Anúncio
Thiago e Pelegrino fazem plenária para avaliação de dobradinha em Salvador

thiago e pelegrinoO candidato a deputado estadual Thiago Simões (PSL) e o deputado federal Nelson Pelegrino (PT), que concorre à reeleição, realizaram, na noite desse sábado (27), uma reunião plenária com centenas de lideranças em Salvador. A intenção foi avaliar a dobradinha que os une na Capital e traçar estratégias para a reta final da campanha. A união foi costurada pelo ex-vereador Dr Giovanni, liderança no Subúrbio.

A dobradinha, que tem maior ênfase nos bairros do Subúrbio Ferroviário (Periperi, Plataforma e Ribeira) e em Cajazeiras foi o tema da noite. De acordo com Thiago Simões, as parcerias que firmou em todo estado mostram a credibilidade de sua candidatura. “Isso se reflete também nessa dobradinha com um deputado como Pelegrino”.

O candidato reafirma seu discurso municipalista, mas lembra que as comunidades de Salvador têm demandas parecidas com as de muitos muicípios. “Nosso objetivo é fortalecer os municípios, plenária thiagode forma que isso impacte a vida das pessoas. Em Salvador, a parceria com Pelegrino, que tem grande atuação nessas comunidades, vai ser de suma importância para ajudar a suprir os diversos anseios dessas localidades”.

Pelegrino é um dos principais parlamentares da Bahia, foi eleito com cerca de 202 mil votos em 2010 e deve se reeleger entre os mais votados do estado. “Recomendo e voto em Thiago por conhecer a sua história, seu sonho, sua vontade de ajudar”, afirmou Nelson Pelegrino, que lembrou ter sido colega de Geraldo Simões – pai de Thiago – na Assembleia Legislativa (1990), “no auge da tirania carlista”.

Você não me avisou, amor! - ou: Como bugar o jornalismo padrão Globo

Presidente do PSB dispara: Marina está fazendo concessões demais

roberto amaralPSB rechaça a letra “D” em seu nome

(Do boletim Relatório Reservado. Veja a íntegra aqui)

Ontem, logo após deixar a poltrona 7C do voo 1025 da Gol, que o levou do Rio a São Paulo, o presidente do PSB, Roberto Amaral, demonstrava visível ansiedade. Ao desembarcar no Aeroporto de Congonhas, Amaral tam borilava seus dedos agitadamente sobre o livro “Socialismo e Democracia”.

Mais inquieto ainda ficou com a aproximação do Relatório Reservado. A primeira pergunta alvejou-o de chofre: “Dr. Roberto, o senhor leu a entrevista do economista Eduardo Giannetti ao Valor Econômico, na qual ele chama a atenção para a convergência entre as propostas de Marina Silva e de Aécio Neves? A resposta veio de pronto: “Não li. Ainda bem”. 

O RR insistiu: “Mas o que o senhor acha dessa aproximação da campanha de Marina com o partido que representa o liberalismo, os interesses financeiros e o conservadorismo?” Amaral franziu o cenho e decretou: “Um tiro no pé. A Marina está fazendo concessões demais”. Ou seja: rechaçou explicitamente a letra "D" que as circunstâncias insistem em enfiar no meio da sigla do PSB.

O RR avançou: “Então, o senhor acha que tem gente dando entrevista mais do que deveria?”. O presidente do PSB não titubeou diante da provocação: “Acho que sim! E me lembro das minhas conversas com o Lula, quando ele dizia que alguns aliados não podiam nem abrir a geladeira. Eles viam aquela luzinha, achavam que era televisão e logo queriam dar uma entrevista”.

Antes das despedidas, uma última pergunta: “Dr. Roberto, o senhor não acha que o debate eleitoral está muito voltado para questões que passam ao largo da população, tais como política fiscal, política monetária, Banco Central autônomo?”. Mais uma vez, Amaral nem esperou a bola quicar: “Só cem pessoas no país sabem do que está sendo dito nesses assuntos. Para a maioria dos eleitores, Banco Central independente e Banco do Brasil independente são a mesma coisa”.

E lá se foi Roberto Amaral pelo terminal de desembarque, carregando o "Socialismo e Democracia". Sempre na mão esquerda.

Rui oficializa pedido de investigações para denuncias de ex-presidente de ONG

ruiRui Costa requereu da Polícia Federal e Ministério Público abertura de investigação e Ação Penal para as denuncias feitas por Dalva Sele Paiva, publicadas pela revista Veja. Em requerimentos - protocolados nessa quarta-feira (23) -, endereçados ao Superintendente Regional da PF/Bahia, Cesar Augusto Toselli e ao procurador geral de Justiça da Bahia, Márcio José Cordeiro Fahel, pediu que a ex-presidente do Instituto Brasil seja chamada a prestar esclarecimentos e apresentar provas das acusações contra ele.

O candidato ao governo pela Coligação Pra Bahia Mudar Mais disse que no processo destinado a apurar suposto desvio de recursos de contrato para construção de casas populares não há qualquer citação do nome dele como beneficiário. Rui é taxativo ao afirmar que as denuncias são caluniosas, com interesse apenas de imputar-lhe fato ofensivo, com finalidade eleitoral negativa. “Essa senhora deve ser trazida de volta ao Brasil para apresentar provas das acusações levianas que fez”, disse.

Dalva Sele Paiva viajou para a Espanha antes que as denuncias fossem publicadas pela revista. A previsão de retorno ao Brasil é somente para depois das eleições de outubro. “A revista publicou acusações graves sem que nenhuma prova documental fosse apresentada. Isso não pode ficar assim. É preciso que tudo seja investigado, urgentemente”, frisou.

“A oposição contratou pessoas para mentir e me caluniar. Já passei por muita coisa nessa vida. Sempre segui os ensinamentos dos meus pais: pobre não pode perder a honestidade e vergonha na cara”, afirmou. “Se acham que essas mentiras vão me desanimar, estão enganados. Vou ser governador da Bahia e, ao final do meu mandato, vou olhar para meus três filhos e dizer que eles podem se orgulhar do pai que têm. Sou um homem de bem. Meu nome não pode ser enlameado de forma tão irresponsável. Quero que tudo seja apurado e os responsáveis punidos”.

Dia Mundial do Turismo é comemorado com educação em Canavieiras

canavieirasSob o tema “Turismo e Desenvolvimento Comunitário”, será comemorado em 27 de setembro o Dia Mundial do Turismo, promovido pela Organização Mundial do Turismo (OMT). Consciente da relevância social e econômica do turismo para Canavieiras, o prefeito Almir Melo acatou o projeto do secretário do Turismo e Esportes, Fernando Volpi, de comemorar a data com uma programação de cunho eminentemente educativa e cultural, no sentido de conscientizar a comunidade para o valor do turismo na vida do município.

Segundo Fernando Volpi, a Organização Mundial do Turismo defende que o turismo deve ser uma atividade que beneficie as comunidades de destino, ao enfatizar que a população local será parte atuante das atividades turísticas e compartilhará os benefícios econômicos, sociais e culturais, em particular no que diz respeito à criação direta e indireta de emprego”. Ainda, segundo Volpi, o gestor deve se preocupar em instaurar uma relação de reciprocidade, que resulte em mútuo enriquecimento.

Especialistas em turismo no mundo inteiro definem a atividade como um motor fundamental para o avanço econômico, principalmente se considerarmos sua importante contribuição no PIB, de 3% a 5% a nível mundial, e para o emprego,  de 7% a 8%. No caso específico de Canavieiras, esse percentual tende a ser expressivamente mais alto, se toda cidade e principalmente os segmentos diretamente envolvidos com o canavieirasturismo se convencerem de que têm diante de si grandes possibilidades e de opções viáveis e sustentáveis para promover a cidade como destino turístico e assim reduzir o nível de pobreza ao promover a geração do emprego ‘criativo’ e diversificado.

Fernando Volpi insiste que o protagonista do desenvolvimento turístico de Canavieiras é a própria comunidade. Essa conscientização será a principal atividade na grade de comemorações do Dia Mundial do Turismo em Canavieiras,  com participação de todas as secretarias, com ênfase para a da Educação, cujas coordenadoras exibirão para os alunos um DVD revelando os atrativos turísticos da cidade e complementarão com palestras motivacionais para a criação de um consensual conceito de cuidar bem da cidade e mantê-la digna se receber turistas do mundo todo.

“Não precisamos de programas mirabolantes para comemorar o Dia Mundial do Turismo”, dispara o Secretário Volpi, ao esclarecer que o caráter educativo da campanha tem como objetivo convencer alunos e suas famílias de que são agentes de fundamental importância para o crescimento de Canavieiras como destino turístico. Para ele trata-se de propiciar um encontro da comunidade com ela mesma enquanto receptora, e a partir daí promover um turismo que se desenvolva em harmonia com seus valores preservados, com o meio ambiente,  com as suas formas culturais e tradicionais, com o seu patrimônio.

Governo de Paulo Souto foi marcado por assassinatos de jornalistas
manuel lealManuel Leal, do jornal A Região, foi assassinado na porta de casa em 1998
ronaldo
A violência tem sido um dos temas mais explorados na campanha do DEM nas eleições baianas. Violência é algo que os profissionais de comunicação sentiram na pele durante os governos de Paulo Souto e ACM na década de 90. “Foi um período sombrio para os jornalistas e radialistas da Bahia”, lembra o vice-presidente da Associação Baiana de Imprensa, Ernesto Marques.

Na Bahia, onze profissionais de imprensa foram assassinados em dez anos, a maioria deles em crimes de mando, ligados ao exercício da profissão e quando faziam denuncias de corrupção  envolvendo políticos ligados ao carlismo.

Os casos mais notórios de assassinatos de profissionais de imprensa envolveram os radialistas Ivan Rocha, em Teixeira de Freitas, Ronaldo Santana, em Eunápolis, e o jornalista Manuel Leal, diretor do jornal A Região, em Itabuna. ”O corpo de Ivan Rocha não foi encontrado até hoje e nos casos de  Ronaldo Santana e Manuel Leal investigações mal feitas impediram que se chegassem aos mandantes, porque a regra era a impunidade”, diz Ernesto Marques.

Entidades como o Comitê de Proteção aos Jornalistas (EUA), Sociedade Interamericana de Imprensa (EUA) e Repórteres Sem Fronteiras (França) cobraram oficialmente a apuração dos crimes, mas o governo carlista ignorou os pedidos. “A liberdade de expressão inexistia e quem se atrevia a denunciar sofria ameaças e em alguns casos pagava com a vida. Não podemos retroceder diante dos avanços que conquistamos  com Wagner. Hoje a Bahia tem uma imprensa livre e o direito de opinião é respeitado”, afirma Ernesto Marques.
Governo da Bahia obtém licença para construir Porto Sul
porto sulCom a Licença de Instalação (LI) em mãos, o Governo da Bahia dá início ao processo de construção do Porto Sul, empreendimento de R$ 5,6 bilhões, localizado no município de Ilhéus. A LI foi publicada pelo Ibama nesta segunda-feira (22), um marco histórico o estado.Em associação à Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), o Porto Sul formará um dos mais modernos complexos logísticos do país. A previsão é que a construção completa dure até cinco anos, iniciando, em primeira fase, com o processo de desapropriação, reassentamento e instalação de canteiros em terra.

O coordenador executivo de Infraestrutura e Logística da Casa Civil estadual, Eracy Lafuente, explica que “a partir de agora ocorrerão os trabalhos de execução ambiental, fruto dos 38 programas básicos entregues ao Ibama”. “São etapas importantes de resgate de fauna e flora, antes da supressão de vegetação, que reforçam o rigor técnico para dar viabilidade ambiental, além de condução transparente do projeto do Porto Sul”, disse.

O governador Jaques Wagner diz ver com naturalidade o anúncio da Licença de Implantação do Porto Sul. “Uma obra de tal magnitude enseja grandes análises e discussões que não podem ser concluídas do dia para a noite. O Porto Sul, juntamente com a ferrovia Oeste-Leste, é a materialização do pensamento estratégico que prepara a Bahia para as próximas décadas, e será construído sob as mais modernas diretrizes de sustentabilidade social e ambiental”, afirmou Wagner.

No programa também estão incluídos a melhoria na infraestrutura das comunidades no entorno, reorientação das atividades do turismo na região e capacitação de mão de obra, que será absorvida pelo empreendimento.  Na sua construção, o Porto Sul vai gerar 2 mil empregos diretos.

PT e todos os citados vão acionar Justiça contra denúncia

O presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, afirmou que o partido e todos os que foram citados na reportagem da Revista Veja, envolvendo o Instituto Brasil, vão entrar na Justiça, para acionar criminalmente tanto a publicação da Editora Abril quanto a dirigente do instituto que assumiu a denúncia “e vamos exigir que eles provem o que está escrito, pois temos absoluta certeza de que tudo não passa de um monte de mentiras, dito por uma pessoa movida pela raiva justamente porque não encontrou, dentro do governo da Bahia nem do PT, quem se dispusesse a encobrir as irregularidades que cometeu”.

O dirigente petista lamenta que a Revista Veja, “mais uma vez se preste a fazer este jogo sujo eleitoral, cuja origem todos sabemos que está nos nossos adversários, já temerosos do crescimento de Rui e da derrota que o povo baiano vai lhes inflingir em 5 de outubro”.

“Nós vamos exigir que a Justiça apure tudo muito claramente e, como já disse o governador Jaques Wagner, que todos os responsáveis sejam punidos, inclusive pelas calúnias divulgadas pela revista, que têm como objetivo apenas seu uso na propaganda eleitoral”, destacou Everaldo, para reiterar: “Esta é uma denúncia motivada pelo interesse eleitoreiro e que se aproveita de uma pessoa com fragilidades e com raiva de alguns petistas e do governo por não terem resolvido pendências e irregularidades do contrato do seu instituto”.

Ele observou que a falsidade da denúncia já começa pelo fato de que o repórter da revista deixou de lado a informação de que os primeiros contatos do Instituto Brasil com o governo da Bahia aconteceram durante a gestão do ex-governador Paulo Souto. “Foi Paulo Souto quem trouxe este instituto para o governo, por meio de convênio firmado em 2005 com a Secretaria de Combate à Pobreza”, afirmou o presidente do PT.

E lembrou que o governo Wagner agiu da forma mais transparente e limpa quando decidiu suspender os pagamentos das prestações do contrato firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e o instituto, ao se descobrir, por fiscalização, que havia irregularidades. Desta forma, do valor total do contrato, que era de pouco mais de R$ 17 milhões só foram só foram pagas as duas primeiras das seis prestações previstas. O restante foi bloqueado a partir do momento em que foram constatadas irregularidades na execução do objeto do contrato, que era a construção de casas populares, “e foi isto que deixou a denunciante com raiva”.

“É como eu tenho dito e reafirmado”, explicou o dirigente petista, “nos governos do PT, os problemas não são ignorados, as irregularidades são apuradas e os culpados punidos”. E reiterou sua confiança em Rui Costa e em todos os integrantes do PT citados pela revista. “O processo tem acompanhamento dos órgãos competentes , e os verdadeiros responsáveis deverão ser duramente punidos. Lamento, mais uma vez, que a Veja se preste  de maneira irresponsável , a esse serviço sujo”, declarou Everaldo.

E, voltando a atribuir a denúncia ao “jogo sujo eleitoral”, observou: “Este tipo de denúncia apenas deixa claro o desespero que já toma conta dos adversários, ante o crescimento da candidatura de Rui Costa e de Otto Alencar. Mas nós sabemos perfeitamente de onde isto vem, dos nossos adversários, e o fato de eles terem que recorrer a este expediente apenas reforça nossa confiança na vitória e o nosso ânimo de trabalhar”.

Canavieiras regulariza Conselho de Desenvolvimento Sustentável

almir meloOs técnicos da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Michel Mendes e Diego Silva, estiveram em Canavieiras para auxiliar na regularização do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável (CMDS). Eles foram recebidos pelo prefeito Almir Melo e pelo secretário municipal da Agricultura, João Brasil, e acertaram todos os detalhes sobre as mudanças a serem efetuadas.

A partir de 2015, todos os recursos extraorçamentários destinados aos municípios deverão ter a anuência dos conselhos municipais. Desde o ano passado que o Governo da Reconstrução vem realizando a regularização dessas entidades, que passarão a atuar como órgãos de controle e gestão social, priorizando e adequando as políticas públicas, a partir das demandas estabelecidas.

Programa Produzir – No encontro, os técnicos informaram ao prefeito e ao secretário, que o diretor-executivo da CAR, José Vivaldo Mendonça Filho, teria liberados recursos da ordem de R$ 50 mil, destinados à conclusão da miniusina de leite de Canavieiras. A verba será destinada para que a Associação dos Pequenos Produtores e Vendedores de Leite do Município de Canavieiras possa adquirir e implantar uma câmera fria e concluir a eletrificação da usina (rede de alta-tensão).

Os recursos governamentais para o empreendimento era uma solicitação do prefeito Almir Melo ao governador Jaques Wagner e ao diretor José Vivaldo Mendonça. Os recursos são oriundos do Programa Produzir, que tem como objetivo promover a inclusão socioeconômica da população rural pobre, através da implantação de projetos de infraestrutura e de geração de ocupação e renda, mediante financiamento não reembolsável que contribuam para a redução da pobreza rural e o aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Neste sentido, a CAR vem empreendendo um trabalho junto aos municípios para que os CDMSs sejam reconhecidos como espaços de planejamento, monitoramento e gestão de políticas de desenvolvimento sustentável. Para isso, é necessária a implantação e reestruturação dos conselhos, levando-se em consideração as recomendações contidas nas resoluções CEDRS 07/2011 e 013/2013.

Governo contrata empresa para construção da barragem do Rio Colonia

barragemCom o objetivo de contratar a empresa que irá construir a Barragem do Rio Colônia, no município de Itapé, a 450 quilômetros de Salvador, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), publicou, no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (17), o Aviso de Concorrência Nacional de nº 113/2014.

A obra vai beneficiar mais de 210 mil moradores dos municípios de Itabuna e Itapé, no sul do estado. As propostas serão recebidas no dia 7 de novembro, às 9h, no edifício sede da Embasa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. O edital está disponível neste link. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (71) 33724764 / 4636 ou pelo email plc.esclarecimentos@embasa.ba.gov.br .

Benefícios

Entre os impactos proporcionados com a construção da Barragem do Rio Colônia, destacam-se a melhora e complementação do abastecimento de água na sede do município de Itabuna, além do maior controle das enchentes do Rio Cachoeira que inundam a cidade.

Quando concluída, a obra também deve atender o sistema de abastecimento de água da localidade de Ferradas, pertencente à Itabuna, e perenizar os rios Cachoeira e Colônia a jusante da barragem, o que irá garantir a oferta de água regular e de qualidade ao Sistema de Abastecimento de Água (SAA) do município de Itapé. Além de executar as obras, a empresa contratada será responsável por elaborar o projeto executivo, executar os planos e programas ambientais, e fornecer o material e equipamentos necessários.

A obra chegou a ser iniciada em 2013, mas e empresa vencedora exigiu um aditivo ao  contrato considerado abusivo, que não foi aceito pelo Governo da Bahia, que optou pela contratação de uma nova empresa.

Página 1 de 531
12345678

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player