CMVI

Tag: pedro

Governo e PM discutem segurança para inauguração do Teatro Municipal em Itabuna

Domingos Matos, 15/07/2019 | 13:28
Editado em 15/07/2019 | 14:09

Discutir detalhes da segurança no dia da inauguração do Teatro Municipal Candinha Dória. Esta foi a pauta de uma reunião entre o prefeito Fernando Gomes e o comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel PM Daniel Riccio. O evento ocorrerá no dia 26 de Julho, na semana de comemorações pela passagem dos 109 anos de emancipação política e administrativa de Itabuna. Também participou da reunião o Secretário Municipal de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, Jorge Vasconcelos.

Para o prefeito Fernando Gomes, a paz e a segurança são fundamentais para o sucesso do evento. “Como transcorreu em todos os eventos que realizamos – São Pedro e Carnaval Antecipado -, estamos planejando toda segurança para que este dia seja impecável em todos os sentidos”, destacou o prefeito. Na oportunidade, eles fizeram uma vistoria geral em toda área do teatro.

“Visitamos a área externa onde acontecerão os shows e também o seu entorno, para ter uma dimensão de como nós do 15º BPM e do CPRSul iremos dispor o policiamento, oferecer o serviço de segurança condizente com o evento”, explicou o tenente-coronel PM Riccio. E acrescentou informando que conversou inclusive com engenheiro responsável, solicitando algumas intervenções. “Quem adentrar no circuito do evento será revistado, e no seu entorno o policiamento será reforçado, sendo importante ressaltar que sem prejuízo para o policiamento nos bairros”.

 

 

 

Fundação Pedro Calmon participa da 2ª Festa Literária de Ilhéus

Domingos Matos, 09/07/2019 | 19:29

Com o tema O feminino e a leitura do mundo, a 2ª Festa Literária de Ilhéus traz ao público a importância da representatividade feminina nos diversos espaços sociais. De 23 a 26 de julho, o público presente pode conferir uma programação com rodas de conversas, oficinas, apresentações culturais e atividades infantis. 

Já estão confirmadas as presenças da influenciadora digital Tia Má, que fará a abertura da Festa no Teatro Municipal da cidade, no dia 23, e da cantora Larissa Luz, que divide o palco com o escritor e poeta Saulo Dourado, no projeto O Violão e a Palavra, no dia 26.

Mais uma vez, a Fundação Pedro Calmon (FPC/Secult), através da Diretoria do Livro e da Leitura (DLL), está presente na Festa Literária promovendo o estimulo à leitura. De acordo com a diretora da DLL, Bárbara Falcón, “a FPC propõe uma programação que fortalece os eventos literários da Bahia, tendo como foco a troca de conhecimentos sobre o estímulo a leitura e a escrita criativa”, garante.

Além do Teatro Municipal, as atividades vão ser realizadas, na Academia de Letras de Ilhéus, na Biblioteca Municipal Adonias Filho, Praça Pedro Mattos e em outros espaços culturais do Centro. A feira de livros será no Calçadão da Rua Jorge Amado.

A Festa Literária é uma ação que integra dois grandes eventos literários já consagrados na região: a 7ª Feira do Livro da UESC e o IV FLIOS – Festival Literário de Ilhéus, e é uma co-realização entre a Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), a Secretaria Municipal de Cultura, a Academia de Letras de Ilhéus (ALI) e a Fundação Pedro Calmon. O objetivo da parceria é somar esforços para oferecer uma programação diversificada e promover uma maior participação e envolvimento da comunidade regional.

Alunas do Projeto Sociocultural Arte-Dança são contempladas com bolsas no Festival

Domingos Matos, 09/07/2019 | 18:31
Editado em 09/07/2019 | 17:39

As alunas do Projeto Sociocultural Arte-Dança foram contempladas no sorteio de 20 bolsas para os cursos de dança do 2º Festival Dança Sul Bahia 2019. O Festival vai acontecer nos dias 27 e 28 (sábado e domingo) de julho, no Terceira Via Hall, em Itabuna.

De acordo com a professora e bailarina Soanne Mary “o objetivo é incentivar e estimular o desenvolvimento técnico e artístico de bailarinos, divulgar e incentivar a dança, valorizar e incentivar o intercâmbio entre grupos e/ou bailarinos na região sul da Bahia.”

Na ocasião 12 alunas do Projeto Sociocultural Arte-Dança também vão participar da seletiva da Escola Teatro Bolshoi prevista para acontecer durante o evento. O Festival é composto de competição coreográfica, feira de produtos de dança e cursos de várias modalidades com profissionais renomados no cenário da dança no Brasil e no mundo.

Entre os profissionais estão: Gilmar Sampaio (Ballet Clássico intermediário integrante do Balé Teatro Castro Alves), Pedro Pires Graduado em Dança Clássica pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil), Thiago Ramos Coreógrafo formado pela Ebateca, especializado em jazz e Teatro musical, Amarildo Cassiano (Dança Contemporânea – Santa Catarina), Erik Guilerme Gutierrez Diretor bailarino, ator, professor e coreógrafo São Paulo, Márcia Jaqueline Primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Thiago Montalti Atualmente coreógrafo dos Cantores Kevinho e Maiara & Maraisa.

Foram sorteadas as alunas, para o curso de Ballet Clássico Infantil: Kevelin Driciane Lima, Júlia Santos Cabral, Kettley Gabrielle Leôncio, Kaillane Dias Bispo e Sâmara Santana dos Santos. Para o curso de Ballet Intermediário: Jayane Nunes, Thalita Mendonça Souza, Ana Luíza Silva Silmões, Dayane Pedroso Santos e Mylenna Lima Santos: Para o curso de Sapateado: Amanda Santos de Jesus, Thailane Teixeira Carvalho, Amanda Silva dos Santos, Maria Emília Santos Galo e Maria Eduarda Santos Sá. Para o curso de Jazz: Aline Nascimento de Medeiros, Marina Maria Lima, Raphaelle Natháli Almeida, Camile Souza Rocha Silva e Thais Almeida de Menezes.

 

 

A revolta de Stonewall, hoje. É todo DIA, é preciso vigiar, há perigos nas esquinas!

Domingos Matos, 28/06/2019 | 16:23

Por José Antonio Loyola Fogueira

Era final dos anos 60 do século passado(1969), no bar Stonewall, um reduto gay no bairro Village em Nova York, frequentado por centenas de pessoas do universo LGBTQI+, e na noite de 28 de Junho de 1969, em mais uma batida da policia moral de Nova York, que eram frequentes e muito violenta e arbitraria com este publico acontece o inesperado: O publico deste bar se revolta e resiste nas mesmas proporções da policia, e esta revolta toma as ruas do bairro e se estende por cerca de 10 dias. Mas de onde vem essa ação, da liberdade e ousadia dos Bealtos, do grito de liberdade dos hippies, da força do movimento feminista. Assim em 28 de Junho 1970, a passeata de comemoração do primeiro ano de Stonewall, nascia a primeira Parada do Orgulho LGBT.

De lá para cá muitas coisas aconteceram inclusive a AIDS, que muito ensinou ao movimento LGBTQI+, a se reinventar e sobreviver de outras formas e incorporando outras lutas que não só a das liberdades de minorias sexuais, não se pode pensar em ser LGBTQI+, sem que se coloque em sintonia de igualdade o feminismo, a luta contra o racismo e tudo mais que tenta diminuir e segregar pessoas seja pelo qual motivo for. Hoje, e mais que nunca a nossa batalha é na manutenção dos frágeis direitos conquistados, o direito às uniões legais, à adoção, o uso do nome social, e a garantia do estado brasileiro na equiparação às agressões contra esta população equiparadas às agressões contra negros através da lei contra racismo.

É preciso VIGIAR, pois em cada esquina existe uma armadilha que pode nos sequestrar em nossa existência, até o sagrado pode ser usado como arma contra nós, não nos permitamos que continuemos invisibilizando corpos e pessoas que fogem à regra de padrões que este próprio movimento alimenta, existem outros que “borram as margens”(LOURO, 1998). E estes devem ser diuturnamente protegidos, o nosso ORGULHO, é sermos irmão nos sofrimentos e nas alegrias. Não podemos hoje repetir os erros deste movimento, que excluíram pessoas tão importante na revolta de Stonewall(1969), como Marshall P. Tompson, morta em um assassinato insolúvel até os dias de hoje, ou Silvia Rivera que teve seu fim como moradora em “situação de rua” nas periferias de Nova York.

Quero hoje celebrar um ORGULHO, que nos uni como humanos, na igualdade de lutas e direitos, e possamos construir uma unidade de consciência politica que nos elevará a outros patamares nas esferas de construção social desta nação. E porque eu falo de pessoas TRANS* e Corpos TRANS, porque eles são os mais notados, e por isso os mais violentados(MOTT,2002), em pessoas como Keylas, Indianaras, Thiffanys, Sabrinas, Samaras, Jaquelines, Jovannas, Lúcias, Lauras, Natalhas, Melissas, Brunas, Safiras, Melissas, Camilas, Barbaras, Katias, Antonio, Pedros, Joãos, Josés, Matheus, Paulos, Henriques, e todxs que escapam em vivências.

Assim são nossas existências uma criança frágil que requer um cuidado diário, um olhar VIGILANTE, e atento. Pois afirmo a todxs com muito ORGULHO, há perigos nas esquinas. E para além de colher e levar as flores que nascem em nossos jardins, precisamos cuidar de nossos jardins.  Quero hoje agradecer pelas mãos que me trouxeram até aqui, não posso citar nomes pois vocês são muitxs.    

*Referencia à Travestis, Mulheres e Homens Transexuais.

Referências:

LOURO, Gaucira Lopes.  Um corpo estranho. Ensaios  sobre a sexualidade e teoria queer. 2ª Edição.  Editora Autentica. Belo Horizonte.  2013.

MOTT, Luiz et al. O crime Anti-Homossexual no Brasil. Editora Grupo Gay da Bahia, Salvador. 2002.

Fantástico: Revolta de Stonewall completa 50 anos e é considerada marco do movimento LGBT. Disponível em: < http://www.doistercos.com.br/fantastico-revolta-de-stonewall-completa-50-anos-e-e-considerada-marco-do-movimento-lgbt-assista/>. Acesso em: 27 mai. 2019.

_______________

José Antonio Loyola Fogueira é pedagogo

Cerimônia transfere sede do Governo para Cachoeira

O ato destaca a importância do município nas batalhas travadas pela conquista da independência do Brasil

Domingos Matos, 25/06/2019 | 15:02

A cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano, se tornou sede do Governo do Estado, nesta terça-feira (25), pelo 12º ano consecutivo. O ato destaca a importância do município nas batalhas travadas pela conquista da independência do Brasil, que tiveram início no dia 25 de junho de 1822. O evento histórico resultou na libertação baiana do domínio português, em 2 de julho do ano seguinte.

Representante do Governo no evento, a secretária estadual de Cultura, Arany Santana, participou dos atos tradicionais da ocasião, como o hasteamento da bandeira, o Te Deum - cerimônia religiosa realizada na paróquia da cidade -, e a sessão solene na Câmara Municipal. 

De acordo com Arany, a data é importante não somente para Cachoeira e para a Bahia, mas para o Brasil. “Hoje, a cidade de Cachoeira relembra o 25 de junho de 1822, quando autoridades e o povo cachoeirano e de cidades vizinhas tiveram a adesão da Igreja e seguiram para a Câmara, para aclamar Dom Pedro I como príncipe regente do Brasil. Esse foi o primeiro passo para a luta da nossa independência. A heróica Cachoeira tem o privilégio de ter dado o primeiro passo para a independência do país”, ressaltou a secretária.

Ainda segundo a Arany Santana, desde o dia 1º de junho, a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) vem realizando uma série de atividades históricas e culturais nas cidades do Recôncavo, na Rota da Independência, com rodas de conversa nas escolas e exposições. "O Governo se faz presente e celebra todo o mês de junho, especialmente na comemoração do 25 de junho. O objetivo é destacar que a data é um momento de orgulho para todos nós”, explicou. 

Aos 92 anos, conhecida e reconhecida como doutora do samba, Dalva Damiana de Freitas se produziu toda para a data, com roupa de baiana e colares de contas e búzios. "Cachoeira é tudo para mim. Sou operária, criei meus filhos e me sinto orgulhosa com este reconhecimento, que é trazer a sede do Governo para Cachoeira. Isso fortalece a cidade", opinou.

Natural de Feira de Santana, o professor Francisco Freitas também prestigiou o evento.  “Vejo esta celebração como uma forma de passar para os mais novos sobre esse fato histórico na cidade. A cerimônia resguarda a tradição”, destacou. 

Te Deum 

O padre Hélio Vilas Boas afirma que o Te Deum é um hino de louvor ao Deus libertador. "No dia 25 de junho de 1822, a população se reuniu nessa igreja, onde foi realizado o primeiro Te Deum por um Brasil livre. Então, a cada ano, reforçamos a memória do 25 de junho, comemorando a data, louvando e bendizendo a Deus pelo ideal de liberdade".

Estudantes da Educação Profissional realizam Feira de Negócios da Carne do Sol em Itororó

Domingos Matos, 17/06/2019 | 19:20
Editado em 18/06/2019 | 06:45

A Praça do Festisol, localizado no centro de Itororó, a 109 km de Itabuna, está sediando a Feira de Negócios da Carne do Sol (FENESOL), que é promovida pelo Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Médio Sudoeste, unidade da rede estadual de ensino, no município. A FENESOL, que começou nesta sexta-feira e segue até sábado, tem o objetivo de dar visibilidade aos projetos desenvolvidos pelos estudantes e que têm como base a carne do sol, uma das grandes referências para a economia do Território de Identidade Médio Sudoeste.

Na praça, foram montados 15 estandes onde estão sendo apresentados e comercializados diversos produtos elaborados na cozinha do CETEP por estudantes do eixo tecnológico Produção Alimentícia. Entre as delícias estão empadas, quibes, hambúrguer gourmet, a linguiça de carne de sol, o escondidinho e o biscoite de carne do sol, que é uma das inovações do evento.  

A FENESOL conta com o envolvimento dos mais de mil estudantes do CETEP e de todos os cursos técnicos de nível médio ofertados, são eles: Administração, Agroindústria, Zootecnia, Meio Ambiente, Agroecologia, Enfereagem, Nutrição, Análises Clínica, Serviços Jurídicos e Informática. “Quem não está na elaboração dos produtos está, por exemplo, na divulgação, na elaboração de planos de negócios para os empreendedores da carne de sol, na consultoria jurídica ou prestando informações sobre o manejo da carne. Tudo isso é na perspectiva de aliar teoria e prática em um trabalho que envolve vários projetos em sala de aula desde o início do ano letivo. Esta vivência é essencial para o amadurecimento dos estudantes e para a aprendizagem efetiva da formação técnica”, destacou a coordenadora pedagógica do CETEP, Roberta Melo Pires.

A programação envolve ainda estudantes de mais de 13 escolas estaduais da área do Núcleo Territorial de Itapetinga (NTE 08), além de alunos das redes municipal e particular que participam de apresentações de quadrilhas e de outras manifestações culturais. Outro ponto alto da programação é a final do concurso MasterChef com pratos feitos com a carne do sol, neste sábado. Serão premiados os três primeiros colocados nas categorias: “Estudantes” e “Moradores”. Além dos moradores de Itororó, o concurso também é aberto para participantes de Ibicuí, Firmino Alves, Itapetinga, Nova Canaã e outras cidades da região. A comissão julgadora é formada por especialistas convidados e os vencedores receberão prêmios como eletrodomésticos diversos.

Para o estudante João Pedro, 3° ano do curso técnico de nível médio em Meio Ambiente., a FENESOL muda a rotina da cidade e é essencial para a formação profissional dos estudantes. “Podemos dizer que a cidade toda é impactada pela FENESOL, que é uma oportunidade para mostrar todos esses projetos do CETEP, além de ser um grande aprendizado para nós”, afirmou.

A diretora do CETEP, Sirlene Pereira, disse que além de fundamental para a formação dos estudantes, a FENESOL promove a integração da escola com todo o Território. “A FENSOL é um grande laboratório para os estudantes por que permite que eles tenham uma vivência profissional, além de ser uma grande oportunidade de aprendizado pelo resgate desta cultura da carne do sol de Itororó e do território, promovendo a integração com outras cidades da nossa região”, afirmou.

 

Mais informações

Sirlene Pereira - (73) 3265-1039 e (73) 99987-5980

 

Padrasto confessa ter matado o enteado de apenas 5 anos em Itabuna

Domingos Matos, 12/06/2019 | 14:39
Editado em 13/06/2019 | 10:43

O ex-presidiário Isaque Vieira Lemos, de 28 anos, confessou ter matado na madrugada desta quarta-feira (12), o enteado Davi Luiz Santos de Jesus, de apenas cinco anos de idade, só porque o menino, segundo ele, “estava traquinando”. O acusado disse que agiu sob influência de álcool e drogas. O crime aconteceu no bairro Pedro Jerônimo, em Itabuna.

O pequeno Davi foi espancado e depois asfixiado até a morte. Embora a mãe, Laiane de Jesus Santos, de 24 anos, estivesse em casa, ela negou ter visto o marido matar o filho. Por outro lado, os vizinhos relataram ter ouvido os gritos de dor da criança.

Segundo a perícia, no corpo do menino haviam marcas de mordidas e também sinais evidentes de abuso sexual. O suspeito ainda procurou a delegacia na manhã de hoje para informar que o enteado havia morrido em casa, de morte natural. No entanto, a polícia desconfiou e prendeu o homem.

Isaque já havia sido preso por outros crimes, entre os quais assaltos a mão armada, furto e tentativa de homicídio, todos cometidos em Ubatã, onde ele morava antes de se mudar para Itabuna.

Segundo o delegado André Aragão, chefe da 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior, o acusado foi autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil e torpe. A mãe da criança vai prestar depoimento na tarde desta segunda. De acordo com Aragão, ela pode ser indiciada por omissão.

Fernando Gomes não descarta possibilidade de aumentar passagem para R$ 3,50

Domingos Matos, 10/06/2019 | 20:31

Como a greve deixou Itabuna sem ônibus por uma semana e as empresas alegaram só poder reajustar os salários dos motoristas e cobradores se a passagem aumentasse, o Diário Bahiaperguntou ao prefeito Fernando Gomes nesta tarde: O itabunense vai dançar o forró de São Pedro pagando mais caro pela passagem de ônibus?

Ao que o prefeito respondeu: “Não sei se vai ter aumento de passagem, ainda vou decidir isso. A realidade é que ônibus em Itabuna não pode rodar como está rodando. Porque tem três anos que tá rodando por 3 reais. Conquista é R$ 3,80, Ilhéus é R$ 3,80, Feira é 4 reais…”, comparou.

Fernando Gomes mencionou, também, o número de gratuidades. São 360 mil por mês. Sempre de forma, digamos, espirituosa, ele alfinetou um contrato firmado no governo anterior. “Primeiro, Correio não paga, funcionário da Prefeitura não paga, policial não paga, aposentado não paga, deficiente físico não paga… por isso está essa situação. Segundo, as empresas dizem que pagando R$ 3,30 ficam sem lucro. Por que? Fizeram um contrato mal feito com a Prefeitura no governo de Vane! Eles mandaram vir de lá um incompetente e acho que assinaram sem nem ler”.

“Assinou sem ler”…

Após essa argumentação, sinalizou: “O que a gente pode dar hoje… a passagem é 3 reais… é ir para R$ 3,30 só”. E seguiu narrando o que colocou em reunião com empresários do transporte. Em Itabuna, operam as empresas São Miguel e Sorriso da Bahia. De certa forma, até deu bronca na parte envolvida.

“Não pode, porque é o que eles fizeram. Culpa de quem foi? Deles! Não é minha culpa. Aí eles saíram correndo. Vai assinar as coisas sem ler? O advogado fez a burrice e eles assinaram sem ler. E aí está o caos que há. Cabe à Justiça decidir; eu sei que não dá pra rodar, eu tô sabendo disso. Teve aumento de óleo diesel, pneu, tem salário de funcionário, que é natural aumentar … tudo! ”.

O prefeito, por fim, referiu-se à greve e a necessidade de uma solução para o impasse. “Pior que a cidade tá sem transporte e eu tô apertando isso aí. Está no Tribunal pra se definir. Acho que tem que ser … que não aumente demais. No mínimo R$, 3,30, R$ 3,50. Não vou botar R$ 3,80, mas R$ 3,50 pra resolver o problema deles aí ”.

Segundo ele, se o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) resolvesse a situação, daria o aumento. Se não… “Não posso fazer coisa que a Justiça não permite”, afirmou, ainda antes de um veredicto na audiência entre empresários e funcionários na sede TRT, em Salvador. (Com informações do Diário Bahia)

 

Por 5 votos a 1, TCE aprova contas do governador Rui Costa

Domingos Matos, 05/06/2019 | 23:39

Em sessão realizada na tarde de terça-feira (4), o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE) aprovou — pelo quarto ano consecutivo — as contas do governador Rui Costa, desta vez por 5 votos a 1. Votaram a favor o relator Antônio Honorato, o vice-presidente do TCE, Marcus Presídio, e os conselheiros Carolina Costa, João Bonfim e Inaldo da Paixão. Contra, apenas o conselheiro Pedro Lino.

De acordo com Inaldo da Paixão, o seu voto de aprovação das contas de Rui foi "técnico e consciente". Para o vice-presidente do TCE, Marcus Presídio, "é inegável, sobretudo do ponto de vista da gestão fiscal e dos desafios advindos da crise econômica e política do país, que as contas de 2018 apresentam um conjunto satisfatório, implicando em um juízo aprovativo”.

 

Gestão equilibrada

Na contramão do que ocorre no restante do país, a Bahia preserva o equilíbrio das contas, segue pagando em dia servidores e fornecedores. Além disso, tem uma das mais baixas dívidas do país e mantém-se entre os primeiros do país em investimento público nos últimos anos. 

As recomendações do TCE sobre as contas do governo baiano nunca foram tão exaustivamente analisadas e implementadas como nos últimos anos, com monitoramento detalhado das ações corretivas e preventivas adotadas pelas diversas unidades da Administração Estadual. Ainda assim, os conselheiros do TCE fizeram algumas ressalvas ao aprovar as contas de 2018.

As medidas adotadas pelo Estado, em razão das recomendações do TCE, foram possíveis graças ao trabalho desenvolvido nos últimos anos pela Comissão Estadual de Ações Corretivas e Preventivas de ressalvas relativas às Contas Governamentais, instituída por decreto governamental e composta pelas unidades sistêmicas da Administração Estadual e presidida pela Auditoria Geral do Estado (AGE). 

A atuação da comissão contribuiu, significativamente, para tornar a Bahia referência nacional no alinhamento da contabilidade do Estado ao novo Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público. 

Entre as medidas implantadas sob a coordenação da comissão, estão também a implantação do Conselho Gestor de Acesso à Informação (CGAI), a regulamentação do procedimento de classificação e desclassificação de informações sigilosas, a publicação de norma de orientação técnica dedicada aos eventos contábeis relacionados aos contratos de Parcerias Público-Privadas (PPPs), o fortalecimento do trabalho de recuperação de débitos fiscais por meio do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira) e a possibilidade de interposição de recursos por meio do Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG). 

Reunindo a Casa Civil, as secretarias da Administração (Saeb), da Fazenda (Sefaz) e do Planejamento (Seplan) e a Procuradoria Geral do Estado (PGE), a Comissão analisa os achados de auditoria mencionados nas conclusões de Pareceres Prévios do TCE-BA, define ações corretivas e preventivas e acompanha a sua implementação. O objetivo deste trabalho, de acordo com o decreto que instituiu a comissão, é o aprimoramento das atividades estatais mencionadas nos pareceres prévios.

Você no Azul: 3 milhões de clientes da Caixa poderão quitar dívidas com desconto

Domingos Matos, 28/05/2019 | 18:34

A Caixa Econômica Federal lançou, nesta terça-feira (28), campanha para renegociação de dívidas de crédito às pessoas e empresas. A Campanha Você no Azul engloba cerca de três milhões de clientes, proporcionando a facilidade para regularizar os débitos com superior a 360 dias com a diferença entre 40% e 90% para resolver um problema, conforme a situação dos contratos crédito.

A você no Azul significa cerca de 6,2 milhões de reais, cerca de R $ 2.000,00, e 320 mil pessoas jurídicas, em que 65% tem possibilidade de quitar à vista com valores inferiores a R $ 5.000,00.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães (foto), a ação facilita a regularização de suas dívidas. "Os nossos principais programas são resgatar o poder de compra e pagamento de clientes, com a finalidade de resgatar a empresa, e a possibilidade de se tornarem novos clientes sem mercado, com a exclusão da restrição de seu cadastro", disse.

Guimarães ressaltou que esta iniciativa reforça a posição da Caixa como banco social e que se segue, é definida pelo governo Federal como classes mais carentes da sociedade e que acabam pagando por créditos mais caros. Quando você está negociou com juros de 10%, 15% e até mais de 20%. As sociedades de pessoas físicas e jurídicas podem reduzir as taxas de juros e as taxas de juros. ”, afirmou Guimarães.

A ação está vigente por 90 dias em todo o território nacional, e o que mais o chamam é o site www.negociardividas.caixa.gov.br , pelo telefone 0800 726 8068 opção 8, nas redes sociais da Caixa no Facebook (facebook .com / caixa), Twitter (twitter.com/caixa) e agências.

Outros canais de atendimento - Para ampliar os canais de atendimento e direcionamento mais convenientes, algumas vezes chamado nos Caminhos Você não Azul, que são de séries móveis em cinco caminhões, que realizam atendimento em grandes cidades.

Os clientes também podem ser contatados por empresas de recuperação de crédito, contratados pela Caixa, além de SMS e outras formas de comunicação, que têm como objetivo divulgar as alternativas negociais disponíveis.

Projeto Caminhão com Ciência da Uesc visita Escola Margarida Pereira

Domingos Matos, 27/05/2019 | 07:18

Se a Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME), tem traçado para si e para as orientações gerais sobre gestão escolar palavras de ordem como “garantia do direito de aprender”, “parcerias”, “sucesso”, “permanência” e “planejamento com base nos indicadores”, essa síntese e essas palavras têm tido a Escola Municipal Margarida Pereira, no bairro Pedro Jerônimo, como uma de suas caixas de ressonância mais latentes. 

No sábado (25), a escola recebeu a visita do projeto “Caminhão com Ciência”, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), através do qual os estudantes e os professores da unidade escolar, em contato com os trabalhos orientados por professores e alunos de diversos cursos da UESC, tiveram acesso às informações sobre desenvolvimento científico, pesquisas, experiências e resultados nos mais variados temas e assuntos do cotidiano sociocultural. 

A secretária municipal da Educação de Itabuna, professora Nilmecy Gonçalves, esteve presente e disse que "momentos como esses reverberam que experiências de acesso ao conhecimento são potencializadas quando reúnem atores intra e extra comunidade escolar,  aflorando ainda mais a vontade de aprender", disse.

Trazendo temas que foram desde reprodução humana até os benefícios e cuidados com a eletricidade, as apresentações  foram consideradas muito positivas. Para o diretor da escola, professor Érico José dos Santos, “esse contato dos alunos com pesquisas é muito importante justamente pela capacidade que esse tipo de ação tem de incentivar os alunos da escola a desenvolverem eles também as próprias pesquisas e mesmo a terem vontade de adentrarem espaços universitários, como estudantes e como pesquisadores”, disse o professor. 

O Caminhão com Ciência é o meio de transporte para exposições científicas interativas e oficinas nas áreas de Física, Química, Biologia, Matemática, Biomedicina e Geografia. As exposições e oficinas são realizadas em escolas públicas e centros comunitários nos finais de semana, para melhor se adequarem às atividades acadêmicas da UESC.

A equipe é formada por um coordenador geral, coordenadores das áreas de atuação do projeto, professores colaboradores, monitores bolsistas de extensão da UESC e monitores voluntários. 

O Caminhão com Ciência já atingiu um público de aproximadamente 20 mil visitantes desde o início do protejo, em várias cidades.

A exposição itinerante de divulgação científica tem os mesmos aspectos das exposições realizadas em museus e Centros de Ciências. 

No site do projeto, informações dão conta que já não há mais previsão de agendamentos de visitas para o ano de 2019, mas quem tiver interesse em receber a exposição em 2020, deverá entrar em contato pelo e-mail caminhaocomcienciauesc@gmail.com, em janeiro do ano que vem. 

Segunda plenária do Orçamento Participativo acontecerá na Urbis IV

Domingos Matos, 21/05/2019 | 18:43

Dando prosseguimento as plenárias que tem como finalidade consultar a opinião popular para a elaboração do Orçamento Público Municipal do ano de 2020, definindo as prioridades orçamentárias a partir das demandas da população, será realizada nesta quarta-feira (22) mais uma audiência pública, desta vez no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Urbis IV, a partir das 14 horas.

De acordo com o diretor do Departamento de Planejamento Econômico da Prefeitura de Itabuna, Heleodório Nunes Filho (Dorinho), a ideia é reunir um grande número de moradores da Urbis e bairros circunvizinhos, “para que todos possam participar e definir as demandas de cada comunidade, dentro das possibilidades de arrecadação do município”, disse. Nesta plenária serão contemplados moradores dos bairros Urbis IV, Itamaracá, Roça do Povo, Rua de Palha, Morumbi, Vila Paloma, Odilon, Jorge Amado, Ferradas, Lomanto, Manoel Leão, Nova Ferradas, Santa Catarina, Nova Itabuna, Parque Santa Clara, entre outros.

A segunda plenária está prevista para acontecer no dia 29 de Maio, no CAIC, bairro São Caetano, e deverá reunir moradores dos bairros Conceição, Vila Zara, São Judas, São Pedro, Pedro Jerônimo, Daniel Gomes, Zizo, Góes Calmon, Banco Raso, Jaçanã, Novo São Caetano, Maria Pinheiro, Fonseca, Sarinha, Vila Anália, Jardim Primavera, Novo Fonseca, Vale do Sol e Gogó da Ema.

Segunda plenária do Orçamento Participativo acontecerá na Urbis IV

Domingos Matos, 21/05/2019 | 18:43

Dando prosseguimento as plenárias que tem como finalidade consultar a opinião popular para a elaboração do Orçamento Público Municipal do ano de 2020, definindo as prioridades orçamentárias a partir das demandas da população, será realizada nesta quarta-feira (22) mais uma audiência pública, desta vez no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Urbis IV, a partir das 14 horas.

De acordo com o diretor do Departamento de Planejamento Econômico da Prefeitura de Itabuna, Heleodório Nunes Filho (Dorinho), a ideia é reunir um grande número de moradores da Urbis e bairros circunvizinhos, “para que todos possam participar e definir as demandas de cada comunidade, dentro das possibilidades de arrecadação do município”, disse. Nesta plenária serão contemplados moradores dos bairros Urbis IV, Itamaracá, Roça do Povo, Rua de Palha, Morumbi, Vila Paloma, Odilon, Jorge Amado, Ferradas, Lomanto, Manoel Leão, Nova Ferradas, Santa Catarina, Nova Itabuna, Parque Santa Clara, entre outros.

A segunda plenária está prevista para acontecer no dia 29 de Maio, no CAIC, bairro São Caetano, e deverá reunir moradores dos bairros Conceição, Vila Zara, São Judas, São Pedro, Pedro Jerônimo, Daniel Gomes, Zizo, Góes Calmon, Banco Raso, Jaçanã, Novo São Caetano, Maria Pinheiro, Fonseca, Sarinha, Vila Anália, Jardim Primavera, Novo Fonseca, Vale do Sol e Gogó da Ema.

Caixa começa a chamar candidatos aprovados no concurso de 2014

Domingos Matos, 21/05/2019 | 15:37
Editado em 21/05/2019 | 14:56

Os candidatos aprovados no concurso da Caixa realizado em 2014 começam a ser chamados a partir do dia 3 de junho deste ano. De acordo com o banco, a convocação será feita conforme a necessidade e estratégia da instituição financeira.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que as contratações têm por objetivo o fortalecimento da rede de agências, valorizando o atendimento aos clientes.

“É importante focar em colocar as pessoas na rede, que é o principal contato da Caixa com os mais de 93 milhões de clientes que temos”.

PDV

Na segunda-feira (20), o banco colocou em execução o Programa de Desligamento de Empregado. O prazo para adesão dos funcionários interessados é até 7 de junho. (Com informações da Agência Brasil)

 

Inaugurado o Posto do Instituto Pedro Mello no Conjunto Penal de Itabuna

Domingos Matos, 20/05/2019 | 22:13

Autoridades, servidores estaduais e funcionários estiveram presentes hoje (dia 20), no Conjunto Penal de Itabuna, para a inauguração do Posto do Instituto de Identificação Pedro Melo naquela unidade. O equipamento vai facilitar o acesso de pessoas privadas de liberdade aos documentos de identificação, bem como à inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF). O evento foi conduzido pelo chefe de Gabinete e secretário em exercício Carlos Eduardo Sodré, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

O posto será operacionalizado pela empresa Socializa, cogestora do Conjunto Penal de Itabuna. Dois funcionários da empresa foram treinados pelos peritos do Instituto Pedro Mello para fazer a coleta das informações e repassá-las ao órgão, que irá fazer a conferência e emissão do documento de identidade.

O ato de inauguração marcou o início de um novo momento para o trabalho da equipe multidisciplinar de ressocialização do CPI, uma vez que as demandas por documentos – espontâneas ou provocadas – poderão ser atendidas em tempo muito mais reduzido. “Essa é uma ferramenta que muito nos ajudará no processo de ressocialização na unidade”, afirmou o diretor do CPI, major PM Adriano Valério Jácome da Silva.

Por sua vez, o superintendente de Ressocialização Sustentável da Seap, Luís Antônio Fonseca, destacou a importância do posto no interior da unidade prisional como uma forma de melhorar o acesso das pessoas privadas de liberdade ao trabalho, à educação e às diversas oportunidades  de reinserção social. “Além de Itabuna, já inauguramos um posto semelhante em Lauro de Freitas e vamos estender a todas nossas unidades”.

Ele enfatizou as conquistas no campo da ressocialização destacando as parcerias com a prefeitura de Vitória da Conquista, de Lauro de Freitas, com o Judiciário e com o próprio Governo do Estado, por meio de diversas secretarias, que empregam pessoas privadas de liberdade. “Esse é um grande avanço, porque estamos superando aquela visão de que essas pessoas só podem trabalhar em serviços braçais. Estão no serviço braçal, e também nos órgãos públicos, de acordo com suas aptidões”, destacou o superintendente.

Representando o secretário Nestor Duarte, o chefe de Gabinete Carlos Sodré fez questão de destacar o trabalho da secretaria e do próprio Governo, que tem reduzido o déficit de vagas no sistema prisional. “Como membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), tenho observado que a Bahia é um dos estados com menor déficit de vagas. Seremos um dos primeiros estados a zerar essa deficiência de vagas, o que significa que teremos um sistema mais voltado à ressocialização, por ter melhores condições de convivência”.

Para o secretário em exercício, essas ações, somadas ao combate e, especialmente, à prevenção da prática delituosa, por meio do fortalecimento da educação, fará com que, no futuro, a finalidade da Seap esteja menos voltada à gestão dos presídios e passe a ser mais afeita ao trabalho de ressocialização. “A inauguração do Posto do Instituto Pedro Mello, nesse contexto, é de suma importância, por garantir o exercício da cidadania a pessoas privadas de liberdade com celeridade na emissão de seus documentos”.

Também participaram do evento o diretor-adjunto do CPI, Bernardo Cerqueira Dutra, o presidente da subseção local da OAB, Edmilton Carneiro; o coordenador local do Instituto Pedro Mello, Alberto Durão; o capitão PM Leonardo Jadiel (Esquadrão de Polícia Montada de Itabuna); e o diretor de Vagas da Seap, Julival de Jesus, que representou o superintendente de Gestão Prisional, major PM Júlio César Ferreira dos Santos. 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.