CMVI

Tag: pacto

Estado une instituições de Ensino Superior, fóruns e municípios em um grande pacto pela formação de professores

Domingos Matos, 09/07/2019 | 15:21

A Secretaria da Educação do Estado convidou as instituições de Ensino Superior, os municípios e instituições para um grande pacto em torno da formação continuada  dos professores da Bahia. A ação é para além da rede estadual de ensino e focada no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes de todas as redes de ensino, envolvendo todas as etapas da Educação Básica, devendo ser fortalecida com o regime de colaboração entre o Estado e os municípios baianos.

A agenda com esta finalidade foi amplamente discutida, na segunda-feira (9), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), com representações das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas na Bahia; do Conselho Estadual de Educação (CEE); da APLB-Sindicato; do Fórum Estadual de Educação (FEE); da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME).

A iniciativa acontece no mesmo momento em que a SEC promove a formação continuada de 2,5 mil profissionais da Educação (gestores e coordenadores pedagógicos), realizada pelo IAT. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre este movimento voltado para a qualidade da educação. “Queremos destacar, com profunda clareza, o que estamos entendendo como sistema de colaboração: prefeituras, os diversos fóruns, sindicatos, universidades estaduais e federais, universidades particulares e os dois institutos federais e temos a necessidade de aprofundamento da agenda no Estado de formação de professores para ampliar as ações neste setor. Esta é uma tarefa que nos foi passada pelo governador Rui Costa”, pontuou Jerônimo Rodrigues, ao reforçar a importância de sair do encontro já com uma agenda de trabalho desenhada.

Durante a atividade, foi consenso entre os participantes a necessidade do esforço colaborativo contemplando os diversos entes públicos e segmentos privados da Educação para incrementar as políticas públicas da Educação Básica, que no Estado contam, atualmente, com 3,6 milhões de estudantes e 157 mil professores.       

Segundo Williams Panfile, presidente da UNDIME, uma das prioridades é a formação dos profissionais da educação nas redes estaduais e municipais. “Estamos felizes porque o regime de colaboração tem se fortalecido de fato na gestão do secretário Jerônimo. O IAT desenhou uma formação com gestores e coordenadores pedagógicos na rede estadual e queremos que isso seja ampliado. Dialogamos com o secretário para que esta ação chegue às redes municipais, ele de pronto nos atendeu e fez essa convocação para que as universidades estaduais, federais, privadas e os Institutos possam fortalecer este trabalho e dar o apoio aos municípios”, comemorou o dirigente.

O reitor da UNEB, José Bites também falou sobre o envolvimento das universidades neste processo. “Gostaria de destacar a importância deste momento da Secretaria, através do IAT que é o centro de formação de professores. É nítido que precisamos de um programa consistente de formação continuada, que envolva também os gestores e coordenadores. Acho importante a iniciativa de caminhar nesta linha do regime de colaboração, entre o Estado, os municípios, as universidades, entidades, todas as representações que estejam envolvidas neste processo de formação na Bahia. Saio daqui bastante satisfeito e com o compromisso da participação efetiva da UNEB”, informou o reitor da Universidade do Estado da Bahia, José Bites.

 

Em Fórum de Governadores, Rui deixa claro que texto atual da reforma da previdência não agrada a Bahia

Domingos Matos, 11/06/2019 | 11:42

A reforma da previdência acalorou o clima da quinta reunião do Fórum de Governadores, nesta terça-feira (11), em Brasília. O governador Rui Costa se colocou à disposição do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, presente no encontro, no sentido de construir um acordo com os deputados para o avanço da votação, desde que sejam retirados do projeto enviado pelo governo Bolsonaro temas já explicitados pelo Consórcio de Governadores do Nordeste. Rui enfatizou que o texto atual não é bom para a Bahia e, se for mantido, defende que o estado seja excluído da reforma. “Com este texto que está aí eu fico contra, porque é prejuízo para a Bahia e com isso eu não posso concordar”, manifestou o governador baiano. 

Ele fez as contas do impacto do texto atual nas finanças da Bahia. Em seu entendimento, uma reforma da Previdência é urgente e necessária, mas deve ser justa e com ajustes que realmente ajudem os estados a sair do vermelho. A reunião do Fórum de Governadores segue até o meio-dia com a representação de todos os estados, o presidente da Câmara e também o relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira.

 

 

Definida programação da 2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré

Domingos Matos, 05/06/2019 | 15:28

Grandes nomes do turismo nacional e internacional vão estar em Itacaré na 2ª edição do Fórum de Turismo, que acontecerá no período de 18 a 20 de junho, no Ecoporam Hotel. Esse ano o Fórum terá como tema “Turismo de Experiência & Melhoria da Competitividade”. O evento terá como palestrantes profissionais renomados das mais diversas áreas, do Brasil e até de outros países. A inscrição é gratuita e será aberta a todas as pessoas interessadas em conhecer mais e discutir o fortalecimento do turismo no município.                                                                       

Para o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio o Fórum de Turismo será mais uma grande oportunidade para empresários, comunidades e o poder público conhecerem as principais tendências de turismo e trabalharem a grande diversidade que o turismo de Itacaré, que não se resume apenas às belas praias, mas também toda a região rural, a exemplo de Taboquinhas e Água Fria, com suas cachoeiras, aventuras e fazendas de cacau. Serão trêsdias de imersão em turismo com palestrantes nacionais e internacionais, rodadas de negócios, oficinas e visitas técnicas aos pontos turísticos do município.

De acordo com o secretário municipal de Turismo, Júlio Oliveira, as pessoas quando viajam a turismo não querem apenas conhecer um lugar novo ou simplesmente sair da rotina, mas sim vivenciar uma experiência marcante em suas vidas. E foi pensando nisso que se chegou ao tema da 2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré, exatamente para debater as melhores práticas e ações para transformar esse setor em negócios ainda mais marcantes e rentáveis.

A realização é da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo, com o apoio da Conselho Municipal de Turismo, Sebrae. SPHA, Ecoporan Hotel, Ministério do Turismo e Governo da Bahia/Secretaria Estadual de Turismo. A proposta desse evento, segundo explicou Júlio Oliveira, é compartilhar as experiências, ampliar os conhecimentos nessa área, vivenciar os casos de sucesso e possibilitar a integração com agentes e profissionais brasileiros renomados.

Confira a programação:

Dia 18 de junho de 2018 (Terça-feira)

08h30 – Credenciamento

09h00 – Abertura: Prefeito de Itacaré António Mário Damasceno, Autoridades locais, regionais, estaduais e nacionais.

09h30 – Palestras de Abertura:

- “Programas do Ministério do Turismo e principais ações desenvolvidas para impulsionar o turismo brasileiro.".  Bob Santos –Secretário Nacional de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo

- “Atual estágio do setor turístico brasileiro e perspectivas de crescimento" Alexandre Sampaio - Presidente Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da CNC

- “Desafios e oportunidades na Gestão Pública Municipal do Turismo no Brasil” – Jair Galvão – Presidente da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo – ANSEDITUR e Secretário de Turismo de Maceió.

12h30 às 14h – Intervalo para Almoço

14h – Palestra Motivacional - "Mercado de Eventos, cases de sucesso em suas empresas, estratégias para quem deseja obter sucesso na área “de eventos.  José Victor Oliva - Presidente da Holding Clube e do Banco de Eventos

 15h – Painel " Inteligência Empresarial e Competividade no Turismo "

- “Como Aumentar a Rentabilidade do seu Hotel - Rodolfo Delphorno – Gerente nacional de Vendas da OMNIBEES

“Como produzir imagens e conteúdo para propagação nos meios digitais” Lupércio Oliveira - Fotografo Certificado pelo Google

- “Cidades Empreendedora - Impacto e Resultados para o Segmento de Turismo” – Claudiana Campos Figueiredo – Gerente da Unidade Regional SEBRAE

– Educação Profissional, um caminho para o mercado de trabalho no turismo – Nanci Costa – Supervisora Pedagógica do SENAC

18h – RODADA DE NEGÓCIOS

Humberto Capelin - Gestor de Produtos Extremo Sul da Bahia da Azul Viagens

Daniel Firmino - Diretor de Produtos Nacionais & Operações da Flytour Viagens

Nilton Roberto Filho - Supervisor de Produtos da CVC CORP (CVC - VISUAL - TREND)

Michael Ferreira - Executivo de Vendas do HOTEL URBANO

Rafael Moura -  Coordenador Regional OMNIBEES / BA

 

Dia 19 de junho de 2019 (Quarta-feira)

09h00 – Painel " Turismo de Experiência: Potencialidades e Desafios"

- “O Turismo Rural com vivências do Cacau ao Chocolate” – Fabiola Leme, Turismológa e Consultora da Empresa Eixo 4

- “A Evolução do Turismo de Observação de Baleias no Nordeste do Brasil” Sergio Cipolotti, Coordenador Ambiental do Instituto Baleia Jubarte:

- “Turismo Gastronômico: Conhecendo os saberes e sabores da gastronomia de raiz” – Revecca Tapie – Representante do Movimento Slow Food Brasil 

- “Turismo de Pesca Esportiva Oceânica em Itacaré: Desafios e oportunidades” – Origenes Araújo - Itacaré Marine Sport Fishing

12h00 às 14h – Intervalo para Almoço

14h – Apresentação do case de sucesso em Ecoturismo – Reserva de Itacaré  – Paulo Ferrera – Proprietário e Guia

14h30 – Palestra “Impacto do turismo de observação de aves na sociedade, economia e meio ambiente” - Rafael Piedade Felix -Presidente da Associação Passarinhar é Viver

- Lançamento do 2º Workshop de Turismo de Observação de Aves em Itacaré

16h00 - Palestra de Encerramento "Planejamento de Ações da Secretaria Estadual de Turismo” - Fausto de Abreu Franco - Secretário de Turismo do Estado da Bahia

17h00 – Encerramento

18h00 - Coquetel de Lançamento do 6º Festival Gastronômico Sabores de Itacaré

Dia 20 de junho de 2018 (Quinta-feira)

10h - Visita Técnica

- Visita a Reserva Itacaré

13h - Encerramento

 

Barragem em risco causa aflição a moradores de Barão de Cocais

Domingos Matos, 25/05/2019 | 10:16

Além da aflição que tem provocado entre os moradores de Barão de Cocais (MG), o risco de rompimento da barragem Sul Superior da mina de Gongo Soco, da Vale, tem prejudicado a economia do pacato município de cerca de 32 mil habitantes.

Desde o último dia 16, quando o Ministério Público de Minas Geraistornou pública a informação de que a própria Vale, em documento oficial, informou que uma deformação no talude norte da Cava de Gongo Soco indicava o risco iminente de ruptura do talude, quatro agências bancárias suspenderam parte do atendimento. Também os Correios fecharam temporariamente sua agência na cidade.

O Banco do Brasil confirmou que, “em razão da iminência de rompimento da barragem de rejeitos”, decidiu “contingenciar” o atendimento local, instalando um contêiner para atender os clientes enquanto avalia a realocação da agência. O contêiner será instalado “em local seguro” indicado pela prefeitura. Até lá, o banco orienta seus clientes a usarem os caixas eletrônicos existentes na cidade. Ou a buscarem atendimento presencial na agência de Santa Bárbara, cidade a 10 quilômetros de Barão de Cocais.

O Itaú-Unibanco também afirma ter fechado temporariamente sua agência no município por “prezar pela segurança dos clientes e colaboradores”. Segundo a instituição, a agência permanecerá fechada até a normalização da situação da barragem. Enquanto isso, os clientes serão direcionados para a agência do centro de Santa Barbara.

Segundo o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Juvenal Caldeira, Caixa e Bradesco também suspenderam o funcionamento de agências locais. O que, segundo ele, vem prejudicando a população e os empresários, que precisam se deslocar até Santa Bárbara, e a economia local.

De acordo com o coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, tenente-coronel Flávio Godinho, houve uma “potencialização” do medo em Barão de Cocais. “Qualquer aeronave que sobrevoa a cidade causa um temor entre os moradores. Eles acham que se uma aeronave está passando é porque o talude se rompeu”, disse Godinho à imprensa, hoje. Segundo o coordenador da Defesa Civil, a decisão dos bancos de fecharem suas agências foi “desnecessária”.

“Já os notificamos, demonstrando que [caso o talude ceda e a barragem se rompa] os locais onde as agências funcionam, em Barão de Cocais, [demorarão] cerca de 1h30 para serem atingidos por rejeitos”, acrescentou Godinho, pedindo aos bancos e aos Correios que reabram suas agências. “Se deixamos de prestar um serviço de utilidade pública quando as pessoas estão enfrentando uma situação de crise, acabamos por potencializar a crise”, acrescentou o coordenador, garantindo não haver como saber previamente se a queda do talude resultará no rompimento da barragem.

Boatos

O secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Juvenal Caldeira, diz que a situação também fez com que o movimento de turistas na região diminuísse bastante. “Pessoas do país inteiro veem estas notícias e, se estavam pensando em visitar a região, desistem ou adiam a vinda”, disse Caldeira à Agência Brasil, ao lembrar que milhares de turistas visitam a região anualmente, atraídos pelas belezas naturais do Parque Nacional da Serra do Caraça . De acordo com o secretário municipal, cada nova determinação ou simulado realizado pela Defesa Civil de Minas Gerais também aumenta a tensão entre os moradores.

“Sei da importância das ações de prevenção e que a Defesa Civil estadual é das melhores do país, mas toda vez que ela determina uma nova ação há um alvoroço”, comentou Caldeira, revelando que, por conta deste “alvoroço”, um dos maiores desafios para as autoridades municipais é combater os boatos e mentiras divulgados pelas redes sociais. “A Defesa Civil orienta a empresa e as autoridades a adotarem medidas preventivas para minimizar os riscos e evitar uma tragédia, mas ao ver carros-pipa com água potável estocada e geradores reserva em postos de saúde, a população pensa no pior. E muita gente sai divulgando o que pensa. Tanto que nosso maior desafio tem sido combater as fake news a fim de evitar alarmismo. Não temos porque esconder a verdade, mas há muita notícia falsa, muito “achismo” que temos que combater”, acrescentou o secretário municipal.

Segundo o secretário municipal, o comércio em Barão de Cocais está “parado” e os bancos “pecaram por excesso de precaução” já que suas agências se encontravam em locais com risco mínimo de serem atingidos pelos rejeitos da mina. Avaliação com que concorda o diretor de comunicação da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Barão de Cocais (Aciabac), Bruno Chausson Quintão. “Para qualquer tipo de transação que precise ser feita em uma agência bancária, as pessoas precisam ir a Santa Bárbara. Quem não tem carro, precisa pegar um ônibus de viagem que vem de Belo Horizonte. Então, há ônus para as pessoas. E menos dinheiro circulando no município, que já vem sendo bastante prejudicado por toda a repercussão negativa”, disse Quintão.

Para tentar minimizar o impacto, a associação comercial está pedindo ajuda financeira da Vale e apoio institucional da prefeitura para um projeto de fomento ao desenvolvimento econômico e turístico da cidade. “Os comerciantes estão mantendo seus negócios abertos, trabalhando com promoções para atrair fregueses e manter os empregos. Queremos criar uma marca para a promoção do município, que não conte com dinheiro público, mas com apoios”, finalizou Quintão.

Vale

Em nota, a Vale reforçou que, desde fevereiro, quando o risco do talude da mina de Gongo Soco ceder foi identificado, vem adotando todas as medidas preventivas para garantir a segurança dos moradores da região. Em fevereiro, a mineradora retirou, preventivamente, os moradores de um povoado nos arredores de Barão de Cocais cujas casas estão na Zona de Autossalvamento - a primeira a ser atingida pelos rejeitos caso a barragem se rompa. Além disso, a empresa afirma apoiar a realização de simulados para preparar as comunidades a lidar com qualquer cenário possível.

“Tanto o talude da mina de Gongo Soco como a Barragem Sul Superior estão sendo monitorados 24 horas por dia e as previsões sobre deslocamento de parte do talude, revistas diariamente”, afirma a nota, sustentando que (conforme dito também pelo coordenador-adjunto da Defesa Civil estadual) “não há elementos técnicos que possam afirmar que o eventual deslizamento de parte do talude poderia desencadear a ruptura da barragem.” (Com informações do G1)

 

MEC mantém bloqueio de R$ 5,8 bilhões após revisão orçamentária

Domingos Matos, 23/05/2019 | 12:34

O Ministério da Educação informou ontem (22) que vai manter o contingenciamento de R$ 5,8 bilhões no orçamento da pasta para 2019, apesar do desbloqueio de R$ 1,587 bilhão anunciado à tarde pelo Ministério da Economia.

A liberação do valor de R$ 1,587 bilhão, de acordo com o MEC, vai apenas cancelar uma segunda ordem emitida pelo Ministério da Economia em portaria de 2 de maio, que ainda não tinha sido implementada.

Naquele momento, dias após o anúncio dos bloqueios no ensino superior, o Ministério da Economia pediu um esforço adicional de R$ 3 bilhões a 13 órgãos federais, e mais da metade recaía sobre a Educação. Agora, o ministério revisou a previsão orçamentária.

 

Bloqueio ativo

Apesar da suspensão dessa segunda ordem, a primeira, de 29 de março, permanece válida.

Com isso, até o momento, o MEC continua com R$ 5,83 bilhões bloqueados no orçamento de 2019. O contingenciamento do MEC atinge tanto o ensino básico quanto as universidades e institutos federais.

Desse total, R$ 1,704 bilhão recai sobre o ensino superior federal. A cifra corresponde a 3,4% do orçamento total das universidades federais, e a 24,84% da verba discricionária (ou seja, excluindo salários e aposentadorias do cálculo) dessas instituições.

Em nota, o Ministério da Educação afirma que passou as últimas semanas negociando com a área econômica: "Para não limitar ainda mais o orçamento da pasta, o MEC manteve diálogo constante com o Ministério da Economia e apresentou o impacto dos bloqueios nas diversas áreas de atuação da pasta", diz.

Em 15 de maio, estudantes realizaram protestos em todos os estados e no Distrito Federal contra os cortes. Houve manifestações em mais de 200 cidades. (Com informações do G1)

 

Governo anunciará novos bloqueios no Orçamento na quarta

Domingos Matos, 20/05/2019 | 10:17

O Orçamento passará por um novo desafio na próxima quarta-feira (22). Em meio à desaceleração econômica, a Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia anunciará mais um contingenciamento (bloqueio temporário de verbas) na nova edição do Relatório Bimestral de Receitas e Despesas.

Publicado a cada dois meses, o relatório traz as atualizações das estimativas oficiais para a economia brasileira e o impacto dela nas previsões de receitas e despesas. Com base nas receitas, o governo revisa as despesas para garantir o cumprimento da meta de déficit primário (resultado negativo das contas do governo excluindo os juros da dívida pública) de R$ 139 bilhões e do teto de gastos federais.

Na última semana, o governo recebeu diversos sinais amarelos em relação à economia. O Boletim Focus, pesquisa com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central (BC), indicou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) fechará o ano em 1,45%. A previsão deve baixar no próximo boletim, a ser divulgado nesta segunda-feira (20).

Outro alerta foi dado pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, que funciona como uma prévia do PIB. Famoso por antecipar tendências da economia, o indicador fechou o primeiro trimestre com queda de 0,68% em dados dessazonalizados (que desconsideram as oscilações típicas de determinadas épocas do ano).

A desaceleração da economia reduz a arrecadação de tributos, impactando a receita do governo. A queda de receita deve ser parcialmente neutralizada pela alta no preço internacional do petróleo, que está no maior nível em sete meses. Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento na última terça-feira (14), o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, confirmou que o próximo relatório terá bloqueios adicionais de verbas.

No fim de março, a Secretaria Especial de Fazenda tinha anunciado o contingenciamento de quase R$ 30 bilhões do Orçamento. De lá para cá, o volume total bloqueado não foi alterado, mas o governo fez remanejamentos que retiraram recursos da educação e desencadearam uma onda de protestos na última quarta-feira (15) pela manutenção das verbas.

Pela lei, somente despesas discricionárias (não obrigatórias) podem ser contingenciadas. O volume de contingenciamento, no entanto, pode ser parcialmente reduzido se a equipe econômica reestimar reduções de gastos obrigatórios, geralmente reservas para cumprimento de decisões judiciais ou de gastos com o funcionalismo. (Com informações da Agência Brasil)

Itacaré vai realizar o Réveillon N1, um dos maiores eventos do Brasil

Domingos Matos, 15/05/2019 | 10:31

Itacaré vai realizar um dos maiores réveillons 2019/2020 do Brasil, trazendo para a cidade atrações nacionais e internacionais e atraindo turistas de diversos estados e de vários países. O Réveillon Número 1 será realizado pelo Holding Club, grupo que reúne seis empresas de comunicação e marketing promocional, um das maiores do Brasil no ramo de eventos, com o apoio da Prefeitura de Itacaré, e contará com uma grande estrutura e segurança para garantir o sucesso da festa. A cidade também vai contar com o tradicional réveillon aberto ao público, realizado pela Prefeitura de Itacaré, com grandes atrações locais e nacionais.

A apresentação do projeto do Réveillon N1 foi feita na manhã de ontem (14), no Ecoporan Hotel, contando com a presença de dezenas de empresários do setor turístico de Itacaré, Os shows vão acontecer nos dias 28, 29, 30 e 31 de dezembro, e também do dia 02 de janeiro de 2020. O local ainda não foi definido pelos organizadores do evento. Duas áreas estão sendo avaliadas para verificar a viabilidade, sendo uma na Praia do Pontal e a segunda opção no campo de pouso, na Ladeira Grande.

Durante a apresentação do projeto o diretor da Holding Club, Victor Oliva, falou da importância do Réveillon para a cidade e do quando que irá alavancar o turismo, projetando o município para todo o mundo como um destino turístico internacional. Também salientou sobre a necessidade para a cidade se preparar para receber os visitantes e que para isso é preciso que todos estejam conscientes do seu papel de amar a cidade e contribuir com o seu desenvolvimento. Destacou ainda a preocupação da organização do evento com a sustentabilidade, realizando ações que possam minimizar ao máximo os impactos ambientais.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio (foto), agradeceu aos diretores da empresa pela escolha da cidade para sediar o evento e ressaltou o quanto o município avançará com a realização de um dos maiores réveillons do Brasil. De acordo com o prefeito, além de todas as melhorias que a cidade receberá para sediar a festa, o réveillon também vai estar divulgando a cidade a nível internacional, contribuindo com o desenvolvimento, com a geração de emprego e renda e com a profissionalização do turismo. “A cidade com certeza sairá ganhando com esse grande evento”, complementou

O evento foi recebido com alegria e expectativa pelos empresários do trade turístico de Itacaré, principalmente por se tratar de uma festa realizada por uma empresa com tradição e experiência no ramo. Durante a apresentação os empresários tiveram a oportunidade de esclarecer as dúvidas e propor ações que devem ser realizadas de forma compartilhada para garantir o sucesso do evento. Em breve serão divulgadas as atrações do Réveillon N1, mas as empresas organizadores do evento já vão iniciar de imediato a venda de pacotes turísticos para o período da festa.

Professoras de Itabuna transformam a pedagogia do oprimido em pedagogia libertadora

Domingos Matos, 13/05/2019 | 13:50
Editado em 13/05/2019 | 14:52

Em tempos de constante ataque às instituições de ensino, um grupo de Professores da Rede Municipal de Itabuna comprova, por meio de práticas exitosas, que a educação é realmente transformadora. As pedagogas Miralva Cardoso e Rosilene Adelina estiveram no Sindicato do Magistério – SIMPI para um bate-papo, onde puderam contar um pouco de suas trajetórias como educadoras no Conjunto Penal de Itabuna, que leva acesso à educação aos detentos numa proposta construtivista de transformação social.

O Conjunto Penal de Itabuna implantou desde o ano de 2010 o Sistema Educacional Prisional, que possibilita acesso à educação dos presos que estão cumprindo regime fechado e semiaberto. Conforme disposição da Lei de Execução Penal nº 7.210/84, o preso poderá remir a sua pena por meio do trabalho e/ou do estudo. Dessa forma, a pena privativa de liberdade do autor de algum crime poderá ser reduzida, desde que cumpra alguns requisitos, como, por exemplo, participar de atividades educacionais regulares.

Como agente transformadora de realidades, a Profa. Miralva Cardoso, formada em história e pedagogia, integrante da rede municipal desde 2005, começou seu trabalho de professora no conjunto penal em 2014, e de imediato se surpreendeu com a estrutura que o lugar dispunha para o processo de ressocialização. “Quando cheguei lá pela primeira vez, fiquei surpresa, pois eles possuíam uma estrutura melhor que muitas escolas convencionais dos centros urbanos”. De acordo com a professora, o trabalho no presídio veio para complementar seu objetivo inicial na carreira, que seria passar por todas as modalidades de ensino. “Trabalhei com alunos do campo, depois com educação de jovens e adultos, atuei na educação infantil no sistema de Ciclo de Formação e hoje, continuo meu trabalho lecionando para os internos do conjunto penal”, afirma Miralva.

Quando questionada se houve algum receio por trabalhar em um sistema tão estigmatizado pela sociedade, Miralva foi enfática ao dizer que nunca teve medo ou se sentiu desamparada. “Percebi que no fundo são pessoas carentes de afetividade. Nem todos tiveram acesso à educação, alguns estão aprendendo a ler e a escrever agora e percebo que muitos acabam desenvolvendo um respeito e carinho fraternal. Eles conseguem relatar coisas para mim que não contaram nem mesmo para seus advogados. A gente se torna uma espécie de conselheira, tentando mostrar que cometeram um erro, mas que a vida deles é maior que aquilo”, declara emocionada a professora.

A Pedagoga Rosilene Adelina (Rose), por sua vez ingressou como professora no Conjunto Penal em 2016, mesmo já integrando a rede municipal desde o ano de 2002. “Iniciei meu trabalho no Ciclo de Formação Humana com a Pré-escola, infelizmente a escola de Mutuns conhecida como o Sítio IV desabou e nunca foi reformada. Depois disso, me tornei Orientadora de estudo no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e ali me dei conta de que meu trabalho sempre deveria envolver a troca de experiência com pessoas. Tenho em minha mente a certeza de que se eu não fosse professora, teria sido babá ou ocuparia qualquer outra função que auxiliasse no desenvolvimento das pessoas, que é o que me move”, afirma Rose.

Ao ser questionada sobre os motivos que a faz tão feliz em seu atual trabalho, Rose é enfática ao dizer que acredita na educação como vetor de transformação. Ela que auxiliou no retorno da educação feminina no presídio discute assuntos relevantes, como empoderamento e conhecimento constitucional. “Eu deixo claro para meus alunos que eles estão naquele lugar porque cometeram um erro, mas informo que existem leis que os amparam e que o conhecimento é a única ferramenta eficaz de libertação”.

No atual sistema prisional, o aluno que assisti a 3 dias de aula tem direito a 1 dia de remição (diminuição) da pena. Há também a possibilidade de remição pela leitura, onde os alunos precisam ler um livro e escrever uma resenha para conquistar a diminuição da pena. Além disso, as professoras desenvolvem projetos para datas especiais e situações cotidianas. “Tenho desenvolvido um projeto intitulado ‘O comercio de Itabuna, por meio da educação, adentra o conjunto penal’, onde levo informações triviais do dia-a-dia para eles. É uma forma de aproximar eles da realidade cá fora e fazer com que não se sintam excluídos do mundo exterior”, afirma Rose.

Infelizmente, apesar de todos os esforços, nem sempre estes profissionais que trabalham com a ressocialização dos presos são valorizados pelo poder público. Governo Municipal suspendeu o direito ao recebimento de adicional de periculosidade e estão tendo que lutar judicialmente para o retorno do benefício. Mesmo com a falta de valorização, se mantém firme no propósito da ressocialização pela educação. “Acreditamos que nosso trabalho não é meramente educacional, mas também social, pois à medida que os internos conseguem compreender que precisam mudar sua postura, nós conseguimos transformar à sociedade”, finaliza Rose.

Fonte: www.simpitabuna.com.br

Projeto do Governo promove 900 professores das universidades estaduais; ganhos chegam a 22,75%

Domingos Matos, 24/04/2019 | 12:54

O Governo do Estado elaborou uma proposta de remanejamento de vagas de professores universitários que possibilitará a abertura de 900 vagas de promoção nas quatro universidades estaduais. O projeto para a promoção dos docentes gera um impacto financeiro estimado em R$ 12,7 milhões neste ano e R$ 16,9 milhões em 2020. 

Os professores universitários vão ter um ganho de até 22,75% sobre seus vencimentos. Pela proposta, serão promovidos professores auxiliares, assistentes, adjuntos e titulares. Os docentes contemplados pertencem à Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), à Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e à Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

De acordo com o projeto de lei, a Uneb terá um total de 398 vagas abertas para promoção de docentes. Serão 139 vagas para a promoção do cargo de professor auxiliar para assistente e 139 vagas de assistente para adjunto. Outras 83 vagas serão para promoção do cargo de adjunto para titular, além de 37 de professor titular para pleno. Na Uesb serão 227 vagas para promoção de professores, sendo 97 promoções do cargo de assistente para adjunto, 97 de adjunto para titular e 33 do cargo de titular para pleno. 

O projeto prevê que a Uesc terá 151 vagas para promoção de docentes. Deste total, 68 vagas serão para promover professores assistentes em adjuntos e 63 do cargo de adjunto para titular, além de 20 vagas para a promoção de titular para pleno. Já na Uesf, serão 124 vagas para promoção de professores, sendo 52 de assistente para adjunto, outras 52 de adjunto para titular e 20 de titular para pleno.

Prefeitos do Sul da Bahia participam da Marcha em defesa dos municípios em Brasília

Domingos Matos, 11/04/2019 | 12:38

Mais de 300 prefeitos baianos participam, desde segunda-feira (8), da XXII Marcha dos Prefeitos, em Brasília, promovida pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com o objetivo de apresentar o panorama da situação enfrentada pelos gestores locais e as principais reivindicações, a exemplo da revisão do Pacto Federativo. Do Sul da Bahia, uma comitiva formada pelos prefeitos ligados a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc, espera sair do encontro, que encerra nesta quinta-feira (11), com a garantia de melhores condições financeiras para os municípios.

Na capital do Brasil, o presidente da Amurc e prefeito de Firmino Alves, Aurelino Cunha destacou que a Marcha é movimento muito importante para o Brasil, pois é uma oportunidade para que os prefeitos possam lutar em defesa de mais recursos para os municípios. “Eu, juntamente com os prefeitos filiados a Amurc, temos a preocupação de participar desse movimento e defender os interesses da nossa região, para garantir dias melhores aos nossos munícipes”.

A força do municipalismo foi evidenciada pelo prefeito de Barra do Rocha, Luis Sérgio Alves, ao destacar a importância da ida dos prefeitos a Brasília, que tem a função de fortalecer a gestão municipal. “Nós queremos melhorar os repasses para os municípios. Buscamos com a nossa ação, mostrar a unidade dos prefeitos do Brasil, especialmente da Bahia. É preciso um olhar mais ampliado da gestão municipal porque é dessa maneira que a gente vai ter um Brasil mais forte”.

A luta pela revisão do Pacto Federativo é uma das principais reivindicações dos prefeitos da região, e que no ano passado foi tema de uma reunião na Amurc, provocada pelo prefeito de Buerarema, Vinícius Ibrann. A esperança, segundo ele, é de que o presidente da República, Jair Bolsonaro, coloque em prática o compromisso firmado de rever o Pacto Federativo. “Com isso, precisamos nos fortalecer em conjunto e não de maneira individual para garantir a execução de compromissos firmados na Marcha, junto a União”.

Da mesma forma, a prefeita de Ubaitaba, Suka Carneiro, que integra a diretoria da Amurc, chamou a atenção dos prefeitos para estarem unidos, “pois juntos podemos fortalecer os nossos municípios, crescer e mudar a realidade da nossa região”. Já o prefeito de Itapé, Naeliton Rosa espera que o atual Governo possa “olhar” mais para os municípios, “de forma que possamos levar para os munícipes, obras nas áreas da saúde, educação, social”.

Sobre algumas conquistas da Marcha, o prefeito de Jussari, Antônio Valete informou que o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli agendou para o dia 20 de novembro, a votação dos Royalties de Petróleo. “A Marcha está sendo muito importante, estamos colhendo os resultados de outras marchas. A luta é uma construção que estamos fazendo ao longo do tempo para melhorar as condições de vida do nosso povo, em curto, médio e longo prazo”.

Em reunião com reitores, Rui libera R$ 36 milhões para investimento em universidades

Domingos Matos, 09/04/2019 | 08:21

O governador Rui Costa determinou a liberação imediata de R$ 36 milhões para investimento nas quatro universidades estaduais baianas. O anúncio foi feito durante reunião nesta segunda-feira (8), em Salvador, com os reitores Evandro do Nascimento Silva (Uefs), Adélia Maria Pinheiro (Uesc), Luiz Otávio Magalhães (Uesb) e José Bites de Carvalho (Uneb). 

No encontro, realizado na Governadoria, o governador também apresentou levantamento feito pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb) que mostra um aumento de 19,35%, nos últimos quatro anos, na folha de pagamento dos servidores dessas instituições. O Estado está no limite da capacidade financeira para remuneração de pessoal e não pode desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). 

Na reunião com os reitores, Rui ainda anunciou que publicará projeto de lei redistribuindo 68 vagas do quadro do magistério da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), gerando a possibilidade para a promoção de até 151 professores. As promoções vão gerar um impacto para os cofres públicos de R$ 2,7 milhões neste ano e R$ 3,6 milhões em 2020. Entre as 151 promoções, um total de 68 professores poderá ser promovido para o cargo de professor adjunto, outros 63 podem promovidos para o cargo de professor titular e 20 para ocupar o cargo de professor pleno.

 

Número de matrículas em Educação Profissional bate o recorde na Bahia

Domingos Matos, 20/02/2019 | 13:09

A qualificação profissional e o desenvolvimento de um novo ofício podem transformar realidades de muitos jovens e muitas famílias da Bahia. E é exatamente essa a proposta da Educação Profissional e Tecnológica (EPTEC), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, que vem ganhando cada vez mais força no Estado. Prova disso é o salto de 42% no número de matrículas, que subiu de 67.155 em 2014 para 98.814 em 2018 – sendo 94.974 regulares, 1765 para o Mediotec e 2075 para o ProJovem, programas federais que aproximam o jovem do mercado de trabalho. 

O movimento continua ascendente e a expectativa é ultrapassar a marca de 110 mil matrículas neste semestre, com a oferta de 8 mil vagas para os cursos de Formação Inicial e Continuada, previstos para terem início em abril. O crescimento contínuo permitiu à Bahia passar na frente do Paraná no ranking de redes estaduais do Brasil – saindo de 5º para 4ª lugar.  Quando o assunto é número de oferta de vagas para Educação Profissional e Tecnológica, a Bahia só fica atrás de São Paulo.

A proposta é ofertar cursos que atendam demandas locais e contribuam para que o jovem estudante já conclua o curso com chances reais de empregabilidade. Quem explica é Durval Libânio, Superintendente da Educação Profissional, que reforça a importância da Educação Profissional e Tecnológica no Estado da Bahia ser contextualizada com as potencialidades e características econômicas, socioculturais e ambientais de cada território, valorizando as vocações regionais e dialogando com meios produtivos baianos, estimulando o desenvolvimento sustentável e o empreendedorismo. “Os números atestam o compromisso do estado da Bahia com a Educação e com a profissionalização dos nossos jovens, contribuindo para a construção de um futuro de possibilidades para essas gerações e promovendo impactos reais em suas comunidades, nos locais onde vivem”,  frisa.

Palestra destaca tendências do consumidor e da indústria de alimentos em evento do Sebrae

Domingos Matos, 18/02/2019 | 12:11

Empresários e profissionais que atuam na indústria de alimentos e, até mesmo, aqueles que buscam uma oportunidade para empreender, lotaram o auditório do hotel Tarik Fontes, em Itabuna, na última quinta-feira (14). Todos em busca de informações atualizadas sobre o mercado e as técnicas eficazes para driblar a crise econômica e alavancar os negócios no Sebrae Conecta.

Alberto Kanthack é empresário e produz empadas há 20 anos, em Ilhéus, e há cinco anos vem contando com a ajuda do Sebrae para abertura de filiais. Hoje, com três empreendimentos, produzindo duas mil empadas por dia, ele foi ao evento do Conecta em busca de informação sobre como otimizar a produção sem perder a qualidade.

“Hoje, a gente produz para três pontos de vendas e, em todo o processo, buscamos manter a qualidade e as boas experiências para nossos clientes. Então, vim buscar tecnologia e orientação para conseguir empregar no meu setor de produção, onde eu consigo melhorar a minha produtividade sem perder a qualidade”, declarou.

Dentre as tendências sinalizadas para melhorar a produtividade e a competitividade da empresa, o consultor e palestrante do Instituto Educare, Marcelino Rodrigues, destacou a alimentação finalizada na presença do cliente, a valorização do produto final e a busca, cada vez mais forte, do sabor e do apelo a saudabilidade.

Outro fator importante é o posicionamento do preço que, segundo ele, tem visto empresas de panificação melhorar os serviços, a estrutura, mas subindo muito o preço do que o consumidor tem condições de pagar.

“É uma realidade, a tendência de entrar grandes fabricantes no setor de indústria de alimentos, principalmente em panificação”, explicou o consultor.

A palestra integra o programa Sebrae Conecta. De acordo com a gerente regional, Claudiana Figueiredo, o evento tem dado uma resposta muito positiva, pois está tratando da especificidade de cada segmento de mercado.

“Os especialistas têm dado às empresas grandes insights e estamos felizes com os resultados, principalmente os resultados de impacto para os clientes, de ter um especialista no negócio para fazer a abordagem correta”, afirma.

Próximas palestras

O próximo encontro está programado para a próxima terça-feira, 19 de fevereiro, no auditório do Sebrae em Ilhéus, com o especialista em Alimentação Fora do Lar, Léo Teixeira, que é sócio e membro da equipe de consultores da NaMesa e especialista em Gastronomia.

Logo depois, no dia 25 de fevereiro, no Tarik Fontes, em Itabuna, está reservada a palestra “Inovação e Marketing Omnichannel: as tendências para o segmento de beleza”, com a gerente de Marketing da ADCOS Cosméticos, Miriam Machado.

As inscrições para o evento podem ser feitas gratuitamente por meio do site www.sebraeconecta.com.br. As vagas são limitadas.

Palestra sobre o setor de moda abre série de eventos do Sebrae Conecta em Itabuna

Domingos Matos, 12/02/2019 | 17:03

Empresários do segmento de varejo de moda foram orientados na segunda-feira (11), em Itabuna, sobre as oportunidades para inovar e competir no mundo fashion a partir da moda sustentável. O encontro iniciou uma série de encontros gratuitos com especialista do Sebrae Conecta.

No encontro com os empresários do varejo de moda, a especialista Fernanda Simon levantou o debate sobre o movimento Global Fashion Revolution Brasil, que chama a atenção das pessoas para um consumo sustentável, respeitando as condições ambientais e sociais no processo de produção.

Segundo ela, a ideia foi discutir de que forma podem ser minimizados os impactos ao meio ambiente e ao meio social, e, como isso, pode ser uma ferramenta de transformação.

Nesse contexto, a palestrante destacou que o empresariado exerce um grande poder de influência na escolha de produtos que carreguem no seu processo produtivo valores como ética e coerência.

“A nova geração de consumidores quer produtos com causa, com propósito, que tenham uma história e não comprar por comprar. Então, o empresário que não estiver atento a essas novas demandas, vai ficar para trás”, declarou a especialista de moda.

Indústria de alimentos

Nesta quinta-feira, 14, às 18h30, será a vez dos empresários do setor de panificação e áreas afins, que vão participar da palestra “Grandes Tendências para as Indústrias de Alimentos”, no Tarik Fontes, também em Itabuna.

O evento é direcionado para empresários e profissionais que atuam nos setores de panificação, confeitaria, fábrica de pães congelados, salgados e biscoitos.

O consultor e palestrante do Instituto Tecnológico de Alimentação, Panificação e Confeitaria, Marcelino Rodrigues vai abordar as principais tendências do segmento, técnicas para inovar em sua produção e o cenário da alimentação no Brasil e no Mundo.

O próximo encontro acontece no dia 19, no auditório do Sebrae em Ilhéus, com o especialista em Alimentação Fora do Lar, Léo Teixeira, que é sócio e membro da equipe de consultores da NaMesa e especialista em gastronomia.

Logo depois, no dia 25, no Tarik Fontes, está reservada a palestra “Inovação e Marketing Omnichannel: as tendências para o segmento de beleza”, com a gerente de marketing da ADCOS Cosméticos, Miriam Machado.

Sebrae Conecta

O Sebrae Conecta tem o objetivo de atender empresários e colaboradores com soluções customizadas para 18 áreas diferentes dos setores de indústria, comércio e serviços. De acordo com o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, o projeto segue uma trilha de atendimentos visando identificar os principais gargalos.

“Em seguida, o programa oferece workshops específicos para cada segmento, consultorias empresariais com o subsídio de 50%, capacitações temáticas, proposta de viagem de negócios e um encontro setorial no final do ano”.

 

Bahia e mais quatro estados nordestinos reduzem mortes violentas

Domingos Matos, 11/02/2019 | 13:06
Editado em 11/02/2019 | 10:07

Cinco estados nordestinos, entre eles a Bahia, iniciou o ano de 2019 com redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) - homicídio, latrocínio e lesão corporal dolosa seguida de morte. No território baiano, janeiro de 2019 terminou com diminuição de 21,7% crimes contra a vida – na comparação com o mesmo período do ano passado. Rio Grande do Norte (-38,5%), Paraíba (-40%), Sergipe (-30,4%) e Alagoas (-32,7%) completam a lista.

Na capital baiana, a queda foi de 23%. Em números absolutos foram 107 casos, no ano de 2018, contra 82 registrados este ano. A Região Metropolitana de Salvador (RMS), por sua vez, teve recuo de 15,5%, com 49 crimes em 2019, enquanto no ano passado ocorreram 58. Por último, a macrorregião que engloba o interior do estado contabilizou decréscimo de 22,2%. Em números totais 388 mortes aconteceram em 2018 e neste ano a polícia investiga 302. No geral a Bahia teve 433 casos em 2019, contra 553 do mesmo período do ano anterior.

“Conseguimos um grande resultado no ano passado com uma redução histórica de 11,5%, menor número dos últimos seis anos. Continuaremos, este ano, perseguindo a meta de 6% determinada pelo programa Pacto Pela Vida (PPV)”, disse o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, ressaltando também o bom desempenho no Nordeste. “Estaremos mais unidos em 2019, ajudando quando for preciso e também solicitando apoio nas grandes operações contra quadrilhas interestaduais”, completou.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.