Câmara Municipal

Tag: salvamento

Projeto Educar para não afogar promove Campeonato de Salvamento Aquático em Ilhéus

Domingos Matos, 13/08/2019 | 08:05

Inscrições abertas e gratuitas para a segunda edição do Campeonato de Salvamento Aquático, que acontecerá nos dias 19 e 20 de setembro em Ilhéus. A informação foi dada pela organização da iniciativa. No dia 19 (quinta-feira), às 17h, apresentação do Simpósio na Câmara Municipal, no centro. No dia 20 (sexta-feira), às 7h da manhã, início das provas de praia, na Cabana Palmito – Praia do Sul, com concentração e credenciamento das equipes.

De acordo com o coordenador do evento, Domingos Madureira, esta edição contará com equipes formadas por cinco componentes cada uma. No entanto, Madureira salienta que as inscrições vão até o dia 20 de agosto (quinta-feira). “Será um grande momento para mostrar agilidade e eficiência no resgate de banhistas. As atividades estão voltadas para o condicionamento físico, técnicas de regaste e rapidez no socorro às vítimas de afogamento”.

Simpósio – A atividade abordará de forma ampla e didática toda a cadeia do salvamento aquático. “Hoje, o município de Ilhéus se destaca no resgate de grandes eventos esportivos. Vamos realizar um grande campeonato com muitas participações e atrações. Não tenho dúvida que este será mais um grande momento na vida destes profissionais, quando o bem maior é a vida. Prevenir é salvar”, conclui.

Competição – Entre os destaques da competição, a modalidade Aquathlon, com 400 metros de natação e 500 metros de corrida. Além disso, resgate com flutuante e nadadeira, resgate com pranchão, corrida a nadadeira e surf. Dados da Sobrasa indicam que o afogamento é a segunda causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos – atrás somente de acidentes de trânsito. O número redobra a pressão por regras mais rígidas sobre segurança nesses espaços.

O encontro deve abordar ainda sobre Resgate Aquático, Salvamento Aquático Desportivo, Semana Latina Americana e Educar para não afogar (Sobrasa); Jiu Jitsu Aquático (Salvamar); Salvamento em Altura (BC); Surf Lifesaving Club; Regulamento Municipal (Sinsepi); Atendimento ao Afogado (AL Master); A importância do SAMU192 (Ovace), além das atrações Grupo de Capoeira, Fabinho – o cowboy apaixonado e mais o funk de Deivid Pato (Pago Funk). 

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, Pernalonga artigos para surf, Ondas Surf Store, Corta Capim, empresa de artigos para Capoeira e Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Ilhéus (Sinsepi).

 

Batalhão Marítimo do Corpo de Bombeiros tem primeira mulher como tenente-coronel

Domingos Matos, 17/07/2019 | 18:35

Há 29 anos na corporação, Ana Fausta Araújo é a primeira mulher a chegar à patente de tenente-coronel e a ocupar o comando do Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, além de fazer parte da primeira turma de oficialas da Polícia Militar. “Lugar de mulher é onde ela quiser estar. Existe trabalho para a pessoa que tem competência. Se eu tenho aptidão, competência, não importa qual é o meu sexo”, afirmou Ana Fausta.

Atualmente, 116 bombeiros militares estão sob seu comando, responsáveis pelo salvamento aquático e também pela parte de mergulho e resgate em Salvador. A nomeação a tentente-coronel, pelo governador Rui Costa, foi publicada na última sexta-feira (12).

A tenente-coronel conta que, na prática, é exigido um esforço maior das mulheres do que dos homens para a conquista de cargos de chefia. “Enfrentei vários desafios, o primeiro por ser mulher dentro de uma instituição eminentemente masculina. A gente sabe que precisa provar um pouco mais para se firmar. Para isso a gente tem que vencer o preconceito e mostrar um pouco mais de competência do que os homens. Então eu tenho a sorte de ter um comandante que aposta nas mulheres e que tem a certeza da nossa competência”.

A tenente-coronel Ana Fausta recebeu, há três anos, o desafio de comandar o 13º Grupamento de Corpo de Bombeiros. “Só havia aqui uma mulher, que era guarda-vida, hoje são três mulheres. Então é uma atividade onde é difícil a entrada de mulheres e mais difícil ainda que a mulher chegue ao comando. O machismo existe, está enraizado, eu sou de uma geração machista, a minha vida inteira foi driblando o machismo. Com trabalho, amor à profissão e competência, a gente vai mostrando que a mulher é capaz, ocupando os espaços”, conta.

O tenente Adilson Santos fala sobre ser comandado por ela. “È uma tenente-coronel que, desde que eu cheguei aqui, tem me ajudado muito, ela labuta para melhorar o comando aqui da unidade. Eu só tenho a agradecer porque eu desenvolvi bastante a minha experiência no administrativo com a ajuda dela”. Segundo ele, Ana Fausta procura ouvir os subordinados, ajudar a superar as dificuldades e melhorar as atividades tanto internas como operacionais. “É uma mulher resolutiva e disciplinada. Ela ajuda e faz com que a gente se desenvolva”. 

Na Praia de Itapuã, a comandante chamou a atenção da comerciante Marly Bisbo, 37 anos. Ela se sentiu representada e aproveitou para cumprimentar a comandante. “Nós estamos assumindo o nosso lugar. E ver uma mulher no comando de um quartel, hoje, é um passo bem à frente que estamos dando, para adquirirmos a igualdade junto com os homens, enfrentando o machismo. Antigamente uma mulher nunca poderia assumir um cargo deste. Então, fico muito feliz com a Ana Fausta tomando conta deste lugar que eu sempre vi ser comandado por homens”.

Barragem em risco causa aflição a moradores de Barão de Cocais

Domingos Matos, 25/05/2019 | 10:16

Além da aflição que tem provocado entre os moradores de Barão de Cocais (MG), o risco de rompimento da barragem Sul Superior da mina de Gongo Soco, da Vale, tem prejudicado a economia do pacato município de cerca de 32 mil habitantes.

Desde o último dia 16, quando o Ministério Público de Minas Geraistornou pública a informação de que a própria Vale, em documento oficial, informou que uma deformação no talude norte da Cava de Gongo Soco indicava o risco iminente de ruptura do talude, quatro agências bancárias suspenderam parte do atendimento. Também os Correios fecharam temporariamente sua agência na cidade.

O Banco do Brasil confirmou que, “em razão da iminência de rompimento da barragem de rejeitos”, decidiu “contingenciar” o atendimento local, instalando um contêiner para atender os clientes enquanto avalia a realocação da agência. O contêiner será instalado “em local seguro” indicado pela prefeitura. Até lá, o banco orienta seus clientes a usarem os caixas eletrônicos existentes na cidade. Ou a buscarem atendimento presencial na agência de Santa Bárbara, cidade a 10 quilômetros de Barão de Cocais.

O Itaú-Unibanco também afirma ter fechado temporariamente sua agência no município por “prezar pela segurança dos clientes e colaboradores”. Segundo a instituição, a agência permanecerá fechada até a normalização da situação da barragem. Enquanto isso, os clientes serão direcionados para a agência do centro de Santa Barbara.

Segundo o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Juvenal Caldeira, Caixa e Bradesco também suspenderam o funcionamento de agências locais. O que, segundo ele, vem prejudicando a população e os empresários, que precisam se deslocar até Santa Bárbara, e a economia local.

De acordo com o coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, tenente-coronel Flávio Godinho, houve uma “potencialização” do medo em Barão de Cocais. “Qualquer aeronave que sobrevoa a cidade causa um temor entre os moradores. Eles acham que se uma aeronave está passando é porque o talude se rompeu”, disse Godinho à imprensa, hoje. Segundo o coordenador da Defesa Civil, a decisão dos bancos de fecharem suas agências foi “desnecessária”.

“Já os notificamos, demonstrando que [caso o talude ceda e a barragem se rompa] os locais onde as agências funcionam, em Barão de Cocais, [demorarão] cerca de 1h30 para serem atingidos por rejeitos”, acrescentou Godinho, pedindo aos bancos e aos Correios que reabram suas agências. “Se deixamos de prestar um serviço de utilidade pública quando as pessoas estão enfrentando uma situação de crise, acabamos por potencializar a crise”, acrescentou o coordenador, garantindo não haver como saber previamente se a queda do talude resultará no rompimento da barragem.

Boatos

O secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Juvenal Caldeira, diz que a situação também fez com que o movimento de turistas na região diminuísse bastante. “Pessoas do país inteiro veem estas notícias e, se estavam pensando em visitar a região, desistem ou adiam a vinda”, disse Caldeira à Agência Brasil, ao lembrar que milhares de turistas visitam a região anualmente, atraídos pelas belezas naturais do Parque Nacional da Serra do Caraça . De acordo com o secretário municipal, cada nova determinação ou simulado realizado pela Defesa Civil de Minas Gerais também aumenta a tensão entre os moradores.

“Sei da importância das ações de prevenção e que a Defesa Civil estadual é das melhores do país, mas toda vez que ela determina uma nova ação há um alvoroço”, comentou Caldeira, revelando que, por conta deste “alvoroço”, um dos maiores desafios para as autoridades municipais é combater os boatos e mentiras divulgados pelas redes sociais. “A Defesa Civil orienta a empresa e as autoridades a adotarem medidas preventivas para minimizar os riscos e evitar uma tragédia, mas ao ver carros-pipa com água potável estocada e geradores reserva em postos de saúde, a população pensa no pior. E muita gente sai divulgando o que pensa. Tanto que nosso maior desafio tem sido combater as fake news a fim de evitar alarmismo. Não temos porque esconder a verdade, mas há muita notícia falsa, muito “achismo” que temos que combater”, acrescentou o secretário municipal.

Segundo o secretário municipal, o comércio em Barão de Cocais está “parado” e os bancos “pecaram por excesso de precaução” já que suas agências se encontravam em locais com risco mínimo de serem atingidos pelos rejeitos da mina. Avaliação com que concorda o diretor de comunicação da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Barão de Cocais (Aciabac), Bruno Chausson Quintão. “Para qualquer tipo de transação que precise ser feita em uma agência bancária, as pessoas precisam ir a Santa Bárbara. Quem não tem carro, precisa pegar um ônibus de viagem que vem de Belo Horizonte. Então, há ônus para as pessoas. E menos dinheiro circulando no município, que já vem sendo bastante prejudicado por toda a repercussão negativa”, disse Quintão.

Para tentar minimizar o impacto, a associação comercial está pedindo ajuda financeira da Vale e apoio institucional da prefeitura para um projeto de fomento ao desenvolvimento econômico e turístico da cidade. “Os comerciantes estão mantendo seus negócios abertos, trabalhando com promoções para atrair fregueses e manter os empregos. Queremos criar uma marca para a promoção do município, que não conte com dinheiro público, mas com apoios”, finalizou Quintão.

Vale

Em nota, a Vale reforçou que, desde fevereiro, quando o risco do talude da mina de Gongo Soco ceder foi identificado, vem adotando todas as medidas preventivas para garantir a segurança dos moradores da região. Em fevereiro, a mineradora retirou, preventivamente, os moradores de um povoado nos arredores de Barão de Cocais cujas casas estão na Zona de Autossalvamento - a primeira a ser atingida pelos rejeitos caso a barragem se rompa. Além disso, a empresa afirma apoiar a realização de simulados para preparar as comunidades a lidar com qualquer cenário possível.

“Tanto o talude da mina de Gongo Soco como a Barragem Sul Superior estão sendo monitorados 24 horas por dia e as previsões sobre deslocamento de parte do talude, revistas diariamente”, afirma a nota, sustentando que (conforme dito também pelo coordenador-adjunto da Defesa Civil estadual) “não há elementos técnicos que possam afirmar que o eventual deslizamento de parte do talude poderia desencadear a ruptura da barragem.” (Com informações do G1)

 

Vacinação contra a gripe é estendida a toda população até 14 de junho

Domingos Matos, 06/05/2019 | 11:29

A vacinação contra o vírus da Influenza (gripe) foi ampliada para toda população e está sendo disponibilizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) em unidades das zonas norte, oeste, sul e centro de Ilhéus. A vacinação acontece até dia 14 de junho (sexta-feira) e foi estendida pelo Ministério da Saúde, que considerou baixa o resultado da cobertura vacinal encerrada no último dia 31 de maio.

A vacina está disponível nas unidades básicas de saúde do CSU (Barra), Euler Ázaro (Teotônio Vilela), Vila Cachoeira, Morada do Porto, Banco da Vitória, Salobrinho, Vila Cachoeira, CAE III (antigo Sesp, centro), Olivença, Nossa Senhora da Vitória, Ilhéus II e Hernani Sá. Para o atendimento, a pessoa precisa apresentar o cartão de vacina e qualquer documento de identidade.

A Sesau informa que a cobertura vacinal em Ilhéus, durante o período de atendimento ao público prioritário, nos meses de abril e maio, foi de 76,21%, correspondente a 52.594 pessoas atendidas. A chefe do Setor de Imunização, Walkiria Cardeal, destaca que vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença.

Segundo o Ministério da Saúde, crianças e gestantes não atingiram a meta de vacinação. De acordo com balanço fechado no dia 3 de junho, a cobertura vacinal é de 76% nestes dois grupos. São 3,7 milhões de crianças e 514,5 mil de gestantes que deixaram de se proteger contra a gripe.

A meta é vacinar 90% de cada público-alvo. Também estão abaixo da meta os trabalhadores de saúde, com 80,4%, as pessoas com comorbidade (duas doenças simultâneas), com 75,6%, a população privada de liberdade, com 61,7%, e os profissionais das forças de segurança e salvamento, com 38,9%. Todos os grupos prioritários ainda podem se vacinar, até acabarem os estoques da vacina.

  

Jovens de Ilhéus participam do projeto “Educar para não afogar”

Domingos Matos, 20/02/2019 | 10:17

A primeira edição do projeto “Educar para não afogar” de 2019, que tem a finalidade de conscientizar a população e turistas sobre os riscos de afogamento durante o banho de mar, aconteceu no último sábado (16), no Instituto Municipal de Ensino (IME), sede do curso Pré-Militar em Ilhéus. Ao todo, 40 jovens participam do programa, com o objetivo de aprender como agir neste tipo de situação, evitando que mais pessoas se machuquem em rios e praias.

A iniciativa, promovida pelo Corpo de Salva-Vidas, vinculado à Secretaria de Administração, já realizou diversos eventos em praias, balneários, piscinas e rios durante o verão, e chega até o curso Pré-Militar, que é um preparatório para Processo Seletivo destinado às moças e rapazes de 13 a 21 anos que estudam na rede de Ensino Fundamental ou Médio no município de Ilhéus, e sonham em ingressar nas Forças Armadas, através das escolas militares no país.

Prevenção – O coordenador e salva-vidas, Domingos Madureira, informa que os casos de afogamento são maiores nesse período do ano. “O litoral de Ilhéus possui 90 quilômetros, sendo o mais extenso de toda a Bahia e um dos mais procurados destinos de praias do Brasil. Nesse período do ano, há um aumento nos casos de afogamento. Quarenta por cento dos acidentes registrados envolvem jovens de até 16 anos. Para prevenir esses casos que o projeto foi criado”, explicou.

Além disso - completa Madureira - a estratégia aborda as recentes novidades em procedimentos de salvamento, técnicas emergenciais que podem ser utilizadas em ações de resgate aquáticas, prática de salvamento com a utilização de pranchas de surf. “Inclui também gestos simples, que vai de uma ligação para o serviço de emergência de suporte básico de vidas até o salvamento aquático, com duração de quatro horas de curso”, explica o coordenador do Salva-Vidas.

Durante a aula prática, são aplicadas medidas de prevenção, primeiros socorros e técnicas de salvamento aquático. Os alunos aprendem sobre orientações que devem ser repassadas aos banhistas, como evitar tomar banho em área não supervisionada, não ingerir grandes quantidades de bebidas alcoólicas antes de tomar banho, obedecer à sinalização nas praias, evitar tomar banho de mar sozinho e manter cem por cento de atenção às crianças.

 

Marinha divulga nota com alerta de ressaca em Ilhéus

Domingos Matos, 18/07/2017 | 10:33

NOTA À IMPRENSA

Salvador, em 18 de julho de 2017.

A Marinha do Brasil (MB), por meio do Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN), informa que está em vigor um aviso de ressaca, emitido pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), que prevê ondas de até 2,5 metros na área litorânea compreendida entre Ilhéus (BA) e Natal (RN), válido até às 09h desta quarta-feira (19).

A MB permanece atenta à situação do tempo e, em caso de necessidade, as Organizações Militares responsáveis pela segurança da navegação na área marítima sob a responsabilidade do Com2ºDN poderão ser acionadas, em qualquer horário, por meio dos telefones abaixo elencados. Pedidos de auxílio também podem ser encaminhados para o Serviço de Busca e Salvamento Marítimo (SALVAMAR) Leste, operado pelo Comando do 2º Distrito Naval em Salvador.

Capitania dos Portos da Bahia: (71) 3507-3777

Capitania dos Portos de Sergipe: (79) 3711-1600

Delegacia da Capitania dos Portos em Ilhéus: (73) 3222-5100

SALVAMAR LESTE: 0800 284-3878

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.