CMVI

Tag: suzano

Adolescente é apreendida em Eunápolis após criar perfil fake em nome de autor do ataque em São Paulo

Domingos Matos, 08/04/2019 | 13:44

Uma adolescente de 15 anos foi apreendida no município de Eunápolis, após publicar mensagens em um perfil falso no Facebook, criado com o nome Guilherme Monteiro, um dos envolvidos no ataque a uma escola em Suzano, no estado de São Paulo.

A apreensão ocorreu após ações de inteligência da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), com apoio do Instituto Federal da Bahia (Ifba), que começaram no dia 29 de março, quando as ameaças foram disseminadas.

Acompanhada da mãe, na delegacia, a jovem confessou o crime e disse que a situação passou de uma brincadeira para amedrontar pessoas.

Em uma das mensagens, ela postou: "Na minha opinião temos que fazer algo grandioso. Nada repetido. Temos que começar em grandes escolas. Eu já faço parte de um grupo e temos tudo planejado. Temos tudo de que precisamos. Se quiserem posso ajudar a vocês com bombas caseiras. Depende da potência". Em outra publicação, ela afirma que os autores do ataque em Suzano "sempre foram boas pessoas"

 

Ameaças de massacre em escolas baianas terão investigação conjunta de órgãos públicos

Domingos Matos, 04/04/2019 | 10:27
Editado em 04/04/2019 | 14:24

As mensagens com ameaças de massacres e atos violentos em escolas e estabelecimentos da Bahia serão investigadas. Nesta quarta-feira (3), áudios que circularam em grupos de WhatsApp fizeram com que aulas fossem suspensas em pelo menos três escolas e uma faculdade particular na cidade de Alagoinhas, no Nordeste da Bahia. Houve também registro de suspensão de aulas em escolas de Barreiras, no Oeste baiano, e Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo.

Em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, após os boatos, alunos se assustaram com a explosão de uma bomba de São João no Colégio Estadual José de Freitas Mascarenhas.

O caso será investigado pelas secretarias de Segurança Pública (SSP) e da Educação (SEC), além do Grupo Especializado de Repressão a Crimes por Meios Eletrônicos (GME) da Polícia Civil. Mesmo que as ameaças sejam falsas, os responsáveis podem ser punidos. Isso porque, segundo o GME, informações disseminadas com este tipo de conteúdo se configuram como um ato criminoso e os responsáveis podem ser penalizados judicialmente.

O coordenador do GME, delegado João Cavadas, explica como funcionará a operação de investigação. “A Polícia Civil, preocupada com esses acontecimentos, já disciplinou uma multitarefa de investigação para esses crimes, no interior e na capital. O GME dará subsídios, identificando as pessoas que não somente confeccionaram o material, como também aquelas que fazem a replicação através de grupos de mensagens. Todas elas serão indiciadas pelo crime que vier a ser identificado e responderão judicialmente por esse fato”, comentou.

O caso também contará com apoio da Polícia Militar da Bahia (PMBA), que se comprometeu a comparecer em todos os locais onde existirem relatos de ameaças, com o intuito de combater possíveis atos criminosos.

“Tão logo essas mensagens chegam ao conhecimento da PM, mesmo entendendo que se tratam de mensagens que têm o objetivo de desestabilizar uma comunidade, unidades operacionais são direcionadas para atuar preventivamente, sobretudo nas proximidades das escolas, de uma forma geral e em todo o estado. Quem está disseminando esse tipo de conteúdo é um criminoso, que será responsabilizado por este delito”, informa o porta-voz da PMBA, capitão Bruno Ramos.

O coordenador dos Núcleos Territoriais de Educação da Secretaria da Educação do Estado, Helder Amorim, lembrou que, recentemente, o país se chocou com os ataques a uma escola na cidade de Suzano, em São Paulo, e que, depois disso, os boatos são mais recorrentes.

"Desde o evento em Suzano, essa onda de boataria está se espalhando por todas as regiões do país. O que tem se apurado até agora é que não há nada confirmado e nenhum ato foi posto em prática. Contudo, a Secretaria da Educação está atenta e acompanhando, junto à SSP, todos os casos que chegam, bem como dando apoio à comunidade escolar, que tenta manter a normalidade, para que os alunos continuem a ter acesso às escolas e às atividades”, disse. (Com informações do Correio)

Prefeito visita obras da nova Ponte Ilhéus-Pontal

Domingos Matos, 12/01/2017 | 22:21

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, visitou ontem, 11 de janeiro, as obras da nova ponte que ligará o Centro da cidade ao Pontal e toda a zona sul do município. Estiveram presentes ao encontro o vice-prefeito, José Nazal, o secretário municipal de Governo, Sérgio Souza, o presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Lukas Paiva, o vereador Eri Bar, além dos gestores da construtora OAS, Marcus Vinicius Holanda Teixeira - gerente operacional, Suzano Menezes - gerente de contratos, e Eduardo Metsu, responsável administrativo-financeiro.

Na oportunidade, representantes da construtora apresentaram o cronograma da programação de trabalho no local. As obras já estão na fase de fundações do lado Norte e, em 90 dias, iniciarão o mesmo processo na parte Sul da nova ponte, na localidade de Nova Brasília. A previsão de conclusão da obra é para o segundo semestre de 2018.

Cerca de 100 profissionais estão envolvidos na obra de construção e, até o momento, nenhum acidente de trabalho foi registrado, motivo de orgulho destacado pelo prefeito Mário Alexandre, que afirmou ser “um trabalho de excelência”. O Prefeito disse ainda que “a ponte Centro-Pontal é um sonho para a cidade de Ilhéus e região”.

Detalhes

A nova ponte facilitará a locomoção das pessoas entre as praias do Sul (Morro de Pernambuco) e as do Norte (praia do Cristo), atraindo investimentos na área do turismo e da indústria, com o fortalecimento da economia local. São 533 metros de comprimento e largura de 25,3 metros, com quatro faixas de rolamento, uma ciclovia e uma faixa exclusiva para pedestres. Também faz parte do conjunto da obra um sistema viário de acesso ao Porto do Malhado, distrito industrial do município e o futuro Porto Sul.

Caracterizada pela sua bela arquitetura, Ilhéus terá a primeira ponte estaiada da Bahia. Trata-se de uma ligação suspensa por cabos de sustentação que partem diretamente de um mastro até o tabuleiro da ponte. É considerado pela engenharia o modelo economicamente viável e a melhor opção para ligações maiores que 150 metros.

Dilma entrega unidades do Minha Casa na Bahia; Itabuna incluída.

Domingos Matos, 18/03/2016 | 12:18
Editado em 18/03/2016 | 12:20

Entrega de casas do Minha Casa Minha Vida em ItabunaA presidenta Dilma Rousseff entrega, nesta sexta-feira, por meio de transmissão simultânea, 5.684 unidades do Minha Casa Minha Vida em quatro estados, beneficiando mais de 22 mil pessoas nos municípios de Feira de Santana (BA), Itabuna (BA), Ananindeua (PA), Itapeva (SP), Suzano (SP), Votorantim (SP) e Teresina (PI). Os empreendimentos são destinados a famílias com renda de até R$ 1,6 mil (Faixa 1).  

No Conjunto Habitacional São José, em Itabuna, serão entregues 900 casas sobrepostas, com área privativa de 47,71m² no valor de R$ 60 mil. Foram investidos R$ 54 milhões. O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, já está no local, onde visitou  unidades acompanhado da ministra Nilma Lino Gomes, do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, do secretário estadual de Relações Institucionais, Josias Gomes, deputado federal Davidson Magalhães e do superintendente regional da Caixa, Marcus Vinicius Nascimento.  Neste momento acontece a solenidade. 

 

Na cerimônia de entrega, a presidenta estará pessoalmente em Feira de Santana (BA), onde entregará 1.656 unidades habitacionais de dois condomínios residenciais, que receberam investimento total de R$ 70,3 milhões. No Residencial Viver Alto do Rosário, serão entregues 840 apartamentos e 184 casas sobrepostas, com área privativa de 44,5m², avaliadas em R$ 64 mil. No Residencial Alto do Rosário, serão 92 casas, com área privativa de 36,74m², avaliadas em R$ 53 mil.

Além dessas, serão entregues no município baiano, pelo Banco do Brasil, 540 moradias do Residencial Parque dos Coqueiros, com 44,7m². Segundo o banco, no residencial também serão desenvolvidas ações para promover a inclusão financeira e apoiar à integração entre os novos moradores, tais como acesso à educação financeira e à serviços e produtos bancários.

Todas as unidades são divididas em 2 quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes. Além disso, atendendo às exigências de qualidade do MCMV, os empreendimentos são equipados com infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem e energia elétrica.

Em Feira de Santana, já foram contratadas 38 mil unidades habitacionais pelo programa Minha Casa Minha Vida. Dessas,15 mil foram entregues, representando um investimento de R$ 750 milhões.

O Programa já beneficiou mais de 10 milhões de pessoas, com a entrega de 2,6 milhões de moradias em todo o país.

No Pará, mais de 259 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega de mais de 64,8 mil unidades.

Na Bahia, foram entregues mais de 175,3 mil unidades, beneficiando mais de 701,2 mil pessoas.

Já no Piauí, o PMCMV beneficiou mais de 203,2 mil pessoas com a entrega de mais 50,8 mil unidades habitacionais.

No estado de São Paulo, foram entregues mais de 457,4 mil unidades, beneficiando mais de 1,8 milhão de pessoas.

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.