Tag: matar

Avô é preso suspeito de mandar matar o neto por ciúme da companheira da vítima

Domingos Matos, 12/04/2019 | 14:39

Um homem foi preso na quinta-feira (11), suspeito de mandar matar o neto dele, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, Antônio Dionísio Correia dos Santos cometeu o crime porque tinha ciúme da companheira da vítima, por quem é apaixonado.

O assassinato, segundo a polícia, ocorreu no dia 22 de julho do ano passado. Leandro dos Santos Adorno, de 27 anos, foi atacado a tiros, dentro de uma fazenda, no povoado Pedra Canoa, que fica no distrito de Ipuaçu, zona rural do município.

Além do avô da vítima, dois suspeitos de cometerem o crime também foram presos na quinta-feira. Os homens foram identificados como Wilson Santos Rodrigues, vulgo "Parrudo", e Leandro dos Santos Vasconcelos, o "Léo".

Conforme a polícia, os três suspeitos tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos após investigações. Outros envolvidos no caso são procurados. Contudo, a polícia não divulgou quantos são e nem quais a identidade deles.

Ainda de acordo com a polícia, os presos foram encaminhados para o Presídio Regional de Feira de Santana, onde permanecem à disposição da Justiça. (Com informações do G1)

 

Suspeito de matar filha de 11 anos que foi defender a mãe é achado morto na Bahia

Domingos Matos, 11/04/2019 | 17:39

O homem suspeito de matar a tiros a filha de 11 anos que foi defender a mãe, durante uma discussão entre o casal, em Muritiba, no recôncavo da Bahia, foi achado morto na noite de quarta-feira (10), em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador.

Michele Magalhães Rodrigues foi morta na noite de domingo (7), no povoado de São José de Itaporan. O outro filho do casal, de cinco anos, também foi atingido pelos disparos, mas sobreviveu.

Após o crime, Lucival de Oliveira Rodrigues, conhecido como "Buti da Rifa" fugiu do local.

De acordo com a SSP-BA, Lucival, que até então era considerado foragido, foi encontrado morto em um condomínio no bairro Caji. Segundo a polícia, a principal suspeita é de que ele tenha cometido suicídio.

Segundo a SSP-BA, equipes da Delegacia Territorial de Muritiba, que apura a morte da criança, receberam a informação de que o homem estava escondido em Lauro de Freitas. Policiais foram até o local mas, ao chegarem, encontraram Lucival morto. (Com informações do G1)

Babau denuncia ameaça de morte e pede proteção à família

Domingos Matos, 11/02/2019 | 13:21
Editado em 11/02/2019 | 16:21

Um dos principais líderes indígenas do país, Rosivaldo Ferreira da Silva, o cacique Babau, 44, dos tupinambás de Olivença (BA), pediu ao Governo da Bahia e ao Ministério Público Federal proteção para sua família, após ter recebido informações sobre um suposto plano de assassinatos no sul da Bahia, informa Rubens Valente, da Folha.

Babau é líder na Terra Indígena Tupinambá, de 47 mil hectares, localizada entre os municípios de Ilhéus, Una e Buerarema, na qual vivem mais de 4.600 indígenas.

A terra já foi identificada e delimitada pela Funai (Fundação Nacional do Índio) há dez anos, mas seu processo de demarcação está parado desde 2016 à espera da etapa seguinte (e uma das últimas), a publicação da portaria declaratória pelo Ministério da Justiça.

Segundo Babau, a informação sobre assassinatos chegou a ele no final de janeiro. De acordo com uma fonte dos índios, reuniões em Itabuna (BA) entre fazendeiros e policiais civis e militares discutiram uma forma de incriminar falsamente índios com o tráfico de drogas e inventar uma troca de tiros para matar três irmãos de Babau e duas sobrinhas.

Segundo o plano, os índios seriam parados em uma blitz de trânsito, e drogas e armas seriam “plantadas” nos carros e divulgadas a emissoras de rádio e TV da região. O relato detalhado sobre a rotina dos indígenas convenceu Babau da veracidade das informações.

“O que [a fonte] relatou é que agora é só uma cúpula de fazendeiros, bem pequena, com alguns membros políticos com pessoas ligadas à Polícia Militar e Polícia Civil e foi discutido como fazer para tomar o território tupinambá da mãos dos índios e voltar para a mão deles”, disse Babau à Folha, em Brasília, onde esteve para falar sobre a denúncia à PGR (Procuradoria-Geral da República), à delegação da União Europeia e ao Cimi (Conselho Indigenista Missionário), braço da Igreja Católica.

Bahia inaugura laboratório de certificação de placas fotovoltaicas

Domingos Matos, 30/01/2019 | 14:20

Estado que ocupa a primeira colocação no ranking de geração de energia solar, a Bahia passou a contar com um Laboratório de Certificação de Placas Fotovoltaicas (Labsolar), na manhã de terça-feira (29). Primeiro do tipo a ser instalado no eixo Norte/Nordeste, o equipamento fica nas dependências do Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, e recebeu R$4 milhões em investimentos. 

"Estudos que fizemos apontam que a Bahia tem o potencial de produzir, em energia fotovoltaica, o equivalente a mais da metade de toda a geração de energia de todas as fontes que o Brasil possui, atualmente. Precisamos agregar atores a essa cadeia produtiva e essa entrega de hoje é um bom exemplo disso", destaca o titular da Secretaria de Infraestrutura de Transporte, Energia e Comunicação do Estado (Seinfra).

Resultado dos esforços conjuntos da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), que cedeu o espaço; da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba), que aplicou os recursos; e da Universidade Federal da Bahia (Ufba), que entrou com o capital intelectual e fará a coordenação do espaço; o Labsolar é uma estrutura que permite a verificação e qualificação de placas e células fotovoltaicas, por meio de testes climáticos, mecânicos e elétricos, bem como calibração de sensores e testes de luz. 

Trata-se, portanto, de um potente instrumento de desenvolvimento do setor de energias renováveis, no território estadual e em todo o Nordeste, região que detém os maiores níveis de radiação solar do país. "A Bahia é destaque na geração de energias limpas, tendo a solar registrado constante crescimento, e o Labsolar vem para arrematar isso e fortalecer ainda mais o estado como potência na área", avalia o gestor da Secti, Rodrigo Hita.

De acordo com o gerente do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Coelba, José Antônio Brito, "a ideia de investir em iniciativas como o Labsolar está relacionada à política da empresa de apoiar ações que preservem o meio ambiente e contribuam para a inserção da fonte de energia renovável na matriz energética nacional". 

Acusado de matar a mulher em Itamaraju no banco dos réus

Domingos Matos, 30/01/2019 | 11:01

Está sendo julgado nesta quarta-feira (30), no Fórum de Itamaraju, Valdeir de Souza (foto), acusado de espancar e matar a ex-mulher, Aparecida Teles de Almeida, que não resistiu aos ferimentos e morreu cinco dias após, no Hospital Geral daquela cidade. O réu está preso desde janeiro de 2018.

Valdeir responde pelo crime de feminicídio, com motivação fútil. Além disso, o acusado não permitiu a defesa da vítima. A previsão é de que o júri popular se estenda até a madrugada de quinta-feira (31).

O crime

Segundo os autos, a vítima, Aparecida Teles, deu entrada no Hospital Geral de Itamaraju no dia 17 de janeiro de 2018, uma quarta-feira, após sofrer mais um ataque do ex-marido, Valdeir de Souza. Aparecida tinha uma medida protetiva ao seu favor, mas nem isso foi capaz de afastar o acusado da ex-mulher. A vítima era cunhada de Jota Neto, comunicador e um dos líderes do Partido dos Trabalhadores em Itamaraju.

Aparecida sofreu traumatismo craniano, causado pelas agressões. Ela morreu no início do dia 22 de janeiro de 2018. Valdeir, considerado um homem violento, já havia espancado a vítima outras vezes, de acordo com testemunhas.

 

Mãe acusada de matar, esquartejar e enterrar o filho recém-nascido em Itabuna é presa novamente

Domingos Matos, 31/08/2018 | 16:10
Editado em 01/09/2018 | 14:22

O promotor titular da Vara do Júri de Itabuna recorreu da decisão da audiência de custódia e a suspeita de matar e esquartejar o próprio filho recém-nascido voltou para a prisão, três dias após ganhar liberdade.

Rosemare de Oliveira, de 39 anos, foi solta na segunda-feira (27) e foi presa, novamente, na quinta (30), após a Justiça decretar a prisão preventiva dela. A mulher já foi encaminhada para o Conjunto Penal de Itabuna.

A acusada foi submetida a exame de sanidade mental na última quarta-feira (29). A previsão é de que o resultado saia num prazo de 10 dias. Se ficar comprovado que a suspeita sofre de transtornos mentais, ela será levada para um hospital de custódia, em Salvador. Caso contrário, vai continuar respondendo pelo crime de infanticídio, mas permanecerá presa numa cela comum.

O caso

Rosemare de Oliveira foi presa no último sábado (25), logo após o sumiço do bebê, de apenas um mês. A criança foi esquartejada e queimada, antes de ser enterrada num matagal nas imediações da Volta da Cobra, próximo ao Hospital de Base.

Na delegacia, a Rosemare confessou tudo, mas negou que matou o filho. Segundo ela, quando fez isso, a criança já estava morta. A suspeita relatou que o recém-nascido começou a passar mal e, a caminho do hospital, teria morrido.

Ainda de acordo com Rosemare, ela teria ficado com medo da reação da família e resolveu enterrar o corpo.

 

 

Detran da Bahia libera 600 carros e motos para leilão por preços baixos

Lances começam na internet e opções de motos ocupam maior parte dos lotes

Domingos Matos, 21/08/2018 | 14:40
Editado em 24/08/2018 | 16:54

Para abrir as portas dos pátios, três leilões no Estado da Bahia apresentam cerca de 600 veículos, entre carros, motos e automóveis para reaproveitamento de peças. A lista traz os modelos que foram apreendidos pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da Bahia e que, agora, podem ir para as mãos de novos proprietários. Os lotes já estão recebendo lances na BRbid no site http://bit.ly/leiloesbahia . Os leilões presenciais estão marcados para as próximas sexta (24) e segunda-feira (27), em Feira de Santana e Teixeira de Freitas, respectivamente. 

Uma moto do modelo Honda Pop 100 tem lance inicial por R$ 403 e está na lista dos veículos no leilão de Feira de Santana. Por lá também é possível disputar a propriedade de uma moto importada Suzuki EN 125 com a primeira martelada por R$ 209. Na internet a disputa já começou e o pregão presencial será no auditório do Hotel Caju de Ouro, na avenida Presidente Dutra, 3300, no bairro Santa Mônica.

Em Teixeira de Freitas, dá para tentar arrematar carros nacionais como um Volkswagen Gol 1.0 com lance inicial por R$ 2.948. Na cidade, o leilão presencial será no auditório do Espaço D Cerimonial, na avenida Santa Isabel, 655, no bairro Monte Castelo. Nas duas cidades, também é possível adquirir sucata de automóveis e motocicletas para o reaproveitamento de peças ou outras destinações. Todos os pregões presenciais serão comandados pelo leiloeiro Oscar de Menezes.

As fotos dos 600 veículos disponíveis podem ser visualizadas, juntas com outras informações, no site www.brbid.com.br . Para tirar dúvidas sobre como funciona um leilão, avaliar vantagens e conferir dicas sobre essa modalidade de compra, o arrematante pode acessar o blog blog.brbid.com.

A fama efêmera

Domingos Matos, 01/03/2018 | 08:05

Walmir Rosário

No regime democrático de direito costumamos a ver de tudo, das experiências científicas capazes de mudar o mundo para melhor aos experimentos empíricos sem qualquer valor, do mais sério ao simplesmente ridículo. Todos os que querem podem ter os seus cinco minutos de fama, efêmera, é verdade, mas os sujeitos conseguem aparecer, mesmo de forma negativa, do burlesco ao grotesco.

A qualquer notícia sobre determinado fato governamental – pelos entes governamentais – aparecem logo essas figuras que poderiam ser consideradas excêntricas, mas que se tornam despropositadas, insensatas, incoerentes. Agora, então, com o anúncio da intervenção na segurança do Rio de Janeiro, estão chegando aos montes. E o pior, ainda encontram guarida em determinados órgãos de imprensa apesar das asneiras que falam.

Na grande maioria das vezes, essas pessoas são formadas nas melhores faculdades, foram aprovadas em concurso público nacional ou estadual e ocupam cargos de relevância em instituições como o Ministério Público ou Defensorias. Também assim agem os expertos dirigentes de organizações não governamentais (que se alimentam do dinheiro público) e propalam serem defensores dos direitos humanos…

Direitos humanos de pessoas que se encontram fora da lei, os conhecidos bandidos que hoje aterrorizam a sociedade brasileira. Já essa parcela de pessoas de bem que não tem seus direitos respeitados estão fora dessa seleta lista. Estes não têm o direito de ir e vir, vivem trancados em suas casas, são assaltados ao pisar nas ruas, têm seus bens tomados de assalto, e mesmo que não esbocem qualquer reação são assassinados de forma fria e covarde.

No ridículo entender dessas pessoas, os policiais estão impedidos puxar sua arma e disparar um tiro em qualquer desses bandidos fortemente armados, e só podem agir assim no caso de só e somente só, de que tenham sido antes alvejados. Do contrário, serão processados na forma da lei e responderão criminalmente por ter alvejado e matado um bandido durante a defesa da sociedade.

Ainda bem que felizmente esse número de pessoas é inexpressivo e não expressa a vontade e a representatividade dessas instituições, criadas para defender o cumprimento da lei, a ação do Estado e de algumas categorias tidas como indefensas. Não dá para compreender o motivo de que para essas pessoas a vida de um policial, de um cidadão de bem vale mais do que a de quem manifesta o desejo e assume a manifesta vontade de roubar, traficar e matar.

De maneira deliberada, invertem-se os papéis: defendem os quais devem denunciar e denunciam os que atuam com a representação do Estado em defesa da sociedade, diga-se de passagem, cada vez mais desprotegida. Se essas pessoas somente se limitassem a falar, a expor suas ideologias, tudo bem, seria irrelevante, mas não se contentam com isso, denunciam os agentes da lei em processos escabrosos.

Não tenho a menor ideia do entendimento dessas pessoas em reverter a vontade da lei, desconhecer a filologia que estudou e interpretou os textos legais durante sua concepção, edição, apreciação e aprovação. A filologia é uma ciência reconhecida em todo o mundo para o estudo da língua expressada nos textos escritos, com a finalidade de não deixá-los dúbios e manter fielmente o espírito do que se queria dizer quando foram criados.

Por falar em espírito das leis, basta recorrer ao pensador, filósofo e magistrado Montesquieu (Charles-Louis de Secondat), na sua obra, “Do Espírito das Leis”, reconhecida e estudada em todo o mundo. Como um iluminista que foi, dissecou o papel dos regimes: tirania, monarquia e democracia, com seus fundamentos, respectivamente no medo, na honra e na virtude.

No livro décimo – Das leis em sua relação com a força ofensiva –, capítulo I, encontramos anotado: “A vida dos estados é como a dos homens; estes têm o direito de matar em caso da defesa natural; aqueles têm o direito de fazer a guerra para a sua própria conservação. No caso da defesa natural, tenho o direito de matar porque a vida me pertence, como a vida do que me ataca lhe pertence; do mesmo modo, um Estado faz a guerra porque sua conservação é justa como qualquer outra conservação”.

Na repreensão ao crime, como ocorre no Rio de Janeiro, onde políticos corruptos fizeram e ainda fazem pacto com os bandidos, a defesa da sociedade não deixa de ser uma guerra. E nessa guerra, as quadrilhas possuem as melhores armas e munições, as melhores localizações e subjugam toda a sociedade do entorno através do poder do medo e do dinheiro sujo das drogas e dos assaltos.

Na visão caolha de algumas desses pseudos defensores dos diretos humanos exclusivos dos bandidos, o se deparar com um criminoso com um fuzil ou uma metralhadora, o policial deve agir tal e qual como nos filmes de bang bang americanos e italianos. Antes de atirar, terá de dar o famoso grito de guerra: saque a arma! Para morrer não precisa tanto sacrifício.

Pelo que me parece, essas pessoas do contra são como alguns dos meus amigos de infância do bairro da Conceição, em Itabuna, que iam ao cinema somente para torcer pelos bandidos, com a única finalidade de nos contrariar. Entrava domingo e saía domingo nos filmes do cines Itabuna, Marabá, Catalunha, Plaza e Oásis, e eles sempre levavam a pior. Simples, o crime não pode compensar!

____________

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado

Plano do setor cacaueiro visa aumentar produção e diminuir dependência do mercado externo

Medidas que vão permitir a revitalização estão previstas em relatório do GT da nova Ceplac

Domingos Matos, 07/10/2017 | 12:33
Editado em 07/10/2017 | 12:36

Com maior apoio aos cacauicultores, reestruturação institucional do Departamento da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e investimentos por meio de crédito rural, entre outras medidas de incentivo, o governo trabalha para revitalizar a economia cacaueira, no prazo de cinco anos. A expectativa é de que a produção de amêndoas no Brasil seja ampliada em até 50%, atingindo 300 mil toneladas anuais.

A meta faz parte do Plano de Crescimento Sustentável da cadeia produtiva do cacau proposta pelo Grupo de Trabalho (GT) da Ceplac, que discute a nova configuração do departamento no âmbito da Secretaria Executiva do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Portaria que trata do assunto foi editada pelo ministro da Agricultura em exercício, Eumar Roberto Novacki, no Diário Oficial da União (DOU) no último dia 2.

“A sinalização de que o grupo está no caminho certo em prol da Ceplac e do cacauicultor foi a aprovação das medidas e a publicação da portaria”, disse Jair Marques, coordenador do GT-Ceplac. “Outro indicativo de que o grupo tem muito a contribuir, é a determinação de contratar, por meio de edital, consultoria especializada para formatar novo modelo organizacional da Ceplac com colaboração do IICA”, afirmou o coordenador.

Mantido pela Ceplac nos estados da Bahia, Pará e Rondônia, o maior Banco Ativo de Germoplasma (BAC) de cacau do mundo também foi contemplado pelo relatório com indicação de estudo da situação atual de seu acervo. O banco possui mais de 4.500 acessos com 70 mil plantas, configurando o mais importante do setor.

De acordo com o diretor da Ceplac, Juvenal Maynart, o apoio à cacauicultura deverá manter a qualidade dessa produção, principalmente nos biomas amazônico e da Mata Atlântica. “As medidas de apoio à cadeia produtiva são fundamentais, pois ajudarão no melhoramento e aumento da produção do cacau”, enfatizou.

A cultura do cacau gera mais de 70 mil empregos diretos e em torno de 5 mil indiretos. O PIB da cadeia produtiva do cacau e do chocolate gira em torno de R$ 15 bilhões de reais.

Em 2017, o país deverá importar 60 mil toneladas de amêndoas e o grande desafio do setor é deixar de ser importador de amêndoas africanas para melhor atender a indústria nacional.

(Fonte: MAPA)

Sindicatos, movimentos sociais e partidos de esquerda farão ato pró-Lula em Itabuna

Domingos Matos, 18/07/2017 | 22:47

Movimentos sociais, sindicatos e partidos de esquerda estão programando, em todo país, um ato na próxima quinta-feira (20), em defesa do ex-presidente Lula. Em Itabuna. A caminhada ocorrerá na avenida do Cinquentenário, com início no Jardim do Ó, às 15 horas. O ex-deputado Geraldo Simões está empenhado em mobilizar a militância e comunidade para a atividade e faz o convite em sua página no Facebook:

"Querem parar o Lula. Querem calar o homem que ajudou a milhões de brasileiros, com políticas que mataram a fome do pobre, que deu dignidade ao povo e fez o Brasil ser respeitado como nunca foi. Hoje o Brasil está entregue a quem não tem compromisso com os trabalhadores e com o povo. Nessa quinta-feira, dia 20, vamos pras ruas em todo o país, lutar por democracia, contra as reformas de Temer e contra a perseguição política a Lula. Em Itabuna, nossa caminhada será na avenida do Cinquentenário, saindo do Jardim do Ó, às 15 horas. Participe conosco! Essa luta é de todos! #LulaInocente".

Ceplac, UFSB e Uesc debatem na Serin a implantação das redes GigaSul e RNP

Domingos Matos, 14/01/2017 | 09:40

O secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin), recebeu em audiência os dirigentes da Ceplac, Juvenal Maynart Cunha, - diretor-geral -, e Jackson Moreira, assessor da área administrativa; o reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Naomar Almeida; o ex-secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto; o pró-reitor de extensão da Uesc, Alessandro Fernandes de Santana; e o professor da mesma instituição, Gesil Sampaio Amarante Segundo.

O objetivo da reunião foi debater a implantação pelo Estado – via Secretaria de Ciência e Tecnologia – da plataforma digital GigaSul, uma internet de alta velocidade, e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI) do governo federal.

“Essa rede veloz de internet beneficiará instituições de ensino e de pesquisa localizadas nos municípios de Ilhéus, Itabuna e Uruçuca, a exemplo da Ceplac, UESC, UFSB, IFs Bahia e Baiano, além do Hospital Regional de Ilhéus e as prefeituras da região” destaca o dirigente da Ceplac.

O secretário Josias Gomes se comprometeu a realizar uma reunião com técnicos de TI das secretarias de Educação, Segurança Pública e Saúde, além da própria SECTI, para formatar uma proposta a ser encaminhada ao governador Rui Costa.

“Trata-se de um grande avanço na prestação de serviços públicos em rede, o que vai ao encontro do que nosso governo já tem realizado. Mas esse é um campo muito vasto e podemos avançar em soluções para atender às demandas da sociedade baiana”, afirma Josias Gomes.

Jornal diz que Augusto Castro compra candidatos a vereador

Domingos Matos, 10/04/2016 | 11:51

As eleições desse ano estão cada vez mais estranhas. Em um momento em que o Brasil espera algo de bom da cruzada que muitos acreditam ser em nome da moralidade na política, eis que os próprios inquisidores são pegos fazendo o que condenam. Pelo menos isso é o que se vê em diversas atitudes, desde os grandes líderes nacionais do golpe - aécios, jucás etc - até os coadjuvantes regionais, como o deputado estadual Augusto Castro (PSDB). O jornal A Região - que tem sido parceiro de Castro nos últimos meses - diz que o parlamentar baiano está derramando dinheiro na compra de pré-candidatos a vereador.

Segundo a publicação, o deputado, que é pré-candidato a prefeito de Itabuna, tenta com seus milhões tanto formatar uma chapa proporcional competitiva em seu partido - e que consiga ajudar na majoritária - quanto desestruturar os concorrentes. O PMDB seria um alvo, mas outros partidos também estariam sendo vítimas do bazar de Augusto Castro.

Mas, para além da simples compra e venda de candidatos, o que já seria condenável, um outro aspecto se sobressai, a partir da denúncia de A Região. Muitos dos comprados vem de partidos em que o próprio Castro tem grande interesse, como é o caso do PMDB. Todos lembram, há uma semana, o partido foi envolvido em um processo de desmonte de sua chapa majoritária, com a filiação do juiz aposentado Marcos Bandeira visando uma composição com o próprio Augusto Castro, numa articulação com o colega de Assembleia Pedro Tavares (PMDB).

Ou seja, repete o modo pelo qual sempre operou: destruir o que pretende conquistar. Que o digam os ex-prefeitos Capitão Azevedo e Fernando Gomes, que se queixam das investidas judiciais de Castro, com a intenção de torná-los inelegíveis para que sejam obrigados a hipotecar-lhe apoio em nome da "união das direitas".

É da sua natureza.

SSP abre investigação sobre ameaça de morte a Jaques Wagner e Lídice da Mata

Domingos Matos, 06/01/2012 | 19:41
Editado em 06/01/2012 | 19:43

O secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, determinou a abertura de investigação sobre o que seria um plano para matar o governador Jaques Wagner e a senadora Lídice da Mata (PSB).

O secretário recebeu ligação da senadora Lídice na manhã desta sexta-feira (6) informando que recebeu email detalhando a ameaça de morte. A mensagem é de homem que teria descoberto esquema para matar a parlamentar e o governador Jaques Wagner.

Segundo a denúncia, um ex-policial baiano que atualmente no Mato Grosso do Sul estaria sendo pago para executar a ação e matar os políticos. Logo depois, a mensagem sobre a ameaça foi encaminhada para a Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública. Ainda não há delegado específico designado para o caso.

A Polícia Militar negou em nota que a pessoa citada na denúncia como autor das ameaças tenha feito parte da corporação. "Não se trata de policial militar da Bahia", diz o texto. O nome do suposto ex-PM não foi divulgado. (Com informações do Correio da Bahia).

Mulher é assassinada após filho matar cigano em Acajutiba

Domingos Matos, 25/12/2011 | 22:33
Editado em 25/12/2011 | 22:34

Uma mulher de 77 anos foi assassinada com vários tiros no quintal da casa de seu filho. O crime aconteceu por volta das 6 horas deste domingo (25), no município de Acajutiba.

Segundo a polícia, a vítima era mãe de um homem de 28 anos acusado de cigano na noite de sábado (24).

De acordo com testemunhas, os autores do crime desta manhã eram ciganos e chegaram em três carros.

Os policiais acreditam que eles sejam parentes do cigano que foi assassinado, mas ainda não identificaram os suspeitos.

A polícia apurou que o cigano se envolveu em briga com o homem de 28 anos na noite de sábado.

Após esfaqueá-lo, foi morto a tiros. O rival foi socorrido e levado para o hospital, em Alagoinhas, onde permanece internado, com escolta policial. Seu quadro de saúde é estável. (Com informações do G1).

 

Presa dupla que matou menina de doze anos

Domingos Matos, 28/09/2011 | 18:24
Editado em 28/09/2011 | 18:40

assassinos

Tiago dos Santos de Jesus Macedo, 20 anos, e Rafael Tavares Neto, o “Rafa”, 24, foram presos, na terça-feira (27), acusados de terem executado a adolescente de 12 anos, Késsia de Jesus Santos, morta com um tiro no mês passado, no bairro Irmã Dulce, em Santo Antônio de Jesus. A arma utilizada no crime foi apreendida pela equipe da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) – Santo Antônio de Jesus.

A polícia apurou que o irmão de Késsia, de prenome “Giovane”, e o primo, conhecido como “Piu”, tiveram uma briga com Tiago há cerca de três meses. No dia do crime, Tiago e “Rafa” foram até uma festa na Rua do Calabare, onde a família de Késsia reside, e, quando voltavam para casa, encontraram “Piu” no caminho, que teria sacado uma arma e atirado contra os dois.

Na troca de tiros, Késsia foi alvejada por Tiago com um tiro na barriga e morreu. O homicida disse não ter tido intenção de matar a menina, mas a família da vítima alega que depois de trocar tiros com “Piu”, Tiago voltou até o fim da rua e atirou em Késsia.

Segundo o coordenador regional, delegado Edílson Campos de Magalhães. O revólver de calibre 32, usado para matar a garota, estava escondido na casa de “Rafa”, que também admitiu ter participado do crime. A dupla segue custodiada na carceragem da coordenadoria à disposição da Justiça.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.