Tag: mata

Ilhéus sedia Circuito de Seminários de Produção Orgânica

Domingos Matos, 11/09/2019 | 14:21

Entre os dias 18 a 20 de setembro estará acontecendo na cidade de Ilhéus o Circuito de Seminários de Produção Orgânica. O objetivo é promover a competitividade e a sustentabilidade do segmento de orgânicos no Estado da Bahia através do fomento à inovação, ao protagonismo do agricultor, economia solidária, agregação de valor, acesso a mercado e difusão de tecnologias sociais, de produção e de gestão comunitária.

Pretende-se, com o circuito, compartilhar conhecimentos com a população e pessoas interessadas sobre agroecologia e os desafios para a produção orgânica no sul da Bahia bem como divulgar experiências exitosas desenvolvidas na região.

Os painéis acontecerão nos dias 18 e 19 no Edifício Premier Business/cobertura, próximo ao estádio municipal de Ilhéus e serão abordados temas como: Conjuntura agroecológica no Sul da Bahia; Fortalecimento dos empreendimentos da agricultura familiar; Agregação de valor para a produção agroecológica e circuitos de comercialização; Agroecologia e o contexto mundial aliado aso impactos ambientais na implantação de grandes projetos de desenvolvimento na região.

No dia 20 de setembro será realizada a I Feira Orgânica de Ilhéus na Avenida Soares Lopes, em Frente a Tenda do Teatro Popular de Ilhéus (TPI) das 7:30 às 13hs, onde serão comercializadas, hortaliças, frutas, verduras, raízes, tubérculos, plantas medicinais, plantas não convencionais, aromáticas e ornamentais, produtos processados tais como: chocolates, farináceos, vinhos, cervejas, café, mel, milho de pipoca, queijos e manteigas, sucos, arroz, feijão, vinagres, doces e geleias, temperos, castanhas, extrato de tomate, palmito de pupunha, dentre outros. Todos produtos orgânicos certificados.

O evento, organizado pelo SEBRAE, conta com o apoio da Rede de Agroecologia Povos da Mata, OCA – Centro de Agroecologia e Educação da Mata Atlântica, Associação Cacau Sul da Bahia, Projeto Circuitos Agroecológicos, Tabôa Fortalecimento Comunitário, Rede de Agroecologia ECOVIDA, Instituto Ibiá e UESC através do Centro Vocacional e Tecnológico de Agroecologia (CVT).

Inscrições e a programação completa você encontra em: http://lojavirtual.ba.sebrae.com.br/loja/

Maiores informações pelo telefone: (73) 3634 - 4068

 

SERVIÇO:

Cláudio Lyrio / Núcleo Comunicação / Rede de Agroecologia Povos da Mata

O quê: Circuito de Seminários de Produção Orgânica

Onde: Edifício Premier Business/cobertura, próximo ao estádio municipal de Ilhéus

Quando: 18 a 20 de setembro / 2019

Hortas escolares reforçam desenvolvimento pedagógico na rede estadual 

Domingos Matos, 10/09/2019 | 14:51

O manejo do solo e o plantio de mudas de hortaliças, frutas e flores vêm transformando a relação de estudantes com o espaço escolar. A partir do projeto 'Hortas Escolares - plantar, cuidar e cuidar-se', mais de 400 mil alunos da rede estadual passaram a ter contato com a terra nas próprias escolas. Uma delas é o Colégio Estadual Alaor Coutinho, em Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). 

"O Horta nas Escolas vem na perspectiva de atender ao Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, com o objetivo de promover uma alimentação mais saudável, tendo como ponto de partida o fazer pedagógico. As hortas são criadas e utilizadas pelos nossos estudantes e professores como laboratório vivo", explica o coordenador estadual de Educação Ambiental e Saúde, Fábio Barbosa. Em 2019, a iniciativa recebe um investimento de R$ 300 mil do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação.

No Alaor Coutinho, 12 estudantes do ensino médio participam do projeto às terças-feiras. Eles plantam coentro, tomate, pimenta e alface, além de flores. Os alimentos colhidos são utilizados no preparo da merenda escolar. "Eles aprendem sobre a rotação de cultura e as técnicas de manejo e cultivo. Nós também fazemos um trabalho sobre os defensivos naturais, para não utilizar nenhuma parte química de contaminação do solo. Eles conseguem identificar quando há necessidade de adubação e também o período de colheita. É um trabalho muito enriquecedor", conta a professora responsável pelo projeto, Patrícia Figueiredo.

Em períodos específicos, como a colheita, o número de participantes aumenta. A diretora do Alaor Coutinho, Maria do Socorro Aquino, destaca que a iniciativa "contribui para o aprendizado de conteúdos, mas também para o exercício da cidadania. Os estudantes passam a valorizar o trabalho que é feito com a terra. Eles compreendem a importância da alimentação mais saudável, de cuidar da escola e a entender a horta como um espaço que, além do aprendizado, revitaliza o convívio na escola". 

Para a estudante Ingrid Santos, 19 anos, do 3º ano, o projeto favorece a integração com os colegas. "A gente não se falava. Só andávamos no corredor, mas não sabíamos quem era quem. E, nesse tempo todo de horta, a gente consegue se dar bem, falar, plantar e colher", afirma. 

Também aluno do 3º ano, Carlos Eduardo Santana, 18, considera a experiência um incentivo para aumentar a qualidade de vida dos estudantes. Graças ao projeto, ele já entende, por exemplo, a diferença entre o alimento com agrotóxicos e o orgânico. "Dá para perceber a diferença no sabor, tamanho e coloração". 

Polícia identifica suspeito de matar taxista em Itabuna; vítima morava em Ibicaraí

Domingos Matos, 09/09/2019 | 21:09

O suspeito de executar na noite do último sábado (07), o taxista José Alberto Carvalho Santos (foto), de 55 anos, foi identificado pela polícia, por meio de testemunhas. Trata-se de Carlos Julião Sobrinho, mais conhecido como o “Carlito”, de 35 anos.

O crime aconteceu no bairro Jaçanã, em Itabuna. O taxista morava em Itabuna e estava transportando um casal, que também foi baleado no ataque. O casal teve ferimentos leves e já foi, inclusive, liberado do Hospital de Base.

Segundo a polícia, a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) foi descartada. O acusado não levou nada da vítima. Até o fechamento dessa matéria, Carlos Julião, que é ex-presidiário, continuava foragido.

Governo investe R$ 6,7 milhões em ações contra incêndios florestais na Bahia

Domingos Matos, 09/09/2019 | 11:30
Editado em 09/09/2019 | 09:28

Especialistas da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) alertam para maior incidência de incêndios em áreas florestais nos próximos meses, entre setembro e dezembro. Isto ocorre pelo caráter cíclico do fogo, uma espécie de padrão de picos de focos de queimadas intercalados entre dois a cinco anos, período de acúmulo de biomassa combustível, formada principalmente de serapilheira e galhos secos.  

Antecipando o alerta dos órgãos ambientais, o Governo do Estado intensificou as ações do Programa Bahia Sem Fogo, com investimentos previstos na ordem de R$ 6,7 milhões para contratação de aeronaves airtractor, com lançamentos de água de bambi bucket (bolsa que carrega água) para combate aos incêndios, capacitação de brigadas voluntárias, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva (EPI/EPC), compra de fardamento para os brigadistas e apoio logístico no combate aos incêndios florestais.

O oeste e a Chapada Diamantina são as regiões que apresentam mais registros de incêndios no período de estiagem. No oeste, a maior incidência de fogo ocorre de maio a outubro, principalmente nos meses de agosto, setembro e outubro, nos municípios de Formosa do Rio Preto, Correntina, São Desidério, Pilão Arcado e Cocos. Já na Chapada Diamantina, é de setembro a dezembro, principalmente em outubro e novembro.

Além das razões naturais, há também as ações humanas que, na Bahia, são as principais fontes de ignição de fogo. Um fogo iniciado descuidadamente, criminoso ou não, ao encontrar uma condição favorável, se espalha facilmente e torna-se de difícil controle.

 

Ciclo 

Em 2019, houve uma incidência fora do comum de incêndios na região da Mata Atlântica no período de janeiro a março, atingindo os municípios de Porto Seguro e Belmonte. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), houve um pico de incêndios na Bahia em 2015, com o registro de 16.514 focos de queimada, prosseguido por um período de três anos que apresentaram valores menores: 2016 com 6.312 focos; 2017 com 6.451; e 2018 com 4.957. Os dados tomam como base o satélite de referência Aqua Tarde.

O risco de fogo é calculado por meio da análise de algumas variáveis, a exemplo da precipitação pluviométrica diária (mm/dia), temperatura do ar (°C) e a baixa umidade relativa (%). A precipitação pluviométrica é o componente de maior importância, sendo obtida a partir das estimativas de precipitação geradas pela Divisão de Satélites Ambientais do Inpe.

 

Bahia Sem Fogo 

As ações de prevenção e combate aos incêndios florestais na Bahia se tornaram mais efetivas a partir de 2010, com a criação do Bahia Sem Fogo, que é coordenado pela Sema e integra e coordena o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia, formado por representantes de secretarias estaduais, instituições municipais e federais, entre elas: Inema; Casa Militar do Governador; Segurança Pública (SSP); Saúde (Sesab); Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS); Educação; Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri); Turismo (Setur); e Corpo de Bombeiros Militar (CBMBA).

O Bahia Sem Fogo atua na prevenção às queimadas, promovendo cursos para formação de peritos, treinamento de brigadistas, reuniões e oficinas com as comunidades rurais, campanhas de prevenção, sensibilização e educação ambiental e a organização de subcomitês. A Sema distribui também equipamentos de proteção individual, transporte e suprimentos para as equipes de campo, pagamento de diárias para servidores e motoristas e locação de veículos e aeronaves.

 

Corpo de Bombeiros 

Para atender os chamados contra os incêndios florestais previstos no oeste e na Chapada Diamantina, o Corpo de Bombeiros mantém de prontidão os bombeiros militares especializados no 17° Grupamento de Bombeiros Militar (17°GBM), em Barreiras, para atender com maior celeridade. 

Desde a primeira edição, em 2016, o Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (CPCIF), do Bahia Sem Fogo, já formou 97 bombeiros militares. O objetivo é o aperfeiçoamento dos profissionais para que as respostas aos incêndios florestais sejam cada vez mais efetivas. 

O CBMBA capacitou também, apenas no ano passado, 790 brigadistas voluntários em 38 municípios do estado para brigadas e primeiros socorros, com ênfase em suporte básico de vida em locais de difícil acesso. 

 

Canais de denúncia 

A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. Denúncia de queimadas ilegais e outros crimes ambientais também podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400 ou pelo e-mail denuncias@inema.ba.gov.br, diretamente nos balcões do Inema, na sede ou nas Unidades Regionais do órgão.

Feiras Agroecológicas trazem produtos da agricultura familiar para a capital

Domingos Matos, 06/09/2019 | 14:09

De quinta a sábado, Feiras Agroecológicas montadas com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR) levam produtos da agricultura familiar baiana para pontos diferentes da capital. Nesta sexta-feira (6), o Salvador Shopping recebeu mais uma edição do evento, que visa dinamizar a comercialização da produção dos pequenos agricultores e estimular hábitos de alimentação saudável entre a população. Também recebem as Feiras Agroecológicas o Museu de Arte Moderna, na Avenida Contorno (quintas); a Praça das Artes, no Campus da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Ondina (sextas); e o largo do bairro da Saúde e o Circo Picolino, na Orla (ambas nos sábados).

A promoção dessas feiras integra a política do governo estadual de incremento e aporte à produção dos agricultores familiares, como destacou o coordenador da Superintendência da Agricultura Familiar da SDR, Ronaldo Souza. “A ação é uma determinação do governador Rui Costa e tem o objetivo de trazer esses produtos do interior para a capital. O governo tem apoiado fazendo a entrega de barracas, equipamentos e dando assistência técnica”, detalhou.

A feirante Noêmia Nepomuceno traz para Salvador o que a mãe produz no pequeno sítio no município de Mata de São João. “Recebemos o apoio do governo estadual e também da Ufba, e é de grande importância que tenhamos uma feira montada em um lugar como o Salvador Shopping, que garante grande acesso de pessoas”, ressaltou.

Nas feiras é possível encontrar hortaliças, verduras, legumes, raízes, frutas, itens in natura e outros tipos de produtos agroecológicos cultivados ou produzidos pelos agricultores familiares do estado. 

Dono de padaria é morto no bairro São Roque e Itabuna registra o segundo homicídio em menos de 4 horas

Domingos Matos, 04/09/2019 | 10:48
Editado em 04/09/2019 | 13:32

Dois homens em uma motocicleta mataram na manhã desta quarta-feira (04), o dono de uma padaria na Avenida Bionor Rebouças (foto), no bairro São Roque, em Itabuna. Romoaldo dos Santos, que era mais conhecido como "Peu", tinha 43 anos e foi morto enquanto atendia no caixa do estabelecimento.

O empresário ainda foi levado com vida para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, mas não resistiu aos ferimentos.

O crime está sendo investigado.

Outro assassinato 

Além do empresário Romoldo dos Santos, a violência fez outra vítima nesta quarta-feira (04), registrando o segundo homicidio em menos de 4 horas. Um homem foi executado com vários tiros, durante a madrugada, no bairro São Caetano.

Até o fechamento dessa matéria, a vítima não havia sido identificada.

CBMBA forma quarta turma do Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais

Domingos Matos, 02/09/2019 | 18:28

Na manhã desta segunda-feira (2), 35 bombeiros militares participaram da solenidade de conclusão da 4ª Edição do Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (CPCIF). O evento aconteceu no auditório do quartel do comando-geral do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) e contou com a presença de militares e familiares dos formandos.

Os alunos realizaram o combate em áreas de charco, pasto e de vegetação alta, o que deu ainda mais dinâmica ao curso. "Assim eles conseguiram utilizar de forma real as técnicas aprendidas e se tornarão multiplicadores, principalmente na prevenção", explicou capitão BM Murilo Rocha, coordenador do curso.

Realizado pelo CBMBA, o curso teve carga horária de 427h/a. Dentre os 35 discentes, cinco são do CBM do Acre e um do CBM da Paraíba. Com aulas teóricas e práticas, o CPCIF aconteceu na capital baiana e na região da Chapada Diamantina e oeste baiano, abrangendo áreas dos três biomas baianos (Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado), ambientando os militares às condições meteorológicas de cada região.

Com a primeira versão no ano de 2016 e atualmente contando com 97 bombeiros formados, o CPCIF visa o aperfeiçoamento de seus militares para que as respostas aos incêndios florestais sejam cada vez mais efetivas. Faz parte do que recomenda o programa  Bahia Sem Fogo, do Governo do Estado, sob coordenação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). 

Formandos se sentem privilegiados - Integrando a corporação há pouco mais de seis meses, e o primeiro colocado da turma, o soldado BM Breno Lopes destaca a importância do CPCIF. "Saímos com mais conhecimento técnico, mental, intelectual e físico, nos sentimos dignos de integrar essa tropa especializada", pontuou.

Para o 3° sargento do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, Yuri Marinho, o CPCIF foi um divisor de águas. "Uma referência para o Brasil. Vou levar o que aprendi aqui e difundir os conhecimentos no meu estado. Conseguiram priorizar a parte mais importante, que é a prevenção ao incêndio. Tudo o que fizemos foi de forma bastante técnica", concluiu.

Nova edição do Periferia em Quadro exibe Elas em Foco no Teatro Municipal

Domingos Matos, 02/09/2019 | 18:02

O Coletivo 7 traz de volta ao palco do Teatro Municipal de Ilhéus (TMI) entre os dias 10 e 13 de setembro, o II Periferia em Quadro. E promete repetir o sucesso do ano passado, quando abordou os questionamentos da juventude de periferia. Se preparem porque entre os dias 10 e 13 de setembro, será a vez das mulheres com “ELAS EM FOCO”. Em cena, trabalhos artísticos realizados por mulheres de Ilhéus.

Com uma programação mista, as atividades envolvem oficinas, apresentação de espetáculos, exposição de artes plásticas, artesanato, brechó e apresentações de música e performance. O evento confere os trabalhos já realizados por mulheres de Ilhéus e das periferias da zona leste da cidade, que aplicam oficinas para esse público.

A programação – Está organizada da seguinte forma: no dia 10 (terça-feira), as oficinas de teatro serão realizadas pelas mulheres do C7, na zona oeste da (Escola Municipal do Banco da Vitória) e no Terreiro Matamba Tombenci Neto (Conquista). No dia 11 (quarta-feira), a abertura do evento, no TMI às 19h. No dia 12 (quinta-feira) apresentação do novo espetáculo do C7, Maíra Guatás, também no TMI às 20h.

Já no dia 13 de setembro, às 20h, a grande festa de aniversário de um ano do C7, prevista para acontecer no Dilazenze, na Conquista. Participação de vários grupos, bandas e coletivos constituídos por mulheres, Banda Octopussy, Banda Quente, Moa Vênus, Batuca Jeje, Gongombira, Moa Vênus, Má Reputação, Havena Mc, Geisa Pena e, claro O Coletivo 7 com a apresentação do novo espetáculo Maíra Guatás.

Quem é periferia no C7 – Entre as periferias da cidade e aquelas que estão em locais periféricos, destaque para os integrantes do C7: Augusto Fagundes, Beatriz Mendonça, Elimar Santos, Igor Pereira, Yuri Antony, Mariana Andrade, Natália Santos, Thainá Mendes, Tainá Melo, Thiago Navillon, Valdiná Guerra.

Os ingressos custam R$4 (inteira) e R$2 (meia) para as atividades no TMI; R$10 para o Baile do C7. Os ingressos podem ser adquiridos na Produtora Teatral do CEEP do Chocolate Nelson Schaun, instituição parceira, e no próprio TMI nos dias do evento.

As oficinas oferecidas no dia 10 de setembro são gratuitas e apenas para mulheres. As inscrições podem ser feitas pelo Instagram do O Coletivo 7 ou na Produtora Teatral.

 

Traficante procurado pela Interpol é preso Bahia

Domingos Matos, 02/09/2019 | 09:12

Um traficante Internacional incluído na lista da Organização Internacional e Polícia Criminal (Interpol) foi capturado no sábado (31), durante operação conjunta entre a Companhia de Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Mata Atlântica, 88ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Alcobaça) e a Polícia Federal, na cidade de Prado, Sul do estado. 

Wesley Evangelista Lopes tinha mandado de prisão por tráfico de entorpecentes e foi incluído na lista da Interpol em 2018. De acordo com o comandante da especializada da Polícia Militar, major Ronivaldo Pontes da Silva, Wesley foi encontrado em um imóvel alugado. "Ele pagou aluguel antecipado para três meses e já estava há 30 dias na casa", contou o oficial. 

O traficante lidera um grupo criminoso que, em abril do ano passado, no aeroporto municipal de Carauari, no Amazonas, foi interceptado transportando quase meia tonelada de cocaína em um avião bimotor. 

Quatro pessoas foram capturadas na ocasião. Wesley foi encaminhado para a unidade da Polícia Federal de Porto Seguro, onde ficará à disposição da justiça.

 

Caravana da Justiça Social beneficia povos indígenas de Santa Cruz Cabrália

Domingos Matos, 31/08/2019 | 18:29
Editado em 31/08/2019 | 09:58

A população indígena de Santa Cruz Cabrália, no sul da Bahia, foi beneficiada com os serviços gratuitos da Caravana da Justiça Social, promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), na sexta-feira (30). Essa foi a segunda caravana realizada em território indígena nesta semana, de um total de quatro edições do mutirão, que atendeu mais de 4,5 mil pessoas.

A população marcou presença na Escola Indígena da Aldeia Coroa Vermelha em busca dos serviços do mutirão, que envolvem desde a emissão de documentos até a realização de exame de DNA. A juventude também aproveitou a oportunidade e emitiu o ID Jovem, documento que garante gratuidade e meia entradas em eventos culturais e viagens, por exemplo.

A Caravana disponibilizou a emissão gratuita de documentos como RG, CPF, Carteira de Trabalho e certidões de Nascimento, Casamento e Óbito. “Essa Caravana da Justiça Social é fruto de uma articulação dos povos indígenas que começou no Acampamento dos Povos Indígenas da Bahia, em Salvador. Esses benefícios que estão aqui hoje são muito importantes. A SJDHDS é uma parceira de primeira hora”, afirmou o cacique Aruã Pataxó.

A realização das caravanas em territórios indígenas é mais uma demanda dos povos tradicionais atendida pela SJDHDS. A secretaria promove uma série de ações e articulações com os diferentes povos indígenas da Bahia, com o objetivo de garantir a segurança, a integridade e, principalmente, o direito à terra, cuja demarcação é de responsabilidade do governo federal. 

O secretário da SJDHDS, Carlos Martins, visitou o local acompanhado do superintendente de Direitos Humanos, Jones Carvalho, e do coordenador de Políticas para os Povos Indígenas, Jerry Matalauwê. “Eu fiz questão de estar aqui na Aldeia Coroa Vermelha para ver o trabalho da nossa equipe e o atendimento. Tenho certeza que as pessoas que precisam dos nossos serviços sairão daqui satisfeitos. Esse é um compromisso do nosso governo, por meio da SJDHDS, de garantir cidadania e justiça social para todos os baianos, sem exceção”, disse Martins.

Em um roteiro de oito dias, a Caravana da Justiça Social passou por quatro municípios do sul do estado: Ubaitaba, seguido de Camacã, Pau Brasil e, por fim, Cabrália. A iniciativa é realizada em parceria com as prefeituras municipais, Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público da Bahia (MPBA), Tribunal de Justiça do Estado (TJBA), Defensoria Pública da Bahia (DPE), entre outros órgãos.

 

Agricultores recebem mudas frutíferas e títulos de terra durante seminário em Camacã

Domingos Matos, 31/08/2019 | 16:32

O seminário 'Parceria Mais Forte – Governo do Estado, Prefeituras e Sociedade Civil juntos pela Agricultura Familiar' chegou ao Território Litoral Sul na sexta-feira (30). Durante o evento, realizado no município de Camacã, foram entregues 7,5 mil mudas frutíferas e essências florestais, beneficiando e estimulando a produção de 45 famílias de agricultores familiares, além de 28 títulos de terra do programa Bahia Mais Forte Terra Legal.

Estiveram reunidos representantes dos 11 municípios que compõem o Consócio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA), com seus gestores municipais, prefeitos e prefeitas, secretários de agricultura, e também agricultores e agricultoras familiares. Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), o seminário está sendo realizado em todos os Territórios de Identidade da Bahia, com o objetivo de discutir com gestores públicos e a sociedade civil iniciativas para impulsionar a agricultura familiar baiana.

Em Camaçã, o secretário da SDR, Josias Gomes, destacou que o seminário chega para aproximar ainda mais as prefeituras do Governo do Estado. “Queremos mostrar aos prefeitos que se eles ajudarem, se incorporarem nesse nosso propósito de dinamizar a agricultura familiar, o resultado será muito melhor. Aqui, a produtividade do cacau gira em torno de nove arrobas por hectare, com uma renda para a região de pouco mais de R$ 15 milhões por ano. Nós temos condições de aumentar a produtividade para 40 arrobas por hectare e a renda para 54 milhões, proporcionando uma dinamização importantíssima na economia regional”, afirmou. 

As entregas das mudas foram realizadas pela Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), vinculada à SDR. Durante o evento, a secretaria também entregou os títulos de terra, por meio da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), no âmbito do Projeto Bahia Mais Forte Terra Legal. O documento permite que o agricultor acesse financiamento junto a instituições financeiras e outras políticas públicas que viabilizam melhorias na produção, aquisição de insumos ou outros investimentos, além da aquisição de bens duráveis.

O agricultor Gileno Brito Queiroz ficou satisfeito em receber as mudas e o título. “Essa é uma grande alegria para mim e pra meus colegas, porque a gente tinha a terra, mas não tinha o documento. Mas agora tenho o documento da minha terra e posso dizer que ela é minha. Além disso, essas mudas vão melhorar a produção na nossa roça”. 

Por meio do Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), estão sendo investidos mais de R$ 1,6 milhão no município de Camacã, beneficiando 125 famílias de agricultores familiares da Associação de Desenvolvimento Rural Sustentável da Aldeia Panelão (Adersap), com casa de farinha, e a Cooperativa de Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Familiar do Sul da Bahia, com a reforma da unidade de beneficiamento de pescados com equipamentos.

 

 

Decretada prisão de homem suspeito de matar adolescente de 16 anos

Domingos Matos, 29/08/2019 | 18:32

O homem suspeito de matar a companheira de 16 anos, no bairro de São Cristóvão, em Salvador, teve a prisão temporária decretada. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (29).

André de Souza Santana, de 32 anos, possuía uma relacionamento com Gislane Luiza Herval Cerqueira. A adolescente, que foi estrangulada, havia terminado o namoro com o suspeito há 20 dias.

Por causa do mandado de prisão emitido, André de Souza Santana é considerado foragido.

O corpo da mulher foi encontrado em imóvel da Avenida Aliomar Baleeiro. No dia do crime, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionada, mas Gislane já estava sem vida. Ela foi enterrada na tarde desta terça-feira (27).

Emocionado, o pai da adolescente disse que espera justiça.

"O único pedido que a gente faz é o pedido de justiça, para que esse crime não fique impune. Minha filha jovem, 16 anos, teve a vida esfacelada por um indivíduo bruto e cruel. Covarde"

O crime é investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), informou a Polícia Civil. (Com informações do G1)

 

Acusado de matar criança em Gandu é morto em confronto com a polícia em Aracaju

Domingos Matos, 26/08/2019 | 08:03
Editado em 26/08/2019 | 08:21

O traficante Manoel Paulo Laurentino dos Santos, o 'Paulão', acusado das mortes do pequeno Lucas, de 9 anos, e de um adolescente de 16, em julho desse ano, em Gandu, no sul da Bahia, acabou morrendo durante confronto com a polícia, na tarde do último sábado (24), após ser localizada enquanto passeava na cidade de Aracaju, em Sergipe.

A operação integrada entre as Secretarias da Segurança Pública da Bahia e de Pernambuco revelou que Paulão estava escondido em um imóvel alugado, na praia de Atalaia, e dirigia um veículo blindado. 

Segundo a polícia, Paulo liderava uma quadrilha responsável pelo tráfico de entorpecentes nas cidades de Presidente Tancredo Neves, Teolândia, Wenceslau Guimarães, Gandu, Ubaitaba e Ibirapitanga. O acusado era investigado, ainda, por diversos homicídios, incluindo o assassinato dos jovens e também de Romildo Domingos da Silva, carcereiro da Delegacia de Gandu.

Paulão tinha mandado de prisão em aberto e resistiu à abordagem policial, atirando contra às equipes. No confronto, ele foi atingido, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Com o traficante foram encontrados um revólver calibre 38, além de munições.

A operação batizada de 'O Iluminado' contou com a participação da Superintendência de Inteligência da SSP, Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da 60ª Companhia Independente  de Polícia Militar (CIPM/Gandu), do Comando de Operações Policiais Militares (COPPM), do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Valença), da Polícia Federal e da Polícia Militar de Pernambuco. 

Estados nordestinos definem lista de compras conjunta para a Educação

Domingos Matos, 24/08/2019 | 09:16

Ventiladores, ar-condicionados, mobiliário escolar, kits escolares e livros para acervo de bibliotecas são alguns dos itens que poderão ser comprados, conjuntamente, entre os estados nordestinos. A lista dos insumos e serviços foi definida pela Câmara Técnica Permanente de Compras e Licitações, formada por representantes das secretarias de Educação dos nove estados nordestinos, como um desdobramento do encontro realizado na quinta (22) e sexta-feira (23), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador.

O resultado do trabalho será apresentado aos secretários estaduais de Educação e ao Consórcio Nordeste, formado pelos governadores dos estados. Espera-se, com isto, a redução de custos e otimização de recursos.

Com participação de representantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE), da Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e da Secretaria Executiva do Consórcio Nordeste, a Câmara Técnica também discutiu as bases administrativas e jurídicas para as compras e licitações e a consolidação dos termos de referência de registro de preços. Dentre outras questões, será formatada uma planilha com levantamento e planejamento de aquisição para o período de um ano.

A diretora-geral da Secretaria da Educação da Bahia, Roberta Santana, explicou sobre os próximos passos. “Saímos deste encontro com alguns encaminhamentos, a exemplo do fechamento da ata da reunião com o levantamento de quantitativo. A nossa proposta é pautar os secretários do Nordeste sobre a validação do trabalho para avançarmos para a fase de conclusão e contratação dos insumos que foram, efetivamente, priorizados com base nas estratégias do Nordeste”, afirmou.

O representante do Estado do Ceará, Eugênio Queiroz, fez um balanço positivo da atividade. “O encontro foi muito produtivo. Levamos para os nossos estados uma expectativa no sentido de fazer um levantamento, junto às áreas técnicas dos equipamentos, das aquisições para, no próximo encontro, já estarmos com este material pronto e iniciarmos as atas de aquisições”, disse. 

 

Acusado de estuprar e atropelar empresária afirma que replicou cenas de videogame

Domingos Matos, 23/08/2019 | 09:12

Rafael Almeida Schettini, 19 anos, foi preso por policiais do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Porto Seguro, na noite de quarta-feira (21), momentos após sequestrar, espancar, estuprar e tentar matar uma mulher, crimes ocorridos horas antes da prisão. O agressor alegou replicar um videogame.

A vítima foi encontrada, muito machucada, numa estrada deserta, por um homem que prestou socorro e comunicou a situação a uma guarnição da PM. “Imediatamente montamos um cerco na BR 367, na saída de Porto Seguro e conseguimos capturá-lo ainda com o veículo da vítima”, explicou o comandante do 8º BPM, tenente-coronel Anacleto França.

Ainda hospitalizada, a mulher relatou que estava no centro da cidade, dentro do carro, em frente a uma agência bancária, quando Rafael entrou pela porta de trás, exigindo dinheiro. Ela fez uma transferência de R$600 para a conta do criminoso, através de um aplicativo de celular, mas, ainda assim, o acusado levou a vítima para um lugar deserto, cometeu estupro e tentou matá-la com golpes, utilizando o macaco hidráulico do carro. Ele ainda tentou enforcá-la e, na fuga, ainda a atropelou diversas vezes.

No depoimento, o acusado alegou repetir os acontecimentos de um videogame. Ele foi encaminhado para audiência de custódia e já seguiu para a penitenciária.

“Se outras mulheres reconhecerem o criminoso, solicitamos que procurem a delegacia para registrarem a denúncia”, disse o delegado Moisés Nunes Damasceno, titular da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Eunápolis).

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.