CMVI

Tag: onibus

Greve Geral: Itabuna tem manifestações no Centro

Populares relatam que manifestantes furaram pneus de ônibus do transporte público

Domingos Matos, 14/06/2019 | 11:25
Editado em 14/06/2019 | 11:27

Apesar da baixa adesão dos trabalhadores do setor privado em Itabuna, atos públicos das centrais sindicais, partidos e coletivos de esquerda que apoiam a Greve Geral estão conseguindo dar sentido de paralisação dos serviços públicos, como bancos e escolas, e forçando outros setores, como o trasporte urbano - concessão pública -, a paralisarem as atividades.

Os atos estão concentrados no centro da cidade, especialmente na praça Adami e na praça Camacan. Há relatos de pneus de ônibus furados na praça Camacan, coração do sistema viário do transporte coletivo. A paralisação dos bancários também ajuda a aumentar a sensação de movimento paredista e deve interferir na vida dos cidadãos de maneira significativa.

Contra a reforma

A Greve Geral é um movimento nacional de luta contra a proposta de reforma da Previdência, que afetará a aposentadoria de milhões de brasileiros, bem como os benefícios sociais, como BPC e auxílio-doença. 

Pela proposta do governo Jair Bolsonaro, o trabalhador deverá trabalhar mais tempo - em alguns casos chegando aos 70 anos -, combinando tempo de serviço e tempo de contribuição, para ter direito à integralidade do salário.

A mesma coisa em relação aos beneficiários e pensionistas: apenas com o passar dos anos o  benefício vai sendo reajustado até atingir o valor integral do salário mínimo. 

Liminar determina que 30% da frota de ônibus esteja nas ruas durante greve de rodoviários em Itabuna

Domingos Matos, 04/06/2019 | 14:01
Editado em 04/06/2019 | 14:01

A Justiça concedeu uma liminar determinando que 30% da frota de ônibus esteja nas ruas durante a greve de rodoviários em Itabuna. A paralisação teve início na segunda-feira (3).

Conforme a liminar, a decisão deve ser cumprida pelos rodoviários entre 5h30 e 8h da manhã e entre 16h30 e 20h, que são considerados horários de pico. Nos demais horários, 20% da frota deve estar disponível.

Nesta terça-feira (4), os pontos de ônibus amanheceram lotados na cidade, por conta da pouca quantidade de veículos nas ruas, e os passageiros precisaram ter muita paciência.

Paralisação

Os rodoviários decidiram entrar em greve após assembleia geral da categoria, no dia 31 de abril.

Ao todo, 92 ônibus que deixaram de circular pelas ruas da cidade. Quatrocentos e quarenta motoristas e cobradores aderiram ao movimento. Na cidade, os coletivos costumam rodar das 3h20 até 0h40.

Os trabalhadores querem reajuste salarial de 9% e 15% no ticket-alimentação. Durante a assembleia, a categoria chegou a apresentar uma proposta inferior, solicitando um reajuste de 5% no salário e 9% nos tickets, mas, ainda assim, os patrões não aceitaram.

De acordo com a Associação das Empresas de Transportes Urbanos, os patrões fizeram uma proposta de reajuste salarial para a categoria no valor de 2%, mas os representantes dos trabalhadores eles não aceitaram. (Com informações do G1)

Vândalos que danificaram abrigos construídos por empresa de ônibus são identificados em Ilhéus 

Domingos Matos, 25/05/2019 | 16:07

Em resposta às imagens que circulam pelas redes sociais sobre o abrigo de ônibus recém construído e danificado, na Av. Lomanto Junior,  Pontal, a Superintendência Municipal de Transito, Transportes e Mobilidade (Sutram) esclarece que os novos abrigos da referida avenida e os demais localizados em frente ao Hospital Costa do Cacau (em fase de conclusão), além dos outros 14 que  estão sendo construídos, não geram ônus aos cofres públicos.

As melhorias estão sendo feitas pelas empresas concessionárias do transporte coletivo no município, com responsabilidade social e pensamento em uma Ilhéus melhor.

A Sutram informa também que, através de imagens obtidas pelas câmeras de trânsito, foram identificados os possíveis vândalos que danificaram o instrumento público de proteção às pessoas. Essas imagens serão entregues às autoridades policiais, para as devidas providencias cabíveis. A empresa que construiu o abrigo já se prontificou para corrigir o que foi danificado e fazer um reforço para dificultar futuros ataques.

A autarquia municipal de trânsito lamenta profundamente esse ataque ao equipamento público e destaca que continuará trabalhando para melhorar a mobilidade do município. E agradece às inúmeras empresas que vêm buscando voluntariamente a Prefeitura para entrar nessa corrente de trabalho, visando à melhoria da qualidade de vida em Ilhéus.

 

Protesto em Nova Ferradas: AETU pede que prefeitura interfira para que ônibus voltem a circular

Domingos Matos, 17/05/2019 | 16:10

Um protesto de moradores do bairro Nova Ferradas já dura três dias. Até ontem (16), os manifestantes já haviam retidos 19 ônibus das empresas São Miguel e Sorriso. E hoje, segundo informações de usuários do transporte coletivo, o número subiu para 22 veículos.

A população do bairro alega que o movimento é uma forma de pressionar o governo municipal a atender a antigas reivindicações, entre as quais a falta de infraestrutura, como a ausência de pavimentação nas ruas. O grande número de buracos também é motivo  de queixa por parte dos manifestantes, que ameaçam fechar a BR-415.

Com essa atitude, centenas de pessoas, moradoras daquela região, que envolve, além de Nova Ferradas, comunidades como Ferradas, Fernando Gomes, Rua de Palha e os condomínios São José, Jubiabá e Grabriela, estão sendo prejudicas pela falta de coletivo. Estudantes estão sem poder ir à escola. Para muitos trabalhadores, a alternativa tem sido os mototáxis.

Os manifestantes garantem que o protesto só acaba quando um representante da prefeitura for ao local e garantir que a reivindicações serão atendidas.  

Diante dessa situação, a Associação das Empresas de Transporte Urbano (AETU) emitiu nota de esclarecimento, informando que desde o primeiro dia do protesto, enviou ofícios para o comando da Polícia Militar de Itabuna e para a Prefeitura, solicitando condições para que as empresas de ônibus possam voltar a circular nesses bairros e também conseguir a liberação dos ônibus que estão retidos.

Incêndio destrói três ônibus no almoxarifado da prefeitura de Coaraci

Domingos Matos, 17/05/2019 | 09:34

Três ônibus foram destruídos por um incêndio, no final da manhã desta quinta-feira (16), dentro do almoxarifado da prefeitura de Coaraci, no sul da Bahia. Ninguém ficou ferido.

Segundo testemunhas, o fogo começou depois que fagulhas de um maçarico atingiram os bancos de um dos ônibus. Causa será apurada.

As chamas se espalharam, e atingiram outros dois coletivos, que, segundo a prefeitura, já estavam fora de circulação. O incêndio foi registrado por testemunhas. 

Conforme testemunhas, o fogo durou cerca de uma hora, e foi contido inicialmente por moradores, e depois pelos bombeiros, que fizeram o rescaldo. (Com informações do G1)

 

Acidente entre carreta e ônibus que levava pacientes para consultas deixa feridos na BR-101

Domingos Matos, 17/01/2019 | 12:05

Vinte e três pessoas ficaram feridas durante uma colisão entre um ônibus da Secretaria de saúde de Laje e uma carreta, na madrugada desta quinta-feira (17), na BR-101, em Laje, a cerca de 235 km de Salvador.

De acordo com a polícia, o acidente aconteceu por volta de 1h desta quinta, quando os veículos colidiram próximo ao entroncamento da cidade. Com o impacto, o ônibus despencou de uma ponte e caiu no matagal. A polícia não soube informar a causa do acidente.

Vinte nove pessoas estavam no veículo na hora do acidente. Os passageiros seguiam para consultas médicas em Salvador.

Dois dos feridos foram levados para o Hospital Regional de Laje, enquanto os outros 21 feridos foram encaminhados para uma unidade hospitalar de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano.

A polícia informou também que o motorista da carreta fugiu do local. (Com informações do G1)

Dois ônibus retidos e queimados na zona rural de Ilhéus

Domingos Matos, 07/01/2019 | 23:45

Quatro homens armados e encapuzados são suspeitos de atearam fogo em dois ônibus coletivos na noite de segunda-feira (07), na região Itariri, zona rural de Ilhéus.

Segundo testemunhas, os veículos, que faziam linha do centro da cidade para a zona rural foram retidos pelos acusados e depois incendiados.

A polícia Civil investiga o caso e tenta localizar os suspeitos. Segundo um cobrador do transporte coletivo, os moradores da comunidade de Itariri estariam revoltados por causa dos constantes atrasos no horário dos ônibus. 

Settran também vai investigar caso dos abrigos de pontos de ônibus

Domingos Matos, 09/11/2016 | 16:42

Novidade no caso dos abrigos para pontos de ônibus. Além da Procuradoria-Geral do Município, que já investiga a compra, agora a própria Secretaria de Transporte e Trânsito vai averiguar como se deu todo o processo.

A Portaria 044/2016 (clique na imagem para ler) constitui uma comissão temporária que vai apurar, no prazo de 20 dias, a “suposta irregularidade na implantação de pontos de ônibus ‘Abrigos’”, comprados por meio do contrato 246/2015.

O jornal Agora do último fim de semana publicou reportagem sobre o assunto. Este blog reproduziu a íntegra do texto. Leia AQUI.

Compra de 80 abrigos para pontos de ônibus é investigada

Domingos Matos, 07/11/2016 | 13:00
Editado em 07/11/2016 | 13:00

A prefeitura de Itabuna, a partir de um pedido da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran), comprou, em 9 de outubro de 2015, 80 abrigos para pontos de parada de ônibus. A compra foi regida pelo contrato 246/2015, que, por sua vez, obedeceu ao Pregão Presencial 060/2015. Há uma investigação a respeito dessa compra. A prefeitura pagou tudo, R$ 450.000,00, mas não teria recebido o que comprou, segundo os corredores próximos ao gabinete do secretário. A informação é que foram entregues apenas 50, dos 80 abrigos contratados.

Numa olhada no Diário Oficial descobre-se que em 21 de outubro de 2015 foi publicado o extrato do tal contrato. A empresa é a Seguraço Indústria e Comércio de Móveis Ltda. O valor, R$ 475.000,00, quase meio milhão de reais. O secretário à época era o geógrafo Roberto José. Já se insinuava, naquele momento, como potencial candidato a prefeito nas eleições desse ano, o que, de fato, só não ocorreu por movimentos políticos alheios à sua vontade. Acabou candidato a vice-prefeito na chapa do ex-prefeito Capitão Azevedo.

O diretor de Transporte e o chefe de Acompanhamento de Gestão eram – e são ainda –, Edmilson da Silva e Antongnone Coelho, o Pastor Tony, respectivamente. Esses, junto com o então secretário, eram os três agentes públicos diretamente ligados à observância da necessidade dos tais abrigos e quem detinha o poder de autorizar a compra e também fiscalizá-la, no âmbito da Settran, fora os órgãos de controle interno da própria Prefeitura.

Procurado pela reportagem, Roberto José disse que os abrigos ainda não haviam sido totalmente entregues quando ele ainda estava na secretaria. “Mais de 80% já havia sido entregue”, afirma (veja “Outro lado”). A curiosidade sobre essa compra no mínimo “desleixada” é que ela foi integralmente paga, mesmo sem ter sido concluído o objeto do contrato. Os comprovantes de pagamento estão no Portal da Transparência do Município, sob os números 018/2016 e 019/2016, efetuados no primeiro dia útil desse 2016: R$ 290.937,50 e R$ 174.562,50 em sequência (clique na imagem para ampliá-la).

Suspeitas? Não se teria como determinar, apenas observando o que se conhece dos fatos.  Embora não se compreenda a pressa em pagar integralmente um contrato de meio milhão de reais no primeiro dia útil do ano, se não havia a comprovação da entrega do seu objeto.

Preço salgado

Quem usa um abrigo dos que foram instalados, dificilmente imagina estar sentado – ou simplesmente abrigado – numa peça tão valiosa. Fazendo as contas, descobre-se que cada abrigo custou módicos R$ 5.937,50 – isso, se calculado sobre o que foi contratado. Se dividir o valor pago (475.000,00) pelo número de abrigos entregues, cada um terá custado R$ 9.500,00.

A reportagem não tem como saber se esse preço é caro ou barato. Então, pediu um orçamento em uma serralheria que apresenta as mesmas condições de produção da Seguraço: em valores de hoje, R$ 120.000,00. Muito mais barato, obviamente. Então, foi dito que era para orçar pensando em uma venda para a prefeitura, o que pode implicar em demora de pagamento – não para a Seguraço, como se viu – e foi admitido que o preço poderia variar para R$ 136.000,00. Preços unitários de 1.500,00 e 1.700,00.

Outro lado

A reportagem procurou a Settran. O atual secretário, Valério Hafner, disse que a compra está em análise na Procuradoria-geral do Município. Por isso, não quis fazer maiores comentários. “Estou aguardando o parecer dos procuradores, por isso não posso fazer comentários nesse momento”.

Já o ex-secretário, Roberto José, afirmou que enquanto esteve à frente da Settran, o contrato seguiu sem irregularidades. “Averiguar e contabilizar é função da Procuradoria. Assim, se a empresa não entregou todo o material contratado, essa empresa deve ser punida na forma da lei”.

Ele também disse, por meio de mensagens no telefone, que até a sua saída a empresa já havia entregado mais de 80% do contrato inicial, mas se houve um aditivo, não foi em sua gestão. “Durante meus 10 meses à frente da Settran, não houve irregularidade alguma nesse contrato”.

(Publicado originalmente no Jornal Agora, edição de 05 a 07.11)

Prefeitura de Salvador nega aumento na tarifa de ônibus

Domingos Matos, 28/12/2011 | 19:26
Editado em 28/12/2011 | 19:26

A Prefeitura de Salvador nega aumento na tarifa no transporte coletivo para o início de 2012.

A afirmação foi feita pela assessoria de imprensa da secretaria municipal dos Transportes e Infraestrutura, após estudantes ameaçar manifestações através das redes sociais, a exemplo do que aconteceu em anos anteriores.

Ainda de acordo com a assessoria, está muito cedo para analisar as necessidades do sistema de transporte e um possível aumento precisa ser discutido com a prefeitura, empresários e população.

Em janeiro deste ano, a passagem de ônibus em Salvador passou de R$ 2,30 para R$ 2,50. O reajuste levou para as ruas dezenas de estudantes que protestaram contra o aumento da tarifa do transporte público.

Acidente com ônibus da Novo Horizonte deixa nove feridos e três mortos

Domingos Matos, 26/12/2011 | 16:51
Editado em 26/12/2011 | 16:52

Um acidente deixou três mortos e nove pessoas feridas na madrugada desta segunda-feira (26), na região de Itapetinga, no sudoeste da Bahia.

o ônibus da empresa Novo Horizonte, que transportava cerca de 40 pessoas, desceu uma ribanceira e acabou tombando.

Os passageiros que estavam dormindo no momento do acidente saíram do município de Caetité com destino a Porto Seguro.

As vítimas foram levadas para um hospital da região, mas não há mais informações sobre o estado de saúde dos feridos.

De acordo com o blog Potiraguá na Net, o motorista do veículo dirigia em alta velocidade e perdeu o controle da direção.

Entre os feridos estariam três crianças e o cobrador do ônibus seria uma das vítimas fatais.  

Dez ciganos são presos com armas e drogas dentro de ônibus em Alagoinhas

Domingos Matos, 24/12/2011 | 09:52
Editado em 24/12/2011 | 09:55

Dez ciganos foram presos com armas e drogas no posto de combustível Cinco Estrelas, na BR-101, próximo ao município de Alagoinhas.

Segundo o site Voz da Bahia, os ciganos saíram de São Paulo com destino a Sergipe em ônibus da empresa Vip Turismo, quando os passageiros iniciaram uma discussão.

Diante da confusão, o motorista Jean Carlos da Silva, 28 anos, resolveu parar num posto policial para pedir ajuda da Polícia Rodoviária Federal.

Entre os presos estavam duas mulheres e oito homens, identificados como Sandra Lima Ramos, Valdira Ramos dos Santos, Genivaldo dos Santos, Terlândio Ramos dos Santos, Geraldino Oliveira Ramos, Diego dos Santos Ramos, Julian Ramos, Wilton dos Santos Ramos e Adelino Ramos dos Santos.

Com eles foram apreendidos uma pistola 380, nove revólveres calibre 38, facas, facões e três trouxas de maconha. Os ciganos estão custodiados na delegacia de Alagoinhas à disposição da justiça.

Ônibus da prefeitura de Igrapiúna tomba com 35 passageiros

Domingos Matos, 23/12/2011 | 18:21
Editado em 23/12/2011 | 18:22

Um ônibus escolar contratado pela Prefeitura de Igrapiúna tombou nesta sexta-feira (23), em acidente na BA-001, nas proximidades da rotatória de Itacaré.

Duas crianças tiveram ferimentos graves e precisaram ser encaminhadas para hospital em Ilhéus. Outros dois passageiros tiveram escoriações leves e foram socorridos em Itacaré.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o motorista não conhecia o trecho da rodovia e perdeu o controle da direção do ônibus em uma curva. Os 35 passageiros tinham saído do município de Camamu e estavam a caminho de uma confraternização de sindicato rural, em Itacaré.

Itabuna terá cartão para transbordo nos ônibus urbanos

Domingos Matos, 17/07/2011 | 20:36
Editado em 17/07/2011 | 20:38

Foi realizado na sexta-feira (15), às 19 horas, o lançamento oficial do Itabuna Card, em solenidade no Hotel Tarik, com a participação de jornalistas e autoridades. O sistema, que visa à integração do sistema de transporte coletivo, envolve a Secretaria de Transporte e Trânsito e a Associação das Empresas de Transportes Coletivos formada pelas empresas Expresso Rio Cachoeira e Viação São Miguel.

Para o secretário de Transporte e Trânsito, Wesley Gonçalves Melo o novo sistema é inovador e vai permitir o transbordo de passageiros gerando mais facilidades e benefícios para os usuários, que vão pagar uma passagem e utilizar dois ônibus, com um menor custo.

Ele observa ainda, que o novo modelo proposto por uma equipe de técnicos e consultores oferece a possibilidade de melhoria dos serviços de transporte urbano, com uma espera menor nos pontos de ônibus e racionalização das linhas. No estudo preliminar realizado para a implantação do sistema foi detectado que 78% das linhas tinham uma espera superior a 30 minutos e, com o modelo implementado agora, 80% das linhas terão uma espera inferior a 30 minutos.

Wesley Melo explica que o sistema será operado pelos mesmos 100 veículos já existentes: “não haverá nem diminuição e nem aumento da frota, até porque a cidade não comporta um maior número de ônibus, daí a importância dos projetos e estudos visando a melhoria da mobilidade urbana, que vêm sendo implementados pelo governo municipal”.

O sistema do Itabuna Card vai ser operado e controlado, a partir do próximo dia 28, pelas empresas filiadas à Aetu, cabendo à fiscalização à Prefeitura de Itabuna, poder concedente do serviço, a sua fiscalização através da Settran, que vai acompanhar o novo modelo, inclusive atuando na campanha de esclarecimento e orientação à população, uma vez que o sistema mexe com todos os usuários dos transportes de massa na cidade.

Greve faz Itabuna amanhecer sem ônibus coletivo

Domingos Matos, 22/05/2011 | 21:15
Editado em 22/05/2011 | 21:34

O trabalhador itabunense vai amanhcer sem transporte coletivo nessa segunda-feira, que se anuncia chuvosa e fria. O Sindicato dos Rodoviários de Itabuna e Região programa para a partir das primeiras horas da manhã uma greve por tempo indeterminado do serviço de transporte coletivo urbano, semiurbano e interurbano. A greve deve atingir mais de 60 mil passageiros por dia.

Os profissionais reclamam que as empresas se negam a continuar as negociações da campanha salarial 2011. Uma queixa, que já provocou uma longa greve no ano passado, diz respeito ao passe livre para funcionários de todas as empresas, que um dia já atingiu um raio de 200 quilômetros e hoje é negado pelas companhias.

Já o patronato responsabiliza os trabalhadores pelo impasse, já que esse pedido de passe livre não deveria fazer parte da pauta. "(...)no ano passado essa questão do “passe livre” foi submetida ao Tribunal Regional do Trabalho que rejeitou a pretensão, considerou que o pedido formulado pelo sindicato era injusto e não tinha amparo legal", afirma uma nota oficial das empresas Expresso Rio Cachoeira e Transporte Urbano São Miguel, distribuída nesse fim de semana.

A mesma nota garante que "(...)as empresas já anteciparam aumento de 6,30% ( Seis pontos percentuais e trinta centésimos) no valor dos salários dos seus empregados e no valor dos tíquetes alimentação fornecidos a cada um, entretanto, a intenção dos dirigentes do sindicato é obrigar as empresas urbanas a transportar gratuitamente os empregados das empresas de transporte intermunicipais e interestaduais, o que provocará novo aumento no valor das passagens, prejudicando os interesses da população."

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.