Tag: saude

Maternidade força a barra com a Justiça para dobrar valor de repasse, diz secretário da Saúde

Domingos Matos, 07/10/2019 | 16:10
Editado em 07/10/2019 | 16:15

A saúde pública em Itabuna se tornou uma guerra de versões, e a população se vê em um tabuleiro de xadrez – como peão, diga-se, sempre pronto a ser sacrificado para a glória de reis e rainhas. O último movimento da Maternidade Esther Gomes foi anunciar o fechamento de portas na sexta-feira (4), último dia útil da semana. Segundo o secretário municipal da Saúde, Uildson Nascimento, uma manobra para obrigar a retomada, via Justiça, do contrato de prestação de serviços com o município num valor bem superior ao que estaria em vigor, atualmente.

Ele explica: “Por questões burocráticas, ao assumir a pasta, no início de setembro, foi cancelado o Chamamento Público que ocorreria ainda no referido mês, e que resultaria na renovação do contrato. Vale ressaltar que mesmo sem o chamamento/contrato, o pagamento da Maternidade continuou sendo feito, sem nenhuma interrupção”.

Diante disso, a direção da Maternidade acionou a justiça para obrigar o Município a apresentar o contrato, mas o fato é que em nenhum momento o município se negou, apenas houve atraso no chamamento”. Ainda de acordo com o Secretário Uildson Nascimento, a justiça deu um prazo de 15 dias – que vence nesta segunda-feira (7) -, para que o município apresentasse o contrato. “A direção do hospital não esperou vencer este prazo. Achou melhor se antecipar suspendendo os serviços de obstetrícia logo na sexta-feira (04)”.

O motivo verdadeiro, porém, seria explicado pela diferença entre os valores que a maternidade recebe por meio do contrato com a prefeitura, calculado a partir da tabela SUS, que é de R$ 365 mil/mês, contra os R$ 700 mil que ela pleiteia pela via judicial. “Por ser mais conveniente, aciona a Justiça para que entre em vigor o contrato no valor do repasse que ela solicita, de R$ 700 mil, e não o de R$ 365 mil, que é direito via tabela SUS”.

Mais Justiça

Diante do fechamento das portas da Maternidade Ester Gomes, na última sexta-feira (04), para os serviços de obstetrícia que são oferecidos a população de Itabuna e Região, o secretário Uildson Nascimento esclarece que trata-se de um fechamento sem sentido e que só traz prejuízos para população carente que necessita dos serviços.

Diante da situação, ele acionou a Justiça na tarde desta segunda-feira (07), para que a maternidade volte a atender pacientes do serviço de obstetrícia, e que só depois da sua reabertura a direção volte a discutir contratualização com o município.

Feira de Saúde beneficia 714 internos e internas do Conjunto Penal de Itabuna

Domingos Matos, 23/09/2019 | 22:33
Editado em 23/09/2019 | 22:47

O Conjunto Penal de Itabuna (CPI) realizou, nessa segunda-feira (23), durante todo o dia, sua IV Feira de Saúde. Entre outros, foram oferecidos atendimentos médicos, avaliação nutricional, atendimentos em fisioterapia, exames de eletrocardiograma, testes rápidos para ISTs e atendimentos odontológicos. Ao todo foram 714 beneficiados na quarta edição da Feira de Saúde do Conjunto Penal de Itabuna, contando atendimentos (505) e público das palestras (209).

Os internos foram beneficiados ainda com serviços de aferição de pressão arterial, glicemia capilar e exames preventivos (citologia) para internas e até acupuntura auricular. Após as consultas com os médicos, todos internos para os quais foram prescritos medicamentos receberam as dosagens para garantir o tratamento preconizado.

A abertura teve a participação do cantor David Nascimento, que foi semifinalista do programa The Voice Brasil, da Rede Globo, em 2017, e uma apresentação de reeducandos que participam do projeto “Um Toque à Liberdade”, que tem aulas de violão há cerca de um mês. Participaram, ainda estudantes de Enfermagem, Nutrição e Odontologia de duas instituições de ensino superior da cidade.

O diretor do CPI, major PM Adriano Valério Jácome da Silva afirmou que embora esses serviços sejam prestados cotidianamente, na modalidade de mutirão o serviço concentrado permite um maior alcance. “Garante, também, que o paciente tenha um atendimento completo, que pode ir da palestra educativa até a sessão de acupuntura, passando por psicólogo, fisioterapeuta, nutricionistas, médicos de diversas especialidades, salão de beleza. Um atendimento holístico”.

Inovação

A edição deste ano inovou no momento cultural, com a participação de um artista conhecido nacionalmente, mas também na prestação de serviços. Foram acrescentados, em relação a edições anteriores, exames de eletrocardiograma (13 exames), acupuntura auricular (20 aplicações) e atendimentos em Serviço Social, essenciais para a realização de consultas e exames específicos, a serem realizados posteriormente, a partir da prescrição médica. Também acrescentados serviços do corpo jurídico.

A Feira de Saúde teve parceria da Prefeitura de Itabuna, Governo do Estado, Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Unime, FTC, UESC. A realização foi do Governo do Estado, por meio da empresa cogestora do Conjunto Penal de Itabuna, Socializa – Soluções em Gestão. A coordenação ficou a cargo do enfermeiro Diego Matos, responsável técnico pelo Posto de Saúde Prisional, e da coordenadora do Corpo Técnico do CPI, Genice Lacerda.

Participaram ainda o diretor-adjunto Bernardo Cerqueira Dutra, o coordenador de Segurança, Fábio Vivas, e os gerentes da Socializa, Yuri Damasceno e João Sobral. O evento envolveu todos os setores da unidade. (clique sobre as fotos para ampliá-las)

Inaugurada 13ª Policlínica Regional de Saúde em Itabuna

Domingos Matos, 20/09/2019 | 13:09

A décima terceira Policlínica Regional de Saúde da Bahia foi inaugurada pelo governador Rui Costa, nesta sexta-feira (20), em Itabuna. A unidade de saúde, que contou com um investimento de R$ 25 milhões, entre obras e equipamentos, e já começa a funcionar na segunda (23), beneficia 750 mil moradores de 29 municípios da região. Também nesta sexta, Rui entregou 15 micro-ônibus, que farão o transporte dos pacientes para a policlínica, além de 12 ambulâncias.

"Hoje, 268 cidades, mais da metade dos municípios baianos, já são atendidas por uma policlínica regional. A próxima inauguração será em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador, e em seguida Senhor do Bonfim e logo depois Barreiras. Até novembro, nós chegaremos a 15 policlínicas entregues. É o maior investimento em saúde pública do Brasil, fortalecendo a atenção básica", afirmou Rui.

Ainda de acordo com Rui Costa, o Governo segue cumprindo o objetivo de regionalizar a saúde na Bahia. “Para isso, o Estado paga integralmente a implantação da policlínica, com obras, equipamentos e os micro-ônibus, e ainda participa com 40% dos custos operacionais mensais. Os outros 60% são divididos entre os municípios dos consórcios, de acordo com o tamanho de cada um”, detalhou.

Segundo o secretário da Saúde, Fábio Vilas Boas, com a Policlínica, a região cacaueira passa a ser autossuficiente em exames. "Esta é uma das maiores realizações da saúde pública na região cacaueira da Bahia. São mais de 15 especialidades médicas, todos os tipos de exames complementares, desde um simples eletrocardiograma até uma ressonância eletromagnética e uma tomografia computadorizada".

Ao todo, a policlínica conta com 78 profissionais, entre médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos. As especialidades oferecidas são angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia, entre outras.

Os municípios atendidos são Almadina, Arataca, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacã, Canavieiras, Coaraci, Firmino Alves, Floresta Azul, Gongogi, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itaju do Colônia, Itajuípe, Itapé, Itapitanga, Itororó, Jussari, Mascote, Pau Brasil, Potiraguá, Santa Cruz da Vitória, Santa Luzia, São José da Vitória e Una.

O cacique Gerson Pataxó, de Pau Brasil, disse que a policlínica de Itabuna terá uma grande importância para as populações indígenas. "São mais de 4,8 mil pessoas da nossa etnia aqui na região, em Pau Brasil, Camacã e Itaju do Colônia, municípios que fazem parte do consórcio e que não tinham acesso aos exames oferecidos. Agora, toda essa gente já pode fazer esses exames".

Para o técnico em radiologia Alone Oliveira, responsável por operar o aparelho de ressonância magnética da policlínica, essas unidades de saúde estão ampliando o mercado de trabalho para os profissionais da sua área. "Essas policlínicas fazem a nossa região crescer muito. Nós temos faculdades dessas especialidades na nossa região e a Policlínica nos dá essa oportunidade de trabalharmos com equipamentos de última geração com imagem em 3D e 4D”, contou.

 

Segurança Pública

Completando a agenda em Itabuna, o governador entregou 52 viaturas para a Polícia Militar, reforçando a segurança em 41 municípios da região.

 

Aprovados em seleção da saúde iniciam jornada de trabalho na próxima segunda

Domingos Matos, 20/09/2019 | 09:10
Editado em 19/09/2019 | 21:57

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) contratou 76 profissionais para atuar na cobertura da atenção primária do município, conforme estabelecido na Lei Municipal nº 3634/2012. Os profissionais irão atuar na rede municipal de saúde, no período de um ano e iniciam a jornada de trabalho a partir da próxima segunda-feira (23). A homologação do resultado foi publicada no Diário Oficial do Município, edição de 16 de setembro de 2019.

A coordenadora da Atenção Básica de Ilhéus, Jailma Lima explica que o foco principal para atuação é a área de Estratégia de Saúde da Família dentro da atenção básica. O objetivo da equipe é ampliar o atendimento prestado à população e promover ações e medidas preventivas de saúde. Os profissionais serão lotados nas 23 Estratégias de Saúde da Família (ESF) do município, distribuídas nas zonas norte, sul, oeste e nos distritos.

“Estamos em um processo de territorialização e para que esse processo ocorra precisamos do profissional atuando na unidade de saúde. A gestão do prefeito Mário Alexandre tem se empenhado no intuito de reorganizar a saúde, dando condições de atendimento tanto para o profissional quanto para o usuário. Entendemos que os usuários precisam ser assistidos com integridade, observando a sua individualidade. É um novo momento na atenção básica no município de Ilhéus”, enfatizou.

Os profissionais selecionados já assinaram o contrato e estão aptos para exercer as suas funções. As pessoas que não compareceram à reunião de encaminhamento, devem apresentar justificativa, ou do contrário o não comparecimento será entendido como falta. No total foram contratados 76 profissionais: médicos clínicos gerais (16); médicos pediatras (5); médicos ginecologistas (2); médicos psiquiatras (2); técnicos de enfermagem (24) e enfermeiros (27).

Os profissionais são encaminhados por meio dos Programas de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) e das Estratégias de Saúde da Família (ESF).

Zona Norte, PACS Sarah Kubitschek, ESF Iguape, ESF Alto do Coqueiro, CSU, PACS Iguape, Avenida Esperança, Basílio, Centro, Princesa Isabel,, ESF Conquista, Sul, Couto, Nossa Senhora da Vitória, Nelson Costa, Ilhéus II, PACS Urbis, Oeste, Teotônio Vilela, PACS Banco da Vitória, Salobrinho, Rural, Sambaituba, Banco Central, Banco do Pedro, Castelo Novo, Inema/Pimenteira, Juerana e Lagoa Encantada.

 

Após audiência pública, Charliane encaminha auditoria para o Ministério da Saúde

Domingos Matos, 19/09/2019 | 16:10
Editado em 19/09/2019 | 16:12

Na manhã desta quinta-feira (19), a Câmara de Itabuna recebeu a Frente Parlamentar em Defesa da Saúde, que tem na sua presidência o Deputado Estadual José de Arimatéia (PRB), para debater os problemas enfrentados pela população em audiência pública.

Estiveram presentes o Secretário de Saúde do Município, Uildson Nascimento, o presidente da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna - FASI, Juvenal Maynart, a representante da Santa Casa de Misericórdia, Lânia Peixoto, o Coordenador de Endemias, Roberto Góes, a representante da Secretaria Estadual de Saúde do Estado da Bahia, Domilene Borges, representantes do Conselho de Saúde e vereadores. 

Na oportunidade, a vereadora Charliane Sousa (PTB) encaminhou auditoria realizada pelo município que tinha por objetivo identificar ocorrências de possíveis irregularidades no Departamento de Controle, Avaliação e Regulação do SUS, além de extratos de repasses da União para a Consultora do Ministério da Saúde que também marcou presença no debate. 

“Nosso município vem recebendo recursos oriundos da União e o Município não vem prestando contas sobre a aplicação dos montantes no Sistema de Saúde e por essa falta de transparência, estamos perdendo diversos programas existentes. A população vem sofrendo pela má gestão, onde estamos vivenciando uma grave crise nos atendimentos da atenção básica, média e alta complexidade. Precisamos de rigor na apuração e espero que o Ministério da Saúde tome as devidas providências”, ressaltou Charliane.

Rui Costa inaugura Policlínica Regional de Saúde em Itabuna

Domingos Matos, 19/09/2019 | 08:13
Editado em 19/09/2019 | 09:51

O governador Rui Costa inaugura nesta sexta-feira, dia 20, às 9 horas, a Políclínica Regional  de Itabuna, a 13ª. unidade deste tipo da na Bahia. A policlínica, que teve um investimento superior a R$ 25 milhões,  entre obras, equipamentos e microônibus que farão o transporte dos pacientes, vai atender moradores de 29 municípios.

Ao todo 78 profissionais atuarão para dar assistência à população. São médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos.

Moradores dos municípios do consórcio formado por Almadina, Arataca, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Firmino Alves, Floresta Azul, Gongogi, Ibicarai, Ibirapitanga, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itajudo Colônia, Itajuípe, Itapé, Itapitanga, Itororó, Jussari, Mascote, Pau Brasil, Potiraguá, Santa Cruz da Vitória, Santa Luzia, São José da Vitória e Una terão à disposição consultas médicas em diversas especialidades como angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia.

A policlínica também oferecerá diversos exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, ,histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.

A gestão da policlínica será realizada em parceria entre Governo do Estado e os municípios que integram os consórcios. Os municípios cobrem 60% dos custos de operação, sendo que o valor é dividido proporcionalmente ao número de habitantes de cada um deles, e o Estado fica responsável pelos 40% restantes. 

 

Gestão da saúde em Itabuna preocupa conselheiros e vereadores

Domingos Matos, 16/09/2019 | 16:39

Para o Conselho Municipal de Saúde de Itabuna – CMSI, o município vive um “problema crônico de gestão que não é exclusivamente [por falta] de financiamento”. Essa é a conclusão do relatório apresentado nessa quinta, 12, às Comissões de Saúde e Direitos Humanos do Legislativo itabunense. Os conselheiros cobram transparência e políticas duradouras para a pasta.   

Na Audiência Pública, o conselheiro Paulinho Silva denunciou, entre outras situações, a precariedade no atendimento da atenção básica, atrasos em pagamentos de funcionários e fornecedores, postos de saúde sem curativos, sem aferidor de pressão e insumos para diabéticos. “Falta resolutividade para esses problemas recorrentes”, lamentou o conselheiro.      

Da plateia, o ex-vereador Luís Sena declarou que “a saúde de Itabuna está doente, não por falta de verba.” Para ele é preciso “esclarecimento onde está sendo aplicado esse recurso.” A conselheira Sueli Dias, que atua junto a pacientes com câncer, pontuou que “eles sofrem calados e estão desacreditados a ponto de não procurarem mais as autoridades”.

Vereadores presentes à audiência manifestaram preocupação com as deficiências da saúde apontadas pelo Conselho. Apoiado por Enderson Guinho, Júnior Brandão e Chicão, Jairo Araújo defendeu a abertura de Comissão Especial de Inquérito para investigar e, se necessário, punir os responsáveis por mau gerenciamento dos recursos da Saúde.

“Apesar de auditorias que comprovaram desvios de milhões de reais, ninguém foi punido até agora. As pessoas estão morrendo”, declarou Guinho, que preside a Comissão de Saúde. “Temos que continuar apurando as irregularidades nos contratos na pasta da saúde visto que o prefeito cogita revisões contratuais e mais auditorias. A sociedade precisa saber o que está irregular”, frisou Jairo, de Direitos Humanos.
 

Secretaria da Saúde da Bahia capacita profissionais de 64 municípios para tratar pé diabético

Domingos Matos, 09/09/2019 | 16:35

O Secretário Estadual da Saúde Fábio Vilas-Boas, lançou hoje o programa de treinamento para prevenção e tratamento do pé diabético. Até o final do ano serão implantadas 200 centros em toda a Bahia, a maior parte distribuída em municípios com menos de 100 mil habitantes. Para tanto, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio da Escola de Saúde Pública (ESPBA) e do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), iniciou nesta segunda-feira (9), um programa de treinamento com profissionais da assistência de 64 cidades, visando qualificar este cuidado, prevenindo lesões e internações associadas ao pé diabético.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, as amputações decorrentes de complicações do pé diabético constituem um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, levando em conta as elevadas taxas de internação hospitalar. "Além do impacto social na vida do usuário e da alta mortalidade associada, as amputações estão relacionadas a altos custos diretos e indiretos para o sistema de saúde. Dados do Sistema de Pactuação dos Indicadores (Sispacto) apontam que 25% das internações de pacientes na capital, por exemplo, poderiam ser prevenidas por serem condições sensíveis à Atenção Básica. Sem o adequado acompanhamento, o paciente diabético não realiza exames, não toma os medicamentos e acaba por ir a uma emergência de um hospital com o pé infectado que levará, possivelmente, à amputação de um dos membros”, afirma Vilas-Boas.

Ainda de acordo com o titular da pasta da Saúde, estima-se que, na Bahia, de 40 a 60% de todas as amputações não-traumáticas de membros inferiores são realizadas entre pacientes portadores de Diabetes Mellitus. Destas amputações, 85% são precedidas de feridas com úlceras. “O objetivo é reduzir o número de amputações decorrentes da falta de controle do diabetes, que entre 2010 e 2018, ocasionou mais de 6 mil amputações”, ressalta o secretário, ao pontuar também que as policlínicas regionais de saúde tem um papel fundamental para auxiliar o controle do diabetes. "O governador Rui Costa já entregou 11 policlínicas em diferentes regiões, dotadas de equipes especializadas e equipamentos específicos, e até o final do ano chegaremos a vinte unidades", diz.

O curso prevê aulas teóricas e práticas, sendo ministrado em dois dias. Serão seis módulos: I Aprendendo a reconhecer e intervir no pé diabético; II Manejo de calosidades; III O auto cuidado dos pés da pessoa com diabetes; IV Contextualizando as lesões ulcerativas em pé diabético; V A importância do movimento para o pé diabético; VI Vinculando redes no cuidado ao pé. Durante as aulas, os alunos farão a discussão de casos clínicos, aprenderão a utilizar um doppler portátil, bem como identificarão tipos diferentes de lesões, dentre outros temas.

 

Dados da doença

Em todo o mundo, 425 milhões de pessoas vivem com diabetes e 4,5 milhões morrem anualmente por causa da doença, segundo dados da International Diabetes Federation (IDF), responsável pelo Novembro Diabetes Azul, mobilização mundial que alerta para o crescimento da doença – considerada pandemia – e a necessidade de prevenção e diagnóstico precoce. Tendo como tema este ano “Família DMe Diabetes”, a campanha destaca a importância da família no manejo da doença.

No Brasil, onde os diabéticos são mais de 13 milhões – ocupa o quarto lugar entre os 10 países com maior população de diabéticos. No país, as complicações do diabetes custaram ao Ministério da Saúde, em 2016, R$ 92 milhões. Isso reflete o diagnóstico tardio, uma vez que mais de 40% das pessoas só são identificadas (no caso de diabetes mellitus tipo 2 -DM2) quando já apresentam complicações.

Prevenir as complicações do diabetes, onde se insere a retinopatia diabética, é muito importante. No mundo inteiro, a perda de visão por causa do diabetes tem aumentado assustadoramente. Entre 1990 e 2010, a quantidade de pessoas com perda de visão parcial ou total devido à doença subiu de 27% para 64%. Em 2010, uma em cada 52 pessoas teve perda de visão e uma em cada 39 pessoas ficou cega por causa da retinopatia diabética – desdobramento da doença que danifica a retina.

 

Governo da Bahia concede progressão funcional a mais de 5 mil servidores da área da saúde

Domingos Matos, 09/09/2019 | 13:34

Foi publicada no Diário Oficial do Estado do último final de semana (7 de setembro), portaria concedendo a 5.309 servidores progressão funcional nas carreiras integrantes do Grupo Ocupacional Serviços Públicos de Saúde, excetuando-se médicos e reguladores da assistência em saúde.

Segundo o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas Boas, a portaria atinge as carreiras de nível superior, técnicas e de auxiliar em serviços de saúde. "Mesmo diante de um cenário nacional de crise financeira, o governador Rui Costa faz um esforço para que enfermeiros, assistentes sociais, farmacêuticos, sanitaristas, auditores em saúde, técnicos em radiologia, dentre outros, progridam nas suas funções, com um impacto imediato superior a R$ 2,2 milhões", ressalta Vilas-Boas.

Os servidores que não tiveram o processo deferido terão um prazo de cinco dias uteis a partir de hoje, para interpor recurso contra a lista, através de formulário próprio disponibilizado no Sistema Eletrônico de Informações – SEI, acrescido de documentações que o servidor julgar necessário para análise do recurso. O processo deverá ser remetido para a Comissão de Desenvolvimento Funcional – CODEF via SEI (SESAB/SUPERH/DGTES/CGTS-CODEF).

A progressão é definida como a passagem do servidor de um nível para o imediatamente seguinte ao ocupado, dentro de uma mesma classe, em razão do atingimento dos critérios de participação em atividades, programas ou projetos prioritários na área de saúde e participação nas condições peculiares de trabalho.

A relação dos servidores beneficiados com a progressão funcional foi publicada no DOE do dia 7 de setembro, sábado e também está disponível no endereço eletrônico www.saude.ba.gov.br
 

Secretaria de Saúde de Ilhéus fala sobre as filas na UBS Sarah Kubitscheck

Domingos Matos, 04/09/2019 | 16:33

A Secretaria de Saúde (Sesau) de Ilhéus esclarece a grande concentração de pessoas na Unidade Básica de Saúde (UBS) Sarah Kubitscheck, que aconteceu bem no início da manhã desta quarta-feira (4). Funcionários da unidade orientaram os pacientes de que não haveria a necessidade de formação de longas filas e que senhas seriam distribuídas para melhor controle do número de consultas disponibilizadas. Porém, algumas pessoas optaram por continuar no local com receio de serem excluídas do agendamento.

A distribuição de fichas é feita na primeira semana de cada mês na unidade, que é responsável apenas pelo atendimento primário ambulatorial. O setor estabelece um cronograma para facilitar a marcação de exames. Importante salientar que as marcações de exames do setor Sarah são descentralizadas, com profissionais marcadores específicos para cada UBS, já que Sarah abriga a unidade da Barra, enquanto o Governo Municipal realiza os serviços de reforma corretiva e preventiva.

A cultura da fila – As filas nas unidades de saúde são culturais. Esta quarta (4), pela manhã, a população contou com os serviços de enfermagem e odontológico (todos os dias). Não houve atendimento clínico, porque este serviço está disponível nas terças, quintas e sextas-feiras, segundo o cronograma. Pela manhã, a confirmação é às 7h e o atendimento a partir das 8h. Já pela tarde, a confirmação é às 12h e o atendimento se inicia às 14h. São dois clínicos que atendem esta unidade.

O município aguarda a finalização do Processo Seletivo de preenchimento imediato das vagas. Quando isso ocorrer, serão mais 66 profissionais entre médicos clínicos, pediatras, ginecologistas, também enfermeiros e técnicos de enfermagem. Com isso, o Município visa ampliar a oferta de serviços para noite, promovendo uma maior cobertura assistencial básica, suprindo a necessidade de profissionais na rede pública municipal de saúde.

Abstenções – A oferta está sendo comprometida em virtude da crescente ausência aos agendamentos. De acordo com dados levantados pela Central de Regulação, no último mês, pelo menos 5.300 pacientes deixaram de comparecer a exames em Ilhéus, fato que agrava a fila de espera do município. A falta de comparecimento prejudica o trabalho dos prestadores de serviços conveniados pelo SUS. A Prefeitura de Ilhéus trabalha para diminuir as filas de espera.

 

Secretaria de Saúde de Ilhéus divulga resultado final de processo seletivo

Domingos Matos, 03/09/2019 | 07:31

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) divulgou a lista final dos candidatos convocados por meio do processo seletivo simplificado para o preenchimento imediato de vagas. A homologação foi publicada no Diário Oficial do Munícipio do último dia 30 de agosto, na edição nº 195, a partir da página 6.

O processo seletivo ofertou 66 vagas destinadas aos cargos de médicos clínicos (16), médicos pediatras (5), médicos ginecologistas (2), enfermeiros (20) e técnicos de enfermagem (23). Com exceção das vagas para médicos ginecologistas, todas as demais possuem cadastro reserva. O edital atende à Lei Municipal nº 3634/2012.

Os aprovados devem comparecer ao Setor de Recursos Humanos (RH) da Sesau, até esta terça-feira (3), entre das 9 às 12h e das 14 às 17h, para assinatura de contrato, portando os seguintes documentos: Original e cópia do CPF e RG; cópia da comprovação de quitação com as obrigações eleitorais; cópia do comprovante de residência; Carteira de Trabalho; Atestado de Saúde Ocupacional (ASO).

O processo seletivo visa ampliar a oferta de serviços, promovendo a cobertura assistencial básica e suprindo a necessidade de profissionais na rede pública municipal de saúde. 

Rui entrega unidades de saúde que somam investimentos de R$ 3 milhões em Candeias

Domingos Matos, 27/08/2019 | 19:32

A saúde foi destaque da agenda do governador Rui Costa, desta terça-feira (27), na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Em visita ao município de Candeias, nesta manhã, Rui entregou à população as novas unidades do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e da Academia de Saúde. 

“Mais um dia importante de entregas na área da saúde. O Caps, por exemplo, é um equipamento que tem grande relevância para o tratamento de pessoas que apresentam algum transtorno mental, com um conceito moderno de acolhimento. Outro objetivo do Caps, que também trata de pessoas com dependência química, é promover a inclusão e inserção de pacientes que possuem transtornos mais leves no ambiente familiar e na sociedade. Antigamente, todos os pacientes que apresentavam algum tipo de distúrbio psíquico, de qualquer grau, eram tratados da mesma forma, em internamentos que muitas vezes não eram adequados. Hoje em dia o tratamento é mais humano e cuidadoso”, explicou o governador.

Rui também falou sobre a iniciativa do Governo de construir equipamentos que fazem parte da rede básica de saúde, e entregar para as prefeituras administrarem. “O Estado está ajudando os municípios com entregas de unidades do Caps, Creas, Academias de Saúde, entre outras, porque entende que a atenção básica é fundamental para atender a população, principalmente nas cidades do interior”, ressaltou.

Centros 

No bairro Pitanga, a obra do Caps, executada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), recebeu cerca de R$2,5 milhões em recursos. No local, serão tratados transtornos mentais severos e persistentes, com acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. Trata-se de uma ação pensada para substituir, quando possível, internações em hospitais psiquiátricos. 

No mesmo bairro, o Creas vai ofertar serviços especializados e continuados a famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de direitos, como violência física, psicológica, sexual e tráfico de pessoas, e para cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto. A unidade recebeu um aporte de aproximadamente R$583 mil.

 

Academia de Saúde 

Localizada no bairro Urbis II, a Academia de Saúde permite que a população participe de atividades físicas, incluindo ginástica, capoeira, jogos esportivos e populares, yoga, tai chi chuan, dança, além de práticas artísticas, a exemplo de teatro, música, pintura e artesanato. Na iniciativa, foram investidos mais de R$ 288 mil em recursos.

 

Vistoria 

Também nesta terça-feira, Rui vistoriou as obras de contenção da encosta situada na Rua Cajueiro, no Centro de Candeias. Com conclusão prevista para setembro próximo, e executada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), a intervenção conta com um aporte superior a R$ 1,1 milhão. Estão sendo feitos os serviços de contenção em solo grampeado e alvenaria de Pedra, em 253 metros de extensão do terreno inclinado. 

 

Visitas

Como costuma fazer nos municípios por onde passa, o governador Rui Costa visitou três unidades escolares em Candeias: os Colégios da Polícia Militar (CPM), o Polivalente de Candeias e o Estadual Luiz Viana.

IBGE dá início à Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019

Domingos Matos, 27/08/2019 | 16:39

Cerca de 1.500 agentes de pesquisa do IBGE visitarão 108 mil domicílios em mais de 2 mil municípios de todo o país. A coleta da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), que começou ontem (27), irá até fevereiro de 2020 e os primeiros resultados estão previstos para serem divulgados em 2021.

Realizada em convênio com o Ministério da Saúde e em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a PNS investiga a prevalência de doenças crônicas não transmissíveis e quantifica a população com incapacidades físicas. Outros indicadores importantes são relativos ao estilo de vida (sedentarismo, tabagismo, dieta, consumo de álcool) e à saúde bucal. A PNS também investiga se os moradores sofreram algum tipo de violência e monitora a realização de exames preventivos, além de avaliar a percepção da população sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).

A PNS também coleta os dados antropométricos – peso e altura – de um dos moradores dos domicílios visitados, para detectar a incidência de obesidade e estabelecer as medianas de peso e altura da população.

A PNS foi a campo pela primeira vez em 2013, mas dá continuidade a um ciclo de investigações realizadas pelo IBGE a cada cinco anos, desde 1998, com os suplementos de saúde da antiga Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

O IBGE fez quatro divulgações dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013, entre dezembro de 2014 e junho de 2016. A PNS 2013 mostrou, por exemplo, que entre a população com 18 anos ou mais de idade, 14,5% fumavam cigarro e 24,0% ingeriam bebida alcoólica pelos menos uma vez por semana. Entre as mulheres que tiveram filho no período de referência da pesquisa, 54,7% fizeram cesariana.

A obesidade acometia um em cada cinco adultos e esse percentual era mais alto entre as mulheres (24,4%) do que entre os homens (16,8%). A pesquisa também mostrou que 11,2 milhões de pessoas (ou 7,6% da população com 18 anos ou mais) foram diagnosticadas com depressão por um profissional de saúde mental. Ainda entre os adultos do país, segundo a PNS 2013, 21,4% eram hipertensos, 6,2% eram diabéticos e 12,5% apresentavam colesterol alto.

A Pesquisa Nacional de Saúde 2019 adicionou temas novos aos que foram investigados na edição que foi a campo em 2013. Uma dessas inovações é o módulo de questões sobre paternidade e exames pré-natal, direcionado aos homens.

A PNS 2019 trará um módulo sobre atividade sexual, que será aplicado aos moradores maiores de 18 anos. Há perguntas sobre o uso de preservativos e a idade em que a pessoa teve sua primeira relação.

Outro módulo novo será o das Relações e Condições de Trabalho, que segue as recomendações da OIT, com perguntas para detectar condições insalubres no ambiente de trabalho, além de problemas de saúde relacionados.

 A PNS continua a investigar se os moradores sofreram algum tipo de violência, em que local e quem era o agressor, mas a edição 2019 incluirá questões novas, para detalhar a natureza dessa violência (física, sexual ou psicológica).

Já o módulo de atenção básica à saúde foi estendido e terá uma série de perguntas sobre a utilização do Sistema Único de Saúde (SUS). As respostas irão compor um indicador que permitirá uma avaliação mais detalhada do atendimento recebido pelos entrevistados.

A primeira parte do questionário da PNS 2019 captará informações de todos os moradores.  Na segunda parte, um morador de 15 anos ou mais de idade será selecionado para responder um conjunto específico de perguntas e ter seus dados antropométricos coletados.

A previsão é que a pesquisa seja realizada a cada cinco anos, com detalhamento nos níveis Brasil, grandes regiões, unidades da federação, regiões metropolitanas que contenham os municípios das capitais e municípios das capitais.

 

Sigilo 

É importante ressaltar que todas as informações coletadas pela PNS têm sua confidencialidade garantida pela lei do sigilo da informação estatística (Lei nº5534) e só podem ser utilizadas para fins estatísticos.

Os agentes de pesquisa do IBGE estarão identificados o crachá e usarão equipamento eletrônico de coleta de dados (computador de mão). Os moradores poderão confirmar a identidade do entrevistador em ligação telefônica gratuita para 0800-721-8181.

Rui inaugura nesta terça Centro Psicossocial e Academia de Saúde em Candeias

Domingos Matos, 26/08/2019 | 15:31

O governador Rui Costa vai à cidade de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), nesta terça-feira (27), para cumprir uma agenda que contempla entregas à população e vistorias de obras do Estado. O governador dá início à agenda às 9h, quando inaugura a Academia de Saúde, na Rua B do Urbis II. Na sequência, vai ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), onde faz a entrega do equipamento, localizado na Rua Desembargador Teixeira de Freitas, no bairro Pitanga.

A coletiva de imprensa com o governador será no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), no bairro Nova Brasília, que também será entregue pelo Governo do Estado nesta terça. Após estas inaugurações, Rui vistoria as obras de contenção de encosta da Rua Cajueiro, no Centro. De volta a Salvador, o governador vai apresentar o #PapoCorreria, ao vivo, a partir das 19h, no YouTube, no Facebook e no Instagram.

Dr. Zé Henrique pode assumir a Saúde de Itabuna

Domingos Matos, 26/08/2019 | 13:01

O médico José Henrique de Carvalho é nome cotado para assumir a Secretaria de Saúde de Itabuna. A pasta está sendo comandada, interinamente, por Geraldo Pedrassoli desde a exoneração de Jozimar Salles. Zé Henrique, como é mais conhecido, já esteve à frente da Saúde em outras gestões do prefeito Fernando Gomes. 

Caso aceite o desafio, o ex-diretor médico do Hospital de Base e da extinta Sétima Dires (Sesab) se tornará o sexto secretário de Saúde de Itabuna em dois anos e oito meses do Governo Fernando Gomes. Pela Saúde, passaram Victor Lavinsky, Lísias Miranda, Deivis Guimarães, Isaac Nery e Jozimar Salles. Para a pasta, outra possibilidade é o também médico Dr. Vieira. (Com informações do Pimenta)

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.