A Tarde reconhece: Geraldo Simões não está em lista do TCU

Domingos Matos, 28/06/2016 | 15:33
Editado em 28/06/2016 | 15:36

Há duas semanas o jornal A Tarde publicou, em duas editorias  - coluna Tempo Presente (dia 11), e em reportagem de Patrícia França (13) – que o ex-deputado e ex-prefeito Geraldo Simões (PT) estaria impedido de registrar sua candidatura a prefeito nas eleições deste ano, porque estaria inscrito na lista suja do TCU. Não era - e não é - verdadeira a informação, como reconheceu, na edição de hoje, o próprio A Tarde.

Geraldo Simões não é citado na lista encaminhada pelo Tribunal de Contas da União ao Tribunal Superior Eleitoral. Também não possui qualquer condenação que enseje impedimento de disputar cargos eletivos.  Diz o A Tarde que as notas foram produzidas a partir de uma lista em que o nome constava, mas que já não consta mais, e culpa o TCU pelo erro. "A verdade é que não há pendências", resume o próprio Geraldo.

Em um momento em que o mundo político tem sua credibilidade posta em xeque, tais afirmações certamente podem causar prejuízos à imagem de um pré-candidato a prefeito. "Felizmente a verdade veio à tona e o jornal se retratou".

Simões possui reconhecidos serviços prestados em Itabuna como servidor público federal, deputado estadual, prefeito por dois mandatos, secretário estadual da Agricultura e deputado federal por três mandatos entre outros.

Josias Gomes entrega duas viaturas à PM de Paulo Afonso

Domingos Matos, 28/06/2016 | 15:12
Editado em 28/06/2016 | 15:12

Em Paulo Afonso, o secretário Josias Gomes - titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) da Bahia - participou na manhã desta terça-feira (28) da solenidade de entrega de duas viaturas à Polícia Militar (PM).

À noite Josias Gomes participará - à convite do prefeito Anilton Bastos - da inauguração de uma quadra poliesportiva no bairro Jardim Bahia.

Após a inauguração, o secretário irá participar dos festejos de São Pedro na cidade de Santa Brígida, como convidado do prefeito Carlos “Gordo de Raimundo” Clériston Santana Gomes.

Casal desaparecido em Floresta Azul foi assassinado; tio do rapaz foi preso

Domingos Matos, 28/06/2016 | 10:51
Editado em 28/06/2016 | 11:01

Foram encontrados agora há pouco os corpos do jovem casal Isabela Regis (18 anos) e Edson "Jipe", moradores de Floresta Azul. Segundo as primeiras informações, os corpos foram encontrados enterrados no quintal de uma residência naquela cidade. Um tio do rapaz, identificado inicialmente por "Ricardo" acabou preso, suspeito da morte dos dois. Ele estava ajudando nas buscas.

A última vez que amigos em que foram vistos foi na madrugada de quinta para sexta-feira (23 para a 24 de junho), na praça do Jardim Encantado, no centro da cidade. Isabela estava em companhia do namorado.  Segundo amigos o casal foi visto por volta das 4h30min, na agência de ônibus da cidade.

Ao lado, a foto retrata, possivelmente, a última imagem em vida do casal, na noite de São João. Ainda hoje, mais informações.

 

Quadrilha Travação reúne mais de 400 pessoas em noite junina

Domingos Matos, 27/06/2016 | 15:03

Com proporções gigantescas de público e dançando passos conhecidos das quadrilhas tradicionais do Nordeste, a Quadrilha Travação mais uma vez mostrou porque se firmou como um dos maiores e mais tradicionais eventos juninos de Canavieiras. Com a participação de mais de 400 pessoas, a homenageada este ano foi a própria Quadrilha Travação, que completou 20 anos de fundação. A apresentação teve como tema “Travação que vai no trá”, em referência ao hit do carnaval baiano de 2016, “Paredão Metralhadora”.

As atividades foram iniciadas com os ensaios, segunda-feira (20), terça-feira (21) e quarta- feira (22), às 19 horas –, em frente ao Mc Vita, quando as pessoas se inscrevem para o desfile. As apresentações aconteceram nos dias 23 e 24, com saída da Praça Maçônica, às 20h30min, percorrendo a avenida Octávio Mangabeira (Rua 13), até chegar na praça 25 de Considerada uma das maiores quadrilhas do mundo, a Quadrilha Travação tem como diferencial ser puxada por um trio elétrico.

A organizadora da Quadrilha Travação, a artista musical e educadora Duda Ribeiro explica que a quadrilha é aberta ao público e para participar, basta a pessoa comparecer vestida com trajes juninos e uma doar um quilo de alimento. “Este ano pedimos, também, agasalhos ou cobertores. Como sempre, superamos as expectativas e vamos poder ajudar muita gente”, comentou.

Salvador: Vereador denuncia jogada de ACM Neto com lei pró-empreiteiras

Domingos Matos, 27/06/2016 | 14:55

O Executivo Municipal entregou à Câmara de Vereadores na terça-feira (21) o projeto sobre a nova Lei de Ordenamento da Ocupação do Uso do Solo (LOUOS) que detalha o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) e determina parâmetros para a utilização do solo urbano. São questões que vão desde o recuo das calçadas, e a dimensão das vagas de garagem até as zonas da cidade e a altura (gabarito) dos prédios da Orla.

O vereador Hilton Coelho (PSOL) apresentou sua preocupação para que o projeto não seja votado de forma apressada e sem discussão no Legislativo. “Que não aproveitem as festas juninas e queimem nas fogueiras do autoritarismo os direitos da população. O texto entregue pela administração de ACM Neto está na esteira do projeto privatizante da cidade já desenhado no PDDU, aprovado no último dia 13 e só consolida as diretrizes de abertura para o capital imobiliário”, denuncia.

O legislador destaca que “a nova LOUOS prevê, por exemplo, o aumento do gabarito (altura) dos prédios da Orla Atlântica da Cidade (trecho que inclui as praias da Barra até Stella Maris). O gabarito máximo pula para 75 metros, o equivalente a prédios com cerca de 25 andares. Está é uma mudança que atinge diretamente um dos maiores patrimônios dos soteropolitanos”.

Em relação à questão do sombreamento das praias, Hilton Coelho afirma que “será permitido antes das 9h e após as 15h. Além disso, a verticalização da Orla tem impactos diretos no trânsito, na capacidade da rede de saneamento e na sensação térmica. A previsão para a Orla da Salvador nos próximos anos, portanto, é a formação de ilhas de calor e o despejo de um mar de lama direto na praia”.

Hilton Coelho finaliza afirmando que “se não bastasse essa afronta direta ao meio ambiente e a um dos poucos espaços públicos de lazer dos soteropolitanos, o projeto chega a toque de caixa na Câmara de Vereadores, com a previsão de que possa ser votado ainda nesta quarta-feira (29), quando a cidade ainda se encontra no período dos festejos juninos. O que se avizinha é mais uma demonstração do jeito ACM Neto de fazer política, um verdadeiro trator para impor os interesses das grandes empreiteiras e retirar direitos da maioria da população”.

Nova política: PF diz que corrupção financiou campanha de Campos e Marina

Domingos Matos, 21/06/2016 | 16:07
Editado em 21/06/2016 | 16:08

O esquema criminoso investigado na Operação Turbulência, deflagrada nesta terça-feira (21), pode ter financiado a campanha de reeleição do então governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), em 2010, segundo a Polícia Federal. Também teria envolvimento com a compra do avião Cessna Citation que caiu em Santos (SP), em agosto de 2014, causando a morte do presidenciável.

"O esquema foi utilizado para pagar propina na campanha do governador”, afirmou a delegada federal Andrea Pinho, durante entrevista coletiva no Recife.

A operação teve início com investigações sobre a compra do avião, logo após o acidente que matou Campos e outras seis pessoas, mas chegou a um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado até R$ 600 milhões, segundo a PF. Esse montante seria alimentado por recursos de propinas e usado por firmas de fachada e sócios “laranjas” para fazer a lavagem de dinheiro.

A Polícia Federal investiga, agora, a relação entre essas empresas citadas na Turbulência – que não tiveram os nomes divulgados – e grupos já envolvidos na Operação Lava Jato e em investigações que estão no Supremo Tribunal Federal (STF).

A operação prendeu nesta terça-feira quatro empresários suspeitos de integrar a organização criminosa e se beneficiar dela – João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho, Eduardo Freire Bezerra Leite, Arthur Roberto Lapa Rosal e Apolo Santana Vieira. Todos foram levados para a sede da PF, no Recife.

Para justificar a prisão, a PF faz a relação entre as empresas deles e o avião usado pela comitiva de Eduardo Campos. Mello Filho afirma ser o dono do avião que caiu e causou a morte do ex-governador de Pernambuco durante a campanha presidencial de 2014. A PF verificou o envolvimento de empresas de fachada na compra da aeronave.

Via G1.com

Geraldo vence primeiro debate entre prefeituráveis de Itabuna

Domingos Matos, 18/06/2016 | 12:15

O pré-candidato a prefeito de Itabuna, Geraldo Simões (PT), foi quem apresentou as melhores propostas para administrar Itabuna a partir de 2017. Essa foi a percepção mais comentada nos grupos no WhatsApp, que atualmente pautam o discurso político na cidade. O debate foi promovido pela Rádio Difusora.

Geraldo, que inicialmente não havia sido convidado, teve sua participação garantida por meio de uma decisão da Justiça Eleitoral, pontuou ações que implantou quando foi prefeito em duas gestões, e apontou soluções para um eventual novo mandato.

Na Educação, por exemplo, cobrou uma participação articulada das instituições locais, e uma ação específica: educação em tempo integral. “A rua não é lugar para as crianças passarem metade do dia”.

Sobre a crise da água, Geraldo defende o aceleramento da obra da barragem do rio Colônia. “Não podemos esperar dois anos para a conclusão dessa obra. Sou contra a privatização da Emasa. A solução é acelerar as obras da barragem. Se a Emasa não tem capacidade de investimento, que seja devolvida ao governo do estado”.

O pré-candidato ainda falou sobre saúde, desemprego e violência. “Foi uma oportunidade mostrar ao povo de Itabuna que temos as melhores propostas para governar nossa cidade, caso o povo de Itabuna venha a nos dar mais uma oportunidade após as convenções de julho”.

Ibicaraí retoma pavimentação de ruas

Domingos Matos, 16/06/2016 | 18:03

Continua em ritmo acelerado a pavimentação de ruas no município de Ibicaraí. O trabalho de calçamento das ruas foi retomado em maio. Isso porque, após início em 2012, foi o trabalho foi interrompido porque a empresa contratada não conseguiu cumprir o contrato com a prefeitura. O calçamento dessa e de outras ruas é resultado de uma emenda parlamentar de 2011, do então deputado federal Geraldo Simões.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura de Ibicaraí, Leildo Santana, a previsão é entregar essa primeira etapa até o final do mês. "Estamos fiscalizando de perto e, se tudo correr bem, a rua e a travessa Miguel Malaquias ficarão prontas ainda esse mês. No mês de julho vamos iniciar o calçamento das ruas do bairro Novo Horizonte".

Santana projeta ainda que, entre agosto e setembro, será a vez das travessas A,B,C e D, no bairro Agripino Monteiro (Bairro Novo); além da pavimentação das rua Edith Pimentel; Rua da Ponta da Pedra e a travessa Adrião Macêdo (trecho que liga a praça do João Batista até o Complexo Policial). "Temos muitas ruas para calçar até o fim do ano", disse.

Já foram calçadas com esse recurso (R$ 1,3 milhão), três ruas no distrito do Cajueiro Novo (ruas Canadá, Costa e Silva e Castelo Branco), uma rua no Bairro Duque de Caxias, parte da Rua do Paletó e parte do trecho da praça Manoel Caxingó, na rua Paraíso (bairro do Luxo).

Outra rua importante que será calçada é a Tiradentes (trecho do CCI até a quadra do João Batista) e suas transversais, que ligam a rua professora Waldyr Pinto Montenegro (antiga Brigadeiro Eduardo Gomes).

(Texto: Arnold Coelho – Fotos: Antonio Lima)

Cai mais um ministro de Temer por corrupção

Domingos Matos, 16/06/2016 | 17:41

Após ser citado no acordo de delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado como beneficiário de propina, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pediu demissão do cargo na tarde desta quinta-feira (16), informou a assessoria do Palácio do Planalto. O peemedebista é alvo de um inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga políticos suspeitos de envolvimento na Lava Jato.

Em depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR), o ex-presidente da Transpetro relatou ter repassado a Henrique Alves R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014.

Em pouco mais de um mês de governo Michel Temer, esta é a terceira demissão de ministros em razão de envolvimento no esquema de corrupção que agia na Petrobras investigado pela Lava Jato. Antes de Alves, havia sido demitidos os ministros Romero Jucá (Planejamento) e Fabiano Silveira (Transparência).

De acordo com Sérgio Machado, a propina foi paga ao ministro do Turismo da seguinte forma: R$ 500 mil em 2014; R$ 250 mil, em 2012 e R$ 300 mil em 2008. Os valores foram repassados, segundo ele, pela Queiroz Galvão. Outros R$ 500 mil foram pagos em 2010 a Alves, pela Galvão Engenharia, de acordo com a delação.

Os recursos eram entregues por meio de doações oficiais, mas eram provenientes, conforme o delator, de propina dos contratos da subsidiária da Petrobras. Sérgio Machado detalhou que Henrique Alves costumava procurá-lo com frequência em busca de recursos para campanha.

Por meio de nota, Henrique Alves afirmou nesta quarta que todas as doações para as campanhas dele foram oficiais, e as prestações de contas aprovadas pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Via G1.com

PT lança Zé Raimundo como pré-candidato a prefeito de Conquista

Domingos Matos, 16/06/2016 | 12:04
Editado em 16/06/2016 | 12:05

Um encontro neste sábado (18) em Vitória da Conquista, sudoeste, deve confirmar o nome do deputado estadual Zé Raimundo (PT) como pré-candidato a prefeito da cidade nas eleições deste ano. No encontro, são aguardados os presidentes do partido na Bahia, Everaldo Anunciação, e no município, Rudival Maturano, além do atual prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes.

Zé Raimundo pretende retornar ao executivo da cidade, após passagem no comando da cidade entre 2002 e 2008. Além de sacramentar o nome, o partido vai discutir a política de alianças e apresentar nomes de pré-candidatos a vereador.

“Será a oportunidade não apenas de definir o meu nome para pré-candidato a prefeito de Vitória da Conquista, missão que assumirei com muita responsabilidade, como também de aprovar um plano de mobilização pré-campanha, incluindo o debate e as diretrizes para o programa de Governo Participativo. É um momento de arrancada, no qual estamos contando com a energia e a participação da nossa aguerrida militância”, disse Zé Raimundo.

Participam também do encontro, os deputados federais Waldenor Pereira, Jorge Solla, Afonso Florence (líder da bancada federal petista) e Walmir Assunção, além dos estaduais Marcelino Galo e Bira Corôa, e lideranças regionais. O encontro tem início as 9horas, na Câmara de Vereadores. 

Via Bahia Notícias

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.