CMVI

Tag: turma

Trabalhador rural que se intoxicou com pesticida ganha direito a R$ 2.500 de dano moral

Domingos Matos, 17/06/2019 | 18:09

Um trabalhador rural do extremo sul da Bahia receberá indenização no valor de R$ 2.500 por ter se intoxicado com o uso de pesticidas na plantação de bananas em que trabalhava. A decisão é da 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA), e dela cabe recurso.

De acordo com o agricultor, em março de 2015 ele passou mal e precisou ficar internado por alguns dias. Resolveu então solicitar dispensa do trabalho, para não colocar em risco, ainda mais, a saúde, “sua única moeda de troca para seu trabalho e subsistência”, conforme disse. Ele ajuizou, na Vara do Trabalho de Eunápolis, processo pedindo indenização de R$ 50 mil, que o juiz de 1º Grau julgou improcedente. Segundo o magistrado, o depoimento testemunhal confirmou que o motivo do adoecimento fora ato inseguro cometido pelo reclamante, que não seguia corretamente as regras de segurança.

Na análise do recurso, o relator, desembargador Luiz Roberto Mattos, afirmou que é direito do trabalhador a redução de riscos no ambiente de trabalho, e que o risco da atividade empresarial não pode ser compartilhado com o empregado, especialmente no que tange à sua saúde. O relator ressaltou que “não pode-se imputar à falha humana, classificando-se como ato inseguro, um evento que abalou diretamente a saúde do trabalhador, causando seu internamento em hospital, quando a atividade da reclamada impõe o manuseio com pesticidas”.

O magistrado lembrou que a reclamada arcou com as despesas médicas e hospitalares, suportando o dano material causado, mas ressaltou que o dano causado à saúde do trabalhador não foi compensado, motivo pelo qual incluiu na condenação o pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 2.500. A decisão foi seguida de forma unânime pelos desembargadores Ivana Magaldi e Marcos Gurgel, que também integram a 1ª Turma.

 

UFSB forma 1ª turma de especialistas em Saúde Coletiva

Domingos Matos, 15/06/2019 | 23:24

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) realizou, entre os dias 13 e 15, em Porto Seguro, o II Simpósio de Saúde Coletiva do Sul da Bahia, com o tema “Educação e Saúde: Interfaces e Desafios na Formação Interdisciplinar em Saúde”. O evento é uma parceria do Programa de Mestrado em Saúde da Família (PROFSAÚDE) e do Programa de Especialização em Saúde Coletiva (PPGESC).

Além de diversas atividades, como palestras, oficinas e mini cursos, o evento proporcionou oportunidade para a apresentação das dissertações de mestrado de vários profissionais médicos, que passam a ter o titulo de Mestre em Saúde da Família.

Com isso, será beneficiada a sociedade baiana e, em especial, a região sul da Bahia, que ganha com novos profissionais capacitados, com foco na atenção integral e humanizada de pessoas assistidas pelo SUS e nas demandas de saúde, onde o foco é a família.

Outro momento que mereceu destaque no evento foi a finalização e apresentação de resultados de pesquisas do Curso de Especialização em Saúde Coletiva, com ênfase na formação de Sanitaristas.

Diversos profissionais da saúde e da educação concluíram pesquisas com foco nas mais variadas nuances de agravos que incidem na saúde das pessoas. Sempre com o viés do olhar pelo coletivo, estes profissionais já neste segundo semestre de 2019, estão aptos ao mercado de trabalho e em muito poderão contribuir na melhoria dos índices da saúde.

Esta é a primeira turma de Especialistas em Saúde Coletiva, e foram formados nos três campi da UFSB - em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

Na foto (topo), os novos Especialistas em Saúde Coletiva, de Itabuna, e seus professores professor doutor Antônio José Cardoso, e professora doutora Gabriela Andrade Silva, no evento em Porto Seguro

 

A Operação Lava-Jato desmascarada

Domingos Matos, 10/06/2019 | 16:34
Editado em 10/06/2019 | 16:52

Por Eugênio Aragão

Quem acompanhava as conversas internas do MPF na rede @Membros sabia, desde sempre, da descarada politização do ambiente corporativo, marcado por profunda “petefobia”, expressão que usei numa entrevista em 2011, logo após tomar posse como corregedor-geral do órgão. O tom militante e de desqualificação de quem pensava diferente era ali uma constante. Nem ministros do STF saíam incólumes, sendo alvos de chacota e caçoada. Como corregedor-geral, cheguei a mandar aviso à rede, advertindo que os deveres de urbanidade e de decoro também se aplicavam às comunicações internas.

A mim não surpreendeu o teor das mensagens trocadas por personagens da famigerada Operação Lava-Jato e o juiz de piso Sérgio Moro, por mais que choca outsiders. Essas mensagens mostram claramente a promiscuidade que prevalece na fusão das atividades de investigar, acusar e julgar nos processos dessa operação. Temos ali promotores que se portam feito meganhas é um juiz que é acusador, todos articulados num projeto político de “limpar o Congresso” e de impedir que o PT fosse vitorioso nas eleições presidenciais de 2018.

Agora que o caldo derramou e ficou provado o que muita gente desconfiava – a persecução seletiva de atores políticos – os promotores desesperados se apressam em se fazer de vítimas de “uma ação criminosa” de invasão de seus celulares usados “para comunicação privada” e “no interesse do trabalho”. Mostram revolta contra o que denominam “violação da esfera privada”.

A mim não surpreendeu o teor das mensagens trocadas por personagens da famigerada Operação Lava-Jato e o juiz de piso Sérgio Moro, por mais que choca outsiders. Essas mensagens mostram claramente a promiscuidade que prevalece na fusão das atividades de investigar, acusar e julgar nos processos dessa operação. Temos ali promotores que se portam feito meganhas é um juiz que é acusador, todos articulados num projeto político de “limpar o Congresso” e de impedir que o PT fosse vitorioso nas eleições presidenciais de 2018.

Não há, pois, legitimidade no argumento da vitimização dos procuradores e do juiz de piso pelo ataque a seus celulares. Mas, além disso, o chororô da nota do ministério público em decorrência de publicação, pelo sítio do Intercept, peca contra o princípio do “ne venire contra factum proprium” e, assim, é mais uma prova de falta de boa fé da turma da Operação Lava-Jato. É que, quando criminosamente tornaram público diálogo telefônico entre a presidenta Dilma e o ex-presidente Lula, às vésperas da posse deste no cargo de ministro-chefe da Casa Civil, procuradores e magistrado – principalmente este último – se exculparam no interesse público do conteúdo para mandar a lei às favas.

E as provas sobre conspirações de Moro e Dallagnol contra o poder legislativo que queriam “limpar” ou contra as eleições presidenciais que queriam conduzir de forma a que não se elegesse Haddad, não são elas, por acaso, de interesse público? Ainda mais quando encontradas em celulares funcionais?

Não há desculpa. Pode até ser que, na prática recorrente dos tribunais, de blindarem Sérgio Moro, digam que as conversas vazadas não servem para condenar juiz e promotores na esfera penal, mas, seguramente, elas bastam para colocar em xeque a persecução penal contra Lula e a legitimidade do pleito presidencial de 2018.

No que diz respeito à promiscuidade da relação entre o ministério público e o juiz, revelada pelo vazamento de suas comunicações, passou da hora de repensar a proximidade entre acusação e magistratura no Brasil.

Quando atuava como subprocurador-geral da república junto ao STJ e, até mesmo antes, quando atuava como procurador regional no TRF da 1ª Região, incomodava-me profundamente o nosso papel, do MPF, nas sessões, sentados ao lado do presidente, com ele podendo até cochichar, a depender da empatia recíproca. Enquanto o advogado fazia sua sofrida sustentação oral da tribuna, não raros eram comentários auriculares entre juiz e procurador. Depois, o procurador era convidado a saborear o lanchinho reservado dos magistrados, em que os casos eram frequentemente comentados. Já os advogados ficavam do lado de fora, impedidos de participar dessa festa do céu. Produzia-se, assim, a mais descarada assimetria entre a defesa e a acusação.

O argumento dos colegas era de que o ministério público ali não era parte e, sim, fiscal da lei. Façam-me rir! Do ponto de vista estritamente dogmático, essa cisão entre os papéis do ministério público é ilusória, já que o órgão se rege pelos princípios institucionais da unidade e da indivisibilidade (art. 127 da Constituição). O ministério público é sempre parte e custos legis concomitantemente. Do ponto de vista prático, são pouquíssimos os procuradores que se imbuem do papel de fiscal imparcial. O punitivismo há muito tempo transformou a grande maioria em ferrabrás mecanizada. Não raro fui criticado por meus pares de dar parecer favorável à concessão de ordem de habeas corpus contra atuação de colega em primeiro grau! “Como assim? Ministério público acolhendo ordem de habeas corpus? Não pode!!!”.

Nesse contexto, é preciso barrar essa proximidade entre promotores e juízes, tirando os primeiros do pódio do magistrado, para colocá-los no nível das partes. Nos tribunais, está na hora de tirá-los do lado do presidente. Devem ocupar a tribuna para suas sustentações e voltar a seus gabinetes depois dessa tarefa, para dar andamento aos processos sob sua responsabilidade. Não faz sentido nenhum, em plena era do processo acusatório, dar destaque ao acusador, em detrimento da paridade com os advogados.

Deltan Dallagnol mostrou o quanto é deletério, para o devido processo legal e para o julgamento justo, a confraria com Sérgio Moro. Ficavam promotor e juiz trocando figurinha sem participação da defesa. O juiz se dava o direito de palpitar na estratégia investigativa sobre crimes que depois viria a julgar e o promotor deixava o juiz “à vontade” para indeferir seus pleitos, se não combinasse com a estratégia comum. Um escândalo, tout court.

Esperam-se consequências dessas revelações, pois, muito mais do que a profunda injustiça da prisão de Lula por uma condenação “arreglada” entre magistrado e acusação, estamos diante de evidências de manipulação eleitoral. Ou o país tira lições dessa atuação criminosa de atores judiciais, ou pode sepultar sua democracia representativa, porque já não haverá mais respeito pelas instituições que devem protegê-la.

Eugênio Aragão - Procurador da República aposentado e ex-ministro da Justiça do Governo Dilma

SineBahia oferece mais de 40 vagas de emprego para esta sexta-feira em Itabuna

Domingos Matos, 06/06/2019 | 18:36

A unidade do SineBahia, em Itabuna, está oferecendo para esta sexta-feira (07), 41 vagas de emprego. As oportunidades são distribuídas entre vários cargos. Tem vagas, por exemplo, para chefe de cozinha, gerente administrativo, açougueiro, padeiro e montador de andaime.

Os candidatos interessados devem se dirigir à unidade do Sine, no Shopping Jequitibá, das 9h às 18h. É necessário apresentar número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, currículo, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Confira as vagas de emprego exclusivas para Itabuna:

 

GERENTE DE LOJA

Ensino Superior Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência no segmento de moda

01 VAGA

 

CHEFE DE COZINHA (PROFESSOR)

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir cursos na área

01 VAGA

 

GERENTE ADMINISTRATIVO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência com liderança de equipes, financeiro e compras

Possuir CNH ‘B’ e carro

01 VAGA

 

GERENTE DE LOJA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência com gestão de loja no segmento de telefonia

02 VAGAS

 

CABELELEIRO ESCOVISTA

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

01 VAGA

 

TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na função

Possuir curso de refrigeração

Possuir CNH ‘AB’

01 VAGA

 

AÇOUGUEIRO

Ensino Fundamental Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na carteira

03 VAGAS

 

PADEIRO

Ensino Fundamental Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na carteira

03 VAGAS

 

LIXADOR

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

10 VAGAS

 

SOLDADOR

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira com TIG e MIG

02 VAGAS

 

ELETRICISTA INDUSTRIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

ENCANADOR INDUSTRIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

ENCANADOR PREDIAL

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

CARPINTEIRO

Ensino Fundamental Incompleto
Experiência mínima de 6 meses na função

02 VAGAS

 

BETONEIRO

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

MONTADOR DE ANDAIME

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

Ensino Médio Completo

Curso de Técnico em Segurança do Trabalho

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA

 

CALDEIREIRO  (CHAPAS DE FERRO E AÇO)

Ensino Fundamental Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

02 VAGAS

 

CABO DE TURMA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

01 VAGA

 

MPF diz em parecer ao STJ que Lula pode ir para regime semiaberto

Domingos Matos, 05/06/2019 | 12:16

Em parecer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) na semana passada, o Ministério Público Federal (MPF) concluiu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva adquiriu o direito de progressão do regime fechado para o semiaberto, no qual pode sair para trabalhar durante o dia e deve voltar à noite para a prisão.

Na manifestação, a subprocuradora-geral da República Aurea Lustosa Pierre diz que houve “omissão” no acórdão (decisão colegiada) da Quinta Turma do STJ que reduziu a pena de Lula no caso do tríplex no Guarujá (SP) de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias. O MPF também opinou a favor da redução da multa de R$ 16 milhões para R$ 2,4 milhões.

Segundo o parecer, ao reduzir a pena o STJ deveria já ter deliberado o eventual cumprimento da pena em regime semiaberto, levando-se em consideração a redução da pena e o tempo decorrido desde que Lula foi preso, em 7 de abril do ano passado. Com isso, restariam a ele 7 anos e 9 meses de prisão.

A subprocuradora citou o Código Penal, segundo o qual penas menores de oito anos podem começar a ser cumpridas em regime semiaberto.

Pela Lei de Execuções Penais, a progressão de regime pode ser concedida depois do cumprimento de um sexto da pena, dada a condição de bom comportamento. Segundo as projeções iniciais, Lula teria o direito a partir de setembro.

O parecer do MPF foi enviado ao STJ em resposta a embargos de declaração (recurso para esclarecimentos sobre uma decisão) interpostos pela defesa de Lula. Caberá agora ao relator do caso no tribunal, ministro Félix Fischer, deliberar sobre o assunto.

Defesa

Em nota, os advogados de Lula dizem que o “resultado esperado pela defesa do ex-presidente Lula para esse e para qualquer outro recurso é a sua absolvição, porque é o único resultado compatível para quem não praticou qualquer crime”.

“No tocante à argumentação subsidiária submetida pela defesa de Lula ao STJ, o parecer apresentado pela subprocuradora-geral da República Aurea Lustosa Pierre no último dia 29.05 reconheceu que não há obstáculo legal no caso concreto para a fixação imediata do regime aberto”, acrescenta o texto.

Para a defesa, Lula deve progredir diretamente para o regime aberto, quando o condenado pode sair durante o dia e deve voltar à noite para casa, devido à “inexistência de estabelecimento compatível” para o cumprimento da pena em regime semiaberto, e ante a “peculiar situação” do ex-presidente.  (Com informações da Agência Brasil)

Itabuna: Colégio General Osório realiza projeto Educação Física e Saúde

Domingos Matos, 27/05/2019 | 14:29

Será realizado nesta terça-feira (28),  no Colégio Estadual General Osório, em Itabuna, o projeto interdisciplinar " Educação Física e Saúde: Novas perspectivas sobre a dependência química e física." O projeto culminará com uma sala ambiente com exposição do trabalho final realizado pelos estudantes do ensino médio. A sala funcionará com seminário, teste sensorial, exibição de documentários, gráficos, cartazes, dentre outros, envolvendo todas as turmas do colégio.

O evento, que acontece das  8 às 11 horas  e das 14 às 17 horas, é aberto à comunidade e faz parte   da filosofia  de uma escola com compromisso e responsabilidade social.

O projeto idealizado pela professora de Educação Física Mayllena Carvalho, surgiu como meio de promoção de hábitos saudáveis através da atividade física, buscando uma reflexão sobre o uso de drogas e anabolizantes no organismo. Além da Educação Física, são abordadas as disciplinas  Biologia, Química, Matemática e História.
 

Estudantes do 3º semestre de Direito simulam Tribunal do Júri na FTC

Domingos Matos, 25/05/2019 | 01:07

Teses, embates entre defesa e acusação, testemunhos emocionados. Parecia uma verdadeira sessão do Tribunal do Júri, como se vê comumente. Mas, era tudo encenação. Um trabalho acadêmico, realizado pelos alunos do 3º semestre do curso de Direito (turma B, noturno), da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC-Itabuna), na noite dessa sexta-feira, 24.

O caso – fictício – tratou de um homicídio duplamente qualificado. Um homem de 62 anos matou a esposa, 40 anos mais nova, por ciúmes. Motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima. Possível feminicídio.

Tal foi o desempenho da defesa e da acusação, incluindo momentos de choro do réu, que por pouco o homicida não foi inocentado: 4x3. Ao final, a tese da “legítima defesa da honra” combinada com a resposta a uma “injusta provocação da vítima” foi vencida pela do “homicídio duplamente qualificado”. Também foi reconhecida pelo corpo de jurados a caracterização do feminicídio.

Crédito

O Júri Simulado visa garantir a prática dos conteúdos apreendidos na sala de aula, e vele como um dos créditos do semestre, na disciplina Redação Jurídica. Porém, por um momento, parecia que a nota era o menos importante, e todos se dedicavam a fazer o melhor na simulação, até para honrar os colegas que redigiram o caso – inquérito, denúncia, pronúncia etc.

No fim, ganharam todos – menos o réu Juarez, que pegou 12 anos de xilindró.

Polícia Militar ganha primeira tenente-coronel da história

Domingos Matos, 23/05/2019 | 10:18

Integrante da primeira turma de mulheres oficiais da Polícia Militar, Fernanda Dantas, 54 anos, médica, solteira e sem filhos é também a primeira mulher a alcançar a patente de tenente-coronel da Polícia Militar da Bahia. Especialista em pediatria, bacharela em Direito e mestranda em Administração Pública, ela é fonte de inspiração para as oficiais que sonham chegar ao topo da carreira militar.

Hoje se divide entre as funções realizadas no Departamento de Saúde da PM, na Vila Militar do Bonfim, onde é lotada, e no Setor Médico do Centro de Operações e Inteligência-2 de Julho, no Centro Administrativo da Bahia. Seja em um local de trabalho ou no outro, o reconhecimento e o orgulho das colegas de farda são os mesmos. Doutora Ana Fernanda, como é chamada, entrou para a história da PM.

Ela é a maior autoridade feminina da corporação. “Nem me dei conta sobre quanto isso é representativo, até o dia da solenidade de ascensão. Quando olhei ao meu redor e vi que era só eu de mulher, a ficha caiu”, lembra com satisfação. Mas ninguém está mais feliz com a promoção do que dona Ana Margarida, 83 anos, mãe da TC Ana Fernanda, que viveu para ver a filha entrar para a história da corporação Centenária Milícia de Bravos.

 

IF Baiano abre 1320 vagas para curso técnico EaD em Vendas

Domingos Matos, 23/05/2019 | 09:30

Abrem, nesta sexta-feira (24), as inscrições para 1320 vagas no curso técnico subsequente de Vendas, modalidade Educação a Distância. As vagas são distribuídas em 33 campi e polos de apoio presencial, em diferentes municípios do estado da Bahia. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online, a partir do dia 24, através do link disponível na página da seleção. O prazo para inscrição encerra no dia 06 de junho.

O curso técnico em Vendas objetiva formar profissionais com as habilidades e conhecimentos necessários para atuação no mundo do trabalho, dominando as competências para o exercício profissional de técnico em Vendas, com vistas à sustentabilidade dos empreendimentos, convergindo para o desenvolvimento socioeconômico local e regional. É prerrequisito para participar da seleção ter concluído o Ensino Médio. O processo de seleção oferece três sistemas de vagas: ampla concorrência (25%), reserva de vagas para estudantes oriundos de escolas públicas (70%) e reserva de vagas para pessoas com deficiência (5%). No edital, os candidatos podem conferir informações detalhadas sobre inscrições, matrícula e documentação necessária.

Os interessados devem estar atentos ao local de escolha da vaga, pois, embora majoritariamente a distância, o curso possui encontros presenciais nos polos ou campi indicados. Segundo Antônio Carlos da Silva Costa, diretor de Educação a Distância, o curso vem com a novidade de ter enxugado sua carga horária de três semestres para dois.

Na última sexta-feira (17), o IF Baiano realizou a formatura da primeira turma do curso de Vendas. Segundo Antônio Carlos, 75% da turma está trabalhando na área e, aproximadamente, 50% desses alunos passaram a trabalhar com vendas depois que concluíram o curso. “Para mim, essas estatísticas falam por si só a respeito da importância que esse curso tem para o desenvolvimento da cidade de Salvador e região”, afirma Antônio Carlos.

Itabuna: aulas na rede municipal de ensino começam nesta quinta 

Domingos Matos, 14/05/2019 | 17:38

Pouco mais de 16.620 alunos da Rede Municipal de Ensino de Itabuna estarão iniciando as aulas do ano letivo de 2019 na próxima quinta-feira (16). A preparação do ano letivo contou com a realização da Pré-jornada, entre 8 e 10 de maio e da XXXI Jornada Pedagógica da Rede Municipal de Ensino entre 13 e 15 de maio. 

Entre as novidades preparadas pela Secretaria Municipal da Educação de Itabuna (SME), estão as reformas estruturais realizadas na Creche Ester Gomes (bairro Lomanto), na Escola Creche Pequeno Aprendiz (Vale do Sol) e a ampliação da Escola Marechal Castelo Branco (Califórnia). Uma nova sala de aula está sendo inaugurada para atender à clientela da Educação no Campo, na sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-101. E no Instituto Municipal de Educação Aziz Marom (IMEAM), será colocado em prática o vetor disciplinar, numa parceria firmada entre a Prefeitura de Itabuna, através da SME com a Polícia Militar da Bahia. A inserção do vetor, segundo aponta a professora Nilmecy Gonçalves, secretária da Educação, foi fator preponderante de atração de novos alunos. A escola saiu dos cerca de 700 alunos em 2018, para quase 1.100 em 2019, contando, agora, com 37 turmas, todas de 5º ao 9º anos. 

Na esfera da valorização dos profissionais do magistério, a secretária aponta ainda a concessão de reajuste linear nos proventos salariais dos professores de níveis I, II e III em 4,18%, autorizado pelo prefeito Fernando Gomes, sendo que, para o nível I, a concessão já tinha sido concedida no mês de janeiro e para os níveis II e III, no mês de abril. Também nessa perspectiva, Gonçalves destaca  a autorização para que se proceda a reserva técnica para os professores de 1º, 2º e 3º anos (um terço da carga horária de trabalho separada para o planejamento das aulas). 

No que se refere às matrículas, a Rede Municipal de Ensino, embora tenha tido avanços no seu quantitativo ainda registra um total menor que o do ano passado. Nos últimos quinze dias, houve um movimento maior na procura por vagas, sobretudo, graças ao apoio de veículos de comunicação (sites, blogs, emissoras de rádio e TV), com a ampliação dos números saindo de 14.136 matrículas em janeiro, para 16.623 no início de maio. 

As secretarias das escolas continuarão matriculando até o dia 31 de maio, na expectativa de que se atinja, até lá, 18 mil estudantes. A Rede Municipal de Ensino de Itabuna é a terceira maior do Estado da Bahia, com 90 unidades escolares, 1.223 professores e cerca de 800 funcionários. 

Estudantes de Teatro do CEEP do Chocolate em Ilhéus são aprovados na UFSB

Domingos Matos, 03/05/2019 | 11:33

Seis estudantes do Curso Técnico de Teatro do  Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Schaun, em Ilhéus, escola da rede estadual de ensino da Secretaria de Educação da Bahia, foram aprovados para o curso de Artes da Universidade Federal do Sul da Bahia-UFSB, no campus Jorge Amado, em Itabuna. Amanda Cardoso,  Andreina Tainá Guerra Félix Mendes,  Ingrid Santos, Natália Santos,  Mariana Andrade e  Raromine Lopes fazem parte da primeira turma de Teatro do CEEP Ilhéus, que colou grau no mês de março, e estão iniciando a carreira universitária neste semestre.

A professora Valdiná Guerra Félix, Articuladora do Curso Técnico de Teatro, destaca que  “a aprovação dos estudantes na UFSB tem um grande significado para nós, porque reflete o trabalho realizado em três anos, valorizando teoria e  prática na atividade artística”. “Além disso, eles estarão dando continuidade ao processo de formação profissional e acadêmica. A existência do curso Técnico em Teatro despertou novos horizontes para os alunos do CEEP”, disse.

A estudante Natalia Santos comemora o acesso à universidade: “abri mão da aprovação em Direito, para realizar o meu sonho que é cursar Artes, a carreira que escolhi seguir. Estou muito feliz e agradeço ao CEEP do Chocolate pela formação que me possibilitou  o acesso à Universidade Federal do Sul da Bahia”.   

Além da formação básica e da valorização da cidadania, o curso também forma os alunos para assumirem  funções técnicas dentro do teatro como cenotécnica, iluminação, sonoplastia, fotografia cênica, maquiagem, figurino, direção, dramaturgia e atuação.

Cerca de 50 estudantes fazem o curso técnico de nível médio em Teatro no CEEP Chocolate Nelson Schaun, que também oferece os cursos técnicos de nível médio em Agroindústria, Análises Clínicas, Eletromecânica, Guia de Turismo, Hospedagem e Logística.

Shopping Jequitibá celebra a Páscoa com programação especial para as crianças  

Domingos Matos, 05/04/2019 | 14:09
Editado em 05/04/2019 | 16:46

O Shopping Jequitibá, em Itabuna, preparou uma programação especial para comemorar a Páscoa, uma das épocas mais celebradas pelo público infantil. As atividades serão abertas neste domingo, dia 7, com o Teatro na Praça, um espetáculo com Anima Guilda. Já no dia 14, haverá apresentação da Turma da Mônica com Teatro e Fantasia, no dia 21 Sitio do Picapau Amarelo e o mundo mágico de Monteiro Lobato, e no dia 28, novamente Anima Guilda, sempre as 17 horas.
 
A programação inclui ainda, de 11 a 18 de abril, das 14 às 20 horas, oficinas de confecção de embalagens para chocolate, produção de ovos de Páscoa, biscoito decorado e brigadeiro. O shopping fica fechado no dia 19 (Sexta Feira Santa) e retorna o projeto infantil nos dias 20 e 21, com oficinas de sanduiche do Coelhinho, biscoito e brigadeiro, além de  atividades recreativas.
 
Um momento especial acontece no dia 17, às 18 horas, com o Musical de Páscoa, apresentado pelo  Centro de Dança Luisa Sellmann, na Praça de Alimentação, mostrando o encanto e a magia que encantam gerações, embaladas pela mística do Coelhinho e seus ovos de chocolate.

Internas do CPI discutem livro Quarto de Despejo e ganham show de grupo feminista

Domingos Matos, 20/03/2019 | 21:13

A programação do Mês da Mulher no Conjunto Penal de Itabuna (CPI) teve, na segunda-feira (18), uma importante atividade em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB-Campus Jorge Amado), por meio do Setor de Biblioteca. Cerca de 40 internas participaram de uma Roda de Leitura, para discutir trechos do livro “Quarto de Despejo – Diário de uma favelada”, de Carolina Maria de Jesus.

Após a oficina de leitura, realizada com intensa participação das mulheres, uma apresentação do grupo musical Banda Quente animou ainda mais a todas elas, interpretando um vasto repertório de canções autorais e de nomes consagrados da música popular, como Edson Gomes, e outros nomes da MPB.

“Foi uma experiência muito enriquecedora. Nunca estive num presídio, não fazia ideia de como seria a recepção. Foi uma grata surpresa, porque fomos muito bem recebidas por todas elas, que participaram ativamente das atividades propostas, muitas delas verbalizando o quanto se identificavam com a obra. Foi muito gratificante”, afirmou a bibliotecária da UFSB, Raquel da Silva Santos.

Também servidora da UFSB, lotada na biblioteca, Izadora Guedes conduziu as dinâmicas de relaxamento e integração entre as mulheres, bem como orientou uma das turmas das oficinas de leitura e ainda integrou o show da Banda Quente. “Foi maravilhoso. Espero poder participar de outras programações como essa, ver novamente o brilho no olhar dessas mulheres”, disse. O mesmo comentaram as outras integrantes da Banda Quente.

A atividade foi elogiada pelo diretor em exercício do CPI, Bernardo Cerqueira Dutra. “Só temos a agradecer à Biblioteca da UFSB e à Banda Quente, que proporcionaram momentos culturais às mulheres custodiadas. Estaremos de portas abertas outras iniciativas como essas”, afirmou.

Participaram da programação Raquel da Silva, Izadora Guedes, Katlyn Amazonas, Isadhora Veiga e Fernando Silva, pela UFSB; e Eloah Monteiro e Ticiana Belmonte (e Izadora Guedes) pela Banda Quente.

O livro

O livro Quarto de Despejo é o diário de Carolina, uma catadora de papéis, semi-analfabeta, negra, pobre e favelada. É, também, autora, personagem e narradora do livro. É um diário autobiográfico e um documento sobre a vida de uma favela. O diário registra fatos importantes da vida social e política do Brasil, iniciando-se em 1955 e terminando em janeiro de 1960. (Fonte: http://resumos.netsaber.com.br/resumo-3797/quarto-de-despejo)

Itacaré realiza um dos maiores carnavais da Bahia

Domingos Matos, 08/03/2019 | 15:18

Um dos maiores carnavais de todos os anos, com direito a grandes atrações nacionais e regionais, blocos alternativos, grupos de fantasias, mascarados e muita alegria. Assim foi o Carnaval de Itacaré 2019, realizado de 02 a 05 de março e que atraiu um público de cerca de 25 pessoas a cada noite. O evento também foi marcado pelo clima de paz e tranquilidade, não tendo sido registrada nenhuma ocorrência mais grave no circuito da folia.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, reafirmou que o objetivo do carnaval foi de realizar uma grande festa para os itacareenses e turistas e o resultado não poderia ter sido outro a não ser esse, de muita animação e tranquilidade, reafirmando o município como uma referência em eventos desse porte. Outro ponto positivo destacado pelo prefeito foi a garantia da tradição do carnaval de Itacaré, com as famílias brincando juntas e em clima de paz, foliões fantasiados com roupas coloridas e criativas, a alegria dos mascarados e uma festa com todos os ritmos, cores e sons.

E para garantir ainda mais o clima de paz e segurança, durante todos os dias da folia cerca de 150 policiais militares atuaram em todo o circuito. Também foi implantado um sistema de monitoramento das ruas que permitia o acompanhamento de todos os movimentos dos foliões. A festa contou ainda com o apoio da Polícia Civil, seguranças contratados pela Prefeitura, equipes de fiscalização, grupo do brigada do Bombeiros Civil, equipes de Secretaria de Saúde, da Secretaria de Desenvolvimento Social e do Conselho Tutelar prestando atendimento aos foliões. A realização do evento foi da Prefeitura de Itacaré, com o apoio do Governo do Estado e Câmara de Vereadores. A cerveja oficial do circuito foi a Skol Puro Malte.

O clima de alegria tomou conta das ruas de Itacaré desde o primeiro dia do carnaval. A abertura oficial da festa foi último sábado com as bandas Samba da Porra, Mussutaiba, Os Travessos e Jeanne Lima. No domingo a folia começou mais cedo com o bloco pipoca, para todos os foliões, às 11 horas da manhã, saindo da praça do Canhão, no trio sob o comando de Padre Ednaldo e Amigos. E às 14 horas foi a vez do Bloco Laranjada. Logo depois entrou na avenida o Bloco Sensação. Às 20 horas a festa começou no palco com Zalela e Banda e às 22 horas foi a vez de Dany Matos. Sinho Ferrary subiu ao palco à meia noite e levantou a multidão. Logo depois o reggae de Isaac Gomes encerrou o segundo dia do carnaval.

E na segunda-feira a festa começou com os blocos alternativos e fantasiados fazendo a alegria dos foliões. Á tarde foi a vez do Bloco Me Siga e às 16 horas a beleza, criatividade e irreverência tomam conta da avenida com o Bloco Trepadeiras. Também à tarde retornou a avenida o bloco Os Anjos Abençoados. E logo depois a alegria ficou por conta do bloco Turma do Guetho. Às 20 horas a alegria recomeça no trio elétrico com o Grupo Amassa e logo depois no palco foi a vez de Vitrine do Amor. À meia noite a alegria ficou por conta de Rafa e Pipo Marques e logo depois quem comandou a festa foi a banda Sem Retoque.

O último dia do carnaval de Itacaré começou às 11 horas no trio sob o comando da banda Os Spartas. À tarde foi a vez do bloco Leva Eu e logo depois a alegria ficou sob o comando dos foliões do Bloco TDB. A noite começou com a Banda Os Spartas, fazendo a alegria dos foliões no trio elétrico. E no palco se apresentou as bandas Melim, Jau e o cantor Vítor Kelsh encerrando em grande estilo o Carnaval 2019 de Itacaré.

Programa Empreender vai contribuir para o desenvolvimento do comércio de Itabuna

Domingos Matos, 18/02/2019 | 13:19

Fomentar e desenvolver as empresas do município, a partir do diagnóstico dos problemas, com o fim de, buscar soluções para os empreendimentos do mesmo segmento, utilizando uma expertise internacional. Esse é o principal objetivo do Programa Empreender, de acordo com o consultor Valdemir Souza que apresentou a metodologia do Projeto às lideranças locais, presidentes de bairros e órgãos parceiros da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, na quinta-feira (14).

O encontro também contou com a presença da Câmara de Dirigentes Logistas – CDL de Itabuna, que parabenizou a importância da iniciativa em auxiliar o micro e pequeno empreendedor: “este Programa é muito importante para ampliar a formação de quem já está no mercado, e também para quem deseja crescer com qualidade. E isto irá beneficiar toda a cadeia local, possibilitando, entre outros, a abertura de vagas de emprego e qualidade no atendimento, e terá todo nosso apoio”, declarou o Presidente, Carlos Leah.

“Nós temos inúmeros exemplos na Bahia de empresas que conseguiram êxito através de inciativas como esta, que é reunir o mesmo segmento em discussões e busca de soluções conjunta. O programa é uma inciativa oportuna e excelente. E, nós do Sebrae estaremos junto com a ACI contribuindo com a nossa expertise para auxiliar ao micro e pequeno empresário”, declarou a coordenadora regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo.

A reunião contou ainda com a presença de representantes do Movimento Empresarial Sul da Bahia em Ação - MESB, Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista do Comércio de Itabuna - SINDICOM, Banco do Povo, Caixa Econômica, Sala do Empreendedor e foi bastante proveitosa, de acordo com o presidente em exercício da ACI, Carqueija Júnior, “foi muito positivo a participação de todos hoje, o Programa Empreender foi abraçado pelos presentes e acredito que com este engajamento teremos turmas completas e o programa será um sucesso”, concluiu.

O lançamento oficial do Programa será dia 27 de fevereiro, com exposição da metodologia, formação das turmas e cronograma de tarefas. O Programa Empreender terá duração de um ano e tem como público alvo: os empresários dos segmentos de salão de beleza, oficinas mecânicas, mercados, padarias e hotelarias e é uma parceria entre a Federação das Associações Comerciais e Empresariais da Bahia – Faceb, a ACI e o Sebrae.

 

Acesse com seus dados:

ou
Ainda não tem acesso?
Registre-se em nosso Blog.