico.

A equipe contou com o apoio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), que contribuiu com a cessão das passagens da delegação. O presidente da FICC, Daniel Leão, estuda a concessão de bolsas para 10 atletas e artistas itabunenses, com alto desempenho, uma questão ainda em estudo na área jurídica e que deve ser encaminhada ao legislativo municipal ainda nos próximos meses.

Conquistas

O melhor desempenho na equipe itabunense ficou com o lutador Samuel Rosa, o mais jovem integrante da delegação, de apenas 13 anos, 52 quilos e que foi campeão baiano Infantil Estreante 2019 e em paralelo, conquistou o título de campeão baiano no Campeonato Aberto 2019. Com uma técnica própria, Rosa é considerado uma das revelações do box itabunense e um atleta com potencial de alto rendimento.

Outro destaque foi Jonatan Passos, de 20 anos, 63 quilos, um lutador médio ligeiro, integrante do Projeto Lutando Pela Paz, coordenado pelo técnico Gilmarques Mendes Sabino, que também é educador social. Ele, conquistou o Vice-campeonato Baiano 2019, na categoria elite e soma agora 18 lutas, com 15 vitórias, seis delas por nocaute e três derrotas por pontos, sendo considerado o melhor atleta da região na sua categoria.

Já Juan Miguel Viana Mota, 18 anos, 75 quilos, conquistou o Vice-campeonato Baiano Estreante 2019, na categoria juvenil e ficou ainda com o terceiro lugar do Campeonato Baiano Aberto de Boxe (AOB).

Agricultura familiar marca presença em encontro internacional Brasil-Alemanha

Domingos Matos, 17/09/2019 | 11:29

A agricultura familiar da Bahia está presente na 37ª edição do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA), o mais importante evento focado nas relações entre os dois países, que teve início no domingo (15) e segue até esta terça-feira (17), no Centro de Convenções, em Natal, Rio Grande do Norte. 

No estande do Governo do Estado da Bahia, produtos como os chocolates da Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), de Ibicaraí, doces e cerveja de umbu da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc),  Banana da Terra Chips, da Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), e o mel da Cooperativa Regional dos Apicultores do Médio São Francisco (Coopamesf), de Ibotirama, mostram a potencialidade do rural baiano. 

As cooperativas são apoiadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que já investiu, nos últimos cinco anos, mais de R$1,2 bilhão na agricultura familiar, com ações que vão desde ao manejo até o acesso ao mercado.

Com o tema Parceria Brasil-Alemanha em tempos de mudança global, o evento reúne autoridades governamentais e lideranças empresariais de ambos os países, para estreitar relações, fechar parcerias, fazer intercâmbio de tecnologias e efetivar negócios.

O presidente Coopfesba, Osaná Crisóstomo, destacou que a participação no evento é um momento importante para a cooperativa: “A participação em eventos como esse traz força não só para a cooperativa, mas para os agricultores envolvidos nesse projeto, do cacau ao chocolate. A perspectiva é boa, de novos mercados, e também de colocar um produto de qualidade para o consumidor final, do cacau cabruca, da origem ao chocolate”. 

 

Bahia x Alemanha

Com oito grandes empreendimentos alemães implantados na Bahia que, juntos, geram 2,3 mil empregos e somam cerca de R$ 4 bilhões em investimentos, o Governo do Estado participa do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA-2019), para ampliar o fluxo de negócios com investidores do país europeu, além de fortalecer as relações de cooperação internacional nos campos da economia, turismo, planejamento e cultura. 

O governo baiano montou um estande no evento no qual expõe as oportunidades de investimento e o ambiente de negócios do estado. A Bahia está fortemente interessada em receber esse encontro econômico em 2021, quando voltará a ser realizado no Brasil.

O EEBA é organizado pela Federação das Indústrias Alemãs (BDI) e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) e, nesta edição, contará com a parceria da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN).

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.