CMVI

Tag: crescimento

Exportações baianas crescem 27,4% no mês de maio

Domingos Matos, 11/06/2019 | 09:31

As vendas externas da Bahia se recuperaram em maio, alcançando US$ 758,2 milhões, o que representa um aumento de 27,4% ante o mesmo período de 2018. De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), autarquia da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan), considerando o acumulado de janeiro a maio, as exportações cresceram 2,5%, indo a US$ 3,15 bilhões.

“O crescimento das exportações na Bahia é resultado de políticas públicas do Governo do Estado, que não tem poupado esforços para atrair novos empreendimentos que resultam no alargamento da base exportadora baiana”, analisa o secretário do Planejamento do Estado, Walter Pinheiro.

O bom desempenho das exportações em 2019 reflete a melhora dos volumes exportados, com alta de 22,3%, puxada por itens como petróleo, celulose, petroquímicos, metalúrgicos, algodão e derivados de cacau. No mês, as exportações para os Estados Unidos cresceram 35% e avançaram 46% para a Ásia, com a China registrando aumento de 9,1%. 

 

Importações

O crescimento de 38,6% das importações reflete o efeito da greve dos caminhoneiros no ano passado, já que a maior contribuição para o crescimento foi de produtos intermediários (cobre, trigo, fertilizantes, borracha e insumos químicos) que cresceram 81,7%, e que foram duramente atingidos na paralisação de maio do ano passado. Normalmente, as importações em 2019 vêm registrando maior aumento na categoria combustível, que lidera ainda com folga o crescimento no acumulado do ano com incremento de 159% (GNL, nafta, petróleo).

Com os resultados até maio, a Bahia voltou a acumular um superávit de US$ 116,1 milhões em sua balança comercial, resultado de US$ 3,15 bilhões em exportações com incremento de 2,5% e US$ 3,03 bilhões em importações com um aumento de 22,3%, comparado a igual período do ano anterior. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) chegou a US$ 6,18 bilhões, com crescimento de 11,4% no período.  

 

Definida programação da 2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré

Domingos Matos, 05/06/2019 | 15:28

Grandes nomes do turismo nacional e internacional vão estar em Itacaré na 2ª edição do Fórum de Turismo, que acontecerá no período de 18 a 20 de junho, no Ecoporam Hotel. Esse ano o Fórum terá como tema “Turismo de Experiência & Melhoria da Competitividade”. O evento terá como palestrantes profissionais renomados das mais diversas áreas, do Brasil e até de outros países. A inscrição é gratuita e será aberta a todas as pessoas interessadas em conhecer mais e discutir o fortalecimento do turismo no município.                                                                       

Para o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio o Fórum de Turismo será mais uma grande oportunidade para empresários, comunidades e o poder público conhecerem as principais tendências de turismo e trabalharem a grande diversidade que o turismo de Itacaré, que não se resume apenas às belas praias, mas também toda a região rural, a exemplo de Taboquinhas e Água Fria, com suas cachoeiras, aventuras e fazendas de cacau. Serão trêsdias de imersão em turismo com palestrantes nacionais e internacionais, rodadas de negócios, oficinas e visitas técnicas aos pontos turísticos do município.

De acordo com o secretário municipal de Turismo, Júlio Oliveira, as pessoas quando viajam a turismo não querem apenas conhecer um lugar novo ou simplesmente sair da rotina, mas sim vivenciar uma experiência marcante em suas vidas. E foi pensando nisso que se chegou ao tema da 2ª edição do Fórum de Turismo de Itacaré, exatamente para debater as melhores práticas e ações para transformar esse setor em negócios ainda mais marcantes e rentáveis.

A realização é da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo, com o apoio da Conselho Municipal de Turismo, Sebrae. SPHA, Ecoporan Hotel, Ministério do Turismo e Governo da Bahia/Secretaria Estadual de Turismo. A proposta desse evento, segundo explicou Júlio Oliveira, é compartilhar as experiências, ampliar os conhecimentos nessa área, vivenciar os casos de sucesso e possibilitar a integração com agentes e profissionais brasileiros renomados.

Confira a programação:

Dia 18 de junho de 2018 (Terça-feira)

08h30 – Credenciamento

09h00 – Abertura: Prefeito de Itacaré António Mário Damasceno, Autoridades locais, regionais, estaduais e nacionais.

09h30 – Palestras de Abertura:

- “Programas do Ministério do Turismo e principais ações desenvolvidas para impulsionar o turismo brasileiro.".  Bob Santos –Secretário Nacional de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo

- “Atual estágio do setor turístico brasileiro e perspectivas de crescimento" Alexandre Sampaio - Presidente Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da CNC

- “Desafios e oportunidades na Gestão Pública Municipal do Turismo no Brasil” – Jair Galvão – Presidente da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo – ANSEDITUR e Secretário de Turismo de Maceió.

12h30 às 14h – Intervalo para Almoço

14h – Palestra Motivacional - "Mercado de Eventos, cases de sucesso em suas empresas, estratégias para quem deseja obter sucesso na área “de eventos.  José Victor Oliva - Presidente da Holding Clube e do Banco de Eventos

 15h – Painel " Inteligência Empresarial e Competividade no Turismo "

- “Como Aumentar a Rentabilidade do seu Hotel - Rodolfo Delphorno – Gerente nacional de Vendas da OMNIBEES

“Como produzir imagens e conteúdo para propagação nos meios digitais” Lupércio Oliveira - Fotografo Certificado pelo Google

- “Cidades Empreendedora - Impacto e Resultados para o Segmento de Turismo” – Claudiana Campos Figueiredo – Gerente da Unidade Regional SEBRAE

– Educação Profissional, um caminho para o mercado de trabalho no turismo – Nanci Costa – Supervisora Pedagógica do SENAC

18h – RODADA DE NEGÓCIOS

Humberto Capelin - Gestor de Produtos Extremo Sul da Bahia da Azul Viagens

Daniel Firmino - Diretor de Produtos Nacionais & Operações da Flytour Viagens

Nilton Roberto Filho - Supervisor de Produtos da CVC CORP (CVC - VISUAL - TREND)

Michael Ferreira - Executivo de Vendas do HOTEL URBANO

Rafael Moura -  Coordenador Regional OMNIBEES / BA

 

Dia 19 de junho de 2019 (Quarta-feira)

09h00 – Painel " Turismo de Experiência: Potencialidades e Desafios"

- “O Turismo Rural com vivências do Cacau ao Chocolate” – Fabiola Leme, Turismológa e Consultora da Empresa Eixo 4

- “A Evolução do Turismo de Observação de Baleias no Nordeste do Brasil” Sergio Cipolotti, Coordenador Ambiental do Instituto Baleia Jubarte:

- “Turismo Gastronômico: Conhecendo os saberes e sabores da gastronomia de raiz” – Revecca Tapie – Representante do Movimento Slow Food Brasil 

- “Turismo de Pesca Esportiva Oceânica em Itacaré: Desafios e oportunidades” – Origenes Araújo - Itacaré Marine Sport Fishing

12h00 às 14h – Intervalo para Almoço

14h – Apresentação do case de sucesso em Ecoturismo – Reserva de Itacaré  – Paulo Ferrera – Proprietário e Guia

14h30 – Palestra “Impacto do turismo de observação de aves na sociedade, economia e meio ambiente” - Rafael Piedade Felix -Presidente da Associação Passarinhar é Viver

- Lançamento do 2º Workshop de Turismo de Observação de Aves em Itacaré

16h00 - Palestra de Encerramento "Planejamento de Ações da Secretaria Estadual de Turismo” - Fausto de Abreu Franco - Secretário de Turismo do Estado da Bahia

17h00 – Encerramento

18h00 - Coquetel de Lançamento do 6º Festival Gastronômico Sabores de Itacaré

Dia 20 de junho de 2018 (Quinta-feira)

10h - Visita Técnica

- Visita a Reserva Itacaré

13h - Encerramento

 

Bahia mantém segundo lugar em investimentos, somando R$ 555,8 milhões

Domingos Matos, 04/06/2019 | 18:32

A Bahia investiu R$ 555,8 milhões de janeiro a abril deste ano e manteve o segundo lugar no país neste quesito, ficando mais uma vez atrás apenas de São Paulo, cujos investimentos somaram R$ 904,6 milhões. O terceiro lugar coube ao Paraná, com R$ 280,3 milhões. Os dados estão disponíveis no Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi), no site da Secretaria do Tesouro Nacional (www.tesouro.fazenda.gov.br).

Em meio à persistência da crise econômica, que ameaça agravar-se depois do recuo de 0,2% do PIB nacional no primeiro trimestre, o governo baiano preserva o desempenho dos últimos anos, quando se firmou entre os líderes do país em investimento. A Bahia foi destaque em relatório do Tesouro Nacional como o Estado com maior porcentagem do orçamento destinada a investimentos nos dois primeiros meses de 2019. 

Esteve ainda no grupo de nove estados brasileiros que ampliaram os investimentos no primeiro bimestre deste ano, em comparação com o registrado em 2015. Os investimentos do Estado nos primeiros meses de 2019 destinaram-se, principalmente, às áreas de mobilidade urbana, recuperação de rodovias, saneamento básico, abastecimento de água, saúde, contenção de encostas, agricultura e meio ambiente, segurança, barragens e educação.

 

Equilíbrio fiscal e desenvolvimento

A Bahia está sujeita às mesmas condições econômicas desfavoráveis que têm inibido os investimentos em outras unidades da Federação, mas a ênfase nos gastos em obras e serviços que atendem a demandas estratégicas da sociedade tem marcado a atuação do Estado, como destaca o secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório. 

“Sob a liderança do governador Rui Costa, a Bahia vem associando o equilíbrio fiscal aos investimentos necessários para favorecer a retomada da atividade econômica”, afirma Vitório. Ele enfatiza que o governo baiano vai continuar buscando o controle dos gastos públicos e o crescimento das receitas próprias para assegurar a capacidade de investimento. “O gasto com investimento qualifica a infraestrutura, amplia os serviços, atrai investidores privados, gera emprego e renda e estimula a economia". 

Vitório lembra que, entre 2015 e 2018, o governo baiano destinou R$ 10,3 bilhões para investimentos. Trata-se de valor proporcionalmente maior que o alcançado por São Paulo, líder nacional nos últimos quatro anos: o governo paulista, tendo investido R$ 31,9 bilhões no mesmo período, possui orçamento cinco vezes maior que o baiano.

Número de inscritos para o Encceja 2019 tem aumento de 75%

Domingos Matos, 04/06/2019 | 16:45

A edição deste ano do Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja) teve um crescimento de 75% no total de inscritos em relação a 2018. Foram 2.973.375 inscrições contra as 1.695.607 do ano anterior. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (4), em Brasília, pelo Ministério da Educação. As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios a jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada para obter a certificação de conclusão no ensino fundamental ou médio.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Ribeiro Lopes, disse que a ampliação da divulgação é um dos fatores que levou ao aumento expressivo no número de inscritos. “Atribuímos a maior divulgação do Encceja ao maior conhecimento por parte da população e ao apoio das secretarias estaduais. Além disso, percebemos que o cidadão está buscando uma certificação para melhorar sua condição de empregabilidade”, disse o presidente do Inep.

Os inscritos no Encceja de 2019 buscam principalmente a certificação do ensino médio. Setenta e oito por cento das inscrições foram para as provas do ensino médio e 21,6% para as do ensino fundamental. As mulheres são maioria para o ensino médio (51,5%) e para o fundamental (53%).

A maior parcela de inscritos para certificação do ensino médio está na faixa etária entre 21 a 30 anos (972.076), seguido pelos que têm de 31 a 59 anos (859.497). No ensino fundamental, a faixa etária de maior concentração é entre 31 a 59 anos (298.962) e depois entre 21 a 30 anos (177.754). São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná são os estados com maior número de inscritos para os dois níveis de ensino. Os atendimentos específicos mais solicitados nos dois casos são os de lactante gestante e idosos.

Segurança

O presidente do Inep alertou que a segurança será reforçada nessa edição do exame. Se algum equipamento eletrônico do candidato emitir sinal sonoro durante a prova, ele será eliminado. “Nesse ano, se algum aparelho emitir sinal sonoro durante a aplicação da prova o candidato será eliminado. É muito importante que o candidato tome cuidado com seus aparelhos. Aquele aparelho que, mesmo desligado, por exemplo, toque um despertador, é preciso ter cuidado porque se tocar ele será eliminado”, explicou. Os lanches dos candidatos também serão revistados.

Provas e certificação

Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência. (Com informações da Agência Brasil)

Audiência pública debate cotas raciais para concursos públicos em Itabuna

Domingos Matos, 04/06/2019 | 13:32

Com o objetivo de debater a necessidade de implantar um sistema de cotas raciais nos concursos públicos municipais da administração direta, indireta e do poder legislativo, foi realizada na tarde de segunda-feira (03), na Câmara de Vereadores de Itabuna, uma audiência pública. A iniciativa foi do vereador Jairo Araújo (PCdoB), autor do projeto de lei que reserva 20% das vagas nos concursos públicos para negros e negras. Para embasar o debate, palestraram o professor da UFSB, Gabriel Nascimento, e o historiador Egnaldo França.

“Vivemos um momento de crescimento do desemprego, que atinge mais profundamente as pessoas negras, porque a pobreza no Brasil tem cor. Implantar políticas públicas que oportunizem a comunidade negra é combater essa desigualdade”, afirmou o professor Gabriel.

Egnaldo França ressaltou a importância do projeto de lei para a comunidade negra. “Eu vejo de forma muito positiva e me sinto contemplado ao ver que na Câmara de Vereadores tem alguém que está preocupado em combater a desigualdade racial e criar oportunidades de emprego para a população negra”.

Segundo o vereador Junior Brandão, Itabuna não pode fugir dessa discussão. “Considero esse debate pertinente e estou satisfeito com a explicações e argumentações aqui apresentadas”, declarou Brandão, relator do projeto de lei.

Na opinião do vereador Jairo Araújo, a Audiência Pública cumpriu seu objetivo de esclarecer os edis sobre a relevância do projeto de lei, em especial o relator do projeto, Junior Brandão. “É um debate polêmico. Muitas pessoas acreditam que vivemos numa democracia e que, portanto, somos todos iguais. Porém, quando observamos a realidade da população negra, verificamos que não há igualdade de oportunidades para todos. São os negros que estão nos presídios, nas periferias da cidade, distantes de galgar empregos melhores. Adotar cotas raciais nos concursos públicos municipais tem como objetivo amenizar essa dívida social que o Brasil tem com a comunidade negra”, concluiu Araújo.

Governo anunciará novos bloqueios no Orçamento na quarta

Domingos Matos, 20/05/2019 | 10:17

O Orçamento passará por um novo desafio na próxima quarta-feira (22). Em meio à desaceleração econômica, a Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia anunciará mais um contingenciamento (bloqueio temporário de verbas) na nova edição do Relatório Bimestral de Receitas e Despesas.

Publicado a cada dois meses, o relatório traz as atualizações das estimativas oficiais para a economia brasileira e o impacto dela nas previsões de receitas e despesas. Com base nas receitas, o governo revisa as despesas para garantir o cumprimento da meta de déficit primário (resultado negativo das contas do governo excluindo os juros da dívida pública) de R$ 139 bilhões e do teto de gastos federais.

Na última semana, o governo recebeu diversos sinais amarelos em relação à economia. O Boletim Focus, pesquisa com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central (BC), indicou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) fechará o ano em 1,45%. A previsão deve baixar no próximo boletim, a ser divulgado nesta segunda-feira (20).

Outro alerta foi dado pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, que funciona como uma prévia do PIB. Famoso por antecipar tendências da economia, o indicador fechou o primeiro trimestre com queda de 0,68% em dados dessazonalizados (que desconsideram as oscilações típicas de determinadas épocas do ano).

A desaceleração da economia reduz a arrecadação de tributos, impactando a receita do governo. A queda de receita deve ser parcialmente neutralizada pela alta no preço internacional do petróleo, que está no maior nível em sete meses. Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento na última terça-feira (14), o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, confirmou que o próximo relatório terá bloqueios adicionais de verbas.

No fim de março, a Secretaria Especial de Fazenda tinha anunciado o contingenciamento de quase R$ 30 bilhões do Orçamento. De lá para cá, o volume total bloqueado não foi alterado, mas o governo fez remanejamentos que retiraram recursos da educação e desencadearam uma onda de protestos na última quarta-feira (15) pela manutenção das verbas.

Pela lei, somente despesas discricionárias (não obrigatórias) podem ser contingenciadas. O volume de contingenciamento, no entanto, pode ser parcialmente reduzido se a equipe econômica reestimar reduções de gastos obrigatórios, geralmente reservas para cumprimento de decisões judiciais ou de gastos com o funcionalismo. (Com informações da Agência Brasil)

Comitiva de Rui está na China para tratar sobre investimentos do projeto Fiol

Domingos Matos, 15/05/2019 | 10:31

O governador da Bahia, Rui Costa e a comitiva baiana formada de secretários estão em Pequim, na China desde segunda-feira (13) para tratar sobre grandes investimentos para o Estado. A missão baiana em terras chinesas continuou na terça-feira (14), com dois encontros com empresas interessadas no projeto da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol) e na ponte Salvador-Itaparica. Os compromissos no país asiático seguem até a próxima quarta-feira (15), na cidade de Shenzen.

Na segunda-feira (13), Rui assinou um memorando de entendimento entre o Governo e a empresa chinesa Easteel, que pretende investir U$ 7 bilhões na implantação de um projeto de desenvolvimento integrado que deve gerar mais de 30 mil empregos diretos na Bahia. "Vamos trabalhar de forma firme, dedicada e determinada para que esse projeto marque a história da economia baiana e das relações do Brasil com a China", disse o governador.

Fazem parte do projeto, a construção de um parque industrial integrado, composto por siderúrgica, usina de energia e diversas unidades fabris, uma fábrica de cimento capaz de produzir anualmente 5 milhões de toneladas. Compõem o planejamento, a revitalização do Porto de Aratu, com aplicação de sua capacidade de movimentação, e a construção de uma cidade inteligente nas proximidades do parque industrial, para trabalhadores da empresa e seus familiares.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre fez um destaque na última semana sobre a missão internacional do governador, que começou em Washington, na capital norte-americana. “Teremos, em breve, a instalação da empresa Forever Oceans, ou seja, um investimento de sessenta milhões de dólares na criação de peixes na costa de Ilhéus. Já a Fiol é um grande sonho para os ilheenses. Não tenho dúvidas que o crescimento regional passará pelos trilhos do desenvolvimento ”, salientou.

A Fiol - A Ferrovia de Integração Oeste-Leste tem extensão de 1.527 quilômetros, entre Ilhéus e Figueirópolis (TO). O objetivo do empreendimento é especificamente viabilizar o escoamento da produção de minério de ferro produzido na região. Importante corredor de escoamento de minério do sul do estado da Bahia (Caetité e Tanhaçu) e de grãos do oeste baiano, indo ao encontro do objetivo de integração das malhas ferroviárias e melhora das condições logísticas do país.

 

Toma posse o novo secretário de Meio Ambiente de Itacaré

Domingos Matos, 07/05/2019 | 14:32

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, deu posse na manhã desta terça-feira (07) ao novo secretário municipal de Meio Ambiente, o jornalista, mestre em Meio Ambiente e escritor Marcos Luedy, que ocupa o cargo com a missão de dinamizar ainda mais as ações do setor e elaborar projetos que possam construir um município cada vez mais sustentável. O ex-secretário, Paulo Baracho, que há cerca de dois anos ocupava a função, passará a exercer o cargo de Chefe de Gabinete, mas estará contribuindo com a sua experiência juntos com os projetos e ações da Secretaria de Meio Ambiente.

Durante o ato de posse o prefeito Antônio de Anízio falou da necessidade da renovação na administração municipal para que novos projetos sejam implementados e desenvolvidos e que novas idéias possam surgir sempre para colaborar com o crescimento e o desenvolvimento da cidade. Agradeceu ao empenho e dedicação do ex-secretário Paulo Baracho e falou dos desafios que o novo secretário terá pela frente, de não somente elaborar mais projetos nesse setor, como também trabalhar de forma integrada com as demais secretarias, como também ao lado de associações, órgãos e entidades ambientais que já atual na cidade.

Paulo Baracho destacou algumas das ações que desenvolveu junto com sua equipe e se colocou à disposição para continuar contribuindo com as ações ambientais. Já o novo secretário Marcos Luedy assumiu o cargo anunciando novos projetos, ações e mudanças que serão implementadas a curto, médio e longos prazos. Também destacou a necessidade de trabalhar de forma integrada com as demais pastas da administração municipal e dar continuidade a ações e projetos que já estão sendo desenvolvidos. E logo após a posse já se reuniu com a equipe de trabalho para traçar as ações e metas e ampliar o horário de atendimento ao público. Também já agendou encontros e reuniões com secretários e entidades ambientais.

José Marcos Luedy de Oliveira é bacharel em Comunicação e mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), cursou de Letras Vernáculas pela UESC, possui Técnico em Agropecuária pela Escola Média de Agricultura da Região Cacaueira (EMARC) e Curso de Educação Ambiental pela Universidade de Brasília. Antes da nomeação ocupava o cargo de Diretor de Projetos da Prefeitura de Itacaré.

A solenidade de posse contou com a presença do vice-prefeito Genilson Souza, secretários municipais e diretores de diversas secretarias, do comandante da 72ª CIPM, Major Hossanah Rocha, representantes do gabinete do deputado estadual Rosemberg Pinto, diretores de órgãos, entidades e associações como a Amurc, Bahiater, Recicla Itacaré, Associação de Surf de Itacaré, Sindicato de Hospedagem e Alimentação e também de conselhos municipais.

 

Inadimplência atinge 63 milhões de consumidores em março, aponta Serasa

Domingos Matos, 25/04/2019 | 10:33
Editado em 25/04/2019 | 16:12

São Paulo – O número de consumidores inadimplentes no Brasil chegou a 63 milhões em março de 2019 e registrou recorde desde 2016, quando teve início a série histórica. Isto significa que 40,3% da população adulta do país está com dívidas atrasadas e negativadas. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior (61,0 milhões), o aumento foi de 3,2%, ou seja, dois milhões a mais de pessoas. Na relação março x fevereiro 2018, a alta foi de 1,2%.

“O aumento do desemprego e o repique da inflação nos primeiros meses do ano resultaram em perdas da renda do consumidor, que impacta diretamente na inadimplência. Também a concentração de compromissos financeiros típicos de início de ano (IPTU, IPVA, material escolar etc.) pressionaram o orçamento da população. O recorde de pessoas com dívidas atrasadas em março mostra um patamar elevado e traz prejuízos ao crescimento da economia. Por isso, cresce a importância de ações que ajudem a mudar este cenário, como o recém aprovado Cadastro Positivo, o qual contribui para a prevenção do descontrole financeiro e para o combate ao superendividamento”, diz o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Inadimplência dos idosos apresenta a maior alta

Por faixa etária, a inadimplência é maior nas pessoas de 36 a 40 anos (48,5% delas estão inadimplentes), mas os idosos (consumidores com mais de 61 anos) apresentaram a maior alta (1,9 p.p.) em março de 2019, na comparação com o mesmo mês do ano anterior: 38,8% deles estavam inadimplentes e março/19. Já as faixas de 26 a 35 anos e de 31 a 35 anos apresentaram ligeira queda na mesma relação. 

Dívidas atrasadas com telefonia têm o maior crescimento

Mesmo com a maior representatividade de bancos e cartões (28,1% dos registros de inadimplência são provenientes deste segmento), as dívidas não pagas e negativadas no segmento de telefonia tiveram o maior crescimento (1,6 p.p.) em março de 2019, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, representando agora 13,2% do total. 

Número de matrículas em Educação Profissional bate o recorde na Bahia

Domingos Matos, 20/02/2019 | 13:09

A qualificação profissional e o desenvolvimento de um novo ofício podem transformar realidades de muitos jovens e muitas famílias da Bahia. E é exatamente essa a proposta da Educação Profissional e Tecnológica (EPTEC), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, que vem ganhando cada vez mais força no Estado. Prova disso é o salto de 42% no número de matrículas, que subiu de 67.155 em 2014 para 98.814 em 2018 – sendo 94.974 regulares, 1765 para o Mediotec e 2075 para o ProJovem, programas federais que aproximam o jovem do mercado de trabalho. 

O movimento continua ascendente e a expectativa é ultrapassar a marca de 110 mil matrículas neste semestre, com a oferta de 8 mil vagas para os cursos de Formação Inicial e Continuada, previstos para terem início em abril. O crescimento contínuo permitiu à Bahia passar na frente do Paraná no ranking de redes estaduais do Brasil – saindo de 5º para 4ª lugar.  Quando o assunto é número de oferta de vagas para Educação Profissional e Tecnológica, a Bahia só fica atrás de São Paulo.

A proposta é ofertar cursos que atendam demandas locais e contribuam para que o jovem estudante já conclua o curso com chances reais de empregabilidade. Quem explica é Durval Libânio, Superintendente da Educação Profissional, que reforça a importância da Educação Profissional e Tecnológica no Estado da Bahia ser contextualizada com as potencialidades e características econômicas, socioculturais e ambientais de cada território, valorizando as vocações regionais e dialogando com meios produtivos baianos, estimulando o desenvolvimento sustentável e o empreendedorismo. “Os números atestam o compromisso do estado da Bahia com a Educação e com a profissionalização dos nossos jovens, contribuindo para a construção de um futuro de possibilidades para essas gerações e promovendo impactos reais em suas comunidades, nos locais onde vivem”,  frisa.

Assaí de Ilhéus: com obras aceleradas, empresários preveem entrega para junho

Domingos Matos, 18/02/2019 | 07:04

O Assaí Atacadista, empresa do Grupo Pão de Açúcar (GPA), uma das maiores redes de atacado de autosserviço do Brasil, está investindo R$ 40 milhões em sua primeira unidade no Sul da Bahia para gerar 300 empregos diretos e 150 indiretos ao Ilhéus. Na manhã da última sexta-feira (15), o prefeito Mário Alexandre visitou o canteiro de obras na zona sul da cidade, acompanhado de comitiva formada por secretários, vereadores e representantes do comércio local. Os executivos do empreendimento confirmaram entrega para o fim do semestre.

O prefeito Mário Alexandre classificou a chegada do hipermercado “um sonho” que em breve vai se tornar realidade. “Bem localizado, o empreendimento está com as obras a todo o vapor e, depois de pronto, aumento do emprego para nossa cidade. O grupo constantemente procura centros importantes para expansão de sua rede, e, felizmente, viram em Ilhéus, a oportunidade de investir, abrindo as portas da cidade para atração de outros negócios”.

Representantes do comércio ilheense elogiaram os avanços das obras do novo atacadista. “Estamos satisfeitos com os resultados. O empreendimento está localizado numa das áreas que mais cresce na cidade, que é a zona sul”, destaca Clóvis Junior, presidente da CDL. Já o secretário de Indústria e Comércio, Paulo Sérgio comemora os avanços. Segundo ele, “a população irá contar com um dos mais importantes equipamentos de compras e autosserviços do país”.

Mais empregos – O presidente da Associação Comercial de Ilhéus, Libério Menezes lembrou a luta do prefeito Mário Alexandre para atrair o empreendimento. “Isso mostrou que, quando se há interesse em trabalhar em prol do desenvolvimento da cidade as coisas acontecem”. Rafael Pereira representou o Sindicato do Comércio. Para ele, “o município ansiava por estes empregos, afinal, são pais e mães de família que vão garantir o sustento de suas famílias, e é claro que o comércio lucra com isso”, manifestou.

Já o vereador Ivo Evangelista avaliou positivamente o acontecimento. O representante do Poder Legislativo ilheense, ressaltou que iniciativas como esta ajudam a desenvolver economicamente o município. “Aqui está o ponta pé inicial para o ano 2019. Os esforços do prefeito e sua equipe fizeram jus ao trabalho e os resultados estão acontecendo. Um empreendimento com mais de oi mil metros de loja, estacionamento, empregos para alavancar de vez a economia da nossa cidade”.

Crescimento – O Assaí é um dos principais atacados do país e tem registrado um crescimento significativo nos últimos anos. No primeiro semestre de 2018, a rede já cresceu 25%, mantendo o ritmo, e repetiu o desempenho no terceiro trimestre, com um avanço de 25,5%. O crescimento do Assaí pode ser explicado a partir de alguns fatores. Um deles é a assertividade do negócio e a adequação aos diversos públicos que frequentam as lojas, sejam eles consumidores finais em busca de economia, sejam empreendedores que buscam preço baixo para fazer girar o seu negócio de forma viável.

Também fizeram parte da comitiva, os vereadores Pastor Matos, Ery Bar, além de representantes das entidades do comércio de Ilhéus, secretários e agentes de governo municipal.   

 

Hospital Calixto Midlej Filho empossa nova diretora técnica

Domingos Matos, 11/02/2019 | 10:11

O Hospital Calixto Midlej Filho, integrante do Complexo Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, tem uma nova diretora técnica, a médica Lívia Mendes.O ato de nomeação foi assinado na última quinta-feira (7), pelo Provedor Eric Ettinger Júnior, Atualmente, a médica Lívia Mendes atua como coordenadora do Pronto Atendimento do Hospital Calixto Midlej Filho. Ela é a primeira mulher na referida unidade a ocupar o cargo de diretora técnica. 

A médica assume todas as prerrogativas pertinentes ao desempenho da função do cargo que forem definidas pelos Conselhos Federal e Regional de Medicina, além de outras atribuições que lhe foram outorgadas pela nomeação, como participar do processo de formulação das metas e dos objetivos organizacionais do Hospital.

A nova diretora, ainda deverá definir o planejamento, as diretrizes, as estratégias e as táticas para atingir as metas. Entre as suas atribuições está estabelecer o planejamento do hospital como um conjunto de sistemas e subsistemas devidamente inter-relacionados. “ Espero continuar o trabalho que Tarcyo já vinha realizando de reestruturação dos processos internos e ampliação dos serviços prestados, com foco nas ações para Segurança do Paciente, que diz respeito a Acreditação da ONA 1”, assegurou Lívia. 

“Após quase 06 anos na Coordenação do Pronto Atendimento do Calixto, onde fiz muitos amigos e pude crescer profissionalmente com o apoio de toda equipe administrativa e assistencial, recebi o convite para esse cargo de tamanha responsabilidade, mas que aceitei disposta a enfrentar as intempéries e contribuir para a melhoria e crescimento da nossa Instituição. Espero contar com o apoio de todos os colaboradores, para juntos, desenvolvermos um bom trabalho”, disse a médica.

Currículo

Soteropolitana, formada pela UFBA em 2007, trabalhou como médica de saúde da família e emergencista por 02 anos em São Sebastião do Passé, terra natal da sua mãe, há cerca de 60 km da capital.

Ingressou na Residência de Cirurgia Geral do HBLEM em 2009, no mesmo ano iniciou o como emergencista no Hospital São Lucas e Calixto Midlej. Desde 2011, atua como cirurgiã do HBLEM e é preceptora da Residência de Cirurgia Geral.

Em 2013, assumiu a Coordenação do Pronto Atendimento do Calixto e pouco tempo depois, também assumiu a Coordenação do São Lucas. Em 2015, exerceu o cargo de Diretora do São Lucas, por pouco mais de 01 ano.

 

Rui Costa empossa secretários estaduais

Domingos Matos, 08/02/2019 | 16:32

O governador Rui Costa empossou parte do secretariado estadual na tarde de quinta-feira (7), em evento realizado no auditório da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Na ocasião, ele também anunciou o nome do novo secretário de Desenvolvimento Urbano, Sérgio Brito. 

"É uma equipe com perfil técnico, mas também com conceito político, que possa acelerar os investimentos e manter a Bahia nesse ritmo de crescimento. O que nós queremos é que a Bahia continue superando as dificuldades nacionais e conseguindo ser exceção à regra no país inteiro. Nós estamos, com muito trabalho, conseguindo superar e vencer as adversidades, mantendo a Bahia no equilíbrio fiscal e financeiro, sem deixar de fazer os investimentos", disse Rui. 

Tomaram posse os novos secretários do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira; de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Leonardo Goes; do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães; do Turismo, Fausto Franco; e da Agricultura, Lucas Costa. 

Nos dias 29 de janeiro e 5 de fevereiro, o governador já havia anunciado a permanência dos secretários Manoel Vitório (Fazenda), Edelvino Góes (Administração), Nestor Duarte (Administração Penitenciária), André Curvello (Comunicação Social), Bruno Dauster (Casa Civil), Maurício Barbosa (Segurança Pública), Fábio Vilas-Boas (Saúde) e Marcus Cavalcanti (Infraestrutura). 

As secretárias Arany Santana, Julieta Palmeira e Fabya Reis também seguem titulares das pastas de Cultura, Políticas para as Mulheres e Promoção da Igualdade Racial, respectivamente. Já o vice-governador João Leão tomou posse como secretário de Desenvolvimento Econômico. O ex-secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, assumiu a Educação no lugar de Walter Pinheiro, que agora comanda a Secretaria do Planejamento (Seplan). 

 

Estado e município dialogam sobre projeto de recuperação de áreas degradadas em Ilhéus

Domingos Matos, 01/02/2019 | 08:02

Com o objetivo de promover a restauração florestal na região sul da Bahia, o Governo do Estado, por intermédio da Diretoria de Unidades de Conservação da Bahia (Diruc), Núcleo de Restauração e os gestores de Unidades de Conservação (UC), reuniu em Ilhéus os principais articuladores do setor municipal para identificar áreas degradadas nas unidades APA Lagoa Encantada, Rio Almada e Parque Estadual Ponta da Tulha. Em seguida, foram a campo para reconhecimento e inclusão das áreas no projeto de restauração.

Segundo a Diruc, essa atividade é oriunda da condicionante que autoriza a supressão de vegetação no Bioma Mata Atlântica, realizada pelo Governo Federal. A superintendente municipal do Meio Ambiente, Joélia Sampaio, salienta que esse foi um passo importante no avanço das estratégias. “Dependendo do grau em que essas áreas foram afetadas, é possível empregar diversas técnicas de recuperação que possibilitam sua regeneração. Na Bacia do Iguape, são cerca de 170 hectares a serem recuperados. Com o cumprimento da condicionante, existe a possibilidade de recuperar cem desses hectares”, informa Joélia.

Bacia Hidrográfica do Iguape – Localizada na zona norte de Ilhéus, esta bacia é responsável pelo abastecimento de água de quase 70 por cento da população. Estudos apontam que o uso irregular da água, crescimento urbano desordenado e a construção de barragens sem as devidas autorizações são os principais agravantes. Em julho último, o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema) aprovou, por unanimidade, o projeto de recuperação da bacia.

Conforme a Superintendência do Meio Ambiente, o município de Ilhéus encaminhará, até meados de fevereiro, um levantamento detalhado das áreas degradadas. O Projeto de Restauração abrange os municípios de Almadina, Ilhéus, Uruçuca e Itacaré, contemplando as UCs, APA Itacaré/Serra Grande e o Parque Estadual Serra do Conduru.

Degradação e recuperação – As áreas degradadas são aquelas que contam com ecossistemas danificados, transformados ou inteiramente destruídos pela ação humana. O dever de recuperá-las está previsto na Constituição Federal. A recuperação de uma área degradada tem por objetivo permitir que o espaço danificado volte a contar com recursos bióticos e abióticos suficientes para manter o equilíbrio.

Participaram do encontro a coordenadora Amanda Silva e os analistas Agatha Barreto e Pedro Cardoso. Também, o gestor do Parque Estadual da Ponta da Tulha, André Nascimento; a gestora da APA Itacaré-Serra Grande, Érica Campos, além do representante da empresa de Conservação e Sustentabilidade - Florar, Volney Fernandes.

 

Bahia inaugura laboratório de certificação de placas fotovoltaicas

Domingos Matos, 30/01/2019 | 14:20

Estado que ocupa a primeira colocação no ranking de geração de energia solar, a Bahia passou a contar com um Laboratório de Certificação de Placas Fotovoltaicas (Labsolar), na manhã de terça-feira (29). Primeiro do tipo a ser instalado no eixo Norte/Nordeste, o equipamento fica nas dependências do Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, e recebeu R$4 milhões em investimentos. 

"Estudos que fizemos apontam que a Bahia tem o potencial de produzir, em energia fotovoltaica, o equivalente a mais da metade de toda a geração de energia de todas as fontes que o Brasil possui, atualmente. Precisamos agregar atores a essa cadeia produtiva e essa entrega de hoje é um bom exemplo disso", destaca o titular da Secretaria de Infraestrutura de Transporte, Energia e Comunicação do Estado (Seinfra).

Resultado dos esforços conjuntos da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), que cedeu o espaço; da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba), que aplicou os recursos; e da Universidade Federal da Bahia (Ufba), que entrou com o capital intelectual e fará a coordenação do espaço; o Labsolar é uma estrutura que permite a verificação e qualificação de placas e células fotovoltaicas, por meio de testes climáticos, mecânicos e elétricos, bem como calibração de sensores e testes de luz. 

Trata-se, portanto, de um potente instrumento de desenvolvimento do setor de energias renováveis, no território estadual e em todo o Nordeste, região que detém os maiores níveis de radiação solar do país. "A Bahia é destaque na geração de energias limpas, tendo a solar registrado constante crescimento, e o Labsolar vem para arrematar isso e fortalecer ainda mais o estado como potência na área", avalia o gestor da Secti, Rodrigo Hita.

De acordo com o gerente do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Coelba, José Antônio Brito, "a ideia de investir em iniciativas como o Labsolar está relacionada à política da empresa de apoiar ações que preservem o meio ambiente e contribuam para a inserção da fonte de energia renovável na matriz energética nacional". 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.