Tag: policial

Suspeitos de assassinatos morrem em confronto com a Polícia

Domingos Matos, 13/11/2019 | 17:33

Dois suspeitos que eram investigados por mais de cinco homicídios morreram em confronto a Polícia na madrugada desta quarta-feira (13). Eles foram localizados por equipes da Rondesp Leste, na Avenida Transnordestina, no bairro Bom Viver, em Feira de Santana, durante Operação Madrugada Segura. Três armas de diferentes calibres e entorpecente foram apreendidos com os criminosos.

Uma denúncia anônima levou as equipes até Jefferson Pereira de Oliveira, 21 anos, e Pedro Antônio Antunes Correas, 23, que se escondiam em um imóvel, no Caminho 3, Quadra B. Os acusados reagiu, atirando contra os policiais; No confronto, foram feridos e socorridos para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiram.

“Com a dupla foram encontradas uma pistola calibre 9 milímetros, um revólver calibre 32 e uma espingarda calibre 26”, contou o comandante da Rondesp/Leste, major PM Átila do Carmo. Um policial canino do Grupo de Operações com Cães também auxiliou a detecção de 500 gramas de maconha.

Segundo o titular da Delegacia de Homicídios, no Complexo Policial de Feira de Santana, delegado Rodolfo Figueredo de Faro Barros, Pedro já respondia cinco inquéritos por homicídios e Jefferson era investigado por um. “Eles integravam um grupo criminoso que coordenava o tráfico no bairro de George Américo”, revelou.

A operação acontece diariamente através da coordenação do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL) e visa o combate de crimes contra o patrimônio e tráfico de drogas.

 

Governador anuncia data de pagamento do Prêmio por Desempenho Policial

Domingos Matos, 03/10/2019 | 08:29

No PapoCorreria de terça-feira (1º), transmitido nas redes sociais ao vivo, o governador Rui Costa anunciou o pagamento, na primeira quinzena de novembro, de R$ 40 milhões do Prêmio por Desempenho Policial (PDP). Os beneficiados diretos são mais de 25,3 mil servidores, entre militares, civis e técnicos, que trabalharam para a meta de reduzir, em pelo menos 6%, o Índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) na Bahia, no primeiro semestre deste ano.

No período, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os registros desses crimes caíram 16%. No acumulado do ano, de janeiro a setembro, a Bahia apresentou número 14,2% menor que no mesmo período de 2018. Setembro deste ano traz ainda um dado histórico: o menor número de mortes violentas em um mês dos últimos seis anos, totalizando 347 casos.

Criado pela SSP em 2013, em reconhecimento aos esforços da equipe no combate à criminalidade no estado, o PDP já beneficiou mais de 132 mil servidores com R$ 172 milhões pagos.

Futuros escrivães, investigadores e delegados da Polícia Civil iniciam curso de formação

Domingos Matos, 24/09/2019 | 13:35

A aula inaugural do Curso de Formação 2019 da Academia da Polícia Civil da Bahia (Acadepol) reuniu, na manhã desta terça-feira (24), na Assembleia Legislativa do Estado (Alba), todos os aprovados no último concurso realizado para preenchimento de vagas na corporação. Ao todo, 340 futuros delegados, investigadores e escrivães iniciaram a preparação, que acontecerá nos próximos quatro meses.

Presente no evento, o titular da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Maurício Barbosa, fez questão de desejar boa sorte aos formandos da Polícia Civil da Bahia (PC-BA). "Essa formação é necessária e obrigatória. Só depois da aprovação do grupo será possível nomear e dar posse aos novos escrivães, investigadores e delegados, e boa parte deve atuar no interior do estado. Há municípios com cerca de 50 mil habitantes que clamam por um reforço na polícia investigativa", explicou.

Delegado-geral da PC-BA, Bernardino Brito Filho, ressaltou que dentro de pouco tempo todos estarão na ativa. "Nosso curso de formação dura quatro meses, então esperamos que já em fevereiro próximo nossos formandos ingressem na carreira policial. Essa formação é importante, pois a Polícia Civil precisa ter seu efetivo ampliado e, por isso mesmo, estamos dando início aos trâmites necessários para instalar um novo processo de seleção", anunciou.

As aulas iniciadas esta semana incluem palestras do delegado-geral da PC-BA e do coordenador da Coordenação de Operações Especiais (COE), Hélio Jorge Oliveira Paixão. Toda a preparação reúne a parte teórica e também visitas técnicas e estágio supervisionado, para que os aprovados obtenham a experiência prática antes de estarem aptos para a nomeação.

 

Mandante de crime e pistoleiro contratado por eles são presos

Domingos Matos, 23/09/2019 | 10:27

Dois homens envolvidos numa briga entre famílias ciganas, que resultou em sete mortes e 13 tentativas de homicídios, ocorridas em quatro estados e no Distrito Federal (DF), foram presos na última quarta-feira (18), durante uma ação deflagrada pela 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e policiais militares, de Eunapólis.

O coordenador regional, delegado Moisés Damasceno, informou que o bombeiro militar da cidade de São Paulo Charles Pereira de Araújo, de 42 anos, e o cigano Nivaldo Ribeiro Dantas, estavam na cidade há quatro dias, planejando matar outra família, moradores do bairro Santa Isabel, naquela cidade.

Charles foi preso por volta das 21h de quarta, durante uma abordagem realizada pelo Esquadrão de Motociclista Falcão Sul, do 7º CIPM/Eunápolis. “O militar estava abordo de um automóvel, cuja placa ele havia adulterado com fitas adesivas, num local ermo, nas imediações do bairro Santa Isabel”, explicou o delegado.

Em desdobramento dessa prisão, os investigadores da 23ª Coorpin/Eunápolis identificaram o segundo envolvido no plano, Nivaldo Dantas, que já havia passado por dois hotéis da cidade e foi alcançado no município de Itabela, quando tentava fugir para Vitória/ES. Nivaldo tentou subornar os policiais para não ser preso.

De acordo com o delegado Moisés Damasceno, ficou apurado nas investigações que Nivaldo contratou o policial paulista para matar a família de Zanata Ribeiro Dantas, que também é seu primo. Segundo as informações, o combinado era que o pistoleiro matasse o maior número de pessoas da família, e por isso ele aguardava a oportunidade em que os familiares de Zanata se reunissem.

Charles e Nivaldo foram conduzidos à sede da 23ª Coorpin/Eunápolis e aguardam transferência para o sistema prisional. As investigações prosseguem para identificar a participação de outras pessoas. Os crimes envolvendo as famílias ciganas ocorreram na Bahia, Tocantins, Maranhão, Rondônia e Distrito Federal, entre fevereiro de 2017 e agosto de 2019.

 

Mulher detida em operação da PF contra fraudes no INSS na Bahia já tinha sido presa 4 vezes em 2018

Domingos Matos, 20/09/2019 | 11:13

Uma mulher que está entre os presos na Operação Lama Preta, deflagrada ontem (19), na Bahia, contra fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), já tinha sido detida outras quatro vezes em 2018, segundo informações divulgadas pela Polícia Federal (PF).

A suspeita foi surpreendida pelos policiais, enquanto dormia com o marido, no início da manhã ontem (19), na cidade de Camaçari. O homem também foi preso. Os nomes dos dois, assim como as identidades dos outros envolvidos, não foram divulgados.

Além do casal, segundo a PF, outras sete pessoas foram detidas na quinta. Entre eles um empresário de Vilas do Atlântico, área de classe média alta em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. De acordo com a PF, ele era responsável pela falsificação e produção dos documentos usados na fraude.

Idosos e deficientes físicos que colocavam o esquema em prática também foram detidos. Outros três suspeitos seguem foragidos. Todos estão com mandados de prisão preventiva.

O grupo era investigado há 3 anos e a suspeita é de que mais de 100 benefícios tenham sido falsificados. O prejuízo aos cofres públicos passam dos R$ 4 milhões.

"Conseguimos desbaratar esse grupo criminoso, que é formado em sua maioria por estelionatários com amplas passagens policiais", disse o delegado da PF Marcelo Siqueira.

Segundo a PF, os idosos e deficientes eram usados como "dublês" pelo grupo. Eles usavam nomes, fotos e documentos falsos e se apresentavam nas agências do INSS para obter benefícios da instituição. Pela participação no esquema, eles levavam uma parte do dinheiro.

"Um dos benefícios fraudados é o de prestação continuada, que é pago para pessoas com mais de 65 anos de idade em condição de vulnerabilidade. Então, eles precisavam de pessoas idosas para sacar esse benefício. Eles recrutavam pessoas com mais ou menos essa idade para que a fraude tivesse algum tipo de verossimilidade", disse o delegado da PF. "No jargão policial a gente usa a palavra dublê, que é a pessoas que se faz passar por outra para cometer a fraude", explicou.

Além da fraude em benefícios, conforme a PF, os envolvidos também usavam os documentos falsos para fraudar compras em lojas e financiamento de carros.

Durante a operação, que também cumpriu 11 mandados de busca e apreensão, a Polícia Federal apreendeu fotos 3x4, cartões de crédito e documentos falsos usados pelo grupo. A corporação destacou que não foram identificadas participações de funcionários do INSS no esquema.

Ainda segundo a PF, a operação foi nomeada de Lama Preta porque é o nome do bairro em Camaçari que apresentou maior número de benefícios fraudados. Além da cidade, foram cumpridos mandados em Salvador, Lauro de Freitas e Dias D'Ávila. (Com informações do G1)

PM e PC desmontam rinha de galo e apreendem R$ 119 mil

Domingos Matos, 16/09/2019 | 15:39
Editado em 16/09/2019 | 15:19

Uma denúncia anônima ajudou as polícias Civil e Militar a localizarem, na tarde de sexta-feira (13), uma rinha de galo na cidade de São Gonçalo dos Campos. No local foram apreendidos R$ 119 mil e resgatados 184 animais submetidos a maus tratos.

Equipes da 1a Coorpin (Feira de Santana), da COE, do Batalhão de Choque, da Coppa e da Rondesp Leste cercaram o sítio Por do Sol, localizado na zona rural daquele município. Após varreduras foram encontradas as gaiolas com os galos e a arena onde aconteciam as lutas.

"Estamos diante de um grupo organizado. Eles distribuíam fichas com valores de apostas e possuíam também medicações para estimular os animais", contou o titular da 1a Coorpin, delegado Roberto Leal. 

O policial contou ainda que os 28 homens conduzidos foram autuados por maus tratos contra animais e em seguida liberados como determina o Código Penal. "Sabemos da participação de outras pessoas, que também serão responsabilizadas", avisou Leal.

 

ABI aprova moção de solidariedade a jornalista Lo-Hanna Magnavita

Domingos Matos, 12/09/2019 | 12:22

A Associação Bahiana de Imprensa – ABI, aprovou por unanimidade na quarta-feira (11), moção de solidariedade à jornalista Lo-Hanna Magnavita, demitida pela TV Cabrália (Rede Record) após se envolver em conflito com um policial militar, que causou repercussão nacional.

Confira, na íntegra, a Moção: 

A diretoria da Associação Bahiana de Imprensa, reunida na manhã de 11 de setembro de 2019, por unanimidade, aprovou a presente moção de solidariedade à jornalista Lo-Hanna Magnavita, demitida pela TV Cabrália (Rede Record) após se envolver em conflito com um policial militar à paisana e fora de serviço.

Lo-Hanna questionou a abordagem agressiva e excessiva do PM a um adolescente que teria furtado dois pacotes de biscoitos de um super-mercado, fato gerador do conflito que se seguiu envolvendo seu marido, repórter cinematográfico da mesma emissora, com trocas de agressões físicas, tendo, inclusive, o policial sacado sua arma.

Iniciativa de autoria desconhecida expôs a imagem da jornalista em redes sociais e grupos de aplicativos de trocas de mensagens com a inscrição “defensora de bandidos”. O casal passou a sofrer agressões verbais e ameaças e, por cautela, foi obrigado a restringir sua circulação pela cidade.

Afastada inicialmente das atividades na emissora a pretexto de preservá-la, a profissional foi desligada da empresa em 10 de setembro, sendo a única parte punida em razão do ocorrido. A ABI se solidariza com a jornalista, ao tempo em que clama pela revisão da decisão da Rede Record e pela solidariedade dos comunicadores baianos.

Salvador, 11 de setembro de 2019

Policiais receberão R$ 40 milhões por redução de mortes no semestre

Domingos Matos, 11/09/2019 | 11:54

Cerca de R$ 40 milhões serão pagos para policiais militares, civis e técnicos que conseguiram reduzir, em pelo menos 6%, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), na Bahia, no primeiro semestre de 2019, numa comparação com o mesmo período do ano passado. A iniciativa do Governo do Estado faz parte do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), ação desenvolvida pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), que busca incentivar e reconhecer os esforços no combate à criminalidade.

No total, serão 25,3 mil servidores contemplados, entre eles 19.590 militares, 4.355 civis, 841 técnicos e 563 que atuam em superintendências da SSP. Criado em 2013, o PDP já pagou R$ 172 milhões a 132,5 mil servidores.

“Buscamos sempre valorizar o nosso servidor com novos equipamentos, ampliação das equipes através de concursos, modernização do trabalho com incremento de novas tecnologias, entre outras medidas. O PDP é mais uma ferramenta que reconhece o esforço de todos”, destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Segundo suspeito de assalto baleado por policial em Ilhéus morre no hospital

Domingos Matos, 09/09/2019 | 21:53

O suspeito de assalto, Denilson de Jesus Pereira, baleado por um policial militar na manhã desta segunda-feira (09), num ponto de ônibus no bairro Savóia, em Ilhéus, não resistiu aos ferimentos e morreu durante a tarde no Hospital Regional Costa do Cacau.

Denilson e outro suspeito, conhecido como Caic, tentaram assaltar um grupo de pessoas que esperavam o ônibus. Um policial militar, que estavam acompanhado a esposa, reagiu e atirou contra os dois acusados. Caic morreu no local.

Segundo o advogado do PM, ele agiu em legítima defesa. 

Assalto, tiros e morte em ponto de ônibus de Ilhéus

Domingos Matos, 09/09/2019 | 14:33
Editado em 09/09/2019 | 14:08

Dois suspeitos foram baleados durante um assalto em um ponto de ônibus no bairro Jardim Savóia, em Ilhéus, na manhã desta segunda-feira (9). Um dos acusados morreu no local e o outro foi socorrido pelo Samu para o Hospital Regional Costa do Cacau.

Segundo a Polícia Civil, os tiros foram disparados por um policial militar, lotado na Cipe/Caema, que reagiu ao assalto. Ele estava em companhia da esposa no ponto de ônibus, no momento em que foram supreendidos pela dupla de assaltantes, que chegou armada e ameaçando as vítimas. 

Denilson de Jesus Pereira, suspeito que sobreviveu, será encaminhado para o presídio Ariston Cardoso, assim que tiver alta.

A polícia vai instaurar inquérito para apurar o caso, mas adiantou que o soldado agiu em legítima defesa. O assaltanto morto não havia sido identificado até o fechamento dessa matéria. 

Quase uma tonelada de maconha farejada por cão da Polícia Militar

Domingos Matos, 09/09/2019 | 12:33

Quase uma tonelada de maconha foi encontrada durante operação conjunta entre as Rondas Especiais (Rondesp) Leste e a Polícia Federal, no município de São Gonçalo dos Campos, distante 108 quilômetros da capital baiana. A operação realizada em um sítio, na zona rural, ocorreu na tarde da última quinta-feira (5) e contou com o apoio do cão policial Athos, especialista em farejar entorpecentes.

Os 885 quilos da droga foram escondidos na carroceria de uma camionete modelo Fiat Strada, cor branco, placa PKG5B96 e em um caminhão marca VW, placa PFT4382, e abasteceriam o município de Feira de Santana e região. A polícia chegou até a droga, após desmantelar outra ação da quadrilha em Alagoinhas. Uma motocicleta, placa NYM1014, também foi encontrada na propriedade.

Vicente Freire de Souza, 38 anos, Andre Luiz dos Santos Oliveira, 43, Jorge Luiz Souza Damasceno, 42, foram capturados em flagrante e levados para a sede da Polícia Federal, na Avenida Maria Quitéria, em Feira de Santana.

De acordo com o comandante da Rondesp Leste, major PM Átila do Carmo, a PF vinha monitorando o grupo criminoso. “Eles solicitaram nosso apoio e o cão farejador ajudou a encontrar o entorpecente”, contou o oficial.

 

Posto no interior é impedido de operar por armazenar gasolina com até 79% de álcool

Domingos Matos, 08/09/2019 | 16:31

Por armazenar gasolina comum e aditivada com teores de álcool anidro de respectivamente 77% e 79%, muito acima do limite de 27% previsto em lei, o posto de combustíveis 2S, localizado em Conceição do Jacuípe, acaba de ser tornado inapto, ou seja, impedido de operar. A adulteração da gasolina armazenada nos tanques 08 e 09 foi identificada durante fiscalização realizada pelas equipes da Operação Posto Legal e atestada por laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A ação motivou ainda a lavratura de autos de infração e interdição por parte da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Coube à Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) tornar inapta a inscrição estadual do estabelecimento, com base na lei estadual 9.655/2005, que dispõe sobre a concessão e a inaptidão da inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS do Estado da Bahia para contribuintes que realizem operações com derivados de petróleo, gás natural e combustíveis líquidos carburantes e dá outras providências.

A ANP, por sua vez, emitiu autos de infração relativos ao armazenamento de gasolina com teor de álcool acima do permitido nos tanques 08 e 09, com capacidades, respectivamente, para 4.157 litros de gasolina comum e 4.838 litros de gasolina aditivada. Foram interditados ainda os bicos 06, 08, 16 e 26, conectados a esses tanques.

Posto Legal

Criada com o objetivo de verificar a qualidade e a quantidade do combustível vendido ao consumidor baiano, a Operação Posto Legal reúne, além do DPT e da ANP, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-Ba), órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), com apoio das polícias Civil e Militar, da Sefaz-Ba e da Procuradoria Geral do Estado (PGE-Ba).

A operação se estenderá a todos os postos do Estado nos próximos meses, podendo também retornar a postos já fiscalizados, a depender do que for apurado pelos órgãos participantes. A fase piloto da Posto Legal aconteceu entre 12 e 14 de agosto, quando foram fiscalizados 36 estabelecimentos de Salvador e Feira de Santana e interditados, pelo Ibametro, 33 bicos de combustíveis irregulares.

A segunda fase da operação ocorreu nos últimos dias 28 e 29 e fiscalizou oito postos nos municípios de Amélia Rodrigues, Conceição do Jacuípe e Candeias. Além dos autos emitidos no posto 2S, a ANP emitiu, em outros postos, um auto de infração por falta de equipamento de teste e outro por falta de medida padrão, e houve ainda uma notificação por ausência de etiqueta com CNPJ na bomba.

Desta vez, o Ibametro fiscalizou 50 bicos de combustíveis e registrou 26 reprovações. Os problemas mais comuns foram erros de abastecimento acima do admissível contra o consumidor, ou seja, a colocação de menos combustível do que a quantidade registrada, e bombas medidoras em mau estado de conservação. Em função da entrega de combustível em quantidade abaixo da informada na bomba, foram lavradas seis autuações.

O Procon identificou quatro postos com irregularidades como produtos sem o preço e estabelecimentos sem o Código de Defesa do Consumidor. A Secretaria da Fazenda constatou uma máquina de cartão de crédito e débito não pertencente ao estabelecimento fiscalizado, o que gerou uma multa de R$ 13,5 mil, e também o não recolhimento da taxa do Fundo de Aperfeiçoamento do Serviço Policial em seis dos oito estabelecimentos visitados, que foram intimados a cumprir com a obrigação.

 

Apreensão de caminhão

Também no âmbito da Operação Posto Legal, um caminhão transportando álcool para destinatário inexistente no Maranhão foi apreendido em posto fiscal da Sefaz-Ba localizado na divisa do estado com Goiás, no município de Correntina. As equipes de plantão lavraram auto de infração em nome da empresa transportadora e, somente após a quitação do débito, o caminhão foi liberado.

De acordo com a Sefaz-Ba, caminhões que forem identificados circulando no estado com mercadorias transportadas sem nota fiscal, com destinatário inexistente, destinatário existente mas que não reconhece a compra dos produtos, carga diferente das notas fiscais, carga roubada ou falsificação de mercadorias, poderão ter a sua mercadoria apreendida e inquérito aberto junto à Polícia para apuração de possíveis delitos. O procedimento de encaminhar esse tipo de infração para a Polícia e depois para o Ministério Público foi instituído pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que reúne a Sefaz-Ba, o Tribunal de Justiça (TJ-Ba), o Ministério Público, a Polícia Civil e a PGE.

Homem é preso após se passar por policial federal e dar voz de prisão para advogado na Bahia

Domingos Matos, 05/09/2019 | 08:11

Um homem foi preso após se passar por policial federal e "dar voz de prisão" por desacato para um advogado, ontem (4), na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Conforme o delegado Hudson Santana, que investiga o caso, o suspeito estava com uma arma falsa.

Segundo o delegado, o suspeito, identificado como Carlos Alberto, teve uma discussão com o advogado. Não há detalhes sobre o motivo da briga. A vítima denunciou o caso para a Comissão Defesa das Prorrogativas da Advogados do Brasil (OAB), que acionou a Polícia Militar.

De acordo com o delegado, Carlos Santana foi preso em flagrante, na Rua Francisco Santos, no Centro da cidade. Além da arma, o suspeito estava com mandados judiciais com indícios de falsificação, uma munição, vários distintivos e cartões de banco com titularidades diferentes.

O delegado Hudson Santana informou que Carlos Alberto não tinha passagens anteriores pela polícia. Ele foi levado para o Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP) e depois foi encaminhado para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista, onde segue à disposição da Justiça. (Com informações do G1)

 

Bahia: Secretaria da Administração divulga resultado final do concurso da Polícia Civil

Domingos Matos, 31/08/2019 | 10:01

A Secretaria da Administração (Saeb) publica neste sábado (31), no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado final e a homologação do concurso para a Polícia Civil da Bahia. Os 331 aprovados (sendo 308 investigadores, 10 escrivães e 13 delegados) serão encaminhados para curso de formação na Academia da Polícia Civil (Acadepol), que vai iniciar no dia 23 de setembro. 

Com mais de 48 mil candidatos inscritos, o concurso para a Polícia Civil começou em abril do ano passado e teve sete etapas eliminatórias. Dentre os inscritos, 35.036 mil foram para o cargo de investigador, 2.436 pretendentes ao cargo de escrivão e 10.678 postulantes a delegado.

Os candidatos passaram por provas objetivas e discursiva, exames biomédicos, teste de aptidão física, exame psicotécnico, prova de títulos e investigação social. O Concurso foi organizado pela Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho- Fundação Vunep, contratada pela Saeb.

 

Curso 

Marcado para o dia 23 do próximo mês, curso de formação da Acadepol terá duração de cerca de quatro meses, com 720 horas aula. Ministrado no Colégio Estadual Odorico Tavares, no Corredor da Vitória, o curso é dividido em sete módulos com temas como gestão em segurança pública, investigação criminal, inquérito policial, táticas policiais, dentre outros. 

O conteúdo programático contém aulas que abordaram assuntos como investigação criminal; perícia; inquérito policial; defesa pessoal, gerenciamento de crise, abordagem a pessoas, veículos e locais; legislação e outros. Os alunos ainda passarão por um estágio supervisionado nas unidades da Polícia Civil. Ao final, são submetidos a uma prova para avaliar da absorção do conteúdo.

Governo entrega 120 viaturas para municípios do leste baiano e anuncia novos investimentos para segurança

Domingos Matos, 30/08/2019 | 17:43

O policiamento preventivo e ostensivo de 88 municípios baianos será reforçado com a chegada de 120 novas viaturas destinadas à Polícia Militar da Bahia (PMBA). O governador Rui Costa fez a entrega dos veículos na manhã desta sexta-feira (30), no 1º Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação (BEIC), em Feira de Santana, onde também inaugurou uma pista de atletismo de dimensões oficiais.

“Com essa entrega vamos ampliar o patrulhamento, e também estamos licitando um projeto de monitoramento através de câmeras, de forma que as imagens sejam processadas pela tecnologia, que aciona o comando. Com esse sistema, dezenas de criminosos já foram presos em Salvador, então estamos licitando isso para colocar inicialmente em 56 cidades da Bahia, para ter esse serviço reforçado e ampliado”, afirmou o governador Rui Costa.

O titular da Secretaria de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa, destaca que a entrega das viaturas é muito importante para a região Leste, principalmente para Feira. "Essa ação de hoje reforça a melhoria da infraestrutura da segurança pública, que vem sendo implantada pelo governo estadual, inclusive com aquisição de armamentos, materiais de perícia, coletes e outros itens que integram o dia a dia do policial", ressaltou o secretário.

A ação desta sexta-feira integra um investimento de R$19 milhões, referente a um contrato global válido por 30 meses, que permite o uso e manutenção das viaturas distribuídas em todo o território estadual. Na entrega em Feira, 20 unidades pertencentes à PMBA, entre Companhias Independentes e Batalhões, receberam veículos, beneficiando três milhões de baianos.

A 97ª Companhia Independente da Polícia Militar, responsável pelo policiamento em Irará e outros três municípios, foi uma das contempladas. O major João Himério, comandante da unidade, acredita que se trata de uma melhoria técnica com impacto na motivação aos policias. "Quando se dá melhores condições de trabalho à tropa, isso se reflete na operacionalidade", afirmou.

 

Atletismo

O equipamento esportivo, que recebeu R$403 mil em investimentos do Estado, vai permitir a prática de treinos e competições de corrida, lançamento de peso, corrida de obstáculos, lançamento de martelo, salto em altura, salto com vara 50 metros e salto em distância.

O comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, conta que escolas da região vão usar o equipamento para realizar competições. "Essa pista tem um sentido muito social do nosso trabalho. Faz parte da orientação do governador Rui Costa para que os quarteis fossem abertos para o oferecimento de serviços, de modo a aproximar a corporação da comunidade", avaliou.

 

Abastecimento de água

Antes de seguir para Serra Preta, onde cumpre a segunda parte da agenda desta sexta, Rui ainda assinou ordem de serviço visando à ampliação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Feira de Santana, no Setor Tomba, com investimento de R$50 milhões, com isso o governo estadual completa R$600 milhões de investimento no tratamento de água e esgoto somente em Feira de Santana.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.