BAHIAGAS - 25 ANOS

Tag: vacina

Itacaré: Projeto Social Itinerante atende comunidades da matinha e Mata Grande

Domingos Matos, 14/11/2019 | 18:34

O Programa Social Itinerante, desenvolvido pela Prefeitura de Itacaré, através das secretarias municiais de Saúde e Desenvolvimento Social, continua com o atendimento nas mais diversas comunidades rurais do município. E na última quarta-feira foi realizado o atendimento nas comunidades da Matinha e Mata Grande. Na semana passada foram realizados os serviços nas áreas de saúde e assistência social na comunidade do Ponto Novo.

O atendimento foi realizado das 7 horas ao maio dia, oferecendo os serviços de cadastramento do Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e os programas do Cras, Creas, Peti, Primeira Infância do SUAS e Conselho Tutelar, além de palestras e esclarecimentos. Já a equipe da Secretaria Municipal de Saúde realizou o atendimento com médicos, enfermeiros, assistentes sociais, além dos testes rápidos e aplicação de vacina.

Nas comunidades da Matinha e Mata Grande as equipes das secretarias de Desenvolvimento Social e Saúde também esclareceram dúvidas dos beneficiários e informaram sobre os procedimentos que devem ser adotados e as condicionantes para que façam parte de cada um desses programas. Para os moradores dessas comunidades o momento foi de alegria, busca de conhecimentos e comodidade para ter acesso a todos esses serviços sem precisar se deslocar para a sede em Itacaré.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que essa ação faz parte do trabalho de levar os serviços públicos e os benefícios sociais e de saúde para mais cidadãos, principalmente os moradores da zona rural. Esse trabalho, segundo ele, vai continuar beneficiando cada vez mais moradores. E quem não for atendido pelo Social Itinerante deve procurar a Secretaria de Desenvolvimento Social, na rua Rui Barbosa, centro, ao lado do Clube Pirajá, das 8 às 14 horas, munidos de todos os documentos pessoais. O cadastramento também está sendo feito na unidade do Bolsa Família de Taboquinhas, das 8 às 14 horas. 

Segunda etapa da campanha de combate ao sarampo começa no próximo dia 18

Domingos Matos, 13/11/2019 | 14:22

A segunda etapa da campanha contra o sarampo começa na próxima segunda-feira (18) e se estende até 30 de novembro (sábado), “Dia D” da vacinação contra a doença. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). No período, serão imunizadas pessoas de 20 a 29 anos com esquema vacinal incompleto ou não vacinadas. A vacina é a única medida preventiva eficaz contra o sarampo. 

Contudo, de acordo com Walkiria Cardeal, chefe do Setor de Imunização da Sesau, o índice de vacinação está abaixo da meta, com uma cobertura de 28,8%. Cardeal lembra que cerca de 2.560 crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade ainda precisam ser vacinadas. Procure uma unidade de saúde mais próxima e leve caderneta de vacinação e um documento de identificação.

 

Novembro Azul tem início no Conjunto Penal de Itabuna com palestras e serviços

Domingos Matos, 11/11/2019 | 17:25

Teve início, nessa segunda-feira (11), a programação do Novembro Azul no Conjunto Penal de Itabuna (CPI). Na primeira etapa, que envolveu a realização de palestras a respeito da prevenção ao câncer de próstata, bem como exames de glicemia, aferição de pressão arterial, e vacinação contra hepatites B e C, além de testes rápidos para detecção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), a exemplo de sífilis, hepatites e HIV/Aids.

A programação do Novembro Azul é promovida pelo Governo do Estado, por meio da empresa Socializa, que administra o presídio. Ao todo foram contemplados 85 internos de um dos pavilhões anexos do CPI. A programação dessa segunda-feira teve a participação de estudantes de Enfermagem da Unime-Itabuna, bem como do Centro de Referência em Prevenção, Assistência e Tratamento (Cerpat) do município de Itabuna, além de enfermeiros da própria unidade prisional.

A segunda etapa está programada para a quinta-feira (14), quando serão realizados exames de próstata para os internos com idade superior a 40 anos. Farão parte dessa ação médicos urologistas, entre eles o Dr Júlio Brito, uma referência nessa especialidade na região sul da Bahia.

Para o diretor do CPI, major PM Adriano Valério Jácome da Silva, a campanha esse ano tem o objetivo de atender a um público mais amplo na unidade, apesar dos desafios da logística.

“Novembro é um mês com bastante atividades, mesmo quando se fala apenas na saúde do homem. Veja que em apenas um dia, vacinamos, aferimos pressão, fizemos testes glicêmicos e testes rápidos para ISTs. Ainda faltam os exames de toque, em outra frente, a programação do nosso Novembro Negro, na área pedagógica”, observou o diretor. “Tudo isso é possível graças ao trabalho de uma equipe coesa e dedicada”, concluiu.

Vacinação contra Febre Aftosa na Bahia começa nessa sexta-feira

Domingos Matos, 31/10/2019 | 08:22

A segunda etapa da Vacinação contra a Febre Aftosa começa na sexta (1º) e vai até o dia 30 de novembro em toda a Bahia. É a mais importante no cadastro de doenças que afetam bovinos e bubalinos. Nessa quarta, o diretor-geral da ADAB, Maurício Bacelar, participou de reunião, em Feira de Santana, com coordenadores e fiscais estaduais de defesa agropecuária para alinhar as estratégias para essa fase da campanha.

A Bahia é zona livre da Aftosa há 22 anos e, a cada etapa, tem alcançado uma maior cobertura de vacinação. A perspectiva da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária), que coordena a Campanha, é atingir uma cobertura superior a 90% em todas as regiões, conforme preconiza a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Animais de até 24 meses de idade devem ser vacinados e todo o rebanho da propriedade tem que ser declarado nos escritórios da ADAB ou através do site www.adab.ba.gov.br . Os graves impactos na economia do país a partir da sequência de surtos da Febre Aftosa, motivou o Brasil a criar a Defesa Agropecuária. Na Bahia, a ADAB surgiu em 1999 para garantir alimentos seguros e salvaguardar a sanidade dos rebanhos. Desde então, tem alcançado bons resultados para manter o território baiano livre da doença com vacinação, status reconhecido pela OIE.

A perspectiva dos especialistas é que a manutenção do status atual fará a Bahia evoluir, em breve, para condição de Território Livre da Aftosa sem Vacinação, como já acontece com os estados de Santa Catarina e Paraná.

Um único foco de Febre Aftosa é considerado emergência sanitária pois pode fazer retroagir o trabalho de  desenvolvimento da cadeia produtiva, causando incalculáveis perdas para o setor agropecuário, com bloqueio das relações comerciais interestaduais e internacionais, gerando endividamento, desemprego e até desabastecimento. “É fundamental alertar os produtores para manter e elevar o índice de cobertura vacinal do animal e da propriedade, por isso, todo esforço do Governo da Bahia para manter nosso Estado atento na preservação de status livre de Febre Aftosa”, lembrou Maurício Bacelar.

Colégio General Osório realiza Virada Educacional em Itabuna

Domingos Matos, 20/09/2019 | 06:30

O Colégio Estadual General Osório, em Itabuna, promove nestes dias 20, das 7:15 às 11:30 horas, e 21, das 9:30 às 16:00 horas, a Virada Educacional, que faz parte do projeto TransformaÊ, da Secretaria de Educação da Bahia.

Durante as atividades, serão oferecidos serviços como teste glicêmico, massagem relaxante, aferição de pressão arterial, vacinação, palestras e oficinas  de jogo de Xadrez, Beleza, Pinturas e de Defesa Pessoal para Mulheres.

Além disso, haverá Festival de Músicas, Sarau de Poesias,  Capoeira e a presença do Caminhão da Ciência.

A Virada Educacional, aberta ao público,  promove o empoderamento estudantil e a integração da Escola com a família e a comunidade local.

 

Itacaré discute estratégias de combate ao sarampo na Bahia

Domingos Matos, 09/09/2019 | 09:11

O secretário municipal de Saúde de Itacaré, Ricardo Lins (foto), participou na sexta-feira (06), em Salvador, de uma reunião com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e mais representantes de outros nove municípios baianos para articular estratégia de atingir pelo menos 95% de cobertura vacinal contra o sarampo, sobretudo, nas cidades turísticas e entroncamentos rodoviários, O objetivo é criar um bloqueio vacinal e reduzir a chance da população baiana ser infectada, visto que todos os quatro casos de sarampo na Bahia são importados, sendo três de São Paulo e um da Espanha.

Ricardo Lins explicou que, por orientação do prefeito Antônio de Anízio, a Prefeitura de Itacaré vem realizando diversas ações de combate ao sarampo, com campanhas de vacinação, palestras e orientações para os moradores e turistas, mas é preciso discutir e articular essas ações em conjunto com os demais municípios turísticos da Bahia, por esse motivo há a necessidade de se tratar as estratégias coletivas. Ele destacou que Itacaré recebe anualmente turistas de todo o mundo, principalmente no período de verão, daí a importância dessas estratégias de prevenção e combate ao sarampo.

Dos 2.753 casos confirmados de sarampo no Brasil até 31 de agosto, 98,3% (2.708) estão concentrados no estado de São Paulo. Assim, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) alerta que todos os baianos com viagem marcada para o estado de São Paulo sejam vacinados contra o sarampo. A iniciativa foca naqueles viajantes que nunca foram imunizados ou que tenham esquema vacinal incompleto, principalmente crianças.

Os passageiros que retornaram, nos últimos 30 dias, do estado paulista ou destinos internacionais com risco aumentado para o sarampo, caso apresentem febre e manchas vermelhas pelo corpo, acompanhado de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, devem procurar uma unidade de saúde para atendimento imediato. Para se vacinar, o cidadão deve se dirigir a um Posto ou unidade Básica de Saúde em sua cidade, portando a carteira de vacinação.

Confira abaixo o esquema vacinal por idade, orientado pelo Ministério da Saúde, de acordo com o atual cenário epidemiológico:

De 6 a 11 meses - O bebê deve receber a dose zero da vacina Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

Aos 12 meses - Receber a 1ª dose de rotina da vacina Tríplice Viral.

Aos 15 meses - Receber a 2ª dose de rotina da vacina Tríplice Viral.

1 a 29 anos - Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber duas doses da vacina Tríplice Viral, com intervalo de 30 dias.

30 a 49 anos - Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber uma dose da vacina Tríplice Viral.

 

 

Alerta: Baianos com viagem marcada para São Paulo devem ser vacinados contra o sarampo

Domingos Matos, 04/09/2019 | 08:31

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) fez um alerta para que todos os baianos com viagem marcada para o estado de São Paulo sejam vacinados contra o sarampo. A medida foca naqueles viajantes que nunca foram imunizados ou que tenham esquema vacinal incompleto, principalmente crianças. Isto deve-se ao estado paulista concentrar 99% dos casos confirmados de sarampo no Brasil.

Os passageiros que retornaram, nos últimos 30 dias, do estado paulista ou destinos internacionais com risco aumentado para o sarampo, caso apresentem febre e manchas vermelhas pelo corpo, acompanhado de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, devem procurar uma unidade de saúde para atendimento imediato.

 

Centro de Zoonoses de Ilhéus disponibiliza cães para adoção

Domingos Matos, 03/09/2019 | 13:38

Cerca de 16 animais, entre adultos e filhotes, estarão à espera de um novo lar. Quem informa é o Centro de Controle de Zoonoses.Os cães estão vacinados, vermifugados e a unidade se compromete a entregar os animais castrados. O CCZ lembra que a adoção é um ato de responsabilidade, pois muitos animais já foram vítimas de maus-tratos e abandono.

Para fazer a adoção, o interessado deve ser maior de 18 anos e comparecer ao Centro de Controle de Zoonoses, situado à Rodovia Ilhéus- Itabuna (entrada do Teotônio Vilela), apresentar documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de residência atualizado) e assinar um termo de responsabilidade

 

Brasil registra 2,3 mil casos confirmados de sarampo

Domingos Matos, 29/08/2019 | 08:08

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado ontem (29) contabiliza 2.331 casos confirmados de sarampo no país nos últimos três meses. O número representa um aumento de 38,75% em relação ao último boletim. Ainda conforme o balanço desta quarta-feira, foram descartados 1.294 casos suspeitos enquanto 10.855 seguem em investigação por equipes de secretarias de saúde.

Esta semana, a primeira morte provocada pela doença foi confirmada em São Paulo. Diante da evolução do surto no país, a pasta anunciou em entrevista coletiva em Brasília a aquisição de mais 18,7 milhões de doses de vacina contra o sarampo, reiterou a intensificação da imunização com foco em crianças e adultos jovens e informou ações adotadas diante da disseminação do vírus.

São Paulo é o epicentro do surto, onde foram confirmados uma morte e 2.299 casos – 98% do total. Em seguida vêm Rio de Janeiro (12), Pernambuco (5), Santa Catarina (4) e Distrito Federal (3), além de oito estados com um caso cada: Bahia, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Sergipe, Goiás e Piauí. Os registros se distribuem em 87 municípios dessas unidades federativas.

 

Estabilização

Apesar da evolução do número, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, avaliou que o quadro da doença no Brasil tende a uma estabilização. Ele ressaltou que o número ainda é menor do que no ano passado e comentou que as ações de imunização devem surtir efeito na mitigação da disseminação do vírus.

“Secretarias de saúde fizeram muitos bloqueios vacinais, que foram fundamentais para poder dar tranquilidade. Baseado numa projeção dos casos, temos uma pequena tendência de redução. A Secretaria de Saúde de São Paulo também relatou essa tendência para nós”, declarou Oliveira. O gestor chamou a atenção para o fato de que o número de municípios paulistas com casos confirmados reduziu do boletim anterior para este.

 

Imunização

O secretário afirmou que a estratégia da pasta não envolve campanhas de vacinação, mas intensificação das ações de imunização. Isso porque, segundo ele, não haveria “economicidade” de campanhas em razão do estoque de doses do país. Anualmente, para vacinação de rotina, são disponibilizadas 30 milhões de doses. Além disso, em razão do surto atual de sarampo, já haviam sido adquiridas 10 milhões de doses adicionais. (Com informações da Agência Brasil)

 

Secretaria de Saúde do Estado anuncia medidas para ampliar cobertura vacinal da Bahia

Domingos Matos, 23/08/2019 | 21:33

Para garantir o aumento da cobertura vacinal na Bahia, o Governo do Estado irá entregar câmaras de refrigeração a todos os municípios baianos. Os equipamentos serão dotados de tecnologia para controlar de forma mais eficiente a temperatura dos imunobiológicos. O anúncio da entrega foi feito nesta sexta-feira (23), pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, durante a reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), realizada no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB).

Durante o encontro, que teve como tema ‘Imunização, Arboviroses e Doenças Imunoprevinivéis’, Fábio Vilas-Boas ainda garantiu a implantação de salas de vacinação permanentes em todos os hospitais e maternidades da rede da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). “Essas salas funcionarão de segunda a domingo, com um profissional dedicado exclusivamente para o serviço”, afirmou o Secretário.

Essas medidas, dentre outras, visam ampliar a cobertura vacinal na Bahia, que vem caindo nos últimos anos. Os níveis de cobertura da BCG (vacina contra a tuberculose) caíram de 106% em 2009 para 62%, em 2019 (dados preliminares processados em 26/07). A imunização contra Febre Amarela, que chegou em 100% em 2009, está em apenas 56% este ano.

Outro agravo que preocupa, de acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Akemi Erdens, é o sarampo. “É uma doença altamente contagiosa e que tem o vírus em circulação no país. Hoje a cobertura está em cerca de 62%”, falou. Akemi ainda explicou que a vacinação é uma ação coletiva e que é importante que as coberturas cheguem a 95%. “Mesmo algumas doenças estando erradicadas no país como poliomielite, é essencial manter a vacinação, uma vez que o vírus ainda circula em outros países”, destacou.

Dentro da reunião, ainda foi feita uma ‘Carta compromisso’, com objetivos a serem cumpridos por gestores estaduais e municipais. Um dos compromissos foi a implementação de busca ativa de faltosos pelas unidades de saúde. Outro ponto levantado no documento foi a promoção de educação permanente para os técnicos e gestores de saúde.

Saúde recomenda dose extra contra o sarampo em bebês menores de 1 ano

Domingos Matos, 21/08/2019 | 11:32

O Ministério da Saúde passou a recomendar a vacinação contra o sarampo em crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias para combater a disseminação do vírus no país. Nessa faixa etária, segundo a pasta, será ofertada uma dose complementar, chamada de dose zero, como já acontece em campanhas como a de combate à poliomielite. A orientação foi apresentada ontem (20) em entrevista coletiva na sede do órgão, em Brasília.

Entre 19 de maio e 10 de agosto deste ano, foram confirmados 1.680 casos de sarampo no Brasil, além de 7,5 mil casos em investigação. No período, de acordo com o ministério, não houve mortes confirmadas decorrentes da enfermidade.

Após um surto envolvendo estados da Região Norte no início do ano, um novo surto foi registrado no estado de São Paulo, que concentra, atualmente, 1.662 casos em 74 municípios – 98,5% do total de casos. Em seguida aparecem Rio de Janeiro, com seis casos, e Pernambuco, com quatro. Com um caso estão Goiás, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Piauí.

A recomendação da vacinação adicional de crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias se deve ao fato deste ser o público com maior potencial de contágio. O coeficiente de incidência em bebês de até 1 ano é de 38,28 casos para cada grupo de 100 mil, enquanto a média de todas as faixas etárias ficou em 4,12. Normalmente, a imunização acontece por meio de duas doses, aos 12 meses e aos 15 meses de vida.

“Temos observado uma incidência elevada em menores de 1 ano. É fundamental estabelecermos estratégia diferenciada para essa faixa etária, olhar para as crianças menores de 1 ano com especial atenção”, declarou o secretário de vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

Jovens adultos

Além dos bebês, outro público que preocupa o ministério é o de jovens adultos. A pasta destacou a necessidade de pessoas de 20 a 29 anos regularizarem a vacinação contra o sarampo – o grupo tem coeficiente de incidência de 9 casos para cada grupo de 100 mil, mais que o dobro da média nacional. A orientação vale especialmente para São Paulo, estado com muitos casos e alta densidade populacional.

De acordo com o ministério, pela rotina de imunização estabelecida, pessoas com até 29 anos devem já ter recebido duas doses contra o sarampo. Já quem tem entre 30 e 49 anos deve ter tomado pelo menos uma dose. O secretário ponderou, contudo, que não há necessidade de corrida aos postos de saúde e que a regularização pode ser feita tranquilamente.

 

Centro de Controle de Zoonoses oferece vacinação gratuita para cães e gatos

Domingos Matos, 14/08/2019 | 08:11

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Ilhéus irá promover entre os dias 14 e 30 de agosto um mutirão de vacinação antirrábica de cães e gatos. A iniciativa visa percorrer 11 bairros do município. O distrito do Couto, na zona sul do município será a primeira localidade a receber os agentes do centro, nesta quarta-feira (14).

De acordo com Aloísio Leite, coordenador da unidade, a estimativa é que sejam vacinados sete mil animais. Explica que medidas cautelares imediatas devem ser tomadas para a prevenção da doença, como vacinar os animais de estimação, contatar o controle de zoonoses quando achar um animal sem dono na rua, entre outras, podem diminuir de forma significativa os índices de transmissão.

A raiva é uma doença infecciosa que acomete mamíferos e pode ser transmitida através da mordida de animais como os cachorros, lambida em feridas abertas, mucosas ou arranhões. Em humanos, os sintomas são: náuseas, vômitos, mau humor, espasmos musculares intensos na faringe e laringe, com dores no momento de engolir algum alimento ou líquido.

Os agendamentos para castração gratuita de cães e gatos são realizados todas as sextas-feiras. São distribuídas 25 senhas e os interessados devem comparecer à unidade, das 7h30min às 12h, na Rodovia Ilhéus-Itabuna, entrada do bairro Teotônio Vilela, portando documento de identificação com foto. O agendamento está suspenso, contudo a partir do dia 23 de agosto o serviço será retomado.

 

Bahia reforça importância da prevenção ao sarampo

Domingos Matos, 07/08/2019 | 17:41

Os casos de sarampo no Brasil e no mundo aumentaram desde o ano passado. Apesar de nenhum registro ter surgido na Bahia, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) vem reforçando a importância da prevenção para que a doença não se instale no estado, a exemplo do que está ocorrendo com São Paulo, Pará e Rio de Janeiro. Entre 2018 e 2019, 561 casos foram registrados nos três estados. 

“Atualmente, nós temos três casos confirmados no estado. Mas todos eles são importados, ou seja, as pessoas foram infectadas em outros locais, seja no próprio Brasil, no estado de São Paulo, ou até fora do país, como o caso de uma criança que teve como local provável de infecção a Espanha”, explica a coordenadora do Programa de Imunização da Sesab, Akemi Erdens. “Estamos em um momento de alerta para evitar que novos casos ocorram e até casos daqui mesmo”. 

A única medida efetiva de prevenção contra o sarampo é a vacina Tríplice Viral, distribuída gratuitamente nos postos de saúde e que também imuniza contra caxumba e rubéola. Essa imunização faz parte do calendário vacinal. A primeira dose deve ser tomada com um ano de vida e a segunda é aplicada três meses depois. Caso a vacinação não seja feita no tempo ideal, ainda é possível se proteger. Até os 29 anos é preciso tomar as duas doses. Entre 30 e 49 anos é ministrada dose única. Acima dos 50 anos não é mais feita a imunização.

“Estamos alertando os municípios para que busquem as pessoas não vacinadas e a gente crie uma proteção tanto individual quanto coletiva, evitando casos e situações de surto do estado”, salienta Akemi. O sarampo é altamente contagioso, transmitido pelas secreções extraídas na tosse, fala e espirro. Os principais sintomas são febre alta, manchas vermelhas na pele, tosse, coriza e conjuntivite.

Ministério da Saúde suspende parcerias para produção de medicamentos

Domingos Matos, 17/07/2019 | 12:31

O Ministério da Saúde informou ontem (16) que 19 parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDPs) estão em fase de suspensão. As parcerias foram firmadas para a produção de medicamentos como insulina, usada para diabetes, e pramipexol, usado no tratamento de doença de Parkinson. A etapa atual permite que os laboratórios públicos apresentem medidas para reestruturar o cronograma de ações e atividades.

Segundo a pasta, as parcerias estão em fase de suspensão, entre outros motivos, por falta de avanços esperados; por falta de investimento na estrutura; por desacordo com o cronograma; por solicitação de saída do parceiro privado; pelo não enquadramento de um projeto como PDP; por decisão judicial; e, por recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria-Geral da União (CGU).

Esse tipo de parceria tem quatro fases. A primeira é a proposta para avaliação; a segunda é o desenvolvimento do projeto, com elaboração dos contratos entre parceiros, treinamento, desenvolvimento da estrutura e qualificação dos processos de trabalho; a terceira é a transferência efetiva de tecnologia e início da aquisição do Ministério da Saúde; e, a quarta, a verificação da internalização da tecnologia.

De acordo com a lista divulgada pelo ministério, cinco parcerias estavam na terceira fase. As demais estavam na segunda fase ou anterior.

O Ministério da Saúde garante, em nota, que a população não será afetada. "Para garantir o abastecimento da rede, o Ministério da Saúde vem realizando compras desses produtos por outros meios previstos na legislação. A medida, portanto, não afeta o atendimento à população. A maior parcela das PDPs em fase de suspensão sequer chegou a fase de fornecimento do produto", diz a nota.

A PDP é uma parceria que prevê transferência de tecnologia de um laboratório privado para um público, com o objetivo de fabricar um determinado produto em território nacional. O Ministério da Saúde coordena o processo e utiliza seu poder de compra para apoiar a produção nacional de produtos considerados estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, 87 parcerias estão vigentes.

Segundo o presidente da Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Oficiais do Brasil, Ronaldo Ferreira Dias, os laboratórios irão recorrer da medida tanto administrativamente quanto judicialmente. "A decisão foi tomada de forma unilateral, mesmo havendo diversos canais para estabelecer diálogo ou se fazer possíveis ponderações. Não houve diálogos prévios", disse, acrescentando que "é quebra de contrato, quebra da confiança que o Brasil tem, inclusive no exterior".

De acordo com Dias, as empresas já realizaram investimentos, inclusive em infraestrutura para produzir esses medicamentos. Parte desses recursos, segundo ele, vêm de fontes públicas. "Tranquilamente chega na casa dos bilhões", disse. (Com informações da Agência Brasil)

Veja a lista divulgada pelo Ministério da Saúde:

Adalimumabe 

Etanercepte 

Everolimo 

Gosserrelina 

Infliximabe 

Insulina (NPH e Regular) 

Leuprorrelina 

Rituximabe 

Sofosbuvir 

Trastuzumabe 

Cabergolina 

Pramipexol 

Sevelâmer

Vacina Tetraviral 

Alfataliglicerase 

Bevacizumabe

ONG promove nova feira que estimula adoção de cães e gatos em Ilhéus

Domingos Matos, 04/06/2019 | 10:04

A situação de abandono de animais é uma triste realidade em várias cidades do Brasil, inclusive em Ilhéus. A fim de garantir um lar aos cães e gatos abandonados, o Instituto Planeta dos Bichos, em parceria com a Prefeitura, vai realizar no dia 16 de junho (domingo), mais uma feira de adoção na Praça São João Batista, no Pontal, das 10 às 16 horas. A ação tem como objetivo estimular a adoção responsável de cães e gatos sem raça definida, também conhecidos como vira-latas.

Maria da Conceição (Ceiça) é a presidente da ONG. Conforme conta, durante a feira, os interessados poderão encontrar animais castrados e vacinados, prontos para adoção. E apela. “Não podemos fazer por todos os animais, mas fazemos por alguns”, sente. “A cada trinta ou sessenta dias realizamos uma feira nova, para dar ao animal resgatado das ruas, a oportunidade de um encontro entre ele e um tutor, uma pessoa que realmente ame e cuide de verdade”, explica.

Ceiça lamenta que a feira realizada em maio último não tenha alcançado o objetivo da instituição, embora com coa visitação. “A intensão é sempre boa, embora, nem todos gostam de adotar animais que viveram situações de maus-tratos, espancados, envenenados, atropelados ou até mesmo abandonados. Trabalhamos incansavelmente para buscar um lar cercado de amor e atenção, mas nem sempre conseguimos. O número de abandonos ainda é maior que o número de adoções”, conclui.

Trabalho incansável – O Instituto Planeta dos Bichos é mantido exclusivamente através de doações e do trabalho de voluntários que cuidam hoje de 20 animais adultos e filhotes com históricos de abandono. “Nós trabalhamos incansavelmente para buscar um lar cercado de amor e atenção para esses animais, mas nem sempre conseguimos. O número de abandonos ainda é maior que o número de adoções”, afirma Ceiça.

No local, podem ser doadas rações, tapetes descartáveis e medicamentos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que só no Brasil existem mais de 30 milhões de animais abandonados, sendo 10 milhões de gatos e 20 milhões de cachorros. Para adotar, é necessário ser maior de 18 anos, apresentar RG e comprovante de residência. Além disso, é importante levar caixinha de transporte ou coleira para levar o animal para casa em segurança.

 

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.