Tag: sine

Sine anuncia novas vagas de emprego para Itabuna

Domingos Matos, 12/02/2019 | 10:32

A unidade do SineBahia, em Itabuna, anunciou novas vagas de empregos, distribuídas entre vários cargos, entre os quais técnico de refrigeração e serralheiro. Os candidatos interessados devem se dirigir à agência do Sine, na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá, sempre das 9h às 18h.

 É Imprescindível apresentar número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Confira as vagas disponíveis:

 

AUXILIAR DE LINHA DE PROCUÇÃO (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

5 VAGAS

 

ESTOQUISTA (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Não necessita experiência

1 VAGA

 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

 

TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na função

1 VAGA

 

REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas externas

Possuir CNH ‘A’

Possuir Moto

1 VAGA

 

GERENTE OPERACIONAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

FOTÓGRAFA

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

Possuir experiência com photoshop e corel draw

1 VAGA

 

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO

Ensino Médio Completo

Curso Técnico em Nutrição Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir CRN

1 VAGA

 

SERRALHEIRO

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

Sebrae promove encontros gratuitos com especialistas em Itabuna e Ilhéus

Domingos Matos, 08/02/2019 | 11:02

Com o objetivo de atender empresários e colaboradores com soluções direcionadas para 18 áreas diferentes dos setores da indústria, do comércio e de serviços, o Sebrae promove uma série de palestras gratuitas com especialistas nas áreas de moda, panificação, beleza e estética, e alimentação fora do lar. A primeira atividade acontece na próxima segunda-feira (11), às 18h30, no Tarik Fontes, em Itabuna, com a palestra “Moda Sustentável: oportunidade para inovar e competir no mundo fashion”.   

O encontro é destinado aos profissionais que atuam no setor de varejo de moda e áreas afins, e contará com a palestrante Fernanda Simon, responsável por trazer o movimento Global Fashion Revolution para o Brasil. A especialista no segmento vai apresentar um panorama da moda sustentável, além de um conteúdo específico sobre moda circular, inovação de matéria-prima e processo, designer e ativismo, economia e ecologia.

A empreendedora no seguimento de acessórios femininos de Itabuna, Jéssica Leite (foto) é uma participante assídua das atividades do Sebrae e já realizou a sua inscrição para o evento de moda. Segundo ela, será uma ótima oportunidade de atualizar os conhecimentos sobre a sustentabilidade na sua área de atuação. “Irei aprender um pouco mais desse movimento, fazer com que minha empresa se torne um pouco mais sustentável, que contribua para o mundo e para as pessoas”, declarou.

Já os profissionais que atuam nos setores de panificação, confeitaria, fábrica de pães congelados, salgados e biscoitos, terão a oportunidade de participar da palestra sobre “Grandes Tendências para as Indústrias de Alimentos”, com o consultor e palestrante do Instituto Tecnológico de Alimentação, Panificação e Confeitaria, Marcelino Rodrigues. O encontro acontece no dia 14/02, às 18h30, também no hotel Tarik Fontes, e vai abordar as tendências, inovações e o cenário da alimentação no Brasil e no Mundo.

Para o público de Beleza e Estética, está reservada a palestra “Inovação e Marketing Omnichannel: as tendências para o segmento de beleza”, com a gerente de marketing da ADCOS Cosméticos, Miriam Machado. O evento também acontece no Tarik Fontes, no dia 25/02. Serão abordados temas ligados a inovação tecnológica na prestação dos serviços de beleza; mídias sociais como diferencial de inovação e lucratividade; desafios do Omnichannel em serviços de beleza e estética e cases de implantação em pequenos negócios.

Ilhéus

No dia 19, o encontro será no auditório do Sebrae em Ilhéus, com o especialista em Alimentação Fora do Lar, Léo Teixeira, que é sócio e membro da equipe de consultores da NaMesa e especialista em gastronomia. A palestra sobre “Os novos modelos de restaurantes ganham espaço – crise e sucesso” vai abordar sobre as novidades no setor de Food Service para 2019, modelos de negócios e operações em destaque, a experiência do cliente, além de produtos e tendências.

Inscrições

As inscrições gratuitas podem ser feitas no site do Sebrae Conecta ou por meio dos telefones (73) 3613-9734 / 99981-1688 (Itabuna) e (73) 3634-4068 / 99973-8648 (Ilhéus). O ponto de atendimento do Sebrae em Itabuna está na Rua Paulino Vieira, 175, Edifício Lizete Mendonça, Centro. Já a Unidade Regional do Sebrae Ilhéus fica localizada na avenida Osvaldo Cruz, nº 74, Edifício Premier Bussines Center.

 

Sine oferece 22 vagas de emprego e Itabuna

Domingos Matos, 08/02/2019 | 09:10

O SineBahia está intermediando 22 vagas de emprego em Itabuna. Os interessados devem se dirigir à unidade da agência, na Avenida Aziz Maron, Bairro Goes Calmon, no Shopping Jequitibá, sempre das 9h às 18h. Entre os cargos disponíveis está o de fotógrafa. É necessário levar número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Confira as vagas:

 

AUXILIAR DE LINHA DE PROCUÇÃO (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Não necessita escolaridade

Não necessita experiência

5 VAGAS

 

ESTOQUISTA (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Não necessita experiência

1 VAGA

 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

10 VAGAS

 

REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas externas

Possuir CNH ‘A’

Possuir Moto

1 VAGA

 

GERENTE OPERACIONAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

 

FOTÓGRAFA

Ensino Médio Completo

Não necessita experiência

Possuir experiência com photoshop e corel draw

1 VAGA

 

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO

Ensino Médio Completo

Curso Técnico em Nutrição Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir CRN

1 VAGA

 

SERRALHEIRO

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na carteira

1 VAGA

SOLDADOR

Não exige escolaridade

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência com TIG e MIG

1 VAGA

Sebrae tem mais de 600 vagas de capacitação em Itabuna e Ilhéus

Domingos Matos, 03/09/2018 | 17:13
Editado em 03/09/2018 | 17:12

Com o foco na inovação dos pequenos negócios, o Sebrae está com 690 vagas de capacitações abertas para workshops de indicadores, cursos de treinamento gerencial básico e atendimento ao cliente, além de palestras, oficinas e seminários diversos. Do total, 540 vagas são gratuitas, e os interessados podem se inscrever pelos telefones (73) 3613-9734 e (73) 99974-2262, em Itabuna, ou (73) 3634-4068 e (73) 99974-2263, em Ilhéus.

Visando aperfeiçoar a competitividade empresarial através da gestão por indicadores, o Sebrae Itabuna estará reunindo empresários e gerentes do segmento de Beleza e Estética no Workshop de Indicadores, nesta segunda-feira, 3, a partir das 18h30, na sala de treinamentos da instituição, com o especialista em gestão de micro e pequenas empresas, Aelson Souza.

No dia seguinte, no mesmo horário e local, Ana Carolina Moura, especialista em planejamento estratégico, empreendedorismo e gestão de pessoas, vai conduzir o Workshop, mas destinado aos profissionais do varejo de moda. No dia 17, a capacitação é retomada por Ana Carolina, que vai orientar os profissionais de varejo de alimentos, e, no dia 18, será destinada àqueles atuam no setor de materiais para construção.

A série Workshop de Indicadores encerra no dia 25, em Itabuna, voltada aos profissionais do segmento de alimentação fora do lar, com a palestra da consultora e estrategista empresarial Luane Di Paulo.  A técnica do Sebrae Karla Peixoto explica que, em todos os encontros, os consultores estarão apresentando aos empreendedores “a importância das empresas possuírem indicadores que tornam a gestão dos negócios mais efetiva”.

Oportunidades

Já na sala de treinamento do Sebrae Ilhéus, acontecerá a oficina de capacitação Pratique Atendimento para Microempresas, no dia 18, das 13h às 17h, com o objetivo de desenvolver procedimentos e estratégias para identificar as necessidades e encantar o cliente.

Para quem deseja abrir o próprio negócio, o Sebrae estará oferecendo orientação gratuita sobre “Como planejar o seu negócio”, com informações atualizadas de mercado, todas as sextas-feiras do mês, nos dias 14 e 28, em Ilhéus, e dia 21, em Itabuna.

sos

Na semana de 10 a 14 de setembro, o Sebrae Itabuna promove o curso “Como Atender Melhor seu Cliente”, com o objetivo de desenvolver nos participantes habilidades que contribuam para a satisfação do cliente. O curso acontece das 19h às 22h, na sala de treinamento da instituição. O investimento é de R$ 80.

Já em Ilhéus, na semana de 24 a 28, os micro e pequenos empresários terão a oportunidade de participar do Treinamento Gerencial Básico, com o foco nos fundamentos da gestão empresarial, a partir de conteúdos relacionados a planejamento, gestão de pessoas, de compras e vendas, estoque, gestão financeira, capital de giro e introdução ao marketing. O investimento é de R$ 100.

O Sebrae em Ilhéus fica localizado no Edifício Premier Business Center, Avenida Osvaldo Cruz, 74, Cidade Nova. Já em Itabuna, a agência de atendimento do Sebrae fica na Rua Paulino Vieira, 175, Edifício Lizete Mendonça, Centro. Outras informações podem ser obtidas na Central de Relacionamento Sebrae, no 0800 570 0800.

Unidade de Radioterapia comemora recurso da Justiça do Trabalho

Domingos Matos, 22/05/2017 | 21:49

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna finalmente ampliará o espaço físico da Unidade de Radioterapia para instalação do novo Acelerador Linear, equipamento que igualará o tratamento contra o câncer oferecido hoje na instituição aos existentes nos maiores centros de saúde do Brasil. O recurso previsto para a construção somente foi possível a partir da homologação pela Justiça do Trabalho de uma Ação Civil Pública, movida pelo Ministério Público do Trabalho, que direcionou parte do recurso recebido em um acordo de Processo Trabalhista para a Unidade de Radioterapia. A juíza da 2ª Vara do Trabalho, Dra. Eloína Machado assinou a homologação na última quinta-feira (18.05) e um Ato de Agradecimento organizado pela Santa Casa de Itabuna e por pacientes em tratamento marcaram a tarde desta segunda-feira (22).

O recurso previsto será utilizado para construção de um bunker, como é chamada a Unidade física com destinação exclusiva para instalação e operacionalização do novo equipamento de tratamento radioterápico. Por se tratar de Radioterapia, toda a estrutura é específica e regulada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEM) e o custo elevado nunca possibilitou à Santa Casa a realização deste investimento. “A notícia foi comemorada pela Santa Casa e pela sociedade em geral, principalmente, as famílias dos mais de 20 mil pacientes já atendidos na Unidade. Reconhecemos a grandeza da ação e a dedicação especial da juíza Dra. Eloína Machado para a concretização deste sonho”, declarou o provedor da Santa Casa de Itabuna, Dr. Eric Ettinger de Menezes Júnior. Somente em 2016, a Unidade de Radioterapia realizou mais de 112 mil procedimentos, entre os quais 101 mil só para o SUS.  

Para a juíza Dra. Eloína Machado, é muito gratificante atuar na sua profissão pela qual é apaixonada e ainda poder ajudar o coletivo. “Nessa vida só temos significado quando conseguimos dar significado à vida de alguém e eu pedi a Deus que me mostrasse onde eu poderia ajudar ainda mais à minha comunidade. Somos pioneiras entre juízas a direcionar à causas coletivas estes recursos oriundos de sentenças trabalhistas, e a saúde é uma área que sempre me sensibilizou”, declarou Dra. Eloína.

Sobre a nova Unidade

A nova Unidade abrigará um novo Acelerador Linear modelo Sinergy Plataform da Elekta, adquirido em 2011 ainda na gestão do Dr. Renan Moreira (in memória), equipamento de Radioterapia de Intensidade Modulada (IMRT), que trata o câncer a partir da emissão de fótons e elétrons com MLC e sistema conformacional em 3D. “São informações técnicas para dizer que, com a instalação deste novo equipamento, teremos nossa capacidade de atendimento aumentada, e, acima de tudo, uma qualificação da assistência prestada, já que este equipamento eleva a rapidez do tempo de resposta, diminuir os riscos de exposição das células não-alvo, garantindo maior qualidade de tratamento ao paciente em tratamento contra o câncer”, declarou o médico diretor da Unidade de Radioterapia, Dr. Eric Santarém.

Para o médico radioterapeuta e também membro da equipe da Unidade de Radioterapia de Itabuna, Dr. José Bandeira, a previsão de recurso para a construção deste novo espaço representa muito para a saúde da população de Itabuna. “Estamos todos muito felizes com a chegada do recurso, com os ganhos em qualidade de vida para o paciente em tratamento contra o câncer na Unidade de Radioterapia, mas, principalmente, pela fonte de origem do recurso. É preciso reconhecer iniciativas como esta que contam como o Brasil pode dar certo, e desejar que ela seja replicada em outros Tribunais e siga distribuindo esperança”, declarou Dr. Bandeira.

Programa Primeiro Emprego busca jovens no interior da Bahia

Domingos Matos, 06/04/2017 | 15:49

Através do programa Primeiro Emprego, o Governo do Estado está dando a oportunidade de diversos jovens entrarem para o mercado de trabalho. Aqueles que se formaram na rede estadual de Educação Profissional desde 2015 e obtiveram as melhores notas foram classificados em um ranking feito pela Secretaria da Educação do Estado.

Após a classificação por ordem de desempenho escolar, a coordenação do programa está buscando os jovens em diversos municípios para que eles possam ser encaminhados para seus postos de trabalho. Confira abaixo a lista dos convocados que devem comparecer ao posto do Sinebahia mais próximo a seu município, portando RG, Carteira de Trabalho e Comprovante de Residência.

A meta do programa é oferecer o primeiro emprego para nove mil jovens oriundos da rede estadual de Educação Profissional. São 4.500 vagas entre novembro de 2016 a novembro de 2017, e outras 4.500 entre novembro de 2017 e novembro de 2018, no setor público. A oportunidade pode surgir em secretarias e órgãos do governo estadual, ou ainda empresas públicas e privadas, parceiras do programa. Para mais informações, acesse o site do Primeiro Emprego.

Relação de jovens por município

Salvador 
Alagoinhas 
Feira de Santana 
Ilhéus 
Eunápolis 
Cruz das Almas 
Jequié 
Itabuna 
Simões Filho 
Gandu 
Santo Antonio de Jesus
Vitória da Conquista

Nazal defende mais união dos municípios para consolidar desenvolvimento regional

Domingos Matos, 23/03/2017 | 00:01

Ao participar do lançamento do Programa Líder, iniciativa do Sebrae e da Frente Nacional dos Prefeitos, em parceria com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e Associação Brasileira dos Municípios (ABM), o vice-prefeito de Ilhéus e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal, defendeu a importância de mais união entre os municípios que integram o Território Litoral Sul na busca pela consolidação do desenvolvimento regional.

Ilhéus foi a primeira cidade do interior baiano a conhecer o programa e, de acordo com o superintendente do Sebrae Bahia, Adhvam Furtado, essa conquista se dá graças ao potencial, a organização e a importância econômica que a região tem. Nazal participou do lançamento ao lado de lideranças públicas, privadas e representantes do terceiro setor da região sul da Bahia. Estiveram presentes também os secretários Paulo Sérgio dos Santos (Indústria e Comércio) e Alcides Kruschewsky (Comunicação).

Estratégia coletiva - O objetivo do Programa Líder, segundo a gerente regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, é pensar estrategicamente o desenvolvimento sustentável da região, através do estabelecimento de uma aliança que faça convergir interesses de todos nas prioridades identificadas na área em sinergia com as políticas de Estado e do Governo Federal.

Durante o lançamento, que aconteceu ontem (21), no auditório do Hotel Aldeia da Praia, litoral sul de Ilhéus, o vice-prefeito José Nazal destacou ainda que o Território Litoral Sul é composto por 26 municípios, mas metade da população se concentra em Ilhéus e Itabuna, municípios que também detém “muito mais da metade da receita”.

No entanto, destacou Nazal, os dois maiores municípios regionais pouco participam dos debates e não integram sequer o Consórcio da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc). “A região passa pela necessidade de os políticos, governantes e das pessoas em geral, se despirem da vaidade pessoal e pensar conjuntamente o processo de desenvolvimento regional focado em iniciativas de desenvolvimento coletivo e de sustentabilidade”, afirmou.

Wagner participa da inauguração de Centro de Inovação do Cacau no Sul da Bahia

Domingos Matos, 10/03/2017 | 08:48

Será realizado nesta sexta-feira (10) a partir das 13h30min, no auditório Paulo Souto, na UESC, o lançamento oficial do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia e a inauguração do Centro de Inovação do Cacau. O evento contará com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, que irá representando o governador Rui Costa.

A programação prevê a realização de palestras técnicas e um Momento dos Produtores. Realizado pela CEPLAC, UFSB, CEPEDI, UESC, SINEC, IF-Baiano de Uruçuca, Instituto Arapyaú, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Informação da Bahia e o WORLDWATCH Institute, o evento oficializa o início das atividades do Centro de Inovação do Cacau-CIC, que tem como objetivo construir, consolidar e difundir conhecimento sobre o cacau e o chocolate, com foco na melhora da produtividade, qualidade e rastreabilidade das amêndoas. 

Presenças confirmadas: 

  • ·  Jaques Wagner - Secretário de Desenvolvimento Econômico – Representando o Governador Rui Costa
  • ·  Gesil Amarante – Presidente do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia
  • ·  Jose Nazal Pacheco Soub – Vice-prefeito de Ilhéus
  • ·  Adélia Pinheiro - Reitora da UESC
  • ·  Evandro do Nascimento Silva – Reitor da UEFS
  • ·  Naomar Almeida Filho - Reitor da UFSB
  • ·  Renato Anunciação - Reitor do IFBa
  • ·  Roberto Muniz – Senador
  • ·  Lídice da Mata – Senadora
  • ·  Natura - Guilherme Leal – Sócio-fundador

Entre a Embasa e a privatização

Domingos Matos, 24/10/2016 | 22:03

Erick Maia

Longe de qualquer interesse corporativo ou político, é preciso dizer que, infelizmente, devemos reconhecer que a nossa cidade está muito longe de outros municípios de médio e grande porte da Bahia em relação ao saneamento básico, notadamente abastecimento de água e esgotamento sanitário. Perdemos até mesmo para municípios menores da região, como Camacan, Canavieiras, Itaju do Colônia e Itacaré neste quesito.

Em termos relativos, pela importância regional, populacional e econômica, Itabuna é uma das piores da Bahia nesses indicadores. O advento do Plano Municipal de Saneamento Básico, pressiona-nos quanto a necessidade de saber de onde virão os investimentos em infraestrutura de saneamento básico e a crise hídrica expôs todas as nossas fragilidades.

Nesse sentido, o convênio de cooperação que está no legislativo, que pretende autorizar a transferência desses serviços públicos ao estado da Bahia, deve ser avaliado como uma grande oportunidade de buscarmos uma alternativa pública que pode conciliar e convergir os interesses de vários segmentos da sociedade.

É importante lembrar que a municipalização dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário em 1989 e a criação da Emasa, visava essencialmente atender às expectativas de descentralização do poder de decisão, trazendo ao município o protagonismo na prestação desses serviços essenciais.

Nos 27 anos da Emasa, contudo, a falta de planejamento e gestão de longo prazo demonstrou a nossa incapacidade, até aqui, de administrarmos uma empresa municipal. E não apenas a população foi prejudicada nesse período, mas também os servidores da Emasa, com baixos salários e falta de perspectiva de crescimento na carreira.

Nesse momento, a proposta do governador Rui Costa de regularizar o abastecimento de água e fazer os investimentos necessários no tratamento de esgoto, além de assumir 150 funcionários e parte da dívida da Emasa e transferir 3% da arrecadação da tarifa de água ao município, deve ser considerada. Não que seja a melhor das propostas ou a Embasa não tenha as suas limitações e deficiências empresariais. Mas deve ser considerada.

Pessoalmente, defendo uma melhor negociação com o estado, com a incorporação de todos os 308 funcionários da Emasa pela empresa estadual e aumento da participação do município na arrecadação da tarifa de água.

Mas existe a opção de manter a Emasa? Claro que sim. Contudo, é necessário um esforço, quase impossível, de que a empresa seja blindada das ingerências políticas partidárias e reestruturada financeiramente. O que não seria da noite para o dia e dependeria de muita vontade política e, principalmente, pressão e controle social.

O certo é que não sabemos quem será o próximo prefeito. Caso Fernando Gomes assuma, ele já deixou claro num debate eleitoral sobre o tema, no hotel Tarik Fontes, que vai privatizar. Se não for assim, não só ele, mas muitos outros, certamente não abrirão mão de fazer toda sorte de ingerências e desvios na Emasa.

Como diria o filósofo Aristóteles: “primeiro as primeiras coisas”. Equacionar o problema de investimento em saneamento básico é sine qua non para que o município de Itabuna volte a crescer, gerar mais empregos e melhorar a qualidade de vida da sua população. Do contrário, continuaremos sofrendo as mesmas consequências das irrespondabilidades administrativas e políticas. Itabuna seguirá perdendo oportunidades.

Erick Maia é sindicalista e servidor público estadual.

Avança transferência da gestão da água de Itabuna para o Estado

Domingos Matos, 26/07/2016 | 21:47

O processo de transferência da administração dos serviços de água e esgoto de Itabuna para o Governo do Bahia teve um avanço importante,nesta segunda-feira (25), com o acerto dos últimos detalhes para firmação de convênio entre Estado e Município. O assunto foi discutido pelo governador Rui Costa em reunião com o prefeito Claudevane Leite e o presidente da Embasa, Rogério Cedraz, no prédio da Governadoria, em Salvador.

“Esta é uma excelente notícia para o povo de Itabuna. O prefeito está levando as cópias dos documentos que precisam ser retificados pela Câmara de Vereadores do município, para que a gente assine o contrato de transferência e comece a resolver os problemas de falta de água e saneamento da região. A população já convive com a escassez há anos e o Governo do Estado já se mobiliza para intervir”, afirma o governador Rui Costa.

A formação do convênio será analisada e votada na Câmara de Vereadores em caráter de urgência. Em caso de aprovação, um plano de trabalho, envolvendo ações, prazos e investimentos, vai ser construído e executado,imediatamente, na região.  De acordo como presidente da Embasa, Rogério Cedraz, a gestão estadual possui mais recursos para promover medidas efetivas no combate à falta de água e tem assumido a responsabilidade para extinguir a escassez.

“Os serviços de água e saneamento eram administrados pelo município por meio da Emasa e estão caminhando para ser transferidos para a Embasa, uma empresa que atua em todo o estado em termos de tecnologia. A transferência foi pensada justamente porque o Governo do Estado tem mais verba do que o município para resolver a situação em caráter mais dinâmico levando em conta a problemática”, ressalta Cedraz.

A informação já havia sido antecipada pelo governador em visita à região na última semana, quando vistoriou as obras da Barragem do Rio Colônia, 25% concluídas. Com  a previsão de conclusão para o segundo semestre de 2017, o equipamento garantirá o abastecimento regular de água tratada para mais de 350 mil moradores.

“A gente perdeu 97% das nossas principais fontes de captação. O município está realmente precisando desta imensa contribuição do Estado, que já vem ajudando. Sem dúvida, a firmação do convênio e a transferência da gestão da água vai impactar numa melhor condição de vida para os moradores de Itabuna”, enfatiza o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite. 

Sobre esgotamento sanitário, o Governo do Estado ressalta que é “prioritária” a necessidade de colocar Itabuna no mesmo patamar de outras cidades da Bahia do mesmo porte, como a cidade de Jequié, que tem mais de 70%de rede de esgoto instalada, e Vitória da Conquista, que passa de 80% de rede de esgoto.

Como medida de emergência, o Estado também autorizou a Embasa a adquirir um dessalinizador que custa R$ 3 milhões, para o abastecimento da cidade de Itabuna até o ano que vem, quando a população vai contar com água acumulada na Barragem do Rio Colônia.

Redescobrindo o Sul da Bahia

Domingos Matos, 07/05/2016 | 20:30
Editado em 07/05/2016 | 20:33

Por Walmir Rosário*

Em meio à inundação de notícias desconstitutivas sobre o Brasil como um todo, começamos a vislumbrar que a região do cacau, finalmente, começa a nos mostrar alguma coisa de boa, útil e produtiva. Trata-se da implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) na área Ceplac, às margens da Rodovia Jorge Amado.

Finalmente, a razão, a inteligência e o bom senso conseguiram superar o atraso, o corporativismo maléfico, o provincianismo, as ideias retrógradas, a pequenez e o atraso. E essa tomada de atitude posso credenciar, principalmente, ao então Superintendente de Desenvolvimento da Região Cacaueira do Estado da Bahia (Sueba), Juvenal Cunha Maynart, e o Magnífico Reitor da UFSB, Naomar Monteiro de Almeida Filho.

É a produção de ciência, de conhecimento, implantada no mesmo local que, por décadas, pesquisou e entregou à Nação Grapiúna todo um pacote tecnológico de desenvolvimento. Concebida num tripé de pesquisa, extensão e ensino, a Ceplac foi além de sua proposta inicial de prestar serviços financeiros aos cacauicultores e transformou a socioeconomia regional numa das mais eficientes do Brasil.

Não se conhecia no final da década de 50, toda a década de 60 e 70, região com uma infraestrutura igual ao Sul e Extremo Sul da Bahia. De repente, da luz do candeeiro passamos à energia elétrica; do transporte ao lombo de burros às boas estradas; das demoradas cartas ao telefone e telex; da economia precária à retomada do crescimento agropecuário e comercial.

Tudo isso foi possível com o trabalho eficiente dos técnicos da Ceplac, liderados  por Carlos Brandão e José Haroldo Castro Vieira, Paulo Alvim, dentre outros. Com o passar dos anos, a Ceplac se consolida como instituição científica, muda conceitos e costumes. Como toda grande instituição, sofre com as ingerências, seus técnicos se acomodam. Um novo despertar chega com a terrível descoberta na vassoura-de-bruxa nos cacauais do Sul da Bahia.

A partir desta época, a região já carecia de lideranças capazes de aglutinar os segmentos políticos e produtores em torno de um projeto inovador eficiente. Mesmo assim a região soube sobreviver, agora com a capacidade da iniciativa privada, formada por um novo perfil de cacauicultores, preocupados com os investimentos realizados.

Essa dicotomia permaneceu até a chegada de Juvenal Maynart à Superintendência Regional, apresentando propostas inovadoras, o que causou um certo desconforto em um grupo de servidores e a sensação de alívio para os produtores de cacau. Nada que não fosse possível administrar com o aparecimento dos novos resultados positivos.

A proposta do novo superintendente era bem simples e se calcava em premissas conhecidas no agribusiness internacional que pretende produzir com eficiência, conviver pacificamente com o meio ambiente e agregar valores ao seu produto. Essa inovação aqui já é considerada uma prática vitoriosa em grande parte do mundo.

Preserva-se o que tem, amplia-se a produção com produtividade, evita-se o ataque de pragas e doenças e promove uma defesa fitossanitária eficiente para o aparecimento de novas endemias. Entretanto, essas ações somente serão possíveis a partir do momento em que a agricultura e a ciência caminharem juntas para oferecer um produto inovador ao mercado.

E essa moderna concepção de produção só conseguirá atingir o seu alvo a partir do momento em que a ciência possuir todos os meios de transferir esse conhecimento ao produtor. Tão importante quanto a descoberta de novas tecnologias é saber “vendê-las” a um mercado ávido para “comprá-las”. E aí é que reside o nosso “calcanhar de Aquiles”.

Mesmo com toda a transferência de tecnologia já feita por instituições como Ceplac, Uesc e empresas privadas, os nossos agricultores ainda carecem, e muito, dessas ferramentas para trabalhar. Uns não têm capacidade de contratar recursos, outros não acreditam nessas inovações, e um grupo maior sequer tem conhecimento das novidades.

Daí que acredito ter sido o magistral o salto de qualidade da gestão de Juvenal Maynart na Ceplac ao abraçar e propor parceria à  Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Outras existem, mas a UFSB apresenta uma proposta inovadora, que não basta fazer ciência, mas apresentar o conhecimento para todos, com uma metodologia diferente.

A UFSB, nos moldes pensados sob a liderança do Professor doutor Naomar Monteiro de Almeida Filho, oferece o conhecimento e a ciência para todos, mas prima pela formação de acadêmicos entre a população das várias cidades onde atua. Isto, sim, é a universalização do conhecimento, mudando o conceito de cidade dormitórios para estudantes.

A partir da implantação desse conceito, teremos em praticamente todos os municípios uma massa forjada na academia com capacidade de enfrentar os  desafios e superar as velhas dificuldades. Na área esvaziada da Ceplac passaremos a contar com parque tecnológico atuando em quatro vertentes – Tecnologia da Inovações; Biotecnologias em Alimentos, com ênfase em cacau e chocolate; Logística, e Agroflorestais.

Nas cidades onde estão sendo implantados os Colégios Universitários, os alunos poderão cursas as matérias gerais, agora sem o esforço de enfrentar intermináveis e cansativas viagens de ônibus, o que facilitaria o aprendizado. A população como um todo ganharia, de imediato, na qualidade dos serviços, e no futuro, de uma grande massa pensante capaz de transformar a realidade.

A grande sacada é que em cada um desses colégios deverão ser implantados cursos que completem a vocação da cidade, dentro de diretrizes que apontam  as matrizes econômicas e sociais de desenvolvimento. Essa simbiose entre as ações governamentais, academia e iniciativa privada darão direcionamento às atividades de pesquisa, extensão e ensino.

__________

* Advogado e jornalista

Estranha obsessão

Domingos Matos, 04/01/2012 | 12:29
Editado em 04/01/2012 | 13:50

Está causando estranheza e pode resultar em sérios problemas uma prática cada vez mais evidente no Hospital São Lucas, em Itabuna. Técnicos em Enfermagem do plantão noturno estão coagindo pacientes a irem para casa após os primeiros atendimentos na unidade de emergência, mesmo que estes continuem a reclamar dos sintomas que os levaram a procurar o pronto-atendimento.

Há casos em que esses profissionais se revezam para "aconselhar" a clientela a procurar o caminho de casa nas madrugadas, apenas para garantir-lhes - aos próprios técnicos - mais tempo de descanso. "Da última vez em que lá estive foram pelo menos três, me mandando embora. Eu insistia que ainda estava com os sintomas de infarto, e uma delas chegou a me dizer que aquilo era 'psicológico'", afirma um paciente, vítima da insistência dos profissionais.

Ele diz que, depois de muito insistir para novamente ver o médico, foi reexaminado e teve prescritos dois exames: sangue e eletrocardiograma. "A mesma técnica, a que se passou por psicóloga, me disse que não faria o eletro, porque este dependia do exame de sangue e, esse sim, era muito demorado, levaria umas três ou quatro horas".

Depois de mais duas ou três admoestações, o paciente, já cansado da má vontade e da estraha obsessão da técnica de enfermagem em vê-lo pelas costas, decidiu ceder e sair, mesmo sem realizar os exames. "Aí, foi quando tive a maior surpresa. Ela me disse, com o maior profissionalismo: 'você é quem sabe. Se quiser sair, saia. Mas assine esse termo de responsabilidade. Vai que você esteja infartando...'"

Chegaria a ser cômico, se não fosse tão grave, beirando mesmo uma tragédia.

Pescadores artesanais ainda podem requerer o seguro-desemprego

Domingos Matos, 03/01/2012 | 09:11
Editado em 03/01/2012 | 09:12

O defeso da lagosta na Bahia, iniciado em 1º de dezembro de 2011, continua até o dia 31 de maio deste ano, quando o pescador artesanal está proibido de exercer as suas atividades, devido à reprodução das espécies. Para compensar, ele recebe seis parcelas do seguro-desemprego no valor do salário mínimo vigente, podendo requerer o benefício durante todo o período do defeso.

A pesca da lagosta está proibida nos municípios de Ilhéus, Canavieiras, Itacaré, Itamaraju, Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro, Valença, Alcobaça, Jaguaripe, Camamu e na localidade de Ilha D’ajuda. O tempo do período de defeso é fixado pelo Ibama.

Quem faz a habilitação dos pescadores artesanais é a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia, nas unidades de atendimento da rede SineBahia. Nos municípios onde não existem essas unidades o cadastramento é feito por técnicos da secretaria que são deslocados até a localidade dos pescadores.

Para fazer a solicitação do seguro-desemprego o pescador artesanal deve preencher o formulário na rede SineBahia ou nas entidades credenciadas pelo Ministério do Trabalho. No ato da requisição é preciso apresentar carteira de identidade ou carteira de trabalho (modelo novo), Pis/Pasep e CPF.

Também é exigida carteira de registro de pesca emitida pela Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (expedida com, no mínimo, um ano da data do início do defeso); comprovante de pagamento das contribuições previdenciárias; comprovante do NIT, documento da embarcação e comprovante de residência.

Após 30 dias, a primeira das seis parcelas estará disponível nas agências da Caixa Econômica, casas lotéricas ou nas unidades da Caixa Aqui. O seguro-desemprego é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Fat).

DE RODAPÉS E DE ACHADOS

Domingos Matos, 25/12/2011 | 18:03
Editado em 26/12/2011 | 09:41

AdylsonQuando o tema se esgota em si mesmo, um rodapé pode definir tudo e ir um pouco além.  

Adylson Machado

                                                                              

Homenagem ao baiano desconhecido

A Associação Brasileira de Imprensa promoveu ato de homenagem ao centenário de nascimento de Edmundo Moniz, no dia 12 de dezembro.

Baiano de Salvador, filho do ex-governador e senador Antônio Ferrão Moniz, professor de história e de filosofia, criador do Teatro Nacional de Comédias, naturalmente “afastado” do Brasil pela ditadura militar implantada em 1964 pelo crime de haver trabalhado com Juscelino Kubitschek e João Goulart – não fora o crime de pensar pelo marxismo – Edmundo Moniz nos deixou várias obras, das quais destacamos, em visão eminentemente pessoal, “A Guerra Social de Canudos” (Civilização Brasileira – 1978), uma desmistificação da propaganda oficial em relação ao “fanático” (nada fanático) Antônio Conselheiro.

“A Guerra Social de Canudos” inspirou e forneceu elementos históricos para “A Guerra do Fim do Mundo”, de Vargas Llosa e contribuiu, sem busca de louros, para as pesquisas que alimentaram nosso “Amendoeiras de Outono”.

Da libertação...

Há 40 anos era lançado “Teologia da Libertação. Perspectivas” (Vozes), pelo dominicano peruano Gustavo Gutiérrez, hoje com 83 anos, tido como o ato teórico de fundação do movimento teológico mais importante ocorrido na América Latina.

Fundada na opção de Deus pelos pobres, evidentemente renovou a mensagem cristã da Igreja Católica, em momento político adverso na AL. De logo recebeu o estigma de leitura marxista do cristianismo, enfrentada pelos regimes autoritários que passaram a perseguir seus defensores.

As Comunidades Eclesiais de Base, no Brasil, tornaram-se força viva e atuante na divulgação da práxis cristã, alimentando ações concretas de mostrar que o Reino de Deus também se fazia na terra (e não o fazia sob o entendimento de Max Weber). A solidariedade era a tônica.

...à alienação

Mas, hoje, para tristeza e desencanto, a Igreja Católica deixou de lado a Teologia da Libertação e passou a duelar com o pentecostalismo protestante exercitando o seu, com os carismáticos.

Que andam vendendo até areia e água do rio Jordão. Não propõem “lascas da cruz de Cristo” porque Edir Macedo esgotou o estoque.

Golpe contra a economia popular

Acesso dos Estados Unidos ao etanol produzido no Brasil, vítima de barreira alfandegária estadunidense há décadas. Festa para usineiros.

Que Deus tenha pena piedade dos que compram carro movido a etanol.

A não ser que os convertam para gasolina, os que não os tenham flex.

Profecias

Anuncia-se o fim dos tempos para 21 de dezembro de 2012, relatam intérpretes dos textos maias, denominados simplesmente “profecia maia”.

Para os tucanos, em particular a turma de José Serra, a profecia se confirmará caso a CPI da Privataria seja instalada.

O que pode acontecer justamente no ano fatídico: 2012.

Confissão

No embate CNJ x STF vai ficando claro o que representa o posicionamento da Ministra Eliane Calmon, ora Corregedora do Conselho Nacional de Justiça, no enfrentamento à corporativa expressão do Supremo Tribunal Federal na defesa de que juízes somente sejam alcançados pelas apurações do CNJ depois de exauridas as instâncias internas do Judiciário, ou seja, de suas próprias Corregedorias.

Imaginando que engana o cidadão, o Ministro Marco Aurélio deferiu liminar inviabilizando a atuação do CNJ em tal mister, atendendo a pedido de entidade classista da magistratura. Leva o Ministro, à população que lhe paga os polpudos vencimentos, o desenrolar de um filme que terá por fim a conscientização da população que levará à desmoralização do Judiciário, como um todo, em que pese os defeitos pessoais o serem de alguns, talvez não tão gatos pingados assim, tamanha a mobilização classista encampada pelo Ministro.

No frigir dos ovos, o povo dará razão à Ministra Eliane Calmon.

Credibilidade em cheque

Quando o CNJ surgiu, ainda que mutilado diante de sua proposta original, visto que a participação da sociedade civil ficou limitada e reduzida, foi tido como um sopro de esperança no sentido de que não deveria existir num Estado de Direito um superpoder, alijado de fiscalização.

E o foi justamente porque as Corregedorias locais não conseguiam traduzir sua plena função, alimentando o corporativismo em suas apurações.

O embate em andamento põe a credibilidade do Judiciário em cheque.

Espírito natalino

Ficamos comovido com o espírito natalino do comércio local. Não sabemos se reflexo da bondade do empresariado nacional. Apenas registramos.

O consumidor percebeu, de logo, nas compras em supermercados, considerável aumento nos preços. Uvas pretas, pouco antes da semana natalina, custavam pouco mais de 9 reais. No Natal, o espírito cristão do Itão, por exemplo, as elevou para 12,98 reais. Quase 4 reais de diferença.

Natal solidário

Expressão bela, redundante para o espírito que norteia o dezembro a cada ano. O mínimo que se espera é que o Menino Deus seja compreendido em tal dimensão. Que custa menos na material, e mais na ética e na moral.

E viu-se pelos cantos do comércio local o chamamento ao reclamo natural, cristão. Dentre outros, proclamado e convocado pela Justiça do Trabalho local.

Esqueceram de avisar aos advogados. Ou fazer com que eles participassem da efeméride. Concretamente.

A greve da especializada completa neste dezembro seis meses, iniciada que foi em 1º de junho do corrente.

Os advogados esperam, em 2012, que a JT lhes seja solidária. E nem se fale dos que dependem de ambos (advogado x JT): trabalhadores e empregadores.

Por sinal, a razão da existência da JT.

Outro Natal

A jovem, nascida na véspera do gregoriano nascimento de Cristo, cultiva o hábito – hoje não tão comum – de erigir o seu presépio, como ensinado pela mãe.

Longe o seu, tradicional. Buscou no comércio adquirir um que lhe permitisse manter a tradição.

Para surpresa apresentaram-lhe um, onde só havia o Menino Deus na manjedoura e os três Reis Magos.

Ferida pelo ideário que norteia o natalino hodierno – ou, talvez, vendo o que muitos não veriam – não lhe restou outra reação: “Jesus mercenário”, o desse presépio, que nasce para receber presentes.

Sem pai, sem mãe, sem anjos.

O PMDB e o Natal de Leninha

Não espere Leninha Alcântara presentes do PMDB. Para ela, a indicação do partido à majoritária em 2012, constituía-se uma certeza. Se acontecer o será pelas circunstâncias, diante da fragilidade dos concorrentes internos.

No entanto, a esperança que nutria, de chegar à eleição como candidata, pode ficar para 2016.

Óbvio

A Amélia Amado somente será concluída do imediato do aniversário da cidade em 2012. Não se cuide de apenas questões técnicas como razões para o atraso.

Quem passa pela avenida já vislumbra, em alguns trechos, como ela ficará depois de pronta. E pode imaginar o impacto no imaginário da população local e regional.

Se gerará dividendos eleitorais é outra história.

Azevedo a apresentará como a grande obra de sua gestão. Geraldo Simões (temos que será ele o candidato do PT), o seu idealizador, quando custaria pouco menos de 7 milhões de reais.

Popularidade

Quando especulam as razões por que Geraldo Simões insiste na indicação de sua mulher Juçara Feitosa para prefeita nas eleições de 2012, além da circunstância de que gostaria de permanecer deputado federal como meio de melhor apoiar Itabuna, estaria contrariando o desejo do governador Jaques Wagner de vê-lo (ele, GS) o candidato dele (governador).

Assim, Geraldo estaria enfrentando uma pretensão do governador.

Mas, a considerar a popularidade de Wagner, receber seu apoio pode não ser muito bom, se levarmos em consideração a aprovação do governador na última pesquisa IBOPE.

E Geraldo pode estar enxergando isso.

De estranhar

Não vimos qualquer alusão na blogosfera local que acessamos referências à pesquisa do IBOPE sobre o nível do prestígio do governador Jaques Wagner. Apesar de divulgada na quinta 22 pela Bandeirantes.

A pesquisa, para avaliar a aprovação dos governadores de nove estados, aponta Wagner como o sétimo menos avaliado, em que pese estar em sexto lugar em razão do empate entre Anastasia e Cid Gomes.

Com 49%, atrás de Eduardo Campos (PE), com 89%, Beto Richa (PR), com 64%, Cid Gomes (CE) e Anastasia (MG), com 55%, Geraldo Alckmin (SP), com 54% e Sérgio Cabral (RJ), com 51%.

Jaques Wagner amarga a nada invejável colocação de terceiro pior dentre nove avaliados.

Por quê?

E Ousarme Citoaian, do domingueiro Universo Paralelo no Pimenta na Muqueca, se fez nascer e morrer para o leitor que o seguia. Desfez-se o segredo e todos descobriram Antônio Lopes seu alter ego.

Para os que sabemos quão alegre o ato de escrever e encontrar leitores ficamos com a inquietante indagação: por quê?

Segredo faz sentido enquanto segredo. Não à toa ainda a indagação: por quê?

Com circunflexo ou não? Provocamos, se pudéssemos e tivéssemos o poder de fazê-lo retornar. Pelo menos para responder ao porquê!

Considerando o que vem por aí

ano novoPresente de Natal

Nosso presente de Natal: leia “A Privataria Tucana” e procure responder, através das entrelinhas, por que o PT ajudou a melar a CPI do Banestado.

Aguardando

Continuamos aguardando a divulgação, pelo jornal A Região, dos nomes de “ex-diretores” do HBLEM, “ex-secretários municipais” e “ex-diretores de fundações” itabunenses. O que não exclui os dos “empresários”.

Fazem parte daqueles “25 nomes de Itabuna e Ilhéus”.

Porque é Natal

No rescaldo de Natal, o que fazer para prender o leitor? Imaginamos envolvê-lo com o que é do Natal. E o fazemos com mensagens, como essa interpretação de Maria Bethânia, para “Boas Festas” (acima), que mais fala e interpreta o que quis dizer Assis Valente, e Mercedes Sosa e León Gieco, com um pouco da realidade latina, em “La Navidad de Luiz”, de Edson Joanni.

No mais, “Boas Festas”!

Cantinho do ABC da Noite

cabocoFina-se o expediente. Hora de contas serem levantadas. Alencar, diante de um freguês em que deposita maior confiança, indaga:

– Tomou quantas?

– Essa é a quarta – confirma o aluno.

– Daqui a pouco desce a ladeira... na banguela! – dispara o Cabôco.

_________________

Adylson Machado é escritor, professor e advogado, autor de "Amendoeiras de outono" e " O ABC do Cabôco", editados pela Via Litterarum

CUT realiza curso de formação sindical em Itabuna

Domingos Matos, 07/12/2011 | 16:09
Editado em 07/12/2011 | 16:09

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) realiza nos próximos sábado (10) e domingo (11), no Hotel Tarik, em Itabuna, um curso de formação para seus sindicatos e militantes da Região Sul do estado.  Estarão presentes no evento representantes da CUT - nacional e estadual -, além de lideranças políticas que contribuirão com o evento.

O evento terá a participação de entidades como o Sindicato dos Trabalhadores no ramo da Alimentação (Sindalimentação), Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sintesi), Sindicato dos Servidores Públicos Federais (Sintsef), Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sindirod), Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza (Sindlimp), Sindicato dos Trabalhadores dos Correios (Sincotelba), Sindicato dos Trabalhadores no Setor Elétrico (Sinergia), Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços de Água e Saneamento (Sindae).

Também estão confirmadas as presenças do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ibirapitanga, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jussari e oposições sindicais de diversos ramos.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.