Tag: sociedade

Seminário destaca Programa Universidade para Todos como política de acesso ao Ensino Superior

Domingos Matos, 09/12/2019 | 09:19

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, no sábado (7), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, o seminário 'Universidade para Todos (UPT) 2019: formação, acesso e permanência das juventudes para a Educação Superior'. Durante o encontro, foi feito um balanço sobre o impacto e a relevância das ações desenvolvidas pelo UPT. O programa, que este ano alcançou 11.505 estudantes em todo o território baiano, é ofertado pela Secretaria da educação em parceria com as universidades estaduais da Bahia – Uneb, Uesc, Uefse Uesb.

O secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, que participou do encontro, falou sobre a importância do UPT. “A Educação Superior é muito cara para a sociedade brasileira, principalmente para a classe mais pobre, para as comunidades que não têm acesso à Educação com muita facilidade, a exemplo dos indígenas, quilombolas, moradores de municípios que estão muito distantes dos nossos campis. Então, o Estado vem fomentando estratégias que garantam o acesso e a permanência dos nossos estudantes nas universidades”.

O UPT, acrescentou o secretário Jerônimo, tem sido fundamental neste processo. “Hoje, portanto, é um dia muito importante para a gente, um dia de avaliação, de prestação de conta, com a presença de representantes das quatro universidades e do Fundo de Combate à Pobreza, além de professores, estudantes e familiares, todos focados na discussão sobre a garantia do ingresso e da permanência com qualidade do estudante na universidade, apontando para o que nós queremos realizar em 2010, contando com a participação e a qualidade das nossas universidades”, finalizou o gestor, que estava acompanhado do subsecretário Danilo de Melo Souza e do coordenador de projetos estratégicos da Secretaria da Educação, Március Gomes.

Relatos estudantis – Durante o encontro, beneficiários do UPT deram emocionantes relatos para o público presente, como foi o caso de Leiliane Silva de Jesus, 23, do município de Itacaré, no Sul da Bahia. “Sou mulher, negra, quilombola e o UPT foi de um grande incentivo para eu ingressar na universidade. Passei em dois cursos na Uneb: Pedagogia e Direito, sendo que este último passei em primeiro lugar dentro da minha modalidade. Minha família está muito orgulhosa de mim, porque fui a primeira da família a passar em uma universidade pública", relatou Leiliane, que está cursando o segundo semestre de Direito na Uneb de Valença.

O indígena Ryan Apetxanã, 18, que ingressou, este ano, no curso de Agronomia na Uneb de Juazeiro, também falou da oportunidade que teve ao estudar no UPT. “Somos da Aldeia Boca da Mata, em Porto Seguro, e foi com muita alegria e orgulho que digo que sou o primeiro da comunidade Pataxó do município a ingressar no curso que estou fazendo. O UPT foi muito importante para que este primeiro sonho se realizasse, que era ingressar no Ensino Superior, e o mais importante é que sai da minha aldeia para adquirir conhecimentos e vou retornar quando terminar o curso para aplicar os estudos teóricos na prática e, com isso, estarei ajudando o meu povo”.

Ryan participou do encontro acompanhado de sua mãe, a professora Juliana Pataxó, que falou sobre o papel do programa para a vida do filho. “O UPT foi essencial e de grande importância na vida da nossa comunidade, por isso continuarei sendo uma voluntária incentivadora do programa na nossa aldeia. Nada teria sido possível se o UPT não tivesse entrado em nossas vidas. O UPT faz a diferença e foi por meio desse programa e do esforço de Ryan que ele foi aprovado na Uneb”.

O reitor da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), José Bites, também falou da importância do encontro para o fortalecimento do UPT. “É uma grande satisfação estar aqui, hoje, junto às outras universidades estaduais, avaliando sobre um programa da Secretaria da Educação que é um sucesso. O UPT é, hoje, o programa mais visível que temos em todo o Estado pela sua capacidade de inclusão social. E estamos presentes, por meio dos nossos estudantes, não apenas em cursos de pouca promoção social, mas também em cursos concorridos, como Medicina, Direito e Agronomia”.

Participaram, ainda, do seminário, a coordenadora geral do UPT, Patrícia Machado, e o diretor executivo do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (FUNCEP), Marco Aurélio Lessa, além de gestores das demais universidades estaduais.

 

 

Estudantes de Direito promovem júri simulado em Itabuna

Domingos Matos, 07/12/2019 | 15:03

Na noite desta quinta feira (5), aconteceu no auditório da UNIME Itabuna o 1° Júri Simulado, organizado pelos alunos do 8° semestre do curso de Direito, sob a coordenação e supervisão do professor e Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia, Inocêncio de Carvalho Santana. 

A atividade teve como intuito demonstrar, através da simulação de um caso concreto, todos os eventos e ritos de um Júri Popular, pelo Tribunal do Júri, de acordo com Código de Processo Penal Brasileiro, que visa a participação da sociedade nas decisões do judiciário. 

Os alunos puderam interpretar os papéis essenciais neste rito (juiz, advogados, promotor, jurados, e servidores do judiciário). Ao final, os jurados (representantes da sociedade), após analisar as discussões da defesa e acusação, decidiram pela absolvição do réu ora acusado na simulação. 

Para o público presente, o júri simulado serviu de grande valia, pois a demonstração das atividades desenvolvidas neste âmbito, trazem os esclarecimentos necessários para os que desconhecem tão importante vertente do Direito. 

O professor Inocêncio de Carvalho apresentou um breve discurso, no qual enfatizou a importância do empenho dos discentes para uma sociedade mais justa, onde os futuros operadores do Direito devem exercer a profissão com zelo e dedicação.

O professor ainda destacou a necessidade de incentivo a esse tipo de atividade prática como forma de permitir ao estudante de Direito uma maior vivência da realidade que os aguarda no mercado de trabalho.

Câmara de Itabuna emite nota sobre confusão durante sessão de terça-feira

Domingos Matos, 05/12/2019 | 16:05

Um dos maiores objetivos da Mesa Diretora da Câmara de Itabuna é a aproximação com a sociedade, buscando estreitar laços com os cidadãos das mais diversas origens, idades e profissões . A participação e manifestação do itabunense serão incentivadas sempre, abrindo os mais variados tipos de espaço para que o munícipe converse, debata, opine acerca dos trabalhos parlamentares.

O Poder Legislativo continuará respeitando, como sempre respeitou, a participação, a democracia, divergência de opiniões e o posicionamento de cada vereador; sem abrir mão da ordem e da civilidade.

O presidente da Câmara de Itabuna, vereador Ricardo Xavier, durante Sessão Ordinária realizada na tarde da última terça-feira, dia 03, diante da situação de agitação e turbulência, buscou resguardar a integridade de todos. Aí incluídos os vereadores, funcionários e a população presente na Casa.

O entrevero envolvendo o vereador Ronaldo Geraldo dos Santos (Ronaldão), que sempre agiu atendendo ao decoro que o cargo lhe exige, foi contornado e os ânimos contidos em tempo hábil. Portanto, esta Casa continua mantendo o dever de estar aberta à troca construtiva de argumentos, desde que os embates estejam limitados ao campo das ideias. Sigamos todos em defesa de um município pleno, respeitoso, cientes dos nossos direitos e deveres.
 

Comissão ajusta detalhes finais antes da entrega da nova ponte de Ilhéus

Domingos Matos, 04/12/2019 | 18:39

Os detalhes finais da maior obra da história de Ilhéus, a ponte, foram discutidos pela Comissão de Acompanhamento da Obra (CAO), na tarde de terça-feira (3), no salão nobre do Palácio Paranaguá. Engenheiros, técnicos, representantes da sociedade civil, instituições e governos estadual e municipal integram a comissão. Na última semana, o prefeito Mário Alexandre visitou o canteiro de obras, acompanhado do senador baiano Otto Alencar (PSD).

De acordo com o relatório oficial emitido pela Comissão, a obra física chegou a fase afinal, mas até a conclusão total do equipamento, o grupo se ocupa em discutir as etapas que estão por vir, a exemplo da renovação das licenças ambientais; conclusão da terraplanagem e pavimentação do eixo sul, também a instalação dos últimos estais (cabos); aplicação das mãos francesas, além de balanceamentos sucessivos dos vãos norte e sul.

A Superintendência de Infraestrutura de Transportes (SIT/Seinfra), informou que o Governo do Estado está finalizando os processos de desapropriações dos últimos imóveis, e segue com medidas impeditivas contra as invasões. Destacou ainda que a OAS, construtora responsável pela obra, está aplicando as mãos francesas para logo em seguida entrar com os acabamentos finais.  

Outro ponto discutido foi sobre a liberação das rochas utilizadas na obra. Segundo a Defesa Civil já foram retiradas, ao todo, 24 caçambas de material distribuídos nos bairros São Domingos e São Miguel, no litoral norte de Ilhéus, que sofrem há anos com os efeitos da erosão marinha. Um decreto de emergência contemplou o bairro São Miguel, graças a um decreto de emergência emitido pelo Município.

Construída pelo Governo do Estado, a primeira estaiada da Bahia tem 533 metros de comprimento por 25,30 metros de largura, numa ligação que aumentará a fluidez do tráfego entre o centro urbano de Ilhéus, à zona sul da cidade, no trecho entre a Praia do Cristo e o Morro de Pernambuco, passando sobre a Baía do Pontal. A ponte recebe um acesso viário com cerca de 2,7 quilômetros, que também está em execução.

A ponte terá quatro pistas de rolamento para veículos, uma ciclovia e faixa para pedestre, além de um desenho urbanístico no entorno, uma parceria com a Prefeitura. O novo cartão postal de Ilhéus já faz parte do cenário pitoresco contemplado de vários pontos da cidade. A ponte reúne investimentos de mais de R$95 milhões do Governo do Estado, que prevê inaugurá-la em 29 de fevereiro de 2020.

Mário Alexandre destaca que a nova ponte requalifica e valoriza as orlas do município. Para ele, uma conquista que é celebrada dia após dia. “Trará um padrão de mobilidade urbana, visando garantir mais acessibilidade e fortalecer o turismo na região. Para isso, promovemos uma verdadeira transformação com melhorias nos bairros, na iluminação, na requalificação asfáltica com sinalização e no ordenamento dos pontos de ônibus”.

Audiência na Câmara busca caminhos para Saúde na Lei Orgânica de Itabuna

Domingos Matos, 04/12/2019 | 16:35

O processo para reforma e atualização da Lei Orgânica do Município de Itabuna (LOMI) tem nesta quarta-feira (05), a partir das 16 horas, uma Audiência Pública com o tema Saúde, no Plenário da Câmara de Itabuna. O assunto segue como uma das principais necessidades apontadas pela maior parte da população, o que reforça a relevância de envolvimento amplo dos cidadãos.

Entre os convidados para a discussão o secretário de Saúde, Uildon Nascimento; a presidente do Conselho Municipal, Liamara Bricídio Pereira; a representante do Departamento de Saúde da Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz), Gisleide Lima Silva. Mas, a exemplo das audiências anteriores, a expectativa é contar com a presença de nomes da sociedade organizada, da política, bem como da comunidade em geral.

De acordo com o presidente do Legislativo, Ricardo Xavier (Cidadania), “as audiências têm como objetivo estimular a participação popular no trabalho para modernizar a lei mais importante do município, a nossa Constituição”.

Já o presidente da Comissão de Vereadores designada para acompanhar a reforma da LOMI, Júnior Brandão (PT), lembra que terminará na próxima terça-feira (10) o prazo para o itabunense sugerir emendas neste momento de reforma da principal legislação do município.
Ainda sobre prazos, cabe esclarecer que o propósito da Câmara é ter apresentada a nova Lei Orgânica assim que começar o Ano Legislativo de 2020.
 

Centro Público de Economia Solidária inaugura  Empório Litoral Sul em Itabuna

Domingos Matos, 03/12/2019 | 18:21

Será inaugurado em Itabuna, no próximo dia 5 de dezembro, às 17 horas, o Empório Litoral Sul do Centros Públicos de Economia Solidária-Cesol. Localizada na praça Laurindo Conceição, ao lado da Catedral de São José, a loja reúne cerca de 130 associações e cooperativas de 26 municípios.

No local, onde também funcionará a sede do Cesol, serão comercializados produtos como chocolates de origem como  Chocolates Embauba, Buri e marcas da Chocosul como Benevides, Coroa Azul, etc, cerveja e geléia de cacau, farinha, frutas cristalizadas, mel, própolis, camarões e mariscos,  além de artesanato, roupas, trajes de banho e vassouras feitas com garrafas pet recicladas.

O Empório Litoral Sul, que funcionará de segunda a sábado das 8;30 às 18:00 horas e aos sábados, das 9:00 às 13 horas, permitirá a comercialização de produtos da agricultura familiar, com toda a sua diversidade e foco na produção orgânica, num um ambiente moderno e climatizado,  que oferece conforto e comodidade para atender os clientes de Itabuna e região.

De acordo com Thiago Fernandes (foto), coordenador regional do Cesol Litoral Sul, “o Governo da Bahia está investindo na economia solidária e esse espaço  será um grande vetor de escoamento da produção,  valorizando tanto o produtor quanto o consumidor que acredita num  comércio justo e na sustentabilidade”.

 

 O CESOL

Os Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol’s), ligados à Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda (Setre) do Governo da Bahia,  são espaços multifuncionais públicos, de caráter comunitário, que se destinam a articular oportunidades de geração, fortalecimento e promoção do trabalho coletivo baseado na economia solidária. Consistem em estruturas criadas e mantidas por meio de parceria entre o poder público e a sociedade civil organizada.

Os Cesol’s são uma ação prevista no Programa Bahia Solidária, com apoio financeiro do Fundo de Combate à Pobreza – Funcep, atendendo uma das principais demandas dos atores sociais do movimento de economia solidária. O Cesol Litoral Sul, foi criado em 2013 e retoma as atividades com o apoio do governador Rui Costa, beneficiando cerca de 2 mil famílias de 26 municípios.

Termo de cooperação para criação da Agência de Desenvolvimento Regional Sul da Bahia Global será assinado nesta terça em Ilhéus

Domingos Matos, 03/12/2019 | 12:38

Nesta terça-feira (03), às 18h, no Teatro Municipal de Ilhéus, será realizada a assinatura simbólica do Termo de Cooperação da Agência de Desenvolvimento Regional Sul da Bahia Global (ADR) com o Parque Científico e Tecnológico Sul da Bahia, SEBRAE, AMURC, Instituto Arapyaú, Universidade Estadual de Santa Cruz, Universidade Federal do Sul da Bahia, além do Fórum Sul da Bahia Global.

O evento será aberto ao público e contará com a presença de representantes do poder público, empresários e da sociedade civil, que assistirão a apresentação dos resultados obtidos até hoje. A secretária estadual de Ciência e Tecnologia, Adélia Pinheiro, e a reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia, Joana Angélica Guimarães da Luz, que participaram ativamente de cada etapa do fórum, participarão deste momento de celebração.

O Movimento Sul da Bahia Global nasceu do Programa Líder, do Sebrae, e foi lançado em agosto de 2018. Reuniu forças institucionais de seis municípios – Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Itacaré e Uruçuca – que teve como impulso inicial elaborar e validar um diagnóstico regional, que foi modelado pela empresa de consultoria Macroplan, contratada pelo Instituto Arapyaú. O Instituto Nossa Ilhéus foi uma das organizações participantes e que teve a função de mobilizar os segmentos envolvidos, possibilitando a participação no alcance das metas.

O SBG transformou-se em Fórum ao trabalhar, ao longo de um ano, com vistas a alcançar resultados práticos por meio das prioridades eleitas pelos participantes dos quatro grupos de trabalho – Economia, Infraestrutura, Educação e Meio Ambiente e Paisagem.

A celebração ocorre após a definição do modelo jurídico da Agência de Desenvolvimento, que será o de acoplamento institucional, que visa integrá-la ao Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia. Após a assinatura, espera-se que em 2020 a ADR esteja funcionando e realizando a identificação de projetos de desenvolvimento, buscando oportunidades e estimulando ações que otimizem soluções para a região, pautadas na sustentabilidade e na vocação do território. Saiba mais sobre o Sul da Bahia Global aqui: https://sites.google.com/arapyau.org.br/adr-costadocacau/o-modelo-de-adr.

 

Sobre o Instituto Nossa Ilhéus - Fundado em 09 de março de 2012, o Instituto Nossa Ilhéus é uma iniciativa da sociedade civil organizada, apartidária com o título de OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. Busca a aproximação da sociedade civil e do poder público em suas ações, atuando com advocacy, para fortalecer o alinhamento da vocação natural do sul da Bahia com o desenvolvimento sustentável, por meio de três eixos de atuação: ‘Educação para Cidadania’, ‘Monitoramento Social’ e ‘Impacto em Políticas Públicas’. Também busca produzir conteúdo exclusivo sobre as peculiaridades da cidade e do sul da Bahia. O INI trabalha em rede e está aberto ao engajamento da população em suas atividades. Saiba mais no site www.nossailheus.org.br, e acompanhe as redes: Facebook.com/InstitutoNossaIlheus e o Instagram @nossailheus.

Edvaldo Brito torna-se imortal amanhã na Academia de Letras da Bahia

Domingos Matos, 28/11/2019 | 18:10

O professor, jurista e vereador Edvaldo Brito será empossado na Academia de Letras da Bahia nesta sexta-feira (29), às 20 horas. Ele sucede o escritor e engenheiro Guilherme Requião Radel na cadeira de número 3, que tem como patrono o poeta, advogado e vereador Manoel Botelho de Oliveira, que viveu no século XVII. Brito comemora essa imortalidade, pois estará celebrando a memória de antepassados e personalidades atuais que honram a Bahia, como Ruy Barbosa e seu mestre Orlando Gomes, os colegas da Faculdade de Direito Cyro de Mattos, João Ubaldo Ribeiro e Joaci Góes, atual presidente da ALB, além dos negros, como ele, que cada vez mais são admitidos na instituição, a exemplo de Teodoro Sampaio, Ernesto Carneiro Ribeiro, Padre Sadoc, Mãe Stela de Oxóssi, Juarez Paraíso e Muniz Sodré. Com especial destaque, segundo ele, para o ex-governador Roberto Santos, com quem convive há mais de 40 anos, tendo sido seu secretário de Justiça e prefeito de Salvador indicado por ele. “A Academia não é mais um pequeno espaço da intelectualidade baiana que se preocupa com as abstrações da vida. Hoje ela está com os pés plantados dentro dos problemas da sociedade, buscando soluções”, comemora o jurista.

 

Prêmio para Dona Edite

Edvaldo Brito dedica essa conquista a sua mãe, Dona Edite, uma lavadeira semialfabetizada de Muritiba, no Recôncavo baiano, onde ele nasceu: “Se não fossem os conselhos e esforços dela, eu não chegaria até aqui. Por isso esse troféu é dela. Para mim a Academia é um troféu que entrego à memória da minha mãe. Eu tenho 82 anos e imagine quando eu nasci o estado de pobreza. Ela não tinha dinheiro para comprar sequer a galinha para o escaldado de parida. E, no dia em que nasci, passou na porta um bicheiro, que propôs um jogo. Minha mãe respondeu que não tinha dinheiro. Ele argumentou que fizesse o jogo, e, se ganhasse, descontaria o valor da aposta. Se perdesse, pagaria quando pudesse. Ela mandou que fizesse a fé no 65 e ganhou. Sempre contava esse fato e dizia: ‘Meu fio, você é tão bom que me trouxe o que comer’. Mas, foi ela quem sempre me alimentou, porque, além do leite da amamentação, da comida que com dificuldade fez para mim, me deu o alimento do espírito. Por isso que eu digo que o troféu é dela. ‘Estuda Edvardo, para tu ser um grande homi’. Dite, toma agora o resultado da sua profecia”.

 

Atuação

Brito, que tem mais de 70 livros publicados e está escrevendo suas memórias, festeja a Academia por ter hoje uma atuação mais ampla, ter uma participação ativa no olhar para a cidade. “Eu acho que posso contribuir muito, pois sob a presidência de Joaci Góes todos trabalhamos. Posso dar cursos e palestras com temas importantes, para pessoas interessadas nessas áreas. Até porque hoje estamos no mundo do empoderamento digital, na ampliação do conhecimento. Quem não acompanhar, morreu”, conclui o mais novo imortal da Bahia.

    

 

Lindinópolis encerra Novembro Azul com mobilização voltada aos homens no próximo sábado

Domingos Matos, 27/11/2019 | 17:34

Em apoio da Prefeitura de Ilhéus, a Igreja Batista Lindinópolis encerrará as atividades da campanha nacional de prevenção ao câncer de próstata, neste sábado (30), das 8 às 12h, na área externa da igreja. A iniciativa Novembro Azul promove um dia de atendimento e diversos serviços para a população masculina da cidade.

A cada 38 minutos, um homem morre devido ao câncer de próstata no Brasil. Os dados, do Instituto Nacional do Câncer (Inca), assustam e indicam a necessidade da conscientização. É o tipo de câncer que mais atinge os homens no país, e por isso, a igreja tem realizado um movimento pela saúde integral do homem.

A ação – Em Ilhéus a ação ofertará atendimentos com médico, testes rápidos, atualização de vacinas, palestra, lanche, agendamentos do exame PSA, que identifica através do sangue algumas alterações importantes para o diagnóstico do câncer de próstata.

Alzimario Belmonte (Gurita), coordenador do evento, explica que a campanha tem por objetivo conscientizar sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce de doenças, principalmente do câncer de próstata. Para ele, a ação é positiva e deve levar informação sobre o tema a centenas de homens.

“Isso mostra a preocupação e a inserção da igreja em assuntos que são relevantes para a sociedade. Contaremos com a Secretaria Municipal de Saúde como parceira nessa estratégia. Isso demonstra a importância das políticas públicas voltadas para os cuidados com a saúde dos homens”.

Quanto antes descoberto, maiores são as chances de se combater o câncer de próstata. Há, porém, uma cultura machista em relação ao preconceito que muitos homens têm de ir ao médico. A doença tem 90% de chance de cura quando diagnosticada precocemente.

 

Caic Jorge Amado realiza Feira de Matemática nesta quinta

Domingos Matos, 26/11/2019 | 15:21

A exemplo da Feira de Matemática que aconteceu na última semana, na praça do bairro Pedro Jerônimo, assinada pela Escola Municipal Margarida Pereira, a escola da vez é o Centro de Atenção Integral à Criança Jorge Amado – CAIC, no bairro Jardim Primavera, cuja feira será realizada na próxima quinta-feira (28). 

Entenda-se: as feiras de matemática que vêm se efetivando em algumas escolas da Rede Municipal de Ensino surgem como resultantes dos trabalhos desenvolvidos por três unidades escolares que contam com a parceria e o apoio da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), através do Grupo de Pesquisa em Educação Matemática Estatística e em Ciências, envolvendo também a Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM/BA). Em Itabuna, os projetos do GPEMEC envolvem a Escola Municipal Margarida Pereira (Pedro Jerônimo), cuja feira foi realizada na semana passada; o CAIC Jorge Amado, com a sua Feira de Matemática já confirmada essa semana; e a Escola Municipal Eduardo Fonseca. 

No CAIC, estudantes e professores farão mostras de projetos que determinam como a matemática pode ser reconhecida no dia a dia das pessoas de maneira simples e prática, envolvendo inclusive outras áreas do conhecimento humano, como as próprias linguagens, as ciências sociais, a História e a Geografia, desmistificando as dificuldades de aprendizagem que geralmente assomam essa disciplina no currículo escolar.

A diretora do CAIC, professora Stella Maria Soares Cruz, indica que os trabalhos serão iniciados às 9h e seguirão até às 15h. O evento é aberto ao público, à comunidade, com entrada franca. O CAIC Jorge Amado está localizado no Caminho 6, S/Nº - Bairro Jardim Primavera. 

Bahia qualifica mais 3,5 mil trabalhadores para o mercado profissional

Domingos Matos, 25/11/2019 | 20:38

Mais 3,5 mil baianos de 96 municípios estão prontos para ingressar ou crescer no mercado de trabalho, após concluírem os cursos oferecidos pelo Programa Qualifica Bahia. Nesta segunda-feira (25), 540 alunos de Salvador foram os primeiros a receber, do secretário estadual do Trabalho, Emprego e Renda, Davidson Magalhães, os certificados do programa. O Qualifica Bahia é uma ação do Governo do Estado, desenvolvida pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda (Setre), com o objetivo de promover a qualificação social e profissional e preparar pessoas para serem inseridas no mercado de trabalho.

O secretário Davidson Magalhães destacou o fortalecimento dos programas de qualificação profissional na Bahia. "Estamos vivendo um momento difícil no Brasil, com um aumento considerável do desemprego, e onde os Estados tiveram recursos cortados pelo governo federal. No entanto, a Bahia segue dando continuidade às ações nesta área, porque entende que a melhor forma de enfrentar o desemprego é qualificar a nossa juventude. Existe uma defasagem de qualificação para um conjunto de empregos e atividades no mercado e este é um esforço do Governo do Estado, que também promove a intermediação de mão de obra", explicou. 

Com um investimento de R$ 832 mil do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), os cursos contemplaram as seguintes áreas: Manicure e Pedicure, Cabeleireiro, Corte e Costura, Cuidador de Idosos, Cooperativismo, Culinária, Doces e Salgados, Doces e Compotas, Eletricista de Instalações Prediais, Pedreiro Polivalente, Informática Básica, Informática Avançada, e Web Design.

Moradora de Sussuarana, Rosana dos Santos, 27 anos, já aplicou os conhecimentos adquiridos durante a qualificação de empreendedorismo. "Esse curso nos dá uma visão mais ampla do que a gente pode fazer. Nós recebemos formação sobre postura, sobre como lidar na sociedade, e também sobre a parte técnica do cooperativismo. Depois de tudo isso eu comecei a fazer uma cooperativa dentro da minha própria casa, com a minha família, e começamos a produzir geladinhos gourmet. Estamos vendendo muito, mais de 200 geladinhos por semana e essa cooperativa que eu aprendi a desenvolver no curso, está dando certo".

Murilo Conceição Santos, 21, morador de Saramandaia, agora é cabeleireiro e, mais do que uma profissão, ele tem planos maiores para o futuro. "Nesse curso nós tivemos dois módulos, um social e um técnico. Aprendi toda a prática fundamental para ser cabeleireiro e a partir de agora vou fazer mais cursos para me aprofundar. Com a renda melhor que eu passo a ter agora, eu pretendo dar mais estabilidade para a minha família e ter um filho, com a minha esposa".
 

Próximas oportunidades

O superintendente de Desenvolvimento do Trabalho, Marcelo Gavião, informou que, no evento, foram certificados os primeiros 540 dos 800 alunos que fizeram curso em Salvador. "Para o ano que vem, o nosso orçamento é de R$ 9 milhões nos programas Trilha e Qualifica Bahia, mais de um milhão acima do que o aplicado este ano na qualificação profissional. Qualquer pessoa maior de 18 pode participar do Qualifica Bahia. Quem quiser mais informações, pode buscar a rede Sinebahia para saber quais os cursos estarão disponíveis na sua região. Já para o Programa Trilha, é preciso ser jovem até 29 anos e ter concluído ou estar concluindo o ensino médio".

 

O azul da prevenção do diabetes iniciado em Itabuna se espalha pelo Brasil

Domingos Matos, 25/11/2019 | 14:42

Uma cidade azul de solidariedade e voluntariado. O sábado em Itabuna foi marcado pela realização do Mutirão do Diabetes, promovido pela ONG Unidos pelo Diabetes, reconhecido mundialmente pela Federação Internacional do Diabetes e consolidado como o maior evento de prevenção da doença em todo o Brasil.

Numa manhã ensolarada e de céu azul, como se a natureza fizesse questão de aderir à cor da campanha. Mais de 10 mil pessoas foram atendidas nos 20 stands de serviços multidisciplinares e multiprofissionais médicos e educativos, além de 300 crianças no DiabetesKids. 1500 pessoas com diabetes realizaram mapeamento de retina e exame do pé diabético e 300 pessoas com maior risco realizaram avaliação laboratorial, renal e cardiológica. Todos os casos graves de Retinopatia Diabética serão tratados gratuitamente com Laser na retina.

O Mutirão, cujo modelo foi adotado por cerca de 30 cidades brasileiras, contou com a presença de dirigentes de entidades nacionais de medicina e associações de diabetes, que destacaram a importância e as dimensões do evento, considerado o maior do país na prevenção e tratamento da doença.

Dr. Rubens Belfort Junior, da Academia Nacional de Medicina destacou que “o mutirão transformou Itabuna em referência nacional na prevenção do diabetes. A cidade deve ser orgulhar desse projeto iniciado pelo Dr. Rafael há 15 anos e que a cada ano fica melhor e mais abrangente”.

“Estou impressionada com as dimensões do Mutirão e tenho certeza de que essa iniciativa vai se espalhar cada vez mais”, disse a Dra Hermelinda Pedrosa, da Sociedade Brasileira de Diabetes. Ela estará na próxima semana na Córeia do Sul, para a posse da nova diretoria da Federação Internacional do Diabetes e garantiu que vai reforçar a aplicação do modelo itabunense em outros países.

O Dr. Cristiano Caixeta, do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, afirmou que o mutirão “é um modelo para o Brasil, atitudes como a do Dr. Rafael servem como exemplo de como se consegue mobilizar uma cidade em prol de uma causa. É fundamental que seja replicado, porque através dessas ações muitas vidas serão salvas”. Para o Dr. Maurício Maia, presidente da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, “estamos vendo em Itabuna um exemplo para o mundo. O foco da prevenção é fundamental para combater a doença ou fazer o tratamento precoce, evitando cegueira, amputações e outras complicações. Conscientizar a população é um trabalho permanente”. “A Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, em parceria com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, pretende estender esse magnifico projeto para todas as cidades brasileiras”, disse.

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes destacou que “cuidar da saúde é valorizar a vida. O mutirão é uma ação que beneficia não apenas Itabuna, mas pessoas de toda a região. E mostra para o Brasil que a comunidade pode e deve ser unir em torno de uma causa”. A Dr. Marluce Leão, da Associação dos Diabéticos de Itabuna, parceira do mutirão desde a primeira edição, ressaltou que “esse é um dia especial para os pacientes e para todas as pessoas que recebem orientações e podem ter um estilo de vida saudável”.

O presidente da ONG Unidos pelo Diabetes, Dr. Rafael Andrade afirmou que “um evento de 15 anos é um modelo, porque a partir deste, temos mutirões em cerca de 30 cidades brasileiras, oito deles acontecendo simultaneamente ao de Itabuna”. “A luz azul da prevenção se espalhou a partir de Itabuna e hoje a cidade pode se orgulhar de ser uma referência nacional. Sozinhos não podemos fazer nada, mas juntos podemos fazer um mundo melhor. Essa é uma das grandes lições dos 15 anos do Mutirão do Diabetes".

A Record TV Cabrália apresentou o Balanço Geral Especial do Mutirão, direto da Cidade do Diabetes, com Tom Ribeiro, ao vivo para o Sul, Sudoeste e Extremo Sul da Bahia, com depoimentos e show com a Banda Lordão.

O Mutirão do Diabetes de Itabuna contou com a participação de cerca de 1000 voluntários, entre profissionais de saúde, estudantes, pessoal de apoio e clubes de serviço, como Lions e Rotary. O evento teve como apoiadores a Unimed, Novartis, Prefeitura de Itabuna, Record TV Cabrália, Bayer, Caixa e Governo Federal, Allergan, Terceira Via, Bahiagás, Lap Laboratório, Óticas Carol, Pai Mendonça e Novo Nordisk.

 

Jovens da Fundac são beneficiados com doação de 1,4 mil livros

Domingos Matos, 23/11/2019 | 12:31

Jovens em cumprimento de medidas socioeducativas de três Comunidades de Atendimento Socioeducativo (Case) foram beneficiados com a doação de 1,4 mil livros arrecadados pela campanha 'Asas ao Pensamento', do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA). A ação teve o apoio da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS).

O ato de entrega ocorreu ontem (22), na Case Salvador. Jovens da unidade, da Case Feminina e da Case CIA realizaram apresentações artísticas. O evento teve a presença do secretário da SJDHDS, Carlos Martins; da diretora-geral da Fundac, Regina Affonso; e da coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Criança e do Adolescente (Caoca) do MPBA, Marly Barreto.

"Quero registrar a minha alegria com essa campanha do Ministério Público, especialmente pela sensibilidade com os nossos jovens. Não existe pessoa no mundo que não seja transformada com a leitura de um livro. Abracem esses livros, colham tudo que vocês puderem de cada um deles. Com oportunidades, um outro mundo é possível: depende de vocês agarrá-las", pontuou Carlos Martins.

As doações foram realizadas durante todo o mês de outubro por membros e servidores do Ministério Público, além da população em geral. A campanha também ocorreu em Feira de Santana e Camaçari, totalizando oito pontos de coletas nos três municípios. Além da Case Salvador, também serão beneficiadas com a ação a Case Feminina e a Case Cia. 

Para a diretora-geral da Fundac, Regina Affonso, "a doação desses livros representa muito para nós e para os nossos jovens. Tenho certeza que eles farão muito bom proveito, utilizando a leitura para transformas suas vidas e alcançar novos voos".

A promotora Marly Barreto agradeceu o apoio da Fundac e da SJDHDS à ação. "Nosso objetivo é que se apoderem desses livros, leiam, estudem, consumam de maneira intensa. Agradeço a toda equipe da Fundac pelo apoio à nossa campanha, que mobilizou todo o corpo do MPBA e a sociedade", disse.

As três unidades beneficiadas atendem 323 adolescentes em cumprimento de medida de internação e internação provisória. Esta iniciativa destaca o envolvimento de distintas instituições em ações que visam promover as rotinas pedagógicas desenvolvidas nas unidades Fundac. Outras ações neste âmbito têm sido implementadas por meio de parcerias com a Fundação Pedro Calmon (FPC), universidades e outros atores da sociedade civil.

Estiveram presentes ainda a diretora adjunta da Fundac, Fabiana Burity; gerentes das Unidades de Atendimento Socioeducativo em Salvador e RMS; as promotoras Andréia Ariadna e Edna Cerqueira; além de servidores das instituições.  

Mutirão do Diabetes de Itabuna chega à 15ª edição neste sábado

Domingos Matos, 23/11/2019 | 01:58
Editado em 23/11/2019 | 01:59

A ONG Unidos pelo Diabetes realiza neste sábado (23), o Mutirão do Diabetes de Itabuna, ponto alto da Campanha Novembro Azul. O Mutirão, que acontece das 8 às 13 horas, terá atendimento médico com mapeamento de retina para detecção de retinopatia diabética e exame do pé diabético no Hospital Beira Rio e ações de orientação e prevenção na Praça Rio Cachoeira.

Entre os serviços que serão oferecidos na Cidade do Diabetes, estão  exames de glicemia capilar para detecção do diabetes, avaliação nutricional, cuidados com o pé diabético, utilização correta da insulina, monitoramento do diabetes em casa, direitos do diabético e atividades físicas com avaliação dos pacientes.

A Cidade do Diabetes também contará com o espaço Diabetes Kids, espaço para atividades recreativas e exames de detecção do diabetes em crianças e avaliação e acolhimento para orientação de crianças e adolescentes.

“O Mutirão do Diabetes, que cesta completando 15 anos, é uma grande mobilização de toda a sociedade organizada de Itabuna e da região, envolvendo órgãos públicos, empresas, instituições de ensino e clubes de serviço, numa ação de solidariedade que beneficia milhares de pessoas”,  afirma o Dr. Rafael Andrade, idealizador e coordenador do mutirão e presidente da ONG Unidos pelo Diabetes.

Alunos de Ilhéus conquistam medalhas em Olimpíada de Astronomia

Domingos Matos, 22/11/2019 | 20:38
Editado em 22/11/2019 | 20:48

A Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) entregou ontem (21) as medalhas aos alunos do Colégio São Jorge dos Ilhéus e da Escola SESI Adonias Filho, que participaram da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. A cerimônia será presidida no gabinete do Centro Administrativo e contará com a presença do prefeito Mário Alexandre.  

Com 22 anos de atividades, a Olimpíada Brasileira de Astronomia, a OBA 2019, é organizada anualmente, por uma comissão de astrônomos profissionais pertencentes à Sociedade Astronômica Brasileira e por Engenheiros da Agência Espacial Brasileira. O representante da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica em Ilhéus é o professor de Física, Marcelo O’Donnell Krause.

Realizada em todo o Brasil, a iniciativa envolve alunos de escolas públicas e privadas, com recursos principalmente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, MCTIC, mas também com patrocínios da UNIP, VISIONA e AVIBRAS.  

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.