Tag: roubada

PRF apreende Kombi roubada que era utilizada no transporte escolar em Gandu

Domingos Matos, 10/09/2019 | 16:31

Um veículo VW/Kombi, com ocorrência de roubo registrada em 2015, foi recuperado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de ontem (09), em Gandu, região sul da Bahia.

Abordado pelos policiais no Km 384 da BR-101, o veículo de lotação escolar era conduzido por um homem de 57 anos.

Durante os procedimentos de fiscalização, foram encontradas indícios de adulterações nos elementos identificadores, o que levou a equipe a aprofundar a verificação na Kombi. Com técnicas de identificação veicular, os PRFs perceberam elementos que indicavam outro veículo, da mesma marca e modelo, porém com placas diferentes.

Após consulta ao sistema de dados, os agentes constataram se tratar na realidade de um veículo roubado em março/2015, na cidade de Salvador (BA). Foi dada, então, voz de flagrante delito ao motorista e conduzido a Delegacia de Polícia Civil local.

A PRF em 2019 já recuperou mais de 300 veículos furtados, roubados ou adulterados. O combate às fraudes veiculares é uma das áreas de atuação ordinária da PRF e ações pontuais são realizadas sempre que se constata uma maior incidência desses crimes em determinadas regiões do país.

Com o sistema SINAL, o cidadão que tiver seu veículo roubado, furtado, com perda de sinal, em sequestro ou clonado, poderá fazer um cadastro do referido veículo no portal da PRF.

 

Posto no interior é impedido de operar por armazenar gasolina com até 79% de álcool

Domingos Matos, 08/09/2019 | 16:31

Por armazenar gasolina comum e aditivada com teores de álcool anidro de respectivamente 77% e 79%, muito acima do limite de 27% previsto em lei, o posto de combustíveis 2S, localizado em Conceição do Jacuípe, acaba de ser tornado inapto, ou seja, impedido de operar. A adulteração da gasolina armazenada nos tanques 08 e 09 foi identificada durante fiscalização realizada pelas equipes da Operação Posto Legal e atestada por laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A ação motivou ainda a lavratura de autos de infração e interdição por parte da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Coube à Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) tornar inapta a inscrição estadual do estabelecimento, com base na lei estadual 9.655/2005, que dispõe sobre a concessão e a inaptidão da inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS do Estado da Bahia para contribuintes que realizem operações com derivados de petróleo, gás natural e combustíveis líquidos carburantes e dá outras providências.

A ANP, por sua vez, emitiu autos de infração relativos ao armazenamento de gasolina com teor de álcool acima do permitido nos tanques 08 e 09, com capacidades, respectivamente, para 4.157 litros de gasolina comum e 4.838 litros de gasolina aditivada. Foram interditados ainda os bicos 06, 08, 16 e 26, conectados a esses tanques.

Posto Legal

Criada com o objetivo de verificar a qualidade e a quantidade do combustível vendido ao consumidor baiano, a Operação Posto Legal reúne, além do DPT e da ANP, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-Ba), órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), com apoio das polícias Civil e Militar, da Sefaz-Ba e da Procuradoria Geral do Estado (PGE-Ba).

A operação se estenderá a todos os postos do Estado nos próximos meses, podendo também retornar a postos já fiscalizados, a depender do que for apurado pelos órgãos participantes. A fase piloto da Posto Legal aconteceu entre 12 e 14 de agosto, quando foram fiscalizados 36 estabelecimentos de Salvador e Feira de Santana e interditados, pelo Ibametro, 33 bicos de combustíveis irregulares.

A segunda fase da operação ocorreu nos últimos dias 28 e 29 e fiscalizou oito postos nos municípios de Amélia Rodrigues, Conceição do Jacuípe e Candeias. Além dos autos emitidos no posto 2S, a ANP emitiu, em outros postos, um auto de infração por falta de equipamento de teste e outro por falta de medida padrão, e houve ainda uma notificação por ausência de etiqueta com CNPJ na bomba.

Desta vez, o Ibametro fiscalizou 50 bicos de combustíveis e registrou 26 reprovações. Os problemas mais comuns foram erros de abastecimento acima do admissível contra o consumidor, ou seja, a colocação de menos combustível do que a quantidade registrada, e bombas medidoras em mau estado de conservação. Em função da entrega de combustível em quantidade abaixo da informada na bomba, foram lavradas seis autuações.

O Procon identificou quatro postos com irregularidades como produtos sem o preço e estabelecimentos sem o Código de Defesa do Consumidor. A Secretaria da Fazenda constatou uma máquina de cartão de crédito e débito não pertencente ao estabelecimento fiscalizado, o que gerou uma multa de R$ 13,5 mil, e também o não recolhimento da taxa do Fundo de Aperfeiçoamento do Serviço Policial em seis dos oito estabelecimentos visitados, que foram intimados a cumprir com a obrigação.

 

Apreensão de caminhão

Também no âmbito da Operação Posto Legal, um caminhão transportando álcool para destinatário inexistente no Maranhão foi apreendido em posto fiscal da Sefaz-Ba localizado na divisa do estado com Goiás, no município de Correntina. As equipes de plantão lavraram auto de infração em nome da empresa transportadora e, somente após a quitação do débito, o caminhão foi liberado.

De acordo com a Sefaz-Ba, caminhões que forem identificados circulando no estado com mercadorias transportadas sem nota fiscal, com destinatário inexistente, destinatário existente mas que não reconhece a compra dos produtos, carga diferente das notas fiscais, carga roubada ou falsificação de mercadorias, poderão ter a sua mercadoria apreendida e inquérito aberto junto à Polícia para apuração de possíveis delitos. O procedimento de encaminhar esse tipo de infração para a Polícia e depois para o Ministério Público foi instituído pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que reúne a Sefaz-Ba, o Tribunal de Justiça (TJ-Ba), o Ministério Público, a Polícia Civil e a PGE.

Preso suspeito de integrar grupo que matou mototaxista durante assalto em Ilhéus

Domingos Matos, 04/09/2019 | 18:35

Um homem foi preso suspeito de participar da morte de um mototaxista, baleado depois de ter a moto roubada por um passageiro, em Ilhéus, cidade do sul da Bahia. Segundo a polícia, a prisão ocorreu na terça-feira (3). Outros dois homens também estão presos pelo crime.

Lucas Lima Silva foi preso no bairro Banco da Vitória e é apontado como mentor do roubo da motocicleta, que terminou na morte de Edgar João dos Santos (foto). O suspeito foi encaminhado para a delegacia e vai passar por audiência de custódia ainda nesta semana.

Edgar foi morto em julho deste ano, depois de aceitar uma corrida para o Condomínio Morada do Porto, na região do Banco da Vitória.

Segundo a polícia, ao chegar no local, o passageiro anunciou o assalto e Edgar tentou reagir, mas acabou baleado na cabeça e morreu no local. O suspeito fugiu com a moto e uma pochete que tinha os documentos da vítima. (Com informações do G1)

 

Assaltantes são presos pela PRF com carga de whisky roubada na BR-116

Domingos Matos, 14/08/2019 | 08:31

Um caminhão-baú adulterado que transportava 1.656 unidades de whisky roubadas, foi recuperado pela PRF na tarde de ontem (13) na BR 116, trecho do município de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia.

Tudo começou quando os agentes que realizavam fiscalização de rotina no Km 836 da rodovia, deram ordem de parada a um veículo I/VW Amarok, com três ocupantes. A equipe notou que o comportamento estranho de um dos passageiros 

Diante da suspeita fundada e contradições na entrevista, os PRFs iniciaram os procedimentos de fiscalização e abordagem no automóvel. Após busca minuciosa foi encontrada em uma bolsa aproximadamente 5 gramas de de cocaína. Já na carteira de um deles foi encontrada duas cartelas contendo 17 comprimidos de anfetaminas (nobésio), conhecido popularmente como ‘arrebite’.

Em continuidade a ocorrência e de acordo com as informações levantadas,  os policiais constataram que os indivíduos eram suspeitos de envolvimento em um assalto de carga de bebida ocorrido na segunda-feira (12) em um trecho da BR 251, no estado de Minas Gerais. A Amarok seguia à frente como ‘batedor’ da carga roubada.

A equipe saiu em diligência na rodovia e logo em seguida avistou em sentido contrário um veículo VOLVO/Fh 440, tracionando um semi-reboque. Os agentes retornaram, foi quando o condutor do caminhão, desobedeceu a ordem de parada e empreendeu fuga em alta velocidade.

Durante o acompanhamento tático, o motorista transitou na rodovia em velocidade incompatível, sem observar as normas gerais de circulação e conduta prudente no trânsito, bem como desrespeitou às sinalizações dos trechos durante a fuga, colocando em risco a segurança dos demais usuários da rodovia.

Os ocupantes do caminhão começaram a atirar contra os policiais, que revidaram. Logo em seguida, o veículo entrou na marginal, nas proximidades do povoado de Iguá, onde três indivíduos de armas em punho desceram atirando, abandonaram o caminhão e adentraram no matagal. Um dos projétil perfurou o para-brisa da viatura e transfixou o banco do passageiro e traseiro. Não houve feridos.

Durante fiscalização na carreta, os policiais encontraram no compartimento de carga, diversas caixas de bebidas, do tipo whisky. Foi encontrado também um equipamento JAMMER, utilizado para bloqueio de sinal de rastreamento veicular. Com técnicas de identificação veicular, ficou constatado que o veículo possuí diversas adulterações. A carreta adulterada pertencia a um dos ocupantes da caminhonete Amarok.

Forças policiais da região foram acionadas e seguem na busca dos suspeitos.

Diante dos fatos, a carreta adulterada, o veículo Amarok, a carga roubada, drogas, a documentação apreendida, demais objetos e os três acusados, com idades entre 24 e 38 anos, foram apresentados a autoridade policial de plantão da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista.

Mais de 10 toneladas de queijo roubadas são recuperadas na Bahia; carga é avaliada em R$ 250 mil

Domingos Matos, 06/06/2019 | 14:36

Doze toneladas de queijo reino avaliadas em cerca de R$ 250 mil foram recuperadas, na última terça-feira (4), em Santo Estevão e municípios da região, durante operação realizada pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga) de Feira de Santana, com o apoio da Polícia Civil de Minas Gerais. O material havia sido roubado no mês passado no estado vizinho e foi distribuído em pequenos comércios baianos.

Paulo de Oliveira Santos foi capturado em flagrante por receptação. Outras 20 pessoas também foram conduzidas para a delegacia, ouvidas e liberadas após registro de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e responderão por receptação culposa. De acordo com o titular da Decarga, delegado Gustavo Coutinho, o grupo foi imprudente e adquiriu o material sem nota fiscal com Paulo.

Flamarion Trindade, receptador responsável por pegar a carga com a quadrilha que praticou o roubo, segue foragido. Ele repassou os materiais para Paulo, que em seguida vendia para pequenos comerciantes da região.

O queijo foi recuperado em diversos estabelecimentos comerciais situados nos municípios de Cabaceiras do Paraguaçu, Muritiba, Cachoeira e Santo Estêvão. Todo o carregamento recuperado foi levado para a Decarga e será devolvido ao proprietário.

“A parceria e a troca de informação com nossos colegas de Minas Gerais foram essenciais para chegar aos criminosos e recuperar o material”, finalizou o delegado.

Camacan: preso o assassino confesso de cabeleireiro

Domingos Matos, 07/05/2019 | 18:09
Editado em 07/05/2019 | 20:03

O acusado do latrocínio, que vitimou o cabeleireiro José Raimundo Santana, no último final de semana, em Camacan, foi preso na tarde desta terça-feira (07), em São João do Panelinha.

Luismar Menezes, de 24 anos, ainda estava com os objetivos de trabalho roubadas da casa da vítima, que mantinha na residência seu salão de beleza. O acusado confessou o crime.

O assassinato

O corpo foi encontrado na tarde de domingo (05), despido e com marcas de espancamento. Luismar está preso na carceragem da delegacia da Policia Civil de Camacan, onde aguarda a transferência para o Conjunto Penal de Itabuna.

Carga avaliada em R$400 mil é recuperada no interior baiano

Domingos Matos, 04/04/2019 | 19:47

Ações realizadas por policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga) resultaram na recuperação de uma carga de bobinas de fibra óptica, avaliada em R$400 mil, na quarta-feira (3). 

De acordo com o titular da Decarga, delegado Gustavo Coutinho, os investigadores da especializada localizaram o material, que havia sido roubado na BR-101, durante diligências nos municípios de Gandu, Ipiaú, Jequié e Ibirapitanga, no interior baiano. “Chegamos até os receptadores e conseguimos recuperar toda carga”. 

O material será entregue aos proprietários. “As investigações continuam, para identificar quadrilhas responsáveis por saques e comercialização de outras cargas roubadas na região”, comentou o delegado. Cinco envolvidos no crime irão responder por receptação qualificada. 

Preso policial em operação de combate ao carvão ilegal

Domingos Matos, 07/12/2011 | 18:27
Editado em 07/12/2011 | 18:28

Quatorze pessoas já foram presas na “Operação Cruzeiro do Sul”, que combate a produção, comercialização e transporte ilegais de carvão vegetal, nos municípios de Teixeira de Freitas, Mucuri, Alcobaça, Caravelas e Nova Viçosa, no extremo sul da Bahia, além do Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. Em Salvador, foi preso o policial civil João Gonçalves da Silva, com arma de uso restrito. Ele atuava extorquindo caminhoneiros e fazia escolta de caminhões carregados de carvão ilegal.

Dos presos até agora, nove foram detidos na Bahia e cinco no Espírito Santo. Promovida pelo Ministério Público baiano e as polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal, a operação acontece desde a madrugada desta quarta-feira (7) e também já resultou na destruição de 90% dos cerca de 1.500 fornos ilegais identificados na Bahia e na apreensão de diversos veículos, documentos, computadores, munição e uma motosserra.

A operação combate esquema criminoso que age na extração ilegal de matéria prima nativa da Mata Atlântica e madeira furtada ou roubada de eucalipto. A madeira é destinada a fornos ilegais, de pequeno e grande portes, que não têm licença ambiental.

O carvão oriundo da atividade é comercializado por empresas “laranja” e o transporte acontece sem o Documento de Origem Florestal, com destino a siderúrgicas da Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais. Em uma siderúrgica do Espírito Santo foi apreendido um volume de notas fiscais duvidosas, correspondentes a duas caçambas e aplicada multa de R$ 800 mil.

Jequié, a cidade das motos, tinha quadrilha especializada

Domingos Matos, 07/08/2011 | 10:05
Editado em 07/08/2011 | 10:48

A equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Jequié, fechou o cerco a uma quadrilha de assaltantes de casas comerciais e motocicletas que vinha agindo naquela região e recuperou quatro motocicletas tomadas de assalto de moto taxistas. O comerciante Carlos Eduardo Silva de Jesus, da cidade vizinha de Jaguaquara, que receptava os veículos para alugá-los posteriormente, foi preso e autuado em flagrante.

Segundo a delegada Grazielle Quaresma, titular da DRFR/Jequié, o comerciante pagava até R$ 200 pelas motocicletas roubadas pela quadrilha de Ciro Silva Castro e dos irmãos Renê de Jesus Santos e Sidnei de Jesus Santos. Renê estava foragido do Centro Provisório de Detenção de Piracicaba, em São Paulo, onde cumpria pena por assalto.

Na manhã de quinta-feira (4) os investigadores da especializada surpreenderam o trio na casa de Ciro. Conduzidos à delegacia, os três foram reconhecidos por diversas vítimas de assaltos a casas comerciais e mototaxistas atacados pelo bando. Renê portava um documento de identidade falsificado em nome de Rodrigo Ikegaya e Silva.

Ciro foi indiciado e responderá pela participação em pelo menos seis assaltos na região. Ele já responde a processo por uma tentativa de homicídio praticada durante um assalto. Sidnei também foi indiciado em inquérito policial. Já Renê ficará custodiado na carceragem da DRFR-Jequié, depois de ter sido autuado em flagrante por uso de documento falso.

A polícia busca agora identificar os demais integrantes da quadrilha, entre eles outro receptador identificado como Elton John Palma Mendes, que está foragido.

Homem-bomba de Serra, Paulo Preto foi preso com dinheiro na meia e joia roubada

Domingos Matos, 19/10/2010 | 22:03
Editado em 19/10/2010 | 22:27

Do jornal ABCD Maior

paulo pretoQuase quatro meses após a prisão em flagrante do ex-assessor do candidato José Serra (PSDB), Paulo Viera de Souza, conhecido como Paulo Preto (foto), o BO (Boletim de Ocorrência) da ação da Polícia Militar na prisão do ex-diretor da Dersa com uma joia roubada foi obtido pelo ABCD MAIOR. Com Paulo Preto, além da joia, a revista policial encontrou mais de R$ 11 mil. O ex-assessor de Serra foi preso no dia 12 de junho deste ano, na joalheria Gucci, dentro do shopping Iguatemi.

Preso, Paulo Preto foi encaminhado ao 15° DP, no Itaim Bibi. Testemunha ocasional da prisão, Celso Russomanno (PP), então pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo, garante que Paulo Preto "portava dinheiro nas meias".

"Eu vi a prisão. Vi que a delegada estava sofrendo pressão para não mantê-lo preso. Parte do dinheiro apreendido com Paulo Preto estava em suas meias e no casaco, me apontaram os policiais". O progressista afirma que encontrou Paulo Preto no DP por acaso.

"Pelo destino, acabei conduzindo um segurança particular de um condomínio que estava determinando quem podia e não podia estacionar em um espaço público. Quando cheguei ao 15° DP acompanhei a prisão de Paulo Preto", relembra.

A reportagem procurou o advogado de Paulo Preto, José Luiz de Oliveira Lima, para explicar a prisão e a apreensão do dinheiro. "Já falei tudo sobre isso", se limitou a dizer Lima.

Joia - De acordo com o relatado pelo BO assinado pela delegada Nilze Baptista Scapulatiello, Paulo Preto alegou no momento da prisão que teria comprado o bracelete do comerciante Musab Asmi Fatayer – que também foi preso em flagrante – por R$ 20 mil. Musab, por sua vez, afirmou que comprou a joia de "um desconhecido em seu escritório". O bracelete incrustado de brilhantes havia sido roubado um mês antes da mesma joalheria onde Paulo Preto recebeu voz de prisão pela prática de receptação.

Paulo Preto entrou em cena na campanha após a candidata Dilma Rousseff (PT) citar matéria da revista IstoÉ no debate da Band. Ex-diretor de Engenharia da Dersa, Paulo Preto foi apontado pela revista na primeira semana de agosto como responsável pelo sumiço de R$ 4 milhões da campanha do candidato tucano. O dinheiro teria vindo do pagamento de caixa-dois das empreiteiras que construíram o trecho Sul do Rodoanel, que corta o ABCD.

"Parece mesmo que ele sumiu. Desapareceu. Me falaram que ele foi para a Europa. Vi esse cara na inauguração do Rodoanel", afirmou José Aníbal, ex-líder do PSDB na Câmara dos Deputados, à revista.

Ladrões se dão mal no Mangabinha

Domingos Matos, 27/08/2010 | 18:03
Editado em 27/08/2010 | 18:13

Ontem, 26, por volta das 21 horas, um assalto no mercado Novo Barateiro quase termina em tragédia no bairro Mangabinha.

Segundo policias do Complexo Policial de Itabuna, tudo aconteceu quando dois indivíduos entraram no estabelecimento fingindo serem clientes. Em seguida, anunciaram um assalto e conseguiram levar a quantia de R$170,00 reais. Até ai foi somente mais um assalto corriqueiro, se não fosse pela atitude enfurecida do proprietário do estabelecimento.

Após o assalto, Ricardo Santos Silva, de 28 anos e Roque Santos Costa, 24 anos fugiram em uma moto. O dono, insatisfeito, agiu rapidamente e não deixou barato. Perseguiu, caçou e atropelou os dois ladrões com uma caminhonete recuperando a quantia roubada.

O resultado foi ferimentos e xilindró. Ricardo Silva foi encaminhado ao HBLEM com várias escoriações e um braço quebrado. Já Roque Costa foi conduzido ao Complexo Policial, aguardando para ser deslocado para o Conjunto Penal de Itabuna.

Já os veículos envolvidos no acidente, uma moto que era conduzida pelos ladrões, uma Honda CG 125 vermelha, placa JLS 9055 e uma caminhonete Courier branca, placa JOK 7606, conduzida pelo comerciante, encontram-se no pátio do Complexo Policial de Itabuna para que seja realizada perícia.

"A casa caiu" para mais três meliantes

Domingos Matos, 09/08/2010 | 14:50
Editado em 09/08/2010 | 15:06

fabio e ismacForam presos pela PM de Itabuna na madrugada de hoje, três elementos que estavam em posse ilegal de arma no bairro Jorge Amado.

Chegando ao Complexo Policial de Itabuna, uma surpresa, um deles, o Fábio Pereira Barbosa, vulgo "Robô Tinik", de 28 anos é um velho conhecido e procurado da polícia por vários crimes, entre eles o de tráfico de drogas, roubo de motocicletas e vários homicídios. A foto dele compõe o ‘mural das estrelas', como um dos mais procurados de Itabuna.

Além disso, Fábio é acusado também de usar sua namorada no esquema, a menor "J". De acordo com informações da delegacia de combate a Furtos e Roubo, "J" era encarregada de chamar moto-taxistas e levá-los para emboscada.

Outros dois presos são Isamac Batista dos Santos, vulgo "Bilo", de 18 anos e o menor C.N.S., de 16 anos, acusados de fazerem parte do esquema de tráfico de drogas e roubo das motos.

Embora Fábio tenha negado a autoria dos crimes, Isamac confessou tudo e ainda informou onde estão as motos roubadas.

Segundo informações dos policias, os três bandidos estão impondo terror contra os moradores dos bairros Jorge Amado, Urbis IV e Nova Itabuna.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.